Your SlideShare is downloading. ×
0
Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales...
Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales...
Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales...
Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales...
Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales...
Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales...
Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales...
Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales...
Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales...
Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales...
Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales...
Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales...
Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales...
Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales...
Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales...
Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales...
Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales...
Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales...
Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales...
Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales...
Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales...
Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales...
Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales...
Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales...
Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales...
Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales...
Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales...
Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales...

927

Published on

Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales de Bibliotecologia...

Apresentação sobre a RBBC para as Jornadas Virtuales de Bibliotecologia...

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
927
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
7
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Articulação e Integração de Bibliotecas Comunitárias: o caso da RBBC http://rbbconexoes.ning.com Abraão Antunes da Silva (USP) Emília Sandrinelli; Jailton Lira; Rodolfo Targino (UNIRIO) Profª Drª Elisa Machado e Profº Dr. Geraldo Prado (UNIRIO)
  • 2. Antes de entender as Bibliotecas Comunitárias, contextualizar as Bibliotecas Públicas no Brasil... Dados do 1º Censo Nacional das Bibliotecas Públicas Municipais (2010). – 79% municípios possuem BPs; média de empréstimos mensal é de 296 livros. – 12% abrem aos sábados e 1% aos domingos; 24% funcionam a noite. – 91% não oferece serviços para pessoas com necessidades especiais e 88% não oferece atividades de extensão. – 84% dirigentes são mulheres, com 41,2 anos em média; 3% com ensino fundamental, 40% ensino médio e 57% ensino superior; 52% não tem “capacitação em biblioteca” – 17% dos funcionários são formados em Biblioteconomia. – 3,8 é média de computadores por biblioteca, sendo que 36% não possui computador e 35% apenas 1 computador. – 55% não tem acesso a internet e 71% não disponibilizam o acesso para seus usuários.
  • 3. Antes de entender as Bibliotecas Comunitárias, contextualizar as Bibliotecas Públicas no Brasil... Quadro geral de precariedade das Bibliotecas Públicas faz surgir a necessidade de criação das Bibliotecas Comunitárias
  • 4. Bibliotecas Comunitárias em Rede ‘A criação poética faz resplandecer no horizonte das periferias o movimento pelos desejos subjetivos e coletivos de uma população cerceada pela ausência de cidadania (...) desejos estes que articulam uma saudável inquietação cultural em meio ao vazio imaginativo, o individualismo, a alienação e a efemeridade’ (Marco Antonio Bin – As redes de escrituta nas periferias de São Paulo: a palavra como manifestação de cidadania, PUC, 2009)
  • 5. Bibliotecas Comunitárias em Rede Os documentos existentes no país até o decênio de 1960 normalmente se referem a bibliotecas de ordens religiosas, e somente a partir dessa data, particularmente com o trabalho de Paulo Freire, é que as Bibliotecas Comunitárias começaram a se difundir. Ainda assim muito timidamente, sobretudo durante a ditadura militar (1964- 1985), que reprimia toda e qualquer iniciativa autônoma, substituindo-a pela oficial, cujo fracasso foi latente desde os seus primeiros momentos. De 1985 até hoje pode-se dizer que houve uma espécie de avalanche de criação de bibliotecas comunitárias voltadas para os mais diferentes interesses, em particular políticos, religiosos, ou até mesmo individuais, como ‘afeto do ego de quem a criou’. (PRADO, 2009).
  • 6. Bibliotecas Comunitárias em Rede Espaços de leitura e informação que surgem normalmente em lugares periféricos, criados geralmente por pessoas que não tem formação em Biblioteconomia. (Machado, 2008) Borrachalioteca de Sabará, Minas Gerais [na foto, o criador da Biblioteca, Marco Túlio Damascena; hoje existe o Instituto Cultural Aníbal Machado, fruto desse trabalho.] ‘CARÊNCIA DO ESTADO’
  • 7. Bibliotecas Comunitárias em Rede São pensados como espaços de acolhimento e de convivência, tendo suas ações baseadas na criação de serviços organizados com base na realidade e conhecimento locais. 1º Arraiá Literário da Biblioteca Comunitária Solano Trindade (RJ), julho de 2010. Retomada das atividades de São João no espaço ‘seguro’ da Biblioteca. ‘ENVOLVIMENTO SOCIAL’
  • 8. Bibliotecas Comunitárias em Rede Quadro Geral no Brasil (Levantamento da profª Elisa Machado, em 2007/2008; Fontes Midiáticas] - 350 experiências de BCs no Brasil - Do total analisado, cerca de 30 % estavam em zonas urbanas (em ‘áreas de exclusão’), e quase 70% em zonas rurais ou pequenos municípios. - Fomentadas por cidadãos comuns (professor, pedreiro, açougueiro, catador de lixo, fazendeiro, bibliotecários etc); Grupos de jovens (do hip- hop etc); Organizações da sociedade civil (ONGs Associação Vaga Lume; Instituto Ecofuturo etc.) e Movimentos sociais (como o MST)
  • 9. Bibliotecas Comunitárias em Rede Quadro de Políticas para BCs: Ministério da Cultura: – Editais Descentralizados (em breve, um nacional); – [indireto] Formação de ‘Agentes da Leitura’ (em conjunto com a UNESCO: jovens de comunidades com baixo IDH recebem R$350 mensais para estimular a leitura junto a 25 famílias) – [indireto] Curso on-line do Projeto Mais Livro, Mais Leitura (capacitação para criação de Planos locais de Leitura)
  • 10. Bibliotecas Comunitárias em Rede Quadro de Políticas para BCs: – No nível municipal, há bons exemplos, como Caxias do Sul [com o amplo ‘Programa Permanente de Estímulo à Leitura’], e Recife [com sua ‘Rede de Bibliotecas Comunitárias do Recife’]; Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo também caminham no sentido de fomentar uma rede local de BCs [presença de ONGs, nesses casos]; – Recém aprovada Rede de apoio a instituições e pontos de leitura na Grande São Paulo, capitaneado pelo Observatório do Livro e da Leitura (Galeno Amorim) e pelo Ministério da Justiça (PRONASCI).
  • 11. Bibliotecas Comunitárias em Rede
  • 12. Bibliotecas Comunitárias em Rede Surgimento da RBBC – Fruto de um encontro ocasional no 'I Seminário Internacional de Bibliotecas Públicas e Comunitárias’ realizado na cidade de São Paulo, no ano de 2009. – Necessidade de criar um espaço para promover um amplo debate sobre as BCs, visando a construção de um evento melhor planejado para tal público. Escolhemos a plataforma NING por sua facilidade de uso / gratuidade [hoje ela é paga; a empresa Alexandria é nosso patrocinadora]
  • 13. Bibliotecas Comunitárias em Rede – Objetivo inicial da RBBC: realizar um encontro presencial com as diversas experiências de Bibliotecas Comunitárias do país. – Devido as dificuldades de obtenção de patrocínio para realizar tal evento [alguns, no entanto, já contaram com membros da RBBC], concentramos energia na divulgação e fomento de discussões na RBBC.
  • 14. Bibliotecas Comunitárias em Rede Para divulgação da rede, fizemos: – Uma entrevista na rádio CBN; – Apresentações da RBBC em alguns eventos João Pessoa: ENEBD 2010; São Paulo: Semana de Biblioteconomia da ECA/USP, Encontro na FESP-SP; Manaus: I Fórum de Gestores de Bibliotecas Comunitárias de Mana Recife: Festival ‘A Letra e a Voz’ em Recife – Criação de projetos de extensão na USP e UNIRIO.
  • 15. Bibliotecas Comunitárias em Rede (2009) Início da RBBC: escadarias da PUC (2010) Jailton estudando na BC Solado Trindade, para o seu TCC “As diferentes possibilidades de articulação das Bibliotecas Comunitárias"
  • 16. Bibliotecas Comunitárias em Rede Objetivos da RBBC – Discussão sobre princípios básicos da gestão de serviços e atividades de BCs [aperfeiçoamento técnico]; – Compartilhar práticas e eventos realizados nos locais [divulgação, estímulo]
  • 17. Bibliotecas Comunitárias em Rede Objetivos da RBBC – Estabelecimento de vínculos entre agentes e esferas envolvidas nesse processo [comunicação]; – Estimular a participação da sociedade no processo de construção de políticas públicas de qualidade para a área de bibliotecas no Brasil [ampliação do conceito de cidadania / política];
  • 18. Bibliotecas Comunitárias em Rede
  • 19. Bibliotecas Comunitárias em Rede
  • 20. Bibliotecas Comunitárias em Rede
  • 21. Bibliotecas Comunitárias em Rede
  • 22. Bibliotecas Comunitárias em Rede Conteúdos mais acessados da RBBC*: • Fóruns de Discussão [+ de 8000 acessos] • Páginas de Membros [+ de 6000 acessos] • Operações Administrativas [+ de 5500 acessos] • Recursos Audiovisuais [+ de 2500 acessos] • Eventos [+ de 1500 acessos] Principais Fontes de Entrada na RBBC*: • Mecanismos de Busca (Google etc) [+ de 5800 acessos] • ‘Entrada Direta’ [+ de 5400 acessos] • Email [+ de 800 acessos] • Outros Blogs [+ de 250 acessos] *Contagem Incompleta, baseada em conteúdos específicos com mais de 100 acessos no ano; verificado no Google Analytics [nov./2010].
  • 23. Bibliotecas Comunitárias em Rede Os dados prévios do perfil dos recém-cadastrados ajudam a direcioná-los na RBBC, em seu início
  • 24. Bibliotecas Comunitárias em Rede Perspectivas para o Futuro da RBBC: ‘Es prioritario crear nuestras propias comunidades de aprendizaje y redes sociales para actualizarnos permanentemente sobre las nuevas tendencias respecto a los bienes comunes de información y comunicar sus implicaciones a la sociedad, con el propósito de fomentar el diálogo, la participación y la colaboración; y de esta manera contribuir, por ende, al fortalecimiento de la sociedad y cultura libres, así como de un mundo donde haya mayores y mejores alternativas de vivencia y convivencia en la sociedad red’. (Hugo Alberto Figueroa Alcántara - Vivencia y convivencia en la sociedad red, UNAM, 2010) Uso de metodologias específicas de análise de redes sociais (‘netnografia’, p. ex.)
  • 25. Bibliotecas Comunitárias em Rede Perspectivas para o Futuro da RBBC: No plano prático, iniciativas como o projeto ‘Ler para Crer’, da UFC, são exemplos a serem adaptados para nossa realidade: tal programa ‘desenvolve metodologias para a gestão participativa e formação de mediadores de leitura, mediante a implantação de BCs em municípios cearenses. É um projeto da Universidade Federal do Ceará, e conta com a participação de seis professores e aproximadamente 25 estudantes, entre bolsistas e voluntários’. O projeto foi um dos vencedores do prêmio Viva Leitura 2010, promovido pelo Ministério da Cultura.
  • 26. Bibliotecas Comunitárias em Rede Perspectivas para o Futuro da RBBC: – A elaboração de materiais de apoio aos membros é algo a ser feito; – Visitas às BCs são essenciais para o sucesso do projeto; – Em segundo momento, após a devida consolidação de ‘baixo para cima’, parcerias com instituições governamentais (MinC), não-governamentais (UNESCO) e acadêmicas (FAPESP, CNPq) devem ser analisadas / planejadas.
  • 27. Bibliografia / ‘Linkografia’ BIN, Marco Antonio. As redes de escritura nas periferias de São Paulo: a palavra como manifestação de cidadania, PUC, [Doutorado em Ciências Sociais], 2009. Disponível em: http://www.sapientia.pucsp.br//tde_busca/arquivo.php? codArquivo=9080 FIGUEROA ALCANTARA, Hugo Alberto. Vivencia y convivencia en la sociedad red, UNAM, [Mestrado em Biblioteconomia], 2010. Disponível em: http://biblioteca.universia.net/html_bura/ficha/params/id/52013979.html MACHADO, Elisa. Bibliotecas comunitárias como prática social no Brasil. São Paulo: CBD/ECA/USP, 2008. [Doutorado]. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27151/tde-07012009-172507/ MACHADO, E.; PRADO, G. M.; SILVA, A. A.; LIRA, J. A.; TADASHI, Kléber. A Rede Brasil de Bibliotecas Comunitárias: espaço de compartilhamento de informações e construção de novos conhecimentos - Relato de experiência. Journal of Community Informatics [NO PRELO]. MACHADO, E. [Apresentação sobre a] Rede Brasil de Bibliotecas Comunitárias - RBBC. In.: 1º Seminário de Biblioteconomia e Ciência da Informação - FaBCI/FESP. São Paulo, 2010. Disponível em: http://www.fespsp.org.br/sbci/downloads/03_redebrasildebibliotecas_ElisaCamposMachado.pdf PRADO, Geraldo Moreira. Biblioteca comunitária: território da memória, informação e conhecimento . In: BRAGA, Gilda Maria; PINHEIRO, Lena Vânia Ribeiro (org.). Desafios do Impresso Digital: questões contemporâneas da Informação e do conhecimento. Rio de Janeiro: IBICT / UNESCO, 2009. SANDRINELLI, E.; LIRA, J. A.; ARAÚJO, R. T.; SILVA, A. A. Articulação e Integração de Bibliotecas Comunitárias: o caso da Rede Brasil de Bibliotecas Comunitárias. In: Anais do XXXIII Encontro Nacional de Estudantes de Biblioteconomia, Documentação, Gestão e Ciência da Informação. João Pessoa: UFPB, 2010. Disponível em: http://dci.ccsa.ufpb.br/enebd/index.php/enebd/article/view/81 RBBC (Ning) - http://rbbconexoes.ning.com // Google Analytics: http://www.google.com/intl/pt-BR/analytics/ Abraão Antunes - abrapira@gmail.com Blogs: abrapira.posterous.com // abrapira.tumblr.com

×