Coisas Engraçadas Aconteceram no Caminho - michael j fox

1,129 views
1,022 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,129
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6
Actions
Shares
0
Downloads
7
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Coisas Engraçadas Aconteceram no Caminho - michael j fox

  1. 1. Traduçã[Beatriz Vellos[
  2. 2. Copyright © 2010 by Michael J. FoZOriginalmente publicado nos Estados Unidos e no Canadá pela Hyperion Books comDtÃtulo A funny thing happened on the way to the future. Esta edição traduzidafoHpublicada por acordo com a HyperionXPreparação: Norma MarinheirDRevisão: Paula B. P. Mende`Diagramação: C&C Criações e Textos LtdaXCapa: Henrique Theo MölleGFoto da capa: Mark SeligeGDados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileirado Livro, SP@BrasilbFox, Michael JXCoisas engraçadas aconteceram no caminho para o futuro / Michael J. Fox ;traduçãDBeatriz Velloso. -- São Paulo : Editora Planeta do Brasil, 2011XTÃtulo original: A funny thing happened on the way to the futureXISBN 978-85-7665-741-H1. Atores - Canadá - Autobiografia 2. Atores - Estados Unidos - Autobiografia3. Fox@Michael J., 1961- I. TÃtuloX11-07953 CDD-790.430NÍndice para Catálogo Sistemático 1. Estados Unidos : Atores : Autobiografia790.430N201PTodos os direitos desta edição reservados à Editora Planeta do Brasil LtdaXAvenida Francisco Matarazzo, 1500  3° andar  cj. 32eEdifÃcio New Yorf05001-100  São Paulo  S/www.editoraplaneta.com.bGvendas@editoraplaneta.com.bG
  3. 3. Para todos os meus professoreW
  4. 4. ESTA OBRA FOI POSTADA PELA EQUIPE IOS BOOKS EM PARCERIA COM O GRUPO LEGILIBROPARHPROPORCIONAR, DE MANEIRA TOTALMENTE GRATUITA, O BENEFÍCIJDE SUA LEITURA ÍQUELES QUE NÍO PODEM COMPRÍ-LA. DESSHFORMA, A VENDA DESSE EBOOK OU ATÍ MESMO A SUA TROCHPORIQUALQUERICONTRAPRESTAÍÍOIÍITOTALMENTEICONDENÍVEQEMIQUALQUERICIRCUNSTÍNCIA.IAIGENEROSIDADEIEIHHUMILDADE ÍIAIMARCA DA DISTRIBUIÍÍO,IPORTANTOIDISTRIBUHeste livro livremente_APÍSISUAILEITURAICONSIDEREISERIAMENTEIAIPOSSIBILIDADEIDEIADQUIRIRIOIORIGINAL,IPOIFASSIM VOCÍ ESTARÍ INCENTIVANDO O AUTOR E Í PUBLICAÍÍO DEnovas obras_SE GOSTOU DO NOSSO TRABALHO E QUER ENCONTRAR OUTROS TÍTULOS VISITEnossos sitesQIOS BOOKFLEGILIBRJ
  5. 5. SumáriY
  6. 6. MEU OBJETIVO AO ESCREVER ESTE LIVRO NÍO Í DAR CONSELHOS. ÍPCLARO QUE OFEREÍO ALGUMAS SUGESTÍES DE VEZ EM QUANDOhPQUASEPSEMPREPQUESTÍESPDEPBOM-SENSO.PSEPFUNCIONARhPFIQUEPÍPVONTADEPPARAPPÍRPEMPPRÍTICAPPAINDAPQUNPPROVAVELMENTEPVOCÍPVÍPDESCOBRIRPASPCOISASPPORPCONTWPPRÍPRIA.PSEPESTEPLIVROPTEMPAPPRETENSÍOPDEPSERPALGUMWPCOISA,PÍPAPDEPSERVIRPPARAPDIZERPQUEPVOCÍPNÍOPPRECISAPDNPUM LIVRO. OU MELHOR, VOCÍ NÍO PRECISA DE UM LIVRO QUNPDIGAPDOPQUEPVOCÍP
  7. 7. PRECISA.POPQUEPEUPFIZPFOIPRASCUNHAZPALGUMAS OBSERVAÍÍES COM BASE NA MINHA EXPERIÍNCIA DNPVIDAPEPORGANIZÍ-LASPDEPACORDOPCOMPUMAPPERGUNTAPMAIXPAMPLA:Pa educação engloba o quê? SERÍ QUE OS ÍLTIMOXPDEZ ANOS, OU MAIS, O DEIXARAM PREPARADO PARA O FUTUROPEVIDENTEMENTE, Í IMPOSSÍVEL QUE VOCÍ OU QUALQUER OUTRWPPESSOA TENHA A RESPOSTA PARA ESTA PERGUNTA. EU PODERIWPPASSAR CINCO MESES DEBRUÍADO SOBRE SEU HISTÍRICO ESCOLAZPE AINDA ASSIM SERIA INCAPAZ DE PREVER O QUE LHE RESERVAMPOS PRÍXIMOS CINCO MINUTOS. A VIDA Í UM PASSEIO. APERTNPos cintos, segure-se e mantenha os olhos abertosaUM AMIGO ME CONTOU A HISTÍRIA A SEGUIR. Í UMA PARÍBOLWPDEPORIGEMPDESCONHECIDA,PEPFIQUEIPTOCADOPPELAPVERDADNP
  8. 8. simples que ela contéma  ÍUM PROFESSOR ESTÍ DIANTE DA SALA, COM UMA CAIXA DE PAPELÍO.PDEPDENTROPDAPCAIXA,PELEPSACAPUMPPOTEPGRANDEPDEPPICLEShPTRANSPARENTE E VAZIO, E EM SEGUIDA UMA SÍRIE DE PEDRAXPDOPTAMANHOPDEPUMAPBOLAPDEPGOLFE.PELEPCOLOCAPUMAPPOZPuma no pote, enchendo-o até a bocaa E ENTÍO?  PERGUNTA O PROFESSOR.  QUEM ACHA QUNPo pote está cheioVÍRIASPMÍOSPSEPLEVANTAM,PEPUMPRÍPIDOPOLHARPPELAPSALWPconfirma a unanimidade: o pote está cheioaEMPSEGUIDA,PUMPSACOPDEPAREIAPÍPRETIRADOPDAPCAIXAPDNP
  9. 9. PAPELÍO. O PROFESSOR DESPEJA A AREIA SOBRE AS PEDRAS. OXPPEQUENOS GRÍOS ESCORREM POR CIMA, AO REDOR E POR ENTRNPas pedras, até não sobrar nenhum espaço vazioa E agora, está cheioAS MÍOS E UM CORO DE VOZES DÍO A RESPOSTA: SIM, ESTmPcheioaO professor sorrir Esperem um minutoaASPDUAS MÍOS DELE DESAPARECEM DENTROPDAPCAIXA,PEPEMPCADA UMA DELAS SURGE UMA LATA DE CERVEJA. A GARGALHADWPDAPTURMAPENCOBREPOPESTALOPEPOPCHIADOPDOSPLACRESPSENDQPABERTOS, E O NÍCTAR ÍMBAR Í DESPEJADO DENTRO DO POTE NP
  10. 10. SEPJUNTAPÍPAREIAPEPÍSPPEDRAS.PQUANDOPAPALGAZARRAPDOXPALUNOSPDÍPLUGARPAPUMPRISINHOPCOLETIVO,POPPROFESSOZPdeclara, confianter Agora sim está cheioaE continuarPESTEPPOTEPREPRESENTAPAPVIDAPDEPVOCÍS.PÍPPRECISQPGARANTIRPQUEPOSPPRIMEIROSPINGREDIENTESPSEJAMPASPCOISAXPGRANDESPASPPEDRAS:PFAMÍLIA,PTRABALHO,PCARREIRA,PAXPPAIXÍESPDEPVOCÍS.POPRESTOPÍPSÍPAREIA,PMIUDEZAS.PESTÍP
  11. 11. LmPdentro. Pode até ser importante. Mas não é a prioridadea E a cerveja?  grita um garoto lá do fundoaPBOMPPVEMPAPRESPOSTAP,PDEPOISPDEPTUDO,PSEMPRNPsobra espaço para uma cerveja com os amigosa  ÍPENSEIPEMPGUARDARPAPMETÍFORAPDOPPOTEPEPDASPPEDRASPPARAPOPFIMPDO LIVRO,PMAS ACHEI MELHOR CONTAR A HISTÍRIA O MAIXPRÍPIDOPPOSSÍVEL. AGORAPVOCÍSPJÍPSABEMPOPQUEPEUPLEVEUPDÍCADAS PARA APRENDER. ENTRE OUTRAS COISAS, NÍO COMECNPpela cervejaaDeixe-me explicarÍ
  12. 12. Jamais deixei a escola interferir na minha educação^MARK TWAIfMINHA FOTOGRAFIA APARECEU NA PRIMEIRA PÍGINA DA EDIÍÍO DE 2tDEOMAIOODEO2008ODOOVANCOUVEROSUN,OOOJORNALODAOMINH`CIDADEONATAL,OEOAOMANCHETEOMEOIDENTIFICAVAOCOMOODR^MICHAELOJ.OFOX.OUMAOVEZOQUEONEMOEUONEMOMEUOIRMÍiSTEVEOHAVÍAMOSODADOOÍONOSSAOMÍEONENHUMAOESPERANÍ`PARAOQUEOUMODIAOELAODISSESSEOASOPALAVRASOMEUOFILHO,OiMÍDICO, ELA FICOU EXTREMAMENTE ORGULHOSA AO VER QUE `UNIVERSIDADE DE COLÍMBIA BRITÍNICA HAVIA DECLARADO QUlseu bebezinho era um doutor em Direito^SERIA INDELICADO DA MINHA PARTE DIZER QUE TENHO TAMBÍ_
  13. 13. UM DOUTORADOOEM BELAS ARTES PELA UNIVERSIDADE DE NOV`YORKOEOOUTROOEMOLETRASOPELAOFACULDADE MONTEOSINAI,ODlMANHATTAN?OSÍOOTÍTULOSOHONORÍRIOS,OÍOCLARO,OOOQUEOMlCOLOCA EM PÍ DE IGUALDADE ACADÍMICA COM O ESPANTALHOsde O mágico de Oz^NAQUELAOTARDEODEOINÍCIOODEOVERÍOOEMOVANCOUVER,ONiCANADÍ, EU ESTAVA RESPLANDECENTE NUMA BECA AZUL-ROYAL lCAae, EQUILIBRANDO nCAPELO SOBRE A CABEÍA INSTÍVEL^
  14. 14. TIVEOAOOPORTUNIDADEODEOMEODIRIGIROAOSOFORMANDOSOEOAiCORPOODOCENTEOALIOREUNIDOS,OAOSUASOFAMÍLIASOEOAMIGOS^ASSIMOCOMOOFIZOEMOOCASIÍESOANTERIORES,OQUANDOORECEBeHONRARIASOSEMELHANTES,OABRIOMEUODISCURSOOCOMOUM`perguntaM ONDEOÍOQUEOVOCÍSOESTAVAMOCOMOAOCABEÍA? IMAGINiQUE VOCÍS SAIBAM  PROSSEGUI  QUE EU ABANDONEI Orestudos no ensino médio^AGORA QUE VOCÍ COMPROU ESTE PESADO VOLUME NA LIVRARI`do bairro, repito a pergunta: onde é que você estava coLaOcabeça?OOU,ODIANTEODAOPOSSIBILIDADEODEOQUEOALGUÍ_TENHAO
  15. 15. LHEODADOOESTEOLIVROOCOMOOPRESENTEODEOFORMATURAsTALVEZ SEJA O CASO DE PERGUNTAR A ESSA PESSOA ONDE Í QUlela ESTAVA COM A CABEÍA. ISSO NÍO QUER DIZER QUE EU NÍiESTEJA AGINDO DE BOA-FÍ: DE FATO, EU RECEBI UM DIPLOM`ATESTANDOOQUEOCOMPLETEIOOOENSINOOMÍDIO.OGRAÍASO>PRESSÍOODOOMEUOFILHO,OFIZOOOESFORÍOODEOATINGIROESSlOBJETIVO. NA ÍPOCA, ELE TINHA QUATRO ANOS. EU ME SENTAV`Í MESA DA SALA DE JANTAR, E O SAM FICAVA PENDURADO NiMEUOCOLO,OBRINCANDOOCOMOUMODINOSSAUROODEOPLÍSTICiENQUANTOOUMOPROFESSOROPARTICULARODEOMATEMÍTIC`ESCLARECIAODETALHESOSOBREOOOTEOREMAODEOPITÍGORAS.OlASSIM,ONOOFRESCORODEOMEUSO32OANOS,OTENDOOMATRICULADiMEU FILHO PARA COMEÍAR A FREQUENTAR O JARDIM DE INFÍNCI`NO SEMESTRE SEGUINTE, EU ME INSCREVI PARA FAZER A PROV`
  16. 16. QUE,OPARAOTODOSOOSOEFEITOS,OFARIAODEOMIMOUMAOPESSO`formada na educação básica^ISSO FOI EM 1994, UMA DÍCADA E MEIA DEPOIS DE EU TEaABANDONADOOA ESCOLAONOOENSINOOMÍDIO. NESSES 15OANOrQUE HAVIAM SE PASSADO DESDE ENTÍO, TIVE ALTERNADAMENTlAOSORTEOEOOOAZARODEORECEBEROUMAOEDUCAÍÍOOMUITÍSSIMiABRANGENTE,OAINDAOQUEOSEMONENHUMAOESTRUTURAOEOPOaVEZESOINDESEJADA.OTRATA-SEODOOCURSOOVIDAOPAR`Iniciantes^ÍOCLAROOQUEOALGUMASOLIÍÍESOSÍOOMAISOADEQUADASOPAR`DETERMINADAOIDADEOOUOFASEODEODESENVOLVIMENTO.OPOaEXEMPLO: ENTRE O FIM DA ADOLESCÍNCIA E O INÍCIO DOS MEUr20 ANOS, EU ERA INTELIGENTE O BASTANTE PARA ME METER E_
  17. 17. SITUAÍÍESODAS QUAISOEUOAINDAOERA IGNORANTEODEMAISOPAR`SABER COMO ME SAFAR. MAIS TARDE, CONFORME COMPROVADiPELA INSISTÍNCIA DE SAM PARA QUE EU ACABASSE O QUE HAVI`COMEÍADO, DESCOBRI QUE HÍ UM TIPO DE SABEDORIA QUE SWSEOOBTÍMOQUANDOOSEOÍOVELHOOOOSUFICIENTEOPARAOPERCEBEaCOMOOÍOPOSSÍVELOAPRENDEROCOMOUMAOCRIANÍA.ONOOTEMPiQUEOSEOPASSOUODESDEOQUEOATINGIOESSEOMARCO,OCONTINUEeSENDOOUMOALUNOOHUMILDEOEOAGRADECIDO,OTALVEZONÍOOD`ESCOLAODAOVIDA,OMASOPELOOMENOSODAOUNIVERSIDADlUNIVERSAL.ONÍOOESCOLHIOASOAULASOQUEOFIZ;OELASOMl
  18. 18. ESCOLHERAM. E,OASSIMOCOMOONÍOOHAVIAOMATRÍCULAOFORMALsNÍOOHAVIAOTAMBÍMOFORMATURA.OMASOHAVIA,OÍOCLARO,OUM`
  19. 19. porção de provas^SÍ PARA ESCLARECER: NÍO SOU UM DAQUELES IDIOTAS METIDOrQUE, AO FAZER SUCESSO DEPOIS DE TER LARGADO A ESCOLA, SAePOROAÍOPROMOVENDOOAOLENDAODEOQUEOOOENSINOOSUPERIORO?UMAOCOMPLETAOPERDAODE TEMPO. AINDA ASSIM,OÍS VEZErLANÍOOMÍOODAOMINHAOFALTAODEORENOMEOACADÍMICOOPAR`ALFINETAR OS QUE FAZEM JULGAMENTOS DE CARÍTER COM BASlno diploma de graduação ou pós-graduação de cada um^NAOCONDIÍÍOODEOPRODUTOR-EXECUTIVOODOOSERIADOODEOTqSpinOCity,OFUIORESPONSÍVELOPELAOCONTRATAÍÍOOlADMINISTRAÍÍOODEOUMAOEQUIPEOABSURDAMENTEOGENIALODlJOVENS ROTEIRISTAS DE COMÍDIA, MUITOS DELES FORMADOS E_UNIVERSIDADES DE PRESTÍGIO: DARTMOUTH, YALE, PRINCETON lHARVARD, PARA CITAR APENAS AS MAIS RESPEITADAS. INSPIRADiPELA IRONIA DE CHEFIAR UM GRUPO TÍO LETRADO DE INDIVÍDUOrOE,OPARAOSEROSINCERO,O
  20. 20. TALVEZOTAMBÍMOUMOTANTiINTIMIDADOOPELAOTAREFAO,OPENSEIOEMOMEODIVERTIROU_POUCOOCOMOAOSITUAÍÍO.OREUNIOALGUMASOCAMISETASODArMELHORES FACULDADES DO PAÍS. ENTRE OUTRAS PEÍAS, EU TINH`UM EXEMPLAR BORDÍ DE HARVARD E UMA CAMISA DO TIME DlSTANFORD,OOOSTANFORDOCARDINAL.OMINHAOPREFERIDAOERAOUM`CAMISETAOVELHA DE BEISEBOL DE DARTMOUTH. DURANTE UM`DASOPRIMEIRASOREUNIÍESODAOPRIMEIRAOTEMPORADAODiseriado, anunciei, diante de todos aqueles prodÃgiosMOMUITOOBEM.OCASOOVOCÍSOMEOVEJAMOUSANDOOUM`
  21. 21. CAMISETAODAOUNIVERSIDADEOQUEOFREQUENTARAM,ODIGAMOSsPOR EXEMPLO, YALE  FALEI ISSO E DEI UMA OLHADA PARA iJOVEM E ANSIOSO ELI, ESPECIALISTA EM PIADAS SOBRE PEIDOr, isso significa que é seu dia de me trazer café^POISOÍ,OEUOTAMBÍMOSOUOCAPAZODEODESTILAROUMAOMÍDIC`dose de pose imbecil^ALGUNSOPOUCOSOMINUTOSODEOPESQUISAONAOWIKIPÍDIAOSÍiSUFICIENTESOPARAOREVELAROUMAOIMPRESSIONANTEOLISTAODlGENTE FAMOSA, EM TODOS OS CAMPOS DA VIDA PÍBLICA, QUlCONQUISTOUOSUCESSOOEORECONHECIMENTOOSEMOJAMAISOTEaCOMPLETADOOOOENSINOOMÍDIO.OÍOCLAROOQUEOMEOIDENTIFICiMAISOCOMOOSOATORESOEOPESSOASODOOMUNDOODiENTRETENIMENTOOO
  22. 22. CUJASOPRIMEIRASOEXPERIÍNCIASODEOVID`FORAMOSEMODÍVIDAOSEMELHANTESOÍSOMINHASOsIMPULSIONADOS POR UM GRUPO COMUM DE NEUROSES RUMiAOUMAOCARREIRAONOOshowObusiness.OENTREOELESOESTÍiPERSONAGENSOILUSTRESOCOMOOLEONARDOODICAPRIO,OJOHNNEDEPP,OROBERTODEONIRO,OCHRISOROCK,OKEVINOBACON,OJOHfTRAVOLTA, HILARY SWANK, JIM CARREY, CHARLIE SHEEN, SEAfConnery, Al Pacino e Quentin Tarantino^MAS ATORES NÍO SÍO OS ÍNICOS A FAZER SUCESSO APESAR DiCALOTEONOOENSINOOFORMAL.OEISOAQUIOUMOGRUPOODOSOMAIrIMPRESSIONANTESOBILIONÍRIOSOSEMODIPLOMA,ODIGNOODlREVIRAR O ESTÍMAGO DE QUALQUER CONTADOR PROFISSIONAL QUlTENHA UM MBA NO CURRÍCULO: RICHARD BRANSON (FUNDADOa
  23. 23. DA VIRGIN MUSICOE DA VIRGIN ATLANTIC AIRWAYS); ANDREdCARNEGIEO(EMPRESÍRIO);OHENRYOFORDO(FUNDADOROD`MONTADORAOFORD);OJOHNOD.OROCKEFELLERO(EMPRESÍRIOODiSETOROPETROLÍFERO);OPHILIPOEMEAGWALIO(CIENTISTAODlSUPERCOMPUTADORES E UM DOS PIONEIROS DA INTERNET); KIRbKERKORIAN (INVESTIDOR E OPERADOR DE CASSINO); E JACK KENcCOOKEO(EMPRESÍRIOODASOTELECOMUNICAÍÍESOEODONOODOrWashington Redskins)^EOAOMINHAOLISTAOPREFERIDA:OgêniosOSEMODIPLOMA,OQUlINCLUEMOTHOMASOEDISON,OALBERTOEINSTEINOEOBENJAMIfFranklin^JUSTIÍAOSEJAOFEITA,ONÍOOHÍOPAPELOQUEOCHEGUEONOOMUNDiPARAOIMPRIMIROUMOQuemOéO
  24. 24. QuemOdosOFamososOqueOdQFatoOTerminaramOoOEnsinoOMédiT.OPODE-SEOARGUMENTARsTENHO CERTEZA, QUE PESSOAS QUEOABANDONARAM A ESCOLA lFORAM BEM-SUCEDIDAS SÍO AINDA MAIS RARAS NUM MERCADiDEOTRABALHOOMODERNOOEOCADAOVEZOMAISOCOMPETITIVO,ONiQUAL CERTIFICADOS, DIPLOMAS E CONHECIMENTOS TÍCNICOS TÍ_MAISOPESOODOOQUEONUNCA.OÍOEVIDENTEOQUEOEXISTEOMUIT`GENTEODAOVELHAOGUARDAONESSASOLISTAS,OMASOESSAOTURM`COMPROVA MUITO BEM QUE Í POSSÍVEL SER INTELIGENTE SE_SERONECESSARIAMENTEOUMOINTELIGENTEODEOLIVRO.OASSI_COMOOOOINVERSOOTAMBÍMOÍOVERDADEIRO.OOOEX-VICEJPRESIDENTEODANOQUAYLEO
  25. 25. JÍODISSEOQUEOÍOUMOTREMENDiDESPERDÍCIOOPERDEROAOCABEÍA.OOUOENTÍOONÍOOTEROUM`
  26. 26. CABEÍAOÍOUMOTREMENDOODESPERDÍCIO.OISSOOSEMODÍVIDAO?VERDADE.ODANOFOIOALUNOODAOUNIVERSIDADEODEPAUWOlRECEBEUOUMODIPLOMAODEODIREITOODAOUNIVERSIDADEODlINDIANA. AH, SIM: E ELE PASSOU QUATRO ANOS NO CARGO Dlsegundo homem mais poderoso do mundo^AINDAOASSIM,ONADAOSUBSTITUIOUMAOEDUCAÍÍOOSÍLIDAON`FORMAÍÍOODEOUMAOMENTEOEMOPROCESSOODlAMADURECIMENTO.OOSOHOMENSOEOMULHERESODESSASOLISTArPROSPERARAMONÍOOPORQUEOEVITARAMOUMAOEDUCAÍÍiCLÍSSICA,OEOSIMOPORQUEOENCONTRARAMOUMAOFORMA,OSEO
  27. 27. NÍiDEOREPRODUZI-LA,OAOOMENOSODEOSEOAPROXIMARODELA. QUEaVOCÍ FREQUENTE A ESCOLA, QUER SE VIRE POR CONTA PRÍPRIAsALGUMASOLIÍÍESOSÍOOINEVITÍVEIS.OFALANDOOPELAOMINH`EXPERIÍNCIA PESSOAL, TALVEZ SEJA MENOS DOLOROSO APRENDÍJlas na sala de aula^
  28. 28. EMGRELAÍÍOGÍGMINHAGPASSAGEMGINCOMPLETAGPELOGENSINOGMÍDIO,GEUGVIVIAGCOMGAGCABEÍAGNASGNUVENS,GCOMOGMINHAGMÍEGCOSTUMAVAGDIZERGGOU,GCASOGVOCÍGPERGUNTASSEGAOGMEZGpai, com a cabeça enfiada no meio da bunda0NASGMATÍRIASGOBVIAMENTEGCRIATIVASG(TEATRO,GMÍSICAYGREDAÍÍOGEGOUTRASGOPTATIVASGDEGARTE,GDESENHO,GPINTURAGEGGRAVURA),GEUGSEMPREGRECEBIAGMUITASGNOTASG10.GJÍGEFGQUALQUERGMATÍRIAGFUNDAMENTADAGEMGREGRASG
  29. 29. FIXAS,GCOMMGMATEMÍTICA,GQUÍMICAGOUGFÍSICA,GMINHASGNOTASGDESPENCAVAM EM QUEDA LIVRE; AS ESTRELINHAS DOURADAS EGCARINHASGSORRIDENTESGDOGENSINOGFUNDAMENTALGERAMGCOISJGdo passado0QUANDO CHEGAVA O BOLETIM, EU TENTAVA EXPLICAR Í MINHJGmãe, inconformada}GSÍOGCOISASGABSOLUTAS,GMÍE.GÍGUMGSACO.GMATEMÍTICAYGpor exemplo. Dois mais dois é igual a quatro. Isso já estáGNOGLIVRO,GCERTO?GALGUÍMGJÍGTEVEGESSAGSACADA.GNÍMGPRECISAM MAIS DE MIM. MAS SE ALGUÍM QUISER DESCOBRIHGcomo fazer a soma dar cinco, pode contar comigo0
  30. 30. MINHAGMÍEGDAVAGUMGSUSPIROGEGASSINAVAGOGBOLETIFGrapidinho, antes de o meu pai chegar em casa0QUANDOGAGLUZGVERMELHAGACENDEUGNOGfrontGESCOLAR,GVEIASGAZUISGSALTARAMGDAGTESTAGDOGMEUGPAI.GUMAGNOTAGQUEGMEGFAZIA PASSAR RASPANDO OU UM TELEFONEMA DA ESCOLA SOBREGUMA VISITA Í SALA DO DIRETOR DEFLAGRAVAM UMA REPRIMENDJGSEVERAGDOGMEUGPAI,GSEGUIDAGDEGUMGCERTOGALVOROÍO,GNJGQUALGELEGPERGUNTAVAGQUEGRAIOSGEUGESTAVAGPENSANDOGDJGVIDA E EXIGIA QUE EU TOMASSE JEITO IMEDIATAMENTE. MASGEU NÍO IA MAL PORQUE ERA REBELDE; EU NÍO TINHA RAIVA DOS
  31. 31. GMEUSGPAISGNEMGDEGNINGUÍM.GAINDAGASSIM,GNOSGÍLTIMOSGANOS DO ENSINO FUNDAMENTAL MINHAS NOTAS CONTINUARAM JGDESPENCAR.GASGREPRIMENDASGDOGMEUGPAIGFICARAMGMEIMGAUTOMÍTICAS,GEGFORAMGSEGTORNANDOGMAISGBRANDASGNGPROPORÍÍOGQUEGELEGACEITAVAGAGINUTILIDADEGDESSEGEXPEDIENTE. ELE FAZIA UMA CARETA COM A BOCA, JOGAVA ASGMÍOS PARA CIMA E SAÍA DE CENA  ISSO SE EU MESMO J7Gnão tivesse escapado do local0QUANDO ENTREI NO ENSINO MÍDIO, EU JÍ HAVIA RENUNCIADMGTOTALMENTEGÍGVIDAGACADÍMICAGEMGFAVORGDAGMINHJGPROMISSORAGCARREIRAGCOMOGATOR.GUMAGAPTIDÍOGHAVIAGSEG
  32. 32. TRANSFORMADO EM PAIXÍO E FLORESCIDO ATÍ VIRAR UM SONHO0GDURANTEGBOAGPARTEGDOGSEGUNDOGSEMESTREGDEG1978,GEZGFREQUENTAVAGAGESCOLAGDEGDIAGEGMEGAPRESENTAVAGÍGNOITEGNUMA PEÍA DE SUCESSO, QUE JÍ ESTAVA EM CARTAZ HAVIA UFG
  33. 33. BOM TEMPO NO VANCOUVER ARTS CLUB, SEDE DA COMPANHIJGDEGTEATROGMAISGCONHECIDAGDAGCIDADE.GTODOSGOSGDIASGEZGTRABALHAVA NO TEATRO ATÍ DEPOIS DA MEIA-NOITE; NA MANHLGSEGUINTE, PULAVA DA CAMA, ME ARRUMAVA CORRENDO NUMJGCLÍSSICAGCOREOGRAFIAGDEGQUEMGESTÍGATRASADOGPARAGJGESCOLA, ME ENFIAVA NA MINHA PICAPE, DIRIGIA ATÍ O PARQUEGMAISGPRÍXIMO,GESTACIONAVAGÍGSOMBRAGFRESCAGDEGUMJGGRANDE ÍRVORE, TIRAVA UM TAPETE EMBORRACHADO DA CABINEGDO CARRO, ESTICAVA NA CAÍAMBA DA CAMINHONETE E DORMIJGde novo0A PRIMEIRA AULA DO DIA ERA DE TEATRO, E ME VI NA BIZARRJGSITUAÍÍOGDEGRECEBERGBOASGCRÍTICASGPORGMINHAGATUAÍÍMGPROFISSIONAL AO MESMO TEMPO QUE ESTAVA PRESTES A TOMAHGPAUGNESSAGDISCIPLINAGNAGESCOLAGPORGEXCESSOGDEG
  34. 34. FALTAS0GNUMAGTENTATIVAGDEGFATURARGCRÍDITOSGPORGCONTAGDAGMINHJGEXPERIÍNCIA DE TRABALHO, CHAMEI A ATENÍÍO DA PROFESSORJGDE TEATRO PARA ESSA IRONIA. NADA FEITO. MAS VERDADE SEJJGDITA:GELAGESTAVAGDEGMÍOSGATADASGPELASGPOLÍTICASGadministrativas do colégio0COMGOGTEMPO,GFICOUGCLAROGQUEGEUGIAGLEVARGBOMBAGEFGPRATICAMENTEGTODASGASGMATÍRIAS.GAVISEIGQUEGNÍOGVOLTARIJGÍS AULAS NO SEGUNDO SEMESTRE. DEI UMA VOLTA NA ESCOLAYGRECOLHIGASGCOISASGDOGMEUGARMÍRIOGEGMEGDESPEDIGDOSGAMIGOSGEGPROFESSORESGCOMG
  35. 35. QUEMGEUGAINDAGMANTINHJGALGUMGTIPOGDEGCOMUNICAÍÍO.GASGDÍVIDASGEMGRELAÍÍOGNG
  36. 36. sensatez da minha decisão foram quase unânimes. Eu meGLEMBROGESPECIALMENTEGDAGCONVERSAGCOMGOGPROFESSORGDEGestudos sociais0GVOCÍGESTÍGCOMETENDOGUMGERROGGRAVE,GFOXGGALERTOZGele.  Você não vai ser bonitinho para sempre0PORGUMGSEGUNDO,GPENSEIGNOGQUEGELEGDISSE.GMASGDEPOISGlancei um sorriso e respondi}GTALVEZGEUGSEJAGBONITINHOGPORGTEMPOGSUFICIENTEYGprofessor0MEUGPAIGCONCORDOUGEMGIRGCOMIGOGDEGCARROGATÍGLOSGANGELES PARA PROCURAR UM AGENTE E DAR INÍCIO Í CARREIRA0GPROVAVELMENTE VOCÍ ESTAVA ACHANDO QUE ELE IA PROTESTAR0GMAS,G
  37. 37. CONSIDERANDOGQUEGELEGMESMOGFREQUENTARAGAGESCOLJGSÍGATÍGOGNONOGANO,GACABOUGRACIOCINANDO:GEMBORAGEZGTIVESSEGMEGESTREPADOGNAGESCOLA,GESTAVAGGANHANDOGUFGSALÍRIOGRAZOÍVELGCOMOGATOR.GSOBREGAGMUDANÍAGPARAGJGCalifórnia, ele disse}GSEGVOCÍGQUERGSERGUMGLENHADOR,GÍGMELHORGIRGPARAGJGfloresta0Caramba. Í ISSO QUE VOCÍ, FORMANDO DO ENSINO MÍDIO OZGDA FACULDADE, DEVE ESTAR PENSANDO NESTE EXATO MOMENTO0GEssa experiência é totalmente diferente da minha.GNÍMGSEI, NÍO SERÍ MESMO? HOJE, QUANDO PENSO NISSO, ESSJ
  38. 38. GHISTÍRIAGPARECEGREPRESENTARGMUITOGBEMGOGRITOGDEGPASSAGEM VIVIDO A CADA ANO POR MILHÍES DE JOVENS DE 1ñG
  39. 39. OU 18 ANOS. MINHA SAÍDA DE CASA Í ANÍLOGA Í EXPERIÍNCIJGDEGQUALQUERGALUNOGQUEGDEIXAGAGCASAGDOSGPAISGPARJGFREQUENTAR A UNIVERSIDADE. EU ME DEI UM PRAZO DE QUATRMGANOS PARA ATINGIR O OBJETIVO DE ME TRANSFORMAR NUM ATOHGEM TEMPO INTEGRAL, E TINHA UMA VANTAGEM EM RELAÍÍO JGVÍRIOSGAMIGOSGQUEGESTAVAMGDEGSAÍDAGPARAGALGUMJGUNIVERSIDADEGESTADUAL:GEUGJÍGSABIAGNOGQUEGQUERIAGMEGFORMAR,GEGEVIDENTEMENTEGTINHAGPERCEBIDOGQUEGMINHJGescola pregressa não oferecia aquela carreira0E, ASSIM, MEU PAI ME LEVOU PARA LOS ANGELES, DA MESMJGFORMAGCOMOGPROVAVELMENTEGSEUSGPAISGOGLEVARAMGATWGKENYONGOUGBALLG
  40. 40. STATE,GOUGQUALQUERGOUTRAGFACULDADEGQUEGVOCÍGTENHAGESCOLHIDO.GEGOSGQUATROGANOSGSEGUINTESGFORNECERAMGUMAGEXPERIÍNCIAGDEGGRADUAÍÍOGUNIVERSITÍRIJGtão intensa quanto se espera de qualquer vida acadêmica,GREPLETAGDEGFESTASGEGCOMGUMAGCARGAGPESADAGDEGTRABALHOYGSEMGTEMPOGLIVREGSUFICIENTE,GCOMGTEMPOGLIVREGDEMAISYGFESTAS,GPRAZOS,GSUCESSOS,GFRACASSOS,GFESTAS,GDORESGDEGCOTOVELO,GNAMORADAS,GFESTAS,GEX-NAMORADAS,GFUTURASGNAMORADAS,GFESTASGEGUMAG
  41. 41. ESPÍCIEGDEGFORMATURA.GSEGEZGFIQUEI NERVOSO NO COMEÍO? VOCÍ FICOU? EU TAMBÍM NÍOYGNÍOGMUITO.GFIQUEIGPILHADO.GEUGSABIAGQUEGESSEGERAGMGPRÍXIMOGPASSOGDAGMINHAGVIDA,GEGTALVEZGTENHAGSIDOGTÍMGfácil tomar essa decisão porque, entre outras razões, meuGCÍREBRO  ASSIM COMO O CÍREBRO DE QUALQUER PESSOA DEG
  42. 42. 18 ANOS  AINDA ESTAVA EM FASE DE CONSTRUÍÍO (ACREDITEGno que eu digo, eu entendo muito de cérebro)0ADOLESCENTESGSALTAMGDESPREOCUPADOSGRUMOGAGUMGFUTURMGINCERTO,GENQUANTOGSEUSGPAISGFICAMGCHORANDOGDENTROGDMGVOLVO ESTACIONADO JUNTO Í CALÍADA. ISSO PORQUE O CÍREBRMGDEGUMGADOLESCENTEGNÍOGESTÍGMADUROGOGBASTANTEGPARJGRECONHECER E AVALIAR RISCOS. Í POR ISSO QUE CONSEGUIMOSGCONVENCERGJOVENS,GHOMENSGEGMULHERES,GAGLUTARGEFGGUERRAS  E POR ISSO A MTV E A ESPN2 ESTÍO LOTADAS DEGGAROTÍES COM CABELOS MOICANOS E TATUAGENS DISPOSTOS JGSALTAR DE UM ÍNIBUS E ATERRISSAR EM CIMA DE UM SKATE. MGCÍRTEX PRÍ-FRONTAL, TAMBÍM CHAMADO DE LAR DA RAZÍO, Í JGPARTE DO CÍREBRO QUE USAMOS PARA TOMAR DECISÍES. ELE WGNOSSOGBASTIÍOGCONTRAGCOMPORTAMENTOSGCAMICASES.GMGCÍRTEXG
  43. 43. PRÍ-FRONTALGDEGUMGADOLESCENTEGESTÍGEMGFASEGDEGCRESCIMENTO, ESTABELECENDO CONEXÍES COM OUTRAS REGIÍESGDOGCÍREBRO.GNESSAGETAPA,GQUEMGESTÍGAGTODOGVAPORGÍGJGamÃgdala,GCENTROGDASGREAÍÍESGINSTINTIVASGEGDASGEMOÍÍESGbrutas. Sensatez não é o forte por ali0COM TANTAS CONSIDERAÍÍES IMEDIATAS PARA LEVAR EM CONTAYGNÍOGSEIGSEGMEUSGPAISGTIVERAMGTEMPOGPARAGPONDERARGASGIMPLICAÍÍESGMAISGAMPLASGDAGODISSEIAGNAGQUALGEUGESTAVJGEMBARCANDO. ELES PODIAM ATÍ SER DESINFORMADOS SOBRE MGMUNDOGDOG
  44. 44. showbizGAGPONTOGDEGNÍOGTEREMGMEDOSGESPECÍFICOS. AINDA ASSIM, POR MAIS DISTANTES QUE FOSSEFG
  45. 45. DESSE UNIVERSO, ELES ERAM INVADIDOS PELA PREOCUPAÍÍO DEGQUEGEUGPODERIAGSERGSUGADOGPORGUMGREDEMOINHOGDEGDEPRAVAÍÍO,GEXPOSTOGAGUMAGORGIAGSEMGFIMGGUFGBANQUETEGPERMANENTEGDEGBEBEDEIRA,GCOMPORTAMENTOSGarruaceiros e sexualidade explÃcita0ÍGEVIDENTEGQUEGTUDOGISSOGACONTECEUGDEGFATO.GSÍGQUEGJGFESTAGNÍOGERAGEMGHOLLYWOOD,GEGSIMGEMGWESTWOOD,GNMGcampusGDAGUNIVERSIDADEGDAGCALIFÍRNIA,GEMGLOSGANGELESG(UCLA).GEMBORAG
  46. 46. EUGNÍOGTIVESSEGNENHUMAGLIGAÍÍMGACADÍMICAGCOMGAGVIDAGUNIVERSITÍRIA,GEUGTINHJGFEITOGAMIZADEGCOMGTRÍSGALUNOSGQUEGHAVIAMGSEGTRANSFERIDOGDJGUNIVERSIDADEGDOGMAINE,GCOLEGASGNUMAGFRATERNIDADEGDJGFACULDADE.GELESGESTAVAMGMORANDOGFORAGDOGcampusGENQUANTOGESPERAVAMGVAGAS NA REPÍBLICA DA FRATERNIDADEGDA UCLA. OCUPANTES TEMPORÍRIOS DO APARTAMENTO VIZINHMGAO MEU, OS MAINE-ÍACOS (ERA ASSIM QUE EU ME REFERIA JGELES) ENFRENTAVAM O CHOQUE CULTURAL DA MUDANÍA ORONOóLOSGANGELES,GTÍOGATERRADORAGPARAGELESGQUANTOGMINHJGaDAPTAÍÍOGCANADÍ-CALIFÍRNIA.G
  47. 47. ERAGFÍCILGRECONHECEHGASPECTOS DA MINHA EXPERIÍNCIA NA VIVÍNCIA DELES. JOVENSYGLONGE DE CASA, NA ESPERANÍA DE ATINGIR UM PATAMAR AINDJGINDEFINIDO, ELES LIAM LIVROS EM BUSCA DE NOTAS MELHORESYGASSIM COMO EU ME DEBRUÍAVA SOBRE ROTEIROS EM BUSCA DEGtrabalhos melhores0AINDA QUE NO HORÍRIO DE TRABALHO E DE AULA CADA UM DEG
  48. 48. NÍSGFOSSEGPARAGUMGLADO,GMEUSGAMIGOSGFORNECERAMGJGPORTAGDEGENTRADAGPARAGAQUELASGQUEGERAMGDEGLONGEGASGMELHORES COISAS DA VIDA NOGcampus  A CERVEJA DE GRAÍJGEGASGALUNASGUNIVERSITÍRIAS.GLEMBROGQUE,GNAGÍPOCA,GEZGPENSAVAGQUEGNOSSAGSITUAÍÍOGERAGMUITOGSEMELHANTE,GMASGEU ME DAVA ALGUNS PONTOS A MAIS POR CONTA DA PRESSÍMGda busca pelo próximo trabalho0 PRA VOCÍS Í FÍCIL  DIZIA EU.  Í COMO SE SEUS PAISGestivessem pagando mais quatro anos de ensino médio0EU ESTAVA EQUIVOCADO, DE MUITAS MANEIRAS. PARA COMEÍMGDE CONVERSA, A UNIVERSIDADE Í BEM MAIS EXIGENTE QUE MGENSINO MÍDIO  NÍO QUE EU CONHECESSE AS EXIGÍNCIAS DMGENSINOGMÍDIO, CONSIDERANDO QUE QUASEGNÍO ME ESFORCEOGPARA CUMPRI-LAS. A OUTRA FALHA DA MINHA AFIRMAÍÍO ERA JG
  49. 49. SUPOSIÍÍO SIMPLISTA SOBRE QUEM ESTAVA PAGANDO A CONTA0GPENSANDOGEMGMINHASGRAÍZESGDEGFAMÍLIAGTRABALHADORJGCANADENSE,GMINHAGSENSAÍÍOGERAGAGDEGQUE,GPORGTRÍSGDEGCADAGUM DESSES ALUNOS E ALUNAS,GHAVIAGUMAGMAMÍEGOZGUMGPAPAIGAMERICANO,GBENEVOLENTEGEGTOLERANTE,GQUEGMANDAVA FELIZ O DINHEIRO DA UNIVERSIDADE  UNIVERSIDADEGQUE, POR SUA VEZ, DARIA DE COMER E BEBER AO JOVEM PELMGTEMPOGNECESSÍRIOGPARAGQUEGOGCÍRTEXGPRÍ-FRONTALGEGJGAMÍGDALAGATINGISSEMGOGPESOGADEQUADOGNOGEQUILÍBRIOGDEGsuas influências0AO EXPOR MINHA TEORIA DE MAIS QUATRO ANOS DE ENSINMG
  50. 50. MÍDIO, PROVOQUEI UMA REAÍÍO IRADA. POR ACASO EU FAZIJGIDEIAGDOGTIPOGDEGDÍVIDAGFINANCEIRAGQUEGAQUELESGCARASGESTAVAM CARREGANDO NAS COSTAS? TIVE DE ADMITIR QUE NÍO0GBOAGPARTEGDOSGGASTOSGQUEGELESGTINHAMGCOMGEDUCAÍÍMGFORMALGDEVERIAGSERGPAGAGDEGIMEDIATO,GENQUANTOGEU,GEFGMINHAGEDUCAÍÍOGEXPERIMENTAL,GESTAVAGNAGREALIDADEGPENDURANDOGAGCONTA;GCONFORMEGDEMONSTRAREIGEFGINSTANTES,GISSOGÍGESPECIALMENTEGPERIGOSOGQUANDOGSEGWGINCAPAZGDEGFAZERGASGQUATROGOPERAÍÍESG
  51. 51. BÍSICAS.GPORTANTOYGTODOSGNÍSGSENTÍAMOSGOGPESOGDAGEXPECTATIVA.GPORÍM,GEZGMEGSENTIAGMAISGCONFORTÍVELGPORGNÍOGTERGDEGCARREGAHGAQUELAGDÍVIDAGTODA,GCONSIDERANDOGQUEGEUGNEMGMESMMGtinha decidido pelo que valeria a pena me endividar0APESARGDEGTERGSIDOGUMGALUNOGINDIFERENTEGNAGESCOLA,GEZGSEMPREGGOSTEIGDEGLER,GEGCONHECIAGAGHISTÍRIAGDEGSÍSIFO0GIMAGINEIGQUEGCADAGUMGDOSGMAINE-ÍACOS,GCOMGSEUSG
  52. 52. RESPECTIVOSGEMPRÍSTIMOS,GPRECISAVAGEMPURRARGUMJGIMENSA PEDRA MONTANHA ACIMA. PERCEBI QUE A PEDRA NÍMGERA A DÍVIDA, E SIM A CARGA DE TRABALHO DO CURSO QUE ELESGFREQUENTAVAM.GAGDÍVIDAGERAGAGMONTANHA.GNOGMEUGCASOYGeu só estava dançando à beira do precipÃcio0PORGISSOGCADAGUMGDEGNÍSGGFOSSEMGELES,GRUMOGNGUNIVERSIDADE; FOSSE EU, RUMO A HOLLYWOOD  PODERIA SEHGDESCRITOGCOMOGUMGSERGPLENOGDEGARROGÍNCIAGEGCORAGEMYGCOM GRANDES EXPECTATIVAS E PEQUENAS RESTRIÍÍES. TALVEZ MG
  53. 53. QUE NOS DISTINGUISSE FOSSE O FATO DE QUE EU NÍO TINHA UFGprojeto0SÍ COMO UM EXERCÍCIO, RECENTEMENTE PEGUEI UM CATÍLOGMGDOSGCURSOSGDOGHUNTERGCOLLEGE,GQUEGPERTENCEGNGUNIVERSIDADE DA CIDADE DE NOVA YORK. LENDO A GRADE DEGMATÍRIAS, PERCEBI QUE MINHA EXPERIÍNCIA DE VIDA PODERIJGSE ENCAIXAR NO ROTEIRO PARA UMA FORMAÍÍO UNIVERSITÍRIA: JGFORMAÍÍOGQUEGEUGSUPOSTAMENTEGTERIAGPERDIDO.GJGOBSERVAÍÍOGDEGUMAGSÍRIEGDEGCURSOSGUNIVERSITÍRIOSGTRADICIONAIS,GCONFORMEGDESCRITOSGNOGCATÍLOGO,GPODEGMOSTRAR QUE, ATÍ CERTO PONTO, EU CUMPRI AS EXIGÍNCIAS DEGCADAGMATÍRIAGESPECÍFICA,GAINDAGQUEGNÍOGTIVESSEGIDEIAGDMGque estava fazendo0EUGPOSSOGATÍGTERGMATADOGAULA,GMASG
  54. 54. NÍOGDEIXEIGDEGaprender as lições0
  55. 55. NUMQSENTIDOQPURAMENTEQACADÍMICO,QQUASEQTUDOQOQQUEQSEUSOBREQECONOMIAQEUQAPRENDIQCOMQALEXQP.QKEATON. OS ANOS EPQUE INTERPRETEI ESSE JOVEM CAPITALISTA ULTRACONSERVADOR SAMANTEQDEQMILTONQFRIEDMANQMEQDERAMQUMAQBREVSFAMILIARIDADEQCOMQTERMOSQCOMOQOFERTAQEQPROCURA]PRODUTOQINTERNOQBRUTOQEQECONOMIAQDEQGOTEJAMENTObENTRETANTO, CONSIDERANDO QUE EU NÍOQNUTRIA UM FASCÍNIWPESSOAL PELO MUNDO DAS FINANÍAS E QUE AS TENDÍNCIAS DSMERCADOQIAMQALÍMQDOQMEUQDESEJOQDEQATORQDEQPARECEYCRÍVELQNOQPAPEL,QEUQNORMALMENTEQTINHAQDEQFICARQATENTWPARAQ
  56. 56. NÍOQAPARECERQDIANTEQDASQCÍMERASQSEGURANDOQZPÍGINA DE MERCADO DE AÍÍES DOQWall Street Journal DSCABEÍAQPARAQBAIXO.QAINDAQASSIM,QOQPERÍODOQTRANSCORRIDWENTRE MINHA MUDANÍA PARA OS ESTADOS UNIDOS E A SUADZCONQUISTA DO PAPEL NA SÍRIEQCaras & Caretas REPRESENTOOum curso intensivo sobre as leis básicas da economiabCONCEITOSQESSENCIAISQCOMOQOFERTAQEQPROCURAQGANHAPUMA DIMENSÍO COMPLETAMENTE DIFERENTE QUANDO VOCÍ, WATOR,QÍQAQOFERTAQQE,QPORQMAISQQUEQTENTE,QVOCÍQNÍWCONSEGUE GARANTIRQNENHUMA PROCURA. JÍ ECONOMIAQDSGOTEJAMENTOQERAQAPENASQOUTRAQMANEIRAQDEQDIZERQVOC
  57. 57. ESTÍQTORRANDOQDINHEIROQANTESQMESMOQQUEQELEQCHEGUEQAWseu bolso. Além disso, os valores absolutos matemáticokSOBREQOSQQUAISQEUQRECLAMAVAQPARAQMINHAQMÍEQJÍQNÍWERAM APENAS NÍMEROS ALEATÍRIOS NUMA PÍGINA, MAS SIPPEDAÍOSQESPECÍFICOSQDEQINFORMAÍÍO,QRELEVANTESQPARAQZMINHAQVIDA.QDOMINÍ-LOSQERAQCRUCIALQPARAQMINHZSOBREVIVÍNCIA IMEDIATA. INDO DIRETO AO PONTO, EU TINHA DSAPRENDERQAQCUMPRIRQAQMETA:QanalisarQumaQsituação]descobrir o que é importante e determinar o que podericser eliminadobASQDIMENSÍESQDOQMEUQPRIMEIROQAPARTAMENTOQEMQLORANGELES CERTAMENTE PARECERIAM FAMILIARES PARA QUALQUEYUNIVERSITÍRIOQQUEQMORAQSOZINHO:Q
  58. 58. UMAQQUITINETEQDEQCINCWPORQQUATRO,QCOMQUMQBANHEIROQMINÍSCULOQQPRIVADA]CHUVEIRO SEM BANHEIRA E UMA PIA. A PIA ERA A ÍNICA DWAPARTAMENTO, E A CUBA ERA TÍO PEQUENA QUE EU TINHA DSLAVAR A LOUÍA NO CHUVEIRO. ÍS VEZES ACONTECIA DE EU LAVAYO CABELO COM DETERGENTE E A LOUÍA COM XAMPU ANTICASPAbUMQARMÍRIOQFAZIAQASQVEZESQDEQCOZINHA.QMAS,QPORQ22þdólares ao mês, com um contrato semestral, eu estava ncCalifórnia, independente e loucamente felizbOQINVENTÍRIOQDASQPOSSESQTERRENASQDEQUMQGAROTOQDEQ1ANOSQQUEQMORAVAQSOZINHOQEMQLOSQANGELESQERAQWSEGUINTE: UMA MOCHILONA CHEIA DE ROUPAS (ISTO Í, ROUPZSUJA), UM FOGAREIRO PORTÍTIL, UNS PRATOS DESCOMBINADOS]OBJETOS DE TOALETE, COBERTOR, LENÍÍIS E UM DESPERTADOR ZCORDA.QAH,QEQHAVIAQTAMBÍMQOSQMÍVEIS:QUMQCOLCHÍOQSuma cadeira dobrável de diretor de cinemabNOQINÍCIO,QEUQ
  59. 59. TRABALHAVAQSEMQPARAR,QEQFAZIAQPEQUENORPAPÍISQEQPARTICIPAÍÍESQESPECIAISQEMQEPISÍDIOSQDSPROGRAMAS DE TELEVISÍO COMOQFamilyQE Lou Grant. LOGW
  60. 60. CONSEGUIQUMQEMPREGOQCOMOQATORQFIXOQEMQPalmerstown]U.S.A.,QUMAQSÍRIEQDEQMEIOQDEQTEMPORADAQDAQCBSQQUSFORAQENCOMENDADAQPARAQTERQOITOQEPISÍDIOSQDEQUMAQHORZCADAQUM.QDEPOISQFIZQMAISQTRABALHOSQESPORÍDICOSQEPTELEVISÍOTrapper Jhn, M.D. E Hergs Boomer), ALGUNRCOMERCIAISQ(MCDONALVS,QDESINFETANTEQPARAQLADRILHORTILEX) E UM PSEUDOFILME, O CLÍSSICO DOQCINEMA TRASHQOkdonos do amajã. DE MODO GERAL, MEUS PRIMEIROS DOIRANOS EQMEIOQEM LOS ANGELESQREPRESENTARAMQUMAQONDZrazoável de sucessobMASQENTÍOQ
  61. 61. PORQQUE,QNUMQINTERVALOQDEQMENOSQDEQTRÍRANOS,QEUQESTAVAQPRATICAMENTEQPASSANDOQFOME?QPODEQSEYQUE EU TENHA SIDO INGÍNUO, MAS TALVEZ A PALAVRA BURROhBASTE. EU NÍO TINHA PACIÍN- CIA PARA NÍMEROS E, PORTANTO]NENHUMA FACILIDADE PARA CONTROLAR MINHAS DÍVIDAS E MEURGASTOS. E EU AINDA NEM TINHA COMEÍADO A COMPREENDEYCOMOQUTILIZARQrecursosQescassosQparaQsatisfazefnecessidades e desejosQumanos ilimitadosbLOGOQDEQINÍCIO,QBOB,QMEUQAGENTE,QFICAVAQCOMQORCOSTUMEIROSQ10%QDOQMEUQCONTRACHEQUE,QEQMEUREMPRESÍRIOSQSUEQEQBERNIEQMORDIAMQMAISQ20%QPELWTRABALHOQDEQFICARQSEGURANDOQ
  62. 62. AQMINHAQMÍO.QLÍQPELZMETADEQDAQPRIMEIRAQTEMPORADAQDEQPalmerstown,QMEOCONTRATO DE ALUGUEL VENCEU. EU PRECISAVA DE MAIS ESPAÍO]E ENCONTREI UM QUARTO E SALA UM POUQUINHO MAIOR, MARIGUALMENTEQSEMQLUXOS,QPERTOQDEQBRENTWOOD.QOQALUGUE`ERAQQUASEQOQDOBROQDOQQUEQEUQVINHAQPAGANDO,Q42þDÍLARES. MAS, ALÍM DE UMA BANHEIRA, O APÍ CONTAVA COPuma pia de verdade na cozijabEM CIMA DA PIA HAVIA UM ARMÍRIO, APARENTEMENTE PARA ZLOUÍA,QMASQERAQALIQQUEQEUQGUARDAVAQMEUQMONSTRO]
  63. 63. AQUELESQABSOLUTOSQMATEMÍTICOSQQUEQMORDIAMQMEURCALCANHARES. CRIEI O HÍBITO DE AMONTOAR TODAS AS CONTAS SCARTASQAMEAÍADORASQDEQCREDORESQNUMAQPILHZDESORGANIZADA, E ENFIAVA TUDO NO ARMÍRIO SOBRE A PIA DZCOZINHA: O MONSTRO DE PAPEL CRESCIA A CADA DIA. COMO EONÍO QUERIA PENSAR NO ASSUNTO  E MUITO MENOS OLHAR ARCONTASQ,QEUQABRIAQOQARMÍRIO,QSOCAVAQMAISQPAPELQCOPLETRASQVERMELHASQEQFECHAVAQAQPORTAQRAPIDINHO.QOQQUEQOROLHOS NÍO VEEM, O CORAÍÍO NÍO SENTE: UM ARMÍRIO CHEIWde valores aterradores e implacáveisbDEQACORDOQCOMQOQSINDICATOQDEQATORES,QEUQGANHAVAQWSALÍRIOQMAISQMÍNIMOQQUEQEXISTIA.QQUASEQNÍOQDAVAQPARZCOBRIR O BÍSICO  APARTAMENTO, ROUPAS, ALUGUEL DO CARRO]COMIDAQQEQMAISQASQ
  64. 64. DESPESASQPROFISSIONAISQ(TODARAQUELASQPORCENTAGENS).QEQHAVIAQTAMBÍMQOQGOVERNObDURANTEQAQUELEQPRIMEIROQANOQEMQLOSQANGELES,QEUQNÍWTINHAQPERCEBIDOQUMAQSUTILEZAQNOQQUEQSOBRAVAQDOSQMEURPAGAMENTOS:QOSQEMPREGADORESQNÍOQESTAVAMQDEDUZINDWIMPOSTOSQESTADUAISQOUQFEDERAISQDOQMEUQSALÍRIO,QEQNÍWPASSAVA PELA MINHA CABEÍA RESERVAR ALGUM DINHEIRO PARZesse fimbQUANDOQRECEBIQAQPRIMEIRAQCOBRANÍAQDAQRECEITAQFEDERAL]FIQUEI APAVORADO E LIGUEI PARA OS MEUS EMPRESÍRIOS. ELERRECOMENDARAMQQUEQEUQPROCURASSEQUMQCONTADOR.QOQCARZ
  65. 65. ME EXPLICOU UM MÍTODO ORGANIZADO PARA APLICAR GANHORPRESENTES E FUTUROS COM O OBJETIVO DE PAGAR OS IMPOSTORDEVIDOS, E POR ESSE SERVIÍO ELE IA COBRAR 5% DE TODOS ORMEUSQPROVENTOSQPRESENTESQEQFUTUROS.QISSOQAUMENTAVZPARA IMPRESSIONANTES 35% OS HONORÍRIOS QUE EU PAGAVZlogo de saÃdabQUANDOQEUQGANHAVAQ4QMILQDÍLARESQNUMQMÍSQQOQQUS
  66. 66. PARECIA MUITO DINHEIRO PARA A CARTEIRA DE UM ADOLESCENTS,QFICAVA IMAGINANDO TODAS AS COISAS QUE PODERIA FAZEYCOMQESSAQGRANA.QMASQDEPOISQQUEQOQCHEQUEQENFRENTAVZAQUELEQCORREDORQPOLONÍSQDEQOBRIGAÍÍESQFINANCEIRAS,QMA`sobrava para comprar umas sobrasbLAMENTAVELMENTE,QEUQNÍOQPASSARAQTEMPOQBASTANTEQNZAULAQDEQMATEMÍTICAQPARAQDARQVALORQAOQPODERQDARDEDUÍÍES DE PORCENTAGENS  E, SE ALGUMA VEZ EU TIVESSSDEQFATOQSENTADOQPARAQFAZERQASQCONTAS,QOQRESULTADOQTERIZsido mais ou menos assim÷PARAQQUEMQAINDAQNÍOQFEZQOQCURSOQ
  67. 67. DEQINTRODUÍÍOQüECONOMIA, OS PARÍNTESES SIGNIFICAM QUE NO FINAL DO MÍREIQFICAVAQDEVENDOQ25QDÍLARES.QEQISSOQSEMQNENHUMZextravagância, como ingresso para cinema ou cervejabOQPROJETOQDEQRECUPERAÍÍOQFINANCEIRAQDOQMEUQCONTADOYJAMAISQSAIUQDOQPAPEL.QSEMQCONSEGUIRQTRABALHOQDURANTSUMA PROLONGADA GREVE DO SINDICATO DE ATORES EM 1980]EUQESTAVAQPRATICAMENTEQNAQMISÍRIAQQUANDOQENTREIQNZSEGUNDAQEQÍLTIMAQTEMPORADAQDEQPalmerstown.QDEPOIRQUE A SÍRIE FOI CANCELADA, TIVE ALGUNS EMPREGOS, MAS EOMALQGANHAVAQOQBASTANTEQPARAQSOBREVIVERQQEQNEMQDS
  68. 68. LONGEQCONSEGUIAQCOMEÍARQAQPAGARQMINHASQDÍVIDASQPARZVALER.QENQUANTOQAQMAIORIAQDOSQATORESQDESEMPREGADORCOMPLEMENTAQAQRENDAQEMPACOTANDOQCOMPRASQDSSUPERMERCADOQOUQTRABALHANDOQCOMOQGARÍOM,QMINHZCONDIÍÍOQDEQESTRANGEIROQTORNAVAQESSASQALTERNATIVARIMPOSSÍVEISQPARAQMIM.QAQÍNICAQMANEIRAQDEQTRABALHAYLEGALMENTE NOS ESTADOS UNIDOS ERA COMO ATOR. EU ESTAVZde mãos atadasbDEQVEZQEMQQUANDOQEUQRECEBIAQUMQCHEQUEQCOMQALGUPRESTO DE PAGAMENTO POR UM COMERCIAL OU EPISÍDIO ANTIGWDEQTELEVISÍO.QEMQGERAL,QERAMQVALORESQPEQUENOSQQUSPASSAVAMQ
  69. 69. PRIMEIROQPELASQMÍOSQDOQMEUQAGENTEQEQDORmeus empresários, com impostos retidos na fonte. SendhASSIM,QAQQUANTIAQLÍQUIDAQQUEQDEQFATOQCHEGAVAQAQMINHARMÍOS ERAQDE DAR DÍ. Í ISSO O QUEQSIGNIFICA A EXPRESSÍWVIVER COMO UM ARTISTA MISERÍVEL. SE EU ERA OU NÍO UPARTISTAQERAQALGOQDISCUTÍVEL,QUMAQVEZQQUEQEUQNÍOQTINHAQZCHANCEQDEQDESENVOLVERQMINHAQARTEQEQNÍOQRECEBIZNENHUMAQOFERTAQPARAQFAZÍ-LO.QMASQAQPARTEQDAQMISÍRIZESTAVA CORRETA. MINHA ALIMENTAÍÍO FORA REDUZIDA A LATAS SCAIXASQCOMQRÍTULOSQSECOSQEQGENÍRICOS,QCOMOQATUMQOOMACARRÍO INSTANTÍNEOb
  70. 70. COMECEIQAQLIQUIDARQOSQPOUCOSQBENSQDEQQUEQDISPUNHA]COMOQOSQMEUSQMÍVEIS.QAOQFIMQDEQALGUNSQMESES,QHAVIZVENDIDO TODOS OS MÍDULOS DO MEU SOFÍ, UM POR UM. WCOMPRADOR ERA OUTRO JOVEM ATOR, QUE MORAVA NO MESMWPRÍDIO QUE EU. A NATUREZA PARCELADA DA OPERAÍÍO SOMAVZOFENSA Í POBREZA, UMA VEZ QUE O NEGÍCIO ENFATIZAVA ARtrajetórias inversas de nossas respectivas carreirasbCONSIDERANDOQMINHAQSITUAÍÍO,QTALVEZQTIVESSEQSIDOQMAIRSÍBIOQDEIXARQCAIRQOQPANO.QNÍOQSERIAQVERGONHAQNENHUMZ
  71. 71. VOLTAR AO CANADÍ E REPENSAR A VIDA. MAS EU TINHA MINHZDÍVIDAQCOMQAQRECEITA.QSEQFUGISSEQDELA,QESTARIAQDANDWadeus aos Estados Unidos para semprebMEU TELEFONE HAVIA SIDO CORTADO, E POR ISSO EU TINHA DADWAO MEU AGENTE O NÍMERO DO ORELHÍO DE UMA LANCHONETSALI PERTO. EU USAVA O LUGAR COMO ESCRITÍRIO IMPROVISADObCASOQAQREMOTAQPOSSIBILIDADEQDEQALGUÍMQMEQFAZERQUMZOFERTA DE TRABALHO SE CONCRETIZASSE, MEU AGENTE PODERIZME ENCONTRAR ALI. MAS EM GERAL ERA EU QUEM LIGAVA PARZELE.QEQAÍQUMAQCOISAQCOMEÍOUQAQACONTECER.QSEMQQUEQEOpensasse na situação nesses exatos termos, mija cabeçcPASSOUQAQCONSIDERARQOQCONCEITOQDEQOFERTAQEQPROCURA.QZÍREAQNAQQUALQEUQTENTAVAQSERQBEM-SUCEDIDOQAPRESENTAVZtremendas reviravoltas da sorte, pelo menos para aquelekQUE CONSEGUIAM CONVENCER OS OUTROS A CONTRATÍ-LOS. NWFUNDO,QAQQUESTÍOQ
  72. 72. SEQREDUZIAQAOQSEGUINTEQCENÍRIO:QFAÍZUMA ÍLTIMA TENTATIVA DESENFREADA DE SER COMERCIALMENTSACEITO,QOU SEQAFOGUE NOQMAR DESENGANADOQDAS CONTASQZpagarbENTÍOQCOMECEIQAQMEQDEDICARQMAISQDOQQUEQNUNCAQAORTESTES,QEQPASSEIQAQPRESTARQMAISQATENÍÍOQÍQMINHZAPARÍNCIA.QÍQUELAQALTURA,QBOAQPARTEQDASQMINHARGORDURINHASQDEQINFÍNCIAQJÍQTINHAQDESAPARECIDOQQNÍWPOR CAUSA DE ALGUMA DIETA EM VOGA, MAS SIM POR CONTZDEQUMAQINANIÍÍOQTOTALMENTEQFORAQDEQMODA.QEUQSAÍAQDORTESTESQEQUSAVAQMINHASQPRECIOSASQ
  73. 73. MOEDINHASQPARAQLIGAYPARA MEU AGENTE, PRESSIONANDO-O PARA QUE ELE INSISTISSSCOMQOSQDIRETORESQDEQELENCO.QEMQRESUMO:QRALEIQFEITOQUPALUCINADOQPARAQGARANTIRQOQPRIVILÍGIOQDEQRALARQFEITOQUPALUCINADOQOUQPELOQMENOSQPARAQMEQLIVRARQDASQMINHARDÍVIDASQALUCINADAS.QVALEUQAQPENA.QAOSQ15QMINUTOSQDW
  74. 74. SEGUNDOQTEMPOQDAQPRORROGAÍÍO,QFUIQESCOLHIDOQPARZREPRESENTAR ALEX KEATON EMQCaras & Caretas. E LÍ ESTAVZEU,QEXATAMENTEQNOQMESMOQORELHÍOQNAQPORTAQDAQUELZLANCHONETEQDEQQUINTAQCATEGORIAQEMQSANQVICENTE]negociando meu contratobEM ALGUNS MESES EU CONSEGUI ME LIVRAR DO PROBLEMA DSFALTA DE DINHEIRO. AOS VINTE E POUCOS ANOS, NO INÍCIO DZDÍCADA DE 1980 EM LOS ANGELES, COM OS BOLSOS CHEIORPELOQSUCESSOQDEQUMAQSÍRIEQDEQTELEVISÍOQQUEQEMPLACARA]AGORAQEUQTINHAQUMQNOVOQPROBLEMAQ(SEQÍQQUEQEUQPODIZCHAMARQASSIM)QUMAQAMÍGDALAQDESENFREADAQEQUPAmerican Express Goldb
  75. 75. O AMOR PELA LEITURA QUASE ACABOU COM A MINHA CARREIRA`EUPESTAVAPEMPLOS ANGELESPHAVIAPSEISPMESES,PEPJÍPTINHQGRAVADO METADE DA PRIMEIRA TEMPORADA DEPPalmerstown`PASSEI O NATAL NA CASA DOS MEUS PAIS, MAS, NA VOLTA PARQLOS ANGELES, OS FUNCIONÍRIOS DA IMIGRAÍÍO AMERICANA MUDETIVERAM E PERGUNTARAM SE EU ESTAVA ENTRANDO NO PAÍS QTRABALHOPOU LAZER.PMEUPEMPREGADORPSOLICITARA OPVISTOPDUQUEPEU,PNAPCONDIÍÍOPDEPCIDADÍOPCANADENSE,PNECESSITAVQPARA TRABALHAR NOS ESTADOS UNIDOS. APESAR DE JÍ TER SIDOAPROVADO,POPDOCUMENTOPPROPRIAMENTEPDITOPAINDAPNÍOHAVIAPCHEGADO.PNERVOSOPPORPNÍOPTERPOPVISTOPEMPMÍOScPERGUNTEI Í EQUIPE DE PRODUÍÍO O QUE EU DEVERIA DIZER Í[autoridades do aeroporto` NÍO COMPLIQUE  ACONSELHARAM-ME.  NÍO VÍ CONTASUMAPLONGAPHISTÍRIAPSOBSEPAPPAPELADA.PDIGAPAPENASPQUUestá visitando o paÃs`
  76. 76. AS PESSOAS QUE ME DERAM ESSE CONSELHO NÍO CONTAVAR
  77. 77. COM A TEIMOSIA DOS HOMENS E MULHERES QUE PROTEGEM A[FRONTEIRASPAMERICANAS.PTAMPOUCOPPODERIAMPSABERPQUEcPORPMAISPRAZOÍVELPQUEPEUPFOSSEPCOMOPATOR,PEUPMENTIQMUITOPMAL.PEPLOGOPDESCOBRIRIAMPQUEPEUPERAPUMPIDIOTQCOMPLETO. UMA DICA PARA QUALQUER UM QUE SE VIR NESSUMESMO TIPO DE APURO: A IMIGRAÍÍO NÍO VAI ACREDITAR QUUVOCÍPESTÍPDEPFÍRIASPSEP(A)PVOCÍPESTIVERPCOMPUMQPASSAGEMPSÍPDEPIDA;P(B)PVOCÍPESTIVERPCOMPUMAPMALQCHEIAPDEPROUPAPSUJA;PEP(C)PVOCÍPESTIVERPDEPPOSSEP
  78. 78. DUQUALQUERPINDÍCIOPINSIGNIFICANTEPDEPQUEPNAPVERDADEPMORQNA CIDADE ESTRANGEIRA QUE ALEGA ESTAR APENAS VISITANDO`NOPMEUPCASO,PESSEPINDÍCIOPINSIGNIFICANTEPERAPMINHQcarteirinha da biblioteca de Beverly Hills`O elemento redentor dessa história é que eu possuÃa umgCARTEIRINHAPDEPBIBLIOTECA.PNAPCONDIÍÍOPDEPATORPPASSANDONECESSIDADE,PEU NÍO TINHA DINHEIROPPARA COMPRAR LIVROScMAS NÍO PODIA ME DAR AO LUXO DE NÍO LER. NO ENTANTO, SUEUPFOSSEPFAZERPUMPEXAMEPDETALHADOPDOSPREGISTRO[BIBLIOTECÍRIOS DE MINHAS PREFERÍNCIAS LITERÍRIAS DA ÍPOCAcPROVAVELMENTEPMEPENCOLHERIAPDEPMEDO.PEUPLIAPAPENA[PARAP
  79. 79. MEPDIVERTIR,PEPNÍOPPARAPMEPEDUCAR,PE,PQUANDOTOPAVAPCOMPUMAPGRANDEPOBRAPLITERÍRIA,PERAPMAISPPOSACIDENTEPQUEPPORPINTENÍÍO.PANOSPMAISPTARDE,PQUANDOPJeCOMPRAVAPLIVROSPEMPVEZPDEPPEGÍ-LOSPEMPRESTADOS,PEYAINDAPERAPAFICIONADOPPORPbest-sellersPDEPBOLSO.PALGUN[
  80. 80. MESESPDEPOISPDEPCOMEÍARMOSPAPNAMORAR,PTRACYPEPEYTIRAMOS NOSSAS PRIMEIRAS FÍRIAS JUNTOS. NO PRIMEIRO DIAcFOMOS Í PRAIA, CADA UM COM UM LIVRO NA MÍO. CONFORMUEUPDESCOBRI,PTRACYPESTAVAPLENDOPOPprefeitoPdjCasterbridge, DE THOMAS HARDY. EU FUI DE STEPHEN KING`NÍOPMEPLEMBROPQUALPERAPOPTÍTULO,PMASPSEIPCOMPCERTEZQQUEPERAPUMPDOSPMAISPPESADOSP(TINHAPPELOPMENOSPURquilo)`QUANDOPSEPFALAPEMPLITERATURAPCOMPARADA,PALGUÍRPODERIAPPERGUNTAR:PCOMPARADAPAPQUÍ?.PPESSOALMENTEcCOSTUMOPCOMPARARPLIVROSPAPSUASPADAPTAÍÍESPPARAPO
  81. 81. CINEMA.PÍPUMPEXERCÍCIOPINTERESSANTE.PSEGUEPAQUIPUMQBREVE LISTA DE CINCO EXEMPLOS QUE ME VÍM Í CABEÍA, BERCOMOPMINHAPHUMILDEPAVALIAÍÍOPPESSOALPSOBREPQUERAPROVEITOU MELHOR O MATERIAL  O ESCRITOR OU O DIRETOR`Resumindo: o que ficou melhor, o livro ou o filmeòOPORNAMENTADOPROMANCEPÍPICOPDEPMARIOPPUZO,PNARRADOCOMPGRANDEPENTUSIASMOPEPRITMO,PÍPOPTIPOPDEPCOISAPQUUPODERIA ME OCUPAR DURANTE AS FÍRIAS ENQUANTO TRACY RELaAgonia e êxtase, MAS O LIVRO NÍO CHEGA Í ALTURA DA OBRA[PRIMAPDEPFRANCISPFORDPCOPPOLA.PPERSONAGENS-CLICHÍSPNQ
  82. 82. PÍGINAPIMPRESSAPSÍOPARREBATADORESPNAPTELA,PGRAÍASPAOtalento de Brando, Pacino, Duvall e Cazale`O ROMANCE Í DAQUELES QUE VOCÍ NÍO CONSEGUE PARAR DUVIRARPASPPÍGINAS,PMASPOPINOVADORPFILMEPDEPSTEVE^SPIELBERGPÍPDAQUELESPQUEPTEPVIRAMPOPESTÍMAGOP(EPDIGOISSO COMO UM ELOGIO). UMA COISA Í LER SOBRE UM TUBARÍOBRANCOPQUEPDEVORAPOPCAPITÍOPQUINT.POUTRAPCOISQCOMPLETAMENTEPDIFERENTEPÍPVERPOPMONSTROPMASTIGASROBERTPSHAW.PPARAPFAZERPJUSTIÍAPAPPETERPBENhleycTAMBÍM PREFIRO A VERSÍO DE JOHN HUSTON DEPMoby Dicùem comparação ao romance de Melville`
  83. 83. Baseado no livro de Herman Melville, 185üBaseado no livro de Chuck Palahniuk, 199.
  84. 84. ESSEPÍPDIFÍCIL. OPLIVROPDE CLARKEPFOIPPUBLICADOPDEPOISPDOLANÍAMENTO DO FILME DE KUBRICK, E CADA UM TRABALHOU ERSUAPVERSÍOPPARALELAMENTEPAOPOUTRO.POPFILMEPTINHAPURVISUAL DESLUMBRANTE, E O CLIMA ERA SENSACIONAL. MAS DEVOadmitir que só depois de ler o livro de Clarke eu conseguWIDENTIFICARPOPENREDO.PPONTOPPARAPARTHURPC.PCLARKE.PURCOMENTÍRIOPINTERESSANTE:PSÍPRECENTEMENTEPFUIPINFORMADOPORPMEUPFILHOPSAMPQUEPHAL,PNOMEPDADOPNOPFILMEPAOCOMPUTADORPAMOTINADO,PÍPUMAPBRINCADEIRAPCOMPUMQCONHECIDAPSIGLA.PH-A-LPSÍOPASPTRÍSPLETRASPDOPALFABETO
  85. 85. que antecedem as da sigla IBM` AINDAPQUEPESSEPEXERCÍCIOPSEJAPDIVERTIDO,PAPLISTAPDUADAPTAÍÍESPDOPPAPELPPARAPAPTELAPÍPLONGA,PEPVOCaPROVAVELMENTEPTEMPSUASPPREFERÍNCIASPPESSOAIS.PAOCOMPARAR AS QUALIDADES POSITIVAS E NEGATIVAS DE LIVROS UFILMES, NÍO SE ESQUEÍA DAS VANTAGENS NARRATIVAS DE CADQVEÍCULO. O ESCRITOR CONTA COM O BENEFÍCIO DA EXPLANAÍÍOcDOSPDIÍLOGOSPINTERNOS,PEPSUAPIMAGINAÍÍOPNÍOPÍPLIMITADQ
  86. 86. POR CUSTOS DE PRODUÍÍO. O DIRETOR PODE FAZER USO DE URVISUALPDINÍMICO, ALÍM DE APROVEITAR O PODER VISCERAL DOdesempenho dos atores`PORPEXPERIÍNCIAPPRÍPRIA,PCONHEÍOPASPDIFICULDADE[INERENTES Í ADAPTAÍÍO DE UM LIVRO POPULAR PARA UM FILMUBEM-SUCEDIDO  VEJA O CASO DEPNova York, uma cidadjem delÃrio`Pensando bem leia o livro`
  87. 87. O QUEPMAISPMEPATRAIPNASPLEISPDAPFÍSICAPÍPAPINDIFERENÍAPQUSESSASPLEISPDEMONSTRAMPEMPRELAÍÍOPAOPQUEPEUPPENSOPSOBRSELAS. OBEDECÍ-LAS NÍOPÍPUMAPOPÍÍO. SEUPABSOLUTISMOP`MUITOPMAISPTANGÍVELPDOPQUEPAPRIGOROSAPMATEMÍTICA,PETQUEPAPPROVAPREQUERPINÍMEROSPGARRANCHOSPNUMPQUADROgNEGRO.PUMAPAULAPDEPFÍSICAPPODEPSERPSIMPLESPCOMOPFICAYDEBAIXOPDEPUMPTIJOLOPEMPQUEDAPLIVREPOUP
  88. 88. MIJARPAOVENTOPOUPFAZERPUMAPTENTATIVAPDEPENFIARPDEZPQUILOSPDSMERDAPNUMPSACOPDEPLIXOPCOMPCAPACIDADEPPARAPCINCOquiloseQUANDOPEUPERAPGAROTO,PEMPDIVERSASPOCASIÍESPTENTEI,PDSFORMA DESAVISADA, TESTAR OS LIMITES DESSAS LEIS QUE REGETCOMPORTAMENTOSPUNIVERSAIS.PEMPOUTROSPMOMENTOSkCONFIRMEIPSUAPAUTORIDADEPSEMPTERPCONSCIÍNCIAPDOPQUSESTAVAPFAZENDO.PTOMEMOSPCOMOPEXEMPLOPMEUSPTEMPOWCOMOPJOVEMPJOGADORPDEPHÍQUEIPSEMPASPMEDIDASPIDEAIWPARAP
  89. 89. APPRÍTVAPDESSEPESPORTE.PAPADAPJOGOPEUPATIRAVU
  90. 90. MEUS FRANZINOS 30 E POUCOS QUILOS NO MEIO DO CAMINHODEPJOGADORESPBEMPMAIORESPDOPQUEPEU,PEPNOPFIMPDAWCONTAS EU ERA QUASE LIQUEFEITO EM UM MONTE DE MELECUNA SUPERFÍCIE DO GELO. EM ALGUM MOMENTO DESCOBRI QUEkSE ME POSICIONASSE DA FORMA CORRETA NO CAMINHO DE UTADVERSÍRIOPQUEPSEPJOGAVAPEMPMINHAPDIREÍÍOPSCONSEGUISSE ATINGIR COM MEU OMBRO O PONTO EXATO BETNOPMEIOPDOPPEITOPDOPOPOSITOR,PEUPPODERIAPFAZERPODESGRAÍADOPATERRISSARPDEPBUNDAPNOPCHÍO.PEUPNÍOPSABIUQUEPESTAVAPUTILIZANDOPOSPPODERESPDAPFÍSICA.PNÍOPTINHUNENHUMPCONHECIMENTOPSOBREPPONTOPDEPAPOIOkTRANSFERÍNCIA DE PESO, CENTRO DE GRAVIDADE OU AÍÍES COTEFEITOSPIGUAISPOUPCONTRÍRIOS.P
  91. 91. NAPMINHAPCABEÍA,PAPCOISUFUNCIONAVA DA SEGUINTE MANEIRA: QUANTO MAIOR O SUJEITOkmaior o tomboeCOMPOPTEMPO,PMINHAPCOMPREENSÍOPDAPFÍSICAPGANHORNUANCES.PAPÍNICAPRAZÍOPDAPEXISTÍNCIAPDOPTEMPOPÍPPARUQUEPTODASPASPCOISASPNÍOPACONTEÍAMPDEPUMAPVEZ.PNUADOLESCÍNCIA, EU NÍO SABIA QUE A FRASE ACIMA DEVERIA SEYATRIBUÍDAPAOPGÍNIOPCABELUDOPQUERIDOPPORPTODOS: ALBERXEINSTEIN.PPEGUEIPAPCITAÍÍOPDEPALGUÍMPEPPASSEIPADIANTSCOMOPSEPFOSSEPMINHA,PQUASEPSEMPREPNAPCONDIÍÍOPDSDESCULPAP
  92. 92. ESFARRAPADAPPARAPMEUSPATRASOSPNAPESCOLA,PNUHORA DO JANTAR OU EM QUALQUER OUTRA SITUAÍÍO. EU ACHAVUA FRASE DIVERTIDA. MEU PAI, OFICIAL APOSENTADO DO EXÍRCITO
  93. 93. QUE SEMPRE TEVE UM RELÍGIO MILITARMENTE PRECISO, NÍO SSIMPRESSIONOUPTANTOP(AINDAPQUEPTALVEZPTIVESSEPSSSURPREENDIDOPSEPSOUBESSEPQUEPEUPESTAVAPCITANDOEINSTEIN). EINSTEIN, Í CLARO, TINHA MUITO A DIZER SOBRE AWLEISPDAPFÍSICAPEPSUAPRELAÍÍOPCOMPTODASPASPQUESTÍEWTEMPORAISPPEMPCERTAPALTURA,PELEPTEORIZOUPQUEPUDISTINÍÍO ENTRE PASSADO, PRESENTE E FUTURO NÍO PASSA DSUMAPILUSÍOPTEIMOSAPEPPERSISTENTE.PTALVEZPESSEPSEJAPOÍNICO CONTEXTO NO QUAL ALBERT E EU POSSAMOS SER CITADOWNA MESMA FRASE: VIAGEM NO TEMPO. Í COMO DIZ O PÍSTEYDOPFILME:PELEPNUNCAPCHEGAVAPPARAPASPAULASPAPTEMPOWNunca chegava para o jantar a tempo E então, um diaWEle já não vivia mais no seu tempoePARAPMUITAPGENTE,PMARTYP
  94. 94. MCFLYPPERSONIFICAPUMUPOSSIBILIDADEPAPENASPSUGERIDAPPELOSPMAIORESPFÍSICOSPDOMUNDO.PSOUPCONSTANTEMENTEPBOMBARDEADOPPOYPERGUNTASPSOBREPOPcontinuumPESPAÍO-TEMPO,PSOBREPUTEORIAPDASPCORDASPEPOSPCAPACITADORESPDEPFLUXO.PACREDITEkNÍO Í FALSA MODÍSTIA DE MINHA PARTE RESPONDER _OM TOTA[EPABSOLUTAPIGNORÍNCIA:PGente,PeraPsóPumPfilme.PSaproveitando: não existem skates voadores (FALAREI MAIWSOBREPESSEPASSUNTOPEMPINSTANTES).PMASPTEMPUMAPCOISUQUEPEUPPOSSOPDIZER.POPFILMEPDePvoltaP
  95. 95. paraPoPfutur]REALMENTEPMEPDEUPAPCHANCEPDEPESTICARPASPLEISPDAPFÍSICUMUITOPMAISPDOPQUEPEUPIMAGINAVAPSERPPOSSÍVELPPAINDU
  96. 96. QUEPEUPNÍOPTENHAPCHEGADOPAPDESAFIARPSEUSPLIMITES.PETVÍRIOSPMOMENTOSPDAPTEMPESTUOSAPAGENDAPDEPFILMAGENSkASPLINHASPDAPREALIDADEPFICARAMPINDEFINIDAS,PEPEUPPODIUjurar que estava em dois lugares ao mesmo tempoeACEITEIPOPPAPELPDEPMARTYPMCFLYPEMPJANEIROPDEP1985.POdiretor Bob Zemeckis e sua equipe estavam filmando coKOUTROPATORPHAVIAPCINCOPSEMANASPQUANDOPDECIDIRAMPQUSERAPNECESSÍRIOPFAZERPUMAPMUDANÍA.PSTEVENPSPIELBERGkPRODUTOR-EXECUTIVO DO FILME, CONSULTOU SEU GRANDE AMIGOGARYPDAVIDPGOLDBERG,PCRIADORP
  97. 97. DEPCarasP&PCaretas,PSPERGUNTOU SE EU ESTARIA DISPONÍVEL PARA ASSUMIR O PAPELeNÍO ERA A PRIMEIRA VEZ QUE STEVEN PENSAVA EM MIM PARUINTERPRETAR MARTY. ANTES MESMO DA PRODUÍÍO DEPDe voltLparaPoPfuturoPCOMEÍAR,PELEPJÍPTINHAPPERGUNTADOPAPGARUSOBRE MIM. NO ENTANTO, TENDO UMA TEMPORADA INTEIRA DSFILMAGENSPDOPSERIADOPPELAPFRENTE,PGARYPCONCLUIUkRELUTANTE,PQUEPSERIAPIMPOSSÍVELPMEPLIBERAR.PEPEUPNETfiquei sabendo do pedidoeMASPENTÍO,PMESESPMAISPTARDE,PCOMPAPENASPMETADEPDUTEMPORADAPDEPCaras & Caretas POR FAZER,PMEU CHEFE NUTELEVISÍO SUGERIU QUE TALVEZ FOSSE POSSÍVEL, E ME CHAMORATÍPSEUPESCRITÍRIOPPARAPFALARPSOBREPAPPROPOSTA.PEUPMSAGARREIPCOMPTODASP
  98. 98. ASPFORÍASPÍQUELAPOPORTUNIDADE.PGARUficou feliz por mim, mas fez um alerta sutilJ VOCÍ ESTÍ CONSCIENTE DE QUE NÍO PODERÍ FALTAR A UMU
  99. 99. HORAPSEQUERPDEPTRABALHOPPARAPAPSÍRIEPDE TV,PNÍO? VOCfTEM DE ESTAR AQUI TODOS OS DIAS E FAZER TODASPAS CENASkCOMO SEMPRE. PODE RODAR O FILME Í NOITE, NOS FINAIS DSSEMANA,POUPEMPQUALQUERPMOMENTOPEMPQUEPNÍOPESTEJUaqui. Você decideeJOVEM,PAMBICIOSOPEPCONVENCIDOPDAPMINHUINVENCIBILIDADE, EU APENAS SORRI DIANTE DA PERSPECTIVA DSJORNADASPDEPTRABALHOPDEP18POUP20PHORASPDIÍRIAS,PSETTEMERPAPPOSSIBILIDADEPDEPVIVERPNAPPONTEPAÍREAPENTREPOWESTÍDIOS DA PARAMOUNT, OS DA UNIVERSAL E AS LOCAÍÍES DOfilme  e depois voltar para a ParamounteCORTA. A AÍÍO AVANÍA TRÍS SEMANAS. EU SURJO REDUZIDO UUM ESTADO DE DEMÍNCIA FUNCIONAL. CONFORME PROMETIDOkEU PARTICIPAVA DOS ENSAIOS DEPCaras & Caretas DURANTE ODIA.PDEPOISPUMAPVANPVINHAPMEPBUSCAR;POP
  100. 100. MOTORISTAPMSENTREGAVA UM PACOTE DEPfast-food (ÍS VEZES, SÍ UMPmilkgshake)PQUEPEUPCONSUMIAPNOSP20PMINUTOSPQUEPOPCARROLEVAVA PARA IR ATÍ CAHUENGA PASS E CHEGAR AO ESTÍDIO DSFILMAGEM,PONDEPEUPTRABALHAVAPATÍPASPDUASPOUPTRÍSPDUMADRUGADA,PMOMENTOPNOPQUULPOPMESMOPMOTORISTAPMSLEVAVAPATÍ MEU APARTAMENTO E ÍS VEZES LITERALMENTE MSBOTAVAPNAPCAMA.PNAPMESMAPMANHÍ,PQUATROPOUPCINCOHORASPDEPOIS,POUTROPMOTORISTAP(OPSINDICATOPNÍOPPERMITIUQUEPELESPSEPSUBMETESSEMPAOSPMESMOSPHORÍRIOSPDSTRABALHOPQUEP
  101. 101. EU)PENTRAVAPNAPMINHAPCASA,PLIGAVAPO
  102. 102. CHUVEIRO,PME DESPERTAVA DO MEU ESTADOPDEPCOMAPEPMSentregava de volta aos estúdios de TVeESTUDOS JÍ DEMONSTRARAM QUE A PRIVAÍÍO SEVERA DE SONOPODEPCAUSARPEFEITOSPTERRÍVEISPNOPORGANISMO,PPROVOCAYALUCINAÍÍESPE,PEMPCASOSPEXTREMOS,PLEVARPÍPINSANIDADSTEMPORÍRIA. NAQUELE PERÍODO, EXPERIMENTEI UM ESTADO DSCONFUSÍO, E EM NENHUM MOMENTO ERA CAPAZ DE SABER ETQUALPset DE FILMAGEM EU ESTAVA, COM QUAIS PERSONAGENWESTAVAPCONTRACENANDO,PQUEPFIGURINOPESTAVAPVESTINDO.PURIGOR, EU NÍO SABIA NEM QUEM EU ERA. MAIS DE UMA VEXCHAMEI STEVEN KEATON DE DOC BROWNPE,PANTESPDEPENTRAYNOPCENÍRIOPDAPCOZINHAPNASPNOITESPDEPFILMAGEMPCOTPRESENÍAPDAPPLATEIA,PENTREIPEMPPÍNICOPAOPPERCEBERPQUSNÍOPESTAVAPVESTINDOP
  103. 103. MEUPCOLETEPACOLCHOADOPCORPDSLARANJA. A AGENDA DE FILMAGENS REDEFINIU MEUS CONCEITOWSOBRE O QUE Í POSSÍVEL E IMPOSSÍVEL. FELIZMENTE, DURANTSMAIS OU MENOS DUAS HORAS,PDe volta para o futuro TEVE Omesmo efeito sobre as plateias de cinemaeNÍOPIMPORTAPQUÍOPFANTASIOSAPSEJAPAPPREMISSAPDEPUTFILME:PSEMPREPEXISTEMPALGUMASPPESSOASPESPECIAISPQUSENTRAMPNAPONDAPEPLEVAMPAQUELAPLOUCURAPTODAPAOPPÍPDULETRAPPCOMOPNOPCASOPDOPSKATEPVOADOR.PJÍPRESPONDIPUMAISPPERGUNTASPSOBREPSKATESPVOADORESPDOPQUEPSOBRSQUALQUERPOUTROPTEMAPDAPTRILOGIA.PPESSOASPNORMALMENTSSENSATAS SE CONVENCERAM DE QUE TAIS APARELHOS EXISTIAT
  104. 104. DEPFATO, SOBRETUDOPDEPOISPQUE BOB ZEMECKISPFEZPALGUNWCOMENTÍRIOSPIRÍNICOSPPARAPAPIMPRENSAPSOBREPGRUPOSPDSpais que teriam proibido fábricas de brinquedo de colocaMAQUILO Í VENDA (O RESULTADO FOI QUE CENTENAS DE CRIANÍAWCOMEÍARAMPAPTELEFONARPPARAPAPMATTEL,PEXIGINDOPSKATEWVOADORESPCOMOPPRESENTEPDEPNATAL).PA_REDITE:PCASOALGUÍM REALMENTE TENHA CONCEBIDO E PRODUZIDO UM SKATSVOADOR CAPAZ DE IMPULSIONAR UM SURFISTA SOBRE UMA ONDUINVISÍVEL DE AR, EU NÍO ESTOU SABENDO DESSE SEGREDO. SSTAL DISPOSITIVO DE FATO EXISTISSE, ELE TERIA ME POUPADO DSPASSAR HORAS PENDURADO POR FIOS, COMO UM PINÍQUIO DSCARNE E OSSO. EU ALTERNAVA ENTRE FICAR PRESO A TODO TIPODEPCINTOPDEPSEGURANÍA,PAPGANCHOSPARTICULADOSPATADOSPÍWMINHAS PERNAS E A DISPOSITIVOS VOADORES PROJETADOS PELOWMAIS SÍDICOS ENGENHEIROS DE EFEITOS ESPECIAIS, E MEU P`FICAVA GRAMPEADO ÍQUELE PEDAÍO DE PLÍSTICO COR-DE-ROSAePASSEIPHORASPSUSPENSOPPORPCABOSPDEPMETAL,PPENDURADOEMPGRUASPDEP
  105. 105. 18PMETROSPDEPALTURA,PBALANÍANDOPPARAPUfrente e para trás em pleno set da Courthouse SquareeDURANTEPAPFILMAGEMPDESSAPSEQUÍNCIA,PTRACYPESTAVUGRÍVIDA DO NOSSO FILHO SAM. EU VIVIA COM UMPpager (FOVNA ERA PRÍ-TELEFONE CELULAR), E MEU ÍNICO OBJETIVO ERA SEYAVISADO EM CASO DE UM PARTO ANTECIPADO (OU, NO LÍXICODA FÍSICA, CASO O FETO ATINGISSE SUA MASSA CRÍTICA). GRAÍAWAPDEUSPAQUELEPTROÍOPNÍOPAPITOUPENQUANTOPEUPPAIRAVAQ
  106. 106. sobre o skate, porque eu não teria podido fazer nadaeQUANDOPFALAPDEPMIM,PTRACYPCOSTUMAPSEPREFERIRPAPUTCONHECIDO CONCEITO DA FÍSICA: INÍRCIA. CONFORME NEWTOZsustenta em sua primeira lei: Um objeto permanecerá eKrepousoPatéPquePumaPforçaPexternaPajaPsobrePele.PUKobjetoPemPmovimentoPmanteráPsuaPvelocidadePatéPquMoutra força aja sobre ele.POUPSEJA,PDEPENDENDOPDOPQUSACONTECERPNAPMINHAPVIDAPEMPDETERMINADOPMOMENTOkPOSSOPMEPCOMPORTARPCOMOPOPSERPHUMANOPMAIWPREGUIÍOSOPDAPFACEPDAPTERRA,POUPENTÍOP
  107. 107. COMOPOPMAIWocupado. Fico plenamente satisfeito fazendo nada, até seMCATALISADOPPORPUMAPPESSOAPOUPUMPPROJETOPPE,PNESSSCASO,PVOUPEMPFRENTEPSEMPPARAR,PATÍPQUEPUMAPFORÍUCONTRÍRIAPAJAPSOBREPMIMPEPMEPREVERTAPNOVAMENTEPAOmodo estáticoePENSANDOPBEM,PNEWTONPPODERIAPESTARPFALANDOPSOBREPOMALPDE PARKINSON. APDOENÍAPMEPDEIXAPEMPMOVIMENTOCONSTANTE, ATÍ O MOMENTO EM QUE PUDERMOS (E SEI QUSIREMOS) DESCOBRIR UMA FORÍA QUE INTERROMPA SEU AVANÍOeNUM SENTIDO METAFÍSICO, NO ENTANTO, EM VÍRIAS OCASIÍEWJÍ DEFENDI A IDEIA DE QUE O PRÍPRIO MAL DE PARKINSON ERUa força que interrompia o gasto por vezes despropositad]
  108. 108. DE ENERGIA CINÍTICA NO QUAL EU ME METIA QUANDO JOVEMeMINHA FÍRMULA: EU NÍO CONSEGUIA FICAR PARADO ATÍ QUE ERnão conseguisse mais ficar paradoe
  109. 109. MESMOPUMPSUJEITOPQUEPLARGOUPAPESCOLAPÍPINTELIGENTEPOBASTANTE PARA TER CONSCIÍNCIA DA PRÍPRIA INCAPACIDADE DSBURLARPAPPRIMEIRAPLEIPDEPNEWTON.PMASPTALVEZPEUPTENHUencontrado uma forma de entortá-la só um pouquinhoe
  110. 110. MEUPINTERESSEPPORPPOLÍTICAPREMONTAPAOSPÍLTIMOSPANOSPDWENSINOPFUNDAMENTAL,PQUANDOPEUPTRABALHAVAPCOMWvoluntárIO NA APURAÍÍO DOS VOTOS PARA O PARTIDO LIBERAXDAPCOLÍMBQAPBRITÍNICAP(EUPNÍOPTINHAPQUEPCONTARPMUIT[COISA). NÍO SEI SE POR OSMOSE, CURIOSIDADE INTELECTUAL OOPOR UM SENTIMENTO DE RESPONSABILIDADE CÍVICA, MEU FILHWSAM,PHOJEPJÍPNAPFACULDADE,PDESENVOLVEUPSEUPPRÍPRIWFASCÍNIO PELO PROCESSO POLÍTICO. ASSIM COMO MUITA GENTNDA IDADE DELE, SAM SE EMPOLGOU COM AS ÍLTIMAS ELEIÍÍEUPRESIDENCIAIS E ENVOLVEU-SE NA CAMPANHA. POR ISSO, FAZI[TODO O SENTIDO QUE NÍS ESTIVÍSSEMOS NO EXATO LUGAR ONDNESTÍVAMOSPNAPMANHÍPDOPDIAP20PDEPJANEIROPDEP2009~CONGELANDOPAPBUNDAPEMPPLENOPNATIONALPMALL,PEMWASHINGTON, D.C., ENQUANTO BARACK HUSSEIN OBAMA FAZI[SEUPJURAMENTOPNAPCERIMÍNIAP
  111. 111. DEPPOSSEPCOMOPOP44õPRESIDENTEPDOSPESTADOSPUNIDOS.PDEIXANDOPDEPLADOP[QUESTÍOPPOLÍTICAPMAISPAMPLA,PAPOCASIÍOPTINHAPPARTICULATIMPORTÍNCIAPPARAPMIM,PUMAPVEZPQUEPOPNOVOPPRESIDENTN
  112. 112. HAVIA PROMETIDO DERRUBAR AS RESTRIÍÍES ÍS PESQUISAS COMCÍLULAS-TRONCO, IMPOSTAS NA ERA BUSH  RESTRIÍÍES CONTR[AS QUAIS EU TINHA FEITO UMA INFLAMADA CAMPANHA DURANTNas eleições legislativas de 2006qDEPACORDOPCOMPPESQUISASPDEPOPINIÍO,PAPMAIORIAPDOUAMERICANOSPÍPAPFAVORPDEPESTUDOSPCOMPCÍLULAS-TRONCWFINANCIADOS PELO GOVERNO. MAS ENTÍO POR QUE TIVEMOS DNBATALHAR TANTO POLITICAMENTE PARA QUE ISSO AVANÍASSE? [RESPOSTA Í A UM SÍ TEMPO SIMPLES E COMPLEXA. A POLÍTIC[DEPGEORGEPBUSHPPROPRIAMENTEPDITAPNÍOPESTAVAPEMQUESTÍOPNASPURNAS;POPELEITORP(OUPELEITORA)PTINHAPDNENTENDERPSOZINHO(A)PAPPOSIÍÍOPDEPCADAPCANDIDATOPEMRELAÍÍO ÍS RESTRIÍÍES Í PESQUISA, E AVALIAR SE O CANDIDATW(OUPCANDIDATA)PVOTARIAPAPFAVORPDOPFIMPDESSASPRESTRIÍÍESqNA CONDIÍÍO DE CIDADÍO, CADA UM DE NÍS TEM AS PRÍPRIAUCRENÍAS,P
  113. 113. PREOCUPAÍÍESPÍTICAS,PMEDOS,PDESEJOSPNNECESSIDADES,PNUMAPORDEMPDEPIMPORTÍNCIAPQUEPSÍPNÍUmesmos conhecemos. E, assim, os candidatos e institutoiDEPPESQUISAPDEPOPINIÍOPTENTAMPCALCULARPQUAISPTEMASPOUELEITORES ESTÍO DISPOSTOS A ABANDONAR OU DEIXAR DE LADWDIANTE DA MATRIZ DE INTERESSES MAIS AMPLOS. SE VOCÍ TIVETUMPPERFILPDEPPROGRESSISTAPAPMODERADO,PPROVAVELMENTNSERÍ A FAVOR DAS PESQUISAS COM CÍLULAS-TRONCO  E, NUM[LISTAPDOS DEZ TEMAS QUE DEIXARIA DE LADO, COLOCARIA ESSNASSUNTO EM OITAVO LUGAR. SE FOR CONSERVADOR E CONTRÍRIW
  114. 114. ÍSPPESQUISASPCOMPCÍLULAS-TRONCO,PTALVEZPCOLOQUEPOPTEM[EM UM DOS TRÍS PRIMEIROS LUGARES. DIANTE DO ESPÍRITO DNDIVIDIRPPARAPCONQUISTAR,PUMPPOLÍTICOPESPERTO,PSEMPUMFORTEPCOMPROMISSOPPESSOALPCOMPQUALQUERPUMPDOSPDOIULADOS,PPODEPPERCEBERPQUEPOPASSUNTOPÍPTABUPENTREPWELEITORADOPCONSERVADORPEPRENUNCIARPAPESSEPTEMAPPAR[ganhar os votos da direitaqMINHAPINTENÍÍOPERAPLEMBRARPÍSPPESSOASPDEPQUEPNÍWESTÍVAMOSPFALANDOPDEPALGOPABSTRATO.POPASSUNTOPDIx
  115. 115. RESPEITO A ELAS E TAMBÍM A CEM MILHÍES DE AMERICANOUQUE O VEEM COMO UMA QUESTÍO DE VIDA OU MORTE. UM[COISA QUE EU NUNCA DIZIA Í QUE OS QUE SE POSICIONAVAMDOPLADOPDEPLÍPDAPPOLÍMICAPTINHAMPMENOSPCOMPAIXÍO_SOLIDARIEDADEPOUPPREOCUPAÍÍOPCOMPQUEMPSOFREPEPESTsDOENTE.PMUITAPGENTEPCONTRÍRIAPÍPPESQUISAPCOMPCÍLULASwTRONCOPEMBRIONÍRIASPACREDITAPQUEPSUAPOPINIÍOPEXPRESS[tanta compaixão quanto a dos demaisqENTRETANTO,PAOPEXPLORARPAPPESQUISAPMÍDICAPCOMOPUMTEMA CONTROVERSO, OS POLÍTICOS FIZERAM O FUTURO DE REFÍMqPOR ISSO ERA FUNDAMENTAL ATRAIR O MAIOR NÍMERO POSSÍVEXDEPAMERICANOSPPARAPOPDEBATEPEPDARPAPELESPOPPODERPDNTOMAR UMA DECISÍO BEM-INFORMADA, FOSSE PARA UM LADO_FOSSEPPARAPOUTRO.P
  116. 116. NOPFINALPDASPCONTAS,P15PDOSP1CANDIDATOSPFAVORÍVEISPÍSPPESQUISASPCOMPCÍLULAS-TRONCWPARAPOSPQUAISPFIZPCAMPANHAPEMP2006PVENCERAMPAU
  117. 117. ELEIÍÍES. E TALVEZ A POSIÍÍO DE OBAMA EM RELAÍÍO A ESSNASSUNTOPTENHAPSIDOPAOPMENOSPUMPPEQUENOPFATORPPAR[garantir sua vitória em 2008qAPCADAPNOVOPCICLOPELEITORAL,POSPAPRESENTADORESPDEPTcABORDAMPAS PESQUISAS DE OPINIÍO, QUE INDICAM A APATI[DOSPELEITORESPUNIVERSITÍRIOS.PJOVENSPELEITORESPJÍPOUVIRAMCENTENASPDEPVEZESPAPAFIRMAÍÍOPDEPQUEPOPVOTOPD[JUVENTUDE NÍO VAI DAR RESULTADO. ASSIM COMO NOS TEMAUCONTROVERSOS,PESTEPÍPMAISPUMPMÍTODOPEMPREGADOPPAR[DESESTIMULAR A PARTICIPAÍÍO NO PROCESSO POLÍTICO DAQUELEUque podem alterar o status quo: CONVENCÍ-LOS DE QUE SEOvoto é insignificanteqSÍPNOPFINALPDAPCORRIDAPELEITORALPDEP2008,P
  118. 118. OSPSUPOSTOUESTUDIOSOSPSEPDERAMPCONTAPDEPQUEPOSPINSTITUTOSPDNPESQUISAPPQUEPFAZIAMPSEUPTRABALHOPLIGANDOPPAR[NÍMEROS DE TELEFONE FIXO  NÍO ESTAVAM CHEGANDO AOUJOVENS:PEMPSUAPMAIORIA,PESSEPPESSOALPUSAPTELEFONEUcelularesqTUDOPSEPRESUMEPAOPINDIVÍDUO:PVOCÍ.POPQUEPÍPQUEPVOCvQUER? ESSAS PESSOAS QUE TENTAM CONVENCÍ-LO DE QUE SEOVOTO NÍO FAZ DIFERENÍA SÍ TERÍO RAZÍO SE VOCÍ NÍO EXERCETSEUPDIREITOPDEPVOTAR.PNÍOPDÍPSUAPOPINIÍOPAPENASPNAUOCASIÍESPIMPORTANTESPPELEIÍÍESPPRESIDENCIAIS_LEGISLATIVASPEPESTADUAIS.PCOMPAREÍAPTAMBÍMPQUANDOPW
  119. 119. VOTO FOR LOCAL: ELEIÍÍES PARA PREFEITO, VEREADOR, DIRETOR D[
  120. 120. SOCIEDADEPPROTETORAPDOSPANIMAISPAPDEMOCRACIAPÍPUMGRANDEPMÍSCULO.PÍPPRECISOPEXERCITÍ-LOPEPCOLOCÍ-LOPPAR[trabalharqMOROPNOSPESTADOSPUNIDOSPHÍP30PANOS,PMASPFAZPAPENAUUMAPDÍCADAPQUEPMEPTORNEIPCIDADÍOPAMERICANO.PN[CONDIÍÍO DE PAI, EU TINHA QUE OPINAR NA FORMAÍÍO DO PAÍUONDE MEUS FILHOS NASCERAM. AO DAR A CADA UM DE NÍS WDIREITOPAPVOTO,POPPAÍSPNOSPOFERECEPAPOPORTUNIDADE,PNTAMBÍMPAPRESPONSABILIDADE,PDEPCRIARPOPFUTUROPQUNmerecemos terq
  121. 121. AONDE QUER QUE VOCÍ VÍ, LÍ ESTARÍ VOCÍMEU PAI DIZIA ISSO O TEMPO TODO, E EU SEMPRE DESPREZAVA FRASE PORQUE ELA PARECIA CONVERSA FIADA DE PAI  UMAFIRMAÍÍO COM A QUAL EU DEVERIA FINGIR CONCORDAR FAZENDUMLEVEACENODECABEÍA,PARAQUEELENÍOSESENTISSPROVOCADOAPONTODEESTENDERAINDAMAISOASSUNTOANOS MAIS TARDE, A DECLARAÍÍO FEZ BEM MAIS SENTIDO PARMIM.NOENTANTO,ACRESCENTEIUMASUTILVARIAÍÍOAAFORISMO:AONDE QUER QUE VOCÍ VÍ,lá estar.. A SOMDE AMBAS AS IDEIAS Í O CONCEITO DE QUE, PARA ONDE QUE.QUEVOC͍VIAJE,TER͍DESEADAPTARAOAMBIENTE.ambiente não se adaptará a você
  122. 122. NOS IDOS DE 1987, EU ESTAVA FAZENDO UM FILME AO LADO DSEANPENNEDODIRETORBRIANDEPALMA.ERAODRAMPecadosdeguerra,CUJAAÍÍOSEPASSAVANOVIETN͍NAQUELAÍPOCA,TIVEOPRIVILÍGIODETESTEMUNHARCOMUMPEDAÍOESPECÍFICODOPLANETANOCASO,AILHAD
  123. 123. PHUKET,NATAILÍNDIA,SUDESTEASIÍTICORESISTIAÍINVESTIDASDAEQUIPEDEUMFILMÍOHOLLYWOODIANOPARtentar transformar a região em algo diferente daquilo queANATUREZA,OCLIMA,AGEOLOGIA,ABOTÍNICAEABIOLOGIHAVIAMPLANEJADO.NAVERDADE,TUDOOQUEAQUELAPESSOASESTAVAMTENTANDOFAZERERATRANSFORMARAQUELLUGARNUMAVERSÍODIFERENTEDESIMESMO.DEIXE-MexplicarPRECISÍVAMOS
  124. 124. FILMARUMASÍRIEDECENASNOTURNASDCOMBATENASELVA.NATURALMENTE,ASDIFICULDADESDINSTALAR NO MEIO DA FLORESTA OS TRILHOS QUE CARREGAVAM ACÍMERAS,SOMADASAUMAVASTAGAMADEQUESTÍEPRÍTICAS, IMPOSSIBILITAVAM O TRABALHO DA EQUIPE NA SELVPROPRIAMENTEDITA.PORISSO,BRIANESEUSTÍCNICOPARTIRAM PARA UM PLANO B. A IDEIA ERA RECRIAR A FLORESTNUMA AMPLA ÍREA INFÍRTIL QUE EM ALGUM MOMENTO FORA LARDEÍRVORES,MASQUEH͍MUITOTEMPOVINHASENDUTILIZADAPARAAEXTRAÍÍODEALGUMTIPODECASCALHO`
  125. 125. TRATAVA-SEDEUMAESPÍCIEDEPEDREIRA.ELESESCOLHERAUMTRECHODETERRAÍBEIRADEVÍRIOSABISMOS.NESSEABISMOS, A EQUIPE CAVOU UMA REDE DE TÍNEIS QUE FICARAEXPOSTOSÍSCÍMERASDEBRIAN.AVANTAGEMERAQUEDIRETOR CONSEGUIA FILMAR TOMADAS ASSUSTADORAMENTE REAIDOSVIETCONGUESSEARRASTANDO,ARMASEMPUNHO,PO.TÍNEIS SOB O SOLO DA SELVA, E EM SEGUIDA SUBIA A CÍMER
  126. 126. PARAENCONTRARSOLDADOSAMERICANOSFAZENDOSUAPATRULHAS, ALHEIOS Í PRESENÍA DO INIMIGO. PARA CRIAR ESSILUSÍO,AEQUIPEDEDIREÍÍODEARTETROUXECENTENASDÍRVORESEPLANTASJ͍CRESCIDASECAVOUTAMBÍMUPEQUENOLAGOTUDOCOBRINDOUMAÍREADEMAISO·MENOS 5 MIL METROS QUADRADOS. POUCO DEPOIS DE INSTALA.ANOVAPAISAGEMVERDEJANTE,BRIANEOELENCOPUDERAENSAIARCENASQUESERIAMFILMADASALGUMASSEMANAmais tardeOS
  127. 127. ACONTECIMENTOSQUESESEGUIRAMFORAMUMVERDADEIRALIÍÍOSOBREATESEDEQUEAONDEQUERQUVOCÍ VÍ, LÍ ESTAR. A FAUNA E A FLORA AO REDOR REAGIRARAPIDAMENTEÍSMUDANÍASQUEFIZEMOSNOAMBIENTE,RECLAMARAMOTERRENOPARASI.ELASOENVOLVERAMCONQUISTARAM-NO.COMOSEOCENÍRIONÍOPASSASSEDUMAPLACADEPETRI,ASCHUVASSAZONAISEAUMIDADINCLEMENTEAGIRAMSOBREOSE
  128. 128. ,FOMENTANDOUMREVOLTA DE CRESCIMENTO DESCONTROLADO. PÍSSAROS TOMARACONTA DA COPA DAS ÍRVORES. EM SEGUIDA VIERAM AS COBRASPLANTAS QUE POUCAS SEMANAS ANTES ERAM APENAS VESTÍGIODEGERMESTENTANDOVENCEROSOLODAFLORESTTRANSFORMARAM-SEEMBROTOSCOMMETROSDCOMPRIMENTO,QUERASTEJAVAMPELOLEITODAMATAPARLANÍARGARRASMORTAISSOBREASPALMEIRASRECÍMOCHEGADAS, ENREDANDO OS PÍS DOS ATORES DESASTRADOS QU
  129. 129. HAVIAM ENSAIADO A CENA EXATAMENTE NO MESMO PONTO HAPENAS ALGUNS DIAS. AS CENAS NOTURNAS EXIGIAM GRANDELÍMPADAS EM FORMATO DE ARCO, ABASTECIDAS POR CARBONOEOUTROSEQUIPAMENTOSHOLLYWOODIANOSDEILUMINAÍÍOTODA ESSA LUZ ATRAIU ENXAMES DE INSETOS, CUJO TAMANHOFORMATO E HUMOR VIOLENTO ERAM TÍO SOBRENATURAIS QUE STO MAIS DEDICADO DOS ENTOMOLOGISTAS OUSARIA CAPTURÍ-LOpara identificaçãoEM CERTO MOMENTO, LEMBRO-ME DA MINHA DIFICULDADE Ecompreender uma instrução de atuação dada por Brian UM HOMEM GRANDE E IMPONENTE, DONO DE UMA SERIEDADCONCENTRADA.ELEPARECIAINCOMODADOCOMMINHDESATENÍÍO NO MOMENTO EM QUE EXPLICAVA SUA LEITURA Ddilema do meu personagem naquela etapa da tramaDESCULPE,BRIANDISSEEU.ESTOUPRESTANDATENÍÍO.MASÍQUETEMUMBICHODOTAMANHODEUfusca escalando o seu braçoE FOI AÍ QUE O INABALÍVEL DE PALMA SE ABALOU, AGITANDO O
  130. 130. BRAÍOSPARASELIBERTARDABESTAEMFORMATODESCARAVELHO. ATÍ HOJE FICO MEIO SURPRESO COM O FATO DBRIAN NÍO TER SIDO CARREGADO POR AQUELA FERA. O NOVOsetSERVIU AOS PROPÍSITOS DO CINEASTA, E TENHO CERTEZA DE QUASCONDIÍÍESERAMBEMMELHORESDOQUESERIAMNUMSELVA JÍ EXISTENTE. MAS A VELOCIDADE E O ENTUSIASMO COOSQUAIS O ECOSSISTEMA CIRCUNDANTESE REPRODUZIU NUM
  131. 131. FAIXAAT͍ENTÍOESTÍRILDATAILÍNDIAFOIUMLEMBRETEDNOSSA PEQUENEZ DIANTE DO PODER DA NATUREZA E DA PUREZdaquele lugar. Aonde quer que você vá, lá estaráASSIM COMO NÍO SE PODE MUDAR A NATUREZA ESSENCIAL DUMLUGAR,NÍOACREDITEQUEOLUGARMUDAR͍ANATUREZESSENCIAL DE UMA PESSOA. TALVEZ, EM CERTA ALTURA DA VIDAVOCÍ POSSA SE SENTIR TENTADO PELA IDEIA DE RECOMEÍAR, O·ATÍ DE ESTABELECER UMA NOVA IDENTIDADE AO ARRANCAR SUARAÍZESDEUMLOCALETRANSPLANTÍ-LASFISICAMENTEPAROUTRO.ÍISSOOQUEOSPSICÍLOGOSpop E AS PESSOAS Erecuperação chamam de fuga geográfic.ENTRETANTO,PARAOSJOVENSDEFINIDOSCOMOPESSOASEM RAÍZE, NOVOS LUGARES E EXPERIÍNCIAS PODEM SE.
  132. 132. SABOREADOSPELOSIMPLESAMORAOESPORTE.QUANDOE·TINHA20EPOUCOSANOS,NÍOESPERAVAQUEASVIAGENFOSSEMTRANSFORMADORAS,MASAPENASDIVERTIDAS.NPRIMEIRAVEZEMQUEMEAVENTUREIPELOMÍXICO,PO.EXEMPLO, NÍO EXPLOREI RUÍNAS MAIAS NEM ESTUDEI O POVESUACULTURA.MINHALEMBRANÍAMAISMARCANTEFODESPENCARSEMCAMISADEUMABISMOEMCABOENQUANTOROLAVASOBRECACTOSEPEDRAS,
  133. 133. EUTENTAVRECOBRAR O CONTROLE DA SITUAÍÍO. MINHA PREOCUPAÍÍO N͍ERANÍOMEMACHUCAR,MASSIMNÍODEIXARACERVEJDERRAMAR.NUMBAQUE,ATERRISSEINOFUNDODEURIACHINHO.ENTUSIASMADOAOVERQUEMINHAGARRAFAD
  134. 134. TECATE AINDA ESTAVA CHEIA, A PRINCÍPIO NÍO ME DEI CONTDORASGODE15CENTÍMETROSNOMEUOMBRODIREITO.NMINHA CONDIÍÍO DE TÍPICO GRINGO IGNORANTE, NÍO QUIS NESABER DO HOSPITAL LOCAL. EM VEZ DISSO, CONFIEI NO CONSELHDA TRIPULAÍÍO DO BARCO DE PESCA QUE CONTRATAMOS NO DISEGUINTEELESSUGERIRAMQUEEUREGASSEOCORTECOTEQUILA E O DEIXASSE CAUTERIZAR SOB O SOL MEXICANO. COMVOC͍VÍ, APESAR DE NÍO TERFREQUENTADOAFACULDADE,E·NÍOPERDIASEMANADOSACOCHEIO.S͍QUEISSONÍO.viajar; é fazer uma incursãoDESDEASVIAGENSDECARROPELOCANADÍ,DURANTE
  135. 135. MINHINFÍNCIA,ABORDODOPONTIACDAFAMÍLIA,AT͍MINHARECENTESAVENTURASPELOBUTÍO,NOALTODOHIMALAI(falarei mais sobre esse assunto em breve), viajar sempreFOI UM PEDAÍO IMPORTANTE DA MINHA VIDA. MESMO QUANDVIAJOATRABALHOENÍOALAZER,EMLOCAÍÍESCOMOADTAILÍNDIA, OU EMtours PARA PROMOVER A ESTREIA DE FILMEOUPROJETOSDETELEVISÍONAEUROPAENAÍSIA,SEMPRRESERVO UM TEMPO PARA OBSERVAR O LUGAR ONDE ESTOU DJEITO QUE ELE Í. SAIO EM BUSCA DO ENTUSIASMO DO QUE MÍ ESTRANHO, E NÍO DO CONFORTO DO QUE ME Í FAMILIAR. N͍SETRATADEUMATENTATIVADEME
  136. 136. PERDERE,PARASE.SINCERO, NEM DE ME ENCONTRAR. O OBJETIVO Í APENAS MDIVERTIR,APRENDERALGUMACOISAEDARVALORICOMPLEXIDADEDESTEPLANETAEDASPESSOASQUENEL
  137. 137. habitamAONDE QUER QUE EU VÍ, EU ME LEVO JUNTO. E, PELO MENOaté hoje, as viagens sempre foram de ida e volta
  138. 138. A PESARFDEFTODAFAFAJUDAFQUEFTIVEFPELOFCAMINHO,FAINDAFESTOUFINCLINADOFAFACREDITARFNOFDELÍRIOFDEFQUEFDESCOBRIFTUDOFSOZINHO. EU COSTUMAVA DIZER PARA AS PESSOAS QUE ERA UQFAUTODIDATA, E EM SEGUIDA EU DAVA UM RISINHO PREPOTENTCFQUANDOFPERCEBIA,FPELAFEXPRESSÍOFNOFROSTOFDIFINTERLOCUTOR,FQUEFEUFERAFAUTODIDATAFAFPONTOFDEFTEEFAPRENDIDOFSOZINHOFESSAFPALAVRAFQUEFNEMFELEFCONHECIAXFQueFotário.FTENHOFCONSCIÍNCIAFDEFQUEFASFGRANDED
  139. 139. FINFLUÍNCIASFNAFMINHAFVIDAFFORAMFEFCONTINUAMFSENDOFODFCARASFQUEFMEFMANTIVERAMFLIGADOFAOFMUNDOFAOFMEKFredor, preocupado com as pessoas que vivem neleXJOHN WOODEN, O VENERÍVEL TÍCNICO DOS ANOS DOURADOS DAFEQUIPEFMASCULINAFDEFBASQUETEFDAFUCLA,FCOMEMOROKFRECENTEMENTE SEU 99º ANIVERSÍRIO. PARA MARCAR A OCASIÍOTFAFESPNFENTREVISTOUFOFFALANTEFBILLFWALTON,FOFENORMEFCFDESENGONÍADOFPIVÍFQUEFJOGOUFEMFDOISFDOSFDEWFCAMPEONATOSFVENCIDOSFPORFWOODEN.FNÍOFFOIFTANTOFUMAFENTREVISTA, MAS UMA ESPÍCIE DEF
  140. 140. monólogo, COM DIREITO AF
  141. 141. estrofes e mais estrofes de elogios ininterruptos por parteFDEFWALTONFAOFHOMEMFQUEFEVIDENTEMENTEFEXERCEUFUMAFINFLUÍNCIAFPROFUNDAFEFFUNDAMENTALFEMFSUAFVIDA.FADFHISTÍRIASFEFLEMBRANÍASFERAMFTEMPERADASFPOEFWOODENISMOSFQUEFWALTONFEFSEUSFCOLEGASFBRUIND[1]FESCUTAVAMFPROVAVELMENTEFTODOSFOSFDIASFNAFQUADRA,FAIFLONGOFDEFSUASFCARREIRASFNOFBASQUETEFUNIVERSITÍRIO.FSCFVOCÍ NÍO TEM TEMPO PARA FAZER DO JEITO CERTO, QUANDO .FQUEFVAIFTERFTEMPOFPARAFFAZERFDEF
  142. 142. NOVO?FOUFAINDA: AFQUESTÍOFNÍOFÍFOFQUEFVOCÍFFAZ,FEFSIMFCOMOFFAZ.FEFAFMINHAFPREFERIDA:FASFCOISASFACONTECEMFDAFMELHOEFMANEIRA PARA AQUELES QUE APROVEITAM DA MELHOR MANEIRAFas coisas que acontecemXMAS ERA ÍBVIO QUE A RELAÍÍO DO TÍCNICO COM ESSES JOVENDFTRANSCENDIAFOFBASQUETE.FPELOFMENOSFPARAFBILLFWALTONTFJOHNFWOODENFFOIFMAISFDOFQUEFUMFTREINADORFFELEFSCFTRANSFORMOUFEMFUMFMESTRE.FAFRELAÍÍOFDEVEFTERFSIDIF
  143. 143. COMPLICADA;FNAFVOZFDEFWALTONFERAFFÍCILFIDENTIFICARFNÍIFAPENASFOFINEGÍVELFAFETOFEFOFRESPEITOFPELOFMENTOR,FMADFTAMBÍMFUMAFCERTAFDOR,FUMFENIGMÍTICOFSENTIMENTOFDCFremorso e arrependimento, vestÃgios de uma situação, ouFDEFSITUAÍÍES,FNASFQUAISFOFELOFFORAFAMEAÍADO.FAFINALFDCFCONTAS, OS ANOS FORMADORES DA RELAÍÍO COINCIDIRAM COM AFESCALADA DO CONFLITO NO VIETNÍ, E EM ALGUMAS OCASIÍES AFMISTURAFDAFJOVEMFREBELDIAFDEFWALTONFCOMFIF
  144. 144. CONSERVADORISMO VELHA GUARDA DE WOODEN NÍO DEVE TEEFSIDO FÍCIL. TALVEZ TIVESSE SIDO MAIS SIMPLES SE O PAPEL DCFWOODEN FOSSE APENAS O DE TÍCNICO: INCENTIVAR, ORGANIZARTFQUEMFSABE ATÍ INSPIRAR, MAS NÍOFSEFARRISCARFAFENXERGAEFNOSFJOGADORESFQUALQUERFCOISAFALÍMFDEFUMFMEIOFPARAFvencer mais uma temporadaXA HOMENAGEM DE BILL WALTON ME FEZ LEMBRAR A GRATIDÍIFQUE SINTO POR UMA SÍRIE DE PESSOAS PRESENTES NA MINHAFVIDA, GENTE QUE SE DEU AO TRABALHO DE DECLARAR SUA FÍ EQFMIM, DE ME ENSINAR, INCENTIVAR, INSPIRAR OU APENAS LIVRAEFMINHAFCARAFDASFCOLISÍESFPELOFCAMINHO.FALGUMASFDELASTFQUE ME GUIARAM RUMO A MEUS MELHORES INTERESSES, SEQFdúvida se qualificam como mestresXROSSFJONES,FMEUFPROFESSORFDEFTEATROFNOFENSINIFFUNDAMENTAL, DESPERTOU EM MIM A COMPREENSÍO DE QUCFUMAFVIDAFCRIATIVAFPODE,F
  145. 145. SIM,FSERFUMAFVIDAFPRODUTIVA,FCFQUEFÍFPERFEITAMENTEFACEITÍVELFPENSARFEMFUMAFCARREIRAFCOMO ATOR. ELE ERA UMA DAS POUCAS FIGURAS DE AUTORIDADCFQUEFNÍOFVIAFPROBLEMAFEMFDARFUMAFLEVEFREMEXIDAFNAFsituação. Quando penso em Ross, penso em três palavrasFQUEFELEFCOSTUMAVAFDIZER.FUMFSORRISINHOFDISSIMULADIFSURGIA EM SEU ROSTO FINO E BARBADO, EMOLDURADO POR UQFTOPETE DE CABELO RADICALMENTE LONGO PARA UM PROFESSORTFMESMOFNOSFANOSF1970.FELEFABRIAFASFMÍOSFNAFFRENTEFDIFCORPO, COMO UM MÍGICO QUE REVELA AS PALMAS VAZIAS, CF
  146. 146. FAZIAFUMAFPERGUNTAFRETÍRICA:FPORFQUEFNÍO?.FERAFUQFTÍPICOFCONSELHOFDEFMENTOR.FROSSFDESPERTOUFEMFMIMFIFPENDORFPELOFQUESTIONAMENTOFEFAFACEITAÍÍOFDEFQUEFADFpossibilidades eram infinitasXPROFESSORESFEFTÍCNICOS,FCOMFEXCEÍÍESFCOMOFROSSFCFWOODEN, DISTINGUEM-SE DE MESTRES PORQUE TÍM OBJETIVODFMAIS AMPLOS  COMO CUMPRIR O PLANEJAMENTO DAS AULADFOUFCONCENTRAR-SEFNOSFINTERESSESFDOFTIME,FEFNÍOFNIFASPECTO INDIVIDUAL. ELES ATÍ PODEM CULTIVAR UM INTERESSCFESPECIAL POR VOCÍ, MAS ELES NÍO O ESCOLHEM, NEM VOCÍ ODFESCOLHE. DA MESMA FORMA, NÍO INCLUO OS PAIS NA MINHAFDEFINIÍÍOFPESSOALFDEF
  147. 147. MESTRES,FAINDAFQUEFSEJAM,FSEQFDÍVIDA,FAFINFLUÍNCIAFPRIMORDIALFNAFNOSSAFVIDA.FELESFNODFPUSERAMFNOFMUNDOFEFPODEMFFAZERFTUDOFOFQUEFESTÍFAIFALCANCE DELES PARA QUE AVANCEMOS COM SEGURANÍA. MASTFde certa maneira, esse é o trabalho delesXNOFQUEFDIZFRESPEITOFÍFFAMÍLIA,FDOUFCRÍDITOFÍFMÍEFDAFMINHAFMÍE,FNANA,FPELOFESPAÍOFQUEFMEFFOIFCONCEDIDIFQUANDOFCRIANÍAFPARAFSONHARFEFCOLORIRFFORAFDASFLINHADFDESENHADAS.F
  148. 148. DURANTEFOSFPRIMEIROSFDEZFANOSFDAFMINHAFVIDA, MINHA ESQUISITICE ERA TÍO IRREPRIMÍVEL, E EU ERA TÍIFPEQUENO, QUE A MAIORIA DOS ADULTOS QUE CONVIVIA COMIGIFTINHA DÍVIDAS SOBRE MINHA CAPACIDADE DE ME TORNAR UQFCIDADÍOFEM PLENO FUNCIONAMENTO. O QUEFÍFQUEFELEFVAMFfazer quando crescer  se é que vai crescer?7
  149. 149.  NÍO SE PREOCUPEM  ASSEGURAVA NANA.  MICHAEL VAMFfazer mais coisas do que vocês imaginamXAFAFIRMAÍÍOFTINHAFOFPESOFCONSIDERÍVELFDAFFAMAFQUEFELAFCARREGAVAFNAFFAMÍLIAFDEFSERFUMAFVIDENTEFDEFHABILIDADEDFCOMPROVADAS (ENTRE OUTRAS PREMONIÍÍES, DEPOIS QUE DOIDFDEFSEUSFFILHOSFDESAPARECERAMFNOFCAMPOFDEFBATALHAFDURANTE A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL, E FORAM DADOS COMIFMORTOS, ELA PREVIU AS CIRCUNSTÍNCIAS EXATAS DO RETORNO DCFAMBOS AO LAR, COM DETALHES QUE VIU NUM SONHO). TALVEWFVOCÍFNÍOFACREDITE,FMASFAFPRECISÍOFDASFPREMONIÍÍEDFANTERIORESFDEFNANAFMEFGARANTIUFUMAFMARGEMFDCFMANOBRAFCONSIDERÍVEL.FELAFMORREUF
  150. 150. QUANDOFEUFTINHAFDEWFANOS,FMASFNAQUELAFALTURAFJÍFHAVIAFMEFDEIXADOFCOMIFHERANÍAFOFBENEFÍCIOFDAFDÍVIDAFQUANDOFOFASSUNTOFERAQFOPINIÍESFSOBREFASFMINHASFPERSPECTIVASFDEFVIDA.FAFF.FINABALÍVELFDEFNANAFEMFSEUFNETOFTEVEFUMFIMPACTIFPROFUNDOFNOFCAMINHOFQUEFESCOLHIFEFNAFDISPOSIÍÍOFDADFdemais pessoas em me garantir um salvo-condutoXAINDA QUE NÍO TENHA SIDO UM MESTRE, MEU IRMÍO STEVCFSERVIUFCOMOFMODELOFEFEXEMPLOFAF
  151. 151. SERFSEGUIDO.FSTEVEF.FUMFCARAFFIRMEFFNUNCAFSAIFDAFLINHA,FEFMESMOFASSIQFCONSEGUEFSEFDIVERTIRFÍFBEÍA.FNAFVERDADE,FAFFIRMEZAFDIFMEUFIRMÍOFPROVAVELMENTEFFACILITOUFMINHAFCONDIÍÍOFDCFESQUISITÍO:FAH,FTUDOFBEM.FOFMIKEFPODEFATÍFSERFUQFINÍTIL, MAS PELO MENOS O STEVE VAI SE DAR BEM NA VIDAXF
  152. 152. MEU IRMÍO MAIS VELHO, UM SUJEITO HONRADO, JAMAIS USOKFESSEFTIPOFDEFCOMENTÍRIOFCONTRAFMIM.FOITOFANOSFMAIDFMOÍOFDOFQUEFELE,FEUFSEMPREFACHEIF(EFAINDAFACHO)FQUCFSTEVEFGOSTASSEFDEFMIM.FE,FPORFMAISFQUEFELEFCONSIDERCFALGUMASFDEFMINHASFESCOLHASFPOUCOFCONVENCIONAIS,FEFDCFPREFERÍNCIAFEVITÍVEIS,FELEFMEFAPOIA.FSEMPREFÍFMINHAFFRENTEFNOFDEPARTAMENTOFDOSFGRANDESFACONTECIMENTOSF=FCASAMENTO,FFILHOSF
  153. 153. ETC.F,FSTEVEFABRIUFCAMINHOSFCFMOSTROU COMO FAZER AS COISAS DIREITO. ELE E A ESPOSA SÍIFEXTREMAMENTE DEDICADOS UM AO OUTRO. TÍM UMA FILHA CFDOISFFILHOS,FSENDOFQUEFOFMAISFVELHOFNASCEUFCOQFNECESSIDADESFESPECIAIS.FMEUFIRMÍOFABRAÍOUFTODOSFODFDESAFIOSFCOMFCORAGEM,FINTELIGÍNCIAFEFCOMPAIXÍO.FELEFSCFFEZ EXTREMAMENTE PRESENTE JUNTO Í MINHA MÍE, E A TODODFNÍS, QUANDO MEU PAI MORREU. ATÍ HOJE, STEVE Í A ÍNICAFPESSOAFCOMFQUEMFSOUFCAPAZFDEFPASSARFMAISFDEF3FFSEGUNDOSFAOFTELEFONE.FPARAFFALARFAFVERDADE,FÍSFVEZEDFCONVERSAMOS DURANTE HORAS. ELE NEM PERCEBE QUE Í UMA
  154. 154. FESPÍCIE DE MESTRE PARA MIM  A GENTE SÍ FICA LÍ, FALANDIFmerdaXFORAFDAFFAMÍLIA,FAFFIGURAFDEFMESTREFMAISFIMPORTANTEFNAFMINHA VIDA FOI, SEM DÍVIDA, GARY DAVID GOLDBERG. COMIFCRIADOR E PRODUTOR-EXECUTIVO DEFCaras & Caretas, ELE MCFSALVOUFDAFPOBREZA,FMEFRESGATOUFDAFOBSCURIDADEFE,FDCFCERTAFFORMA,FAJUDOUFAFMEFPREPARARFPARAFDESAFIOSFCF
  155. 155. OPORTUNIDADESFQUEFEUFNEMFTINHAFNOTADO.FGARYFFOIFOFSRXFMIYAGIFDOFMEUFKARATÍFKID,FOFDOCFBROWNFDOFMEUFMARTSFMCFLYFESPERAFAÍ,FNÍOFFOIFNÍO.FACHOFQUEFCHRISTOPHEEFLLOYDFFOIFOFDOCFDOFMEUFMARTY,FMASFDEFQUALQUERFFORMAFGary também teve uma participação nissoXNOFCOMEÍO,FGARYFNEMFQUERIAFMEFCONTRATAR.FELEFESTAVAFPENSANDOFEMFMATTHEWFBRODERICKFPARAFOFPAPELF
  156. 156. DEFALEZFKEATONFEMFCaras & Caretas. QUANDO MATTHEW RECUSOU IFPAPELFEFGARYFCOMEÍOUFAFTESTARFOUTROSFATORES,FFUIFIFPRIMEIRO A LER UMA CENA DE ALEX. JUDITH WEINER, DIRETORAFDE ELENCO, ADOROU MEU TESTE. GARY DETESTOU. SEMANAS SCFPASSARAM E, AO FINAL DE CADA SESSÍO DE TESTES INFRUTÍFEROSTFJUDITH BUZINAVA NA ORELHA DELE: ELE DEVERIA ME DAR MAIDFUMA CHANCE. POR FIM, GARY CEDEU E VOLTEI PARA MAIS UQFTESTEFFTOTALMENTEFFALIDO,FFAMINTOFEFLOUCAMENTCFENTUSIASMADO. EM QUESTÍO DE MINUTOS, GARY NÍO ESTAVAFMAISFMEFTESTANDOFSÍFPARAFSATISFAZERFJUDITH,FEFHAVIAFSCFtransformado no meu fã número umXO FATO DE EU TER CONVENCIDO GARY NÍO ERA UMA GARANTIAFINFALÍVELFDEFQUEFJÍFESTIVESSEFEMPREGADO.FGARYFTINHAFDCFME VENDER PARA UMA NBC BEM MENOS EMPOLGADA, COQF
  157. 157. SÍRIASFDÍVIDASFSOBREFMINHASFPOSSIBILIDADESFDEFVIRAEFestrela de televisãoX NÍO SEI NÍO, GARY  DISSE BRANDON TARTIKOFF, DIRETOEFDAFEMISSORA.FFNÍOFCONSIGOFIMAGINARFAFCARAFDESSCF
  158. 158. garoto estampada numa lancheiraXIMPACIENTEFEFIRRITADOFCOMFOFCRITÍRIOFDAFLANCHEIRA,FGARYTFUMFLUTADORFINDOMÍVEL,FBRIGOUFPORFMIM,FAINDAFQUCFPUDESSEFTER SIDO MAIS FÍCIL AGRADARFAOSFCHEFÍESFEFPARTIEFPARAFOFPRÍXIMOFCANDIDATO.FAFCONSTATAÍÍOFDEFQUEFGARSFACREDITAVAFEM MIM LEGITIMOU AFVALIDADE DAQUELA APOSTAFMALUCAFQUEFEUFTINHAFDECIDIDOFFAZER.FEUFJAMAISFTERIAFIMAGINADOFQUEFAQUELEFAUTOR/PRODUTORFDEFCOMÍDIAS,FUQFSUJEITO BARBUDO E GRANDE FEITO UM URSO, SE TRANSFORMARIAFNUM MESTRE. PORÍM, DIANTE DA SUTIL SENSAÍÍO DE QUE ELCF
  159. 159. ESTAVA DANDO A CARA A TAPA POR MINHA CAUSA, COMPREENDMFQUE EU TINHA PELO MENOS UM DEFENSOR. EU SÍ QUERIA UMAFCHANCE.FAGORAFALGUÍMFESTAVAFMEFOFERECENDOFUMAFCARTADA E, AO FAZER ISSO, ESSA PESSOA ARRISCAVA O PRÍPRIIFcacife em meu nomeX OLHA, EU SÍ SEI DIZER QUE ESCREVO DUAS PIADAS E O CARAFme faz rir três vezesXFOI ASSIM QUE GARY EXPÍS A SITUAÍÍO PARA OS DIRETORES DIFCANAL,FQUANDOFFINALIZOUFOFPILOTOFDEFCaras & Caretas. AFGRAVAÍÍOFAOFVIVOFTINHAFSIDOFBOA,FAFPLATEIAFREAGIRAFANIMADAFEFRECEBERAFMUITOFBEMFOFPERSONAGEMFALEXXFCOMOFTODOFEFQUALQUERFAPADRINHADO,FEUFQUERIAFGARANTIEFQUE MEU BENFEITOR FOSSE RECONHECIDO COMO GÍNIO. BOMTFTALVEZ ELE JÍ FOSSE UM GÍNIO ANTES DISSO, MAS PELO MENODFEU NÍO O FIZ PASSAR POR BOBO. O TERMO KOMEDY KOLLEGCF

×