Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
Ac ce 2
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply
Published

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
181
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
8
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Serviço Técnico de Formação Profissional Componente: Formação de Base Cidadania E Empregabilidade 2013 Os melhores RUMOS para os Cidadãos da Região REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA Rua D. João, nº 57 - REPÚBLICA PORTUGUESA 9054-510 Funchal - Telf. 291 705 860 - Fax. 291 705 870 www.madeira-edu.pt/dre - email: dre@live.madeira-edu.pt UNIÃO EUROPEIA FUNDO SOCIAL EUROPEU - NIPC: 671 000 497 1
  • 2. ÍNDICE 1. Fundamentação …………………………………………..………………………………………………………………………….3 2. Estrutura Curricular da CE …………………………………………….……………………………………..….………………4 2.1. Unidades de Competências/Critérios de Evidência/Sugestões de Atividades ………….………………4 2.1.2. Percurso de Formação e Educação B: distribuição dos conteúdos curriculares ……..………………4 2.1.3. Percurso de Formação e Educação C: distribuição dos conteúdos curriculares …….……………….7 2.1.4. Sugestões de Atividades ………………………………………………………………………………………….……….10 3. Bibliografia …………………………………………………………………………………………………………………………. 13 2
  • 3. 1. Fundamentação O Relatório da UNESCO (1996) realçou o lema “Educação: um tesouro a descobrir”. A Comissão Internacional sobre Educação para o Século XXI preconiza o lema “Aprendizagem ao Longo da Vida”. Os pilares da educação ao longo da vida são o aprender a conhecer; aprender a fazer; aprender a viver em comunidade e aprender a ser. Neste enquadramento, a componente da Formação de Base, nos cursos de formação profissional (QNQ – RFA), contempla uma unidade de formação (UFCD) designada de Cidadania e Empregabilidade (CE). Esta pretende ser o sentido e o processo que deve sustentar e orientar o desenvolvimento das competências nas outras áreas da formação; tem uma natureza transversal, envolvendo as outras áreas. Fonte: Página 20 do Referencial dos Cursos EFA 3
  • 4. 2. Estrutura Curricular da CE A CE está contemplada na componente de Formação de Base (FB), com uma carga horária de 150 horas para o Percurso de Educação Formação do Tipo B e de 100 horas para o Percurso de Educação Formação do Tipo C. 2.1. Unidades de Competências / Critérios de Evidência / Sugestões de Atividades 2.1.1. Percurso de Formação e Educação B: distribuição dos conteúdos curriculares PERCURSO B – 150 horas Anos 1º Ano 2º Ano 3º Ano Carga Horária 50 h 50 h 50 h CE - Percurso B Cidadania e Empregabilidade Critérios de Evidência Unidade de Competência Conhecer a Organização Política dos Estados Democráticos * Competências para trabalhar em grupo Sugestões de Atividades 1º Ano 2º Ano 3º Ano *Participar ativamente num grupo *Conhecer os valores e as regras de um grupo *Ouvir os outros participantes num grupo *Interagir com os outros (direitos, *Exprimir ideias e opiniões para os outros participantes num grupo *Ser sensível às ideias e pontos de vista dos outros *Definir métodos de trabalho em comum *Conhecer o papel do estado na proteção de direitos e liberdades *Transmitir conclusões *Liderar um grupo *Estabelecer compromissos *Reconhecer e respeitar a diversidade dos outros *Resolver interesses divergentes *Educação para a Cidadania (http://www.dge.mec.pt/educac aocidadania/index.php?s=direct orio&pid=71, dezembro de 2012) *Programa de Treino de Competências Pessoais e Sociais (Desenvolvimento de um Modelo Adaptado a Crianças e Jovens com Deficiência) 4
  • 5. liberdades e garantias fundamentais) *Acordar / negociar objetivos *Lidar com os órgãos da Administração Conhecer a Organização Económica dos Estados Democráticos * Competências de adaptabilidade e flexibilidade Conhecer noções de Educação / Formação Profissão e Trabalho / Emprego * Competências de Educação / *Conteúdos a serem trabalhados também nos Temas de Vida que integram o Referencial de Formação *Monitorar o desempenho profissional próprio *Procurar ajuda *trabalhar em diversos contextos *Prestar atenção aos pormenores *Conhecer direitos e deveres económicos *Tomar decisões de consumo em termos pessoais e familiares *Gerir o tempo *Modificar tarefas *Aceitar informação de retorno (feedback) *Trabalhar autonomamente *Assumir responsabilidades *Evidenciar capacidade de iniciativa *Ajustar o desempenho profissional a variações imprevisíveis *Assumir riscos controladamente gerir recursos *Fornecer informação de retorno (feedback) *Conhecer os sistemas organizados e sociais *Identificar e sugerir novas formas de realizar as tarefas *Ter iniciativas e evidenciar capacidades de empreendedorismo *Participar em atividades de formação continua *Conhecer legislação do trabalho, sindicatos e relações laborais *Conhecer a estrutura de *Identificar-se com novas formas de aprendizagem *Conhecer os incentivos à formação *Desenvolver planos de carreira profissional *Identificar possíveis conflitos de papéis *Aprender a aprender *Construir uma carteira de competências individual *Utilizar tecnologias de comunicação à distância *Posicionar-se face às 5
  • 6. Formação ao Longo da Vida Conhecer noções de Ambiente e Saúde * Competência de Relacionamento Interpessoal oportunidades do mercado de emprego *Reconhecer a importância dos meios de comunicação social *Identificar inovações tecnológicas que afetam o exercício profissional *Situar-se em relação à inserção ou reinserção no mundo do trabalho sociais e de contextos de vida *Reconhecer a importância ds organizações sindicais e patronais relações entre deontologia e inovação tecnológica *Conhecer dispositivos e mecanismos de concertação social *Conhecer os principais problemas ambientais *Conhecer-se a si próprio *Trabalhar com pessoas de diferentes estatutos sociais *Partilhar trabalho *Conhecer regras básicas de higiene e segurança pessoal no trabalho *Recorrer a serviços de protecção e prevenção de acidentes *Assumir responsabilidades pessoal e sociais na preservação do ambiente *Conhecer os pontos fortes e os pontos fracos pessoais *Procurar situações mutuamente concordantes *Demonstrar autocontrole *Identificar causas e consequências dos acidentes *Posicionar-se em relação a um “estilo de vida saudável” *Ensinar os outros *Conduzir negociações *Gerir e negociar disputas *Tomar posição sobre a reintegração social das vítimas de acidentes *Relacionar meio ambiente e desenvolvimento socioeconómico *Conhecer o papel do estado na promoção da saúde dos cidadãos. 6
  • 7. 2.1.2. Percurso de Formação e Educação C: distribuição dos conteúdos curriculares PERCURSO C – 100 horas Anos 1º Ano 2º Ano Carga Horária 50 h 50 h CE - Percurso C Critérios de Evidência Unidade de Competência Sugestões de Atividades Cidadania e Empregabilidade 1º Ano Conhecer a Organização Política dos Estados Democráticos * Competências para trabalhar em grupo Conhecer a Organização Económica dos Estados Democráticos * Competências de adaptabilidade e flexibilidade 2º Ano *Participar ativamente num grupo *Conhecer os valores e as regras de um grupo *Ouvir os outros participantes num grupo *Interagir com os outros (direitos, liberdades e garantias fundamentais) *Acordar / negociar objetivos *Lidar com os órgãos da Administração *Exprimir ideias e opiniões para os outros participantes num grupo *Ser sensível às ideias e pontos de vista dos outros *Definir métodos de trabalho em comum *Conhecer o papel do estado na proteção de direitos e liberdades *Monitorar o desempenho profissional próprio *Procurar ajuda *trabalhar em diversos contextos *Prestar atenção aos pormenores *Conhecer direitos e deveres económicos *Tomar decisões de consumo em *Gerir o tempo *Modificar tarefas *Aceitar informação de retorno (feedback) *Trabalhar autonomamente *Assumir responsabilidades *Evidenciar capacidade de iniciativa *Educação para a Cidadania (http://www.dge.mec.pt/educac aocidadania/index.php?s=direct orio&pid=71, dezembro de 2012) *Programa de Treino de Competências Pessoais e Sociais (Desenvolvimento de um Modelo Adaptado a Crianças e Jovens com Deficiência) *Conteúdos a serem trabalhados também nos Temas de Vida que integram o Referencial de Formação 7
  • 8. termos pessoais e familiares Conhecer noções de Educação / Formação Profissão e Trabalho / Emprego * Competências de Educação / Formação ao Longo da Vida Conhecer noções de Ambiente e Saúde * Competência de Relacionamento Interpessoal *Participar em atividades de formação continua *Conhecer legislação do trabalho, sindicatos e relações laborais *Conhecer a estrutura de oportunidades do mercado de emprego *Reconhecer a importância dos meios de comunicação social *Identificar inovações tecnológicas que afetam o exercício profissional *Situar-se em relação à inserção ou reinserção no mundo do trabalho *Identificar-se com novas formas de aprendizagem *Conhecer os incentivos à formação *Desenvolver planos de carreira profissional *Identificar possíveis conflitos de papéis sociais e de contextos de vida *Reconhecer a importância ds organizações sindicais e patronais *Conhecer os principais problemas ambientais *Conhecer-se a si próprio *Trabalhar com pessoas de diferentes estatutos sociais *Partilhar trabalho *Conhecer regras básicas de higiene e segurança pessoal no trabalho *Recorrer a serviços de proteção e prevenção de acidentes *Assumir responsabilidades pessoal e sociais na preservação do ambiente *Conhecer os pontos fortes e os pontos fracos pessoais *Procurar situações mutuamente concordantes *Demonstrar autocontrole *Identificar causas e consequências dos acidentes *Posicionar-se em relação a um “estilo de vida saudável” 8
  • 9. 2.1.3. Sugestões de Atividades Unidade de Competência Organização Política dos Estados Democráticos Organização Económica dos Estados Democráticos Educação / Formação, Profissão e Trabalho / Emprego Ambiente e Saúde Sugestão de Atividades *Educação para a Cidadania (http://www.dge.mec.pt/educacaocidadania/index.php?s=dir ectorio&pid=71, dezembro de 2012) *Programa de Treino de Competências Pessoais e Sociais (Desenvolvimento de um Modelo Adaptado a Crianças e Jovens com Deficiência) *Conteúdos a serem trabalhados também nos Temas de Vida Segundo a DGE do Ministério de Educação, a Educação para a Cidadania contempla vários domínios que nos ajudam a reestruturar as sessões da Cidadania e Empregabilidade. * A Educação Rodoviária, que se assume como um processo de formação ao longo da vida que envolve toda a sociedade com a finalidade de promover comportamentos cívicos e mudar hábitos sociais, de forma a reduzir a sinistralidade rodoviária e assim contribuir para a melhoria da qualidade de vida das populações. * A Educação para o Desenvolvimento, que visa a consciencialização e a compreensão das causas dos problemas do desenvolvimento das desigualdades a nível local e mundial, num contexto de interdependência e globalização, com a finalidade de promover o direito e o dever de todas as pessoas e de todos os povos a participarem e contribuírem para um desenvolvimento integral e sustentável. * A Educação para a Igualdade de Género, que visa a promoção da igualdade de direitos e deveres das alunas e dos alunos, através de uma educação livre de preconceitos e de estereótipos de género, de forma a garantir as mesmas oportunidades educativas e opções profissionais e sociais. Este processo configura-se a partir de uma progressiva tomada de consciência da realidade vivida por alunas e alunos, tendo em conta a sua evolução histórica, na perspetiva de uma alteração de atitudes e comportamentos. * A Educação para os Direitos Humanos, que está intimamente ligada à educação para a cidadania democrática, incidindo especialmente sobre o espectro alargado dos direitos humanos e das liberdades fundamentais, em todos os aspetos da vida das pessoas, enquanto a educação para a 9
  • 10. cidadania democrática se centra, essencialmente, nos direitos e nas responsabilidades democráticos e na participação ativa nas esferas cívica, política, social, económica, jurídica e cultural da sociedade. * A Educação Financeira, que permite aos jovens a aquisição e desenvolvimento de conhecimentos e capacidades fundamentais para as decisões que, no futuro, terão que tomar sobre as suas finanças pessoais, habilitando-os como consumidores, e concretamente como consumidores de produtos e serviços financeiros, a lidar com a crescente complexidade dos contextos e instrumentos financeiros, gerando um efeito multiplicador de informação e de formação junto das famílias. * A Educação para a Segurança e Defesa Nacional, que pretende evidenciar o contributo específico dos órgãos e estruturas de defesa para a afirmação e preservação dos direitos e liberdades civis, bem como a natureza e finalidades da sua atividade em tempo de paz, e ainda contribuir para a defesa da identidade nacional e para o reforço da matriz histórica de Portugal, nomeadamente como forma de consciencializar a importância do património cultural, no quadro da tradição universal de interdependência e solidariedade entre os povos do Mundo. * A promoção do Voluntariado, que visa o envolvimento das crianças e dos jovens em atividades desta natureza, permitindo, de uma forma ativa e tão cedo quanto possível, a compreensão que a defesa de valores fundamentais como o da solidariedade, da entreajuda e do trabalho, contribui para aumentar a qualidade de vida e para impulsionar o desenvolvimento harmonioso da sociedade. A criação de uma cultura educacional baseada na defesa destes mesmos valores reforça a importância do voluntariado como meio de promoção da coesão social. * A Educação Ambiental/Desenvolvimento Sustentável, que pretende promover um processo de consciencialização ambiental, de promoção de valores, de mudança de atitudes e de comportamentos face ao ambiente, de forma a preparar os alunos para o exercício de uma cidadania consciente, dinâmica e informada face às problemáticas ambientais atuais. Neste contexto, é importante que os alunos aprendam a utilizar o conhecimento para interpretar e avaliar a realidade envolvente, para formular e debater argumentos, para sustentar posições e opções, capacidades fundamentais para a participação ativa na tomada de decisões fundamentadas no mundo atual. * A Dimensão Europeia da Educação, que contribui para formação e envolvimento dos alunos no projeto de construção europeia, incrementando a sua participação, reforçando a proteção dos seus direitos e deveres, fortalecendo assim a identidade e os valores europeus. Pretende-se promover um melhor conhecimento da Europa e das suas instituições, nomeadamente da União 10
  • 11. Europeia e do Conselho da Europa, do património cultural e natural da Europa e dos problemas com que se defronta a Europa contemporânea. * A Educação para os Media, que pretende incentivar os alunos a utilizar e decifrar os meios de comunicação, nomeadamente o acesso e utilização das tecnologias de informação e comunicação, visando a adoção de comportamentos e atitudes adequados a uma utilização crítica e segura da Internet e das redes sociais. * A Educação para a Saúde e a Sexualidade, que pretende dotar as crianças e os jovens de conhecimentos, atitudes e valores que os ajudem a fazer opções e a tomar decisões adequadas à sua saúde e ao seu bem-estar físico, social e mental. A escola deve providenciar informações rigorosas relacionadas com a proteção da saúde e a prevenção do risco, nomeadamente na área da sexualidade, da violência, do comportamento alimentar, do consumo de substâncias, do sedentarismo e dos acidentes em contexto escolar e doméstico. * A Educação para o Empreendedorismo, que visa promover a aquisição de conhecimentos, capacidades e atitudes que incentivem e proporcionem o desenvolvimento de ideias, de iniciativas e de projetos, no sentido de criar, inovar ou proceder a mudanças na área de atuação de cada um perante os desafios que a sociedade coloca. * A Educação do Consumidor, que pretende disponibilizar informação que sustente opções individuais de escolha mais criteriosas, contribuindo para comportamentos solidários e responsáveis do aluno enquanto consumidor, no contexto do sistema socioeconómico e cultural onde se articulam os direitos do indivíduo e as suas responsabilidades face ao desenvolvimento sustentável e ao bem comum. * A Educação Intercultural, que pretende promover o reconhecimento e a valorização da diversidade como uma oportunidade e fonte de aprendizagem para todos, no respeito pela multiculturalidade das sociedades atuais. Pretende-se desenvolver a capacidade de comunicar e incentivar a interação social, criadora de identidades e de sentido de pertença comum à humanidade.” 11
  • 12. 3. Bibliografia *Educação para a Cidadania http://www.dge.mec.pt/educacaocidadania/index.php?s=directorio&pid=71, recuperado em 2012, dezembro, 27. *Guia Metodológico para o Acesso das Pessoas com Deficiência e Incapacidades ao Processo de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências, RVCC-NB, http://www.avaliadores.anq.gov.pt/np4/?newsId=10&fileName=guia_metodologico.pdf, recuperado em 2012, Dezembro, 27 maio 2008. *Guia Organizativo: Formação Profissional e Certificação de Pessoas com Deficiência e Incapacidades, http://www.iefp.pt/formacao/Prog_Qualif_Pessoas_Def_Incap/Documents/2010_01_14_DV_Guia_O rganizativo_Formacao_Profissional_Certificacao_Pessoas_Final.pdf, recuperado em 2012, Dezembro 27. *CANHA, L. E NEVES, S. (2010) - Programa de Treino de Competências Pessoais e Sociais (Desenvolvimento de um Modelo Adaptado a Crianças e Jovens com Deficiência), INR, Lisboa. *Referencial de Competências – Chave na Educação e Formação de Adultos – Nível Básico, EFA-NB, http://www.catalogo.anqep.gov.pt/boDocumentos/getDocumentos/144, recuperado em 2012, Dezembro 27. 12