Doquintal - 4º Edição
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,492
On Slideshare
1,492
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
3
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. DUAS TRAGÉDIAS E UM ALERTA Abril ficou marcado pela chacina na Escola de Realengo, no Rio de Janeiro. Uma semana depois, houve uma nova cena de sangue na saída de uma escola no interior do Piauí. Ambas tiveram como pano de fundo uma prática perversa que se alastra pelo ambiente escolar, o bullyng. Na última edição, o Do Quintal tratou deste tema, entrevistando uma das principais especialistas do assunto, que já De quem são estes pés? alertava sobre as conseqüências desse mal. :: Pág. 11 Descubra na página 7. Do QuintalR$ 1,50 Curitiba, abril/maio de 2011 - Ano I - Número 4Um jornal a serviço dos moradores da região do Pilarzinho, Mercês, Vista Alegre, Abranches e São LourençoUma cruz » A ACIEP está saindo do papel Comerciantes estão criando a Associação Comercial e Industrial do Pilarzinho e Região – Aciep, que antes mesmoquase invisível de ser oficializada já está oferecendo benefícios aos futuros associados. :: Pág. 3 » Ofertas para os comerciantes O Do Quintal lança o Clube Empresário Amigo do Quintal. Veja as vantagens que ele oferece e como participar na página 3. » Chegou o Almanaque Nesta edição, estreia o Almanaque do Quintal. :: Págs. 12 e 13 » Teffé: elogios e reclamações Obras na Rua do Bom Retiro trazem benefícios, mas geram críticas do comércio. :: Pág. 10 » Salve o Golfinho A campanha para resgate Não se sabe exatamente histórica e afetiva, a Cruz do placas e letreiros comerciais do antigo clube continua. :: Pág. 5quando ou quem a ergueu, Pilarzinho nem cadastro na e um trânsito pesado de veí-mas antes do século XX ela já Prefeitura tem, e hoje pou- culos, o maior símbolo do Pi-estava ali. Presenciou a cria- co é notada por quem passa larzinho hoje é quase invisí-ção do bairro e sua transfor- apressado pela confluência vel. Não fosse pelos própriosmação até agora. Tornou-se a das ruas Hugo Simas, Ra- moradores, ela nem existiriaprincipal referência da região. poso Tavares e Hugo Lange. mais.Mesmo com sua importância Em meio a postes e fiações, :: Págs. 8 e 9
  • 2. Curitiba, abril/maio de 2011»2 Do Quintal CARTA AO LEITOR Uma semente para a paz Morreu Edwino, O combate à violência é um dos maio- “o homem da Cruz” res desafios da atualidade. Há um con- senso de que algo deve ser feito para in- Incansável defensor da Cruz do Pilarzinho foi entrevistado terromper a escalada desse mal que se pelo Do Quintal uma semana antes de morrer. alastra por todos os poros da socieda- E de, sufocando-a em sua própria essên- cia – que seria a convivência pacífica le nasceu em frente à Cruz no dia 17 de maio de 1937. Na casa construída pela família, mo- entre pessoas. O problema é que muitos rou toda a sua vida, criou os três filhos, traba- acham que o combate a essa ferida so- lhou, se aposentou. E nesse tempo todo foi cial é atribuição exclusiva dos governos um defensor incansável da preservação do monumento e das polícias. E que ela poderia ser que dizia ter sido levantado por sua própria família quan- combatida somente com leis mais seve- do chegou a Curitiba vinda da Polônia. Na madrugada ras e uma polícia mais competente. do último dia 28 de abril, Edwino José Polak morreu, ví- tima de um infarto fulminante. O que muitos não vêem é que a violência Uma semana antes, a reportagem do Do Quintal o en- tem raízes muito mais profundas trevistara sobre a história da Cruz do Pilarzinho. Suas de- cultivadas pela própria sociedade que é clarações estão nas páginas 8 e 9 desta edição. Pela última Seu Edwino nos anos 70 e a casa dos Polak nos anos 50. vítima dela. O desrespeito ao próximo, vez, seu Edwino falou sobre o que mais gostava. a intolerância às diferenças, o culto Edwino deixou viúva Nena Polak, companheira de mazém deu lugar a um bazar de confecções e perfumaria, mais de quatro décadas. O casal teve quatro filhos: a pro- dirigido por Nena Polak. Ao lado, O espaço foi alugado ao individual, geralmente começam fessora Aninha, a advogada Cristila e a médica Josefina. para uma loja de venda e consertos de panelas. No local em casa. E são dessas bases que se O quarto filho, um menino, morreu logo após nascer. onde funcionava a vinícola, hoje está o Bar Hollyowood. criam adultos intolerantes e agressivos O pai de Edwino, Theodoro Polak, chegou por vol- E era nesse local em que Edwino passava a maior parte que irão continuar alimentando nossa ta de 1870 a Curitiba. No local onde seriam futuramen- do seu tempo reunido com velhos amigos, jogando um cultura de violência. te a confluência das ruas Raposo Tavares, Hugo Simas baralhinho, tomando seus tragos e sempre com o inde- E só será possível acabar com esse e Amauri Lange, ele construiu o primeiro armazém de fectível cigarro num canto da boca e o sorriso maroto no círculo vicioso a longo prazo cultivando secos e molhados da região. No local também instalou outro. Ali sempre havia alguém disposto a saber mais so- uma vinícola, famosa durante décadas por produzir um bre a Cruz. E seu Edwino sempre disposto a falar sobre a cultura da paz e do bom convívio. apreciado vinho de laranja. o seu maior orgulho. Nesta edição, o Do Quintal traz três Com o tempo, as ruas de terra percorridas pelas carro- Seu Edwino se foi, mas ficou a Cruz, que como mos- exemplos de situações que mostram ças dos colonos deram lugar a vias asfaltadas e ao pesado tra a reportagem desta edição, está cada vez menos visí- como podemos contribuir diretamente trânsito dos modernos automóveis. Parte do antigo ar- vel por quem passa por ela. (DSF) para um mundo menos violento. Será que somos cúmplices da tragédia de Realengo (veja matéria sobre bullyng na pág. 11), da violência no trânsito (página 3 ) ou do próprio aumento da Eu “nasci” quando o Senna morreu! criminalidade (pág, 4) ? Cúmplices pela Osni Gomes sons de estremecer as paredes. O bairro é bom, bem localizado, ação ou pela omissão. Eu não posso reclamar dos li- tenho tudo próximo de mim quan- Por que antes de pedirmos soluções Nasci curitibano em 1º de maio xeiros da madrugada que gritam, do preciso. Supermercado, praça aos governos e autoridades, não de 1994, exatamente no dia em que assobiam, jogam tudo o que catam pública, agências bancárias, igreja, começamos primeiro a fazer nossa o mundo do automobilismo mun- pelas ruas. É o preço do progresso. excelentes restaurantes. É a vida lição de casa, cultivando o respeito dial perdia sua maior estrela, Ayr- Pior seria se eles cruzassem os bra- que qualquer um pede a Deus! ao próximo, a tolerância no convívio ton Senna. Vim transferido para ços e não levassem para bem longe E ainda tenho orgulho de dizer exercer aqui minha profissão de a sujeira que produzimos. Nada a que moro na cidade mais européia social? jornalista. Mas apenas alguns anos observar. do Brasil, com fama de primeiro Uma boa ação, extremamente simples, depois é que descobri o bairro das Sinto não ter o espaço que des- mundo, jeitão ecológico. Tanto é mas com resultados surpreendentes, Mercês, onde adquiri um aparta- frutei por 40 anos lá em Ponta assim que eu saio do meu prédio e por exemplo, é exercitar a gentileza, mento próximo a Igreja dos Capu- Grossa, onde tudo era mais calmo e na calçada posso colher abacates e seja em casa, na escola, no trânsito, chinhos. a gente vivia em paz. Falta-me uma pitangas em árvores frutíferas que no trabalho. Quando provocamos Minha convivência diária é com churrasqueira e um bom parque de existem por aqui. Sem contar que um ambiente agradável aos outros, o trânsito maluco das redondezas, diversões para o menorzinho aqui toda manhã um sabiá amigo vem também somos beneficiados, pela lei na Manoel Ribas, Padre Agostinho, de casa que está nos seus irrequie- cantarolar na minha janela e dizer: Prudente de Morais ou Brigadei- tos 4 anos de idade. “ei cara, levanta que hoje será mais da ação e reação. Já quando plantamos ro Franco. Complicado mesmo é a Gosto de tomar minha cerveji- um dia de sol e alegria”. mais sementes de violência, o que madrugada, pois a juventude malu- nha e bater papo com o pessoal da Que bom que eu “nasci” em podemos esperar colher? ca nos surpreende vez ou outra com Lanchonete Gentil, onde o Wan- Curitiba, apesar de ser de Ponta um barulhão danado que nos rou- derley e o João Mário se revezam Grossa. ba o sono ou em acidentes violen- no atendimento de uma freguesia tos ou ainda na algazarra de rua ou recheada de amigos e bons compa- Osni Gomes, jornalista e membro do Conselho de Ética do Sindicato dos os chamados “jacu boys” com seus nheiros de papo e de copo. Jornalistas do Paraná.EXPEDIENTE Do Quintal Edições anterioresPropriedade da Editora ETC e Tãao – CNPJ: 12.339.920/0001-18 Perdeu uma das edições do Do Quintal? Então é só entrar em contatoJornalista Responsável: Ângela Ribeiro DRT 1574 pelos telefones 3527-0501 ou 98523071 ou pelo e-mail contato@do- quintal.com.br e encomendar os seus exemplares. Confira os principaisDiretor de Redação: Douglas de Souza Fernandes assuntos de cada edição:Projeto gráfico e diagramação: Eduardo Picanço Aguida 1 – Conta a história de Ize, o craque do Pilarzinho; da fábrica de Santose Paulo Augusto Krüger de Almeida. da família Jolly, da centenária família Basso, e da droga que não para deEndereço: Rua Professor Ignácio Alves de Souza Filho, 343, fazer vítimas.Pilarzinho, CEP 82110-450. 2- Traz a história da pedreira que deu origem à Ópera de Arame, des-Telefones: 3527-0501 e 9852-3071. venda o mistério do túnel das Mercês, e apresenta o ex-jogador que vi- rou uma enciclopédia do futebol.E-mails: jornalismo@doquintal.com.br, contato@doquintal.com.br,comercial@doquintal.com.br. Site: www.doquintal.com.br 3 – Mostra o porquê do Clube do Golfinho merecer ser resgatado, o que é esse tal de bullyng – a doença que assola as escolas, e traz um livroImpressão: Editora O Estado do Paraná que pode mudar sua vida.
  • 3. Curitiba, abril/maio de 2011 Do Quintal »3 COMÉRCIOPilarzinho organiza associação comercialIniciativa busca fortalecer o comércio da região e já está oferecendo benefícios aos empresáriosB aseados na velha e ver- dadeira premissa de que “a união faz a força”, Um clube de descontos comerciantes e empre-sários do Pilarzinho e bairros vi- para os comercianteszinhos estão se organizando paraa constituição da Associação Co- Comerciante também é consumidor. Todo empresáriomercial Industrial e Empresarial do que vende certos produtos ou presta certos serviços tam-Pilarzinho e Região- Aciep. Uma bém necessita diariamente de outros produtos e outroscomissão está trabalhando desde serviços. Mas, como encontrá-los próximos e com bonso ano passado para tornar esse pro- preços? Para ajudá-lo, o Do Quintal está lançando o clubejeto uma realidade. E antes mesmo Empresário Amigo do Quintal, abrangendo os bairros Pi-de ser oficializada, a futura entida- larzinho, São Lourenço, Abranches, Mercês, Vista Alegrede já está oferecendo benefícios e Bom Retiro.aos futuros associados. Nas reuniões, representantes da CEF ofereceram parceria com a Aciep. O Clube funciona assim : o empresário determina o A semente da Aciep foi lançada desconto que oferecerá aos colegas empresários nos pre-durante reuniões no ano passadodo Projeto de Desenvolvimento o escritório contábil AC-Plenitude, Parcerias de peso ços de determinados produtos ou serviços. Os dados são já está sendo oferecido o serviço incluídos num cadastro no site Do Quintal.com.br aosLocal, uma iniciativa do sistema Antes mesmo de estar conso- quais só os associados terão acesso por meio de uma se- de contabilidade aos interessadosSesi-Fiep. Daí surgiu o grupo co- lidada, a Aciep já conta com par- nha. Quando necessitar de algum produto, bastará acessar ao custo inicial de apenas R$ 100ordenado pelo profissional da tec- ceiros de peso. Um deles é a rede o site e conferir as ofertas. Para efetivar a compra, deverá mensais. “Um dos grandes proble-nologia de informação Adélcio de Desenvolvimento Local, da apresentar a carteirinha do Clube, que será oferecida gra- mas dos empresários, é conseguir Federação das Indústrias do Es-Rodrigues, a contabilista Amaril- tuitamente aos associados. manter as questões tributarias, fis- tado do Paraná (Fiep), que vemda Aparecida da Luz Pereira,e a Para participar basta ser anunciante no jornal ou ad- cais e contábeis em ordem, o que apoiando a iniciativa e propor-comerciante Lorena Drechasler quirir a cota mínima de 7 jornais mensais (R$ 10,00). Por(Lolly’s Papelaria). A equipe vem acaba limitando a conquista de cionando informações para a cria- esse valor, o empresário terá, além das vantagens do Clubedesde então coordenando reuni- muitos benefícios. Essa campanha ção da entidade. Outro é a Caixa de descontos, o nome, endereço e telefone de sua empre-ões abertas a todos os interessados, é um passo importante na solução Econômica Federal, que já propôs sa publicados no guia Aqui Tem do jornal impressoe noonde são repassadas informações desse problema”, lembra Adelcio. parceria com a futura associação. site do Do Quintal, junto com o mapa de localização dosobre o procedimento para criação Outras campanhas já estão sen- Nas últimas reuniões da comissão endereço .da entidade, e recebidas sugestões do organizadas, uma delas visa dis- coordenadora, participaram os ge- Não fique fora dessa! Com apenas R$ 10 mensais, vocêde ações, algumas delas que já es- ponibilizar o acesso à tecnologia rentes da Caixa Lorete Fabbris e divulgará os seus produtos para o público em geral, aumen-tão sendo colocadas em prática. aos empreendimentos e a inclusão Mario de Souza, que ofereceram tará a integração com os comerciantes vizinhos e terá pro- Segundo Adélcio Rodrigues, a digital dos comerciantes. parcerias, consultorias e linhas de dutos a preços promocionais oferecidos pelos seus colegas.intenção é que em um ano os co- Nos próximos encontros se- créditos dentro do programa Em- Para participar basta acessar o nosso site e preencher omerciantes da região já tenham ofi- rão definidas as formalidades para preendedor Individual. A ideia cadastro.cializada a entidade representativa convocação de Assembléia para é fortalecer a comunidade atra-com o objetivo de fortalecimento vés da formalização de pequenos constituição formal e aprovação de Mais informações no site (doquintal.com.br)do setor. comerciantes que muitas vezes estatuto da associação, e também ou pelos telefones (041) 3527-0501 e 9852-3071. Passos como verificar as ques- encontram-se na clandestinidade definição da sede.tões técnicas da associação, traçar sem apoio de agentes de financia-perfil sócio econômico do local e mento. E contribuir com aqueles » Participe já consolidados, mas que preten-avaliar o que os comerciantes es- A comissão convida todos os dem expandir seu negócio. Paraperam da entidade são necessáriospara que no decorrer do tempo a empresários que também buscam mais informações, acesse o siteassociação seja consolidada, expli- fortalecer o seu próprio negócio aciep.com.br.ca Adélcio. para participar das reuniões. Para isso basta entrar no site da entidade » Primeiros benefícios (www.aciep.com.br) e cadastrar-se SERVIÇO: Para mais Enquanto isso, porém, o grupo sem custo algum. Assim você será informações, acesse o sitegestor já iniciou campanhas em sempre informado das ações e po- Aciep.com.br ou ligue para osprol dos comerciantes. Uma de- derá contribuir com sugestões para telefones (41) 8713-8910 (Adél-las é a “Contablidade para Todos”. a oficialização da entidade que irá cio), Amarilda (8820-0007) eAtravés de convênio firmado com defender os seus interesses. 3339- 0010 (Lorena).
  • 4. Curitiba, abril/maio de 2011»4 Do QuintalUMA RUA, UMA HISTÓRIANilinho Paz e Amor Bairros tentam coibir crimes Em março, a cada 50 minutos uma casa em Curitiba era assaltada ou arrombada. A constatação é da Secretaria de Estado da Seguran- ça Pública com base nos boletins de ocorrências no período. Ao todoA foram 697 furtos e 192 furtos a residências. O número é assustador, Rua Nilo Peçanha é uma das principais mas bem abaixo do que acontece de fato. Isso porque muitas vítimas vias de nossa região. Ela começa na altura da Roberto Barroso , no final do bairro São acabam não registrando queixa. Francisco, corta todo o Bom Retiro, passa O estudo mostra em que pé está a insegurança na cidade. Para ten- tar mudar essa situação, moradores têm se organizado para formarpela divisa entre Pilarzinho e São Lourenço e desem- seus conselhos de segurança nos bairros. O Bom Retiro, por exem-boca na confluência da João Gava e São Salvador, plo, criou o seu há um ano e meio e vem conseguindo bons resulta-próximo à Ópera de Arame. dos. Presidido por Sérgio Murilo Komoroski, o Conseg-Bom Retiro Seu nome é uma homenagem ao advogado e polí- reúne-se toda última terça-feira do mês, às 19h, no Oratório de Bach,tico fluminense Nilo Procópio Peçanha (2/10/1867- no Bosque Alemão, no Vista Alegre. Nesses encontros, com represen-31/3/1924). Mulato e filho de pequenos agricultores tantes das polícias Civil e Militar e Guarda Municipal, são discutidosda região de Campos (RJ), foi deputado constituinte, os problemas mais prementes e repassadas informações sobre como sesenador, governador do Rio de Janeiro e presidente prevenir das ações criminosas.da República por um ano e cinco meses. Sérgio comenta que a integração entre polícia e população é funda- Apesar de ter lutado na campanha abolicista, his- mental para melhorar a segurança, assim como a união entre os pró-toriadores apontam que ele nunca assumiu sua ascen- prios moradores, que, assim, formam uma rede para detectar e coibirdência africana. Alguns afirmam que suas fotografias crimes.presidenciais eram retocadas para branquear sua pele O Conseg Bom Retiro é pioneiro na implantação de um novo sis-escura. Sua origem humilde nunca escondeu, e dizia tema de segurança. Através de um dispositivo eletrônico, moradores eque fora criado com “pão dormido e paçoca”. De origem humilde, Nilo Peça foi presidente comerciantes mantêm contato direto com o Módulo Policial, ajudan- Eleito vice-presidente em 1906, assumiu o cargo do país por 1 ano e cinco meses. do no atendimento às ocorrências e na prevenção dos crimes.com a morte do titular, Afonso Pena, em junho de Expandindo1909. Em seu governo, criou o Serviço de Proteção ao dato era Rui Barbosa, e Minas Gerais, que venceria o Moradores do Pilarzinho também estão se mobilizando para criarÍndio (embrião da Funai), reorganizou o Ministério pleito com Artur Bernardes. Preocupado com uma es- o seu Conseg. Atualmente o grupo busca experiência de conselhos jáda Agricultura e deu grande impulso ao ensino técni- calada de violência durante a campanha, lançou o lema em atividade, como o do bairro Agua Verde, o primeiro a ser instaladoco-profissional. “paz e amor”, que 90 anos depois seria adotado pelo na cidade. Sua sucessão foi uma das mais disputadas até então, candidato Luis Ignácio Lula da Silva, que ganharia na Serviço - Conseg Bom Retiro (presidente- Sérgio Murilo Komo-contrapondo pela primeira vez São Paulo, cujo candi- época o apelido de “Lulinha Paz e Amor”. (DSF) roski. Tel-3029-0107/ 3338-7147/ 9961-6851. INFORME DA CÂMARA MUNICIPAL DE CURITIBAPalácio Rio Branco voltará às características originais Fotos: Andressa Katriny A reforma do Palácio Rio Bran- do prédio, fez com que as paredesco (1895-1896), da Câmara Muni- apresentassem rachaduras quecipal de Curitiba, revelou algumas comprometeram a estrutura.características originais do prédio Para conter isto, no início da Desenhos por trás da pintura serãoque serão novamente expostas. restauração foram criados três mostrados novamente.Uma delas é a pintura. Por baixo anéis metálicos, que envolvem oda tinta látex utilizada nas últimas prédio e mantêm rachas e paredesreformas do prédio, há desenhos a no lugar. Uma das cintas está nobase de cal e pigmentos naturais, térreo, outra nas tribunas e a tercei-que em partes serão novamente ex- ra, no telhado.postos e protegidos por uma resina » Históriaacrílica que não deixa a cal sair. A conclusão da construção do “O restaurador vai abrir as pare- Palácio é patrimônio histórico do Estado. palácio Rio Branco foi entre 1895des com bisturi e deixar à mostra e 1896. Foi inicialmente chamado Piso será reconstituídoalguns desenhos originais, traba- melho que cobria todo o plenário, missões, está prevista a retirada das de Palácio do Congresso, quando como no início.lho que chamamos de janela de será mantido o projeto inicial de divisórias. Os arcos da estrutura abrigou a Assembleia Legislativatestemunho”, explicou o arquiteto assoalho de madeira. “Por baixo deverão ser mantidos à mostra. As do estado. Em 1957, o espaço foiClaudio Forte Maiolino, diretor da existia um assoalho de tábuas cor- janelas deste ambiente foram leva- cedido para a Câmara MunicipalAlbatroz Arquitetura, Construção e ridas, mas a forma original é toda das para restauro e, assim como as de Curitiba, que se instalou defi-Restauro Ltda., que está executan- trabalhada em losangos, como um demais, também devem manter a nitivamente em 1963 e mudou odo a obra. Trata-se de uma compo- mosaico, e vamos mostrar isto”, cor inicial, que está sendo pesqui- nome para o atual. Pelo valor his-sição de flores que complementam complementou. sada. tórico e cultural do prédio para oa pintura do teto e de algumas O piso de mármore da escadaria » Tecnologia Paraná, foi tombado pelo governoparedes do Palácio que ainda con- da entrada, que estava manchado Segundo Maiolino, com o pas- do Estado em 1978. Forro com pinturasservam características originais. e corroído pela ação do tempo, sar do tempo, a antiga edificação » Investimento a cal foi cuidadosamente Na fachada, uma equipe traba- também já foi retirado e será subs- foi perdendo algumas característi- A previsão de custo da obra é de reforçado com resina.lha para descobrir as cores de cada tituído por um novo, mantendo as cas. “Ao longo dos anos, o prédio R$ 858.967. Derosso ressaltou quedetalhe, já que os registros fotográ- características originais. foi sendo adaptado para se adequar os recursos que estão sendo utili-ficos da época da inauguração são No telhado, todas as telhas tive- às tecnologias. Houve necessidade zados são oriundos de economiasem preto e branco. “Nesta restau- ram que ser trocadas. Também foi de pontos de energia elétrica, te- realizadas pelo Legislativo munici-ração estamos voltando o máximo necessário trocar o ripamento, mas lefonia, automação e estas coisas pal. “A criação do Fundo em 2008,possível ao que era original”. o madeiramento da estrutura foi foram descaracterizando a constru- possibilitou a reforma sem onerar “O restauro é importante do tratado e mantido. ção”, disse o arquiteto. Agora, toda o município”, complementou oponto de vista histórico, já que o O teto também recebeu reforço. a fiação elétrica e lógica está sendo presidente. O fundo foi criado para Ele foi feito com uma técnica de refeita. Arcos do porão têmprédio guarda a memória política receber os valores economizados aproximadamentedo estado e abrigou a assembleia estuque, que consistia em fazer um » Projeto estrutural pelo Legislativo a cada ano fiscal, um metro de espessura.legislativa até 1957. A rua Barão do forro de madeira e depois assentar Estrutura portante foi a técnica a partir de 2009. Desta forma, aRio Branco, onde está localizado, uma espécie de argamassa, para utilizada no século XIX para erguer instituição pode realizar melhoriastambém já foi a rua do comércio aplicar a pintura. “Consolidamos o Palácio Rio Branco. Ou seja, não de infraestrutura e de qualificaçãomais importante da cidade” lem- este estuque pela parte de trás, existe fundação, mas sim paredes profissional dos servidores sembrou o presidente da Câmara, João através de injeção de resinas, para grossas, de aproximadamente um despesas adicionais para a cidade.Cláudio Derosso. evitar que não caiam pedaços”, metro de espessura, que seguram Anteriormente a isto, os valores O piso será diferente do que se explicou Maiolino. o prédio. A movimentação do solo, eram devolvidos à prefeitura. Des-viu nos últimos anos durante as No porão do prédio, que era causada principalmente pelo trân- de o ano de 2000, a Câmara econo- Janelas serão restauradassessões. Ao invés do carpete ver- utilizado para as reuniões das co- sito de veículos pesados em volta mizou mais de R$ 26,5 milhões. e pintadas.
  • 5. Curitiba, abril/maio de 2011 »5 Do Quintal ATUALIDADES Notas - Do Quintal Campanha “Salve oFiscalize seu vereador Golfinho” continuaMuitos curitibanos ainda não sabem, mas há mais de um ano existe uma forma rápida e fácil de fiscalizar a atuação dos vereadores locais. Em 31 de julho do ano passado foi lançado o Portal da Transparência, uma seção do site da Câmara que traz todas informações referentes ao funcionamento da casa, como gastos com salários e manutenção e o trabalho dos legisladores voltado para cada bairro da cidade. Também um histórico das leis, projetos e proposições feitas por cada vereador. Para ter acesso a essas informações basta entrar no site da Câmara (www.cmc. pr.gov.br ) e clicar no link Portal da Transparência.Quer casar ?Casamento de graça é um dos serviços que os programas Sesc Cidadão e Justiça no Bairro, em parceria com a Prefeitura de Curitiba, vão oferecer à população na Rua da Cidadania do Boqueirão, no Terminal do Carmo, nos dias 2 e 3 de julho, das 9h às 17h. O casamento coletivo será no dia O Do Quintal contou a história gloriosa desse clube 2, às 18h. As vagas são limitadas para 200 casais. Os documentos exigidos são a certidão de e o estado deplorável em que ele está hoje. L nascimento original, RG, CPF, e comprovantes de residência e de renda. As inscrições vão até o dia 31 de maio, no Cras Pilarzinho, que fica na Rua Guy de Maupassant, 177. Fone: (41)3338-3554 . ançada na última edi- Diante disso, a comissão de ção Do Do Quintal, moradores e ex-atletas levaram a campanha “Salve o a situação ao prefeito LucianoAbranches Golfinho” prossegue, Ducci, solicitando que o muni-O bairro do Abranches ganhou, no aniversário com o apoio de moradores, ex- cípio estudasse uma forma – a de Curitiba, uma Unidade de Saúde. Vizinha à -atletas e ex-sócios do Clube que partir de uma parceria com o igreja do bairro, ela tem 510 metros quadrados já foi referência na natação de governo federal – para assumir de área com Espaço Saúde integrado. O Espaço alto nível no País e que hoje está o espaço e usá-lo para continuar homenageia a educadora Gisele Aparecida jogado às moscas. A comissão formando atletas e para atender ä Dolata, moradora da região e falecida no ano de moradores do bairro continua comunidade. A comissão aguar- passado. A nova unidade atenderá parte dos gestionando junto äs autoridades da resposta. usuários até então atendidos pelas unidades para que se encontre uma solu- Pilarzinho e Diana. Na foto, o prefeito Luciano ção para que o clube seja reaberto » A luta continua Ducci pouco após a inauguração. para atender á comunidade. A luta pelo Golfinho tem mo- O Do Quintal contou na edi- bilizado vários segmentos. Está ção de número 3, toda a históriaObras na Fredolin desse clube, criado há 35 anos em curso um abaixo-assinado deixado em vários pontos dosO grande volume de chuvas registrado em Curitiba no final do ano passado e início deste provocou por um grupo de famílias curi- bairros próximos ao Clube. Ex- atraso nas obras de reforma e revitalização da avenida Fredolin Wolf. Lançada em maio do ano tibanas como a primeira escola -atletas como Ilana Kriger, pri- passado, a obra tinha como prazo inicial de entrega o 31 de maio deste ano. Agora, a previsão é exclusiva de natação da cidade. meira paranaense recordista su- para o segundo semestre, provavelmente em outubro. Isso se não tivermos até lá novos períodos Com recursos próprios, o grupo lamericana e filha do fundador de chuvas intensas. Enquanto isso, é importante que os motoristas fiquem atentos aos desvios no comprou o terreno de 8.312 me- do clube Berek Kriger, e o ex- trãnsito provocados pelas obras. No último 4 de maio, por exemplo, foi liberado o trecho em frente tros quadrados na rua São Sal- -nadador olímpico Rogério Ro- ao Parque Tingui, com a conclusão da pavimentação e a ponte. vador, no Pilarzinho, construiu quatro piscinas, inclusive a pri- mero, hoje secretário-adjunto de meira olímpica de 50 metros da Esportes e da Infância de MinasProfessora luta cidade. Em pouco tempo, com a contratação de técnicos de reno- Gerais, são alguns dos ex-atletas que estão na luta para resgatar opor trânsito me, já se formavam os primeiros campeões paranaenses. No auge, Golfinho. A situação do Clube já foimais seguro nos anos 80, o clube foi o segun- apresentada às assessorias do se- cretário de Esportes de Curitiba,Preocupada com o risco diário de do melhor do País, fornecendo acidentes com crianças na Rua Hugo várias atletas para defender o Bra- Marcello Richa, e a da senadora Simas, a 40 metros da confluência sil em Olimpíadas. Gleisi Hoffmann (PT), no sen- com as ruas Raposo Tavares e Amauri Com o afastamento das famí- tido de que o caso seja estudado Lange, no Pilarzinho, a professora Na foto tirada por Sônia Brush, um dos lias fundadoras, o clube entrou nos níveis municipal e federal. A Sônia Brush continua sua luta para vários acidentes já ocorridos no local. em declínio e foi vendido para comissão também está tentando que se aumente a segurança no local. a Sociedade Juventus, que em contato com o Ministério dos Es- Ali existe um ponto de ônibus, o mais próximo do Colégio Bento Munhoz. Para se chegar a ele, as 2003 o levaria a leilão para pagar portes. crianças têm que atravessar a movimentada Hugo Simas, o que já provocou pequenos acidentes dívidas com o INSS. A área foi O abaixo- assinado pedindo com alunos. Um deles foi presenciado pela professora, que viu uma estudante ser atropelada por arrematada por R$ 600 mil, di- que o Poder Público assuma o um motociclista ao tentar atravessar a rua. Por conta própria, ela buscou solução na prefeitura. A vididas em 60 prestações de R$ local continuará circulando por Diretran instalou no ano passado uma travessia elevada, mas que não vem sendo respeitada pela 10 mil. Mas, o arrematador só pontos estratégicos do bairro. maioria dos motoristas. Agora, a professora vem promovendo uma campanha de conscientização pagou a primeira parcela e desde Exemplares da edição que conta com a participação de seus alunos. Com recursos próprios, mandou fazer camisetas para os então imóvel está indisponível a história do Clube do Golfinho e estudantes para serem usadas na campanha. Ao mesmo tempo, ela continua gestionando junto pela Justiça, e pesava sobre ele sua atual situação podem ser pe- as autoridades do setor para que adotem novas medidas de segurança no local, como melhoria da até o início deste ano uma dívida didos pelo e-mail contato@do- sinalização, aumento da fiscalização ou mesmo a instalação de uma lombada eletrônica. Enquanto de R$ 300 mil relativos ao IPTU quintal.com.br. A edição digital isso não acontece, torce para que não ocorra nenhum acidente grave por ali. No mês passado, ela atrasado e cerca de R$ 1 milhão e está no site do jornal – doquintal. chegou a registrar um acidente no local. A moto, dirigida por uma jovem que ia no sentido Raposo 500 mil de dívidas com o INSS. com.br. Tavares, chocou-se com o carro. Felizmente, houve apenas ferimentos leves. (Da redação)
  • 6. Curitiba, abril/maio de 2011»6 Do QuintalANEL VIÁRIOObras na Teffé causam Luis Claudio Patrício lcpatricio@gmail.comtranstornos ao comércioObras trazem melhorias, mas também geram críticas Fotos: Osni Gomes Qual a bicicleta ideal para andar na cidade? A bicicleta é um veículo muito simples e de um modo geral você vai con- seguir pedalar em qualquer modelo de bicicleta. Entretanto, se você vai usá-la diariamente, existem alguns detalhes que podem tornar sua vida muito mais fácil. Seguir ou não essas dicas pode ser a diferença entre quem começa pe- dalar mas desiste logo e aqueles que conseguem incorporar a bicicleta no seu dia a dia. » Estabilidade - Modelo e tamanho do quadro O tamanho do quadro é uma medida geralmente desprezada por quem Apesar dos benefícios, as obras do anel viário está comprando uma bicicleta. Os modelos prontos de fábrica vêm com ta- causam transtornos. manho fixo e atendem apenas quem tem estatura mediana. Você não usaria um sapato que não fosse sua numeração, com o quadro da bicicleta é a mesma coisa. Um tamanho inadequado com o uso contínuo pode provocar dores nasOsni Gomes se diversifica e passa a abrir espaço para o ramo de costas, no pescoço e nos pulsos. Veja a tabela abaixo com o tamanho indicadoU por faixa de altura: confecções, fugindo um pouco da exclusividade de m Anel Viário de quase 26 quilôme- “rua dos calçados” até então conhecida, sofremos tros de extensão está sendo construí- ALTURA DO BICICLETA DA BICICLETA MTB essas mudanças que não nos dão muito tempo para do pela Prefeitura de Curitiba, prepa- CICLISTA (CM.) ESTRADA (CM.) (POLEGADA) adaptação”, reclama Roseli Block, proprietária da rando a cidade para a Copa do Mundo 160 – 165 47 – 51 14 Modelle Confecções.de 2014. Neste trajeto incluem-se os bairros Re- Já Mariana Schroeder Manfredi reclama que a 165 – 170 51 – 53 16 – 17bouças, Alto da XV, Alto da Glória, Centro Cívico, redução da área de estacionamento, a alta velocida- 170 – 175 53 – 55 18Bom Retiro, Mercês, Batel e Água Verde. de dos veículos, circulação de ônibus e caminhões. 175 – 180 55 – 57 18-19 Nos nossos bairros serão aproximadamente 12 “Precisamos urgentemente que os estacionamen-quilômetros no sentido horário e outros 14 no anti- tos sejam recuperados, pois nosso movimento caiu 180 – 185 57 – 59 20-horário. As obras previstas são de asfaltamento das praticamente pela metade. A alta velocidade dos 185 – 190 59 – 61 20-22ruas Teffé e José Antoniassi entre a Dom Alberto veículos exige uma lombada eletrônica, pois é difí- > 190 > 61 > 22Gonçalves e a André Zanetti; Júlio Perneta, entre cil para o pedestre atravessar a rua”, protesta.a Dr. Roberto Barroso e José Antoniassi e João Go- Outro ponto reclamado por Mariana é a instala- Existem formas mais precisas de calcular o tamanho ideal do quadro quemes da Silva, entre as ruas Dr. Roberto Barroso e ção de ponto de ônibus quase defronte a sua loja, a levam em consideração também o tamanho das pernas, braços e tronco va-José Antoniassi. Mare Chiare: “ Vou ter que colocar portas de vidro riam de cada pessoa. Mas um macete bastante útil é o seguinte, sua perna deve Entretanto as obras, que começaram em janeiro para evitar a sujeira que vem para dentro e mancha ficar quase 100% esticada ao se sentar no selim e apoiar seu calcanhar no pedale devem se estender até o mês de agosto ou setem- nossas roupas” na posição mais baixa.bro, não estão recebendo total aprovação dos mo- Para Kalinka Greca, que possui uma rede de lo-radores da região e principalmente do comércio da jas na região, a principal reclamação é pela falta de » Postura - guidãoRua Teffé, considerado um ponto de compras tu- estacionamento. “O ônibus não atrapalha e por ser Para uso geral na cidade, é recomendável uma mesa com guidão maisrísticas e que perdeu recentemente grande parte do um anel viário é inevitável que tenhamos o trans- alto, mantendo assim uma postura mais ereta. Mas cuidado! Se o pavimento não for bom ou houver muitos desníveis, evite ficar com a coluna totalmenteseu estacionamento. porte coletivo. O que prejudicou mesmo foi a abo- reta. Isso pode causar muito impacto nas vértebras. Alguns modelos pos- “Justamente agora que o comércio da Rua Teffé lição dos pontos de estacionamento”, frisa. suem regulagem de altura, mas um guidão fixo com a altura certa para você já é suficiente. Hoje em dia, os modelos mais comuns são os guidãos retos de MTB ou Mais segurança, aqueles “chifres de bode” das bicicletas speed. Infelizmente modelos mais er- gonômicos têm sido abandonados aqui no Brasil. Mas garimpando um pouco arborização e iluminação dá pra achar modelos confortáveis. Só que os moradores e co- na região central de Curitiba » Conforto - Selim merciantes não estão bem in- e melhorar o fluxo do trans- Se você não estiver confortável, você pode acabar desistindo de usar a bici- cleta diariamente ou pelo menos, ela vai parecer bem menos atraente. formados sobre os benefícios porte coletivo. Eu pedalo diariamente há mais de cinco anos. Rodo em média 400km por da obra porque a área além A principal mudança será mês. Já cheguei a rodar 100kms num dia na minha bici e não fiquei com dor dos benefícios de circulação na área considerada mais re- alguma (exceto o cansaço, lógico). Por outro lado, já usei também bicicletas ganhará também um sistema sidencial, a partir da Dom com selins duros que após uns poucos quilômetros eu já estava rezando pra de circuito fechado de TV, Alberto Gonçalves até a José chegar porque já estava sentindo desconforto. com 18 câmeras e videomo- Antoniassi, onde máquinas Não existe um único modelo perfeito. Vai do gosto de cada um. Experi- nitoramento 24 horas por dia trabalham para reconstruir Mariana S. Manfredi mente antes de escolher ou converse com alguém mais experiente. Mas des- reclama da redução confie dos modelos extremamente baratos. e sistemas sincronizados de a pista e eliminar uma mini- dos estacionamentos. mensagens e controle de se- -praça que existia ao longo. Esses três são os primeiros itens que você deve levar em consideração ao escolher sua bicicleta. Pode parecer exagero, mas faz realmente diferença. Por máforos, entre outras coisas. Isso descontentou alguns serem escolhas mais subjetivas e muito particulares, eles acabam não receben- Outra novidade anuncia- moradores e há até os que do a importância adequada. da recentemente será a ar- colocaram residências à ven- borização da Rua Teffé, que da para evitar o confronto » Segurança - freios ganhará 142 novas árvores com o tráfego mais intenso Os tipos mais conhecidos de freio são: cantilever, a disco, contrapedal e nativas, ao longo de seus 800 que é esperado para o local v-brake. Esse último é o que possui a melhor relação custo/benefício. metros. Foram programados tão logo o acesso seja libera- também paisagismo, calça- do. “Se antes tínhamos ape- » Eficiência - marchas das, asfalto e iluminação pú- nas os carros dos moradores A variação de preços é enorme. Para evitar dor de cabeça, se você vai usar a blica. que entravam e saiam, agora bicicleta com muita frequência, invista num bom grupo. Não precisa ser tam- Quando estiver pronto ficará insuportável, pois te- bém dos mais caros, afinal de contas você provavelmente não terá tanto conta- este Anel Viário criará um remos além dos carros, ca- to com barro e poeira andando na cidade. caminho alternativo de trân- minhões, ônibus e trânsito Já está pra lá de bom um grupo Shimano Alivio ou SRAM 3.0 ou algo com- sito, contornando o centro intenso 24 horas por dia”, re- patível. Preste atenção no modelo dos grupos. Não basta ser da Shimano para de Curitiba. O objetivo é di- clama um morador que não Roseli Block: ser uma boa marcha. “Mudanças não dão Com essas dicas é possível escolher uma bicicleta adequada para durar por minuir o tráfego de veículos quis se identificar. (OG) tempo para adaptação”. muito tempo e não irá deixá-lo na mão.
  • 7. Curitiba, abril/maio de 2011 Do Quintal »7 POLÍTICA Tal pai... ...tal filho Douglas de Souza Fernandes Q uando o governador Beto Richa rompeu o tendão de aquiles do pé esquerdo durante o Jogo da So- lidariedade, em abril na Arena da Baixada, reeditava uma história acontecida com o seu pai há 25 anos. Neste mesmo mês, só que em 1986, José Richa também cum- pria seus compromissos de gover- nador com um dos pés imobiliza- do. Também por causa de um jogo de futebol. Só que em vez de ex-Bota de gesso: Com o pé quebrado imoblizado numa bota de gesso, -profissionais como Zico, Dunga,o governador José Richa atendia a imprensa no desembarque no Romáro, Paulo Rink e cia , ele que-Gastão Vidigal, antigo aeroporto de Maringá, em abril de 1986. Na brara o pé numa pelada com asses-foto, de autoria não identificada e que foi publicada na extinta revistaAqui Maringá, à esquerda, o jornalista Jorge Henrique Lopes, da sores e amigos.revista Aqui. À direita, Douglas de Souza Fernandes, então repórter Na juventude, Zé Richa che-da sucursal do Correio de Notícias, e hoje editor deste Do Quintal. gou a se destacar em times ama- Bota ortopédica: No último 19 de abril, Dia do Exército, com o péAtrás à esquerda, o assessor de imprensa do prefeito maringaense dores do norte do Estado. Depois, devidamente instalado numa bota ortopédica, o governadorSaid Ferreira, Lenin Schhmdt . Ao seu lado, a secretária de Estado enquanto era prefeito de Londri- Beto Richa conversa com o general Willian José Soares , poucoda Educação, Gilda Poli Rocha Loures, e ao centro, o prefeito deMandaguari, Antônio Galera. na, deputado, governador e sena- antes de ser condecorado com a medalha da Ordem do Mérito Militar. dor, ou quando ajudava a criar o Pela imagem do fotógrafo Ricardo Almeida (AENotícias), alguém MDB no Paraná e o PSDB no país, desavisado poderia supor que o general estivesse dando algum conselho ao governador – por exemplo, sobre como evitar sempre achava um tempo na agen- novas contusões... E na política da para bater uma bolinha com os mais chegados. Foram nessas pe- Se no futebol, o filho infelizmente seguiu os passos do pai no ficente até se movimentou bem, mais grave jogando bola, quando ladas com o pai que os irmãos Beto quesito contusão, na política a torcida de quem acompanhou mas exagerou num pique, rompeu quebrou em várias partes o torno- e José Richa Filho foram iniciados o governo José Richa (1983-1986) é para que ele mantenha o tendão e teve que ir mais cedo zelo direito ao ser atingido por um no lúdico do esporte bretão. o estilo de jogo do seu genitor. Primeiro governador eleito para o chuveiro. carrinho imprevidente do adversá- E o velho Richa continuou após o restabelecimento das eleições diretas, Richa Curiosa nessa história é a coin- rio. O que lhe rendeu alguns pinos jogando enquanto pode. Nos últi- pai teve seu mandato marcado pela democratização da cidência com o número 7 . Quan- de platina e o fez ficar estes 7 anos mos tempos de esportista de fim administração, que nos quase 20 anos de governos biônicos do quebrou o pé direito, José Richa afastado do rude (neste caso rude de semana, porém, as más línguas havia se afastado drasticamente da população. Uma de suas tinha 52 anos, sete a mais que Beto mesmo) esporte bretão. Pode ser (e as boas também) diziam que ações inovadoras foi a chamada interiorização do governo. devido ao peso dos anos ele joga- Richa, que se machucou aos 27 só coincidência, mas por vias das De tempos em tempos, reunia secretários e assessores e va “ plantado” em campo, ou seja, minutos do jogo realizado a par- dúvidas o governador deveria pen- passava um dia inteiro em uma das cidades pólos do Estado. tinha uma movimentação mais ce- tir das 7h30 da noite do dia 7 de sar nisso se daqui a 7 anos for con- Entre um quibe cru e um sanduíche de mortadela, ouvia in rebral que corporal. Não é ainda o abril. E foi há 7 anos que o atual vidado novamente para uma parti- loco as reivindicações dos representantes da região. Algo caso do filho, que na partida bene- governador teve sua primeira lesão da de futebol... parecido com que o filho fez no último dia 15 em Londrina, só que com o nome de “audiência pública” . Morto em dezembro de 2003, José Richa continua lembrado por ex-aliados e adversários como exemplo de decência e elegância no trato político. Sempre evitou ataques pessoais, pois repetia que “se deve atacar os erros e não os que erram” O respeito aos adversários lhe garantiu o . papel de um dos principais articuladores no período de redemocratização. Não por acaso, foi um dos fundadores do MDB no Paraná e do PSDB no país. No seu governo, a educação foi prioridade. Para muitos professores, foi o governador paranaense que mais respeito teve com a categoria, tanto na política salarial quanto na democratização da estrutura administrativa. Com ele, por exemplo, o Paraná foi o primeiro Estado brasileiro a adotar eleições para a escolha dos diretores de escolas.Solidariedade Com o Jogo da Solidariedade, organizado pelos ex-jogadoresZico, Paulo Rink e Alcindo, dia 7 na Arena da Baixada, foram arreca-dados R$ 369. 140,00, dos quais 60 por cento foram para as vítimasdas enchentes no litoral paranaense e o restante para as vítimas doterremoto e tsunami no Japão. Foram 22.195 pagantes que viram osAmigos do Paraná , do técnico Sicupira, e Amigos do Japão , do téc-nico Valdir Espinosa, empatarem em 5 a 5. Alcindo (2), Romário,Zico e Washington marcaram os gols dos “ japoneses”. Paulo Rink(2), Oséas, Alberto e Amarildo fizeram para os paranaenses.
  • 8. Curitiba, abril/»8 Do QuHISTÓRIACruz do Pilarzinho: ummonumento quase invisívelque resiste ao tempo João de NoronhaPrincipal referência dobairro, hoje ela é poucopercebida por quem passaapressado ao seu redorÂngela RibeiroA cruz localizada na esquina de algumas das prin- cipais ruas que cruzam o Pilarzinho foi durante muito tempo uma das principais imagens da re gião. O Cruzeiro tornou-se um referencial his-tórico de Curitiba, relembrando o período em que coloniza-dores instalavam uma cruz para marcar a conquista e a possede terras. A Cruz do Pilarzinho foi a única que permaneceude pé entre as tantas que teriam marcado a chegada dos co-lonizadores à capital do Paraná. Hoje, no entanto, ela pareceinvisível em meio às fachadas dos prédios comerciais e placasde sinalização e ao intenso tráfego de veículos ao seu redor. Apesar de sua importância histórica, ainda não há um re-gistro oficial que traga a data exata em que a cruz foi erguida enem quem o fez. Em 1999, a vereadora Julieta Reis solicitouem petição ao então prefeito Cássio Taniguchi, informaçõesoficiais sobre a cruz. Ela pedia as seguintes informações: “Oque ela representa para o Patrimônio Cultural do municípioe qual sua verdadeira história”. Segundo a vereadora, a peti-ção pretendia oficializá-la como um marco histórico e comoum monumento de extrema importância para a cidade. “Eumorei naquela região e muitas vezes ouvi minha mãe falandosobre a Cruz e sei da importância daquele monumento paraos moradores”, explicou a vereadora. Segundo Julieta, a prefeitura se restringiu a decla-rar, em resposta à petição da Câmara Legislativa, que “a Cruzdo Pilarzinho é um ícone da cidade de Curitiba que foi apro-priado e é preservado pelo Terceiro Setor, ou seja, pela po-pulação organizada, a quem cabe o direito e o dever da suasalvaguarda, preservação e a valorização de sua história”. » Histórias de uma cruz E essa responsabilidade foi, de fato, assumida pelos mo-radores que há muito tempo protegem a Cruz como partede sua própria história. É o caso de Edwino José Polak, opopular “seu Edwino” que pode facilmente ser encontradono Pilarzinho, em um bar localizado quase em frente à Cruz,jogando um baralhinho com os amigos de longa data. SeuEdwino mora na casa ao lado há mais de 70 anos e o bar,na verdade, é um antigo galpão de sua propriedade ondefuncionou, durante muitos anos, a sua oficina mecânica. Aolado, estão outros dois prédios da pioneira família Polak,onde funcionam uma loja de roupas administrada por suaesposa e uma oficina de panelas, além de sua casa. Por muitas Entre placas, fios e o intenso tráfego, a Cruz passa despercebida. No destaque, a imagem de Cristo que poucos vêem.décadas, foi o endereço do Armazém Polak, a primeira casade secos e molhados da região. se de terra. Era costume na época, que nem os portugueses época era centro do bairro. Pedido atendido, a cruz foi le- O mecânico aposentado é um dos incansáveis defenso- quando chegaram ao Brasil, a primeira coisa que eles fizeram vantada e se tornou referência do local que passou a ser cha-res da Cruz e chegou a participar da fundação de uma as- foi levantar uma cruz”. mado de “Cruz do Pilarzinho”..sociação para proteger o monumento. Ele conta que foi seu Existem, no entanto, outras versões alimentadas pela Seu Miguel França, morador do Pilarzinho há cinquen-biavô que fincou a Cruz, juntamente com outros imigrantes. população que se acostumou a ter a Cruz não só como um ta anos conta que, “na verdade”, a Cruz foi levantada pelosEdwino é bisneto de Boaventura Polak, um dos pioneiros símbolo do bairro, mas como fonte de lendas e histórias que colonos para marcar o encontro de duas ruas que, mais tar-locais. Polaco originário da Varsóvia, Boaventura estabele- compõem o imaginário local. Reza uma lenda, por exemplo, de, seriam a Hugo Simas e Raposo Tavares: “O cruzeiro foiceu-se nos terrenos concedidos por carta de foro, no início que no período em que o Pilarzinho ainda se parecia com levantado ali na encruzilhada das ruas, onde elas se encon-da década de 1870, período em que Curitiba era ocupada um extenso campo de criação, com grandes áreas de plantios travam e formavam uma cruz”. E há quem diga, inclusive,por levas de imigrantes europeus. de milho, feijão, arroz e parreiras, com poucas e humildes que foi erguida ali para marcar o local onde um boiadeiro foi Seo Edwino se lembra de quando ainda criança ter vis- casas de operários e agricultores, uma senhora fez uma pro- morto quando passava pela região. Histórias que, aliás, sãoto outras cruzes que também teriam sido levantadas pelos messa para Nossa Senhora do Pilar para alcançar uma graça. veementemente negadas por seu Edwino que não se cansaimigrantes. “Tinha a dos espanhóis, por exemplo, que ficava Caso fosse atendida, levantaria uma cruz a uns mil metros da de dizer: “Eu tenho certeza da história da Cruz”. O fato émais para cima, mas foi derrubada. A cruz dos espanhóis foi pracinha, mais precisamente à Rua São Salvador onde fica que a Cruz do Pilarzinho foi a única a permanecer de pé, delevantada, como a do Pilarzinho, como referência de pos- a capela Nossa Senhora do Pilar que data de 1782 e que na tantas antes existentes.
  • 9. /maio de 2011uintal »9 HISTÓRIA No mapa, a cruz não existe Ângela Ribeiro Oficialmente ela não consta no registro da prefeitura, A que aguarda pedido dos moradores para cadastrá-la. Cruz do Pilarzinho, embora seja apontada como um ícone da ci- dade pela Prefeitura de Curitiba, Fotos: João de Noronha permanece sem nenhuma prote- ção oficial por não ser um bem histórico tom- bado como patrimônio cultural da cidade. Na verdade, a Cruz nem existe no mapa de Curitiba que serve de base para os serviços da Secretaria do Meio Ambiente, responsável pela manutenção de parques, praças e monu- mentos da cidade. Por ter sido originalmente fincada em meio a um cruzamento de ruas e, posteriormente, recuada pelos moradores preocupados com sua proteção, a Cruz não é marcada oficialmente como um monumento sob responsabilidade do Município. O que não significa que não venha tendo manuten- ção por parte da Prefeitura. Segundo Jean Brasil, gerente de manuten- ção e conservação de praças da Secretaria do Meio Ambiente de Curitiba, como não existe nenhuma identificação no mapa do municí- pio que aponte a existência da cruz no Pilar- zinho, os serviços de manutenção são feitos em caráter “oficioso”, ou seja, por iniciativa do setor que faz esse tipo de serviço como “cortesia”. Conforme explicou Jean Brasil, Quem não a conhece nem percebe que há uma cruz em meio a tanto movimento. embora a Cruz seja uma referência histórica e cultural, ela não chega a existir oficialmente para o Município porque está localizada em um lugar público, mas não foi devidamente Curitiba não tem cadastrada, solicitando sua preservação. “Existe no bairro, por exemplo, no mapa Lei de Tombamento oficial da Prefeitura, a demarcação da área do Largo Mãe de Deus, na Rua Roberto Gava Curitiba ainda não possui uma legisla- com a Amauri Lange Silvério. Isso existe por- ção de tombamento, ao contrário de cidades que alguém solicitou essa denominação e ela como São Paulo e Porto Alegre. Essa atri- foi decretada em 2002. Isso é um registro do buição é dada ao Estado, geralmente a partir monumento que garante que ele seja algo ofi- de uma iniciativa da população que levanta cial para o Município”. o histórico e a importância de um determi- Ex-morador da região do Pilarzinho, Bra- nado bem cultural e histórico, requerendo sil chegou a sugerir que a população provi- seu tombamento e, consequentemente, seu denciasse esse registro para garantir a prote- reconhecimento como um patrimônio da ci- ção oficial e não mais em caráter “oficioso”, da dade. Marcelo Sutil, pesquisador da Casa da Cruz. “Trata-se de fato de um monumento de Memória de Curitiba, lembra que a Cruz do grande valor cultural para a população e pode Pilarzinho não foi um monumento constru- ser devidamente registrado para garantir sua Do outro lado da rua, a casa e comércio dos Polak, ído pela prefeitura e sim pela comunidade, identidade histórica” – enfatizou Jean Brasil. outra referência na história do bairro. sendo um bem localizado em local público. Assim como bustos, monumentos, estátuas construídas em praças, ruas, pode ser consi- derada uma “unidade de preservação”. Nós, da Fundação Cultural, não temos nada sobre Reformas e reconstrução a Cruz nesse sentido, ela está sob responsa- bilidade da Secretaria Estadual do Meio Am- biente que é responsável pela limpeza e ma- nutenção desses monumentos localizados em locais públicos. O fato é que se a Cruz do Pilarzinho da madeira da Cruz, que estava totalmen- chegaram a fundar uma associação para As unidades são parcialmente protegidas permaneceu de pé até hoje foi devido à te danificada. “Seo” Edwino Polak conta colocá-la novamente de pé, a Associação pelo Município que se restringe a dar orien- ação dos moradores que se reuniram para que foi nessa ocasião que retirou a ima- Comunitária e Esportiva Cruz do Pilarzi- tações para a comunidade, no caso de uma proteger o monumento. Caso a história gem de Cristo que existia na Cruz e pediu nho, cuja presidência ficou a cargo de He- intervenção no monumento. “Existem cerca corrente se confirme, de que ela foi fin- a um amigo, professor de História, para verson Madureira Camelo. de 700 imóveis em Curitiba que são “uni- cada pelos imigrantes polacos, o cruzeiro analisá-la. “Ele chegou à conclusão, pelos Depois de uma intensa campanha dades de preservação”. “O proprietário não existe há quase cento e cinquenta anos e traços da imagem, de que era de origem que mobilizou toda a comunidade , a pode demolir, mudar sua fachada, ou fazer sua conservação foi garantida pela união polonesa”, afirma. terceira Cruz foi levantada no dia 11 de grandes alterações nesses imóveis”, explica dos moradores, que no decorrer dos Foi nessa mesma ocasião, na década abril de 1987. A imagem de Cristo que Sutil. anos também fizeram alterações no mo- de 50, conforme relatam os moradores, também tinha sido danificada pela tem- Sem uma legislação específica na esfera numento. que teria sido enterrada, sob os pés da pestade, ou pelo raio segundo alguns, municipal no que tange a tombamentos de O mais remoto registro histórico con- Cruz, uma urna de lata contendo moe- foi restaurada pelo próprio Edwino Po- bens históricos e sem um cadastro oficial ta que a cruz original durou até 1906, das ( dinheiro que sobrara do arrecadado lak, conforme faz questão de lembrar. O que aponte a Cruz do Pilarzinho como um quando passou por uma renovação. Ela para a reconstrução da cruz) além de re- que pouca gente sabe, no entanto, é que monumento de salvaguarda do município, voltaria a sofrer transformações em 1952, cortes de jornais da época como forma de essa imagem original foi roubada logo o cruzeiro tem ficado refém dos cuidados quando foi reconstruída sobre um pedes- manter a história da cruz para seus des- depois. “A Cruz ficou sem a imagem ori- da própria população que, muitas vezes, no tal de concreto, alterando sua estrutura cendentes. ginal de Cristo crucificado até que foi afã de preservá-la promove alterações sem os anterior, totalmente de madeira. Na década de 1980, a Cruz teve de substituída por uma nova, dessa vez doa- devidos estudos que garantam sua integrida- Os moradores do Pilarzinho explicam ser reconstruída porque foi levada ao da pelos Petruk, outra tradicional família de histórica. (AR) que em 1955 foi feita a última renovação chão por uma tempestade. Os moradores do bairro”. (AR)
  • 10. Curitiba, abril/maio de 2011» 10 Do QuintalATUALIDADE “Livros não mudam o mundo, quem Letras&Garranchos muda o mundo são as pessoas. Os livros só mudam as pessoas.” (Mário Quintana) Curitiba vista do alto Leia Poty e aprecie as imagens de Dalton Angela Ribeiro Quando, ainda no século XVII, Boucher ilustrou um livro de Moliére, inaugurou um diálogo que renderia parcerias ilustres entre pintores e escritores. Em 1780, o clássico de La Fontaine seria publicado com ilustrações de Fragonard; enquanto Goya e Delacoix ilustravam o Fausto, de Goethe. Em segui- que circulam pelas suas ruas. O ilustradorNas nuvens – A 1050 metros acima do nível do mar,a Torre proporciona a mais ampla paisagem da cidade. da, Manet ilustrava obras de Zola e Allan passeia pelo território de Trevisan que se Poe; Paul Klee fazia parceria com Voltaire; materializa no visível desenhado do artista. Émile Bernard ilustrava “As Flores do Mal”, Ambos passeando pela cidade transformadaEm 11 anos, mais de um milhão subiram de Baudelaire, além de Toulouse Lautrec e no que Sônia Gutierrez chama de “labirinto”. Henri Matisse, entre outros. E essa parceria Território que fica nos limites entre o real ea torre para ver a cidade entre pintor e escritor se estreitaria mais ain- imaginário dos textos de Poty e Dalton.M da com o aperfeiçoamento e valorização das A autora retrata o artista-ilustrador Poty oradores da nossa região cendo. O número no primeiro ano de pes- artes gráficas. Lazzarotto, sua importância na arte da ilus- sempre enxergaram longe quisa foi de 54.747 pessoas. Em 2009, ano É exatamente esse casamento entre artes tração que lhe rendeu parcerias com Guima- .A topografia garante uma em que a Torre teve mais visitas, foram plásticas e obra literária que é tema do livro rães Rosa, Raul Boop, Darcy Ribeiro, entre bela e ampla vista. Não 111.351 pessoas. O mês de maior movi- ““Poty Lazzarotto e Dalton Trevisan: Entre- outros. Para Fernando Sabino, “nenhum ou-por acaso, Mercês, Pilarzinho e, claro, Vis- mento foi janeiro deste ano: 16.729 pesso- textos”, de Sônia Gutierrez. O encontro é um tro ilustrador atingiu esse grau de integraçãota Alegre, foram os bairros preferidos na as. Os dias da semana de maior movimen- marco na junção da literatura e da ilustração, com o espírito literário”. Maria Adélia Lopescidade para TVs e rádios fincarem suas an- to são sexta-feira, sábado e domingo e os num processo de simbiose em que uma lin- afirmou: “Tenho a impressão de que há den-tenas. E o exemplo dessa vocação para as meses mais movimentados, janeiro, julho guagem complementa a outra. tro de Poty um escritor escondido”.alturas é que foi por aqui, exatamente na e dezembro. A parceria teve início no primeiro núme- Em “Poty Lazzarotto e Dalton Trevisan:rua Lycio de Castro Vellozo, 191, que a an- A quantidade de turistas estrangeiros ro da revista “Joaquim”, de 1946, quando foi Entretextos” o leitor poderá entender o pro-tiga operadora estatal de telefonia Telepar que visitam o espaço também cresce ano publicado o conto “Eucaris, a de olhos do- cesso dialógico na obra de escritor e ilustra-construiu, em 1991, a torre para suas ante- a ano. Em 2009, foram 5.158 turistas es- ces”. O desenho em preto e branco a traço dor, com belíssimas imagens do acervo denas de transmissão. Com a privatização da trangeiros provenientes de 79 países. Em que é marca da obra de Poty Lazzarotto dava Sônia Gutierrez e da Fundação Poty Lazza-telefonia, ela passou pelas mãos da Brasil 2010, 5.622 turistas, de 85 países. forma ao universo imaginário de Dalton rotto, responsável pela publicação da obra.Telecom e hoje reponde pelo nome de OI. Os principais países emissores de turis- Trevisan. A partir dali, a parceria se firma- “Entretextos” é um presente para os leitoresOficialmente o nome é Torre Panorâmica tas são Estados Unidos, Alemanha, Argen- ria numa troca ininterrupta de linguagens. do textos de Poty e apreciadores das ima-de Curitiba, mas continua chamada popu- tina, Paraguai e Colômbia. E, conforme explica Sônia Gutierrez, ambos gens descritas por Dalton Trevisan. Os quelarmente de Torre da Telepar. O atrativo - A Torre Panorâmica fica na partindo sempre de um mesmo lugar: da passeiam pelos entretextos de uma cidade Aberta à visitação, a torre tem 109,5 rua Lycio de Castro Vellozo, 191, no bair- Curitiba dos anônimos e das personagens realmente fictícia.metro de alturas,o que proporciona uma ro Mercês, e foi inaugurada em dezembrovisão de 360 graus da cidade. São no total1050 metros acima do nível do mar, altura de 1991. Tem 109,5 metros de altura, o equivalente a um prédio de 40 andares e Clássicos por R$ 5que atrai semanalmente milhares de turis- fica em uma altitude de 1.050 metros do Se os preços dos livros afastaram durante muito tempo os leitores das livrarias, hoje étas. E levantamento de dados feito por téc- nível do mar. possível encontrar clássicos da literatura por valores irrisórios. Os leitores dos clássicosnicos de turismo, funcionários e estagiá- O mirante tem 350 m2 de área e ca- nacionais, por exemplo, ficarão surpresos ao encontrar livros como “Lucíola” e “Senhora”rios que trabalham no local, constatou que pacidade para visitação de 180 pessoas de José de Alencar por apenas R$ 5 na livraria do Chaim.de janeiro de 2000 a fevereiro deste ano, simultaneamente. Além dele, o local abri-visitaram o local 998.520 pessoas. Portan- ga um posto de informações turísticas e o Graças a uma parceria com outros livreiros do País, a livraria colocou em promoção duas coleções de Literaturato, atualmente já são mais de um milhão Museu do Telefone. Os visitantes podem Brasileira. A primeira, da Editora Escala, oferece ediçõesde curitibanos e turistas de várias partes conhecer a evolução da telefonia no país populares das obras dos grandes mestres. Algumas delasdo mundo que que vieram ao Mercês para na mostra de aparelhos que foram utiliza- compõem a lista do vestibular 2012 da UFPR, tais comoapreciar Curitiba do alto. dos desde o período do Brasil Imperial. o “Bom – Crioulo” de Adolfo Caminha e “Inocência” de , , E a quantidade de visitantes vem cres- (Redação e SMCS) Visconde de Taunay. Ainda da editora Escala, a lista inclui obras dos portugueses Camilo Castelo Branco, Eça de Queirós e Luis de Camões. Outra editora parceira que participa da promoção é a Editora Núcleo, com obras de Machado de Assis, Aluizio de Azevedo, Lima Barreto, Manuel Antônio de Almeida, Raul Pompéia, Bernardo Guimarães e Alexandre Herculano.Serviço:Torre Panorâmica Mas não é somente os leitores de Literatura que serão contemplados, estudiosos daLocal: rua Lycio Filosofia também poderão encontrar clássicos nesse valor. Entre os títulos estão 14de Castro Vellozo, 191 obras de Friedrich Nietzsche, além de Cícero, Platão, Maquiavel e Voltaire, Diderrot,Mercês Sêneca, Darwin, Karl Marx, Comte e Rousseau, entre outros. Ao todo são mais de 80Telefone: 3339-7613 títulos também a R$ 5.Horário: de terça-feira Ou seja, pelo preço de duas passagens de ônibus em Curitiba é possível viajar pelo universoa domingo, das 10h às 19h de grandes mestres do conhecimento.Ingressos: R$ 3 e R$ 1,50 Serviço: Livraria do Chain – R. General Carneiro, 441, ao lado da Reitoria da UFPR(para idosos e crianças Tel. 3264-3484.de cinco a nove anos).
  • 11. Curitiba, abril/maio de 2011 Do Quintal » 11 GALERA DO QUINTALO alerta de Realengo e CorrenteDuas tragédias em abril chamam atenção para um mal que assola as escolasDouglas de Souza Fernandes pública, com graves consequências Marco André LimaO para as vítimas, incluindo traumas assassinato de 12 psicológicos e até suicídios”. E você, crianças no bairro já foi Autora também da cartilha lan- carioca de Realengo çada em outubro do ano passado vítima? chocou o país no dia pelo Conselho Nacional de Justiça7 de abril. Mesmo acostumados às em que ensina como identificar emanchetes diárias de crimes bárba- combater esse mal, Ana Beatriz de-ros, os brasileiros ficaram estarre- fende uma ação conjunta entre es- O Do Quintal estácidos tal a violência voltada a seres colas e pais para coibir a prática. A fazendo uma pesquisaindefesos e acontecida dentro de base de tudo é o respeito às diferen- sobre a incidência douma escola, local em que deveriam ças, à tolerância. Entre as ações queestar protegidos. A tragédia foi tão bullyng nas escolas sugere às escolas está a atividadegrande que fez passar quase desper- que batizou de “E se eu fosse você?”, locais. Para participarcebido outro ato de extrema violên- que nada mais é que o incentivo basta acessar o nossocia que vitimou um estudante, oito para que os alunos se coloquem na site www.doquintal.dias depois, só que na saída da aula Ana Beatriz Barbosa e um de seus livros divulgados posição do “outro”, ou seja, pensem com.br e respondernuma escola de Corrente, cidade do na última edição: “É um caso de saúde pública”. em como se sentiriam se fossem à pergunta “Você jáinterior do Piauí. Ambos tiveram eles os agredidos e humilhados.como pano de fundo uma prática Como geralmente as vítimas foi ou é vítima de contou das humilhações que sofria saída da escola. Disse depois, queperversa, cada vez mais comum nas dos colegas na escola Tasso da Sil- não queria matar, mas apenas dar têm vergonha de contar aos pais bullyng?”.escolas brasileiras, o bullyng (*), as- veira. Pobre, manco, tímido, era o um susto num dos colegas que dia- ou professores o que acontece, osunto que o Do Quintal tratou com alvo preferido das “turminhas de riamente o agrediam física e psico- bullyng muitas vezes passa desper-destaque na edição de dezembro. descolados”. Uma das “brincadei- logicamente. cebido. Mas continua se alastrando. Como sua mãe biológica, ras” mais usuais era segurar sua ca- Em Curitiba, por exemplo, pesquisaWellington Menezes de Oliveira, beça dentro do vaso sanitário para » Um mal quase invisível do IBGE divulgada no ano passado23 anos, que matou 12 crianças e delírio dos que assistiam. Daí co- Como as tragédias acima, mui- mostra que a ocorrência do bullyngferiu 11, sofria de esquizofrenia, um SERVIÇO: meçaria a revolta que desembocaria tas outras podem estar sendo gesta- nas escolas da cidade está acima datranstorno mental que provoca o média nacional. Dos estudantes en- Para baixar ou ler a Cartilha na tragédia do Realengo. Como não das nas escolas públicas e particula-distanciamento da realidade, mas podia voltar no tempo para acertar res do país por causa do bullyng. E trevistados, 35, 2% disseram já ter de Combate ao Bullying, acesseque se tratado corretamente não as contas com os algozes, buscou as poucos são os que vêem nessa prá- sido vítima, o terceiro maior índice www.cnj.jus.br/images/Justica_impede de o doente ter uma vida crianças da idade que ele tinha na tica todo o mal que ela carrega. Em entre as capitais. nas_escolas/cartilha_web.pdfnormal. Sem tratamento, foi mer- época das humilhações. dezembro, o Do Quintal entrevis- (*) Bullyng – Termo inglês para Para denunciar o bullyng ci-gulhado nesse mundo paralelo que Já na tragédia do Piauí, não tou uma das maiores especialistas definir atos de violência física ou bernético ou qualquer outro cri-ele fez o que fez. Mas, porque ele consta que o assassino tenha algum no assunto, a médica psiquiatra Ana psicológica praticados de forma in- me contra os direitos humanos,escolheu especificamente esse alvo? transtorno mental. Mas, cansado de Beatriz Barbosa Silva. Autora de vá- tencional e repetitiva contra uma como pornografia infantil e ou-Aí que entra o bullyng. ser humilhado, o estudante de 14 rios livros a respeito, ela considera ou mais pessoas que não se encon- tros, acesse a SaferNet, no ende- Em relatos gravados, Wellington anos esfaqueou o colega de 15 na o bullyng “um problema de “saúde tram em condições de se defender. reço http://www.safernet.org.br. Do Quintal – Livrarias do Chain Saiba como identificar No livro e na Cartilha, Ana Beatriz explica os tipos Concurso premiará melhores de bullyng e como pais e professores podem contri- receitas para a paz nas escolas buir para inibir sua prática no ambiente escolar. É co- n Para incentivar a discussão sobre o que pode ser feito para se mum a vítima, por vergonha ou por achar que não há a manter nas escolas um ambiente de paz e respeito, o Do Quintal quem recorrer, não contar a ninguém o que passa com em parceria com a Livraria do Chain lança o concurso de reda- ção intitulado “Minha receita para a paz”. O concurso é aberto a ele. A seguir, alguns trechos resumidos que podem aju- todos os estudantes dos colégio Bento Munhoz da Rocha Neto dar a identificar vítimas e agressores: (Pilarzinho), Manoel Guimarães (Mercês-Bigorrilho), Guido Straube (Mercês), Bom Pastor (Vista Alegre) e Sebastião Sapor- ski (Abranches). » QUEM PRATICA mas que tendem a ser mais intensos no pe- com os ataques de bullying (em maior ou ríodo que antecede o horário de entrarem menor proporção). Muitas levarão marcas n Participação - Para participar basta fazer um texto com até na escola. Geralmente elas não têm ami- profundas provenientes das agres¬sões 30 linhas de 70 toques, ou 2.100 caracteres e enviar para o e-mail Meninos e meninas praticam o bullying. gos. Apresentam diversas desculpas (in- para a vida adulta, e necessitarão de apoio O que varia é a forma. Entre os primeiros galera@doquintal.com.br. Textos manuscritos podem ser encami- clusive doenças físicas) para faltar às aulas. psiquiátrico e/ou psicológico para a é mais visível, pois geralmente utilizam a nhados à própria secretaria da escola em que o aluno estuda, ou supe¬ração do problema. violência física. Já entre as meninas, é mais ainda enviados diretamente para o endereço – Rua Professor Ig- dissimulado, geralmente utilizando-se de » OS AGRESSORES nácio Alves de Souza Filho, 343, Pilarzinho, CEP 82.110-450. Os fofocas, intrigas e isolamento das colegas. » O PAPEL DOS PAIS textos devem conter o nome, série e escola em que o autor estuda. Na escola: Os agressores fazem brincadei- » AS VÍTIMAS ras de mau gosto, gozações, colocam ape- Em muitos casos, o fenômeno começa n Avaliação - Os trabalhos serão analisados por uma comis- lidos pejorativos, difamam, ameaçam e em casa. Os pais, muitas vezes, não ques- tionam suas próprias condutas e valo- são formada por uma estudante do curso de Letras da UFPR, uma Na Escola: No recreio ficam isoladas do menosprezam alguns alunos. Fur¬tam ou grupo, ou perto de adultos que possam roubam dinheiro e lanches. Estão sempre res, eximindo-se da responsabilidade de professora de literatura e uma pós doutora em Linguística. protegê-las; na sala de aula apresentam enturmados. educadores. O exemplo dentro de casa postura retraída, faltas frequentes às aulas, Em casa: mantêm atitudes desafiado- é fundamental. O ensinamento de ética, n Premiação - Os três melhores textos na opinião da comissão mos¬tram-se comumente tristes, depri- ras e agressivas. São arrogantes no agir,no solidariedade e altruísmo inicia ainda no serão publicados nas próximas edições do Do Quintal e no site midas ou aflitas; nas atividades em grupo falar e no vestir, demonstrando superiori- berço. doquintal.com.br. Os três autores serão premiados com três li- sempre são as últimas a serem escolhidas dade. Manipulam pessoas para se safar das A direção da escola deve acionar os vros cada um da coleção Grandes Mestres da Literatura Brasileira ou são excluídas; e em casos mais dramá- confusões em que se envolveram. pais e os órgãos de proteção à criança e ao (Editora Escala) e que constam na lista das obras exigidas para o ticos apresentam hematomas, arranhões, adolescente etc. Em situações que envol- vestibular da UFPR. Também receberão o troféu “Eu sou Amigo cortes, roupas danificadas ou rasgadas. vam atos infracionais (ou ilícitos) a escola Em Casa: Frequentemente se quei- » AS CONSEQUÊNCIAS também tem o dever de fazer a ocorrência da Paz”. E, por fim, terão um espaço à disposição nas próximas xam de dores de cabeça, enjôo, dor de es- policial. Tais procedimentos evitam a im- edições do jornal para continuarem mostrando suas idéias sobre tômago, perda de apetite, insônia. Sinto- Todas as vítimas, sem exceção, sofrem punidade e inibem novos atos. este e outros temas.
  • 12. Curitiba, abril/maio de 2011» 12 Do Quintal ALMANAQUE E a propaganda evoluiu...evoluiu? Para se ter um retrato rápido dos costumes e valores de uma época basta passear pelas propagandas desses Coca períodos. Vistos destes tempos de politicamente correto, certos reclames antigos são uma verdadeira agres- No sécullo XIX, nos Estados Unidos, fez são às mulheres, às crianças e à saúde de todos. Há décadas usar crianças para vender cigarros e armas ou dizer sucesso uma pastilha usada para diminuir que lugar de mulher é no tanque era algo natural, não causava indignação. a dor de dentes. Feita à base de cocaína, Os tempos mudaram e hoje bebês e a gurizada não vendem mais esses tipos de produtos, mas são usados o seu fabricante garantia além de alívio, a para vender quase tudo o resto. O papel da mulher também mudou e hoje ela aparece comumente no coman- melhora do bom humor da criança. do. Mas também nunca houve tanta propaganda usando a sensualidade explícita da mulher para vender pro- dutos para o outro sexo, o que para muitos mostra que ela continua sendo mostrada como antes, ou seja, um Bebida objeto do homem. Será que daqui a décadas nossos descendentes não sentirão o mesmo horror a algumas Na propaganda de 1905, o bebê trocava o propagandas de hoje como temos em relação a essas de antigamente? leite pela cerveja e tomava candidamente uns goles sob o olhar carinhoso da mãe. SÓ RINDO Armas » Aluno burro » No velório Nos anos 60, a fábrica de armas Daisy Na classe mais terrível da escola, Joãozinho Terminado o velório, os agentes da funerária co- dizia que as espingardas de pressão eram comandava a piazada na bagunça. Cansado de meçam a fechar o caixão. Desesperada, a viúva se um presente de Natal inesquecível... tentar organizar a turma, o professor desafia: atira sobre o corpo do marido e começa a soluçar: - Vocês são muito bons pra avacalhar a minha aula, - Ai, meu querido! Eles vão te levar para onde mas vamos ver se têm também um pouco de au- não há luz, não há comida, não há bebida, não há Cigarros antes... to-crítica. Eu sei que aqui tem alunos muito bur- nada... Prestes a levar uma bronca, o bebê acon- ros. Mas vocês se reconhecem como tal? Aque- Ao que um bêbado encostado na soleira da por- selhava à mamãe que fumasse antes um le que se julgar burro, faça o favor de ficar em pé. ta resmunga: - Não é que vão levar esse desgraçado Malrboro para se acalmar. Todo mundo continua sentado, em silêncio. Alguns lá pra casa!!. minutos depois, Joãozinho levanta-se, solenemente. - Ah... - disse o professor, com um sorriso irônico Cigarros depois... nos lábios - Quer dizer que você se acha burro? » Promoção Hoje, as crianças aparecem nos próprios - Bem, pra dizer a verdade, não. - respondeu o João- O sujeito consegue levar a morena lindís- maços para alertar sobre os males do ta- zinho - Mas fiquei com pena de ver o senhor aí, em sima para um canto deserto da praia e come- bagismo. pé, sozinho! ça a lhe dar o maior malho. - Querido - inter- rompe ela. - Estou me sujando toda de areia! Mudou? Aí o rapaz pega a canga da moça, es- Atualmente também as crianças estão » Quem diz o que quer... tende no chão e continua os amassos. em todas as propagandas de fast-foods, Numa universidade, a professora dava as últi- - Querido, está ventando muito. A ponta da divulgando um dos tipos de alimentação mas orientações para os alunos acerca da prova no canga fica batendo no meu rosto toda hora! mais nocivos à saúde, principalmente a dia seguinte. Deixou claro que não haveria descul- O sujeito vai até um quiosque, compra 4 lati- delas próprias. pa para faltas, com exceção de um grave ferimento, nhas de Coca-Cola, coloca uma em cada pon- doença ou a morte de algum parente próximo. ta da canga e começa a tirar a roupa da moça. Na limpeza Do fundo da classe, um engraçadinho pergunta - Querido, você esqueceu a camisinha! Nos anos 50, uma ótima opção de presente com aquele velho ar de cinismo: Aí o sujeito sai correndo em busca de uma farmácia. de natal para a mulher era um aspirador de - Dentre esses motivos, podemos incluir o de Nisso, passa um bêbado, vê a mulher nu- pó. Com ele, ela seria feliz não só nessa ma- extremo cansaço por atividade sexual? Foi uma azinha deitada de bruços na canga e não nhã, como em todas as outras... gargalhada geral. Impassível, a professora aguardou tem dúvidas, manda a brasa. Depois do ser- que a turma voltasse ao silêncio. Depois, olhou viço feito, ele vira-se para a mulher e diz: No chão para o palhaço e respondeu: - Duvido que a Pepsi faça uma promoção melhor Nos anos 60, o anúncio explicava que o ho- - Isto não é um motivo justificado. Como a pro- que esta! mem não precisou disparar nenhum tiro va será em forma de múltipla escolha, você pode para abater a “tigresa” que tinha em casa vir para a classe e escrever com a outra mão... ou, se e tê-la sob os pés. Bastou que ela visse as não puder sentar-se, pode respondê-la em pé. » Não confio calças Mr. Leggs que ele usava, para que ela Um avião cheio de políticos famosos caiu próxi- se jogasse aos seus pés e deixasse ser usada mo a uma fazenda, logo o assessor do prefeito cor- como tapete. » Esperando abrir reu lá e perguntou para o dono da fazenda: -Por um O bêbado passou a noite toda ligando pra casa acaso o senhor não viu um avião caindo por aqui No tanque do dono do bar e perguntando: “Que hora você vai não? Até o início dos anos 70 era possível ver uma abrir o bar?” O dono estourou: “Mas, rapaz! você ja - Vi sim. Acabei de enterrar todos eles. sorridente dona de casa ir feliz da vida para ligou mais de 100 vezes. Já disse que só vou abrir as - Rapaz! tava cheio de político famoso ! Mas es- o tanque lavar roupas. Claro que só nos co- 9 horas. Por quê você continua me aporrinhando?” tavam todos mortos? merciais... E o bêbado respondeu : “É porque você me deixou - Olha moço, eu até que perguntei, teve al- preso no bar e não tem mais nenhuma pinga pra guns que levantaram a mão, mas político mente Na lavadora tomar...” muito!... Em 1977, em vez do tanque, o lugar da mu- lher era ao lado da máquina de lavar. Me- lhorou de situação, mas continuou na lavan- deria... No comando Já em 2008, os papéis estão mudados. É a mulher, a Chapeuzinho Vermelho mode- ra, que leva o homem, o antigo lobo mau, na coleira... Na vingança Já na campanha atual da Bombril, a mu- lher não só está no comando, como afir- ma que homem está muito abaixo na escala evolutiva... Mudou? Para muitos, a forma em que a mulher é mostrada hoje nos comerciais de cerveja reforça o machismo ao tratá-la como objeto sexual.
  • 13. Curitiba, abril/maio de 2011 Do Quintal » 13 ALMANAQUEEm busca do tesouro do Pirata Cozinha fácil Hoje é dia do que? A lenda do Pirata Zulmiro, que teria enterrado As datas comemorativas deveriamseu tesouro aqui nas Mercês, povoa o imaginário ser criadas para festejar eventos, per-curitibano. Mas, de onde teria surgido essa lenda? O sonagens ou instituições que, por suaDo Quintal foi ao arquivo da Câmara Municipal e importância, merecem ser lembrados.descobriu um registro que pode ser o gene dessa his- Com o tempo, porém, o Brasil crioutória que atravessa séculos. No dia 27 de setembro muitas datas pouco importantes oude 1722, os edis registravam o recebimento de carta curiosas. Para tentar frear essa sanhaDom João V oferecendo metade da riqueza, em outro e prata, contida em comemorativa, a deputada potiguarum navio pirata naufragado em Paranaguá a quem conseguisse resgatá-la. Sandra Rosado (PSB) propôs e o pre-Pela data, ele devia estar falando do navio pirata francês Louise, que afun- sidente Lula sancionou em 9 de de-dou em 1718 no litoral parnanguara. Em várias tentativas, última em 1980,porém, o cofre do navio nunca foi achado. Será porque em vez de procura- zembro do ano passado a Lei 12.345,rem no fundo do mar, os caçadores de tesouros deveriam procurá-lo num que determina que novas datas nacio-túnel das Mercês? nais só poderão ser criadas se forem “de alta significação para os segmen- tos profissionais, políticos, religiosos, Vamos fazer um convescote? culturais e étnicos que compõem a » Torta vapt-vupt sociedade brasileira”. Ingredientes: dois ovos, 1 xícara (chá) de óleo de soja, 1 xí- Como a lei não tem caráter re- cara (chá) de leite, 10 colheres (sopa) de farinha de trigo, meia troativo, continuaremos com uma xícara (chá) de parmesão ralado, 1 colher (chá) de fermento quí- infinidade de datas que não têm essa mico em pó. Sal a gosto. Se quiser, acrescente algumas pitadas de “alta significação” ou que são no mí- Ajinomoto para realçar o sabor. nimo curiosas. A seguir o Do Quin- Preparo: bata tudo no liquidificador até obter uma massa tal traz algumas das datas pouco co- mole. Coloque metade em fôrma untada e recheie com os ingre- nhecidas. dientes de sua preferência (presunto, carne moída, queijo, sobras de frango etc.) cubra com o restante da massa e asse em forno a » JANEIRO 170ºC. até que doure e até que ao enfiar o palito o mesmo saia 6 – Dia da Gratidão, 15 – dos Adul- limpo. tos, 30 – da Saudade. No início do século passado, um dos programas favoritos de famíliascuritibanas eram os convescotes. O termo caiu em desuso há muitas dé- » Abacaxi na sobremesa » FEVEREIROcadas, mas a prática ainda persiste. Convescote é como eram chamados Ingredientes: Um abacaxi pequeno, dois pacotinhos de pu- 5- do Datiloscopista, 27 – do Fiscalos piqueniques de antigamente. Com o tempo, a palavra foi substituída dim Royal sabor baunilha, duas chícaras de açúcar. Cobertura: 2 da Receita Federal e do Livro.pelo termo em inglês, pic-nic, depois abrasileirado. claras, 2 colheres (sopa) de açúcar e uma lata de creme de leite Em carroças ou bicicletas, buscava-se um lugar aprazível para pas- sem soro. » MARÇOsar o dia, comendo, bebendo, colocando a conversa em dia, como na Preparo: Descasque e pique o abacaxi em pedaços miúdos. 10- do Telefone e do Sogro, 20- dofoto tirada na região, mas sem data e localização especificadas. Vestidos Coloque-o (de véspera) de molho em uma xícara (sopa) de água Contador de Histórias, 26 - do Ca-como a época mandava, passavam um dia longe dos afazeres do traba- com uma xícara (sopa) de açúcar. No dia seguinte leve todo o cau, 27 – do Circo.lho. conteúdo ao fogo e acrescente os dois pacotes de pudim. Deixe O tempo mudou, mas o convescote continua uma boa opção para os ferver sem parar de mexer até engrossar o líquido.finais de semana na nossa região. Nos parques São Lourenço e Barigui, Em seguida, cubra com o creme feito com duas claras em » ABRILpor exemplo, além das áreas verdes, há até churrasqueiras e mesas à dis- neve, o açúcar e o creme de leite. Depois é só levar para gelar. 1 – D Abolição da Escravidão dos Ín-posição. O vestuário mudou, mas a bicicleta continua na moda, assim dios, 9 – do Aço, 13 – do Office Boy,como a necessidade de se tirar pelo menos um dia da semana para re- 15 – do Desarmamento Infantil, 16por as energias para a próxima. Então, que tal programar um convescote No para-choque – da Voz, 20 – do Disco, 26 – do Go-com a família ou amigos para o próximo final de semana? “A única sogra que presta é a da minha mulher”. leiro, 28 – da Sogra. Para pensar » MAIO Dicas culinárias Truques caseiros “O único lugar em que o sucesso vem antes do trabalho é no 7 – Do Silêncio, 13 – do Automóvel, dicionário” (Albert Einstein). 24 – do Datilógrafo, do Detento e doPara eliminar a baba do quiabo, » Mãos pintadas Vestibulando.lave-o ainda inteiro, seque-o e Para facilitar a limpeza das Você sabia?coloque-o numa tigela com um mãos após lidar com tintas, Que Bárbara é o nome da primeira criança nascida no » JUNHOpouco de suco de limão, deixando sempre passe um pouco de Quarteirão do Pilarzinho registrada no arquivo da Catedral 17 – do Funcionário Público Apo-repousar por 15 minutos. Depois vaselina nas mãos antes de Metropolitana de Curitiba? Filha de Maria da Silva Ferreira, sentado, 29 – do Papa, e do Pescador.lave ligeiramente, corte e cozinhe. pintar. Com isso as manchas seu registro data de 1 de março de 1870. E que o primeiro regis- e respingos sairão mais facil- tro no local de filho de imigrantes deste Quarteirão( que abran- » JULHOColoque no feijão de molho, de vés- mente. gia também a Vista Alegre, São Lourenço e parte das Mercês), 4 – Do Operador de Telemarketing,pera, uma colherinha de fermento foi o de Maria José Schaffer, filha de Egydio José Antônio e 10 – da Pizza, 14 – do Propagandis-em pó. Ele ficará mais macio. Rosa Maria Schaffer? ta de Laboratório, 19 – da Caridade, » Sal no castiçal 20 - do Amigo, 26 – da Vovó.Ao cortar maçãs e bananas, pin- Para facilitar a limpeza dosgue algumas gotas de limão pra suportes de velas, coloque um Calendário Lunar para a pesca » AGOSTOque não escureçam. pouco de sal dentro do casti- CRESCENTE CHEIA MINGUANTE NOVA 3 – Do Tintureiro e do Capoeirista, çal para evitar que a cera fique Mar: ótima Mar: regular Mar: ótima Mar: regular 15 – dos Solteiros.Para que as batatas fritas fiquem grudada — e o castiçal não é Rio: boa Rio: ótima Rio: boa Rio: regularbem sequinhas, depois de corta- arranhado.das, coloque-as em água ferven- MAIO » SETEMBROdo por alguns minutinhos e, em 9 – da Velocidade, 14 – da Cruz, 20 DOM SEG TER QUAR QUIN SEX SÁBseguida, em água com gelo. Es- » Umidade no armário – do Gaúcho, 21 –do Fazendeiro, 27 1 2 3 4 5 6 7 – do Encanador.corra bem, frite em bastante óleo Para combater a umidade 8 9 10 11 12 13 14e escorra em papel-toalha. no armário, coloque um pe- daço de carvão vegetal dentro 15 16 17 18 19 20 21 » OUTUBROO queijo não endurece se você de uma tigelinha de vidro e o 22 23 24 25 26 27 28 1 –Do Vendedor e do Vereador, 25passar manteiga ou margarina na ponha dentro do móvel. O car- 29 30 31 – Do Sapateiro.parte cortada. vão atrai a umidade. » NOVEMBRO 10 – do Trigo, 12 – do Supermerca- do, 17 – da Criatividade, 21 – das Saudações. » DEZEMBRO 2 – do Samba, 4 – do Pedicuro, 9 – do Alcoolista Recuperado, 23 – do Vizinho, 24 – do Órfão, 26 – da Lem- brança, e 28 - do Salva-Vidas.
  • 14. Curitiba, abril/maio de 2011» 14 Do Quintal AQUI TEM Guia de Serviços e Comércio dos bairros Mercês, Pilarzinho, Bom Retiro, Abranches, Vista Alegre e São Lourenço. Viva o seu bairro. Antes de deixar o seu bairro para fazer compras em outro local, confira se o que você quer não está perto de você. R. Raposo Tavares, 510, Pilarzinho ................ 3338-2876 Pyrich – Comércio de Tecidos Av. Manoel Ribas, 1625, Mercês .................... 3335-9705 COSTURA E REPAROS Aledane – Cons. e reformas masc. e fem. Av. Manoel Ribas, 391, Mercês ......................3016-3541 Alice Araújo – Reformas em Geral R. Myltho Anselmo da Silva, Mercês .............. 3339-8919 Atelier de Costura R. Raposo Tavares, 11, Pilarzinho ...................3235-4900 Loja Tânia Martins João Tschannerl,411, conj.02, V. Alegre ......... 3339-4708 Mary Mason – A Oficina da Costura ACADEMIAS Galeria das Rodas Av. Hugo Simas, 507, Bom Retiro................... 9234-6597Máster Corpore Fitness Av. Hugo Simas, 940, Bom Retiro .................. 3338-7788 Oficina de costura Eliane de Fátima B. PerleR. Raposo Tavares, 281, Pilarzinho ................3022-8004 Rodas e Pneus Rua Raposo Tavares, 478, Pilarzinho ............. 3421-5914Winner Academia R. Domingos A. Moro, Pilarzinho ................... 3235-3550R. Mateus Lemes, 3.544 – S. Lourenço ........3252-2044 Varejão das Baterias CLÍNICAS DE FISIOTERAPIA E ESTÉTICA R. Mateus Leme, 2794 ....................................3077-1815 Fisio Form AÇOUGUES Vila Nori Auto Peças R. Carlos Augusto Cornelsen, 321, Bom Retiro 3252-0282Casa de Carnes May May R. Raposo Tavares, 1452, Pilarzinho ............. 3235-2069Rua Carlos Cornelsen, 307 - Bom Retiro ........3018-9136 Estofamento Bar e Restaurante Altair R. Carlos Pioli, 538, Bom Retiro ....................3338-0080 DENTISTACasa de Carnes Trevizzo Estrela Estofamento R. Nilo Peçanha, 1781, Bom Retiro ..................3078-4513 R Depils Mariana Miyaji – Espec.em EndodontiaR. Amauri L. Silvério – Cruz do Pilarzinho.......3338-1988 R. Raposo Tavares, 25, Pilarzinho .................. 3235-2803 Lanchonete da Lombada – Delivery R. Raposo Tavares, 709, Pilarzinho .................3235-2774 R. Mateus Leme, 2987, Bom Retiro ................3029-0555Nilo Peçanha Lava Car Av. Hugo Simas, 1856, Bom Retiro .................3338-9515 RôKbelu`sAv. Nilo Peçanha, 1280...................................3338-9156 Lava car e guincho Ponto Amarelo .................9607-7559 Lanch. e Pestiscaria Carvalho R. Albano Reis, 1302, Bom Retiro ................. 3352-3705 EMPRÉSTIMOS RM R. Raposo Tavarfes, 292, Pilarzinho ................. 338-4332 Salão Myiuki A.E. Finanfacil ÁGUA MINERAL R. Raposo Tavares, 184,................................. 9809-6183 Quermesse R. Raposo Tavares, 895, Pilarzinho .................3014-3638 R. Raposo Tavares, 55, Pilarzinho ................. 3045-2861Água Viva – Disk Água Wash My Car – Lava Car e estacionamento R. Carlos Pioli, 513, B. Retiro ......................... 3026-6676 Salão NovoVisualAv. Hugo Simas, 961, Bom Retiro ....................33387977 R. Mateus Leme, 2763................................... 3044-1420 R. Raposo Tavares, 806, Pilarzinho................ 3095-0373 ESCOLAS E CURSOSDepósito Paloma OFICINA E PINTURA BICICLETAS Salão Unissex Marinele Cappuccino – Espaço gastronômicoDisk Água e Bebida ........................................3335-3736 Auto Center Speed Bike R. 25 de Abril, 23, Pilarzinho .......................... 3618-7681 R. Robeto Barrozo, 1670, Mercês ................... 3019-6404Distribuidora Schaffer R.Raposo Tavares, 55, Pilarzinho....................3235-4110 R. Raposo Tavares, 488, Pilarzinho ................ 3338-2055 Super Estilo Escola Tec. Enfermagem Catarina LabouréR. Giácomo Mulla, 535, B. Retiro ....................3077-9780 Check Up- Auto Center Técnico Cicles Biker`s Generation R. João Tschannerl, 994, V. Alegre .................3336-0780 Rua Jacarezinho, 1000, Pilarzinho ................ 3219-3650 R. Carlos Pioli, 811, Bom Retiro ......................3014-5525 R. Raposo Tavares, 45, Pilarzinho ................. 3338-5527 Vitalitá – Cabelos e Estética Diferencial Cursos ARMARINHOS Zico Ezequiel – Auto Car Av. Manoel Ribas, 1367, Mercês ..................... 3078-4388 Nilo Peçanha, 1246 – Apto.01 – Bom Retiro .. 3328-6928A Pequenina Armarinhos – Lãs, fios, pedrarias R. Domingos Antônio Moro, 233, Pilarzinho ..3598-3808 BORRACHARIA ZM Cabeleireira UnissexR. Mateus Leme, 3195 ...................................3252-7673 Borracharia Estrela Av. Hugo Simas, 475, Bom Retiro .................. 3338-0577 ESTOFADOSArmarinhos Mercês AVIÁRIOS E PET SHOP R. Pioli, 681, entre Tapajós e Nilo Peçanha..... 8802-2457 Marques – Estofados & planejadosAv. Manoel Ribas, 1219, loja 2 Aviário Cão Amigo CAFÉ E CONFEITARIA R. Carlos Cornelsen,21.................................. 3252-4453Yes Presentes R.Amauri L. Silvério, 967, Pilarz......................3338-3575 BRINQUEDOS Pastéis de BelémR.Amauri Lange, 10, Pilarzinho ......................3076-4185 Aviário Tingui Terrae Lúdice – Brinquedos Educativos Av.Manoel Ribas, 999, Mercês .......................3016-3901 FARMÁCIASVerde- Presentes, Brinquedos, Utensílios R. Raposo Tavares, 698, Pilarzinho .................3338-3671 R. Giacomo Mylla, 460, Bom Retiro ...............3338-8505 Homeo Pharma- Farmac.de ManipulaçãoR. Amauri Lange, 28, loja 1-Pilarzinho ........... 3024-1040 Bicho Locko Av. Anita Garibaldi, 2480, Shop. Anita ........... 3044-4541 CALÇADOS Av. Hugo Simas, 830 ..................................... 3029-0675 Av. Hugo Simas, 1231, Bom Retiro ................. 3338-0337 Zonato – Presentes Ragazza Calçados +Farmácia Vila Nori ARTE E ARTESANATO Casa do Pequeno Animal Av. Hugo Simas, 990, Bom Retiro ...................3014-8422 R. Dr Roberto Barrozo, Mercês ......................3018-0660 R. Raposo Tavares, 1228, Pilarzinho .............. 3338-2229Arte na Madeira Av. Hugo Simas, 3597, Pilarzinho...................3338-2620 GlorianaR. Cel. João G. Guimarães, 1588, B. Retiro ......3338-9541 Cat & Dog CABELEIREIROS Rua Teffé, 426, Bom Retiro ............................3338-7874 FERRAGENSArtesanato Nilda .......................................... 3335-4733 R. Tapajós, 1015, Bom Retiro ..........................3338-7558 Blitz Hair 3 M - Ferragens e ParafusosArts & Crafts Gato Travesso R. Alexandre Von Hulboldt, 1097- Pilarzinho ...3338-1106 CALDO DE CANA R. Raposo Tavares, 1135, PilarzinhoAv. Hugo Simas, 1215, Bom Retiro ................. 3222-4822 Av. Hugo Simas, 1480, Bom Retiro ................3338-8804 BW Cabelereiros Unissex Delícia Natural – Água de coco, sorvetes Romana ScandelariDe Maryno – Atelier de Artes Iujo Aviário/Pet Shop R. Alexandre Von-Humboldt, 66, Pilarzinho .... 3235-1726 R. Ângelo Zeni, 494 ...................................... 3077-5208 Av. Hugo Simas, 2687, Pilarzinho................... 3338-2535Av. Hugo Simas, 1181, Vista Alegre .................3018-6227 R. Raposo Tavaes, 181, Pilarzinho ................. 3335-5422 Charlotte Hair Patas e Garras PetEscola-Pet Shop Av. Hugo Simas, 830, Bom Retiro ..................3338-9540 CHAVEIRO FESTAS E EVENTOS AUTOMÓVEIS R.Henrique Itiberê, 504, B. Retiro ................. 3335-2587 Cida Cabeleireiros Unissex Aqui & Ali ....................................................9960-6087 Casa de Festas Art y MagiaAUTO MECÂNICA PHILLIPPS Pet Shop R. Alexandre Humboldt, 730, Pilarzinho ...... 3338-2822 Ópera R. Carlos Piolli, 443, Bom Retiro ................... 3338-8242Rua Dom Alberto Gonçalves,1131, Bom ..........3338-9701 R. Raposo Tavares, 181, Pilarzinho ................ 3335-5422 Dirce Cabeleireiros R.Mateus Leme, 4304................................... 3254-5075 Flora Casablanca – DecoraçãoAUTO-ELÉTRICA Planeta Azul Av. Manoel Ribas, 272, São Francisco ............ 3045-4071 J.R. Chaveiro p/ casamentos e eventosMininão R. Raposo Tavares, 1521, Pilarzinho ................3338-3575 Encanto Av. Manoel Ribas,308, Mercês ......................3233-4660 R. Tapajós, 980, Bom Retiro ...........................3339-7382R. Raposo Tavares, 1519, Pilarzinho ............... 3027-4607 Santo Expedito – Aviário e Pet Shop R. Raposo Tavares, 38, Pilarzinho ..................3015-7369 Will ..............................................................9960-6087 Maria F. Veloso –Arranjos Florais e eventosAuto Center Schaffer R. Ten. João Gomes, 680, Mercês ..................3338-9640 Gere – Cabeleireiros Unissex Av. Hugo Simas, 1215, cj 6 – Bom Retiro ........ 3013-6404Av. Hugo Simas, 3031, Pilarzinho ...................3013-6470 R. Raposo Tavares, 25, Cruz do Pilarzinho ...... 9227-9951 CHOCOLATE Tático Banda Show ....................................... 3022-3326AUTO-PEÇAS E ACESSÓRIOS BARES E LANCHONETES GiraSol Cacau ShowAlex Auto Peças Bar dos Amigos Av. Manoel Ribas, 352, Mercês ......................3232-4630 Av. Manoel Ribas, 1405, Lj 01, Mercês3 ............044-7106 FOTOGRAFIAR. Mateus Leme, 2927, São Lourenço .............3252-3777 Rua Manoel Pereira, 237 – Pilarzinho ..............9123-7161 Kavangô Jammcollor – Com. de Matéria FotográficosAuto-peças Muraro Bar e Lanchonete R.Raposo Tavares, 1144, Pilarzinho................. 3338-5771 CONTABILIDADE Av. Manoel Ribas, 1251, loja 10, Mercês ......... 3077-4683Av.Hugo Simas, 2701 Bom Retiro ................... 3338-2211 R. Emílio de Menezes, 1200, Bom Retiro........3338-8290 Le Due AC-Plenitude Assessoria ContábilBraz Sound Car Bar do Beto Hugo Simas, 600, Bom Retiro .......................3078-9480 R. Antônio Costa, 685, cj2- V. Alegre..............8820-0007 FERRAGENSAv. Hugo Simas, 1834, Bom Retiro ................9934-8964 Rua Jorn. Geraldo, 354 ................................. 3338-2545 Nice – Hair Designer FermattiCobra Pneus Bar Hollywood R. Mateus Leme, 3170 .................................... 3015-3614 CORTINAS Rua São Salvador, 450 .................................. 3527-4139R. Mateus Leme, 5358 – São Lourenço .........3044-2994 R. Raposo Tavares, 25 – Pilarzinho Odara Cabeleireiros e Estética Lau Cortinas
  • 15. Curitiba, abril/maio de 2011 » 15 Do Quintal ANUNCIE: Tel: 3527-0501 – 9852-3071. e-mail: comercial@doquintal.com.br Site: www.doquintal.com.br Alfaiataria Seth Rua Roberto Barroso, 960, São Francisco ......9901-9831 Tag Rua Emílio de Menezes, 1025, Bom Retiro ..... 3077-7425 MOTOCICLETAS A Casa do Motoqueiro R. Raposo Tavares, 654, Pilarzinho ................3336-8033 KanKan – Moto Peças Av. Hugo Simas, 2701, Pilarzinho....................3235-3150 MotoParts R. Raposo Tavares, 1521, Pilarzinho ................3339-7974 Rua Carlos Pioli, 671, B. Retiro ...................... 3338-6367 Ervin FLORICULTURA Av. Hugo Simas, 936, Bom Retiro .................. 3353-3784 Moto Peças Ivan –Consertos em geral São Marcos R. Mateus Leme, 2746, C. Cívico .....................3252-5347Floricultura Santa Cecília R. Mateus Leme, 4501................................... 3352-9987 R. André Zanetti, 031, Vista Alegre ................ 3336-0272 Le & RO – FevianR. Santa Cecília, 835, Pilarzinho ....................3338-5219 LIMPEZA E HIGIENE R. Mateus Leme, 3041 ................................... 3015-3614Ópera Garden Formular - Produtos de limpeza MÓVEIS PISCINAS Maggiore GastronomiaR. São Salvador, 43, Pilaraziho ........................ 353-6222 Rua Teffé, 634, Bom Retiro............................3338-6844 Irmãos Maia Móveis Decorações Cooperpool – Equipamentos para piscinas Av. Manoel Ribas, 1635, Mercês .................... 3335-5584Flora Casablanca Raposo Tavares, 521, Pilarzinho .....................3338-2162 Av. Hugo Simas, 888, Bom Retiro .................. 3338-6533 Casa de Ferreiro, Espeto de ...Rua Tapajós, 980, Bom Retiro ........................3339-7382 MASSAGEM TERAPÊUTICA Rua Nilo Peçanha, 1246, Bom Retiro ..............9253-7646 Espaço do Bem-Estar MÚSICA PIZZARIAS Espetinho da Adri GAMES Av. Hugo Simas, 1510 .....................................3528-2312 Etta-Aulas de violão e Guitarra Diforno Pizzaria Rua Henrique Itibere da Cunha, 504,Rei Games R. Milena Costa, 146, Pilarzinho .................... 9163-3032 R Carlos Pioli 163 lj 4 - Bom Retiro .................3253-0157 Bom Retiro ................................................... 9128-7816R. Raposo Tavares, 9, Pilarzinho ....................9950-6860 MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO Divina Pizza Casa do Construtor ÓTICAS R. Jacarezinho, 441, Mercês .......................... 3335-4248 SAPATARIA JORNAIS E REVISTAS R. D. Alberto Gonçalves, Bom Retiro.............. 3029-0107 Óticas Casagrande Due Fratelle Sapataria RogerDistribuidora de Revistas Dutra´s Pedras – Marmogran R. Mateus Leme, 1631, Centro Cívico............. 3642-4786 R João Tschannerl 447, Vista Alegre.............. 3335-3482 R.Raposo Tavares, 1180, Pilarzinho .................9112-1920R. João Tschannerl, 1073- V.Alegre ................ 3232-7860 R. Mateus Leme, 2991...................................3352-5630 Óticas Focal Império da PizzaBanca Divina Pastora Scrock – Pisos de Madeira Av. Hugo Simas, 1249, Bom Retiro..................3319-5659 R Nilo Brandão, 504, São Lourenço ...............3024-1424 SORVETESPraça Divina Pastora – Mercês ..................... 9122-8044 Av. Hugo Simas, 1846, Bom Retiro ................3338-2994 Paparella BapkaBanca da Luciane W.R de Almeida LTDA PANELAS João Tschannerl, 529, Vista Alegre ................3336-9494 R. Raposo Tavares, 42, Pilarzinho .................. 3014-5520R. Marcelino Champagnat, s/n ..................... 3339-0720 Rua Raposo Tavares, 1536, Pilarzinho............. 3338-1618 Pronto-Socorro das Panelas PizzadogBanca do Lori R. Raposo Tavares, 09, Pilarzinho .................. 3338-8333 Av. Fredolin Wolf, 670, Pilarzinho ................... 3235-3686 TAPETES E CARPETSAv. Manoel Ribas em frente ao 1217 ............... 3335-7315 MATERIAIS ELÉTRICOS E HIDRÁULICOS Pizzaria do Hamilton De Carpetts Casa Nostra – lustres & Iluminação ...............3339-3162 PANIFICADORAS E CONFEITARIAS R. Des. Hugo Simas, 2666, Pilarzinho............3338-5489 R. Antônio Grade, 595 ................................... 3336-2220 GÁS – DISTRIBUIDORAS Nossa Casa Cestas de Café da Manhã Ponto da Pizza AbranchesBrusch – Gás e Água R. Mateus Leme, 3615, S. Lourenço ..................3252-219 Rua Raposo Tavares, 1299, Pilarzinho ........... 3235-2236 R. Guilherme de Souza Valente, 359, TINTASR. João Tschannerl, Mercês ............................3015-6163 Vilas Boas – Mat. Elétricos e Hidráulicos Cia do Pão Abranches ....................................................3255-5048 Corbio TintasUltragaz........................................................3235-4200 Av. Manoel Ribas, 507, Mercês ...................... 3335-7466 Raposo Tavares, 746, Pilarzinho ....................3527-4673 Pizzaria Jardim Av. Manoel Ribas, 1597................................. 3335-0010 Cravo e Canela Av. Raposo Tavares, 1175, Pilarzinho ...............3235-4718 Tintas Darka IMOBILIÁRIAS MODAS E CONFECÇÕES R. Jacarezinho, 1456, Mercês ........................ 3015-0032 Av. Manoel Ribas, 1489, Mercês.....................3015-2007Apolar Pilarzinho Ana Murara Fashion Designer Av. Hugo Simas, 1299, Bom Retiro ................ 3027-4890 POSTO DE GASOLINA Tintas VergíniaAv. Hugo Simas, 2245 e 3075 ........................3023-4949 R. Albano Reis, 951 ........................................ 3253-2191 Doce Pão São Salvador Av. Hugo Simas, 566, Bom Retiro .................. 3338-6981 Anna Ferrari R. Raposo Tavares, 20 – Pilarzinho.................3338-1626 R. São Salvador, 360, Pilarzinho.....................3026-1652 INFORMÁTICA R. João Tschannerl, 1000, Lj 5, V. Alegre .........3077-3933 Dona Jóia – Confeitaria TRANSPORTADORAConstruo Site Confecções Bom Preço R. Mateus Leme, 3150 – São Lourenço...........3252-6109 RÁDIOS Trans-Rei – Mudanças e viagensR. Raposo Tavares, 198, Pilarzinho .................8401-3234 R.Raposo Tavares, 1291, Pilarzinho ................3235-4133 Jocasta – panificadora BBN – Rádio totalmente Cristã Ponto: Cruz do Pilarzinho ............................. 3338-2738Clinivídeo – Informática e Eletrônica Comercial Confecções Polak R.Mateus Leme, 2808.................................. 3029-9454 92,3 FM ....................................................... 3281-4400Av. Manoel Ribas, 1349, Mercês....................3335-9306 R. Raposo Tavares, 9, Pilarzinho .....................3338-1526 Jovem Pan - Pães e confeitos VETERINÁRIOSCuritiba Hard D’Juli Modas Rua Tapajós, 1215 ......................................... 3328-8108 RESTAURANTES Dr. Ângela C. MacedônioR. Raposo Tavares, 178, Pilarzinho.................. 3013-1348 R. R Tavares, 1521,Loja 106,Vila Nori ...............3338-2861 Le Boulanger Benvenuto Av. Hugo Simas, 1500, lj 07 – Bom Retiro ......3029-0585SL Informática Dunp – Liberdade em estilo R. Ten. João Gomes da Silva, Mercês ............. 3338-0013 Av. Manoel Ribas, 1025, Mercês .................... 3078-6653 Clínica Veterinária Doctor VetAv. Hugo Simas, 1789, Jardim Schaffer...........3015-1500 Representante no Pilarzinho......................... 3235-1103 PaneVita Bagueteria Churrascaria do Darci R. Mateus Leme, 3312 ...................................3253-6008MS Informática Flor de Liz R. Carlos de Pioli, 861 –Bom Retiro ...............3338-0002 R. Albano Reis,1289 ..................................... 3352-4464 Emergência ..................................................9983-0089R. Frederico Guilherme Virmond, 390, R. Alexandre Humboldt, 06, Pilarzinho ..........8483-2036 Pão de Ouro D`Gustelli – Rotisseria e massas Pet – VeterináriaPilarzinho .................................................. 3336-3486 Modelle - Confecções femininas nº 46 a 52 Raposo Tavares, 746, Pilarzinho ....................3527-4673 R. Roberto Barroso, 1698, Mercês .................. 3336-1231 R. Carlos A. Cornelsen, Bom Retiro ...............3254-5844Max Digital Sistemas Eletrônicos R. Teffé, 308, A.............................................. 3308-4140 Tingüi Divino RangoAv. Des. Hugo Simas, 1005, Bom Retiro..........3338-0781 Porta Jóia – Moda Íntima Masculina e Feminina. Raposo Tavares, 1321,Pilarzinho ....................3338-1298 R. Mateus Leme, 2695 ................................. 3078-6479 VIDRAÇARIA Av. Manoel Ribas, 1247. lj 9 ............................ 3273-1601 Panificadora e Confeitaria Opera Emanuel Vidraçaria Nori Ltda LAN HOUE Volare Confezioni –Bebê –Infantil – Adulto Rua Maria Bauer Sigmund, 498 .....................3353-4159 R. João Tschannerl, 1002 – Vista Alegre .........3235-1005 R. Raposo Tavares, 1521, Lj3 – Pilarzinho ......3336-4093Lan House Bom Retiro R. Eça de Queiroz, 1031 ................................. 3354-8709R. Henrique da Cunha, 565, Bom Retiro .........3026-7847 TNG PAPELARIA Av. Manoel Ribas, 1473, Mercês ......................3336-2196 Deveras Papelaria LAVANDERIA Roupas diferenciadas – semi novas Rua Tapajós, 1144, Bom Retiro ...................... 3338-6763Autêntica Lavanderias –seco e úmido R.Raposo Tavares – Pilarzinho .......................3338-2591 Lolly’s R. Hugo Simas, próx.à Cruz do Pilarziho........ 3339-0010 Papelaria Pilarzinho R. Raposo Tavares, 1165 .................................3078-1682 Prisma – Livraria e Papelaria R. Myltho Anselmo da Silva, Mercês ..............3027-0875 Tânia Presentes R.Mateus Leme, 3238 ...................................3252-9494 PEIXARIA Emporium Belmare – Peixes e frutos do mar Av. Manoel Ribas, 1151, Mercês ..................... 3093-5251 Paraíso