Figuras de linguagem

9,503 views

Published on

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
9,503
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
68
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Figuras de linguagem

  1. 1. PROFESSOR AUGUSTO - PORTUGUÊS SEM MISTÉRIOEXERCÍCIOS FIGURA DE LINGUAGEM1 – Identifique as figuras de linguagem:a) A tristeza rouca dos sapos substitui os violões calados.b) Na tarde quente as folhas aplaudindo a brisa fresca.c) E o firmamento luminoso ostenta, por toda a parte, do Supremo Artífice as mãos divinas.d) Há um silêncio de antes de abrir-se um telegrama urgente há um silêncio de um primeiro olhar de desejo há umsilêncio trêmulo de teias ao apanhar um mosca...e) Leão sabia de tudo e da vida de todos na cidade. Tivera várias profissões, conhecia meio mundo.f) Sentia-me preso como um cachorro acorrentado, como um urubu atraído pela carniça.g) Então, como fidalgos camponeses, aceitamos a mesa.h) No céu claro a lua sorria um sorriso canalha.i) Estou muda que nem uma lua.j) Choveu gol no coletivo do campeão.l) Dona Gertrudes abriu a guilhotina da boca e degolou o silêncio.m) O bonde passa cheio de pernas: Pernas brancas, pretas, amarelas.n) Minha mãe, por delicadeza, ouvia a enxurrada de maledicências que lhe saía da boca.o) Infeliz de mim que fui me apaixonar por uma mulher sem piedade, sem coração, sem nada.p) Onde estou! Este sítio desconheço.q) Falavam em Deus e só pensavam no diabo.r) A saudade é o revés do parto.s) Na guerra os meus dedos disparam mil mortes.2 – Identifique a figura que sustenta esta anedota:a) O turista vinha para o Rio De Janeiro. Um amigo, que havia morado naquela cidade por muitos anos, advertiu:- Cuidado com o trânsito no Rio. É uma loucura. Os carros andam voando.O turista ficou impressionadíssimo. Chegou ao centro, pegou um táxi:- Me leva para o Botafogo?E o chofer:- A que altura?O turista:- Se passares de cinco metros eu te arrebento.http://www.profaugusto.com.br Fornecido por Joomla! Produzido em: 29 March, 2012, 00:49
  2. 2. PROFESSOR AUGUSTO - PORTUGUÊS SEM MISTÉRIO3 – Interprete as metáforas destacadas:a) Calor. E as ventarolas das palmeiras e os leques das bananeiras abanam devagar.b) Antônio, o dos verdes olhos prometendo maremotos.4 – Identifique as três figuras do poema:Campina ao solQuando o ventoCoça as suas costasNo capim altoCada folhaÉ um espelho que se dobreCada taloÉ uma lâmina de céu. (Marina Colasanti)5– (PUC-SP) Nos trechos:“... nem um dos autores nacionais ou nacionalizados de oitenta pra lá faltava nas estantes do major.”“... o essencial é achar-se as palavras que o violão pede e deseja”, encontramos, respectivamente, as seguintes figurasde linguagem:a) prosopopéia e hipérboleb) hipérbole e metonímiac) perífrase e hipérboled) metonímia e eufemismoe) metonímia e prosopopéia6– (Mack-SP) Indique a alternativa em que haja uma concordância realizada por silepse:a) Os irmãos de Teresa, os pais de Júlio e nós, habitantes desta pacata região, precisaremos de muita força parasobreviver.b) Poderão existir inúmeros problemas conosco devido às opiniões dadas neste relatório.c) Os adultos somos bem mais prudentes que os jovens no combate às dificuldades.d) Dar-lhe-emos novas oportunidades de trabalho para que você obtenha resultados mais satisfatórios.e) Haveremos de conseguir os medicamentos necessários para a cura desse vírus insubordinável a qualquertratamento.7– (UEL-PR) O elemento destacado tem valor conotativo na frase:http://www.profaugusto.com.br Fornecido por Joomla! Produzido em: 29 March, 2012, 00:49
  3. 3. PROFESSOR AUGUSTO - PORTUGUÊS SEM MISTÉRIOa) Choveu tanto que ficamos impedidos de sair.b) Irritado, despejei sobre ela uma chuva de desaforos.c) Durante o temporal, corremos em busca de abrigo.d) Ensopado até os ossos, ele praguejou contra o mau tempo.e) Passada a tempestade, todos demonstravam satisfação.8– (TRF) A respeito do vocábulo destacado em “O processo de paz derrapa na justa medida do desejo dos eternosdescontentes” (Jornal do Brasil) pode-se dizer que:a) está empregado denotativamenteb) o autor não o empregou em sentido figuradoc) o autor explora a conotação desse vocábulod) tem o mesmo sentido na frase citada que em “o carro derrapa”e) está empregada erroneamente, já que seu sentido, no texto, desvia-se de seu significado normal9 (BB) Segmento em que não há conotação:a) Dia após dia, o riozinho bebeu /b) as águas que a chuva deitava mansa /c) nas fraldas dos montes. /d) E tão gulosamente o fez, /e) que acabou por levá-las mais além das roças e povoados.10– (Mack-SP) “Fitei-a longamente, fixando meu olhar na menina dos olhos dela.”No período acima, ocorre uma figura de palavra conhecida como:a) metáforab) catacresec) antonomásiad) metonímiae) sinédoque11– (FESP-SP) Assinale a figura presente na estrofe abaixo:Vi uma estrela tão alta,Vi uma estrela tão fria!Vi uma estrela luzindo,http://www.profaugusto.com.br Fornecido por Joomla! Produzido em: 29 March, 2012, 00:49
  4. 4. PROFESSOR AUGUSTO - PORTUGUÊS SEM MISTÉRIONa minha vida vazia.a) assíndetob) pleonasmoc) anacolutod) anáforae) silepse12– (UNIMEP-SP) Todas as frases a seguir são corretas. Assinale a única que encerra anacoluto:a) Aos homens parece não existir a verdade.b) Os homens parece-lhes não existir a verdade.c) Os homens parece que ignoram a verdade.d) Os homens parece ignorarem a verdade.e) Os homens parecem ignorar a verdade.13– (UFSCAR-SP) Para responder a esta questão, leia os versos:E rir meu riso e derramar meu prantoAo seu pesar ou seu contentamento.Mudaram as estaçõesNada mudou.É notória a oposição de idéias nos versos, o que significa que neles se encontra como principal figura de linguagem a:a) metáforab) antítesec) sinestesiad) metonímiae) catacrese14– (Mack-SP) Aponte a alternativa que contenha a mesma figura de pensamento existente no período:Acenando para a fonte, o riacho despediu-se triste e partiu para a longa viagem de volta.a) O médico visualizou, por alguns segundos, a cara magra do doente, antes que a última paixão se calasse.b) Os arbustos dançavam abraçados com os pinheiros a suave valsa do crepúsculo.c) Contemplando aquela terna fisionomia, afastou-se com um sorriso pálido e irônico.d) A mesquinhez de tua atitude é poço profundo, cavado no íntimo de teu espírito.http://www.profaugusto.com.br Fornecido por Joomla! Produzido em: 29 March, 2012, 00:49
  5. 5. PROFESSOR AUGUSTO - PORTUGUÊS SEM MISTÉRIO15– (FAAP-SP) As lágrimas são galas da mentira, e o juramento manto da perfídia. (Joaquim Manuel de Macedo)A segunda oração omite elegantemente o verbo ser, em nome da figura de linguagem:a) zeugmab) anacolutoc) metonímiad) silepsee) polissíndeto16– (Mack-SP) “Os adultos possuem poder de decisão; os jovens, incertezas e conflitos.”Na segunda oração do período acima, ocorreu omissão do verbo possuir, modificando a estrutura sintática da frase.a) zeugmab) assíndetoc) elipsed) hipérbatoe) pleonasmo17– (FMU-SP) Na expressão: “... a natureza parece estar chorando...”, do ponto de vista estilístico, temos:a) antíteseb) polissíndetoc) ironiad) personificaçãoe) aliteração18– (Mack-SP) Assinale a figura da frase seguinte:“Em poucos segundos avistávamos a maravilhosa Rio de Janeiro.”a) metáforab) silepse de pessoac) silepse de gênerod) silepse de númeroe) sinédoquehttp://www.profaugusto.com.br Fornecido por Joomla! Produzido em: 29 March, 2012, 00:49
  6. 6. PROFESSOR AUGUSTO - PORTUGUÊS SEM MISTÉRIOGABARITO1-a) Prosopopeiab) Prosopopeiac) Hipérbatod) Anáfora/Metáforae)Zeugma/hipérbolef) Comparaçãog) Prosopopeiah)Prosopoeia/Pleonasmoi) Comparaçãoj) Hipérbolel) Metáforam) Catacresen)Metáfora/Hipérboleo) Hiperbolep) Hipérbatoq) Antíteser) Metáfora/Paradoxos) Hipérbole2) Hipérbole3) Pessoalhttp://www.profaugusto.com.br Fornecido por Joomla! Produzido em: 29 March, 2012, 00:49
  7. 7. PROFESSOR AUGUSTO - PORTUGUÊS SEM MISTÉRIO4)Prosopopéia/Metáfora/Anáfora5) E6) C7) B8) C9) E10) B11) D12) B13) D14) B15) A16) A17) D18)Chttp://www.profaugusto.com.br Fornecido por Joomla! Produzido em: 29 March, 2012, 00:49

×