Introdução teoria arte_arq

2,431 views

Published on

Introdução a disciplina história da arte e da arquitetura, primeira aula

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,431
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
12
Actions
Shares
0
Downloads
58
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Introdução teoria arte_arq

  1. 1. INTRODUÇÃOT H A A – fev/2011Profa. Wívian Diniz
  2. 2. Porque é que isto é arte? O que é arte? Cabeça de Touro Pablo Picasso – 1943 A criativa associação de um guidão com um assento de bicicleta cria uma nova imagem. A criação pode ser simples.
  3. 3. Arte e Criatividade• Pablo Picasso pegou um guidão e um assento de bicicleta e os juntou formando uma cabeça de touro. O guidão e o assento em si mesmos não são uma obra de arte. E nem o ato de juntá-los desta forma necessita de uma grande perícia técnica. Mas o resultado mostra uma incrível genialidade.• O guidão e o assento sempre estiveram aí, ao alcance de todos nós, mas só Picasso viu essa associação. Picasso criou, e a arte está diretamente ligada ao ato de criação. A criação ocorreu de uma forma muito simples, com objetos absolutamente triviais, restos de uma velha bicicleta, mas “A Cabeça de Touro” é inegavelmente Arte.
  4. 4. O que significa a palavra arte?ARTE, s. f. Conjunto de preceitos para a perfeita execução dequalquer coisa; atividade criativa; artifício; ofício; profissão; astúcia;habilidade; travessura.minidicionário da língua portuguesa. Editora FTD. 2007.arte é, antes de mais nada, uma palavra. Faz-se arte em toda parte.A arte é, portanto, também um objeto, mas não é um objetoqualquer. A arte é um objeto estético, feito para ser visto eadmirado pelo seu valor intrínseco.suas características especiais fazem da arte um objeto à parte, porisso mesmo muitas vezes colocado à parte, longe da vida cotidiana,em museus, igrejas ou cavernas.
  5. 5. O que se entende por estético?A estética costuma ser definida como “dizendo respeito ao que ébelo”.
  6. 6. O que se entende por estético?É claro que nem toda arte é bela aos nossos olhos, mas não deixa por isso de ser arte.
  7. 7. O que se entende por estético?Na falta de um termo melhor, teremos de nos contentar com o termo estético, embora ele não satisfaça inteiramente...A estética, enquanto ramo da Filosofia, tem preocupado os pensadores desde Platão (428 a.C - 348 a.C.) aos nossos dias, mas tal como todas as questões filosóficas, talvez porque os problemas levantados pelo “belo” sejam inteiramente insolúveis.Durante o século XIX a estética também se tornou objeto de estudo da psicologia; igualmente aí não chegou a qualquer consenso. Porque será assim?
  8. 8. O que se entende por estético?Se por um lado, as pessoas por este mundo afora fazem sensivelmente os mesmo juízos fundamentais, pois os nossos cérebros e sistemas nervosos são os mesmos.......por outro lado, o nosso gosto e as nossas opções são exclusivamente condicionados pela cultura em que estamos inseridos, e as culturas são tão diversificadas que se torna impossível reduzir a arte a um conjunto de regras, aplicadas em toda parte.
  9. 9. O que se entende por estético?A arte pode ser expressar dentro de regras quando o artista conhece a teoria e as aplica corretamente.Caso contrário, as regras pouco ou nada nos ajudam a compreender algumas formas de arte. Cabeça de Touro Pablo Picasso – 1943
  10. 10. O que significa a palavra arte?• 1-Aptidão ou habilidade para fazer alguma coisa: Ele tem a arte de agradar.
  11. 11. • 2- Atividade considerada como um conjunto de regras à observar: arte militar; arte culinária.
  12. 12. • 3- Conjunto de obras artísticas de uma época ou de um país: A arte romana; arte chinesa.
  13. 13. • 4- Maneira de manifestar um senso estético.• 5- Bom-gosto.••
  14. 14. • 6-Conjunto de disciplinas artísticas, notadamente aquelas que são consagradas à beleza ou a expressividade de linhas, formas ou cores chamadas também de Belas Artes.•
  15. 15. • 7- Artimanha: conhecer as artes políticas.
  16. 16. • 8- Travessura; traquinagem: crianças só fazem arte.•
  17. 17. • Arte (Latim Ars, significando técnica e/ou habilidade) geralmente é entendida como a atividade humana ligada a manifestações de ordem estética, feita por artistas a partir de percepção, emoções e idéias, com o objetivo de estimular essas instâncias de consciência em um ou mais espectadores, dando um significado único e diferente para cada obra de arte. http://pt.wikipedia.org/wiki/Arte
  18. 18. • Obra de arte (trabalho artístico ou somente obra) é uma obra criada ou avaliada por sua função artística ao invés de prática. Por função artística se entende a representação dum símbolo, do belo.• Apesar de não ter como principal objetivo, uma obra de arte pode ter utilidade prática.• Pode consistir num objeto, uma composição musical, arquitetura, um texto, uma apresentação, um filme, um programa de computador, entre outros.• Entretanto, o que é considerado uma obra de arte depende do contexto histórico e cultural, e do próprio significado de arte.• Arte é um fenômeno cultural. Regras absolutas sobre arte não sobrevivem ao tempo, mas em cada época, diferentes grupos (ou cada indivíduo) escolhem como devem compreender esse fenômeno
  19. 19. • A inspiração seria o estado de consciência que o artista atinge, no qual vê a percepção, a razão e emoção encontram-se combinados de forma parte para realizar suas melhores obras. Seria o insight de algumas teorias da psicologia.• Ernst Gombrich, famoso historiador de arte, afirmou que nada existe realmente a que se possa dar o nome de Arte. Existem somente artistas
  20. 20. O que deve ser lembrado é que a arte não possui utilidade,no sentido pragmatista e imediatista de servir para um fimalém dele mesmo. Assim, um quadro não "serve" paraoutra coisa, como um desenho técnico, como uma plantade engenharia, por exemplo, serve para que se construauma máquina. Mas isso não quer dizer que a arte nãotenha uma função.A arte possui a função transcendente, ou seja, manchas detinta sobre uma tela ou palavras escritas sobre um papelsimbolizam estados de consciência humana, abrangendopercepção, emoção e razão (segundo Charles S. Peirce,fundador da semiótica). Essa seria a principal função daarte.A arte, como qualquer outra manifestação cultural humana,pode ser utilizada para a coesão social, reafirmandovalores, ou os criticando, de acordo com a civilização.
  21. 21. marcel duchamp helio oiticica
  22. 22. A Vênus de Milo é uma famosa estátuagrega. Ela representa a deusa gregaAfrodite, do amor sexual e beleza física,tendo ficado no entanto mais conhecidapelo seu nome romano, Vénus. É umaescultura em mármore com 203 cm dealtura, que data de cerca de 130 a.C. A pintura representa a deusa Vênus emergindo do mar como mulher adulta, conforme descrito na mitologia romana. É provável que a obra tenha sido feita por volta de 1483, sob encomenda para Lorenzo di Pierfrancesco, que a teria pedido para enfeitar sua residência, a Villa Medicea di Castello.
  23. 23. A Vênus de Willendorf é uma estatuetacom 11,1 cm de altura representandoestilisticamente uma mulher, descobertano sítio arqueológico situado perto deWillendorf, na Áustria.Estima-se que tenha sido esculpida há22.000 ou 24.000 anos.Pouco se sabe sobre a origem, método decriação e significado cultural.A Vênus não pretende ser um retratorealista, mas uma idealização da figurafeminina. A vulva, seios e barriga sãoextremamente volumosos, de onde seinfere que tenha uma relação forte com oconceito da fertilidade.
  24. 24. O gostar e o não gostar• Quando perguntamos “porque será isto arte?” muitas vezes queremos dizer “porque será isto boa arte?”
  25. 25. O gostar e o não gostar• Quantas vezes fizemos esta pergunta perante certas obras estranhas e pertubadoras que nos deparamos em museus e exposições! Grito é uma pintura do norueguês Edvard Munch, datada de 1893.
  26. 26. O gostar e o não gostar• Interrogação que nos aflige por dá a entender que não entendemos a arte como entendem os especialista.• E os especialistas, por sua vez, poderiam nos ensinar regras claras e simples que pudessem nos guiar!
  27. 27. O gostar e o não gostar• Talvez então aprendêssemos a gostar do que vemos e saberíamos “porque era arte”.• Os especialistas, porém, não formulam regras precisas e o leigo tende a dizer“lá de arte não entendo nada, mas sei do que gosto!”• Quando se diz “sei do que gosto!” corresponde a “gosto do que conheço” e, implicitamente, “rejeito tudo o que é diferente daquilo que conheço”.

×