Your SlideShare is downloading. ×
0
vinhos- wilsonsilva
vinhos- wilsonsilva
vinhos- wilsonsilva
vinhos- wilsonsilva
vinhos- wilsonsilva
vinhos- wilsonsilva
vinhos- wilsonsilva
vinhos- wilsonsilva
vinhos- wilsonsilva
vinhos- wilsonsilva
vinhos- wilsonsilva
vinhos- wilsonsilva
vinhos- wilsonsilva
vinhos- wilsonsilva
vinhos- wilsonsilva
vinhos- wilsonsilva
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

vinhos- wilsonsilva

1,349

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,349
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
43
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Wilson Silva<br />Vinhos<br />
  • 2. Tipos de vinhos<br />Vinhos tintos<br />Vinhos brancos<br />Vinhos rosés<br />Vinhos espumantes<br />Vinhos fortificados<br />
  • 3. Regiões Demarcadas<br />Região do Douro<br />A região do Douro é principalmente conhecida como o berço do Vinho do Porto, mas a partir de 1952 a região iniciou um processo de revalorização de seu vinho e hoje são encontrados excelentes Vinho Tintos, elaborados principalmente com base na uva Touriga Nacional, a região conta com rótulos como o Duas Quintas e o Barca Velha.<br />
  • 4. Regiões Demarcadas<br />Região do Vinho Verde <br />Talvez este seja um dos Vinhos Portugueses mais conhecidos no Brasil. A região produz um Vinho único, com sua acidez, seu frescor jovem e uma efervescência natural, que chamamos de agulhas, pela sensação causada no paladar.<br />
  • 5. Regiões Demarcadas<br />Região do Dão<br />Essa tradicional região produtora passou por altos e baixos, mas desde a criação da União Europeia o Dão tem recebido investimentos e seus Vinhos voltaram a brilhar.<br />Em uma região onde predomina o Vinho Tinto, no Centro de Portugal, os vinhos apresentam uma coloração Rubi, típica e um bom potencial de envelhecimento.<br />Ainda na Região Central de Portugal estão as regiões de Bairrada, Estremadura, Ribatejo e Bucelas.<br />
  • 6. Regiões Demarcadas<br />Região do Setúbal<br />Ali se produz o Famoso Moscatel Setúbal, um Vinho licoroso, e o conhecido rótulo Periquita, da Vinicola José Maria de Fonseca, que frequenta muitas mesas brasileiras.<br />A Região é marcada por vinhos doces, da uva Moscatel, com alta graduação alcoólica ( cerca de 20% ).<br />
  • 7. Regiões Demarcadas<br />Região do Alentejo<br />Embora seja uma região famosa, o Alentejo tem uma produção de vinhos recente, que tem ganhado tecnologia e produzido vinhos cada vez melhores;<br />
  • 8. Regiões Demarcadas<br />Região do Madeira<br />A Ilha da Madeira e a região em que se produz o famoso Vinho Madeira, figurinha fácil na Gastronomia de qualquer país. Com um solo vulcânico para plantio da uva, o Vinho Madeira, além de ser único, tem uma curiosidade no seu processo de produção. Para simular o que ocorria no transporte do Vinho em Navios da Ilha ao Continente, os produtores fazem a “estufagem”, que consiste em manter por três meses, em barris, o Vinho a uma temperatura alta, de cerca de 40 graus.<br />
  • 9. Regiões Demarcadas<br />Vinho do Porto<br />O Vinho do Porto é um capítulo a parte entre os amantes do Vinho, desde sua história a sua fama, este Vinho inventado pelos Portugueses e trazido ao Mundo pelos Ingleses, é único.<br />
  • 10. Principais países produtores de vinhos<br /><ul><li>França
  • 11. Itália
  • 12. Espanha
  • 13. Portugal
  • 14. Alemanha
  • 15. Argentina
  • 16. Austrália
  • 17. Chile
  • 18. Estados Unidos</li></li></ul><li>Classificação dos vinhos<br />- Classe<br />- Cor<br /><ul><li>Teor de açúcar
  • 19. Variedade da uva (Casta)</li></li></ul><li>Classificação dos vinhos - Classe<br />-De mesa: graduação alcoólica de 10° a 13° G.L..<br />-Finos ou Nobres: Vinhos produzidos somente de uvas viníferas.<br />-Especiais: Vinhos mistos, produzidos de variedades viníferas e uvas híbridas ou americanas.<br />-Comuns: Vinhos produzidos predominantemente com variedades híbridas ou americanas.<br />Frisantes ou Gaseificados: Vinhos com gaseificação mínima de meia atmosfera e máxima de duas atmosferas.<br />-Leve: graduação alcoólica de 7° a 9,9° G.L., elaborado sempre com uvas viníferas.<br />
  • 20. Classificação dos vinhos - Classe<br />-Espumante: resultante unicamente de uma segunda fermentação alcoólica , possui alto nível de dióxido de carbono, resultando em borbulhas (graduação alcoólica de 10° a 13° G.L.).<br />-Champanhe - É um espumante feito essencialmente com as uvas Chardonnay e PinotNoir, mundialmente conhecida, produzida exclusivamente na região homónima na França. <br />-Licoroso: graduação alcoólica de 14° a 18° G.L. Adicionado, ou não, de álcool potável, caramelo, concentrado de mosto e sacarose.<br />-Composto ou fortificado: graduação alcoólica de 15° a 18° G.L., obtida pela adição ao vinho de plantas amargas ou aromáticas, substâncias de origem mineral ou animal.<br />
  • 21. Classificação dos vinhos - Cor<br />-Tinto: produzido a partir de variedades de uvas tintas, com longo contacto com a casca da fruta. A diferença de tonalidade depende de tipo de fruto, do tempo e do método de envelhecimento.<br />-Branco: produzido em sua maioria, a partir de uvas brancas. Quando produto de uvas tintas, a fermentação é feita com a ausência das cascas.<br />rosado, rosé ou clarete: com aparência intermediaria pode ser produzido de duas formas:<br />-De uvas tintas: com breve contacto com as cascas que dão a pigmentação ao vinho, que após são separadas.<br />-Por corte: obtém-se pela mistura, de um vinho branco com um vinho tinto<br />
  • 22. Classificação dos vinhos – Teor de Açucar<br />-Brut-nature: é aquele sem adição de açúcar, com pouco açúcar ou zero;<br />-Extra-brut: de 0 a 6 g/l;<br />-Brut: até 15 g/l;<br />-Extra-seco: entre 12 e 20 g/l;<br />-Seco, sec ou dry: entre 17 e 35 g/l;<br />-Meio doce, meio seco ou demi-sec: entre 33 e 50 g/l;<br />-Vinho suave ou doce: mais de 50 g/l.<br />
  • 23. Classificação dos vinhos - Castas<br />GOUVEIO - Acidez, frescura e vivacidade ANTÃO VAZ - Uma casta com sotaque alentejano TOURIGA FRANCA - A rainha do Douro BAGA - Capaz do melhor… e do piorALFROCHEIRO - A grande esperança ribatejana e alentejana BASTARDO - Uma casta de generosos JAEN - Um perfume do Dão ENCRUZADO - Equilíbrio e delicadeza AVESSO - Uma casta que resiste CASTELÃO - Apenas Setúbal lhe continua fiel ALICANTE BOUSHET - Tinta de escrever... e de fazer vinho ALVARINHO - A estrela do Minho SOUSÃO - Vinhos rústicos de elevada acidez RAMISCO - Privilégio e maldição de Colares TOURIGA NACIONAL - A rainha que já foi mal amada FERNÃO PIRES. A casta com dois sexos GRÜNER VELTLINER. A principal casta da Áustria. ARINTO. Acidez elevada, aroma discreto TRINCADEIRA. A casta mundana MOSCATEL. Aromas inconfundíveis.<br />

×