Clima 5 fatores climáticos

1,736 views

Published on

0 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,736
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
95
Comments
0
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Clima 5 fatores climáticos

  1. 1. FATORES GEOGRÁFICOS DO CLIMA: LATITUDE, RELEVO, CONTINENTALIDADE E CORRENTES MARÍTIMAS.
  2. 2. CONTINENTALIDADE , MARITIMIDADE E CLIMA • A continentalidade é representada pela distância do mar, medida na direção dos ventos predominantes. • Os oceanos funcionam como um grande depósito de calor (ocupam 73% da superfície do globo) e sua proximidade atenua a amplitude térmica anual. • O calor específico da água equivale a 6/10 da terra, ou seja, uma mesma quantidade de energia eleva a temperatura da água de 6ºC e, a da terra, de 10ºC. • O ativo dinamismo das águas oceânicas permite armazenar grande quantidade de calor em espessuras consideráveis. Estima-se que a temperatura média dos oceanos é 3ºc maior que a temperatura média global. • A variação térmica na terra se faz sentir até 20 m ao passo que na água chega a 200 m. • Os oceanos funcionam como um grande regulador térmico.
  3. 3. CONSEQÜÊNCIAS CLIMATOLÓGICAS • Os oceanos por terem maior capacidade de absorção e retenção de calor, proveniente da radiação solar, desempenham importante efeito regulador, atenuando as amplitudes térmicas. • A intensa evaporação e condensação transfere energia e umidade do oceano para a atmosfera aumentando a retenção do calor junto à superfície, produzindo o efeito estufa. • O superávit de umidade da atmosfera oceânica transfere-se para os continentes, onde vão produzir chuvas, retornando aos oceanos, pelos rios (ciclo hidrológico). • Os oceanos interferem na formação das massas de ar e em suas trajetórias.
  4. 4. RELEVO E CLIMA • O relevo interfere nos movimentos da atmosfera provocando: • Alteração de trajetória horizontal de macro-escala, especialmente até 5.000 m de altitude. • Alteração da trajetória vertical de meso-escala e escala local produzindo ventos catabáticos e anabáticos. • Efeito de freio, de exposição e iluminação. • Redução da temperatura e da pressão. • Formação de inversões térmicas (nuvens estratiformes) • Aumento da umidade relativa, da nebulosidade e da precipitação (nuvens orográficas). • As montanhas situadas nas latitudes tropicais, próximas à linha de costa, na fachada oriental dos continentes produzem as áreas mais chuvosas do globo.
  5. 5. imagens de sotavento e barlavento
  6. 6. Correntes Marítimas • As correntes marítimas correspondem às massas de água que migram em distintos rumos ao longo dos oceanos e mares. As massas de água que se locomovem não interagem com as águas dos lugares que percorrem, desse modo detêm suas características particulares como cor, temperatura e salinidade.
  7. 7. • A formação das correntes marítimas, de acordo com diversas pesquisas, é resultado, dentre outros fatores, da influência dos ventos. Outro fator determinante na configuração das correntes é em relação aos movimentos terrestres, especificamente o de rotação, que faz com que as correntes migrem para direções contrárias, ou seja, no hemisfério norte movem-se no sentido horário e no hemisfério sul no sentido antihorário, essa dinâmica das correntes é denominada de efeito de Coriolis.
  8. 8. • Correntes quentes: massas de água originadas de áreas da zona intertropical ou zonas tórridas da Terra, essas deslocam com destino às zonas polares. Correntes frias: correntes marítimas com origem nas zonas polares e migram em sentido às regiões equatoriais.

×