Segurança Alimentar e Nutricional emMoçambique e Expectativas sobre o PAA         Brasília 2-6 de Julho de 2012           ...
Contexto Geral e indicadores daSegur. Alim. e Nutricional (SAN)                   População: 20,6 milhões                ...
Planos Estrategicos   PARP 2010-2015      (Pobreza);   PEDSA 2011-2020 (Sector Agrário);   Estratégia de SAN II (2008-2...
Acções Prioritárias   Organização e formação de pequenos agricultores    em tecnologias apropriadas de produção,    proce...
Acções Prioritárias (cont)   Implementação do projecto “Apoio ao    Desenvolvimento de um Programa Nacional de    Aliment...
Desafios     Aumentar o conhecimento das comunidadses      sobre a importância do DHAA e Educação                        ...
Oportunidades    Governo, Sociedade civil e Doadores     mobilizados para a importância do DHAA;    Descentralização e f...
Parcerias Governos; Sistema das Nações Unidas; Organizações Não Governamentais; Sector Privado; Sociedade Civil.     ...
Perspectivas   Formação e capacitação das organizações    de pequenos produtores   Fortalecimento das compras locais;  ...
10
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

PAA Africa Programme Inception Workshop - Mozambique presentation

330 views
271 views

Published on

Challenges and Perspectives for Food and Nutrition Security in the African context : the case of Mozambique.
Presentation made during workshop on PAA Africa Programme, organised by the government of Brazil (CGFome and Ministry of Social Development), WFP Centre of Excellence and FAO Brazil, held from 2 to 6 July 2012 in Brasilia and Arapiraca, Brazil.

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
330
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

PAA Africa Programme Inception Workshop - Mozambique presentation

  1. 1. Segurança Alimentar e Nutricional emMoçambique e Expectativas sobre o PAA Brasília 2-6 de Julho de 2012 1
  2. 2. Contexto Geral e indicadores daSegur. Alim. e Nutricional (SAN)  População: 20,6 milhões (censo 2007);  52% da população de 0-18 anos é jovem;  70% da população vive em áreas rurais;  Agricultura é dominada pelos pequenos agricultores;  56,9% da população nas areas rurais e 49,6% da população nas áreas urbanas vive abaixo da linha de pobreza;  35% Insegurança alimentar crónica (vide o mapa);  43% Desnutrição Cronica (crianças 0-5 anos);  Insegurança alimentar aguda: • 350.000 (Agosto de 2010); • 250.000 (Agosto de 2011); e • 146.000 (Fevereiro 2012).
  3. 3. Planos Estrategicos  PARP 2010-2015 (Pobreza);  PEDSA 2011-2020 (Sector Agrário);  Estratégia de SAN II (2008-2015);  PAMRDC 2010-2020 (Nutrição);  Plano Estratégico de Educação (2012-2016);  ENPSB -2010-2020 (Protecção Social). 3
  4. 4. Acções Prioritárias Organização e formação de pequenos agricultores em tecnologias apropriadas de produção, processamento e conservação de alimentos; Formação de processadores em tecnologias de fortificação de alimentos; Formação de gestores e construção de infraestruturas para o programa de alimentação Escolar;
  5. 5. Acções Prioritárias (cont) Implementação do projecto “Apoio ao Desenvolvimento de um Programa Nacional de Alimentação Escolar”; Implementação do Plano de Transição 2012-2015 (fase piloto); Promoção de Educação Nutricional particularmente nas mulheres e crianças em idade escolar; Desenvolvimento de uma Estrategia de Alimentação Escolar.
  6. 6. Desafios  Aumentar o conhecimento das comunidadses sobre a importância do DHAA e Educação Educa Nutricional;  Fortalecer a organização, formação e financiamento dos pequenos agricultores para a produção e processamento de alimentos;  Criar condições para a sustentabilidade do programa de Alimentação Escolar. 6
  7. 7. Oportunidades  Governo, Sociedade civil e Doadores mobilizados para a importância do DHAA;  Descentralização e fortalecimento da coordenação multissectorial da SAN;  Existencia de um Programa de Apoio a Alimentação Escolar e outros parceiros que intervêm nesta area. 7
  8. 8. Parcerias Governos; Sistema das Nações Unidas; Organizações Não Governamentais; Sector Privado; Sociedade Civil. 8
  9. 9. Perspectivas Formação e capacitação das organizações de pequenos produtores Fortalecimento das compras locais; Estabelecimento de uma Política de Alimentação Escolar;
  10. 10. 10

×