Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
Tecnologia e inovação: desenvolvimento municipal e uso de aplicativos na gestão pública brasileira
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Tecnologia e inovação: desenvolvimento municipal e uso de aplicativos na gestão pública brasileira

  • 339 views
Published

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
339
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
2
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Tecnologia e inovação: desenvolvimento municipal e uso de aplicativos na gestão pública brasileira+ Inovação Pública | GBM | Fase Preparar | 4/06/2012 Instituto Tellus 1
  • 2. Situação atual • “Os governos estaduais e a União estão mais próximos dos conceitos de tecnologia da informação, percebem o conceito de processo alinhado a serviço, mas o município está muito longe disso. Temos 5.565 municípios, e podemos dizer que apenas 20 ou 30 já têm isso mais palpável. Nos demais, as soluções necessárias em nível de gestão são solicitadas apenas por demanda momentânea” Renato Stucchi, diretor da área de gestão pública do Centro de Desenvolvimento em Telecomunicações - CPqD. O CPqD é uma instituição independente, focada na inovação com base nas tecnologias da informação e comunicação (TICs), tendo como objetivo contribuir para a competitividade do país e para a inclusão digital da sociedade. Desenvolve amplo programa de pesquisa e desenvolvimento, o maior da América Latina em sua área de atuação, gerando soluções em TICs que são utilizadas em diversos setores: telecomunicações, financeiro, energia elétrica, industrial, corporativo e administração pública.+ Inovação Pública | GBM | Fase Preparar | 4/06/2012 Instituto Tellus 2
  • 3. Articulação do Governo Federal: Cidades Digitais • Projeto do Ministério das Comunicações para garantir que a tecnologia chegue ao cidadão por meio dos serviços públicos de 80 municípios brasileiros • O projeto possibilita a modernização da gestão das cidades com a implantação de infraestrutura de conexão de rede entre os órgãos públicos além da implantação de aplicativos, com o objetivo de melhorar a gestão e o acesso da comunidade aos serviços de governo. Podem participar da seleção prefeituras e regiões administrativas do Distrito Federal (DF).+ Inovação Pública | GBM | Fase Preparar | 4/06/2012 Instituto Tellus 3
  • 4. Articulação do Governo Federal: Cidades Digitais • As cidades recebem softwares para os setores financeiro, tributário, de saúde e educação, e os servidores públicos serão capacitados no uso específico dos aplicativos e da rede, assim como nas Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs). Também está prevista a instalação de pontos de acesso à internet para uso livre e gratuito em espaços de grande circulação em locais definidos a critério das prefeituras. Apesar de ser um projeto federal, o foco da ação é nos municípios exatamente para aproximá-los dessas novas possibilidades de uso de tecnologia não apenas para gestão e processo como também para incluir esses recursos no atendimento ao cidadão. A ideia é que essa ação seja transversal e inclua as diferentes esferas de governo.+ Inovação Pública | GBM | Fase Preparar | 4/06/2012 Instituto Tellus 4
  • 5. Cidades mais digitais do Brasil 1.º - Curitiba (PR) - 423 pontos 2.º - Rio de Janeiro (RJ) - 407 pontos 3.º - Belo Horizonte (MG) - 398 pontos 4.º - Vitória (ES) - 396 pontos 5.º - Campinas (SP) - 390 pontos 6.º - Sorocaba (SP) - 388 pontos 6.º - Anápolis (GO) - 388 pontos 7.º - Porto Alegre (RS) - 387 pontos 8.º - Jundiaí (SP) - 385 pontos 9.º - Guarulhos (SP) - 382 pontos 10.º - Santos (SP) - 378 pontosNúmeros baseados no Índice Brasil de Cidades Digitais lançado em 03/07/2012, produzido peloCentro de Desenvolvimento em Telecomunicações em parceria com a editora MomentoDigital. + Inovação Pública | GBM | Fase Preparar | 4/06/2012 Instituto Tellus 5
  • 6. Sobre o Índice Brasil de Cidade Digitais •Entende a digitalização como um conceito que abrange inclusão social digital, uso de tecnologia para a otimização de serviços públicos e desenvolvimento do município como um todo. •Avalia projetos enviados pelas próprias prefeituras •Os dados do mapeamento são abertos+ Inovação Pública | GBM | Fase Preparar | 4/06/2012 Instituto Tellus 6
  • 7. Sobre o Índice Brasil de Cidade Digitais •Os critérios para a pontuação -Presença de equipamentos primários: existência de equipamentos nos órgãos da administração -Acesso público à internet -Cobertura geográfica e conexão -Acessibilidade, usabilidade e inteligibilidade -Dados que indicam a velocidade de transmissão de dados mais frequente na rede - Serviços públicos e privados -Integração de serviços -Integração de comunidades e novo espaço público – Existência e uso de sistemas que promovam a virtualização do cidadão e o surgimento de comunidades virtuais, possiblitando a replicação da identidade do cidadão perante o Estado. -Integração de cidades, estados e países Fonte:http://www.wirelessmundi.inf.br/indice-edicao-n-9/903-capa+ Inovação Pública | GBM | Fase Preparar | 4/06/2012 Instituto Tellus 7
  • 8. Aplicativos já disponíveis para os cidadãos nas cidades brasileiras+ Inovação Pública | GBM | Fase Preparar | 4/06/2012 Instituto Tellus 8
  • 9. 1746 Rio – Central de Atendimento •Central que unifica o atendimento ao cidadão, acessível por telefone, computador, smartphone ou tablet. •Inclui 26 categorias de serviço como trânsito, defesa do consumo, informações turísticas, informações relativas a tributação municipal, entre outros. •Capacidade para 600 mil atendimentos por mês A tecnologia é utilizada para aproximar o cidadão dos serviços municipais de maneira simples. Toda a informação está concentrada em um só banco de dados acessível de diferentes maneiras.+ Inovação Pública | GBM | Fase Preparar | 4/06/2012 Instituto Tellus 9
  • 10. SPTrans – Olho Vivo •Sistema de monitoramento de transportes que permite que os usuários do transporte público da cidade fiquem sabendo como está o trânsito de ônibus de algumas vias,inclusive sabendo em tempo real onde esta cada ônibus individualmente. •Disponível para 6 corredores de ônibus da cidade. •É possível acessar o sistema no computador e em aparelhos de sistema operacional Android e iOS. •Lançado há 3 meses, tem como meta monitorar 15 mil veículos em 17 mil pontos.+ Inovação Pública | GBM | Fase Preparar | 4/06/2012 Instituto Tellus 10
  • 11. Rio Apps •Competição para incentivar o desenvolvimento de aplicativos voltados para a cidade. •Aberto para qualquer desenvolvedor, que deve se basear no banco de dados abertos fornecido pela prefeitura. http://riodatamine.com.br/#/homepage • Aplicativos validados: Visitar e Morar no Rio – 17 Transportes no Rio – 10 Lazer e diversão no Rio – 9 Comer e Beber no Rio – 2 Percebe-se , pela grande quantidade de aplicativos Carnaval no Rio – 2 voltados para estilo de vida e entretenimento, que a Saúde no Rio – 2 Esporte no Rio – 1 ligação entre tecnologia e eficiência de serviços Projetos Sociais no Rio – 1 públicos não é imediata para a maioria das pessoas. Outros – 8 Quando se trata de soluções para a cidade, o tema mais explorado é mobilidade urbana.+ Inovação Pública | GBM | Fase Preparar | 4/06/2012 Instituto Tellus 11
  • 12. Contato Vivian Costa Vivian.costa@tellus.org.br www.tellus.org.br+ Inovação Pública | GBM | Fase Preparar | 4/06/2012 Instituto Tellus 12