• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Romantismo em Portugal
 

Romantismo em Portugal

on

  • 58,560 views

Contexto, caracteristicas e autores do Romantismo em Portugal.

Contexto, caracteristicas e autores do Romantismo em Portugal.

Statistics

Views

Total Views
58,560
Views on SlideShare
58,162
Embed Views
398

Actions

Likes
8
Downloads
822
Comments
0

6 Embeds 398

http://www.slideshare.net 198
http://lerentendercriar.blogspot.com.br 151
http://lerentendercriar.blogspot.com 40
http://abaciente.blogspot.com 4
http://abaciente.blogs.sapo.pt 3
http://lerentendercriar.blogspot.pt 2

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Romantismo em Portugal Romantismo em Portugal Presentation Transcript

    • ROMANTISMO Contexto
      • Não se restringe apenas a ser uma escola literária: é um espírito de época.( gostos de um certo tempo em todas as atividades artísticas exercidas pelo ser humano)
      • Não confunda: Romantismo/escola, com Romantismo/sentimento.
      • A escola nasceu das necessidades de um século de grandes modificações.( 2ª metade do séc. XVIII e a 1ª metade do séc. XIX. Nasce na Alemanha e Inglaterra.
      • É o oposto da razão, típica do Classicismo.
      • Emoção farta e transbordante.
      • O romântico é sempre um exaltado, apaixonado, temperamental.
      • O Romantismo aparece no momento da ascensão definitiva da burguesia, Revolução Francesa e Liberalismo.
      • Imitação dos padrões de comportamento social da nobreza, desejando um mundo e sonho e fantasia.
    • CARACTERÍSTICAS
      • Atenção!! Não se deve resumir o conceito de romantismo só àquilo que é triste e melancólico. Nem tão pouco que essa Literatura só quer entreter.
      • Subjetivismo( individualismo)= Tudo é expresso pela liberdade criadora e particular de cada um.
      • Evasão = Fuga do mundo real- Volta-se ao passado, pela viagem a lugares exóticos ou pela morte.
      • Ruptura com as regras clássicas = Opta-se pela liberdade formal. Mas isso não é rigoroso.
      • Idealização da mulher = ou é idealizada(intocável, angelical) ou é vista como um demônio de sedução ( erotizada, sensualizada)
      • Culto à natureza = Ela é sempre fonte de inspiração. É exótica
      • Sentimento Revolucionário
      • Ilogismo = O ser romântico é indefinido,instável.
      • Sonho = lugar onde tudo é possivel.
      • O exótico e o pitoresco = lugares remotos, encantados, terras selvagens, gente diferente.
      • Retorno ao passado .
      • Fé = Profundo sentimento religioso.
      • Senso de mistério e misticismo = Lado oculto das coisas, dos seres, dos lugares.
      • Patriotismo, nacionalismo
      • Supervalorização do amor = Sem ele a morte e a loucura aparecem encerrando os romances.
      • Spleen = melancolia, angústia pela perda dos ideais.
      • Atenção!! No final encontra-se um pouco de crítica social( Castro Alves e Victor Hugo)
    • O Romantismo em Portugal Prosa e Poesia.
      • Contexto
      • Portugal, diferente do Brasil que exaltava a pátria, estava em crise, permeado de revoltas.
      • Intelectuais que se auto-exilaram na França ena Inglaterra trazem os novos ideias de lá para Portugal.
      • Início= Com o poema Camões de
      • Almeida Garret.(1825)
    • Primeira fase Almeida Garret e Alexandre Herculano
      • Almeida Garret
      • Publicou Retrato de Vênus e foi processado por obscenidade (1821)
      • Foi influenciado por Lord Byron e Walter Scott.
      • Em sua obra destacam-se:
      • Frei Luís de Sousa(1844)- Teatro
      • Viagens da minha terra (1846) Romance
      • Folhas caídas (1853) Poesias
      • Alexandre Herculano
      • O mais conhecido escritor romântico português
      • Sua prosa captura o medievalismo e o nacionalismo.
      • Sofreu inluência de Fernão Lopes.
      • Mais importantes romances:
      • Euríco, o presbítero (1843)
      • O monge de Cister(1841)
      • * Ver outros romances
    • Segunda fase
      • Camilo Castelo Branco
      • Teve uma vida muito turbulenta que envolveu: orfandade, casamento precoce, amantes, raptos, duelos, prisão e suicídio.
      • Escreveu obras:
      • Ultra-românticas
      • Satíricas
      • De transição ( ver apostila )
    • Terceira fase Julio Diniz
      • Seus romances têm como cenário:
      • A vida simples do campo.
      • Finais felizes.
      • O amor tudo suporta.
      • O interior dos personagens é desvendado.
      • Romances mais importantes:
      • As pupilas do senhor reitor (1867), Uma família inglesa(1868).
    •  
    •