Your SlideShare is downloading. ×
O Sistema Financeiro Nacional - uma visão geral
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

O Sistema Financeiro Nacional - uma visão geral

10,728
views

Published on

A apresentação pretende fornecer uma visão geral da estrutura do Sistema Financeiro Nacional

A apresentação pretende fornecer uma visão geral da estrutura do Sistema Financeiro Nacional

Published in: Economy & Finance

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
10,728
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
9
Actions
Shares
0
Downloads
485
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Universidade PresbiterianaUniversidade PresbiterianaMackenzieMackenzieO Sistema FinanceiroNacional – uma visãogeralProf. Dr. Vivaldo José BreternitzProf. Dr. Vivaldo José BreternitzFaculdade de Computação e Informática
  • 2. • Existem diversos personagens no mercado financeiro,alguns com excesso de recursos e dispostos a investi-los, outros precisando de recursos visando atendersuas necessidades de caixa.• O “local” onde esses personagens se encontram é oSistema Financeiro Nacional, onde instituiçõescaptam a poupança dos investidores e transferem paraaqueles que necessitam de recursos.• Esse processo é chamado intermediação financeira
  • 3. SFNSubsistemaNormativoSubsistema deIntermediaçãoConselho Monetário NacionalBanco Central do BrasilComissão de Valores MobiliáriosSuperintendência de Seguros Privados - SUSEPSecretaria de Previdência ComplementarAgentes EspeciaisDemais Instituições• Banco do Brasil• BNDES•Caixa Econômica Federal• Bancos Múltiplos• Bancos Comerciais• Bancos de Desenvolvimento• Sociedades de Crédito Financiamento eInvestimento• Corretoras e Distribuidoras• BolsasEstrutura básicado SFN
  • 4. CONSELHO MONETÁRIO NACIONAL• É o responsável por expedir as diretrizes gerais para o bomfuncionamento do Sistema Financeiro Nacional. Suasprincipais atribuições são:– Estabelecer as diretrizes gerais das políticas monetária, cambial ecreditícia. Por exemplo, é competência do CMN definir a meta deinflação no País e disciplinar todos os tipos de crédito.– Regular as condições de constituição, funcionamento e fiscalizaçãodas instituições financeiras.– Estabelecer medidas de prevenção ou correção de desequilíbrioseconômicos.• É um órgão normativo, não é executor - ele regula ofuncionamento e a fiscalização das instituições financeiras,mas quem fiscaliza, são o Banco Central e a CVM.
  • 5. BANCO CENTRAL DO BRASIL• É o principal executor das orientações do Conselho MonetárioNacional e responsável por garantir o poder de compra da moedanacional, combatendo a inflação. Dentre suas atribuições estão:– Autorizar o funcionamento e fiscalizar as instituições financeiras.– Efetuar operações de compra e venda de títulos públicos federais.– Receber recolhimentos compulsórios das instituições financeiras.– Realizar operações de empréstimo às instituições financeiras.– Exercer o controle de crédito e da movimentação de capitais estrangeiros.– Emitir moeda.
  • 6. COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS• É responsável por regulamentar, desenvolver, controlar efiscalizar o mercado de valores mobiliários do país,promovendo medidas incentivadoras para a canalização depoupança de investimentos ao mercado de capitais - écompetência da CVM tudo que diz respeito a valoresmobiliários - ações, por exemplo, são valores mobiliários.Para este fim, procura:– assegurar o funcionamento eficiente dos mercados de capitais (bolsasde valores e mercado de balcão);– das instituições operadoras do mercado de capitais;– proteger os investidores, coibir fraudes e manipulação do mercado;– assegurar transparência de informações do mercado de capitais
  • 7. SUSEP• é responsável pelocontrole efiscalização dosmercados deseguro, resseguro,previdência privadaaberta ecapitalização
  • 8. Secretaria da Previdência Complementar• responsável porfiscalizar asatividades dasentidadesfechadas dePrevidênciaComplementar(fundos depensão).
  • 9. Agentes Especiais• O Banco do Brasil e a CEF são assimchamados por terem algumasfunções um pouco diferentes dosdemais bancos, mas que nomomento não nos interessam• O BNDES: empresa pública federal,é o principal instrumento definanciamento de longo prazo parainvestimentos em todos ossegmentos da economia, incluindoas dimensões social, regional eambiental.
  • 10. Demais instituições
  • 11. Bancos múltiplos e comerciais• Há algumas diferenças entre os bancos múltiplos e os bancoscomerciais, mas que não interessam em nosso curso. De maneirasimplificada, podemos dizer que bancos são instituiçõesfinanceiras que realizam operações ativas (operações de crédito),passivas (operações de captação) e serviços diversos como:– Contas correntes;– Empréstimos;– Investimentos (CDBs, p. ex)– Crédito e financiamento (financeiras);– Arrendamento mercantil (leasing).• Alguns desses serviços podem ser efetuados por instituiçõesfinanceiras especializadas, como veremos mais à frente
  • 12. Bancos múltiplos e comerciais –bancos/carteiras de investimento• Um tipo mais especializado de banco são os bancos deinvestimento, instituições financeiras especializadas em:• financiamento de capital fixo e capital de giro, a médio e longoprazos;• administração de recursos de terceiros (administração e venda defundos de investimento);• Os bancos de investimento frequentemente são carteiras(partes) dos bancos múltiplos.
  • 13. Bancos de desenvolvimento• são instituições financeiras controladas pelos governosestaduais, e têm como objetivo proporcionar osrecursos necessários ao financiamento, a médio e alongo prazos, de programas e projetos que visem apromover o desenvolvimento econômico e social dorespectivo Estado
  • 14. Sociedades de crédito,financiamento e investimento• também conhecidaspor financeiras, têmcomo objetivobásico a realizaçãode financiamentopara a aquisição debens, serviços ecapital de giro.
  • 15. CORRETORAS E DISTRIBUIDORAS DE TÍTULOS EVALORES MOBILIÁRIOS• são instituições cuja área de atuação é, basicamente, o mercadoacionário, de câmbio e de commodities (mercadorias). Dentresuas principais funções estão:– operar em bolsas por conta própria e de terceiros;– administração de carteiras e custódia de títulos e valores mobiliários;– instituir, organizar e administrar fundos e clubes de investimento;– intermediar operações de câmbio;– praticar operações de compra e venda de metais preciosos e outrasmercadorias , no mercado físico, por conta própria e de terceiros.• As distribuidoras podem ser vistas como corretoras que nãopodem realizar algumas das atividades destas (essa diferença nãonos interessa no momento)
  • 16. BOLSAS• Em termos práticos, temos no Brasil uma empresa chamadaBM&FBOVESPA S.A. – Bolsa de Valores, Mercadorias eFuturos, criada em 2008 a partir da integração entre a Bolsade Mercadorias & Futuros (BM&F) e a Bolsa de Valores de SãoPaulo (BOVESPA). Juntas, formam uma das maiores bolsas domundo em valor de mercado, a segunda das Américas e alíder no continente latino-americano.• Para facilidade de entendimento, consideraremos queexistem duas bolsas, a BOVESPA e a BM&F; na primeira sãonegociadas basicamente ações, e na segunda commodities(mercadorias), moedas e índices.

×