CLÍNICA DE DONS ESPIRITUAIS
PARA DISCUSSÃO EM GRUPO <ul><li>GUPO ÚNICO – 1Críntios 12; 13 e 14. </li></ul><ul><ul><li>Grupo 01:  Capítulo 12. </li></u...
LEVANTAR QUESTÕES <ul><li>Qual a preocupação de Paulo quando escreveu os capítulos 12,13 e 14 de 1Conríntios? </li></ul><u...
INTRODUÇÃO A preocupação do Apóstolo Paulo quando escreveu os capítulos 12, 13 e 14, da primeira Carta aos Coríntios, fora...
Os crentes de Corinto eram oriundos do paganismo (Cp.12:2), não estavam compreendendo os verdadeiros objetivos da manifest...
<ul><li>Privilegiavam alguns poucos dons, ao que me parece, em especial os dons de “ línguas e profecia ”, em detrimento d...
Por conseqüência, perdendo a oportunidade de edificar toda a igreja, criando uma cultura de privilégios que infelizmente a...
<ul><li>Havia ignorância a respeito dos dons espirituais  (Cp. 12:1). </li></ul>A REALIDADE
<ul><li>O que Paulo orienta aos Coríntios serve de orientação para nós também: </li></ul>
<ul><li>1) Toda e qualquer manifestação do Espírito Santo tem como objetivo glorificar a Jesus Cristo, e não enaltecer o h...
<ul><li>2) Não existe um espírito para cada manifestação ou dom espiritual, mas um só Espírito opera todas as coisas na ig...
<ul><li>3) Os dons espirituais estão todos relacionados com a prestação de serviço, não com exibicionismo (Cp. 12:5-6). </...
<ul><li>4) Os dons são concedidos contínua e gratuitamente, sua manifestação, entretanto, é ocasional e para aquilo que fo...
<ul><li>5) O Espírito Santo distribui os dons a cada um, individualmente, como Ele mesmo quer, não como nós queremos (Cp.1...
<ul><li>6) Os dons espirituais são outorgados não para dividir igrejas, mas para a edificação e unidade do corpo de Cristo...
<ul><li>7) O Amor ( ágape ) é o ambiente propício ao exercício dos dons espirituais; não o espírito de competição (Cp. 13:...
<ul><li>A relação entre o amor e os dons é a mesma que há, entre a água e os peixes: Quando a água seca, os peixes morrem!...
<ul><li>8) Os dons por mais excelentes que sejam são transitórios, o amor é infalivelmente eterno (Cp.13:8;13). </li></ul>
<ul><li>Nosso objetivo com este estudo sobre dons é ajudar aos crentes em Cristo Jesus na descoberta de uma variedade de m...
Que Deus lhe abençoe nesta feliz descoberta!
<ul><li>Antes de abordar sobre os dons, propriamente, ditos, vamos conhecer melhor o que a Bíblia diz sobre a obra do Espí...
1. O DOM DO ESPÍRITO SANTO  <ul><li>Há de se fazer diferença entre o emprego do termo “ Dom ” no singular, e o emprego do ...
Dom e dons ... <ul><li>O primeiro se refere ao próprio Espírito Santo dado. O segundo se refere aos poderes miraculosos, (...
O que ocorre quando uma pessoa se converte a Cristo? <ul><li>Quando uma pessoa se converte a Cristo, recebe o “ dom do Esp...
Qual a realidade de uma pessoa sem o Espírito Santo? <ul><li>“ E, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é d...
2. O SELO COM ESPÍRITO SANTO <ul><li>A idéia do selo é a mesma do ferro que marca um animal como propriedade particular. Q...
Espírito Santo da promessa? <ul><li>Isto é:  O Consolador ! O Espírito prometido por Jesus Cristo em (João 14:16,17; 16:7-...
O penhor, a garantia da salvação! <ul><li>O selo do Espírito Santo é a garantia (penhor) de que pertencemos a Deus como pr...
3. A UNÇÃO COM ESPÍRITO SANTO <ul><li>O conceito de “ Unção ” transmite uma variedade de idéias extraordinárias no Novo Te...
1) Poder e presença ... <ul><li>Descreve o poder e a presença gloriosa do Espírito Santo em nossa vida pelo conhecimento d...
2) Identificação com Cristo  ... <ul><li>Ressalta a nossa identificação com Cristo, como Filho de Deus (Luc. 4:1; At. 10:3...
3) Um Relacionamento especial ... <ul><li>Expressa um relacionamento especial entre o crente e Deus, que o livra dos falso...
4) Escolha, separação e santificação ... <ul><li>Transmite as idéias de escolha, separação e santificação exclusivas (Jo.1...
5) Escolha e envio... <ul><li>De um modo especial, ressalta as idéias de escolha e envio para um ministério específico (2 ...
No sentido geral e restrito ... <ul><li>No sentido geral do termo, todo crente é ungido com o Espírito Santo. No sentido r...
4.  O BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO <ul><li>O assunto batismo com o Espírito Santo é o que tem causado mais controvérsia en...
Etimologia da palavra ... <ul><li>O termo “ batismo ” vem de uma mistura de termos gregos, a saber: “ Baptizo, baptisma, b...
O emprego nos sentidos literal e figurado ... <ul><li>Quando empregado literalmente significa: mergulho. Quando empregado ...
O emprego do termo nos evangelhos ... <ul><li>Quando, porém; os Evangelhos falam de “ Batismo com o Espírito Santo ” em (M...
A diferença entre o Antigo e o Novo Testamento ... <ul><li>É que no Antigo Testamento o Espírito Santo operava nos profeta...
Exemplos:  <ul><li>“ Então, veio o Espírito de Deus sobre Azarias, filho de Obede” (2 Crônicas 15:1).  “Então, veio o Espí...
A realidade no Novo Testamento... <ul><li>No Novo Testamento a promessa é que o Espírito Santo habitará para sempre no cre...
O batismo com Espírito é coletivo, não individual ... <ul><li>De modo que, não há um batismo para cada crente individualme...
O batismo com o Espírito independe dos dons ... <ul><li>O batismo com o Espírito Santo não está atrelado a nenhum  Don  es...
Só Jesus Cristo ... <ul><li>Só Jesus Cristo, o Filho de Deus batiza com o Espírito Santo (João 1: 32-34).  </li></ul>
Uma promessa para todos os crentes em Cristo ... <ul><li>O batismo com o Espírito Santo é uma promessa de Deus para todos ...
5. OS DONS DO ESPÍRITO SANTO <ul><li>DONS no plural, do ( Gr: Charismatõn ), significa os poderes miraculosos que o Espíri...
Classificação ... <ul><li>Os dons poderão ser classificados desta forma:  Dons de sinais, dons da proclamação, dons de ser...
6. O FRUTO DO ESPÍRITO SANTO <ul><li>“ FRUTO” do ( Gr: Karpos ), quer dizer: Atitude, produto. Significa a Atitude do Espí...
A verdadeira espiritualidade ... <ul><li>O fruto é o que caracteriza o crente espiritual, não os dons. A igreja de Corinto...
No características ... <ul><li>O fruto do Espírito se manifesta com nove características, que se encontram no crente espir...
Nove características de um só fruto, não nove frutos ... <ul><li>Estas são características de um só fruto, o fruto do Espí...
Importante ... <ul><li>Isso significa que em todos os crentes, deve se encontrar todas elas, e não um crente tem amor, out...
As características do fruto do Espírito é para todos ... <ul><li>Todas as características do fruto do Espírito, são para t...
Quantos aos dons ... <ul><li>Os dons são distribuídos com a igreja, mas todo crente não tem os mesmos dons, nem há crente ...
Cultivar e não negligenciar ... <ul><li>O crente deve cultivar o fruto do Espírito e não negligenciar os dons espirituais ...
7. A PLENITUDE DO ESPÍRITO SANTO <ul><li>O crente deve buscar a plenitude do Espírito que se manifesta pelo amor e, não um...
O que fazer ??? <ul><li>Se vivermos uma vida cheia do Espírito e de fé, certamente teremos os dons que precisarmos para o ...
O que diz a Escritura ??? <ul><li>O crente não é exortado pelas Escrituras a buscar um batismo com o Espírito Santo distin...
Cuidados necessários ... 1) “ Não entristecer o Espírito ” (Ef. 4:30) 2) “ Não impedir a ação do Espírito ” (I Ts. 5:19). ...
I – RELAÇÃO BÍBLICA DOS DONS <ul><li>(Romanos 12:6-8): </li></ul>
1. PROFECIA –  ( V ,6): <ul><li>É,   a manifestação do Espírito Santo por meio de quem fala em nome de Deus, para “ edific...
Profecia ... <ul><li>A profecia tem como base a revelação de Deus; seja uma revelação direta, como em (Atos 11:27-28 e 21:...
Profecia ... <ul><li>... Não se deve confundir dom de profecia com vidente (I Sam. 9:9); nem com profetas nos moldes do An...
Profecia ... <ul><li>O dom da profecia está mais relacionado com o poder do Espírito Santo para pregar mensagens poderosas...
Profecia ... <ul><li>O dom da profecia é dado para confrontar o homem com a palavra de Deus, quer para o juízo dos que a r...
Profecia ... <ul><li>O dom da profecia deve ser exercido “ segundo a proporção da fé”  (Rom. 12:6 b ); significa que as ma...
2. MINISTÉRIO –  ( V ,7ª): <ul><li>Ministério, do (Gr:  Diakonia ), serviço, especificamente doméstico, aponta para uma va...
Ministério ... <ul><li>O portador desse dom está sempre pronto para servir em qualquer área do reino de Deus. Deus usa pes...
3. ENSINO –  ( V ,7 b ): <ul><li>O dom do “ ensino ” é a capacidade que o Espírito Santo dá a alguns crentes, para ensinar...
Ensino ... <ul><li>O portador desse dom é sempre uma pessoa dedicada ao estudo das Escrituras (I Tm 4:13; 5:17). Sente nec...
4. EXORTAR,  ( advertir, encorajar )  –  (v,8ª): <ul><li>O dom de “ exortar ” é o carisma que o Espírito Santo concede a a...
Exortar ... <ul><li>Barnabé ( filho da exortação ) é um exemplo de crente portador do dom de exortar (Atos 4:36; 9:27; 11:...
5. CONTRIBUIR,  ( ofertar,doação )  –  ( V , 8 b ): <ul><li>Todos os crentes têm o dever e o privilégio de contribuir, de ...
Ofertar ... <ul><li>Quando Deus concede prosperidade ao crente é um sinal indicador de que ele está sendo chamado para ofe...
6. PRESIDIR –  ( V , 8 C ): <ul><li>O dom de presidir é a capacidade que o Espírito Santo dá a alguns crentes para organiz...
Presidir ... <ul><li>O portador desse dom não tem a mania carnal de possessão, mas é usado pelo Espírito Santo para organi...
7. MISERICÓRDIA –  ( V ,8 d ): <ul><li>O dom da misericórdia não é aquela misericórdia, que faz parte do caráter de todos ...
II – RELAÇÃO BÍBLICA DOS DONS  <ul><li>1 Coríntios 12:8-10;28; 14:26.   </li></ul>
1. SABEDORIA – ( V ,8ª): <ul><li>O dom da sabedoria ou ( palavra da sabedoria ), é o poder que o Espírito Santo dá para co...
2.  CIÊNCIA –  ( V ,8 b ): <ul><li>O dom de ciência ou ( palavra do conhecimento ) é a capacidade que o Espírito Santo dá ...
3.  FÉ –  ( V , 9ª): <ul><li>O dom da fé não é a fé comum a todos os crentes (Jd.3). O dom da fé é a manifestação do Espír...
4.  DONS DE CURAR –  ( V , 9 b ):  <ul><li>Empregado no plural, também, no versículo 28, “ dons de curar ”, aponta para a ...
5.  MILAGRES –  ( V , 10): <ul><li>O dom de milagres ou ( operação de milagres, maravilhas ) é a manifestação do Espírito ...
6.  DISCERNIMENTO –  ( V , 10 b ): <ul><li>O dom de discernir os espíritos é o poder que o Espírito Santo dá para o crente...
7.  VARIEDADE DE LÍNGUAS –  ( V , 10 c ): <ul><li>O dom de línguas é o poder que o espírito Santo deu aos discípulos no di...
8.  INTERPRETAÇÃO –  ( VV , 10;30): <ul><li>O dom de interpretação é o poder do Espírito Santo para entender o idioma que ...
9. APÓSTOLOS –  ( V , 28ª): <ul><li>No sentido restrito do termo, “ Apóstolos ”, foram os doze comissionados pelo próprio ...
10.  MESTRES –  ( V , 28 b ): <ul><li>O dom de Mestre é a capacidade que o Espírito Santo dá para compreender e ministrar ...
11.  SOCORROS –  ( V , 28 c ): <ul><li>O dom de socorros é o carisma do Espírito Santo para socorrer os necessitados em qu...
12.  GOVERNOS –  ( V ,28 d ): <ul><li>O dom de GOVERNOS é o carisma que o Espírito Santo concede a alguns crentes para lid...
III – RELAÇÃO BÍBLICA DOS DONS <ul><li>EFÉSIOS 4: 11. </li></ul>
1.  APÓSTOLOS –  ( V ,11ª): <ul><li>O contexto parece ressaltar os doze apóstolos mencionados nos evangelhos (Mt.10:1-4; M...
3.  EVANGELISTAS  – ( V ,11 c ): <ul><li>Todos nós temos o privilégio e o dever de evangelizar, mas existem crentes que sã...
4.  PASTOR  – ( V , 11 b ): <ul><li>Ser Pastor é a capacidade que o Espírito Santo dá para cuidar, apascentar, pastorear, ...
5.  DOUTOURES  ( Mestres )   – ( V ,11 d ): <ul><li>Neste caso, o contexto indica um complemento ou uma habilidade inerent...
CONCLUSÃO Nesta abordagem sobre os dons espirituais não tivemos a presunção de darmos a palavra final sobre o assunto. Ain...
Interdependência ... <ul><li>Coloque-se a disposição de Deus para servir e certamente o Espírito Santo lhe concederá o dom...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Dons pwp

847

Published on

0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
847
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
52
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Dons pwp

  1. 1. CLÍNICA DE DONS ESPIRITUAIS
  2. 2. PARA DISCUSSÃO EM GRUPO <ul><li>GUPO ÚNICO – 1Críntios 12; 13 e 14. </li></ul><ul><ul><li>Grupo 01: Capítulo 12. </li></ul></ul><ul><ul><li>Grupo 02: Capítulo 13. </li></ul></ul><ul><ul><li>Grupo 03: Capítulo 14. </li></ul></ul>
  3. 3. LEVANTAR QUESTÕES <ul><li>Qual a preocupação de Paulo quando escreveu os capítulos 12,13 e 14 de 1Conríntios? </li></ul><ul><li>Qual a origem religiosa dos Coríntios? </li></ul><ul><li>Qual o erro deles? </li></ul><ul><li>Quais as conseqüências do erro dos Coríntios? </li></ul><ul><li>Qual a realidade dos Coríntios em relação aos dons espirituais? </li></ul>
  4. 4. INTRODUÇÃO A preocupação do Apóstolo Paulo quando escreveu os capítulos 12, 13 e 14, da primeira Carta aos Coríntios, fora orientar os cristãos sobre a doutrina do Espírito Santo, particularmente, quanto ao exercício dos dons espirituais.
  5. 5. Os crentes de Corinto eram oriundos do paganismo (Cp.12:2), não estavam compreendendo os verdadeiros objetivos da manifestação do Espírito Santo. A ORIGEM
  6. 6. <ul><li>Privilegiavam alguns poucos dons, ao que me parece, em especial os dons de “ línguas e profecia ”, em detrimento dos demais. </li></ul>O ERRO
  7. 7. Por conseqüência, perdendo a oportunidade de edificar toda a igreja, criando uma cultura de privilégios que infelizmente ainda perdura em nossos dias em algumas igrejas. AS CONSEQUÊCIAS
  8. 8. <ul><li>Havia ignorância a respeito dos dons espirituais (Cp. 12:1). </li></ul>A REALIDADE
  9. 9. <ul><li>O que Paulo orienta aos Coríntios serve de orientação para nós também: </li></ul>
  10. 10. <ul><li>1) Toda e qualquer manifestação do Espírito Santo tem como objetivo glorificar a Jesus Cristo, e não enaltecer o homem (Cp. 12:1-3; João 16:14). </li></ul>
  11. 11. <ul><li>2) Não existe um espírito para cada manifestação ou dom espiritual, mas um só Espírito opera todas as coisas na igreja: </li></ul><ul><li>O Espírito Santo de Deus (Cp.12:4). </li></ul>
  12. 12. <ul><li>3) Os dons espirituais estão todos relacionados com a prestação de serviço, não com exibicionismo (Cp. 12:5-6). </li></ul>
  13. 13. <ul><li>4) Os dons são concedidos contínua e gratuitamente, sua manifestação, entretanto, é ocasional e para aquilo que for útil, segundo o juízo de Deus (Cp.12:7). </li></ul>
  14. 14. <ul><li>5) O Espírito Santo distribui os dons a cada um, individualmente, como Ele mesmo quer, não como nós queremos (Cp.12:11). </li></ul><ul><li>Isso quer dizer que, não se pode controlar nem manipular o Espírito Santo. </li></ul>
  15. 15. <ul><li>6) Os dons espirituais são outorgados não para dividir igrejas, mas para a edificação e unidade do corpo de Cristo (Cp. 12:25). </li></ul>
  16. 16. <ul><li>7) O Amor ( ágape ) é o ambiente propício ao exercício dos dons espirituais; não o espírito de competição (Cp. 13:1-3). </li></ul>
  17. 17. <ul><li>A relação entre o amor e os dons é a mesma que há, entre a água e os peixes: Quando a água seca, os peixes morrem! Quando falta amor, os dons arrefecem! </li></ul>
  18. 18. <ul><li>8) Os dons por mais excelentes que sejam são transitórios, o amor é infalivelmente eterno (Cp.13:8;13). </li></ul>
  19. 19. <ul><li>Nosso objetivo com este estudo sobre dons é ajudar aos crentes em Cristo Jesus na descoberta de uma variedade de ministérios, que Deus oferece aos salvos para servirem ao Senhor em amor fraternal e no poder do Espírito Santo. </li></ul>
  20. 20. Que Deus lhe abençoe nesta feliz descoberta!
  21. 21. <ul><li>Antes de abordar sobre os dons, propriamente, ditos, vamos conhecer melhor o que a Bíblia diz sobre a obra do Espírito Santo na vida do crente, que está intimamente, relacionada com o exercício dos dons espirituais. </li></ul>
  22. 22. 1. O DOM DO ESPÍRITO SANTO <ul><li>Há de se fazer diferença entre o emprego do termo “ Dom ” no singular, e o emprego do termo “ dons ” no plural. O termo “ dom ” no singular, do (Gr: doreá ), quer dizer, ( dádiva ), presente da graça; enquanto que, o termo “ dons ”, no plural, VEM do (Gr: charismatõn ), de onde tiramos a palavra: ( carismático ). </li></ul>
  23. 23. Dom e dons ... <ul><li>O primeiro se refere ao próprio Espírito Santo dado. O segundo se refere aos poderes miraculosos, ( carismáticos ), que o Espírito Santo concede aos crentes para servirem na obra de Cristo. Quando a Bíblia emprega o termo “ dom ” em (Atos 2:38), está falando do próprio Espírito dado ao crente na hora da conversão, não de dons espirituais. </li></ul>
  24. 24. O que ocorre quando uma pessoa se converte a Cristo? <ul><li>Quando uma pessoa se converte a Cristo, recebe o “ dom do Espírito Santo ”. Isto é: recebe o Espírito Santo como um dom especial – (João 7:37-39). Todo verdadeiro crente tem o Espírito Santo habitando em seu coração (I Cor. 6:19). </li></ul>
  25. 25. Qual a realidade de uma pessoa sem o Espírito Santo? <ul><li>“ E, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele ” (Rm. 8:9 b ) . </li></ul>
  26. 26. 2. O SELO COM ESPÍRITO SANTO <ul><li>A idéia do selo é a mesma do ferro que marca um animal como propriedade particular. Quando alguém se converte a Cristo, esse alguém é selado com o “ Espírito Santo da promessa ” (Efésios 1:13). </li></ul>
  27. 27. Espírito Santo da promessa? <ul><li>Isto é: O Consolador ! O Espírito prometido por Jesus Cristo em (João 14:16,17; 16:7-14). </li></ul>
  28. 28. O penhor, a garantia da salvação! <ul><li>O selo do Espírito Santo é a garantia (penhor) de que pertencemos a Deus como propriedade exclusiva e, que Ele um dia virá nos buscar (Ef. 1:14; 4:31; II Cor. 1: 21, 22). </li></ul>
  29. 29. 3. A UNÇÃO COM ESPÍRITO SANTO <ul><li>O conceito de “ Unção ” transmite uma variedade de idéias extraordinárias no Novo Testamento: </li></ul>
  30. 30. 1) Poder e presença ... <ul><li>Descreve o poder e a presença gloriosa do Espírito Santo em nossa vida pelo conhecimento de Cristo como Senhor e Salvador (1Jo. 2:20). </li></ul>
  31. 31. 2) Identificação com Cristo ... <ul><li>Ressalta a nossa identificação com Cristo, como Filho de Deus (Luc. 4:1; At. 10:38). </li></ul>
  32. 32. 3) Um Relacionamento especial ... <ul><li>Expressa um relacionamento especial entre o crente e Deus, que o livra dos falsos profetas (1Jo. 2:27). </li></ul>
  33. 33. 4) Escolha, separação e santificação ... <ul><li>Transmite as idéias de escolha, separação e santificação exclusivas (Jo.15:16). </li></ul>
  34. 34. 5) Escolha e envio... <ul><li>De um modo especial, ressalta as idéias de escolha e envio para um ministério específico (2 Cor.1:21-22; Atos 13:4). </li></ul>
  35. 35. No sentido geral e restrito ... <ul><li>No sentido geral do termo, todo crente é ungido com o Espírito Santo. No sentido restrito, há aqueles que são ungidos para um ministério específico (1Jo. 2:20;27; 1Cor 1:21-22). </li></ul>
  36. 36. 4. O BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO <ul><li>O assunto batismo com o Espírito Santo é o que tem causado mais controvérsia entre os grupos evangélicos. </li></ul>
  37. 37. Etimologia da palavra ... <ul><li>O termo “ batismo ” vem de uma mistura de termos gregos, a saber: “ Baptizo, baptisma, baptismós ”. </li></ul>
  38. 38. O emprego nos sentidos literal e figurado ... <ul><li>Quando empregado literalmente significa: mergulho. Quando empregado figurativamente, significa: “ martírio, ablução, lavagem ”. O Novo Testamento emprega o termo batismo, no sentido figurado para descrever experiências dramáticas e/ou sobrenaturais (1Cor. 10:1-2 e 1Ped. 3:20-21). </li></ul>
  39. 39. O emprego do termo nos evangelhos ... <ul><li>Quando, porém; os Evangelhos falam de “ Batismo com o Espírito Santo ” em (Mt.3;11,12; Mc.1:7-8; Lc. 3:15-17), estão falando da vinda definitiva do Espírito que ocorreu no dia de Pentecostes em cumprimento da promessa de Deus feita por intermédio do Profeta Joel – (Atos 2:14-21). </li></ul>
  40. 40. A diferença entre o Antigo e o Novo Testamento ... <ul><li>É que no Antigo Testamento o Espírito Santo operava nos profetas, reis, sacerdotes e em pessoas com uma missão especial, mas depois de cumprida a missão se retirava. </li></ul>
  41. 41. Exemplos: <ul><li>“ Então, veio o Espírito de Deus sobre Azarias, filho de Obede” (2 Crônicas 15:1). “Então, veio o Espírito do SENHOR, no meio da congregação, sobre Jaaziel, filho de Zacarias, filho de Benaías, filho de Jeiel, filho de Matanias, levita, dos filhos de Asafe” (2 Crônicas 20:14). </li></ul>
  42. 42. A realidade no Novo Testamento... <ul><li>No Novo Testamento a promessa é que o Espírito Santo habitará para sempre no crente em Cristo Jesus – (João 14:16-17). </li></ul>
  43. 43. O batismo com Espírito é coletivo, não individual ... <ul><li>De modo que, não há um batismo para cada crente individualmente, mas no dia de pentecostes a igreja foi batizada com o Espírito Santo e, cada pessoa que se converte, recebe o mesmo Espírito (Ef.1:13) e é incluída naquele batismo do dia de pentecostes (1Cor 12:3; At. 10: 44-47; 11:15-18). </li></ul>
  44. 44. O batismo com o Espírito independe dos dons ... <ul><li>O batismo com o Espírito Santo não está atrelado a nenhum Don espiritual em especial, mas cada crente recebe o dom ou os dons, que forem necessários ao ministério que vai exercer segundo a vontade de Deus (At. 2:4; 8-11; 10:44-47; 19:1-7; I Cor. 12:7). </li></ul>
  45. 45. Só Jesus Cristo ... <ul><li>Só Jesus Cristo, o Filho de Deus batiza com o Espírito Santo (João 1: 32-34). </li></ul>
  46. 46. Uma promessa para todos os crentes em Cristo ... <ul><li>O batismo com o Espírito Santo é uma promessa de Deus para todos os crentes, não para uma elite privilegiada (Jl.2:28-32; Mt.3:11-12; Lc. 24:49; At. 1:5). </li></ul>
  47. 47. 5. OS DONS DO ESPÍRITO SANTO <ul><li>DONS no plural, do ( Gr: Charismatõn ), significa os poderes miraculosos que o Espírito Santo concede aos crentes, para servirem em vários ministérios. </li></ul>
  48. 48. Classificação ... <ul><li>Os dons poderão ser classificados desta forma: Dons de sinais, dons da proclamação, dons de serviço . Os dons da proclamação e de serviço, parecem ser de caráter permanente, enquanto que, os dons de sinais, parecem se manifestarem em caráter extraordinário (I Cor. 12:7). </li></ul>
  49. 49. 6. O FRUTO DO ESPÍRITO SANTO <ul><li>“ FRUTO” do ( Gr: Karpos ), quer dizer: Atitude, produto. Significa a Atitude do Espírito Santo em nós, produzindo todo o fruto do caráter de Cristo em nossa vida e através de nossas vidas (Gl.5:22-23). </li></ul>
  50. 50. A verdadeira espiritualidade ... <ul><li>O fruto é o que caracteriza o crente espiritual, não os dons. A igreja de Corinto era portadora de muitos dons e, assim mesmo era uma igreja extremamente carnal – (1Cor 1:7; 3:1). </li></ul>
  51. 51. No características ... <ul><li>O fruto do Espírito se manifesta com nove características, que se encontram no crente espiritual; a saber: “Amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio ”. </li></ul>
  52. 52. Nove características de um só fruto, não nove frutos ... <ul><li>Estas são características de um só fruto, o fruto do Espírito Santo, e, não nove frutos. </li></ul>
  53. 53. Importante ... <ul><li>Isso significa que em todos os crentes, deve se encontrar todas elas, e não um crente tem amor, outro, bondade, outro, alegria, outro, domínio próprio e outro qualquer outra característica. Não! </li></ul>
  54. 54. As características do fruto do Espírito é para todos ... <ul><li>Todas as características do fruto do Espírito, são para todos crentes em Cristo, só precisamos cultivá-las (João 15:8; 15:16; Fl. 1:9-11). </li></ul>
  55. 55. Quantos aos dons ... <ul><li>Os dons são distribuídos com a igreja, mas todo crente não tem os mesmos dons, nem há crente com todos os dons (I Cor.12:29-30). </li></ul>
  56. 56. Cultivar e não negligenciar ... <ul><li>O crente deve cultivar o fruto do Espírito e não negligenciar os dons espirituais que recebeu do Senhor para servir na obra do ministério cristão (2Tm 1:6). </li></ul>
  57. 57. 7. A PLENITUDE DO ESPÍRITO SANTO <ul><li>O crente deve buscar a plenitude do Espírito que se manifesta pelo amor e, não um batismo com ênfase em algum dom espiritual em especial (1Cor 13:1). </li></ul>
  58. 58. O que fazer ??? <ul><li>Se vivermos uma vida cheia do Espírito e de fé, certamente teremos os dons que precisarmos para o serviço do Senhor. </li></ul>
  59. 59. O que diz a Escritura ??? <ul><li>O crente não é exortado pelas Escrituras a buscar um batismo com o Espírito Santo distinto da conversão a Cristo, mas tomar os cuidados necessários para viver uma vida cheia do Espírito, continuamente; a saber: </li></ul>
  60. 60. Cuidados necessários ... 1) “ Não entristecer o Espírito ” (Ef. 4:30) 2) “ Não impedir a ação do Espírito ” (I Ts. 5:19). 3) “ Viver no Espírito ” (Gl.5:25). 4) “ Andar no Espírito ” (Gl. 5:16). 5) “ Ser guiado pelo Espírito ” (Gl.5:18; Rm.8:14). 6) “ Obedecer ao Espírito Santo ” (At. 4: 31; 5:32). 7) “ Encher-se do Espírito ” (Ef. 5:18). Cultive a plenitude do Espírito Santo! Diga não a carnalidade e viva a vida plena que Jesus oferece a todos os crentes (João 10:10).
  61. 61. I – RELAÇÃO BÍBLICA DOS DONS <ul><li>(Romanos 12:6-8): </li></ul>
  62. 62. 1. PROFECIA – ( V ,6): <ul><li>É, a manifestação do Espírito Santo por meio de quem fala em nome de Deus, para “ edificação, consolação e exortação ” (I Cor. 14:3). </li></ul>
  63. 63. Profecia ... <ul><li>A profecia tem como base a revelação de Deus; seja uma revelação direta, como em (Atos 11:27-28 e 21:10-11); seja a revelação Escrita, como em (I Ped. 4:11). </li></ul>
  64. 64. Profecia ... <ul><li>... Não se deve confundir dom de profecia com vidente (I Sam. 9:9); nem com profetas nos moldes do Antigo Testamento: “ A Lei e os Profetas duraram até João; desde então, é anunciado o Reino de Deus, e todo homem emprega força para entrar nele ” (Lucas 16:16). </li></ul>
  65. 65. Profecia ... <ul><li>O dom da profecia está mais relacionado com o poder do Espírito Santo para pregar mensagens poderosas do que com predições do futuro (Atos 13:1-2). </li></ul>
  66. 66. Profecia ... <ul><li>O dom da profecia é dado para confrontar o homem com a palavra de Deus, quer para o juízo dos que a rejeitam, quer para salvação dos que aceitam (I Cor. 14:24-25). </li></ul>
  67. 67. Profecia ... <ul><li>O dom da profecia deve ser exercido “ segundo a proporção da fé” (Rom. 12:6 b ); significa que as manifestações de palavras proféticas, não deverão contrariar a revelação Escrita de Deus (Deut13:1-3). </li></ul>
  68. 68. 2. MINISTÉRIO – ( V ,7ª): <ul><li>Ministério, do (Gr: Diakonia ), serviço, especificamente doméstico, aponta para uma variedade de serviços, operados na “ força ” do Espírito Santo (I Ped. 4:11 b ). </li></ul>
  69. 69. Ministério ... <ul><li>O portador desse dom está sempre pronto para servir em qualquer área do reino de Deus. Deus usa pessoas com esse dom para apoiar a obra em múltiplas tarefas e desempenhar vários papéis na igreja, para glória de Deus (I Cor. 4:1). </li></ul>
  70. 70. 3. ENSINO – ( V ,7 b ): <ul><li>O dom do “ ensino ” é a capacidade que o Espírito Santo dá a alguns crentes, para ensinar a palavra de Deus, de forma simples, mas atraente e convincente (Tito 1:9). </li></ul>
  71. 71. Ensino ... <ul><li>O portador desse dom é sempre uma pessoa dedicada ao estudo das Escrituras (I Tm 4:13; 5:17). Sente necessidade e facilidade de repassar para outros, aquilo que aprende da palavra de Deus (II Cor 4:14; II Tm 2:2). </li></ul>
  72. 72. 4. EXORTAR, ( advertir, encorajar ) – (v,8ª): <ul><li>O dom de “ exortar ” é o carisma que o Espírito Santo concede a alguns crentes, para encorajar os fracos na fé. O portador desse dom é crente cheio do Espírito Santo e de fé, sempre pronto para ajudar seja qual for à necessidade (Gálatas 6:1). </li></ul>
  73. 73. Exortar ... <ul><li>Barnabé ( filho da exortação ) é um exemplo de crente portador do dom de exortar (Atos 4:36; 9:27; 11:22; 13:46). Exortar é advertir, encorajar, motivar, com amor e poder, ( ousadia ) do Espírito Santo (Sal. 81:8; I Ts. 3:2; Tt. 1:9). </li></ul>
  74. 74. 5. CONTRIBUIR, ( ofertar,doação ) – ( V , 8 b ): <ul><li>Todos os crentes têm o dever e o privilégio de contribuir, de ofertar para a causa do evangelho, mas existem crentes que são dotados do Espírito Santo para contribuírem com grande generosidade. </li></ul>
  75. 75. Ofertar ... <ul><li>Quando Deus concede prosperidade ao crente é um sinal indicador de que ele está sendo chamado para ofertar generosamente. Entretanto, o portador desse dom é motivado mais pela alegria espiritual de contribuir do que pela abundância das posses (At. 4:36-37). </li></ul>
  76. 76. 6. PRESIDIR – ( V , 8 C ): <ul><li>O dom de presidir é a capacidade que o Espírito Santo dá a alguns crentes para organizar, diligenciar, viabilizar, administrar na causa do Mestre, em nome da fé em Cristo Jesus (1Ts 5:12-13). </li></ul>
  77. 77. Presidir ... <ul><li>O portador desse dom não tem a mania carnal de possessão, mas é usado pelo Espírito Santo para organizar as coisas no reino de Deus de forma cuidadosa, criteriosa e com a consciência de que tudo pertencem ao Senhor, e não a si próprio. </li></ul>
  78. 78. 7. MISERICÓRDIA – ( V ,8 d ): <ul><li>O dom da misericórdia não é aquela misericórdia, que faz parte do caráter de todos os bem-aventurados em Cristo (Mt.5:7). O dom da misericórdia é uma compaixão profunda para com os que sofrem. O portador desse dom tem alegria, regozijo, quando ajuda aos que sofrem, mesmo quando há conseqüências. MISERICÓRDIA é se identificar com a miséria do outro, é sofrer junto com os que sofrem (Rm. 12:15). </li></ul>
  79. 79. II – RELAÇÃO BÍBLICA DOS DONS <ul><li>1 Coríntios 12:8-10;28; 14:26. </li></ul>
  80. 80. 1. SABEDORIA – ( V ,8ª): <ul><li>O dom da sabedoria ou ( palavra da sabedoria ), é o poder que o Espírito Santo dá para comunicar sabedoria espiritual, seja no aconselhamento cristão, seja em defesa da fé numa situação de crise. Estevão, o primeiro Mártir, é um exemplo de crente portador desse dom (At.6:8-10). Ninguém podia contrariar a sabedoria com que Estevão falava. O portador desse dom tem sempre uma palavra oportuna, em ocasião oportuna. Deus usa crentes com esse dom, para dá uma palavra ( sábia) , em situação emergencial, para encontrar uma saída quando não há saída, aparentemente. </li></ul>
  81. 81. 2. CIÊNCIA – ( V ,8 b ): <ul><li>O dom de ciência ou ( palavra do conhecimento ) é a capacidade que o Espírito Santo dá para comunicar um conhecimento superior com base nas Escrituras (I Cor. 13:2). O Apóstolo Paulo é um exemplo de crente portador do dom da ciência (I Cor.15:51-52). “ Eis que eu vos digo um mistério ”. Para os cristãos contemporâneos de Paulo, ainda era mistério o assunto da transformação dos corpos dos crentes vivos, na vinda de Cristo, para o arrebatamento da igreja. Presume-se que Paulo chegou a esta conclusão, com base nas histórias de Enoque e Elias (Gn. 5:24; Hb. 11:5; II Rs. 1:9-14); mas como se trata de um Apóstolo e a Bíblia ainda estava em processo de formação, pode ser que tenha recebido uma revelação direta do Espírito Santo sobre o assunto. O portador desse dom é especialmente iluminado pelo Espírito Santo para entender de forma profunda a palavra de Deus, sistematizá-la e torná-la acessível à compreensão de todos. </li></ul>
  82. 82. 3. FÉ – ( V , 9ª): <ul><li>O dom da fé não é a fé comum a todos os crentes (Jd.3). O dom da fé é a manifestação do Espírito Santo para conceder fé em grau superior, para realizar grandes prodígios e/ou suportar grandes sofrimentos, para glória de Deus (Hb. 11:32-40). O portador desse dom recebe poder do Espírito Santo para superar grandes obstáculos, “ transportar montes ” (I Cor. 13:2). Mesmo quando as circunstâncias estão totalmente, desfavoráveis, o crente com o dom da fé, continua, acreditando e esperando na providência de Deus (Hb.11:1;6). </li></ul>
  83. 83. 4. DONS DE CURAR – ( V , 9 b ): <ul><li>Empregado no plural, também, no versículo 28, “ dons de curar ”, aponta para a cura miraculosa de diversas doenças. É, a manifestação do Espírito Santo para a realização de curas milagrosas, sem a intervenção humana, inclusive de doenças incuráveis (Mt. 8:16-17). “ Dons de curar ”, manifesta-se de forma imediata e definitiva (At.9:32;34). O portador desse dom tem autoridade sobre as doenças, basta uma palavra de ordem e o milagre acontece (At. 3:6-7; 8: 32-34; 14:8-10). Há diferença entre “ dons de curar ” e cura pela fé. Mesmo sem ter o dom de curar, o crente que tem fé, pode pedir a Deus, em nome de Jesus, pela cura de si mesmo ou de outrem e ser atendido (Tg. 5:14-15). </li></ul>
  84. 84. 5. MILAGRES – ( V , 10): <ul><li>O dom de milagres ou ( operação de milagres, maravilhas ) é a manifestação do Espírito Santo, para realizar sinais, prodígios e maravilhas, com o fim de alcançar os propósitos de Deus (At.4:29-31; 5:12). Operação de milagres, (maravilhas), está acima das condições humanas e não se explica pela simples razão. É, Deus agindo de forma sobrenatural, para tornar possíveis seus desígnios eternos (João 20:30-31; At. 13:12). Exemplos de operação de maravilhas: (Dom de Milagres): 1) Moisés abriu o mar vermelho – (Ex. 14: 15-31). 2) Jesus transformou água em vinho – (João 2:7-17). 3) Filipe foi trasladado de Gaza a Ozoto – (At. 8:39-40). Paulo feriu um herege de cegueira – (At. 13:9-11). Etc. O milagre acontece por iniciativa de Deus, não do homem – (João 2:3-5). Nem mesmo Maria, mãe de Jesus, foi capaz de decidir, quando Jesus teria que fazer um milagre. Uma coisa é crê, outra é querer decidir, quando e onde o milagre se realizará. O objetivo dos milagres é levar as pessoas a apoiarem sua fé no poder de Deus, e não em sabedoria humana – (I Cor. 2:4-5). </li></ul>
  85. 85. 6. DISCERNIMENTO – ( V , 10 b ): <ul><li>O dom de discernir os espíritos é o poder que o Espírito Santo dá para o crente perceber, quando uma manifestação sobrenatural vem de Deus ou do Diabo (At. 16:16-18). É, o poder do Espírito Santo, operando no crente, para desmascarar os maus espíritos (I João 4:1). O portador desse dom, também, tem uma capacidade especial de perceber quando uma palavra contraria o ensino bíblico (I João 4:2-6). Deus usa os crentes com esse dom, para proteger a igreja de falsas doutrinas (João 7:17). </li></ul>
  86. 86. 7. VARIEDADE DE LÍNGUAS – ( V , 10 c ): <ul><li>O dom de línguas é o poder que o espírito Santo deu aos discípulos no dia de pentecostes para falarem em outras línguas que eles não haviam estudado nem aprendido: “Todos ficaram cheios do Espírito Santo e passaram a falar em outras línguas, segundo o Espírito lhes concedia que falassem. (At.2:4). “ Outras línguas ”, do (Gr: heterás glossais ), quer dizer: “ uma variedade de línguas , línguas diversas ”, com diversos significados, cuja legitimidade deve ser comprovada por interpretação e identificação com algum idioma (I Cor. 14:13). A prática de língua estranha, sem significado, continua sendo um mistério que só Deus pode desvendar (1Cor 14:2), mas que causa escândalo, principalmente, aos descrentes visto que não entendem o que está se passando (I Cor. 14:22-23). A utilidade das línguas se resume na edificação de quem fala caso se trate de um idioma para que possa ser interpretado (I Cor.14:4;5), quando não, para nada aproveita, senão para causar impasse (I Cor. 14:9). </li></ul>
  87. 87. 8. INTERPRETAÇÃO – ( VV , 10;30): <ul><li>O dom de interpretação é o poder do Espírito Santo para entender o idioma que está sendo falado, traduzir para a língua de quem ouve, ou mesmo discernir quando uma língua sobrenatural é fraudulenta. Segundo o raciocínio de Paulo, aquele que tem do de línguas, necessariamente, deve ter o de interpretar (ICor 14:5,13). Subentende-se que o Espírito Santo não daria poder para alguém falar numa língua, ocultando da pessoa o significado de tal língua. No dia de Pentecostes os discípulos falaram em “ outras línguas ”, do (Gr: glóssa ), língua, (At. 2:4); enquanto que os ouvintes os ouviram em suas próprias “ línguas ”, do (Gr: dialecto ), idioma, língua materna (At. 2:8;). Percebe-se aqui, que aqueles que falaram foram dotados de poder sobrenatural porque não tinham aprendido, previamente, as línguas que falavam, mas aqueles que os ouviam, ouviram de forma natural, visto que as línguas faladas eram as suas, próprias (At 2:11). </li></ul>
  88. 88. 9. APÓSTOLOS – ( V , 28ª): <ul><li>No sentido restrito do termo, “ Apóstolos ”, foram os doze comissionados pelo próprio Jesus Cristo, como testemunhas oculares da sua morte, ressurreição e ascensão (Lc. 6:12;13 e At. 1:21;22). Os doze Apóstolos se constituem, sob a autoridade de Cristo, no fundamento da igreja (Mt. 10:2; Ef. 2;20). Paulo reivindica autoridade apostólica neste sentido, como alguém que viu o Senhor ressuscitado (I Cor. 9:1). Não existe mais Apóstolo neste sentido, mas; existem pessoas com um dom apostólico (I Cor. 15:9; At. 14:14). Apóstolo no sentido mais amplo do termo, quer dizer, “ mensageiro ”, alguém com autoridade apostólica para fundar novas igrejas (I Cor. 9:2). O missionário pode ser uma pessoa comissionada pelo Espírito Santo, com um dom apostólico (At.13:2; Ef. 4:11ª). O portador desse dom tem um carisma especial para evangelizar e começar novas igrejas onde não há a presença evangélica (At. 18:5-11 e 1Cor.9:2). </li></ul>
  89. 89. 10. MESTRES – ( V , 28 b ): <ul><li>O dom de Mestre é a capacidade que o Espírito Santo dá para compreender e ministrar as verdades mais profundas já reveladas nas Escrituras Sagradas (II Tm.1:11). O dom de Mestre, aparece algumas vezes relacionado com o ministério pastoral (Ef.4:11; I Tm. 5:17), mas; nem todo Mestre é necessariamente pastor. </li></ul>
  90. 90. 11. SOCORROS – ( V , 28 c ): <ul><li>O dom de socorros é o carisma do Espírito Santo para socorrer os necessitados em qualquer área de suas vidas. Transmite a idéia de carregar as cargas uns dos outros para aliviar o sofrimento (Gl.6:2). Todo crente tem o dever de prestar socorro, mas existem alguns crentes que são dotados do Espírito Santo para socorrem de uma forma carismática. O dom do socorro, possivelmente, está intimamente relacionado com o dom da misericórdia em (Rm. 12:8), sendo que, o dom do socorro se refere a providências práticas em favor dos necessitados. </li></ul>
  91. 91. 12. GOVERNOS – ( V ,28 d ): <ul><li>O dom de GOVERNOS é o carisma que o Espírito Santo concede a alguns crentes para liderar espiritualmente. A diferença entre o dom de Governar e o de presidir é que, o governar está relacionado mais intimamente com o transigir com pessoas; o presidir está relacionado com a organização das coisas. A idéia de governo é a mesma do piloto que dirige um navio. O portador desse dom não tem a tendência carnal de manipular, mas um carisma especial para atrair pessoas para junto de si com o fim de formar outros líderes (2Tm.2:2). Governar é servir de modelo, formar a personalidade dos discípulos, por meio de relacionamentos e exemplo de vida centralizada em Cristo (1Cor 10:33 – 11:1). </li></ul>
  92. 92. III – RELAÇÃO BÍBLICA DOS DONS <ul><li>EFÉSIOS 4: 11. </li></ul>
  93. 93. 1. APÓSTOLOS – ( V ,11ª): <ul><li>O contexto parece ressaltar os doze apóstolos mencionados nos evangelhos (Mt.10:1-4; Mc.3:13-19; Lc.6:12-16). </li></ul><ul><li>PROFETAS – ( V ,11 b ): Os profetas do Novo Testamento que constituíram ao lado dos apóstolos no fundamento da igreja, cuja pedra angular é o próprio Jesus Cristo (Ef.2:20). </li></ul>
  94. 94. 3. EVANGELISTAS – ( V ,11 c ): <ul><li>Todos nós temos o privilégio e o dever de evangelizar, mas existem crentes que são dotados do Espírito Santo para ganharem almas para Cristo (At. 8:5-13). Deus usa pessoas com o dom do evangelista para despertar e mobilizar os crentes para o evangelismo (II Tm. 4:5). </li></ul>
  95. 95. 4. PASTOR – ( V , 11 b ): <ul><li>Ser Pastor é a capacidade que o Espírito Santo dá para cuidar, apascentar, pastorear, alimentar, proteger e levar as ovelhas ao crescimento e aperfeiçoamento na fé cristã (Ef. 4:12). Transmite a idéia de “ despenseiro ”, chefe de despensa, distribuidor dos bens espirituais (Tt.1:7). Os (Bispos ou Presbíteros) na igreja primitiva, eram exortados a cultivarem esse dom (At. 20:28; I Pd. 5:1,2). O portador desse dom não tem a tendência carnal de dominar, mas um carisma especial para cuidar das pessoas (I Pd. 5:2-3). Jesus Cristo é o exemplo por excelência de Pastor e Bispo (I Pd. 2:25). </li></ul>
  96. 96. 5. DOUTOURES ( Mestres ) – ( V ,11 d ): <ul><li>Neste caso, o contexto indica um complemento ou uma habilidade inerente ao ministério pastoral. “ Pastores e doutores ”. A conjunção indica que o pastor espiritualmente dotado, tem uma aptidão especial para ministrar cuidados especiais ao rebanho. O pastor é também doutor, curador, ( não curandeiro ), tutor, guardião, protetor. Mestre na palavra e na doutrina cristã. </li></ul>
  97. 97. CONCLUSÃO Nesta abordagem sobre os dons espirituais não tivemos a presunção de darmos a palavra final sobre o assunto. Ainda há muito que dizer de difícil interpretação. O Novo Testamento revela que há uma prioridade da parte de Deus na distribuição dos dons. “ A uns estabeleceu Deus na igreja, primeiramente, apóstolos; em segundo lugar, profetas; em terceiro lugar, mestres; depois, operadores de milagres; depois, dons de curar, socorros, governos, variedades de línguas ” (I Cor. 12:28). Percebe-se que as línguas estão no final da lista de prioridades, indicando que não é impossível, mas não prioritário. “ Entretanto, procurai, com zelo, os melhores dons” (I Coríntios 12:31). Os melhores dons são aqueles que edificam o maior número de pessoas.
  98. 98. Interdependência ... <ul><li>Coloque-se a disposição de Deus para servir e certamente o Espírito Santo lhe concederá o dom ou os dons que forem necessários ao seu ministério! O Novo Testamento nos adverte a não negligenciarmos os dons que o Senhor nos tem dado (I Tm. 4:14; II Tm. 1:6). Amor, santidade, humildade, sinceridade, envolvimento, compromisso com a obra do Senhor, são atitudes que favorecem a manifestação do Espírito Santo para outorga dos dons espirituais. A relação entre os dons não é de independência, mas de interdependência, isto é: um existe em função e para apoio do outro (ICor 12:21). </li></ul>
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×