Tipos de força

79,902 views
78,982 views

Published on

0 Comments
9 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
79,902
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
25
Actions
Shares
0
Downloads
742
Comments
0
Likes
9
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Tipos de força

  1. 1. Tipos de Força
  2. 2. <ul><li>FORÇA NO ESPORTE </li></ul><ul><li>é a capacidade de superar às resistências por meio da ação muscular . </li></ul><ul><li>Grosser, Starischa, Zimmermann (1981); Matveev 1983, Kuznetsov 1980, Novikov 1977. </li></ul>
  3. 3. Importância da Força <ul><li>Atingir níveis mínimos de aptidão para desempenhar adequadamente as atividades laborais e de lazer (força geral) </li></ul><ul><li>Atingir elevados níveis e performance (força específica) </li></ul>
  4. 4. <ul><li>TIPOS DE FORÇA </li></ul><ul><li>1- a força como característica mecânica , ou seja, do ponto de vista dos estudos da física mecânica ( p.ex. F=m.a) </li></ul><ul><li>Sendo a força da gravidade constante, podemos considerar F= massa(kg) , porém o SI diz que força não pode ser indicada por Kg então usa-se a relação 1Kg = 1Kp </li></ul><ul><li>2- A força como propiedade, qualidade do homen utilizada fundamentalmente na esfera do esporte, por exemplo, a força dos halterofilistas, dos lutadores e dos velocistas. </li></ul>
  5. 5. Tipos de Força <ul><li>Em tese, força exercida por seção transversa de músculo é de 50 N/cm 2 </li></ul><ul><li>Existem porém diferenças entre as forças exercidas pelos músculos, em função de sua forma ; </li></ul><ul><li>Nas mulheres, de modo geral, a força por seção muscular transversa é um pouco menor; </li></ul><ul><li>O treinamento de força, visa adaptar o músculo às várias modalidades de força ; </li></ul>
  6. 6. Tipos de Força <ul><li>sob o aspecto da musculatura envolvida, a força pode ser GERAL ou LOCAL </li></ul><ul><li>Força LOCAL é aquela que envolve pequenos músculos ou grupos musculares que não excedam em 1/6 a 1/7 da massa muscular total </li></ul><ul><li>Força GERAL , é aquela que envolve grandes grupos musculares que excedem em 1/6 da massa muscular total </li></ul>
  7. 7. Treinamento das Capacidades de Força <ul><li>Sob o aspecto da especificidade do desporto, força pode ser GERAL ou ESPECIAL ; </li></ul><ul><ul><li>A força GERAL em uma determinada modalidade desportiva pode ser especial em outra. O conceito de generalidade advém da especificidade de cada desporto em particular </li></ul></ul>
  8. 8. Treinamento das Capacidades de Força <ul><li>Sob o aspecto do tipo de trabalho muscular a força pode ser DINÂMICA ou ESTÁTICA; </li></ul>
  9. 9. Treinamento das Capacidades de Força <ul><li>A Força Estática também é chamada de isométrica e a Força Dinâmica é denominada isotônica </li></ul>
  10. 10. Treinamento das Capacidades de Força <ul><li>A força dinâmica pode ser positiva ou negativa ; </li></ul>
  11. 11. Treinamento das Capacidades de Força <ul><li>A força dinâmica positiva pode ser chamada de força dinâmica concêntrica e a força dinâmica negativa pode chamar-se força dinâmica excêntrica </li></ul>
  12. 12. Treinamento das Capacidades de Força <ul><li>Força dinâmica positiva é aquela em que a força efetuada supera a resistência provocando assim o encurtamento muscular ; </li></ul><ul><li>Ex.: A fase de impulsão de um salto </li></ul>
  13. 13. Treinamento das Capacidades de Força <ul><li>Força dinâmica negativa é aquela em que a força efetuada é menor do que a resistência provocando assim o alongamento do músculo envolvido na contração ; </li></ul><ul><li>Ex.: A fase de amortecimento( frenagem ) de um salto </li></ul>
  14. 14. Treinamento das Capacidades de Força <ul><li>Durante a aplicação da força dinâmica negativa, ocorrem ao mesmo tempo uma contração e um alongamento do(s) músculos(s) envolvido(s). Isso leva a uma maior possibilidade de lesões . </li></ul>
  15. 15. Treinamento das Capacidades de Força <ul><li>Sob o aspecto das formas de exigência motora envolvidas força pode ser: </li></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Força Máxima; </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Força Rápida; </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Força Resistente ; </li></ul></ul></ul></ul></ul>
  16. 16. Tipos de Força Relações Intercambiáveis Resistência de Força Força máxima Força rápida Força explosiva Força de partida Resistência de Força rápida Resistência de Força máxima
  17. 17. Tipos de Força
  18. 18. <ul><li>Déficit de Força - diferença entre força máxima e força absoluta ( = 30 % pessoas não treinadas e 10 % em pessoas treinadas </li></ul><ul><li>Força Máxima - maior força disponível que o sistema neuromuscular pode mobilizar através de uma contração máxima Força Absoluta - soma da força máxima mais a força de reserva </li></ul><ul><li>Força de Reserva - mobilizada somente em condições extremas (risco de vida) </li></ul><ul><li>pode ser verificado através da diferença* de desempenho em força em contração muscular isométrica e excêntrica </li></ul><ul><ul><li>e pela contração da força isométrica máxima e eletroestimulação </li></ul></ul><ul><ul><li>quanto mais excêntrica a força*, menor o grau de treinamento e maior o déficit de força do atleta </li></ul></ul>
  19. 19. Treinamento das Capacidades de Força <ul><li>Sob o aspecto da relação com o peso corporal a força pode ser ABSOLUTA ou RELATIVA . </li></ul>
  20. 20. Treinamento das Capacidades de Força <ul><li>Força absoluta é a força exercida em sua magnitude total, ao passo que </li></ul><ul><li>Força relativa é a força exercida em relação ao peso do indivíduo </li></ul>
  21. 21. Treinamento das Capacidades de Força <ul><li>Em esportes como por exemplo levantamento de pesos, a força absoluta é mais importante. No salto em distância ao contrário, a força relativa é primordial para o desempenho </li></ul>
  22. 22. Treinamento das Capacidades de Força <ul><li>Segundo o Americas College of Sports Medicine(1990), recomenda-se para o condicionamento geral de um adulto saudável, um mínimo de pelo menos uma série de um exercício para todos os principais grupos musculares, em uma sessão de treinamento </li></ul><ul><li>para atletas, recomenda-se o uso de série múltiplas pois resultam em maiores ganhos de força </li></ul>
  23. 23. Tipos de Força Riscos de Lesões X desenvolvimento em um microciclo

×