Nutrição ergogênica

3,892 views

Published on

Published in: Education, Sports, Technology
1 Comment
1 Like
Statistics
Notes
  • 20-
    Venham conferir o AS NOVIDADES DO SERVIDOR de MU online JOGANDO.NET : www.jogando.net/mu
    NÃO PERCA O novo site de Animes Cloud : http://www.animescloud.com/ com mais de 20.000 videos online.
    Curta também a nossa pagina no facebook : http://www.facebook.com/pages/jogandonet/371027529618526
    novidades em todos os servidores atualizados p/ o Ep 3 Season 6 com novos kits DEVASTATOR , e o SUPREMO DIAMOND v2.
    By: MissDeath
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
3,892
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5
Actions
Shares
0
Downloads
118
Comments
1
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Nutrição ergogênica

  1. 1. <ul><li>Dieta lacto-ovígera </li></ul><ul><li>Gregos (VI ªC) </li></ul><ul><li>Dieta rica em carne animal </li></ul><ul><li>“ Modulação da composição dietética e/ ou a suplementação com nutrientes específicos, no intuito de melhorar o desempenho físico humano” </li></ul>
  2. 3. Quais são os efeitos de um nutriente X no desempenho humano ? Quais os riscos imediatos ou a longo prazo da utilização de auxílios ergogênicos para a SAÚDE dos indivíduos ?
  3. 4. <ul><li>Auxílios Ergogênicos nutricionais </li></ul><ul><li>Macronutrientes água, eletrólitos, carboidratos, </li></ul><ul><li>proteínas e gorduras </li></ul><ul><li>Micronutrientes indispensáveis: vitaminas e minerais </li></ul><ul><li>dispensáveis: componentes dietéticos </li></ul><ul><li>metabólitos </li></ul><ul><li>Elementos Bioativos </li></ul>
  4. 5. Exercício Alterações metabólicas Individualidade Intensidade Duração Resistência
  5. 6. <ul><li>Contração Muscular </li></ul><ul><li>Impulso nervoso </li></ul><ul><li>Neurotransmissor - Acetilcolina </li></ul><ul><li>Ativa canais Na+/dependentes - liberando Na+ </li></ul><ul><li>Potencial de ação </li></ul><ul><li>despolarização da membrana da fibra muscular </li></ul><ul><li>Retículo sarcoplamático libera Ca++ = atração entre as fibras miosina e actina/ deslisamento = contração </li></ul><ul><li>fração de segundo = bombeamento do Ca++ de volta = armazenamento = relaxamento </li></ul>
  6. 7. <ul><li>Sistemas energéticos </li></ul><ul><li>ATP = contração muscular </li></ul><ul><li>Creatina-fosfato (CP) - ressíntese de ATP </li></ul>
  7. 8. Creatina = glicina + arginina = guanidinoacetato (rim) metilação no fígado = creatina é fosforilada no músculo e cérebro = creatina- fosfato / degradação = creatinina Músculo = a energia ativa locais específicos = encurtando as fibras CONTRAÇÃO
  8. 9. TRABALHO BIOLÓGICO ATP ADP + P + Energia CP C + P + Energia Reciclado dentro da célula ATP = 85g no organismo (exercício máximo de segundos) CP = 3 a 5 X +
  9. 10. <ul><li>Utilização dos Substratos durante o exercício </li></ul><ul><li>Glicose = glicogênio Fontes Importantes de </li></ul><ul><li>Energia durante o esforço </li></ul><ul><li>Ácidos Graxos = Triglicrídeos </li></ul><ul><li>ATP </li></ul><ul><li>Aa = contribuição menor no músculo durante o exercício </li></ul><ul><li>Intensidade do exercício </li></ul><ul><li>Duração do exercício </li></ul><ul><li>condicionamento físico </li></ul><ul><li>níveis iniciais de glicogênio - incapacidade dos Ac. Graxos e glicose atravessar a membrana rápidamente </li></ul><ul><li>Dieta (equilibrada) </li></ul><ul><li>Exaustão - produção de lactato ( pH inibe o processo exitação-contração) </li></ul>
  10. 11. <ul><li>Gorduras </li></ul><ul><li>Tecido Adiposo reserva combustível para o esforço </li></ul><ul><li>muscular </li></ul><ul><li>lipólise neoglicogenese </li></ul><ul><li>TG Glicerol glicose </li></ul><ul><li>Àcidos Graxos </li></ul><ul><li> -oxidação </li></ul><ul><li>ATP + CO 2 + H 2 O </li></ul><ul><li>Carregamento c/ Gorduras = 60-80% 3-7 dias antes do exercício = ñ ergogênico </li></ul><ul><li>refeições pré-exercício (50-60g)= disturbio gástrico </li></ul>
  11. 12. <ul><li>Carnitina da dieta </li></ul><ul><li>Lisina + CH3 ( S AM) + Vit C </li></ul>
  12. 13. <ul><li>Àcidos graxos essenciais =  -3 e  -6 </li></ul><ul><li>redução da força muscular e melhoras no metabolismo aeróbico nas equipes de futebol americano universitárias e profissionais </li></ul><ul><li>Mecanismos </li></ul><ul><li>liberação de somatotrofina ?? </li></ul><ul><li>vasodilatação Produção de </li></ul><ul><li>anti-agregação plaquetária Eicosanóides </li></ul>
  13. 14. ÁCIDOS GRAXOS ESSENCIAIS <ul><li>LINOLÊNICO ( 18: 3  3) </li></ul><ul><li>Ác. Eicosapentaenóico ( 20: 5  3) </li></ul><ul><li>(EPA) </li></ul><ul><li>LINOLÉICO ( 18:2  6) </li></ul><ul><li>Ác. Arquidônico(20:4  6) </li></ul><ul><li>Eicosanóides </li></ul><ul><li>Prostaglandinas Tromboxanos </li></ul><ul><li>Leucotrienos </li></ul>
  14. 15. <ul><li>Fosfolipídios - (PS) - Fosfatidilserina - lecitina de soja </li></ul><ul><li>*derivado do cortex cerebral de bovinos </li></ul><ul><li>Mecanismos </li></ul><ul><li>ACTH e o Eixo Hipotalâmico -Pituitário-Adrenal estimulado pelo exercício </li></ul><ul><li>Será que é positivo ??? </li></ul><ul><li>(PC) - Fosfatidilcolina - doador de metila = Vit. B12 e Folato </li></ul><ul><li>Metabolismo S-adenosil-metionina(SAM) </li></ul><ul><li>3 estudos c/ efeito </li></ul><ul><li>5 estudos sem efeito </li></ul>
  15. 16. <ul><li>L-carnitina - 1 a 6g/dia + de 28 dias = utilização de lipídios em exercícios aeróbicos esforçados, para indivíduos treinados Coenzima Q 10 - 100mg/dia 4 semanas principalmente para cardiopatas Cafeína - para indivíduos não habituados = eventos de resistência </li></ul><ul><li>Vitaminas Antioxidantes </li></ul><ul><li>Vitamina C, E e  -caroteno </li></ul><ul><li>Compostos bioativos - ácido ferrúlico = farelo de arroz/halterofilistas e fisiculturistas </li></ul><ul><li>octacosanol =óleo de germe de trigo = membranas neuromusculares / esportes de habilidade </li></ul><ul><li>Pólen - capacidade de trabalho -halterofilistas SOD </li></ul><ul><li>CLA -Ácido linoleico conjugado (gordura animal) </li></ul>
  16. 17. OXIGÊNIO - METABOLISMO E TOXICIDADE <ul><li>CADEIA TRANSPORTADORA DE ELÉTRONS - 90% do consumo de O 2 do organismo. </li></ul><ul><li>O 2 recebe e- do NADH e FAD(2H) = ATP </li></ul><ul><li>5% - 10% - Oxidases e Oxigenases - rotas importantes - catabolismo de Aa </li></ul><ul><li>- detoxificação de drogas </li></ul><ul><li>- síntese de hormônios esteróides </li></ul><ul><li>Estrutura eletrônica do O 2 </li></ul><ul><li>Reações Reações </li></ul><ul><li>fisiológicas toxicológicas </li></ul><ul><li>Recebe 1 e- por vez </li></ul><ul><li>O 2 Biradical </li></ul><ul><li>SPIN - paralelo </li></ul>
  17. 18. OH . - Hidroxil ROS O 2 Superóxido H 2 O 2 Peróxido de Hidrog. Passos da Redução de 1 e- no O 2 O 2 O 2 H 2 O 2 H 2 O + OH . e- e-, 2H+ e-, H+ e-, H + H 2 O ROS reagemc/ muitas mol. extraindo e- cadeia oxidativa citotóxica
  18. 19. HO . Radical mais potente Lipoperóxidos H 2 O 2 - Agente Oxidativo - Reação de Fenton Sol. em Lip. memb. c/ Fe 2 O 2 Altamente reativo c/ limitada solubilidade não se difunde Pode gerar OH . e H 2 O 2 Reação de Haber-Weiss HOCl - Ác. Hipocloroso ( água sanitária) - em humanos é formado em neutrófilos e outras células granulomatosas do H 2 O 2 - organismos invasores - Respiratory Brust- aceleração respiratória.
  19. 20. <ul><li>FONTES DE ROS NAS CÉLULAS </li></ul><ul><li>Derivados do metabolismo normal </li></ul><ul><li>FOGEM do sítio átivo das enzimas. </li></ul><ul><li>interagem com O 2 ou outros compostos </li></ul><ul><li>H 2 O 2 - liberado no meio interage c/ Fe 2 + - OH . </li></ul><ul><li>Drogas, ultravioleta, poluição, </li></ul><ul><li>Cadeia transportadora de Elétrons </li></ul><ul><li>- Fogem da coenzima Q </li></ul><ul><li>Respiratory Burst- fagocitose </li></ul>
  20. 21. DEFESAS compartimentalização reparo <ul><li>ENZIMAS ANTIOXIDANTES </li></ul><ul><li>SDO- defesa primária </li></ul><ul><li>Dismuta o O 2 em H 2 O 2 e O 2, no citosol </li></ul><ul><li>mitocôndria </li></ul><ul><li>Atividade c/ de ROS . </li></ul><ul><li>CATALASE- H 2 O 2 em H 2 O - + em Peroxissomas - protege a cél. do Respiratory Brust. </li></ul><ul><li>GLUTATIONA OXIDASE - principal proteção contra o dano.-Reduz o H 2 O 2 e LOOH pela Glutationa. SH- doa e- oxidando p/ forma GSSG. </li></ul><ul><li>- 1 tipo é Selênio dependente. </li></ul><ul><li>Glutationa Redutase </li></ul><ul><li>VITAMINAS ANTIOXIDANTES </li></ul><ul><li>ViT E- (Tocoferol) - varredor de radicais livres, principal proteção contra Lipoperoxidação(Lipofílico) </li></ul><ul><li>VIT C - (Ascorbato) - Hidrofílico, reage c/ O 2 , OH . e LOOH , NO 2 , H 2 O 2 - Regenera a VIT E. </li></ul><ul><li>CAROTENÓIDES- Atuam na lipoperoxidação. </li></ul>
  21. 22. <ul><li>Vitamina lipossolúvel - RDA  -tocoferol 10 mg ou seu equivalente biológico </li></ul><ul><li>RN = 3mg </li></ul><ul><li>RDA = relação direta com PUFAs </li></ul><ul><li>Fontes - óleos vegetais = milho 16mg em 100g, soja, algodão </li></ul><ul><li>girassol 50mg em 100g, </li></ul><ul><li>óleo de germe de trigo 120mg em 100g </li></ul><ul><li>peixe, ovos e carne 0,5-2,0 mg em 100g </li></ul><ul><li>Deficiência muito RARA </li></ul><ul><li>Absorção - intestino via quilomicrons e distribuída nos tecidos via lipoproteínas </li></ul><ul><li>Não muito estável em estoque - melhor qdo esterificada pelo ácido acético </li></ul><ul><li> </li></ul><ul><li> forma comercial  -tocoferol acetato </li></ul><ul><li>hidrolizado no organismo </li></ul>Vitamina E
  22. 23. <ul><li>Tocoferol e Tocotrienol </li></ul><ul><li>longas cadeias lipofílicas = cauda que se ancoram nas membrana plasmática e da mitocôndria </li></ul><ul><li>acumulo no tecido adiposo ?? Mas não significa depósito </li></ul><ul><li>Funções </li></ul><ul><li>aparentemente não é um cofator / sinais de deficiência são diferentes em humanos e animais. Característica comum = degeneração de nervos e músculos </li></ul><ul><li>lipofuscina estrutura amorfa (degradação de lipídios ??) </li></ul><ul><li>Antioxidante = vitamina redutora </li></ul><ul><li>respiração celular - estabilizando a coenzima Q e ajudando a transferir elétrons </li></ul><ul><li>aumentar a síntese de Heme </li></ul>
  23. 24. ácido ascórbico (forma reduzida) = vitamina C - solúvel em H 2 O Composto de 6 C semelhante a glicose RDA = 60mg (adulto) Fumantes - 100mg dia Fontes - frutas cítricas, brócolis, espinafre, tomates, batata produtos animais - contem pouco grãos - não tem [ ] Plasma= estado normal + de 0,2mg/100ml deficiência - de 0,1 mg/100ml fumo aspirina- bloqueia a captação pelas células brancas do sangue contraceptivos orais e corticoesteróides Vitamina C
  24. 25. <ul><li>Bioquímica do ácido ascórbico </li></ul><ul><li>Absorvida no intestino e eliminada via urina Dehidroascorbato </li></ul><ul><li>Cetogulonato </li></ul><ul><li>Ascorbato 2-sulfato </li></ul><ul><li>Ácido oxálico </li></ul><ul><li>Ácido ascórbico (+de 2g/dia) </li></ul><ul><li>- Funções - </li></ul><ul><li>cofator em reações de Hidroxilação - Aa prolina e lisina (colágeno, elastina e catecolaminas) </li></ul><ul><li>cofator em reações de amidação na maturação de hormônios polipeptídios </li></ul><ul><li>redução de danos provocados pelos radicais livres </li></ul><ul><li>auxilia na absorção de Fe, </li></ul><ul><li>aumenta a biodisponibilidade da vit. A, B, E, ácido fólico </li></ul>
  25. 26. Vitamina C Ação Antioxidante - principalmente reduzindo a vitamina E oxidada Formação de Colágeno Fibroblastos e Condrócitos colágeno Cartilagem vit. C maturação do colágeno Prolina Monooxigenase Fe3+ no seu estado reduzido Fe2+ férrico ferroso Colágeno = maior proteína em peso molecular do corpo Síntese de Hormônios vit. C Catecolaminas Norepinefrina Epinefrina * Sintetizadas e estocadas nas Adrenais *ou Neurotransmissores Cu2+ no seu estado reduzido Cu+ Cúprico Cuproso Dopamina Hidroxilase
  26. 27. Selênio e Glutationa Recomendações de Se = 50-200  g/dia Fontes - alimentos de origem marítima, músculo e órgãos plantas (Selenometionina) Selenato - alho, beterraba, repolho e couve Formas - Inorgânicas - hidrogênio Selenido Selenito Selenato Orgânica - Selenocisteína
  27. 28. <ul><li>Funções do Se = se incorpora em enzimas modificando um resíduo de Serina qdo este ainda esta no t-RNA e não em proteínas prontas </li></ul><ul><li>Principal enzima = GLUTATIONA PEROXIDASE </li></ul><ul><li>reduz peróxidos orgânicos (lipoperóxidos) </li></ul><ul><li>GSH + GSH = GSSG (dimero de glutationa) </li></ul><ul><li>Glutationa redutase = reduz de volta a 2 moleculas GSH </li></ul><ul><li>Glutationa participa de várias reações no organismo - </li></ul><ul><li>detoxificação do peróxido de hidrogênio - HOOH e peróxidos orgânicos ROOH </li></ul><ul><li>Síntese de hormônios -leucotrienos </li></ul><ul><li>metabolismo de compostos aromáticos (cor, aroma das plantas) e tb compostos policíclicos produzidos pela defumação de alimentos, tb de drogas e pesticidas </li></ul><ul><li>auxilia no transporte de Aa no rim </li></ul><ul><li>cofator no metabolismo de aldeídos </li></ul>
  28. 29. <ul><li>Parte ativa da Glutationa = grupamento sulfidril dos resíduos de Cisteína </li></ul><ul><li>Deficiência de Se - ingesta varia largamente - dependente do solo </li></ul><ul><li>dor muscular </li></ul><ul><li>envenenamento = 0,5mg = sintomas neurológicos, perda de cabelo, unhas fracas, odor de alho, danos no coração - necrose de tecido (falta de GSH peroxidase) </li></ul><ul><li>Se vitamina E GSH = relação direta </li></ul>
  29. 30. <ul><li>“ Todas as substâncias são veneno...as altas doses diferenciam um veneno de um remédio.” </li></ul><ul><li>Paracelcus Século XV </li></ul>

×