Your SlideShare is downloading. ×
0
 
Introdução <ul><li>Recentes estudos em humanos tem demonstrado imediatamente após o exercício, significativas mudanças nos...
<ul><li>Em indivíduos normotensos, o exercício dinâmico moderado (30-60’) irá produzir queda de 5 – 10mmHg na pressão arte...
<ul><li>A implicação clínica desta HPE pode estar relacionada com diminuições agudas da PAM </li></ul><ul><li>HPE (4 – 10h...
<ul><li>Drogas antihipertensivas    PA na mesma quantidade (Collins et al., 1990; Collins e MacMahon, 1994; Gueyffier et ...
<ul><li>Em comparação com o repouso (pré-exercício), a hipotensão é caracterizada por persistente queda na RPT, qual não é...
<ul><li>Senitko AN, Charkoudian N, Halliwill JR. Influence of endurance exercise training status and gender on postexercis...
 
MECANISMOS DA HIPOTENSÃO PÓS-EXERCÍCIO <ul><li>Vasodilatação simpática devido redução de 30% no seu fluxo à musculatura li...
 
Aferências do Reflexo Barorreceptor Barorreceptores Aórticos Barorreceptores Carotídeos Bulbo (Tronco cerebral) Nervo Vago...
Taxa de disparo dos barorreceptores  Hipotensão Normotensão Hipertensão Nervos Aferentes para o Bulbo 
Taxa de disparo dos barorreceptores
Taxa de disparo dos barorreceptores e diferentes pressões
Resposta Reflexa  Hipotensora barorreceptores Hipertensão Distensão Mecânica  Excitação parassimpática Inibição vasomotor...
Resposta Reflexa Hipotensora
Resposta Reflexa  Hipertensora barorreceptores Hipotensão < Distensão  Excitação simpática Excitação vasomotora    RPT ...
Importância  dos Barorreceptores
Acomodação barorreflexa na Hipertensão
Inibição Simpática Pós-exercício <ul><li>Vários estudos documentaram que a vasocons-tricção simpática é inibida durante a ...
<ul><li>Após o exercício: Reflexos são alterados para baixo e, operam em um ponto de baixa atividade simpática (menor que ...
Substâncias Vasodilatadoras <ul><li>Aumento do fluxo sangüíneo promove ESTRESSE de CISALHAMENTO, qual estimula a síntese e...
 
FACTORES QUE INFLUÊNCIAM HIPOTENSÃO PÓS-EXERCÍCIO
Tipo, duração e intensidade do Exercício <ul><li>Quanto > a massa muscular, > a resposta hipotensora; </li></ul><ul><li>Ex...
Fatores Ambientais <ul><li>Em ambiente quente a resposta hipotensora é maior devido há dois mecanismos: </li></ul><ul><li>...
Interação entre efeito agudo e crônico <ul><li>Treinamento    capacidade de realizar trabalho físico (resposta crônica)  ...
Conclusões <ul><li>Hipotensão pós-exercício é um evento comum após exercícios de intensidade moderada em indivíduos normo ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Hipotensão e exercício

5,280

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
5,280
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
78
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Hipotensão e exercício"

  1. 2. Introdução <ul><li>Recentes estudos em humanos tem demonstrado imediatamente após o exercício, significativas mudanças nos mecanismos que regulam a PAM; </li></ul><ul><li>Essas trocas resultam em hipotensão pós-exercício ( HPE) com duração de 2 horas (indivíduos saudáveis) e até 12 horas em hipertensos (9). </li></ul>
  2. 3. <ul><li>Em indivíduos normotensos, o exercício dinâmico moderado (30-60’) irá produzir queda de 5 – 10mmHg na pressão arterial após o exercício, com duração média de 2 horas. </li></ul><ul><li>Em indivíduos hipertensos, esta queda da pressão pode atingir 20 mmHg e durar até 12 horas (4,9). </li></ul>
  3. 4. <ul><li>A implicação clínica desta HPE pode estar relacionada com diminuições agudas da PAM </li></ul><ul><li>HPE (4 – 10h)   PS = 15mmHg e PD 4mmHg (Pescatello et al., 2004). </li></ul><ul><li>Hipertensos   PA p/ valores de normotensos  grande significância clínica (Pescatello et al., 2004). </li></ul>
  4. 5. <ul><li>Drogas antihipertensivas  PA na mesma quantidade (Collins et al., 1990; Collins e MacMahon, 1994; Gueyffier et al., 1997). </li></ul><ul><li>Longo prazo   30% no risco de morte cardiovascular. </li></ul><ul><li>Causas da HPE  Fatores neurais quanto mecanismos locais (5,6). </li></ul>
  5. 6. <ul><li>Em comparação com o repouso (pré-exercício), a hipotensão é caracterizada por persistente queda na RPT, qual não é completamente compensada pelo aumentado DC (5–7,9). </li></ul><ul><li>Com o término do exercício, o DC declina rapidamente para os valores próximos ao repouso numa velocidade maior que a recuperação da condutância vascular. </li></ul>
  6. 7. <ul><li>Senitko AN, Charkoudian N, Halliwill JR. Influence of endurance exercise training status and gender on postexercise Hypotension. J Appl Physiol 2002 Jun; 92 (6): 2368-74 </li></ul><ul><li>60% VO 2 máx.  S/ diferença na HPE entre T x NT em endurance </li></ul><ul><li>HPE – T   DC e nos NT  persistente VD periférica. </li></ul><ul><li>Esse desequilíbrio nos dois determinantes da PAM é mantido por horas. </li></ul>
  7. 9. MECANISMOS DA HIPOTENSÃO PÓS-EXERCÍCIO <ul><li>Vasodilatação simpática devido redução de 30% no seu fluxo à musculatura lisa dos vasos (componente neural) (5,7,9); </li></ul><ul><li>Potente influência de substâncias vasodilatadoras locais e circulante (Componente vascular). </li></ul>
  8. 11. Aferências do Reflexo Barorreceptor Barorreceptores Aórticos Barorreceptores Carotídeos Bulbo (Tronco cerebral) Nervo Vago Nervo de Hering Nervo Glossofaríngeo 
  9. 12. Taxa de disparo dos barorreceptores Hipotensão Normotensão Hipertensão Nervos Aferentes para o Bulbo 
  10. 13. Taxa de disparo dos barorreceptores
  11. 14. Taxa de disparo dos barorreceptores e diferentes pressões
  12. 15. Resposta Reflexa Hipotensora barorreceptores Hipertensão Distensão Mecânica  Excitação parassimpática Inibição vasomotora  RPT  DC  FC  VS Bulbo
  13. 16. Resposta Reflexa Hipotensora
  14. 17. Resposta Reflexa Hipertensora barorreceptores Hipotensão < Distensão  Excitação simpática Excitação vasomotora  RPT  DC  FC  VS Bulbo
  15. 18. Importância dos Barorreceptores
  16. 19. Acomodação barorreflexa na Hipertensão
  17. 20. Inibição Simpática Pós-exercício <ul><li>Vários estudos documentaram que a vasocons-tricção simpática é inibida durante a hipotensão pós-exercício em humanos (5,7,9) e em animais (10). </li></ul><ul><li>Repouso: Nervo Simpático sofre regulação dos Baro-Receptores; </li></ul><ul><li>Exercício: Baro-Receptor é alterado para um elevado ponto de controle pressórico e a atividade do nervo simpático é aumentada; </li></ul>
  18. 21. <ul><li>Após o exercício: Reflexos são alterados para baixo e, operam em um ponto de baixa atividade simpática (menor que o pré-exercício) (3,5). </li></ul><ul><li>HPE  revertida c/ bloqueio farmacoló-gico das aferências dos BARO. (Collins and DiCarlo[32] e Bennett et al.[33]) </li></ul>Inibição Simpática Pós-exercício
  19. 22. Substâncias Vasodilatadoras <ul><li>Aumento do fluxo sangüíneo promove ESTRESSE de CISALHAMENTO, qual estimula a síntese e liberação de NO endotélio vascular. </li></ul><ul><li>NO contribui para a hipotensão por inibir a resposta vaso-constrictora. </li></ul><ul><li>Histamina   HPE (via receptores H1). [37] Os H1 localizados no endotélio vascular e promovem VD. </li></ul>
  20. 24. FACTORES QUE INFLUÊNCIAM HIPOTENSÃO PÓS-EXERCÍCIO
  21. 25. Tipo, duração e intensidade do Exercício <ul><li>Quanto > a massa muscular, > a resposta hipotensora; </li></ul><ul><li>Exercícios com duração menor que trinta minutos possuem baixa resposta hipotensora quando comparados a 1 hora de esforço, quando a intensidade é moderada. </li></ul><ul><li>O aumento da intensidade do exercício não aumenta de forma proporcional a hipotensão </li></ul>
  22. 26. Fatores Ambientais <ul><li>Em ambiente quente a resposta hipotensora é maior devido há dois mecanismos: </li></ul><ul><li>1) grande diminuição do volume plasmático e; </li></ul><ul><li>2) Diminuição acentuada da condutância vascular devida a necessidade de dilatar os vasos periféricos para trocar calor </li></ul><ul><li>Em contraste: </li></ul><ul><li>1) Re-hidratação diminui a resposta hipotensora e; </li></ul><ul><li>2) Recuperação ativa diminui a resposta hipotensora devido ao efeito da bomba muscular no retorno venoso </li></ul>
  23. 27. Interação entre efeito agudo e crônico <ul><li>Treinamento  capacidade de realizar trabalho físico (resposta crônica)  aumentar a duração do exercício e portanto a HPE (resposta aguda). </li></ul><ul><li>25% do Hipertensos não demonstraram HPE (Hagberg and Brown,[42])em 47 dos estudos revisados. </li></ul>
  24. 28. Conclusões <ul><li>Hipotensão pós-exercício é um evento comum após exercícios de intensidade moderada em indivíduos normo e hipertensos, sendo mais acentuada a resposta nos hipertensos; </li></ul><ul><li>Hipotensão resulta de reduzida e persistente diminuição na resistência vascular, mediada pela inibição simpática e dilatação metabólica local; </li></ul><ul><li>Hipotensão pós-exercício pode ser utilizada como mecanismos de atenuação da pressão arterial em hipertensos por meio da atividade física 2 x /dia. </li></ul>
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×