Bases fisiologicas do exercicio aerobio
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Bases fisiologicas do exercicio aerobio

on

  • 10,028 views

 

Statistics

Views

Total Views
10,028
Views on SlideShare
10,028
Embed Views
0

Actions

Likes
5
Downloads
370
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Bases fisiologicas do exercicio aerobio Bases fisiologicas do exercicio aerobio Presentation Transcript

  • BASES FISIOLÓGICAS DO TREINAMENTO AERÓBIO Prof. Cristiano Lino M. Barros [email_address] Simpósio de Ciência no Esporte e Educação
  •  
  • POR QUE RESPIRAMOS?
  • Carboidratos Gorduras Proteínas Metabolismo Aeróbio Acetil-CoA Ciclo de Krebs NADH FADH2 CTE ATP Contração Muscular
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  • O que é VO 2máx ?
    • VO2máx ou consumo máximo de O2 é a capacidade máxima que o organismo tem de captar o O2 atmosférico pelo sistema respiratório, transportá-lo pelo sistema cárdiovascular e metabolisá-lo no músculo.
    VO 2máx = DC x #A-V O 2
  • DC = FC x VS
    • DC  Quantidade de sangue ejetada na artéria aorta por minuto;
    • VS  Volume de sangue em mililitros ejetado na artéria aorta numa sístole;
    • Sístole  Uma contração ventricular;
    • FC  Número de sístoles (batimentos cardíacos) em um minuto.
    • #A-V O2  # entre a [O2] no sangue arterial e venoso
  • Fatores Determinantes do VO2máx
  • Fator Genético
    • “ Se quiser ser um grande atleta de resistência, que escolha bem seus pais.”
    • Klissouras (1971) verificou uma gde variabilidade no VO2máx em populações homegêneas – idade, sexo, treinamento e altitude
    • Gêmeos monozigóticos apresentavam VO2máx semelhantes enquanto que gêmeos dizigóticos apresentavam gdes diferenças.
  •  
  • Sexo
    • Homens treinados X Mulheres treinadas
    • Maior cavidade ventricular
    • Maior [Hb]
    • Homem - ~15g / 100ml sangue
    • Mulher - ~13g/100ml sangue
  • Transporte de Oxigênio 1 gr Hb 15 gr/100ml Sg 1,34 ml O 2 20 mlO 2 /100ml Sg 13 gr/100ml Sg 17,4 mlO 2 /100ml Sg
  • Treinamento
    • Especifidade
    • Adaptações cárdio-vasculares, metabólicas, endócrinas, respiratórias e musculares
  • Fatores Limitantes do VO2máx
  •  
  •  
  •  
  • VO2máx = 40ml/Kg.min -1 VO2máx = 85ml/Kg.min -1
  • Quem tem maior VO2máx?
  • Quanto maior a massa muscular envolvida maior o VO2máx
  • 55-77 70-90 Ski C-C 50-75 60-85 Corrida 47-57 62-74 Ciclismo 40-60 50-70 Natação 40-53 42-60 Futebol 40-56 43-60 Voleibol 43-57 40-60 Basquete X 38-52 Fisicult. 30-35 35-45 Sedent. Mulheres Homens Grupo
  • Então... Quem será o vencedor dessa maratona? VO2máx = 70ml/Kg.min -1 VO2máx = 80ml/Kg.min -1 1 2
  • Limiar Anaeróbio
  •  
  • Conceitos
    • Intensidade de exercício acima da qual o metabolismo anaeróbio passa a participar como fonte de energia (Wasserman et al., 1999).
    • Intensidade de exercício acima da qual o metabolismo anaeróbio é acelerado como fonte de energia (BROOKS et al., 2000.)
  • TEORIA HIPÓXIA-DEPENDENTE GLICOSE GLICOGÊNIO PIRUVATO KREBS NADH+ H+ NADH+ H+ NADH+ H+ SHUTTLE ATP ½ O 2 --> H 2 O H+ +
  • TEORIA HIPÓXIA-DEPENDENTE GLICOSE GLICOGÊNIO PIRUVATO KREBS C.T.E. NADH+ H+ NADH+ H+ NADH+ H+ SHUTTLE EXERCÍCIO 50 -70% VO 2MÁX. ATP ½ O 2 --> H 2 O H+ + LACTATO  [ADP, Pi, AMP] +
  • PONTO DE INFLEXÃO KINDERMANN et al.(1979) STEGMANN et al.(1981) WASSERMAN et al. (1986)
  • E agora, quem venceu a maratona?
  • VO2máx = 70ml/Kg.min -1 VO2máx = 80ml/Kg.min -1 1 2 LA = 60% VO2máx LA = 80% VO2máx Int = 48 ml/Kg.min-1 Int = 56 ml/Kg.min-1 Campeão
  • Fonte: SHEPHARD, R.J. & ASTRAND, P – O: Endurance in Sport E em uma prova de 5000m?
  • Adaptações ao Treinamento de Endurance
  • Cárdio-vasculares
    •  Cavidade ventricular (hipertrofia cardíaca)
    •  Volume de ejeção
    •  FC repouso
    •  Volemia
    •  [Hb]
    •  Densidade capilar (angiogênese)
  • Metabólicas
    •  Conteúdo de mioglobina
    •  Oxidação de glicogênio
    • -  número e tamanhdo de mit.
    • -  atividade enzimática (ciclo de Krebs)
    • -  reserva de glicog. muscular.
    •  Oxidação de gordura
    • -  reservas de triglicerídeos
    • -  disponibilidade de gorduras c/ combustíveis
  • Influência da Altitude na Performance
  •  
  •  
  •  
  • Fatores que afetam a performance
  • Performance
    • Dieta
    • CHO
    • Água
    • Função do SNC
    • Estimulação
    • Motivação
    Força/Habilidade -Prática -Biotipo -Tipo de fibra Meio Ambiente -Altitude -Calor -Umidade Fontes aeróbicas -VO2máx -DC -Liberação de O2
  • Desempenhos aeróbios (3-20min) VO2máx # A-V O2 DC FCmáx VSmáx [Hb] Tipo de Fibra PO2 Treinamento Genética Mitoc. Genética e Treinamento
  • Desempenhos aeróbios (21-60min) VO2 constante Economia de Corrida Bioenergética Biomecânica % Tipo de Fibra LA %VO2máx Estresse Térmico Desidratação
  • Desempenhos aeróbios (1- 4horas) VO2 constante Economia de Corrida Biomecânica % Tipo de Fibra %VO2máx Estresse Térmico Desidratação LA Glicogênio Hep. E Musc. Dieta e Supl. Durante o ex.
  • Avaliação da Capacidade Aeróbia
  • Avaliação do LA
  • METODOLOGIAS DE DETERMINAÇÃO
    • 1) Análise da Lactacidemia;
    • 2) Mecanismos das trocas gasosas;
    • 3) Análise das Catecolaminas;
    • 4) Análise da Glicose sangüínea;
  • TESTE DE LACTATO MÍNIMO TEGTBUR, 1993 CARTER et al.(1999) LA
  • LIMIAR DE CATECOLAMINAS MAZZEO & MARSHALL,1989 SCHNEIDER et al.(1992)
  • Análise da Glicemia SIMÕES et al. (1999 )
  •  
  • Avaliação do VO2máx
  • Teste de Caminhada (1200m)
    • VO2máx = 6,952 + (0,0091 x P) – (0,0257 x I) + (0,5955 x S) – (0,2240 x T) – (0,0115 x FC)
    • P = peso (Kg)
    • I = idade + próxima
    • S = 1  H ; 0  M
    • T = tempo de caminhada
    • FC = FC final
    • Valor expresso em L/min
  • Teste de Cooper
    • Máxima distância percorrida em 12’
    • VO2máx = (D – 504) / 45
    • Valor expresso em ml/kg.min-1
  • Relação %FCmáx com VO2máx 81,6 53,5 25,3 0,92 1,408 x %FC - 45,1 Ciclismo 82,8 56,7 30,7 0,96 1,303 x %FC - 34,5 Corrida   %VO2máx   r Equação Modal. 90% 70% 50%   %FCmáx  
  •  
  • Valores em Repouso (DC) Atletas Força 6l Atletas Endurance 5l Mulheres Normais 4l Homens Normais 5l Crianças 3l L/min
  • Valores no Exercício Máximo (DC ) Atletas Força 24l Atletas Endurance 40l Mulheres Normais 16l Homens Normais 20l Crianças 12l L/min Mulheres Endurance 20l
  • Valores em Repouso (VS) Atletas Força 80ml Atletas Endurance 110ml Mulheres Normais 60ml Homens Normais 70ml Crianças 50ml ml/min Mulheres Endurance 70ml
  • Valores no Exercício Máximo (VS) Atletas Força 150ml Atletas Endurance 200ml Mulheres Normais 100ml Homens Normais 120ml Crianças 80ml ml/min Mulheres Endurance 120ml
  • Valores no Repouso (FC) Atletas Força 50-60 Atletas Endurance 30-40 Mulheres Normais 70-90 Homens Normais 60-80 Crianças 80-100 bpm Mulheres Endurance 40-60
  • Valores no Exercício Máximo (FC) Atletas Força 200 Atletas Endurance 190 Mulheres Normais 200-210 Homens Normais 200 Crianças 220 bpm Mulheres Endurance 200
  • DC x Tipo de Exercício Natação 23 l Corrida 25 l L/min Ciclismo 22 l
  • VS x Posição do Corpo Deitado 100ml Em Pé 70 ml ml/min
  • VS x Tipo de Exercício Natação 135 ml Corrida 130 ml ml/min Ciclismo 120 ml
  • FC x Posição do Corpo Deitado 50 bpm Em Pé 70 bpm bpm
  • FCmáx. x Tipo de Exercício Natação 170 Corrida 190 bpm Ciclismo 185
  • Referências
  •  
    • DENADAI, B. S., Avaliação aeróbia: determinação indireta da resposta do lactato
    • DENADAI, B. S.,Índices fisiológicos da avaliação aeróbia
    • SHEPHARD, R.J. & ASTRAND, P – O: Endurance in Sport
  • A meus amigos... ...meus agradecimentos “ A essência do conhecimento é uma vez que você o tenha, aplicá-lo.” Confucius (500 a. C)