Outros Olhares sobre a Vida

  • 3,750 views
Uploaded on

"Outros Olhares sobre a Vida" …

"Outros Olhares sobre a Vida"
Seminário Violência contra as Pessoas Idosas
Equipa de Cuidados Continuados Integrados - Centro de Saúde de Odivelas
Outubro de 2008

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
3,750
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2

Actions

Shares
Downloads
57
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Paula Fernandes Equipa de Cuidados Continuados Integrados Centro de Saúde de Odivelas Outubro de 2008 "Outros Olhares sobre a Vida" Seminário Violência contra as Pessoas Idosas
  • 2. Sumário
    • Cuidados Continuados Integrados – Enquadramento Legal
    • Equipa de Cuidados Continuados Integrados de Odivelas
      • Inicio da ECCI
      • Missão
      • Funcionamento
      • Actividades da ECCI
      • Área de Intervenção
      • Critérios de Admissão
      • Referenciação
      • Constituição da ECCI
      • Parcerias
      • Trabalho com as Parcerias
      • Aspectos Positivos
      • Problemas Identificados
  • 3. Cuidados Continuados Integrados São necessários! Não são uma questão de moda !
  • 4. Enquadramento Legal
    • Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados
    • Decreto-Lei nº101/2006 de 6 de Junho
    • “ (…) o conjunto de intervenções sequenciais de saúde e/ou de apoio social , decorrente de avaliação conjunta, centrado na recuperação global (…), que visa promover a autonomia melhorando a funcionalidade da pessoa em situação de dependência, (…)”
    • Decreto-Lei nº101/2006 de 6 de Junho
  • 5. Enquadramento Legal (Cont.)
    • “ (…),por período que se prolonga para além do necessário para tratamento da fase aguda da doença (...), e compreendem:
    • - A reabilitação , a readaptação e a reintegração social;
    • - A provisão e manutenção de conforto e qualidade de vida, mesmo em situações irrecuperáveis .”
    • Decreto-Lei nº101/2006 de 6 de Junho
  • 6. Enquadramento Legal (Cont.) Tipologia de Cuidados Cuidados de Reabilitação Cuidados Geriátricos Cuidados Paliativos
  • 7. Equipa de Cuidados Continuados Integrados (ECCI) Centro de Saúde de Odivelas
  • 8. Início da ECCI
    • - Projecto FORCCI – Famões, Odivelas e Ramada, Cuidados Continuados Integrados (Outubro de 1997);
    • - Em Dezembro de 2000, o Projecto passou a abranger toda a área de influência do Centro de Saúde de Odivelas (Odivelas, Ramada, Caneças, Povoa de Santo Adrião e Olival de Basto), adoptando o nome de Cuidados Continuados Integrados (ECCI).
  • 9. Missão
    • - Responder às necessidades globais do doente com dependência (transitória ou crónica ) e sua família, através da prestação de cuidados no domicílio, de forma personalizada;
    • - Favorecer a autonomia do doente e família, promovendo a dignidade e qualidade de vida e a reinserção na comunidade;
    • - Apoiar a família na morte e no luto;
  • 10. Missão (Cont.)
    • - Trabalhar em equipa interdisciplinar, respeitando os conhecimentos e contributos de todos os elementos;
    • Promover o bem estar dos profissionais;
    • - Promover o trabalho em parceria e a articulação com os recursos da comunidade;
  • 11. Funcionamento
    • A ECCI está sediada na Rua Major Rosa Bastos, N.º 2 – 3º Esq. – Odivelas;
    • - A ECCI funciona 12 horas por dia, 7 dias por semana;
    • - ECCI é uma Equipa de Suporte e Gestora de caso, sempre em articulação com médicos de família, recursos comunitários e hospitais de referência;
  • 12. Funcionamento (Cont.)
    • - Durante a semana, em situação de descontrolo de sintomas, o contacto é o do enfermeiro responsável, entre as 9-16h ou 13-20h (dependendo do turno), ou para o telemóvel de urgência, 08-20h de 2ª Feira a Sábado;
    • Durante o sábado e em situações urgentes, o contacto é o telemóvel de urgência, sempre atendido por um enfermeiro que fará a avaliação da situação;
    • Para solicitar receitas ou obter informações o doente deve contactar o sector administrativo através do número fixo.
  • 13. Actividades da ECCI
    • - Acompanhamento de doentes geriátricos, de reabilitação e paliativos;
    • - Intervenção no sofrimento na doença crónica e avançada – doente / família;
    • - Acompanhamento no processo de morrer no domicílio – agonia/morte/luto;
    Visitas Domiciliárias Atendimentos no Centro de Saúde Orientações Telefónicas
  • 14. Actividades da ECCI (Cont.)
    • - Articulação de recursos na comunidade;
    • - Actividades de formação e investigação;
    • - Reuniões de trabalho (discussão de casos complexos e assuntos organizacionais).
  • 15. Área de Intervenção
  • 16. Critérios de Admissão
    • Residir na área de influência do Centro de Saúde;
    • Utentes dependentes impossibilitados de se deslocarem ao Centro de Saúde;
    • Apresentar sintomas descontrolados;
    • Existir um cuidador principal.
  • 17. Referenciação
    • Médico de Família (relatório médico detalhado)
    • Hospital (Nota de Alta)
    • Parcerias
  • 18. Constituição Equipa
    • 2 Médicos
    • 8 Enfermeiros
    • 1 Psicóloga
    • 1 Fisioterapeuta
    • 1 Técnica Superior de Serviço Social
    • 1 Administrativo
    • 2 Auxiliares e Apoio e Vigilância
    • 1 Motorista
    • 2 Socorristas
    • 1 Voluntário
  • 19. Médicos Adelaide Laranjeira Manuel Ferreira
  • 20. Andreia Luís Adalgiza Inês Ana Isabel Vera Fátima Enfermeiros
  • 21. Cristina Psicóloga Manuela Fisioterapeuta Paula TSSS Francisco Voluntário Susana Administrativa
  • 22. Auxiliares de Acção Médica Anabela Manuela Motoristas Socorristas Nuno Bruno Jorge Rui
  • 23. Parcerias
        • Família / Amigos / Rede de vizinhança;
        • Comissão Unitária de Reformados Pensionistas e Idosos de Odivelas (CURPIO);
        • Comissão Unitária de Reformados Pensionistas e Idosos da Póvoa de Santo Adrião (CURPIP);
        • Centro Comunitário e Paroquial da Ramada;
        • Centro Comunitário e Paroquial da Povoa de Santo Adrião;
        • Lar de Odivelas;
        • Segurança Social de Odivelas;
  • 24. Parcerias (Cont.)
        • Cruz Vermelha Portuguesa;
        • Câmara Municipal de Odivelas;
        • Juntas de Freguesia de Caneças, Odivelas , Olival Basto, Póvoa Santo Adrião, Ramada;
        • Hospital de Pulido Valente e Hospital de Santa Maria;
        • Unidade Comunitária de Cuidados Psiquiátricos de Odivelas do Hospital Júlio de Matos (UCCPO).
  • 25. Trabalho em Parceria
    • Formação das ajudantes familiares das IPSS
        • Visitas domiciliárias conjuntas / Acções de formação;
    • Reuniões Mensais de Apoio Domiciliário Integrado;
    • Protocolo de Ajudas Técnicas
        • C.C.P.Ramada – Banco de Ajudas Técnicas;
    • Protocolo Cruz Vermelha Portuguesa;
  • 26. Trabalho em Parceria (Cont.)
    • Criação de mecanismos facilitadores de comunicação com outras unidades de saúde;
    • - Encaminhamento do doente para outras unidades devidamente referenciado - carta de transferência/alta;
    • - Reuniões periódicas e conforme as necessidades com os parceiros;
  • 27. Aspectos Positivos
    • Satisfação das famílias pelo trabalho desenvolvido;
    • Garantir uma alternativa às urgências / internamentos hospitalares;
    • Promoção de actividades de formação na prestação de cuidados aos familiares e/ou outros cuidadores;
    • Qualidade da articulação entre as parcerias;
  • 28. Aspectos Positivos (Cont.)
    • Promoção do aumento da qualidade de respostas
    • - Apoio Domiciliário Integrado
    • - Banco de Ajudas Técnicas
    • - Outros serviços;
    • Manutenção de protocolos com parcerias;
    • Criação de unidades de internamento temporário (RNCCI);
  • 29. Problemas Identificados
    • - Recursos humanos insuficientes para o número e complexidade das situações;
    • Ausência de cuidador ou cuidador incapaz para prestar cuidados;
    • Negligência dos cuidadores;
    • - Complexidade das situações (nível de saúde e social;
    • - Recursos da comunidade insuficientes para as necessidades identificadas;
    • - Morosidade do tempo de espera para internamentos temporários por exaustão do cuidador;
  • 30. “ Acho inacreditável como é que não existem mais “equipas maravilha” espalhadas por todo o país para proporcionar um conforto e um nível de qualidade de vida a doentes que precisam tanto desse vosso sorriso e profissionalismo.” Testemunho de um familiar de um doente acompanhado pela ECCI
  • 31. OBRIGADO PELA VOSSA ATENÇÃO