Roda Alimentos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Roda Alimentos

on

  • 11,094 views

 

Statistics

Views

Total Views
11,094
Views on SlideShare
11,047
Embed Views
47

Actions

Likes
3
Downloads
296
Comments
0

4 Embeds 47

http://alimentacaoesaudevm.blogspot.com 29
http://alimentacaoesaudevm.blogspot.pt 12
http://www.blogger.com 5
http://www.alimentacaoesaudevm.blogspot.com 1

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Roda Alimentos Roda Alimentos Presentation Transcript

    • A Alimentação
    • O que são alimentos?
      • São substâncias naturais ou fabricadas que nos fornecem materiais para:
      • crescimento e renovação de células
      • obter energia
      • proteger o organismo
      O que contêm os alimentos? Contêm substâncias que se chamam nutrientes. Quais os nomes dos nutrientes? São os: prótidos, glícidos, lípidos, vitaminas, fibras, minerais e a água.
    • Em que alimentos se encontram os nutrientes e quais as suas funções?
    • Em que alimentos se encontram os nutrientes e quais as suas funções?
    • Principais funções dos nutrientes reguladora minerais, água, vitaminas e fibras energética glícidos e lípidos Prótidos lípidos Minerais água plástica
    • O que é a roda dos alimentos?
      • É uma representação gráfica, criada por especialistas portugueses em nutrição, na década de 70 no âmbito da Campanha de Educação Alimentar “Saber comer é saber viver”.
      Ajuda-nos a escolher melhor e combinar os alimentos que deverão fazer parte da alimentação diária. Para que serve?
    • A Roda dos Alimentos Antes e Depois
      • Em 2003, os nutricionistas portugueses criaram a Nova Roda dos Alimentos.
      • Foram objectivos desta modificação: a promoção dos valores culturais e sociais dos portugueses ao promoverem-se produtos tradicionais como o pão, o azeite ou as hortícolas; objectivos pedagógicos e nutricionais.
      • Com a nova roda introduziu-se o conceito de porção de modo a facilitar opções mais fáceis na escolha das quantidades de alimentos a ingerir .
      Porque foi alterada a roda?
      • Cereais e derivados, tubérculos 4 a 11 porções por dia
      • Hortícolas 3 a 5 porções por dia
      • Fruta 3 a 5 porções por dia
      • Lacticínios 2 a 3 porções por dia
      • Carnes, pescado e ovos 1,5 a 4,5 porções por dia
      • Leguminosas 1 a 2 porções por dia
      • Gorduras e óleos 1 a 3 porções por dia
      Não possuindo um grupo próprio, a água assume a posição central na nova roda dos alimentos. Isto porque, está representada em todos eles pois faz parte da constituição de quase todos os alimentos. Por ser um bem essencial à vida recomenda-se o seu consumo diário na ordem dos 1,5 e 3 litros .
    • O Significado das porções
    • O que nos ensina a Roda? Orientações para uma alimentação saudável, que deve ser:  completa – comer alimentos de cada grupo e beber agua diariamente.   equilibrada – comer alimentos de acordo com as proporções indicadas na roda, isto é, comer maior quantidade de alimentos pertencentes aos grupos maiores.   Variada – comer alimentos diferentes de cada grupo, variando diariamente, semanalmente… 
    • Doenças provocadas pela carência ou excesso de nutrientes Nutrientes Carência (falta) Excesso Proteínas -para o crescimento -após doenças -gravidez e aleitamento - Atrasos de crescimento - Dificuldades de aprendizagem - Pouca resistência às doenças Hidratos de Carbono e Lípidos -energia - Perda de força e emagrecimento - Armazenados na forma de gordura - Obesidade - Doenças cardiovasculares - Diabetes Vitaminas -protecção -regulação - avitaminoses : A - xeroftalmia; cegueira B - Beribéri (cor da pele muda) C - escorbuto (gengivas-inchaço) D - Raquitismo (ossos fracos) Minerais -plástica -regulação Cálcio e fósforo – descalcificação, fadiga e fraqueza do sistema nervoso Ferro – anemia Iodo – Bócio Flúor – afecta dentes Sódio , Potássio e Cloro – aumento da tensão arterial Agua -plástica -reguladora Desidratação
    • As carências de minerais
    • As necessidades alimentares As necessidades alimentares de uma pessoa variam ao longo da vida. Factores que influenciam as necessidades alimentares: - A idade, o sexo, o peso, a altura, o tipo de actividade diária e o clima.
    • REGRAS PARA UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL - Deve ser moderada em produtos lácteos e carne e limitada no que diz respeito às gorduras e aos doces. - Tomar um pequeno-almoço adequado - Fazer uma refeição intercalar após três horas - Evitar refeições de difícil digestão - Tentar comer sempre à mesma hora - Ter um regime alimentar variado e equilibrado - Ingerir alimentos que forneçam ao organismo proteínas e hidratos de carbono de absorção lenta e com baixo teor de gorduras - Mastigar muito bem os alimentos
    • Processos de conservação O Homem tem-se preocupado em manter os alimentos comestíveis durante mais tempo, recorrendo aos processos de conservação. O método de conservação depende do alimento e do período que se quer manter o alimento.
      • Frio – A maioria dos micróbios perde a sua actividade a baixas temperaturas.
      • Quanto mais baixa for a temperatura,
      • maior será o período de conservação.
      • Abaixo dos 0 graus o alimento fica congelado.
      • Não se deve congelar alimentos
      • que já foram descongelados.
      • Seca
      • Alguns alimentos como o peixe,
      • a carne e os legumes são expostos
      • ao sol e ao vento.
      • Enlatamento
      • Permite conservar carne, peixe, frutos,
      • legumes, leguminosas.
      • Vinagre
      • Usa-se para conservar legumes, pois em geral os micróbios não se desenvolvem em ambientes muito ácidos.
      • Fumagem
      • Usa-se o fumo da combustão de madeira para conservar alimentos como carne, peixe e enchidos.
      • Salga
      • O sal impede o desenvolvimento de micróbios no peixe e na carne.
      • Calda de açúcar
      • É um processo muito usado na conserva de frutos, pois muitos micróbios não sobrevivem em grandes concentrações de açúcar.
      • Pasteurização
      • Consiste num aquecimento a temperaturas entre
      • os 75 e 85 graus, seguido de um arrefecimento brusco.
      • Depois o alimento deve ser mantido fora do
      • contacto com o ar.
    • Aditivos Corantes Conservantes Aromatizantes