Your SlideShare is downloading. ×
Curso de introdução
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Curso de introdução

3,657
views

Published on

Apresentação de conceitos de hardware software e periféricos.

Apresentação de conceitos de hardware software e periféricos.

Published in: Education

1 Comment
1 Like
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
3,657
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5
Actions
Shares
0
Downloads
244
Comments
1
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Introdução à Informática
    • Hardware e Software
    • Periféricos
    • Memórias
    •  Unidades de Medidas
    • Digitação (Conhecendo as teclas) .
    Instrutora:Vanusa Viana Nogueira Godinho Elaborado por: Vanusa Viana Nogueira Godinho 1
  • 2.
    • HARDWARE
    Dica: “ É a parte onde podemos tocar”. (ou seja, é a parte física do computador) 2
  • 3.
    • SOFTWARE
    Dica: “ É a parte onde NÃO podemos tocar”. (ou seja a parte lógica, que são os programas). 3
  • 4. Hardware ou, como se fala Rárduér
    • É formado por 2 elementos principais:
    • (1) Unidade Central e (2) Periféricos
    • A Unidade Central é formada pela Placa Mãe, Microprocessador e Memória RAM
    4
  • 5. Placa Mãe
    • É nela que fica instalado o microprocessador. É nela que são conectadas as demais placas do computador. A placa mãe também é chamada placa principal e placa de sistema.
    5
  • 6. Microprocessador ou processador
    • É considerado o cérebro do computador.
    • É o elemento de hardware responsável pela execução dos programas e controle dos demais elementos do computador
    6
  • 7. PERIFÉRICOS
    • Tudo que é ligado ao gabinete por meio de cabos é chamado de periférico.
    • Ex.: teclado, mouse, monitor de vídeo, impressora, scanner, etc.
    7
  • 8. São classificados assim
    • Periféricos de Entrada,
    • Periféricos de Saída,
    • Periféricos de Entrada e Saída e
    • Periféricos de Armazenamento
    8
  • 9. Periféricos de Entrada
    • São eles que FAZEM ENTRAR dados no processador para que sejam processados .
    • Ex.: Teclado, Mouse, drive de CD-Rom, DVD, Pen Drive, Scanner e Webcam
    9
  • 10.
    • Periférico de Entrada : Teclado
    10
  • 11. Periférico de Entrada : Mouse 11 Insere informações no computador através de Cliques.
  • 12. Periférico de Entrada: Drive de CD / DVD 12
  • 13. Periférico de Entrada: Scanner 13
  • 14. Periférico de Entrada: Web Cam 14
  • 15. Periféricos de Saída:
    • São eles que recebem os dados que SAEM do processador.
    • Ex: Monitor, Impressora e Caixa de Som.
    15
  • 16. Periférico de Saída: Monitor 16
  • 17. Periférico de Saída: Impressora 17
  • 18. Periférico de Saída: Caixa de Som ou Caixa Acústica 18
  • 19. Periféricos de Entrada e Saída
    • Enviam e recebem dados provenientes do processador .
    • Ex.: Fax-Modem, Placa de Rede, Drive de Disquete, CD-RW/DVD-RW (gravadora de CD e DVD) Placa de Som.
    19
  • 20. Periférico de Entrada e Saída: Fax Modem 20
  • 21. Periférico de Entrada e Saída: Drive de Disquete 21
  • 22. Periféricos de Entrada e Saída: Drive CD RW – DVD RW (Gravadora) 22
  • 23. Periférico de Entrada e Saída: Drive Zip Drive / Pen Drive 23
  • 24. Periférico de Entrada e Saída: Placa de Som 24
  • 25. Periféricos de Armazenamento
    • Depois de processados, pelo processador, os dados são armazenados.
    • Ex.: Disquete, CD-RW, CD-R, DVD (R/RW) HD (hard disk em português Disco Rígido), Zip Drive ou Pen Drive
    25
  • 26. DISQUETE CD 26
  • 27. DVD's 27
  • 28. HD (Hard Disk = Disco Rígido) 28
  • 29. Processador ou Microprocessador Entrada de dados Saída de dados No processador entram e saem dados. Os responsáveis por isso são chamados de periféricos. 29
  • 30. MEMÓRIAS
    • Há 2 memórias:
    • RAM - GRAVÁVEL
    • ROM - APENAS DE LEITURA
    30
  • 31. MEMÓRIA RAM
        • Significa RANDOM ACCESS MEMORY , ou seja memória de acesso randômico ou aleatório. Pode tanto ser lida quanto gravada, ou seja, o microprocessador pode ler o conteúdo desta memória e também gravar informações nela.
        • Têm seus dados automaticamente apagados no instante em que são desligadas. Os programas e os dados ficam armazenados no disco e são copiados para memória RAM na ocasião de seu processamento. É na memória RAM que os dados que digitamos ou que são processados ficam armazenados até o momento de serem gravados no disco.
    31
  • 32. MEMÓRIA RAM 32
  • 33. ROM - APENAS DE LEITURA
    • Memória apenas para leitura. Isso significa que, em operação normal, essa memória é apenas lida e nunca gravada. As ROM´s são memórias não voláteis. Seus dados não são perdidos quando o computador é desligado
    33
  • 34. Software ou, como se fala Sóftuér
    • É a parte lógica do computador, aquela em que não podemos tocar.
    • Um computador precisa de um conjunto de instruções (programas), para fazê-lo funcionar de forma adequada. O programa é instalado no computador. Ao ser instalado, o programa controla o computador para que ele execute operações específicas. Programas de computadores e quaisquer dados requeridos pelos programas são chamados de softwares.
    34
  • 35. VEJAMOS ALGUNS TERMOS DA INFORMÁTICA E O QUE ELES SIGNIFICAM: 35
  • 36. SISTEMA OPERACIONAL
    • Programa que administra o funcionamento do computador fornecendo informações básicas (comandos) para o seu bom desempenho.
    • Ex.: MS-DOS, Windows 95, Windows 98, Linux, Windows ME, Windows 2000, Windows XP e outros.
    36
  • 37. Sistema estudado: Linux
    • É um sistema operacional, software livre, que nasceu de um projeto de Linus Benedict Torvald.
    • O nome Linux surgiu da mistura de Linus + Unix.
    • No site < http://pt.wikipedia.org/wiki/linux > aprendemos muito sobre o sua historia.
    37
  • 38. Software Livre
    • Qualquer programa de computador que pode ser usado, copiado, estudado, modificado e redistribuido sem nenhuma restriç ão (open source).
    • O Linux, baseado em software livre, por isso as empresas não cobram pelo sistema em si, mas por serviços adicionais, como publicação de manuais, suporte treinamento, etc.
    38
  • 39.
    • Algumas distribuiçoes são vendidas, isto não significa que é o preço do sistema.
    • É o valor dos CD's gravados, do manual que acompanha o produto, do suporte técnico oferecido e do custo do envio pelo correio. A cópia e a distribuição são permitidas, o que é uma das premissas do software livre.
    39
  • 40. COMPUTADOR
    • Aparelho eletrônico capaz de aceitar informações, processá-las, chegando a um resultado desejado
    40
  • 41. INFORMÁTICA
    • Ciência que estuda o tratamento da informação através do computador.
    41
  • 42. VÍRUS São programas que podem contaminar arquivos e programas, danificando estes ou o próprio computador 42
  • 43. ANTIVÍRUS
    • São programas que detectam os vírus e restauram arquivos e programas infectados.
    43
  • 44. BOOT
    • Inicialização do computador
    44
  • 45. SETUP
    • Área de configuração dos componentes do computador
    45
  • 46. TIPOS DE COMPUTADORES
    • DESKTOPS: São computadores de mesa, normalmente mais baratos e tem mais disponibilidades de peças no mercado.
    46
  • 47. TIPOS DE COMPUTADORES
    • NOTEBOOKs: São computadores portáteis, menores e mais leves para serem transportados e normalmente mais caros. Eles possuem mouse, memória, HD, iguais aos micros comuns (desktops).
    47
  • 48.
    • Netebooks : são computadores da mesma categoria que os notebooks a maior diferença entre eles está no fato de que os netebooks foram criados para usuários que necessitam, apenas navegar na internet e trabalhar com aplicativos leves, já que a sua capacidade de armazenamento é bem menor.
    48
  • 49.
    • Palmtops : portáteis semelhantes à agenda telefônica, cabem na palma da mão e são bem mais leves que os Netebooks.
    49
  • 50.
    • Tablets PC : em formato de prancheta, pode ser utilizado para acesso a internet, organização pessoal, visualização de fotos, videos, leitura de livros, jornais e revistas e para entretenimento com jogos 3D.
    • Apresenta uma tela touchscreen, dispositivo principal. A ponta dos dedos ou uma caneta aciona suas funcionalidades.
    50
  • 51. 51 Periférico de Entrada e Saída de Dados: Driver 3 ½ . Dispositivo onde se colocam disquetes de 3 ½ , também conhecido como Unidade A: Botão Powe r : Liga e Desliga o computador Periférico de Entrada e Saída de Dados: Driver CD/DVD . Podendo Ter como atribuição a Letra D: ou E:, etc Entrada USB. Pode ter como atribuição a letra E: ou F:, etc. Dispositivo onde se colocam Pen Drives, etc.. Gabiente. Muitos falam erradamente CPU. Parte física onde ficam instalados todos os componentes do computador: Placa mãe, drivers, hd etc.. Ligando o computador: 1 – Ligar o Nobreack ou Estabilizador 2 – Ligar gabinete (botão power) 3 – Ligar o Monitor de vídeo 4 – Digitar nome de usuário e senha Desligando o computador: 1- Clique no bot ã o Iniciar 2- Clique em Fechar Sess ã o 3 Clique em Desligar 4 Desligue o monitor 5 Desligue o estabilizador ou nobreack
  • 52. UNIDADES DE MEDIDA
    • Bit : Um impulso elétrico
    • Byte : É composto por 8 bits
    • Kilo Byte = 1024 bytes ( enquanto 1 kilo = 1000 gramas, etc)
    • Mega Byte = 1024 x kbytes
    • Giga Byte = 1024 x Mbytes
    • Tera Byte = 1024 x Gbytes
    52
  • 53. UNIDADES DE MEDIDA 53
  • 54.
    • Qual é a diferença entre um bit e um byte?
    • Um byte é uma informação inteira (por exemplo, um número).
        • E os bits são as oito peças que, colocadas juntas, permitem ao sistema reconher que número é aquele.
    54
  • 55. Um kilobyte são mil bytes, assim como um km são 1000 metros e um kg são 1000 gramas ?
      • Kilo é uma palavra grega que significa mil , logo um kilobyte tem mil bytes, certo? Infelizmente não, a informática é simples mas nem tanto.
      • Um kilobyte tem 1024 bytes. Porque a base de tudo é o número 2, e a capacidade de processamento dos micros evolui em múltiplos, sempre dobrando em relação à medida anterior: 4k, 8k, 16k, 32k, 64k, 128k, 256k, 512k, 1024 k, o que dá o valor mais próximo de 1000. A explicação é que o sistema usa como base o logarítimo 2: o número 1024 corresponde a 2 10 ....
    55
  • 56. Técnica de digitação
    • A técnica básica de digitar consiste em manter os pulsos erguidos, ao invés de apoiá-los sobre a mesa, pois isso pode causar síndrome do túnel carpal. O digitador deve manter os cotovelos ao lado do corpo, levantar ligeiramente as mãos sobre o teclado. A maneira mais eficiente de digitar é manter os olhos na tela do dispositivo, corrigindo possíveis erros mais rapidamente. Quando não se faz assim, diz-que a pessoa está &quot;catando milho&quot;. Atualmente, quase todo teclado possui marcas sobre as letras F e J, que servem para o digitador encontrar a posição inicial de digitação apenas com o tato. Para pôr os dedos na posição inicial, basta colocar os dedos indicadores sobre as teclas marcadas, e os outros dedos sobre as teclas imediatamente vizinhas.
  • 57. Conhecendo as teclas 56
  • 58.  
  • 59. FIM Elaborado pela Profª. Vanusa Viana Nogueira Godinho