• Like
  • Save
Parte escrita dtas causadas por parasitas
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Parte escrita dtas causadas por parasitas

on

  • 650 views

 

Statistics

Views

Total Views
650
Views on SlideShare
650
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
4
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Parte escrita dtas causadas por parasitas Parte escrita dtas causadas por parasitas Document Transcript

    • DTAS CAUSADAS POR PARASITAS PARASITAS são seres que dependem de um hospedeiro vivo para crescer e se reproduzir, e variam desde organismos unicelulares, como os protozoários, até animais pluricelulares, como as solitárias. TOXOPLASMOSE -Causada pelo protozoário: Toxoplasma gondii -Infecta animais de sangue quente -Hospedeiro : Gatos Meios de transmissão: 1. Ingestão de carne infestada, mal passada, contendo cistos de Toxoplasma; 2. Ingestão de oocistos por mãos ou alimentos contaminados por fezes; 3. Transplante de órgãos ou transfusão sangüínea; 4. Transmissão transplacentária Ciclo reprodutivo
    • Os gatos se infestam com o T. gondii ao comerem carne crua. Após a ingestão de cistos ou oocistos pelo gato, os organismos viáveis são liberados desses cistos e invadem as células epiteliais do intestino delgado, onde ocorre o ciclo assexuado, seguido por um ciclo sexuado e formação de oocistos, que são excretados. Os oocistos não esporulados levam de um a cinco dias para esporular (forma infectante), após serem excretados. Os gatos eliminam um número elevado de oocistos por apenas uma ou duas semanas. Os oocistos podem sobreviver no ambiente por vários meses e são extremamente resistentes a desinfetantes, congelamento e desidratação, mas são mortos pelo calor de 70oC por dez minutos. Sintomas: fadiga, cefaléia, dor muscular e nas articulações e, febre, manchas pelo corpo, em alguns casos, os olhos e outros sistemas orgânicos podem ser afetados. na transmissão transplacentária pode haver aborto ou má-formação do feto. Exemplo de uma doença que o feto adquire: Hidrocefalia  a toxoplasmose é uma das infestações humanas mais comuns no mundo. prevenção: O melhor controle é manter gatos fora das instalações dos animais, não alimentá-los com carne crua, lavar bem os alimentos, lavar as mãos após o contato com estes animais. 2- ANISAQUÍASE Agente causador: Anisakis simplex Modos de transmissão ao homem: consumo de pescados crus ou mal passado ou insuficientemente congelados freqüentemente presentes no músculo de bacalhau, haddock, salmão do Pacífico, arenque e linguado. Ciclo Reprodutivo:
    • Os anisaquídeos raramente atingem a maturidade dentro do homem, e são geralmente eliminados espontaneamente depois de três semanas de infestação. espéceis adultos de Anisakis simplex são encontrados no estômago de baleias e golfinhos, e os ovos fecundados do parasita são eliminados com as fezes do hospedeiro. Na água do mar, os ovos embrionados se transformam em larvas que se desenvolvem nesse ambiente. Essas larvas infectam pequenos crustáceos e outros pequenos invertebrados. A larva cresce nesses invertebrados e se torna infectante para o próximo hospedeiro, um peixe ou um invertebrado maior, como a lula. A larva pode penetrar no trato digestivo do segundo hospedeiro e alcançar os músculos. Existem algumas evidências de que as larvas do nematódeo se movem da víscera para o músculo se o peixe hospedeiro não for imediatamente eviscerado após a captura. Sintomas: sensação de picada ou coceira na garganta e expele o nematódeo, por tosse, ou o extrai manualmente, nos casos mais graves, os indivíduos apresentam dor abdominal aguda, muito parecida à dor de apendicite,acompanhada por náuseas. Os sintomas podem surgir de uma hora até duas semanas após o consumo de pescados crus ou mal cozidos  O Japão tem o maior número de casos registrados devido ao grande volume de peixe cru Medidas de Conservação: O processamento comercial reduz o número de nematódeos em certos pescados de carne branca;, recomenda que todo pescado ou marisco destinado a ser consumido cru ou semi-cru, seja congelado rapidamente a - 35°C ou menos, por 15 horas, ou congelado normalmente a — 20°C ou menos, por sete dias. 3- GIARDÍASE Causada pelo protozoário: Giardia lamblia Meio de contaminação: consumo de água contaminada, manipuladores de alimentos infestados , vegetais contaminados ou ingeridos crus, Os ambientes frios e úmidos favorecem a sobrevivência do organismo, sistemas de água contaminados, sem filtro de areia ou com defeitos no sistema de filtração.
    • Ciclo de Reprodução: Sintomas: Intolerância a lactose, em casos mais graves há síndrome de má absorção e perda de peso grave, azia e náusea, ocorrem cólicas seguidas de diarréia, perda de apetite, irritabilidade. Medidas de prevenção: Só ingerir alimentos bem lavados e/ou cozidos, Lavar as mãos antes das refeições e após o uso de sanitários, construção de fossas e redes de esgotos, só beber água filtrada e/ou fervida. 4- ASCARIDÍASE Causado pelo nematelminto: Ascaris lumbricoides Contaminação: Más condições de higiene e de saneamento básico favorecem o contato desses ovos com a terra, a água, e com alimentos que são ingeridos. As crianças são a populações mais atingidas. Ciclo de reprodução do Ascaris lumbricoides:
    • Sintomas: Dor abdominal, flatulência, cólica, diarréia, náuseas, vômito e presença de vermes nas fezes. Pode ocorrer alergias, pneumonia e choque anafilático embora sejam mais raras. grandes infestações podem causar oclusão intestinal, o que pode, inclusive, levar a morte. Prevenção: saneamento básico, cuidados com a utilização das fezes como adubo, higienização correta e lavagem dos alimentos 5- TENÍASE É Classificada em Tênia Solium e Tênia Saginata parasita intestinal de vertebrados, tem o corpo formado por anéis, mede de 2 a 3 metros e fica alojada no intestino de adultos ou crianças. Cada anel pode ter até oitenta mil (80.000) ovos que são eliminados pelas fezes. Sintomas: Diarréias, prisão de ventre, insônia e irritabilidade, aparência magra, anemia, Indisposição e Cansaço. 5.1- Taenia saginata : mede normalmente cinco metros, mas pode chegar a 25 m, reside no intestino delgado, Produz proglótides que se engravidam contém de 80.000 a 100.000 ovos, elas destacam-se do verme e migram para o ânus ou saem com as fezes Ciclo de de reprodução:
    • Cada proglótide produz gametas masculino e femininos que se fecundam, formando muitos ovos. As proglótides cheias de ovos se destacam do corpo da tênia e são eliminados com as fezes da pessoa infectada (hospedeiro definitivo). Os ovos podem contaminar a água ou os alimentos e, se forem ingeridos por bovinos e suínos (hospedeiros intermediários), irão se alojar na carne desses animais. No intestino do animal, os ovos liberam a oncosfera, que evagina, invade a parede intestinal e migra para os músculos estriados, onde se desenvolve, para cisticerco. O cisticerco pode, sobreviver por muitos anos no animal. A ingestão de carne crua ou mal passada com cisticerco infesta o homem. No intestino humano, o cisticerco se desenvolve para verme adulto em dois meses, e pode sobreviver por mais de 30 anos. 4.2 Taenia solium Ciclo de reprodução: O cisticerco se desenvolve em músculos estriados, no cérebro e em outros tecidos de suínos e outros animais, inclusive no homem. Os seres humanos podem desenvolver a teníase ao ingerir carne suína mal cozida que contenha cisticercos. O que é cisticercose? Os cisticercos podem atingir a musculatura ou o cérebro, ao se alojarem no cérebro, podem provocar convulsões semalhantes as da epilepsia. Essa doença chama-se cirticercose. Prevenção da teníase: Impedir que os ovos de tênias sejam ingeridos por animais como porcos ou bois, Evitar carne crua ou mal cozida, Cosir bem os alimentos.