Problemas ambientais

893 views
653 views

Published on

Geografia_9.ano

Published in: Education
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
893
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
41
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Problemas ambientais

  1. 1. Trabalho elaborado por: • Carlos Bento Nº5 • Inês Figueiredo Nº15 • Ivo Tavares Nº16
  2. 2. • Com este trabalho ao desenvolver este tema pretendemos ficar mais elucidados perante os problemas ambientais e o impacto que podem vir a causar no planeta Terra.
  3. 3. As florestas cobrem cerca de um terço da superfície terrestre e desempenham funções importantes para o equilíbrio ambiental do nosso planeta: • Produzem oxigénio e absorvem o dióxido de carbono, são por isso, muitas vezes consideradas o pulmão da Terra; • Fixam as camadas superficiais dos solos e permitem a retenção da água no subsolo, diminuindo o risco da desertificação; • Fornecem alimento e habitat a um elevado número de espécies;
  4. 4. CAUSAS: • Os fogos florestais, tanto de origem natural como origem humana; • A necessidade de alargamento das áreas destinadas à agricultura e à pecuária; • A extração de madeira para alimentar a indústria de construção, do mobiliário e do papel; • O abate para uso energético; • A expansão humana devido ao afluxo das pessoas às cidades; • O desenvolvimento das vias de comunicação; • O incremento das áreas turísticas; • A poluição atmosférica e os seus fenómenos, como por exemplo as chuvas ácidas.
  5. 5. CONSEQUÊNCIAS: • Redução da biodiversidade, devido à diminuição do número de espécies vegetais e animais; • A erosão dos solos e a desertificação; • A alteração climática devido à evapotranspiração; • Diminuição das precipitações, em resultado a diminuição da humidade atmosférica; • O aumento do efeito de estufa devido ao aumento do dióxido de carbono na atmosfera; • Redução da produção de oxigénio;
  6. 6. MEDIDAS PARA A PREVENÇÃO DA DESFLORESTAÇÃO • Prevenir os incêndios; • Conservar as plantas e os animais das florestas tropicais, através da proteção dos habitats; • Investir na reflorestação de modo a criar novas fontes de madeira e reabilitar as áreas florestais degradadas; • Criação de parques e reservas naturais que impedem o corte e a danificação das árvores; É importante haver uma gestão eficiente e controlada das florestas, com a legislação protetora.
  7. 7. DESFLORESTAÇÃO
  8. 8. A desertificação é um processo que conduz à degradação do solo e que tem origem em fatores naturais e humanos. É hoje um grave problema pois afeta mais de um sexto da população mundial e cerca de 30% das áreas continentais. Em Portugal, aproximadamente 60% do território (interior leste e sul) é suscetível de vir a sofrer de desertificação.
  9. 9. DESERTIFICAÇÃO A desertificação refere-se à degradação dos solos provocada por: • desflorestação desflorestação Atividades humanas consumo de lenha sobrepastoreiro alterações climáticas
  10. 10. Consequências: • Falta de água; • Despovoamento; • Agravamento da pobreza; • Perda da biodiversidade; • Perda do solo por erosão; • Diminuição dos recursos hídricos; • Aumento dos períodos de secas.
  11. 11. FORMAS DE EVITAR A DESERTIFICAÇÃO • Reflorestação e manutenção do solo protegido com vegetação durante todo o ano; • Adequação das culturas ao tipo de solos; • Estudo da particularidade de cada solo; • Participação de cada solo; • Participação da população; • Recuperação e conhecimento tradicional no que toca às boas práticas agrícolas.
  12. 12. DESERTIFICAÇÃO
  13. 13. Por que razão é tão importante a biodiversidade? Na biosfera, sem intervenção do Homem, todas as espécies estariam em equilíbrio contínuo. Todos estamos dependentes das plantas e dos animais, desde os microorganismos até às espécies de maior porte. Mas o Homem, num desejo quase insaciável de riqueza, parece não considerar como fundamental a preservação da biodiversidade de que ele faz parte.. E esta é essencial para as atividades humanas.
  14. 14. CAUSAS DA PERDA DA BIODIVERSIDADE • Desflorestação da floresta tropical; • Pressão agrícola; • A caça não regulamentada; • Poluição da água, do ar e dos solos; • A introdução de espécies exóticas ao habitat;
  15. 15. • Diminuição dos habitats naturais • Extinção e/ou diminuição de populações; • Fragmentação da paisagem • Extinção de espécies • Contaminação genética • Aumento da mortalidade • Acidificação • Alteração do funcionamento dos ecossistemas
  16. 16. • PROTOCOLO DE MONTREAL • É um acordo internacional, criado no âmbito da Convenção de Viena para a Proteção da Camada de Ozono de 1985 (onde os países se comprometeram em trocar informações, estudar e proteger a camada de ozono), comprometendo-se a eliminar o CFC completamente até 2010.É composto por cinco acordos firmados em Montreal, Canadá, em 16 de setembro de 1987. Durante dois anos o protocolo esteve aberto às assinaturas pelos países, recebendo a adesão de 46 governos.
  17. 17. PROTOCOLO DE QUIOTO • Trata-se de uma série de eventos iniciada com a Toronto no Canadá em 1988, seguida pelo IPCC's em Sundsvall, Suécia em 1990 . Constitui-se no protocolo internacional com compromissos mais rígidos para a redução da emissão dos gases que agravam o efeito estufa, considerados, de acordo com a maioria das investigações científicas, como causa antropogénicas do aquecimento global. Discutido e negociado em Quioto no Japão em 1997.Por ele é proposto um calendário pelo qual os países-membros têm a obrigação de reduzir a emissão de gases do efeito estufa .
  18. 18. • Energias renováveis são produzidas através de fontes inesgotáveis (o sol, o vento…),mas também em por recursos que podem ser repostos como a biomassa. Das suas principais vantagens podemos destacar a redução dos combustíveis fósseis e principalmente a emissão dos gases do efeito de estufa.
  19. 19. • Formas de poupar energia: • Preferir o duche em vez do banho de imersão; • • • • Secar a roupa naturalmente; Desligar o stand-by de todos os aparelhos; Apagar as luzes quando não estiverem a ser usadas; Na construção ou compra da casa optar por uma orientação solar virada para sul; • Substituir as lâmpadas incandescentes por fluorescentes compactas.
  20. 20. POLUIR MENOS • Medidas para poluir menos: • Separar o lixo para reciclagem; • Evitar o desperdício de água; • Evitar andar de carro; • Usar combustíveis não poluentes.
  21. 21. • Para aumentar a quantidade de água disponível para consumo o que podemos obter com medidas como a poupança de água nos usos domésticos ,principalmente na agricultura e dessalinização da água do mar.
  22. 22. • A biodiversidade tem vindo a ser muito afetada e por isso para a proteger tem que se apostar na reflorestação, na preservação das espécies em vias de extinção * e nas áreas protegidas.
  23. 23. ÁREA PROTEGIDAS • Áreas protegidas são locais geográficos definidos através de meios legais ou outros igualmente eficientes, com o fim de obter a conservação ao longo do tempo da natureza com os serviços associados ao ecossistema e os valores culturais.
  24. 24. ESPÉCIES EM VIA DE EXTINÇÃO * • Panda- É uma das espécies em vias de extinção devido à devastação das florestas • Koala-São mortos e pois a sua pele é muito valiosa, por outro lado também se encontram em vias de extinção por causa dos incêndios e devido á falta de arvores que são cortadas pelos lenhadores. • Tartaruga marinha- a poluição das águas e as redes de pesca são os maiores inimigos destes animais pois ficam presos nas redes e a procura dos seus ovos pela cozinha asiática também tende em reduzir a sua espécie. asiáticas e á lenta produção de bambu e ainda devido à caça ilegal;
  25. 25. ORGANIZAÇÕES ECOLOGISTAS • Alertam-nos para os problemas ambientais e promovem campanhas para a preservação de espécies e dos habitats naturais. De entre todas podemos destacar: • Greenpeace: Atua internacionalmente em questões relacionadas à preservação do meio ambiente e desenvolvimento sustentável, com campanhas dedicadas às áreas de florestas ,procura sensibilizar a opinião pública através de publicidades . Sua atuação é baseada nos pilares filosófico-morais . • WWF: ( World Wide Fund for Nature )é uma organização não governamental internacional que atua nas áreas da conservação, investigação e recuperação ambiental
  26. 26. • WWF: ( World Wide Fund for Nature )é uma organização não governamental internacional que atua nas áreas da conservação, investigação e recuperação ambiental. • QUERCUS: Associação portuguesa que se afirma, independente de âmbito nacional, constituída por cidadãos que se juntaram em torno do mesmo interesse ,a defesa do Ambiente em geral. Designa-se Quercus, por serem os Carvalhos, as Azinheiras e os Sobreiros (cuja designação comum em latim é Quercus) as árvores características dos ecossistemas florestais mais evoluídos que cobriam o país e de que restam, atualmente, apenas relíquias muito degradadas.
  27. 27. Esperemos que o objetivo do nosso trabalho tenha sido alcançado e que todos tenham ficado mais esclarecidos à cerca dos problemas ambientais que nos rodeiam ,porque todos em conjunto podemos mudar um pouco os problemas a que o nosso planeta está exposto.

×