Inovações de TIC na área de Hardware

436 views

Published on

Apresentação de slides para a matéria de Sistemas de Informação sobre processos de TIC para Hardware.

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
436
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
60
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Inovações de TIC na área de Hardware

  1. 1. PROCESSOS DE TIC HARDWARE Leonardo Mendonça Vanessa Menezes
  2. 2. Internet Fibra Óptica  O que é?  NET – 120 Mbps  GVT – 150 Mbps  Vivo e Oi - 200Mbps
  3. 3. Internet Fibra Óptica  Vantagens:  Dimensões reduzidas;  Capacidade para transportar grande quantidade de informações;  Imunidade às interferências eletromagnéticas;  Matéria-prima abundante;  Segurança do sinal;  Pequeno tamanho e peso;  Custos potencialmente baixos;
  4. 4. Internet Fibra Óptica  Desvantagens:  Fragilidade nas fibras ópticas ainda não encapsuladas;  Dificuldade para conexão;  Dificuldade para ramificações;  Impossibilidade de alimentação remota;  Falta de padronização dos componentes ópticos
  5. 5. Sistema de Ponto e Aceso  O que é?
  6. 6. Sistema de Ponto e Acesso  Vantagens  Maior confiabilidade à marcação de ponto;  Segurança na entrada e saída;  Sistema de simples manuseio;  Rígido controle dos horários de entrada e saída;
  7. 7. Sistema de Ponto e Acesso  Desvantagens  Suscetível a falsificação;  Sistema sujeito a interferências;  Dependente de energia;  Custo elevado;
  8. 8. Autotrac  O que é?
  9. 9. Autotrac  O que é?
  10. 10. Autotrac  Vantagens  Permite ao transportador o controle da frota;  Possível pré-determinar melhores rotas;  Maior segurança da carga e do veículo;  É possível obter informações detalhadas sobre detalhes do deslocamento do veículo;  Mobilidade para o usuário acessar o sistema;  Economia de gastos;
  11. 11. Autotrac  Desvantagens  Limitações devido ao uso da tecnologia por satélite;  Alto custo do sistema;  Dependência dos sinais dos satélites, que podem ser obstruídos;
  12. 12. Data Center em Container  O que é?
  13. 13. Data Center em Container  Vantagens  Permite crescimento pelo acréscimo de unidades;  Processo de fabricação padronizável;  Transportável;  Redução de até 40% no consumo de energia;  Apropriado para ambientes externos;
  14. 14. Data Center em Container  Desvantagens  Se houver falha no ar condicionado a temperatura pode dobrar em um minuto;  Não pode ser considerado um data center de missão crítica;  Alto custo;  Possibilidade de pontos únicos de falha;  A segurança precisa de reforços adicionais;  Área interna de trabalho reduzida;  Podem haver riscos em transportes;
  15. 15. Reconhecimento Facial Utilizando o Rapsberry Pi com Câmera  O que é?
  16. 16. Reconhecimento Facial Utilizando o Rapsberry Pi com Câmera  Para que serve?  Controle presencial de alunos e funcionários
  17. 17. Reconhecimento Facial Utilizando o Rapsberry Pi com Câmera  A quem se destina?  Empresas e Instituições de ensino
  18. 18. Reconhecimento Facial Utilizando o Rapsberry Pi com Câmera  Como é Aplicada?
  19. 19. Reconhecimento Facial Utilizando o Rapsberry Pi com Câmera  Vantagens:  Tamanho reduzido mesmo com a câmera;  Melhor controle de acesso em locais restritos;  Controle presencial para alunos, professores e funcionários;  SO baseado no Linux;  Utiliza software livre;  Baixo custo;  Muitos colaboradores pelo mundo;  Possibilidade de produção Rapsberry Pi no Brasil;
  20. 20. Reconhecimento Facial Utilizando o Rapsberry Pi com Câmera  Desvantagens:  Necessidade de câmera na entrada ou dentro do ambiente;  Necessidade de aprimoramento do software de reconhecimento facial;
  21. 21. Micro Drones com câmera  O que é?
  22. 22. Micro Drones com câmera  Pra que serve?  Serviços de filmagens para inspeção de linhas de transmissão, aerogeradores, etc.
  23. 23. Micro Drones com câmera  A quem se destina?  Empresas de energia, etc.
  24. 24. Micro Drones com câmera  Como é aplicada? A tecnologia de tamanho reduzido, utilizando câmera com possibilidade de gravar imagens e vídeos. Controlado por tablet ou smartphone.
  25. 25. Micro Drones com câmera  Como é aplicada?
  26. 26. Micro Drones com câmera  Vantagens:  Versatilidade;  Tamanho reduzido;  Compatibilidade com smartphones e tablets;  Redução de custo com relação ao método atual;  Possibilidade de fotografar e filmar inspeções;  Câmera com controle independente do voo;  Retorno automático para origem estando fora de alcalce;
  27. 27. Micro Drones com câmera  Desvantagens:  Autonomia limitada de bateria (máximo de 30 minutos);  Ventos fortes;  Não desvia automaticamente de objetos;
  28. 28. Impressora 3D de baixo custo  O que é?
  29. 29. Impressora 3D de baixo custo  Para que serve?
  30. 30. Impressora 3D de baixo custo  A quem se destina?  Empresas e pessoas físicas
  31. 31. Impressora 3D de baixo custo  Como é aplicada?
  32. 32. Impressora 3D de baixo custo  Vantagens:  Grande redução de custo na impressão e na aquisição;  Possibilidade de avaliar a peça antes da produção;  Prototipagem mais rápida;  Diminuição do tempo de desenvolvimento de um produto;  Impressão colorida;  Conexão USB;  Tecnologia Nacional;  Capaz de imprimir protótipos complexos com alto detalhe;
  33. 33. Impressora 3D de baixo custo  Desvantagens:  Tecnologia incipiente;  Produção reduzida, menor que a demanda;  Impressão somente em plástico;
  34. 34. Impressora 3D de baixo custo  Como é aplicada?  Impressora 3D para metais usando solda MIG possui custo de US$ 1500,00. Atualmente é possível imprimir engrenagens, mas com potencial de ir além.

×