A ARTE DO VIRALMedia Contagiante e a Ciência das Redes
VIRALAs doenças não têm memória
VIRALPropagação de media
IDEIAS AMPLIFICADAS A Internet como um enorme megafone
“Dar uma razão às pessoas    para falarem sobre algo  nosso, e tornar fácil que essa      conversação ocorra”        — And...
VELOCIDADE E DISTRIBUIÇÃO     As unidades de acção em WOM           www.womma.org
BUZZ POSITIVO    e negativo
ECONOMIA DE ATENÇÃO35h de video são carregadas a cada minuto             para o YouTube.
MEDIA CONTAGIANTE      Natureza de canais   Propagação da mensagem
INFLUENTES vs. INFLUENCIÁVEIS       Cascatas de informação
PEQUENOS FOGOSEm terreno propício para se propagarem
MUNDOS PEQUENOS e os seis graus de separação
Sobrevivência       Eficiência      Prova Social    Reconhecimento     ReciprocidadePORQUE PARTILHAMOS?
LOL     -       WIN         -   OMG cute       -    fail   -       wtf
Espantosas         Úteis    Surpreendentes       Positivas       AfectivasO QUE PARTILHAMOS?
CULTURA PARTILHADAMatt Harding e a sua dança pelo mundo
SORTEou oportunidade
OPORTUNIDADE Já ligaste ao Paulo Bento?
BIG SEED MARKETINGpublicidade tradicional + propagação viral               Lei de Zipft
ENVIAR E RECEBER Acessibilidade da mensagem
Personalização Duplo sentidoCurto e simplesFakes e spoofs TÁCTICAS
TÁCTICAS
CRIAR ATALHOS Velocidade e distribuição
MEMESFacilitar a remistura
IDEIAS QUE SE PROPAGAM      Um herói improvável
E HÁ VIRAISque não se conseguem planear
OBRIGADOarmandoalves@gmail.com
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Upload Lisboa 2011 - "A Arte do Viral" - Media contagiante, WOM e a ciência das redes - Armando Alves

711 views
526 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
711
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Upload Lisboa 2011 - "A Arte do Viral" - Media contagiante, WOM e a ciência das redes - Armando Alves

  1. 1. A ARTE DO VIRALMedia Contagiante e a Ciência das Redes
  2. 2. VIRALAs doenças não têm memória
  3. 3. VIRALPropagação de media
  4. 4. IDEIAS AMPLIFICADAS A Internet como um enorme megafone
  5. 5. “Dar uma razão às pessoas para falarem sobre algo nosso, e tornar fácil que essa conversação ocorra” — Andy SernovitzWORD-OF-MOUTH MARKETING
  6. 6. VELOCIDADE E DISTRIBUIÇÃO As unidades de acção em WOM www.womma.org
  7. 7. BUZZ POSITIVO e negativo
  8. 8. ECONOMIA DE ATENÇÃO35h de video são carregadas a cada minuto para o YouTube.
  9. 9. MEDIA CONTAGIANTE Natureza de canais Propagação da mensagem
  10. 10. INFLUENTES vs. INFLUENCIÁVEIS Cascatas de informação
  11. 11. PEQUENOS FOGOSEm terreno propício para se propagarem
  12. 12. MUNDOS PEQUENOS e os seis graus de separação
  13. 13. Sobrevivência Eficiência Prova Social Reconhecimento ReciprocidadePORQUE PARTILHAMOS?
  14. 14. LOL - WIN - OMG cute - fail - wtf
  15. 15. Espantosas Úteis Surpreendentes Positivas AfectivasO QUE PARTILHAMOS?
  16. 16. CULTURA PARTILHADAMatt Harding e a sua dança pelo mundo
  17. 17. SORTEou oportunidade
  18. 18. OPORTUNIDADE Já ligaste ao Paulo Bento?
  19. 19. BIG SEED MARKETINGpublicidade tradicional + propagação viral Lei de Zipft
  20. 20. ENVIAR E RECEBER Acessibilidade da mensagem
  21. 21. Personalização Duplo sentidoCurto e simplesFakes e spoofs TÁCTICAS
  22. 22. TÁCTICAS
  23. 23. CRIAR ATALHOS Velocidade e distribuição
  24. 24. MEMESFacilitar a remistura
  25. 25. IDEIAS QUE SE PROPAGAM Um herói improvável
  26. 26. E HÁ VIRAISque não se conseguem planear
  27. 27. OBRIGADOarmandoalves@gmail.com

×