Your SlideShare is downloading. ×
0
Cicatrizes
Cicatrizes
Cicatrizes
Cicatrizes
Cicatrizes
Cicatrizes
Cicatrizes
Cicatrizes
Cicatrizes
Cicatrizes
Cicatrizes
Cicatrizes
Cicatrizes
Cicatrizes
Cicatrizes
Cicatrizes
Cicatrizes
Cicatrizes
Cicatrizes
Cicatrizes
Cicatrizes
Cicatrizes
Cicatrizes
Cicatrizes
Cicatrizes
Cicatrizes
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Cicatrizes

155

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
155
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Cicatrizes...
  • 2. Há alguns anos, em um dia quente de verão, um pequeno menino decidiu ir nadar no lago que havia atrás de sua casa.
  • 3. Na pressa de mergulhar na água fresca, foi correndo e deixando para trás os sapatos, as meias e a camisa.
  • 4. Voou para a água, não percebendo que enquanto nadava para o meio do lago, um jacaré estava deixando a margem e entrando na água.
  • 5. Sua mãe, em casa, olhava pela janela enquanto os dois estavam cada vez mais perto um do outro. Com medo absoluto, correu para o lago, gritando para seu filho o mais alto quanto conseguia.
  • 6. Ouvindo sua voz, o pequeno se alarmou, deu um giro e começou a nadar de volta ao encontro de sua mãe.
  • 7. Mas era tarde.
  • 8. Assim que a alcançou, o jacaré também o alcançou. A mãe agarrou seu menino pelos braços enquanto o jacaré agarrou seus pés.
  • 9. Começou um cabo-de-guerra incrível, entre os dois. O jacaré era muito mais forte do que a mãe, mas a mãe era por demais apaixonada para deixá-lo ir.
  • 10. Um fazendeiro que passava por perto, ouviu os gritos, pegou uma arma e disparou no jacaré.
  • 11. De forma impressionante, após semanas e semanas no hospital, o pequeno menino sobreviveu.
  • 12. Seus pés extremamente machucados pelo ataque do animal, e, em seus braços, os riscos profundos onde as unhas de sua mãe estiveram cravadas no esforço sobre o filho que ela amava.
  • 13. Um repórter de jornal que entrevistou o menino após o trauma, perguntou-lhe se podia mostrar suas cicatrizes.
  • 14. O menino levantou seus pés. E então, com óbvio orgulho, disse ao repórter:
  • 15. “ Mas olhe em meus braços ”.
  • 16. “ Eu tenho grandes cicatrizes em meus braços também”. “ Eu as tenho porque minha mãe não deixou eu ir”.
  • 17. Você e eu podemos nos identificar com esse pequeno menino. Nós também temos muitas cicatrizes.
  • 18. Não a de um jacaré, ou qualquer coisa assim tão dramática.
  • 19. Mas as cicatrizes de um passado doloroso. Algumas daquelas cicatrizes são feias e causam-nos profunda dor.
  • 20. Mas, algumas feridas, meu amigo, são porque DEUS se recusou a nos deixar ir.
  • 21. E enquanto você se esforçava, Ele estava lhe segurando.
  • 22. Se hoje o momento é difícil, talvez o que está te causando dor seja Deus cravando-lhe suas unhas para não te deixar ir.
  • 23. Lembre-se do jacaré e muito mais daquele que mesmo em meio a tantas lutas nunca vai te abandonar.
  • 24. Deus certamente vai fazer o que for necessário para não te perder, ainda que para isso seja preciso deixar-lhe cicatrizes.
  • 25. Se esta mensagem tocou seu coração, não seja egoísta e divida com outros, pois edificou muito a minha vida e acredito que edificará outras também.
  • 26. LEMBRE-SE SEMPRE QUE VOCÊ É ESPECIAL PARA DEUS. Adaptação do texto para PowerPoint (Luciano)

×