Treinamento OUI 2011

740 views

Published on

Treinamento para a confecção do Plano de Produto

Ricardo Normand, Biominas Brasil

Olimpíada USP de Inovação – 2011
www.inovacao.usp.br/olimpiada2011

Realização:
Agência USP de Inovação
Pró-Reitoria de Pesquisa

Apoio

3M
Interfarma - Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa
Dow AgroSciences

Natura - Bem estar bem
Basf - The Chemical Company
Kraft foods
Clarke Modet & C° Brasil

Bayer
Heliar - Baterias
KPMG
Biominas - Brasil

Ourofino - Agronegócio
Algar - Gente servindo gente
AES Eletropaulo - AES Sul - AES Tietê - AES Uruguaiana
COPAG
Orralls - Saúde Bucal Coletiva

Published in: Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
740
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
140
Actions
Shares
0
Downloads
20
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Treinamento OUI 2011

  1. 1. Treinamento  Olimpíadas  USP   2011  
  2. 2. Introdução  •  Sobre  o  palestrante  •  Obje=vos   –  Preparação  do  Plano  de  Produto   –  Noções  gerais  sobre  como  planejar  uma  startup  •  Modus  Operandi  do  treinamento  
  3. 3. Programa  1.  A  Oportunidade   2.  Com  estruturar  um  modelo  de  negócios   1.  Mercado   3.  Exemplos  de  modelos  de  negócios   inovadores   2.  Mercado-­‐Alvo   4.  Oportunidade  +  Tecnologia  +  velocidade  =   3.  Crescimento  e  Tendências   $$$   4.  Aspectos  regulatórios   5.  Concorrência  e  Produtos/soluções   4.  Equipe   subs=tutos   1.  Importância  2.  Tecnologia   2.  Como  descrever  a  equipe  em  um  Plano  de   Produto/Negócio   1.  Qual  o  problema  ela  resolve   3.  Equipe  atual  vs.  Equipe  futura   2.  Estratégia    e  desafios  para  o   desenvolvimento   5.  Aspectos  Financeiros   3.  Estágio  e  Cronograma  de   1.  Um  mal  necessário   desenvolvimento   2.  Traduzindo  o  valor  do  projeto/produto  em   4.  Vantagens  Compe==vas   números   5.  Propriedade  Intelectual   3.  Entendendo  o  potencial  do  projeto/ produto  3.  Modelo  de  Negócios   4.  Viabilidade  Financeira   1.  Por  que  é  necessário  pensarmos  em   Modelo  de  Negócios  
  4. 4. A  oportunidade  1.  Mercado  2.  Mercado-­‐Alvo  3.  Crescimento  e  Tendências  4.  Aspectos  regulatórios  5.  Concorrência  e  Produtos/soluções  subs=tutos    
  5. 5. 1.  Mercado  •  Segmento  de  atuação  •  Tamanho  (em  números)   –  Global   –  Nacional  
  6. 6. A  oportunidade  1.  Mercado  2.  Mercado-­‐Alvo  3.  Crescimento  e  Tendências  4.  Aspectos  regulatórios  5.  Concorrência  e  Produtos/soluções  subs=tutos    
  7. 7. 2.  Mercado-­‐alvo  •  Descrição  suscinta  •  Relevância  dentro  do  segmento  •  Tamanho  (em  números)   –  Global   –  Nacional  
  8. 8. A  oportunidade  1.  Mercado  2.  Mercado-­‐Alvo  3.  Crescimento  e  Tendências  4.  Aspectos  regulatórios  5.  Concorrência  e  Produtos/soluções  subs=tutos    
  9. 9. 3.  Crescimento  e  Tendências  •  Histórico  de  crescimento  do  mercado-­‐alvo  •  Entender   como   o   mercado   se   comportará   no   futuro  próximo  e  a  médio-­‐prazo  (em  números)  
  10. 10. A  oportunidade  1.  Mercado  2.  Mercado-­‐Alvo  3.  Crescimento  e  Tendências  4.  Aspectos  regulatórios  5.  Concorrência  e  Produtos/soluções  subs=tutos    
  11. 11. 4.  Aspectos  Regulatórios  •  Verificar   se   a   tecnologia   está   regulada   por   alguma  norma  (nacional  ou  internacional)  •  Entender  a  regulamentação  (prós  e  contras)   –  Seu   processo   de   desenvolvimento   está   enquadrado   ou   atende   as   especificações   da   regulamentação?   –  Qual   o   impacto     (tempo   ou   $$$)   no   seu   produto   final?  •  Ficar   atento   para   as   novas   regulamentações   que  poderão  entrar  em  vigor  
  12. 12. A  oportunidade  1.  Mercado  2.  Mercado-­‐Alvo  3.  Crescimento  e  Tendências  4.  Aspectos  regulatórios  5.  Concorrência  e  Produtos/soluções  subs=tutos    
  13. 13. 5.  Concorrência  e  Produtos/soluções  subs=tutos  •  Sempre  há  concorrência!!!   –  Q u e m   s ã o   e l e s   –   q u a l i t a = v a m e n t e   e   quan=ta=vamente   –  Muitas   vezes   uma   outra   tecnologia/produto   de   outro  segmento  diferente  se  torna  uma  ameaça  •  Que  =po  de  concorrência  você  irá  enfrentar   –  Perfeita   –  Oligopólio  /  Monopólio  •  Quais  as  barreiras  de  entrada  do  seu  produto?  
  14. 14. Tecnologia  1.  Qual  o  problema  ela  resolve  2.  Estratégia    e  desafios  para  o  desenvolvimento  3.  Estágio  e  Cronograma  de  desenvolvimento  4.  Vantagens  Compe==vas  5.  Propriedade  Intelectual  
  15. 15. 1.  Qual  o  problema  ela  resolve  •  É  a  informação  mais  importante!!  •  Deve  ser  explicada  de  maneira  clara  e  obje=va   (um  leigo  deve  entender)   –  Pode  ser  incremental   –  Disrup=va   –  Radical  •  Quanto   mais   “radical”   mais   dikcil   se   torna   a   comunicação  do  seu  “poder”…  
  16. 16. Tecnologia  1.  Qual  o  problema  ela  resolve  2.  Estratégia    e  desafios  para  o  desenvolvimento  3.  Estágio  e  Cronograma  de  desenvolvimento  4.  Vantagens  Compe==vas  5.  Propriedade  Intelectual  
  17. 17. 2.  Estratégia    e  desafios  para  o  desenvolvimento  •  Devemos   olhar   o   obje=vo   final   e   traçar   o   caminho   (estratégia)   para   chegarmos   ao   nosso  obje=vo   –  enumerar  os  “milestones”  principais   –  Lembrar  dos  marcos  regulatórios  
  18. 18. Tecnologia  1.  Qual  o  problema  ela  resolve  2.  Estratégia    e  desafios  para  o  desenvolvimento  3.  Estágio  e  Cronograma  de  desenvolvimento  4.  Vantagens  Compe==vas  5.  Propriedade  Intelectual  
  19. 19. 3.  Estágio  e  cronograma  de  desenvolvimento  •  Criar   um   cronograma   básico   com   as   informações  da  estratégia  •  D e i x a r   c l a r o   o   e s t á g i o   a t u a l   d o   desenvolvimento    dentro  do  cronograma  
  20. 20. Tecnologia  1.  Qual  o  problema  ela  resolve  2.  Estratégia    e  desafios  para  o  desenvolvimento  3.  Estágio  e  Cronograma  de  desenvolvimento  4.  Vantagens  Compe==vas  5.  Propriedade  Intelectual  
  21. 21. 4.  Vantagens  Compe==vas  •  Enumerar  (ou  comparar)  a  tecnologia  com  as   concorrentes   –  Determinar  pontos  fortes/fracos  de  cada  uma   –  Entender  o  quão  compe==va  é  sua  tecnologia  •  Extrair  as  conclusões  para  o  Plano  de  Produto  
  22. 22. Tecnologia  1.  Qual  o  problema  ela  resolve  2.  Estratégia    e  desafios  para  o  desenvolvimento  3.  Estágio  e  Cronograma  de  desenvolvimento  4.  Vantagens  Compe==vas  5.  Propriedade  Intelectual  
  23. 23. 5.  Propriedade  Intelectual  •  Qual   o   melhor   =po   de   proteção   para   a   sua   tecnologia   –  Patente   –  “Trade  Secret”  
  24. 24. Modelo  de  Negócios  1.  Por  que  é  necessário  pensarmos  em  Modelo   de  Negócios  2.  Com  estruturar  um  modelo  de  negócios  3.  Exemplos  de  modelos  de  negócios  inovadores  4.  Oportunidade  +  Tecnologia  +  velocidade  =  $$$  
  25. 25. 1.  Por  que  é  necessário  pensarmos  em  Modelo   de  Negócios  •  Para  entendermos  a  viabilidade  da  tecnologia   ou  do  “negócio”  •  Para   orientar   o   desenvolvimento   da   tecnologia  –  o  mercado  é  quem  dá  as  regras  •  Sem   um   plano   ou   modelo   não   chegamos   a   lugar  nenhum  •  O   modelo   de   negócios   poder   ser   mais   inovador  que  a  tecnologia  embarcada  
  26. 26. Modelo  de  Negócios  1.  Por  que  é  necessário  pensarmos  em  Modelo   de  Negócios  2.  Com  estruturar  um  modelo  de  negócios  3.  Exemplos  de  modelos  de  negócios  inovadores  4.  Oportunidade  +  Tecnologia  +  velocidade  =  $$$  
  27. 27. 2.  Com  estruturar  um  modelo  de  negócios  •  Como  você  espera  gerar  receitas   –  Licenciamento   –  Industrialização/Venda   –  Propaganda  (web)   –  …  •  Como  ele  pode  ganhar  escala   –  Número  de  clientes   –  Licenças   –  Unidades  de  produção   –  …  
  28. 28. 2.  Com  estruturar  um  modelo  de  negócios   Day Month Year No.Who are our Key Partners? What Key Activities do our Value Propositions require? What value do we deliver to the customer? What type of relationship does each of our Customer For whom are we creating value?Who are our key suppliers? Our Distribution Channels? Which one of our customer’s problems are we helping to solve? Segments expect us to establish and maintain with them? Who are our most important customers?Which Key Resources are we acquiring from partners? Customer Relationships? What bundles of products and services are we offering to each Customer Segment? Which ones have we established?Which Key Activities do partners perform? Revenue streams? Which customer needs are we satisfying? How are they integrated with the rest of our business model? How costly are they? What Key Resources do our Value Propositions require? Through which Channels do our Customer Segments Our Distribution Channels? Customer Relationships? want to be reached? Revenue Streams? How are we reaching them now? How are our Channels integrated? Which ones work best? Which ones are most cost-efficient? How are we integrating them with customer routines?What are the most important costs inherent in our business model? For what value are our customers really willing to pay?Which Key Resources are most expensive? For what do they currently pay?Which Key Activities are most expensive? How are they currently paying? How would they prefer to pay? How much does each Revenue Stream contribute to overall revenues? This work is licensed under the Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported License. To view a copy of this license, visit http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/ or send a letter to Creative Commons, 171 Second Street, Suite 300, San Francisco, California, 94105, USA.
  29. 29. Modelo  de  Negócios  1.  Por  que  é  necessário  pensarmos  em  Modelo   de  Negócios  2.  Com  estruturar  um  modelo  de  negócios  3.  Exemplos  de  modelos  de  negócios  inovadores  4.  Oportunidade  +  Tecnologia  +  velocidade  =  $$$  
  30. 30. Modelo  de  Negócios  1.  Por  que  é  necessário  pensarmos  em  Modelo   de  Negócios  2.  Com  estruturar  um  modelo  de  negócios  3.  Exemplos  de  modelos  de  negócios  inovadores  4.  Oportunidade  +  Tecnologia  +  velocidade  =  $$$  
  31. 31. 4.  Oportunidade  +  Tecnologia  +  velocidade   =  $$$  •  Todo  produto  ou  tecnologia  tem  uma  janela   de  oportunidade  •  “=me  to  market”  é  tão  importante  (ou  mais)   que  a  a  própria  tecnologia  •  Para  termos  um  produto  de  sucesso  é   essencial  ajustarmos  as  3  variáveis  =>  O  Ó=mo   é  inimigo  do  Bom!!!  
  32. 32. Equipe  1.  Importância  2.  Como  descrever  a  equipe  em  um  Plano  de   Produto/Negócio  3.  Equipe  atual  vs.  Equipe  futura  
  33. 33. 1.  Importância  •  Papel  e  planilha  aceitam  qualquer  informação  •  A   equipe   deve   reunir   a   capacidade   para   execução   do   que   está   se   propondo   no   plano   de  produto  •  Qualquer   produto/empresa   são   feitos   de   pessoas  –  quanto  melhor  as  pessoas,  maiores   as  chances  
  34. 34. Equipe  1.  Importância  2.  Como  descrever  a  equipe  em  um  Plano  de   Produto/Negócio  3.  Equipe  atual  vs.  Equipe  futura  
  35. 35. 2.  Como  descrever  a  equipe  em  um  Plano  de   Produto/Negócio  •  Não  é  necessário  colocar  uma  cópia  do  seu  CV   Lates  •  Quan=dade  não  é  qualidade  •  Adicione   o   básico   +   experiência   em   relação   ao   plano  de  produto  que  está  sendo  apresentado  •  Seja  obje=vo!!  
  36. 36. Equipe  1.  Importância  2.  Como  descrever  a  equipe  em  um  Plano  de   Produto/Negócio  3.  Equipe  atual  vs.  Equipe  futura  
  37. 37. 3.  Equipe  atual  vs.  Equipe  futura  •  A  equipe  atual  deve  ser  o  “core  business”  do   seu  negócio  •  Outros   talentos   poderão   se   juntar   ao   =me   –   seja  humilde  em  reconhecer  que  não  sabemos   tudo  •  Diversidade   de   talentos   é   normalmente   a   chave  do  sucesso!!  
  38. 38. Aspectos  Financeiros  1.  Um  mal  necessário  2.  Traduzindo  o  valor  do  projeto/produto  em   números  3.  Entendendo  o  potencial  do  projeto/produto  4.  Viabilidade  Financeira  
  39. 39. 1.  Um  mal  necessário  •  Sem  quan=ficar  é  dikcil  precificar  •  No   mundo   dos   negócios   os   números   são   tão   importante  quanto  o  que  está  escrito  •  A   melhor   das   tecnologias,   para   ser   exequível,   tem  que  ser  viável  financeiramente  •  Números   nos   ajudam   a   ajustar   o   nosso   modelo  de  negócios  
  40. 40. Aspectos  Financeiros  1.  Um  mal  necessário  2.  Traduzindo  o  valor  do  projeto/produto  em   números  3.  Entendendo  o  potencial  do  projeto/produto  4.  Viabilidade  Financeira  
  41. 41. 2.  Traduzindo  o  valor  do  projeto/produto   em  números  •  Defina  suas  premissas  básicas   –  Preço  de  custo/produção   –  Preço  de  venda  •  Defina  premissas  de  produção/venda   –  Quanto  vamos  "vender”  nos  próximos  5  anos   –  Qual  o  crescimento  nos  próximos  5  anos  •  Valide  suas  premissas  com  as  informações  de   mercado  •  Organize  seus  números  em  uma  planilha  
  42. 42. Aspectos  Financeiros  1.  Um  mal  necessário  2.  Traduzindo  o  valor  do  projeto/produto  em   números  3.  Entendendo  o  potencial  do  projeto/produto  4.  Viabilidade  Financeira  
  43. 43. 3.  Entendendo  o  potencial  do  projeto/produto    •  Um   projeto/produto   “vale”   a   sua   capacidade   de  geração  de  $$$*  •  Quanto  maior  a  geração  de  $$$*,  mas  atra=vo   ele  se  torna  •  As  premissas  adotadas  têm  que  ser  válidas  •  Quem  dá  preço  a  uma  tecnologia/produto  não   somos  nós  e  sim  o  mercado  –  vá  ao  mercado  o   quanto  antes!!    *  -­‐  $$$  =  geração  de  caixa  
  44. 44. Aspectos  Financeiros  1.  Um  mal  necessário  2.  Traduzindo  o  valor  do  projeto/produto  em   números  3.  Entendendo  o  potencial  do  projeto/produto  4.  Viabilidade  Financeira  
  45. 45. 4.  Viabilidade  Financeira  •  Ela  nos  permite  entender  se  nossa  tecnologia   é  viável  comercialmente  •  Ela  nos  ajuda  a  redesenharmos  nosso  modelo   de   negócio   ou   ajustar   custos   de   produção   (lembre-­‐se  que  o  ó=mo  é  inimigo  do  bom!!)  •  Ter   viabilidade   financeira   é   gerar   $$$   para   os   sócios  do  negócio  
  46. 46. Plano  de  Produto  1.  Oportunidade  e  Conceito  do  Negócio  Descrição   da   oportunidade   a   ser   explorada   (resolução   de   um   problema),   bem   como  breve  introdução  sobre  o  "negócio".    2.  Tecnologia  Descrição   sobre   a   tecnologia,   estágio   de   desenvolvimento,   conquistas   e   desafios,  produtos/soluções  a  serem  ofertados  e  diferencial  compe==vo.    3.  Mercado-­‐Alvo  Qual   o   mercado   a   ser   explorado   (sua   importância/relevância),   seu   comportamento  nos  próximos  anos,  concorrentes  e  produtos  subs=tutos.    4.  Estratégia  Como  a  tecnologia  será  ofertada  ao  mercado,  potencial  de  crescimento  e  modelo  de  negócios  proposto  +  equipe  que  executará  o  projeto.    5.  Potencial  Financeiro  Informações   básicas   sobre   a   relevância   (financeira)   das   soluções/produtos   ofertados  para  entendimento  do  valor  do  "negócio”.  
  47. 47. Bibliografia  •  1.  The  Art  of  the  Start:  The  Time-­‐Tested,  Batle-­‐Hardened  Guide  for   Anyone  Star=ng  Anything  -­‐  Guy  Kawasaki  •  2.  Technology  Ventures:  From  Idea  to  Enterprise  -­‐  Thomas  Byers,   Richard  Dorf,  Andrew  Nelson  •  3.  Business  Model  Genera=on:  A  Handbook  for  Visionaries,  Game   Changers,  and  Challengers  -­‐  Alexander  Osterwalder,  Yves  Pigneur  •  4.  Crossing  the  Chasm:  Marke=ng  and  Selling  Technology  Products   to  Mainstream  Customers  -­‐  Geoffrey  A.  Moore  •  5.  Founders  at  Work:  Stories  of  Startups  Early  Days  -­‐  Jessica   Livingston  •  6.  The  Lean  Startup:  How  Todays  Entrepreneurs  Use  Con=nuous   Innova=on  to  Create  Radically  Successful  Businesses  -­‐  Eric  Ries  •  7.  Valua=on  in  Life  Sciences:  A  Prac=cal  Guide  -­‐  Boris  Bogdan,  Ralph   Villiger  
  48. 48. FIM  

×