Your SlideShare is downloading. ×
Contabilidade
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Contabilidade

1,211
views

Published on

Published in: Education, Technology

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,211
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
21
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Economia
    E.T
    Contabilidade
    Simaura 9ºB nº20
  • 2. Contabilidade
    AS DIFERENTES FORMAS DA CONTABILIDADE
    A CONTABILIDADE NAS SUAS DIVERSAS FORMAS, PERMITE QUE O GESTOR:
    • Conheça o montante e a origem dos resultados, passados e futuros.
    • Verifique a justeza das decisões tomadas ou a tomar (é de facto um
    instrumento de gestão e previsão).
    • Conheça a posição da empresa perante todos os terceiros, isto é,
    conheça sempre e mesmo antecipadamente a quem é que a empresa
    deve dinheiro e quem lho deve a ela.
    • Controle a evolução patrimonial da empresa.
  • 3. A CONTABILIDADE GERAL, PERMITE, EM RELAÇÃO AO CONJUNTO DA EMPRESA:
    • Constatar os encargos e os proveitos por natureza, isto é, os fluxos de
    consumo e produção.
    • Fazer surgir os resultados de um dado período, isto é, a variação
    patrimonial devida à actividade da empresa.
    • Fazer periodicamente o ponto de situação dos bens e das dívidas da
    empresa, isto é, indicar e quantificar a situação patrimonial
  • 4. A CONTABILIDADE GERALregista os fluxos externos.
    A CONTABILIDADE ANALÍTICA tem como objectivo indicar os custos por centro de actividade, por sector ou actividade, por produto ou por mercado. É a contabilidade do passado / presente. Regista os fluxos internos e descreve o processo de transformação dos bens e serviços desde a sua entrada até à sua saída da empresa.
  • 5. A CONTABILIDADE ORÇAMENTAL, consiste na organização e qualificação das previsões efectuadas pelos centros de responsabilidade, isto é, pelos diferentes directores de serviço da empresa, a partir de determinados objectivos. O conjunto destas previsões, depois de agrupados e coordenados ao nível da empresa, permite a elaboração dos diversos orçamentos (vendas, aprovisionamentos, tesouraria, etc.) .
    Uma das funções do serviço de controlo orçamental, entre muitas outras, consiste em analisar, com e para os responsáveis, os desvios, utilizando as informações contidas nos diferentes sistemas contabilísticos.
  • 6. O CONTABILISTA classifica e regista as informações quantificadas o seu papel é aparentemente passivo. Está vinculado a um rigoroso formalismo. Está condenado a uma precisão absoluta de valores. É ele o guardião da lei exterior representado pelo p.o.c., e das leis internas, representadas pelos regulamentos e normas. O contabilista é imparcial e deveria ser independente, no sentido jurídico do termo.
  • 7. O GESTOR explora e interpreta as informações quantificadas que o contabilista lhe transmite. Deve, o mais rapidamente possível, trabalhar essas informações a fim de auxiliar os responsáveis pela empresa a dividir as acções correctas e as modificações nos objectivos ou no orçamento. Para ele, são mais importante a rapidez e a qualidade da informação do que a precisão dos valores. Além disso é frequente o gestor quem põe em execução os regulamentos e normas internas e elabora as especificações necessárias para a definição dos termos próprios da empresa.
  • 8. O AUDITOR verifica a coerência e a correcta aplicação dos regulamentos, quer internos quer externos, definidos pela lei ou pelos gestores, no sentido amplo do termo. Por outro lado, certifica-se da qualidade e do significado das informações fornecidas pelos diferentes serviços e unidades da empresa. O auditor deve estar directamente em ligação com a administração. Ele dispõe de um amplo poder de investigação e a sua independência deve permitir-lhe propor múltiplas reformas em todos os domínios.
  • 9. CURSO DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO (Licenciatura)
     OBJECTIVOSA Licenciatura em Contabilidade e Administração tem como objectivo fundamental a formação de quadros médios e superiores, com competências específicas e numa sólida formação nas seguintes áreas: - Contabilidade Financeira para instituições privadas POC;- Contabilidade Financeira para instituições públicas POCP, POCAL, POCE, POCMS, POCISSP;- Contabilidade Analítica;- Contabilidade Orçamental;- Auditoria Interna;- Auditoria Externa;- Fiscalidade;- Gestão Financeira.
  • 10.   SAÍDASPROFISSIONAISEsta formação visa a preparação de profissionais capacitando-os a actuar nas mais diversas áreas, tais como:
         - Técnico Oficial de Contas (TOC)
         - Contabilista
         - Director Administrativo e Financeiro
         - Auditor Interno e Externo
         - Planeamento e Controlo de Gestão (Controller)
         - Consultor Financeiro e Fiscal
         - Gestor de Empresas
          - Acesso à actividade de Revisor Oficial de Contas - (ROC) (mediante condiçõesdefinidas pela OROC - Ordem dos ROC)l
         - Ensino nas áreas da Contabilidade, Auditoria e Fiscalidade
     
  • 11. Universidade – Lusíada
    Saídas Profissionais
    O curso de Licenciatura em Contabilidade pretende formar técnicos com um elevado grau de flexibilidade que pretendam obter uma formação adequada nas áreas de contabilidade, auditoria, consultoria e gestão financeira.
    Os licenciados em contabilidade ficarão aptos a desempenhar funções técnicas nos seguintes sectores de actividade: empresas públicas e privadas, serviços, banca e seguros, administração pública, central, regional e local. Podem executar as seguintes funções:
    Auditores financeiros;
    Quadros de instituições financeiras;
    Consultores financeiros e fiscais;
    Docentes de contabilidade;
    Técnicos de contabilidade.
  • 12. Plano de Estudos
  • 13.
  • 14.
  • 15. Propinas
    Valor mensal: 278,00 €
  • 16. Provas de Ingresso
    Uma das seguintes, à escolha do candidato:
    Provas de Ingresso
    Uma das seguintes, à escolha do candidato: