1º Branding Week - Cezar Bianchi, com o case Último Segundo.
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

1º Branding Week - Cezar Bianchi, com o case Último Segundo.

on

  • 1,341 views

1º Branding Week - Cezar Bianchi, com o case Último Segundo.

1º Branding Week - Cezar Bianchi, com o case Último Segundo.

Statistics

Views

Total Views
1,341
Views on SlideShare
1,341
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
34
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    1º Branding Week - Cezar Bianchi, com o case Último Segundo. 1º Branding Week - Cezar Bianchi, com o case Último Segundo. Presentation Transcript

    • último segundo CASE CASE ÚLTIMO SEGUNDO 1
    • CASE ÚLTIMO SEGUNDO 2
    • cAP. 1 | PeSQUISA 1.1 O QUe É O US? 5 CASE ÚLTIMO SEGUNDO 1.2 O JORnALISMO HOJe 6 IndIce 1.3 IMAGeM dA MARcA US 8 1.4 cOncORRenTeS e O SeGMenTO 10 de nOTÍcIAS OnLIne cAP. 2 | deSenVOLVIMenTO 2.1 RePOSIcIOnAMenTO 13 2.2 cOnceITO 14 2.3 ReBRAndInG 15 cAP. 3 | nOVA MARcA ÚLTIMO SeGUndO 3.1 TIPOGRAFIA e cOReS 3.2 O LOGOTIPO 3.3 IdenTIdAde dA MARcA 24 26 31 3.4 UM nOVO PORTAL 3.5 InFOGRÁFIcOS 34 36 cAP. 4 | nÚMeROS e cLIPPInG cAP. 5 | A eQUIPe 3
    • capítulo 1 PESQUISA CASE ÚLTIMO SEGUNDO 4
    • 1.1 O QUe É O US? O Último Segundo é o canal mais importante do portal iG e um noticiário em tempo real na internet. Funciona ininterruptamente 24 horas por dia, sete dias por semana. Com a ajuda de agências de notícias, sites noticiosos de parceiros e produção própria, cobre tudo o que de importante acontece no Brasil e no mundo não importa o momento em que ocorra. Marca Último Segundo Quem busca conteúdo não está interessado em virtuosismos retóricos, gráficos ou tecnológicos, mas sim em encontrar a informação no menor tempo possível. Evite-se, pois, o exibicionismo gráfico e/ou técnico em prol da simplicidade e do conforto do leitor. O leitor do Último Segundo quer saber dos eventos que estão ocorrendo no Brasil e no mundo, entendê-los na sua própria especificidade e conhecer mais sobre o assunto de sua especialidade. Princípios Editoriais . . . cobre tudo o O Último Segundo funciona em todos os segundos do dia e da noite, em todos os dias da semana. Noticia todos os que de importante fatos de relevância ocorridos e vai além do que o leitor pode facilmente captar nos jornais, revistas, na televisão e nos acontece no Brasil portais da internet. e no mundo não importa o momento em que ocorra. CASE ÚLTIMO SEGUNDO 5
    • 1.1 O JORnALISMO HOJe O jornalismo, independente de qualquer definição acadêmica, Nos países da OCDE, por exemplo, onde são altos os índices é uma fascinante batalha pela conquista das mentes e de leitura e de alfabetização digital, o tempo médio diário de corações de seus alvos – leitores, telespectadores ou ouvintes. um leitor com o jornal na mão é de apenas 22 minutos. Fica, Uma batalha geralmente sutil e que usa uma arma de no entanto, com seu computador ligado durante 8 horas por aparência extremamente inofensiva – a palavra, acrescida, dia; seu celular por 16 horas. em muitos casos, de imagens.* Rever o quotidiano A convergência tecnológica No Brasil, a situação não é muito diferente. No futuro breve, Parece inegável o fato de que as pessoas estão cada vez jornais diários de grande circulação serão quase sinais de mais bem informadas, que nunca se consumiram doses subdesenvolvimento ou atraso digital de um país. Não é de tão abundantes de notícias, análises, opiniões, que nunca o estranhar que nos EUA, em 2008, mais pessoas obtiveram jornalismo repercutiu tanto. suas notícias gratuitamente na internet do que em jornais ou revistas pelas quais tenham pago algum dinheiro. Será que nesse mundo faz algum sentido o lema “all the news that´s fit A origem da informação, há um tempo restrita à redação to print”, do New York Times? de cada jornal, hoje está no universo de sites, agências de notícias, blogs, vlogs, universidades, nas empresas de qualquer ramo. Circula, enfim, no ciberespaço. O Talvez aí esteja a chave para o futuro dos jornais. Deixarão de destino, na mesma medida, que segmentava, por mídia, o ser newspapers em mais de um sentido, já que são derrotados tipo de consumidor em suas várias formas (leitor, ouvinte, ingloriamente na corrida tecnológica da notícia e nos custos telespectador, internauta etc.) condensa-se progressivamente (econômicos e ambientais) do papel. graças à convergência tecnológica. De modo crescente – e irreversível –, as notícias (news) vão O jornal escrevia para o leitor. Hoje, a marca de mídia terá, para o digital, para o tempo real gratuito e, onde houver * O que é jornalismo contudo, de estar com o consumidor em toda dimensão de aprofundamento e exclusividade, para um modelo pago e, por Clóvis Rossi sua cidadania informacional. portanto, economicamente sustentável.** Editora Brasiliense ** Observatório da Imprensa Qual o futuro dos jornais impressos? Por Marcos Troyjo CASE ÚLTIMO SEGUNDO 6
    • CASE ÚLTIMO SEGUNDO 7
    • 1.3 IMAGeM dA MARcA US Mesmo com a profissionalização dos concorrentes, aumento dos players e constante atualização das tecnologias online, redes sociais e ferramentas web 2.0, o portal Último Segundo manteve sua relevância na internet, porém, com a constante evolução visual no segmento, a marca não conseguiu adequar-se a nova linguagem dos sites de notícias e criou uma imagem desatualizada e distante dos grandes portais brasileiros. Esta imagem foi se estabelecendo principalmente pelo design que o portal mantinha. Sem uma linguagem atrativa e a falta de um recurso original e impactante, o canal de notícias não conseguia se diferenciar dos concorrentes. Até mesmo o logotipo do US afetava esta percepção. Com uma tipologia pesada e itálica, ele cumpriu seu papel ao criar uma imagem confiável e dinâmica para a marca no passado. Atualmente, estas associações já não eram assimiladas tão facilmente pelos novos leitores do portal. Home Último Segundo O relógio vermelho, porém, sempre foi um elemento relevante na comunicação da marca e muito reconhecível por grande parte do público. CASE ÚLTIMO SEGUNDO 8
    • Páginas do Último Segundo não tenho o hábito de acessar o canal de notícias do iG por um motivo muito simples: o design me desagrada profundamente. As retrospectivas de 2009 na web Publicado em 30 de Dezembro de 2009 por Thássius Veloso CASE ÚLTIMO SEGUNDO 9
    • 1.4 cOncORRenTeS e O SeGMenTO de nOTÍcIAS OnLIne O mercado da internet no Brasil tem evoluído muito nos últimos dez anos e cada vez mais o gap entre os portais de conteúdo nacionais e internacionais tem diminuído. As semelhanças entre os conteúdos, os serviços oferecidos e até mesmo o layout foram impulsionados pela entrada no mercado brasileiro de portais como Yahoo!, Terra e AOL. A concorrência desses portais ficou mais ferrenha com a participação cada vez maior dos usuários, que passaram a interagir diretamente em relação ao conteúdo dos sites, principalmente os noticiosos. Além disso, os portais concentram informação e serviços, tornando-os disponíveis para o usuário em um único lugar. Os primeiros portais surgiram de sites que ofereciam serviços de acesso à internet, mas hoje a maioria das ferramentas de busca se transformou em portais de grande audiência. A banda larga também cresce rapidamente no Brasil e com ela, é natural que os conteúdos multimídia se desenvolvam e o tempo que cada pessoa dedica à Internet aumente.* Páginas dos portais G1, UOL, Terra e R7 *HSM Management Update nº 51 Quem é quem no novo mercado. CASE ÚLTIMO SEGUNDO 10
    • Análise de Logotipo e Imagem das Marcas do segmento de comunicação e canais de notícias INTERNET INTERNET TV TV Empresas de origem online Empresas de origem offline Emissorals de canal aberto Emissoras de TV por assinatura Não possui uma Não possui uma Não possui uma Não possui uma Não possui uma Não possui uma Não possui uma Não possui marca exclusiva marca exclusiva marca exclusiva marca exclusiva marca exclusiva marca exclusiva marca exclusiva uma marca para o canal de para o canal de para o canal de para o canal de para o canal de para o canal de para o canal de exclusiva para notícias. notícias. notícias. notícias. notícias. notícias. notícias. os telejornais. Linguagem do segmento Linguagem do segmento Linguagem do segmento Linguagem do segmento Dos portais analisados, o “Último Dos portais analisados, o “G1” e o “R7” são os único canais de notícias com nome e marca próprios, os demais As emissoras tendem a replicar o próprio nome nos Apesar das emissoras utilizarem o Segundo” é o único canal de notícias utilizam alguma referência mais direta à marca de origem acrescentando somente um atributo descritivo, com isso seus telejornais, e isso acontece mais de uma vez no mesmo descritivo em seus nomes com nome e marca próprios, os se aproveitam do reconhecimento conquistado nos meios offline. mesmo canal. (”NEWS”), os telejornais possuem demais utilizam o nome e linguagem marcas que traduzem as da marca organizacional A diferença entre o “G1” e o “R7” é que o primeiro consegue ser ainda mais específico, sendo o canal de notícias Exceção feita a “Rede Globo” que desenvolve os características dos programas. acrescentando somente um atributo da “globo.com”, enquanto o “R7” abrange outros conteúdos. nomes de acordo com as características do descritivo. Ex: UOL Notícias. programa, horários e telespectadores. Características Gerais A grande maioria da marcas analisadas utilizam apenas diferenciadores genéricos para definir o nome dos canais de notícias (ex.: UOL Notícias, Folha Online, JB Online, O Globo Plantão, Jornal da Band, entre outros)., assim os logotipos são basicamente releituras do logo original baseados somente em tipologia. Existe, portanto, uma oportunidade para a marca que traga um diferencial relevante ao leitor que busca informação rápida, isenta e crível. Portanto, um nome e logo que não tenha vínculo a outro meio e ainda possua uma imagem que atenda a esta demanda pode se tornar um canal forte. Características Específicas Ao contrário da linguagem utilizada pelo segmento, os logotipos abaixo possuem nomes e características visuais que transmitem ao leitor/internauta um atributo extremamente relevante que é a velocidade da notícia. Desta maneira o canal já cria uma imagem independente da empresa que faça parte. O ponto negativo é que, desta maneira a marca não agrega os atributos da marca organizacional (deve-se, portanto, analisar se a marca organizacional possui atributos relevantes para o segmento jornalístico). Três dos logotipos abaixo utilizam o relógio como símbolo. A palavra ONLINE remete A notícia no momento em Urgência, que não pode Últimas notícias. Urgência, que não pode Muito importante, fato que Últimas notícias. Últimas notícias. a algo initerrupto, direto. que ela ocorre. esperar. esperar. acabou de aconter. Símbolo reforça o conceito do relejornal. CASE ÚLTIMO SEGUNDO 11
    • capítulo 2 DESENVOLVIMENTO CASE ÚLTIMO SEGUNDO 12
    • 2.1 RePOSIcIOnAMenTO Adaptando-se ao novo cenário da internet, o iG investiu na produção de conteúdo próprio. A equipe de reportagem dobrou e o portal abriu sucursais em Brasília e no Rio de Janeiro. Além das notícias, o novo Último Segundo também oferecerá mais serviços ao internauta. Desde o início da reestruturação, o iG contratou 90 profissionais de conteúdo, levando o número total a 210. Também começaram a fazer parte da equipe dezenas de profissionais para a área de tecnologia. O site terá também ferramentas para monitoramento do trânsito, previsão do tempo, cotação das ações e programação dos cinemas. A partir desta nova realidade, o Último Segundo deveria reposicionar sua imagem e adequar-se aos investimentos. Para isso, o portal precisava de um novo formato e uma nova identidade visual, com um design mais atraente e acessível para o internauta. CASE ÚLTIMO SEGUNDO 13
    • 2.2 cOnceITO Por se tratar de um noticiário em tempo real na internet e, como o próprio nome da marca deixa claro (uma marca que se antecede aos fatos e mostra com rapidez o que de mais importante acontece no Brasl e no Mundo), a associação SÍMBOLO US RELÓGIO com símbolos que possuam significados ligados ao tempo • 24 horas por dia • Noticiário em tempo real na internet tornam mais fácil a associação com algo rápido, pontual e • Ininterruptamente • Momento (em cima da hora) de fácil acesso. • Informação • Menor tempo possível • Conforto do leitor • Todos os segundos do dia e da noite Visto que o vínculo com a agilidade/menor tempo é uma característica importante para o internauta leitor de notícias O relógio é utilizado como medidor do • Vai além do que o leitor pode facilmente e um elemento já trabalhado nas versões anteriores do tempo desde a Antiguidade, em variados captar nos jornais, revistas, na televisão e logotipo, ficou estabelecido que o símbolo (relógio) deveria formatos. É uma das mais antigas nos portais da internet continuar sendo utilizado na nova marca e, portanto, invenções humanas. precisava se adequar ao novo cenário da web no Brasil. Assim, a proposta do logotipo manteve o relógio vermelho que é um elemento forte, relevante e consistente da marca Último Segundo, porém, nesta abordagem, ele tornaria-se menos literal. Não deveriam existir ponteiros e marcadores de horas, o destaque seria apenas para o segundo que antecede Símbolos que a volta completa do relógio. tenham significados ligados ao tempo tornam mais fácil a relação com algo rápido, pontual e de fácil acesso. CASE ÚLTIMO SEGUNDO 14
    • 2.3 ReBRAndInG A idéia é que ao eliminar o máximo de elementos que formam um relógio, o destaque se concentre no movimento que o ponteiro dos segundos executa até o momento que antecede o último segundo, a idéia é traduzir o conceito de um canal que chega antes. Mais do que levar informação no momento em que ela ocorre, o Último Segundo antecipa-se à notícia. A tipografia utilizada anteriormente já não transmitia atributos de agilidade e dinamismo. Como solução, o estilo tipográfico deveria ser mais contemporâneo. O desenho das fontes mais sóbrio e direto poderia, além de facilitar a leitura, criar uma associação positiva atemporal e aumentar a percepção de confiança entre os internautas. O novo tratamento gráfico do canal será uma continuação da proposta criada para o portal iG mas que, pela natureza jornalística da marca passará por adaptações e ajustes deixando o site mais funcional e dinâmico sem comprometer a qualidade gráfica. A proposta do símbolo é, eliminando o máximo dos elementos de um relógio, aumentar o foco no momento que antecede a volta completa, quando o ponteiro passa pelo último segundo daquele minuto. CASE ÚLTIMO SEGUNDO 15
    • Primeiros esboços do símbolo CASE ÚLTIMO SEGUNDO 16
    • Wireframes CASE ÚLTIMO SEGUNDO 17
    • Estudos do símbolo CASE ÚLTIMO SEGUNDO 18
    • Estudos do símbolo CASE ÚLTIMO SEGUNDO 19
    • Estudos de volume e iluminação CASE ÚLTIMO SEGUNDO 20
    • Estudos do símbolo com volume CASE ÚLTIMO SEGUNDO 21
    • capítulo 3 NOVA MARCA ÚLTIMO SEGUNDO CASE ÚLTIMO SEGUNDO 22
    • Símbolo Último Segundo CASE ÚLTIMO SEGUNDO 23
    • 3.1 TIPOGRAFIA e cOReS Estudo tipográfico CASE ÚLTIMO SEGUNDO 24
    • Definição tipográfica e padrão de cores CASE ÚLTIMO SEGUNDO 25
    • 3.2 O LOGOTIPO Logotipo Final CASE ÚLTIMO SEGUNDO 26
    • Logotipo Negativo CASE ÚLTIMO SEGUNDO 27
    • Antes e Depois CASE ÚLTIMO SEGUNDO 28
    • CASE ÚLTIMO SEGUNDO 29
    • Comparativo visual e comportamento da marca junto de logotipos esféricos e com volume de diversos segmentos. CASE ÚLTIMO SEGUNDO 30
    • 3.3 IdenTIdAde dA MARcA Manual de Identidade US No segmento jornalístico online, a diferenciação se torna determinante a medida que os sites ficam mais parecidos e a concorrência aumenta com a migração de empresas da mídia tradicional para a web. Ser lembrado é fundamental, no entanto isto está se tornando cada vez mais difícil. Uma Identidade de marca inicia-se no logotipo e no conceito desenvolvido, mas evolui para um complexo grupo de associações sinérgicas criando um ambiente que abriga, além do logotipo, todos os pontos de contatos da marca. Para que o Ultimo Segundo conseguisse se tornar uma marca reconhecida e ainda mais forte, precisávamos de um sistema de identidade de marca memorável, significativo, diferenciado e flexível. Com uma proposta clara e compreensível, o processo de comunicação da marca com o mercado poderia se dar de maneira muito mais eficaz. Por se tratar de um site de notícias, os pontos de contato que dão suporte a identidade da marca são mais restritos e fundamentalmente online, portanto, mais eficázes para conseguir uma unidade e criar uma lembrança constante dos atributos e valores da marca. CASE ÚLTIMO SEGUNDO 31
    • CASE ÚLTIMO SEGUNDO 32
    • Estudo de aplicações do logotipo, elementos da identidade e ambiente da marca CASE ÚLTIMO SEGUNDO 33
    • 3.4 UM nOVO PORTAL Jornalismo pode ser definido como a prática de coletar, redigir, editar e publicar informações sobre eventos atuais. Para se diferenciar no mundo globalizado onde a velocidade da informação é cada vez maior, o design foi a alternativa encontrada para evitar a comoditização do conteúdo e destacar o portal neste segmento. Um design mais limpo, com boas áreas de descanso entre as notícias ajudaram a criar um portal mais agradável e organizado. Além disso, o design possibilitou a criação de páginas especiais que condensam todas as informações sobre determinado tema, galeria de fotos mais atraentes e páginas de serviços online mais funcionais. A página ainda trará nove seções de informação, com textos, vídeos, fotos e infográficos sobre temas como política, economia, ciência e esportes. Novo layout do portal Último Segundo. CASE ÚLTIMO SEGUNDO 34
    • CASE ÚLTIMO SEGUNDO 35
    • 3.4 InFOGRÁFIcOS Além de todo o trabalho realizado para o fortalecimento da marca Último Segundo, existia a necessidade da criação de um produto que fosse relevante para o leitor, pouco explorado pelos concorrentes e que pudesse ser adotado pela empresa e reconhecido pelo público. Os infográficos se enquadravam neste cenário. Infográficos são quadros informativos que misturam texto e ilustração para transmitir uma informação visualmente. Em vez de contar, o infográfico mostra a notícia como ela é, com detalhes mais relevantes e forte apelo visual. Cria uma experiência que fortalece a marca. O desafio da equipe de criação do iG começou quando o infográfico deixou de ser uma aposta e passou a ser um diferencial do site. Com a qualidade dos materiais produzidos e a excelência visual que foi conquistada em apenas 6 meses de trabalho, o portal Último Segundo e o iG se tornaram referência em infográficos no meio digital brasileiro. Infográficos “Os dez piores acidentes aéreos” e “Acidentes fatais por fase de vôo”. CASE ÚLTIMO SEGUNDO 36
    • Infográfico “Aviões sob Ataque”. CASE ÚLTIMO SEGUNDO 37
    • Infográfico “Energias Alternativas”. CASE ÚLTIMO SEGUNDO 38
    • Infográfico “Especial 50 anos de Psicose”. CASE ÚLTIMO SEGUNDO 39
    • Infográfico “Desvendando o Genoma Humano”. CASE ÚLTIMO SEGUNDO 40
    • Infográfico “Guerra nas Estrelas do PMDB”. CASE ÚLTIMO SEGUNDO 41
    • Infográfico “Mapa dos Genes”. CASE ÚLTIMO SEGUNDO 42
    • Infográfico “Clint Eastwood de A a Z”. CASE ÚLTIMO SEGUNDO 43
    • Infográfico “Os nove piores acidentes aéreos”. CASE ÚLTIMO SEGUNDO 44
    • Infográfico “Chances de morrer em um desastre aéreo”. CASE ÚLTIMO SEGUNDO 45
    • CASE ÚLTIMO SEGUNDO 46
    • Caso Bruno: cenas ilustram depoimento de menor CASE ÚLTIMO SEGUNDO 47
    • capítulo 4 NÚMEROS E CLIPPING 10 MILHÕES 20 MILHÕES 1 MILHÃONOS DE VISITANTES DE PAGEVIEWS DE PAGEVIEWS ÚNICOS/MÊS INFOGRÁFICOS/JULHO CASE ÚLTIMO SEGUNDO 48
    • iG estréia novo portal Eduardo Oinegue, publisher do iG, citou como exemplo de conteúdo original a divulgação que o portal fez, antes de no domingo seus concorrentes, dos vídeos que revelaram o mensalão dos Democratas, em Brasília. “Nós levamos ao ar primeiro o vídeo que derrubou o Arruda”, disse, referindo-se ao ex-governador do Distrito Federal, eleito pelo DEM. SÃO PAULO - O iG estreia no domingo, dia 25, nova versão de seu portal de notícias, o Último Segundo, numa mudança que a empresa do grupo Oi define como a maior de seus dez Coelho afirmou ainda que o grupo Oi possui um anos de vida. planejamento para financiar os investimentos no novo portal por pelo menos cinco anos. O presidente negou que o iG possa desistir dos investimentos no médio prazo, caso não Nos últimos seis meses, o iG duplicou sua equipe que produz consiga tornar sua operação de internet lucrativa apenas conteúdo para o portal, abriu sucursais de conteúdo em com venda de publicidade. novas cidades, como Brasília, e substituiu parceiros que produziam vídeos, fotos e notícias por equipes próprias. “No passado, muitas empresas criavam serviços de web sem modelo de negócios ou simplesmente para fazer um relativo De acordo com Fábio Coelho, presidente do iG, as mudanças sucesso e, depois, vender a operação a um terceiro. É claro fazem parte de um projeto que consumirá “dezenas de que nesse cenário, qualquer mudança de humor do mercado milhares de reais” nos próximos anos para aumentar a faz você fracassar. Esse não é o caso da Oi. Estamos audiência e o faturamento publicitário do iG. estruturados para sustentar essa nova operação por cinco ou dez anos, tranquilamente”, disse Coelho. Entre os grandes portais brasileiros, o iG aparece atrás de UOL, Terra e Globo.com em audiência e faturamento publicitário. Coelho avalia que poderá melhorar o posicionamento do iG frente seus competidores produzindo conteúdo original e relevante. Felipe Zmoginski, de INFO Online Sexta-feira, 23 de abril de 2010 - 13h10 CASE ÚLTIMO SEGUNDO 49
    • capítulo 5 A EQUIPE Diretor: Rodrigo David Designers: Luiz Ribalta (Editor), André Visockis, Ari Oliveira, Bruna Farme, Cezar Bianchi, Daniel Tremontini, Gabriela Invernizzi, Leandro Rodrigues, Luis Vilela, Maurivan Luiz, Murilo Junqueira CASE ÚLTIMO SEGUNDO 50
    • Infografistas: Guilhermes Damian (Editor), Bruno Godoy, Cássio Bittencourt, Celina Uemura, Gabriel Silveira, Guilherme Matos, Marcos Veiga, Pedro Ferreira, Raphael Ferraz, Renato Munhoz, Rodrigo Guedes, Thiago Atimoda, Tiago Teixeira, Willian Costa CASE ÚLTIMO SEGUNDO 51
    • muito oBRigAdo! DEPARTAMENTO DE ARTE IG CASE ÚLTIMO SEGUNDO 52