Your SlideShare is downloading. ×
Introdução ao php
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Introdução ao php

6,547

Published on

Uma breve introdução ao PHP com exemplos de utilização da linguagem e instalação de um ambiente para execução dos scripts.

Uma breve introdução ao PHP com exemplos de utilização da linguagem e instalação de um ambiente para execução dos scripts.

Published in: Education, Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
6,547
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
47
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Introdução ao PHP
    Autor: Tiago Davi
    E-mail: tiago.asp.net@gmail.com
    Blog: http://tiagodavi.blogspot.com/
    Twitter: http://twitter.com/#!/tiagoaspnet
  • 2. Segundo a Wikipédia, variável é um objeto situado
    na memória que representa um valor ou expressão.
    Utilizamos o caractere $ para representar
    uma variável em PHP.
    Para escrever código PHP precisamos antes
    de tudo abrir suas tags e dentro delas escrever o
    código da seguinte forma:
    <?php//Tag de abertura
    $numero = 1; //Definindo uma variável
    //Tag de fechamento?>
    Variáveis
    O PHP entente o // como comentário e não executa
  • 3. <?php
    /*
    Assim podemos escrever comentários
    em duas ou mais linhas
    */
    //Strings são colocadas entre aspas
    $texto = 'nome';
    //Números não precisam de aspas
    $numero = 1;
    //Podemos ainda fazer uma operação matemática.
    $var1 = 2;
    $var2 = 2;
    $soma = $var1 + $var2;
    //E imprimir na tela o resultado 4.
    echo $soma;
    ?>
    Variáveis
    O echo é um construtor de linguagem e serve para imprimir na tela
  • 4. <?php
    //Abaixo vamos concatenar uma variável com uma string.
    //Imprime Vou viajar para o Rio de Janeiro.
    $cidade = "Rio de Janeiro";
    echo "Vou viajar para o {$cidade}";
    //Também imprime Vou viajar para o Rio de Janeiro.
    //Nesse caso utilizamos o . para concatenação.
    echo 'Vou viajar para o '.$cidade;
    //Imprime 7
    $numero = 5 + 2;
    print($numero);
    ?>
    Variáveis
    O print também é utilizado para imprimir na tela
  • 5. Qual a diferença entre constante e variável?
    Uma variável é capaz de mudar várias vezes e uma constante
    é um valor permanente.
    Como criar uma constante com PHP?
    Utilizamos uma função nativa do PHP chamada define.
    <?php
    /*
    Depois de definir uma constante o seu valor não poderá ser alterado e é uma boa prática escrever constantes em caixa alta.
    */
    //Definimos constantes com aspas.
    define('MINHA_CONSTANTE', 100);
    //Observe que não utilizamos o caractere $
    //Imprime 100.
    echo MINHA_CONSTANTE;
    ?>
    Constantes
  • 6. <?php
    /*
    O PHP é linguagem case sensitive, ou seja, minha_constante
    é diferente de MINHA_CONSTANTE e de acordo com o case sensitive
    a linha abaixo vai imprimir a string minha constante ao invés de imprimir 100.
    */
    define('MINHA_CONSTANTE', 100);
    echominha_constante;
    //Agora passando o parâmetro TRUE ao final
    define('MINHA_CONSTANTE', 100, TRUE);
    //Essa linha imprime 100 pois desligamos o case sensitive
    echominha_constante;
    ?>
    Constantes
  • 7. Também conhecido como vetor ou matriz funciona como
    uma variável porém guarda informação em diversas posições
    diferentes chamadas de índices.
    <?php
    //Criando um array de frutas.
    $frutas = array('Maça', 'Uva', 'Melancia');
    //Observe que o 1º índice do array é 0.
    //imprime Maça.
    echo $frutas[0];
    //Podemos criar arrays diretamente definindo índices na variável.
    $carros[0] = 'Palio';
    $carros[1] = 'Corsa';
    //Também podemos definir índices como string
    $lista = array('pai' => 'Papai', 'mae' => 'Mamãe');
    //Imprime Mamãe.
    echo $lista['mae'];
    ?>
    Arrays
  • 8. Arrays
    <?php
    //Agora um exemplo mais complexo.
    //Observe que escola e casa contém outros Arrays como valores.
    $materiais = array('escola' => array('lápis', 'caneta', 'borracha'),
    'casa' => array('bica', 'cano'));
    //Esta função Imprime todo o Array na tela.
    print_r($materiais);
    //Imprime lápis
    echo $materiais['escola'][0];
    //Imprime bica
    echo $materiais['casa'][0];
    //Imprime borracha
    echo $materiais['escola'][2];
    ?>
  • 9. É uma estrutura de repetição capaz de iterar sobre arrays
    e objetos.
    <?php
    $pizzas = array('Portuguesa', 'Napolitana', 'Presunto');
    //A 1º forma percorre todos os índices jogando os valores na variável $valor
    foreach($pizzas as $valor){
    //Imprime Portuguesa Napolitana Presunto
    echo $valor;
    }
    //A 2º forma faz a mesma coisa mas antes joga o índice na variável $chave
    foreach($pizzas as $chave => $valor){
    //Imprime 0-Portuguesa 1-Napolitana 2-Presunto.
    //Observe o ponto concatenando as variáveis.
    echo $chave. ' – '.$valor;
    }
    ?>
    Foreach
  • 10. É uma estrutura de repetição normalmente utilizada quando
    conhecemos a quantidade de vezes em que o processo
    deve ser executado.
    For
    <?php
    //$i inicia com 0 e enquanto ele for menor do que 11 irá incrementar em 1.
    for($i=0; $i < 11; $i++){
    //Imprime 0 1 2 3 4....10
    echo $i;
    }
    ?>
  • 11. <?php
    //Vamos iterar sobre um array utilizando o for.
    $pizzas = array('Portuguesa', 'Napolitana', 'Presunto');
    //Contamos quantos itens tem nosso array
    $total = count($pizzas);
    for($i=0; $i < $total; $i++){
    //Imprime Portuguesa Napolitana Presunto
    echo $pizzas[$i];
    }
    ?>
    For
    A função count conta os elementos de um array
  • 12. É uma estrutura de repetição utilizada quando não sabemos
    quantas vezes precisamos repetir determinado processo.
    While
    <?php
    $x = 5;
    //Enquanto x for menor do que 10 faça...
    while($x < 10){
    //Imprime 5x a frase abaixo
    echo 'Olá Mundo';
    //Incrimentamos a variável x.
    $x++;
    }
    ?>
    $x++ significa que $x é igual a ele mesmo mais 1.
  • 13. <?php
    $y = 10;
    while($y > 10){
    //Essa linha não é executada pois $y não é maior que 10.
    echo 'Olá Mundo';
    }
    ?>
    While
  • 14. É similar ao while mas essa função difere pois executa
    primeiro e testa somente no final.
    Do While
    <?php
    $x = 25;
    do{
    //Este exemplo imprime 25242322212019...11
    echo $x;
    $x--;
    //Faça enquanto $x for maior que 10...
    }while($x > 10);
    ?>
    Também podemos decrementar uma variável com $x--
  • 15. <?php
    $y = 10;
    do{
    //Agora essa linha é executada uma vez pois testamos no final.
    echo 'Olá Mundo';
    }while($y > 10);
    ?>
    Do While
  • 16. <?php
    //Escrever funções em PHP é muito simples veja
    functionescreva_ola_mundo(){
    echo 'Olá Mundo';
    }
    //Em qualquer parte do código podemos chamar esta função
    //Imprime Olá Mundo
    escreva_ola_mundo();
    //Podemos passar argumentos ou parâmetros
    functionescreva_meu_nome($nome){
    echo $nome;
    }
    //Imprime Tiago
    escreva_meu_nome('Tiago');
    ?>
    Funções
  • 17. <?php
    function soma($var1, $var2){
    //Observe que agora estamos retornando o resultado
    return $var1 + $var2;
    }
    //Só chamar a função NÃO imprime nada
    soma(2, 2);
    //Nesse caso devemos mandar imprimir
    //Imprime 4
    echo soma(2, 2);
    //Vamos guardar o retorno em uma variável
    $resultado = soma(5, 5);
    //Imprime 10
    echo $resultado;
    ?>
    Funções
  • 18. <?php
    //A partir do PHP 5.3 temos o conceito de funções anônimas
    $multiplicar = function($var1, $var2){
    //Utilizamos * para multiplicações
    return $var1 * $var2;
    //Observe o ; no final das chaves
    };
    //Agora podemos utilizar uma variável como uma função
    $resultado = $multiplicar(2, 2);
    //Imprime 4
    echo $resultado;
    ?>
    Funções
  • 19. <?php
    //Podemos manter argumentos pré-definidos
    functionargumento_pre_definido($teste = 25){
    return $teste;
    }
    //Agora chamar a função sem passar argumentos
    //Imprime 25
    echoargumento_pre_definido();
    ?>
    Funções
  • 20. Estruturas condicionais nos permite testar um trecho
    de código observe:
    Estrutura Condicional
    <?php
    $idade = 21;
    //Se idade for maior que 18 faça...
    If($idade > 18){
    echo 'Você tem mais de 18 anos';
    }
    //Se não, se idade for maior que 15 faça...
    elseif($idade > 15){
    echo 'Você tem mais de 15 anos';
    }
    //Se não (nem maior que 18 e nem maior que 15) faça..
    else{
    echo 'Você tem 15 anos ou menos';
    }
    ?>
  • 21. A estrutura switch é um pouco mais complexa e é
    utilizada para testar uma mesma variável várias vezes.
    Estrutura Condicional
    <?php
    $status = 'Aprovado';
    switch($status){
    case 'Aprovado': //Caso Aprovado faça... (Observe os : ao final)
    echo 'Foi aprovado';
    break; //Pare
    case 'Reprovado': //Caso Reprovado faça....
    echo 'Foi reprovado';
    break; //Pare
    default: //Este é um caso padrão se não se encaixar em nenhum outro
    echo 'Este status não existe no sistema';
    }
    ?>
    Você pode montar quantos casos forem necessários.
  • 22. Mãos a obra!
    Instalando o VertrigoServ no windows 7
    http://vertrigo.sourceforge.net/?lang=pt
  • 23. Mãos a obra!
    2) Instalando o Notepad++
    http://notepad-plus-plus.org/
  • 24. Mãos a obra!
    Entre na pasta em C:Program FilesVertrigoServwww e
    crie um arquivo chamado teste.php
    Execute o VertrigoServ que deve ficar com uma luz verde no
    canto inferior direito, ao lado do relógio.
    Abra seu navegador e na barra de endereços digite:
    http://localhost/ ou http://127.0.0.1/ para ver a tela de
    Apresentação do VertrigoServ.
  • 25. Mãos a obra!
    Abra seu arquivo teste.php com o notepad++ e escreva a linha abaixo:
    <?phpecho 'Olá mundo' ?>
    Salve seu arquivo e acesse http://localhost/teste.php para ver o resultado.
    Não basta só ler pois PHP é prática, então pratique bastante os exemplos.
    Para saber mais consulte a documentação oficial do PHP
    http://www.php.net/
    Participe da comunidade
    http://www.php.org.br/
    Recomendo fortemente!
    http://www.phpsp.org.br/
    Obrigado!

×