Antonio Pessoa – 25 de Abril de 2012
• A disputa pelas áreas que concentram recursos naturais, dada sua importância
para a sociedade industrial, determinou boa...
• A disputa pelas áreas que concentram recursos naturais, dada sua importância
para a sociedade industrial, determinou boa...
• A disputa pelas áreas que concentram recursos naturais, dada sua importância
para a sociedade industrial, determinou boa...
A Partilha da África,
um exemplo da busca
pelos recursos
naturais por parte das
Potências industriais
África, 1884 - 1914
A Partilha da África,
um exemplo da busca
pelos recursos
naturais por parte das
Potências industriais
* Em 1884 no Congres...
A Partilha da África,
um exemplo da busca
pelos recursos
naturais por parte das
Potências industriais
•Em 1884 no Congress...
A Partilha da África,
um exemplo da busca
pelos recursos
naturais por parte das
Potências industriais
•Em 1884 no Congress...
A Partilha da África,
um exemplo da busca
pelos recursos
naturais por parte das
Potências industriais
•Em 1884 no Congress...
A Partilha da África,
um exemplo da busca
pelos recursos
naturais por parte das
Potências industriais
•Em termos de recurs...
A Partilha da África,
um exemplo da busca
pelos recursos
naturais por parte das
Potências industriais
•Em termos de recurs...
A Partilha da África,
um exemplo da busca
pelos recursos
naturais por parte das
Potências industriais
•Em termos de recurs...
A Partilha da África,
um exemplo da busca
pelos recursos
naturais por parte das
Potências industriais
•Em termos de recurs...
A Partilha da África,
um exemplo da busca
pelos recursos
naturais por parte das
Potências industriais
•No contexto da époc...
A Partilha da África,
um exemplo da busca
pelos recursos
naturais por parte das
Potências industriais
•No contexto da époc...
A Partilha da África,
um exemplo da busca
pelos recursos
naturais por parte das
Potências industriais
•No contexto da époc...
BIOMAS DA ÁFRICA
Floresta
Equatorial
(estilo Amazônia)
BIOMAS DA ÁFRICA
Floresta
Equatorial
(estilo Amazônia)
Deserto do Saara
(maior deserto do mundo)
BIOMAS DA ÁFRICA
Floresta
Equatorial
(estilo Amazônia)
Região do “SAHEL”, em processo de desertificação
BIOMAS DA ÁFRICA
Deserto do Saara
(...
Floresta
Equatorial
(estilo Amazônia)
Região do “SAHEL”, em processo de desertificação
BIOMAS DA ÁFRICA
Litoral mediterrân...
Floresta
Equatorial
(estilo Amazônia)
Região do “SAHEL”, em processo de desertificação
BIOMAS DA ÁFRICA
Deserto do Saara
(...
Floresta
Equatorial
(estilo Amazônia)
Região do “SAHEL”, em processo de desertificação
BIOMAS DA ÁFRICA
Deserto do Saara
(...
Floresta
Equatorial
(estilo Amazônia)
Região do “SAHEL”, em processo de desertificação
BIOMAS DA ÁFRICA
Deserto do Saara
(...
Floresta
Equatorial
(estilo Amazônia)
Região do “SAHEL”, em processo de desertificação
BIOMAS DA ÁFRICA
Deserto do Saara
(...
Floresta
Equatorial
(estilo Amazônia)
Região do “SAHEL”, em processo de desertificação
BIOMAS DA ÁFRICA
Deserto do Saara
(...
Floresta
Equatorial
(estilo Amazônia)
Região do “SAHEL”, em processo de desertificação
BIOMAS DA ÁFRICA
Deserto do Saara
(...
Floresta
Equatorial
(estilo Amazônia)
Região do “SAHEL”, em processo de desertificação
BIOMAS DA ÁFRICA
Deserto do Saara
(...
Conclusão do exemplo sobre a Partilha da
África e seus recursos naturais.
Conclusão do exemplo sobre a Partilha da
África e seus recursos naturais.
• Os países que possuíam maior poderio econômico...
Conclusão do exemplo sobre a Partilha da
África e seus recursos naturais.
• Os países que possuíam maior poderio econômico...
Conclusão do exemplo sobre a Partilha da
África e seus recursos naturais.
• Os países que possuíam maior poderio econômico...
Conclusão do exemplo sobre a Partilha da
África e seus recursos naturais.
• Os países que possuíam maior poderio econômico...
Conclusão do exemplo sobre a Partilha da
África e seus recursos naturais.
• Os países que possuíam maior poderio econômico...
Conclusão do exemplo sobre a Partilha da
África e seus recursos naturais.
• Os países que possuíam maior poderio econômico...
• A disputa pelas áreas que concentram recursos naturais, dada sua importância
para a sociedade industrial, determinou boa...
• A disputa pelas áreas que concentram recursos naturais, dada sua importância
para a sociedade industrial, determinou boa...
• A disputa pelas áreas que concentram recursos naturais, dada sua importância
para a sociedade industrial, determinou boa...
• A disputa pelas áreas que concentram recursos naturais, dada sua importância
para a sociedade industrial, determinou boa...
• Um único país, os Estados Unidos, se utiliza de mais de 20% de toda a
eletricidade e o petróleo produzidos no mundo.
• Um único país, os Estados Unidos, se utiliza de mais de 20% de toda a
eletricidade e o petróleo produzidos no mundo.
• S...
• Um único país, os Estados Unidos, se utiliza de mais de 20% de toda a
eletricidade e o petróleo produzidos no mundo.
• S...
• Um único país, os Estados Unidos, se utiliza de mais de 20% de toda a
eletricidade e o petróleo produzidos no mundo.
• S...
• Um único país, os Estados Unidos, se utiliza de mais de 20% de toda a
eletricidade e o petróleo produzidos no mundo.
• S...
• Cada país precisa alimentar sua população, bem como fazer a colheita de
matérias-primas necessária para a fabricação de ...
• Cada país precisa alimentar sua população, bem como fazer a colheita de
matérias-primas necessária para a fabricação de ...
• Cada país precisa alimentar sua população, bem como fazer a colheita de
matérias-primas necessária para a fabricação de ...
PAÍSES COM MAIOR ÁREA CULTIVADAPAÍSES COM MAIOR ÁREA CULTIVADA
PosiçãoPosição PaísPaís Área cultivada (em km²)Área cultiva...
• Das 10 nações com maiores áreas cultivadas, existem vários modelos de
agricultura
• Das 10 nações com maiores áreas cultivadas, existem vários modelos de
agricultura
• Enquanto temos o exemplo de Estados ...
• Das 10 nações com maiores áreas cultivadas, existem vários modelos de
agricultura
• Enquanto temos o exemplo de Estados ...
• Das 10 nações com maiores áreas cultivadas, existem vários modelos de
agricultura
• Enquanto temos o exemplo de Estados ...
• Das 10 nações com maiores áreas cultivadas, existem vários modelos de
agricultura
• Enquanto temos o exemplo de Estados ...
• A terra, a água, as florestas e o ar são fontes de recursos naturais e de energia.
• A terra, a água, as florestas e o ar são fontes de recursos naturais e de energia.
• A exploração desses recursos intens...
• A terra, a água, as florestas e o ar são fontes de recursos naturais e de energia.
• A exploração desses recursos intens...
• A terra, a água, as florestas e o ar são fontes de recursos naturais e de energia.
• A exploração desses recursos intens...
• A terra, a água, as florestas e o ar são fontes de recursos naturais e de energia.
• A exploração desses recursos intens...
• Contudo, com o advento do automóvel no começo do século XX, inaugurou-se
uma nova era na história energética: o interess...
• Contudo, com o advento do automóvel no começo do século XX, inaugurou-se
uma nova era na história energética: o interess...
• Contudo, com o advento do automóvel no começo do século XX, inaugurou-se
uma nova era na história energética: o interess...
• Contudo, com o advento do automóvel no começo do século XX, inaugurou-se
uma nova era na história energética: o interess...
• Contudo, com o advento do automóvel no começo do século XX, inaugurou-se
uma nova era na história energética: o interess...
• Grosso modo, a relação que se pode estabelecer entre a estrutura geológica ou
geomorfológica e a ocorrência de recursos ...
• Grosso modo, a relação que se pode estabelecer entre a estrutura geológica ou
geomorfológica e a ocorrência de recursos ...
• Grosso modo, a relação que se pode estabelecer entre a estrutura geológica ou
geomorfológica e a ocorrência de recursos ...
• Grosso modo, a relação que se pode estabelecer entre a estrutura geológica ou
geomorfológica e a ocorrência de recursos ...
• Grosso modo, a relação que se pode estabelecer entre a estrutura geológica ou
geomorfológica e a ocorrência de recursos ...
• Grosso modo, a relação que se pode estabelecer entre a estrutura geológica ou
geomorfológica e a ocorrência de recursos ...
• Essas informações preliminares permitem concluir que a herança geológica é
decisiva para a ocorrência de jazidas minerai...
• Essas informações preliminares permitem concluir que a herança geológica é
decisiva para a ocorrência de jazidas minerai...
• Essas informações preliminares permitem concluir que a herança geológica é
decisiva para a ocorrência de jazidas minerai...
• Essas informações preliminares permitem concluir que a herança geológica é
decisiva para a ocorrência de jazidas minerai...
• Essas informações preliminares permitem concluir que a herança geológica é
decisiva para a ocorrência de jazidas minerai...
• Essas informações preliminares permitem concluir que a herança geológica é
decisiva para a ocorrência de jazidas minerai...
• Considerando a geomorfologia e a geologia, sabemos que as áreas de
dobramentos modernos (montanhas) estão em geral nas b...
• Considerando a geomorfologia e a geologia, sabemos que as áreas de
dobramentos modernos (montanhas) estão em geral nas b...
• Considerando a geomorfologia e a geologia, sabemos que as áreas de
dobramentos modernos (montanhas) estão em geral nas b...
• Considerando a geomorfologia e a geologia, sabemos que as áreas de
dobramentos modernos (montanhas) estão em geral nas b...
• Para a ocorrência da hulha (carvão), são imprescindíveis os depósitos
sedimentares (bacias de sedimentação).
• Para a ocorrência da hulha (carvão), são imprescindíveis os depósitos
sedimentares (bacias de sedimentação).
• Além dess...
• Para a ocorrência da hulha (carvão), são imprescindíveis os depósitos
sedimentares (bacias de sedimentação).
• Além dess...
• Para a ocorrência da hulha (carvão), são imprescindíveis os depósitos
sedimentares (bacias de sedimentação).
• Além dess...
• Para a ocorrência da hulha (carvão), são imprescindíveis os depósitos
sedimentares (bacias de sedimentação).
• Além dess...
• Para a ocorrência da hulha (carvão), são imprescindíveis os depósitos
sedimentares (bacias de sedimentação).
• Além dess...
• Outros, abundantes na superfície terrestre, são consumidos regionalmente;
obtêm-se por isso baixos preços, inviabilizand...
• Outros, abundantes na superfície terrestre, são consumidos regionalmente;
obtêm-se por isso baixos preços, inviabilizand...
• Diversas nações industrializadas não produzem os recursos mineraisDiversas nações industrializadas não produzem os recur...
• Diversas nações industrializadas não produzem os recursos mineraisDiversas nações industrializadas não produzem os recur...
• Diversas nações industrializadas não produzem os recursos mineraisDiversas nações industrializadas não produzem os recur...
• Diversas nações industrializadas não produzem os recursos mineraisDiversas nações industrializadas não produzem os recur...
• Diversas nações industrializadas não produzem os recursos mineraisDiversas nações industrializadas não produzem os recur...
PAÍSES MAIORES PRODUTORES MUNDIAIS DE MINÉRIO DE FERRO (2010)
Posição País Produção Anual (em Toneladas) Porcentagem da Pr...
PAÍSES MAIORES PRODUTORES MUNDIAIS DE COBRE (2006)
Posição País Produção Anual (em Toneladas) Porcentagem da Produção Mund...
• Muitos países abastecem os motores da maioria de suas industrias com aMuitos países abastecem os motores da maioria de s...
• Muitos países abastecem os motores da maioria de suas industrias com aMuitos países abastecem os motores da maioria de s...
• Muitos países abastecem os motores da maioria de suas industrias com aMuitos países abastecem os motores da maioria de s...
• Muitos países abastecem os motores da maioria de suas industrias com aMuitos países abastecem os motores da maioria de s...
• Muitos países abastecem os motores da maioria de suas industrias com aMuitos países abastecem os motores da maioria de s...
PAÍSES MAIORES PRODUTORES MUNDIAIS DE GÁS NATURAL (2009-2010)PAÍSES MAIORES PRODUTORES MUNDIAIS DE GÁS NATURAL (2009-2010)...
PAÍSES MAIORES PRODUTORES MUNDIAIS DE CARVÃO (2010)PAÍSES MAIORES PRODUTORES MUNDIAIS DE CARVÃO (2010)
PosiçãoPosição País...
• De todos os recursos do planeta, o petróleo é o que mais suscita conflitos.
• De todos os recursos do planeta, o petróleo é o que mais suscita conflitos.
• O petróleo atravessou o século XX como a p...
• De todos os recursos do planeta, o petróleo é o que mais suscita conflitos.
• O petróleo atravessou o século XX como a p...
• De todos os recursos do planeta, o petróleo é o que mais suscita conflitos.
• O petróleo atravessou o século XX como a p...
• De todos os recursos do planeta, o petróleo é o que mais suscita conflitos.
• O petróleo atravessou o século XX como a p...
• De todos os recursos do planeta, o petróleo é o que mais suscita conflitos.
• O petróleo atravessou o século XX como a p...
• De todos os recursos do planeta, o petróleo é o que mais suscita conflitos.
• O petróleo atravessou o século XX como a p...
• Em virtude da grande importância do “ouro negro”, o preço do barril do
petróleo no mercado internacional não pára de sub...
• Em virtude da grande importância do “ouro negro”, o preço do barril do
petróleo no mercado internacional não pára de sub...
• Em virtude da grande importância do “ouro negro”, o preço do barril do
petróleo no mercado internacional não pára de sub...
• É muito incerto o patamar em que se estabilizará o preço do petróleo, se
estabilidade houver.
• É muito incerto o patamar em que se estabilizará o preço do petróleo, se
estabilidade houver.
• Diante da dependência mu...
• É muito incerto o patamar em que se estabilizará o preço do petróleo, se
estabilidade houver.
• Diante da dependência mu...
• É muito incerto o patamar em que se estabilizará o preço do petróleo, se
estabilidade houver.
• Diante da dependência mu...
ESTA É UMA HISTÓRIA DE FICÇÃO BASEADA EM FATOS REAIS
ESTA É UMA HISTÓRIA DE FICÇÃO BASEADA EM FATOS REAIS
Qualquer semelhança com a realidade não é mera coincidência...
O QUE PODE ACONTECER POR CONSEQUENCIAO QUE PODE ACONTECER POR CONSEQUENCIA
DA COBIÇA PELOS RECURSOS NATURAIS?DA COBIÇA PEL...
O QUE PODE ACONTECER POR CONSEQUENCIAO QUE PODE ACONTECER POR CONSEQUENCIA
DA COBIÇA PELOS RECURSOS NATURAIS?DA COBIÇA PEL...
Hey Saddam!Hey Saddam!
Hey Saddam! Você tem armas nucleares, que eu sei!Hey Saddam! Você tem armas nucleares, que eu sei!
Eu não tenho armas nucleares! Tenho só a 5ª maior reserva deEu não tenho armas nucleares! Tenho só a 5ª maior reserva de
p...
Heh Heh Heh... Então vou tirar a prova, seu déspota bigodudo!Heh Heh Heh... Então vou tirar a prova, seu déspota bigodudo!
Heh Heh Heh... Então vou tirar a prova, seu déspota bigodudo!Heh Heh Heh... Então vou tirar a prova, seu déspota bigodudo!...
Lá vai !!Lá vai !!
Lá vai !!Lá vai !!
Lá vai !!Lá vai !!
PFFFFFFFFF !!!!!!!!PFFFFFFFFF !!!!!!!!
Yeah! O petróleo é meu!Yeah! O petróleo é meu! Apesar que ele não tinha armas nucleares mesmo, mas deixa para lá...Apesar ...
Ele acha que se deu bem...Ele acha que se deu bem...
Ele acha que se deu bem... mas aEle acha que se deu bem... mas a
maior reserva mundial é minha, e eumaior reserva mundial ...
Melhor ainda faço eu! Tenho a 4ª maiorMelhor ainda faço eu! Tenho a 4ª maior
reserva de petróleo e...reserva de petróleo e...
Melhor ainda faço eu! Tenho a 4ª maiorMelhor ainda faço eu! Tenho a 4ª maior
reserva de petróleo e... TENHO ARMASreserva d...
Boa, Mahmoud!Boa, Mahmoud!
• É muito incerto o patamar em que se estabilizará o preço do petróleo, se
estabilidade houver.
• Diante da dependência mu...
• É muito incerto o patamar em que se estabilizará o preço do petróleo, se
estabilidade houver.
• Diante da dependência mu...
• É muito incerto o patamar em que se estabilizará o preço do petróleo, se
estabilidade houver.
• Diante da dependência mu...
PAÍSES MAIORES CONSUMIDORES DE PETRÓLEO (2010)PAÍSES MAIORES CONSUMIDORES DE PETRÓLEO (2010)
PosiçãoPosição PaísPaís Consu...
PAÍSES MAIORES PRODUTORES MUNDIAIS DE PETRÓLEO (2009-2011)PAÍSES MAIORES PRODUTORES MUNDIAIS DE PETRÓLEO (2009-2011)
Posiç...
• É conhecida a dependência dos EUA em relação ao petróleo, assim como o
caos econômico que representa uma crise de abaste...
• Estima-se que o Golfo Pérsico detenha 65% das reservas mundiais de petróleo,
sendo a Arábia Saudita, o Irã e o Iraque os...
• Estima-se que o Golfo Pérsico detenha 65% das reservas mundiais de petróleo,
sendo a Arábia Saudita, o Irã e o Iraque os...
• Estima-se que o Golfo Pérsico detenha 65% das reservas mundiais de petróleo,
sendo a Arábia Saudita, o Irã e o Iraque os...
PAÍSES COM AS MAIORES RESERVAS DE PETRÓLEO DO MUNDO (2010)PAÍSES COM AS MAIORES RESERVAS DE PETRÓLEO DO MUNDO (2010)
Posiç...
A REGIÃO DO GOLFO PÉRSICOA REGIÃO DO GOLFO PÉRSICO
PAÍSES MAIORES EMISSORES DE CO² (2008)PAÍSES MAIORES EMISSORES DE CO² (2008)
PosiçãoPosição PaísPaís Emissão (em milhões d...
• O recente debate sobre a escassez de água no planeta vem tomando grande
parte da agenda internacional.
• O recente debate sobre a escassez de água no planeta vem tomando grande
parte da agenda internacional.
• Hoje se sabe qu...
• O recente debate sobre a escassez de água no planeta vem tomando grande
parte da agenda internacional.
• Hoje se sabe qu...
• O recente debate sobre a escassez de água no planeta vem tomando grande
parte da agenda internacional.
• Hoje se sabe qu...
• O recente debate sobre a escassez de água no planeta vem tomando grande
parte da agenda internacional.
• Hoje se sabe qu...
• O recente debate sobre a escassez de água no planeta vem tomando grande
parte da agenda internacional.
• Hoje se sabe qu...
• E quem mais consome água no mundo?
Em primeiro lugar a agricultura
Em segundo, a indústria
Em terceiro, o uso doméstico ...
• E quem mais consome água no mundo?
Em primeiro lugar a agricultura
Em segundo, a indústria
Em terceiro, o uso doméstico ...
• E quem mais consome água no mundo?
Em primeiro lugar a agricultura
Em segundo, a indústria
Em terceiro, o uso doméstico ...
PAÍSES COM MAIORES RECURSOS HÍDRICOS RENOVÁVEIS
Posição País Área (km³ - quilômetros cúbicos)
1° Brasil 8.233
2° Rússia 4....
• As áreas mais pobres em recursos hídricos são o Oriente Médio, o norte e
nordeste da África e o sul da Ásia, particularm...
• As áreas mais pobres em recursos hídricos são o Oriente Médio, o norte e
nordeste da África e o sul da Ásia, particularm...
• As áreas mais pobres em recursos hídricos são o Oriente Médio, o norte e
nordeste da África e o sul da Ásia, particularm...
• As áreas mais pobres em recursos hídricos são o Oriente Médio, o norte e
nordeste da África e o sul da Ásia, particularm...
Aula geopolítica recursos_naturais_25-04-2012
Aula geopolítica recursos_naturais_25-04-2012
Aula geopolítica recursos_naturais_25-04-2012
Aula geopolítica recursos_naturais_25-04-2012
Aula geopolítica recursos_naturais_25-04-2012
Aula geopolítica recursos_naturais_25-04-2012
Aula geopolítica recursos_naturais_25-04-2012
Aula geopolítica recursos_naturais_25-04-2012
Aula geopolítica recursos_naturais_25-04-2012
Aula geopolítica recursos_naturais_25-04-2012
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Aula geopolítica recursos_naturais_25-04-2012

796 views
675 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
796
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
36
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Aula geopolítica recursos_naturais_25-04-2012

  1. 1. Antonio Pessoa – 25 de Abril de 2012
  2. 2. • A disputa pelas áreas que concentram recursos naturais, dada sua importância para a sociedade industrial, determinou boa parte das relações internacionais do século XX. E em novo contexto, continua a determinar neste começo de século XXI.
  3. 3. • A disputa pelas áreas que concentram recursos naturais, dada sua importância para a sociedade industrial, determinou boa parte das relações internacionais do século XX. E em novo contexto, continua a determinar neste começo de século XXI. • A geopolítica, como instrumento da interação das relações de poder entre os Estados e o território tem servido aos interesses de países e empresas desde sua constituição, em fins do século XIX e princípios do século XX, auge do imperialismo.
  4. 4. • A disputa pelas áreas que concentram recursos naturais, dada sua importância para a sociedade industrial, determinou boa parte das relações internacionais do século XX. E em novo contexto, continua a determinar neste começo de século XXI. • A geopolítica, como instrumento da interação das relações de poder entre os Estados e o território tem servido aos interesses de países e empresas desde sua constituição, em fins do século XIX e princípios do século XX, auge do imperialismo. VEREMOS A SEGUIR UM EXEMPLO DE COMO A GEOPOLÍTICA SERVIU AOS INTERESSES DE PAÍSES EM BUSCA DE RECURSOS NATURAIS NO AUGE DO IMPERIALISMO
  5. 5. A Partilha da África, um exemplo da busca pelos recursos naturais por parte das Potências industriais África, 1884 - 1914
  6. 6. A Partilha da África, um exemplo da busca pelos recursos naturais por parte das Potências industriais * Em 1884 no Congresso de Berlim sete grandes nações europeias firmaram um tratado na qual o território da África seria repartido entre eles. África, 1884 - 1914
  7. 7. A Partilha da África, um exemplo da busca pelos recursos naturais por parte das Potências industriais •Em 1884 no Congresso de Berlim sete grandes nações europeias firmaram um tratado na qual o território da África seria repartido entre eles. • O Reino Unido e a França ficaram com os maiores territórios, enquanto Portugal consolidou suas antigas colônias que remetiam ao Século XV África, 1884 - 1914
  8. 8. A Partilha da África, um exemplo da busca pelos recursos naturais por parte das Potências industriais •Em 1884 no Congresso de Berlim sete grandes nações europeias firmaram um tratado na qual o território da África seria repartido entre eles. • O Reino Unido e a França ficaram com os maiores territórios, enquanto Portugal consolidou suas antigas colônias que remetiam ao Século XV • Como novidades, a Alemanha, Itália e Bélgica passaram a ter posse de territórios na África. África, 1884 - 1914
  9. 9. A Partilha da África, um exemplo da busca pelos recursos naturais por parte das Potências industriais •Em 1884 no Congresso de Berlim sete grandes nações europeias firmaram um tratado na qual o território da África seria repartido entre eles. • O Reino Unido e a França ficaram com os maiores territórios, enquanto Portugal consolidou suas antigas colônias que remetiam ao Século XV • Como novidades, a Alemanha, Itália e Bélgica passaram a ter posse de territórios na África. •Os italianos, recém-unificados (1861) conseguiram a Somália, Eritreia e a Líbia; a Alemanha passou a colonizar os atuais Namíbia, Camarões, Togo e Tanzânia, enquanto a Bélgica ficou com o Congo Belga (atual República Democrática do Congo), no coração do continente África, 1884 - 1914
  10. 10. A Partilha da África, um exemplo da busca pelos recursos naturais por parte das Potências industriais •Em termos de recursos, o Reino Unido ficou com áreas ricas em Ouro (África do Sul) e recursos hídricos (Egito, Sudão, área em torno do Rio Nilo, bem como o delta do Rio Níger, na Nigéria) África, 1884 - 1914
  11. 11. A Partilha da África, um exemplo da busca pelos recursos naturais por parte das Potências industriais •Em termos de recursos, o Reino Unido ficou com áreas ricas em Ouro (África do Sul) e recursos hídricos (Egito, Sudão, área em torno do Rio Nilo, bem como o delta do Rio Níger, na Nigéria) •A França ficou com áreas mais desérticas, a maior parte do deserto do Saara, mas obteve áreas com alguns recursos agrícolas na região da Guiné, Costa do Marfim e Senegal. África, 1884 - 1914
  12. 12. A Partilha da África, um exemplo da busca pelos recursos naturais por parte das Potências industriais •Em termos de recursos, o Reino Unido ficou com áreas ricas em Ouro (África do Sul) e recursos hídricos (Egito, Sudão, área em torno do Rio Nilo, bem como o delta do Rio Níger, na Nigéria) •A França ficou com áreas mais desérticas, a maior parte do deserto do Saara, mas obteve áreas com alguns recursos agrícolas na região da Guiné, Costa do Marfim e Senegal. •Portugal, Alemanha e Itália ficaram com algumas colônias com trechos em desertos e semi- áridos também, mas com regiões de potencial agrícola, algumas ricas em bauxita, cobre, entre outros metais, e também madeira, muito valiosa naquela época. África, 1884 - 1914
  13. 13. A Partilha da África, um exemplo da busca pelos recursos naturais por parte das Potências industriais •Em termos de recursos, o Reino Unido ficou com áreas ricas em Ouro (África do Sul) e recursos hídricos (Egito, Sudão, área em torno do Rio Nilo, bem como o delta do Rio Níger, na Nigéria) •A França ficou com áreas mais desérticas, a maior parte do deserto do Saara, mas obteve áreas com alguns recursos agrícolas na região da Guiné, Costa do Marfim e Senegal. •Portugal, Alemanha e Itália ficaram com algumas colônias com trechos em desertos e semi- áridos também, mas com regiões de potencial agrícola, algumas ricas em bauxita, cobre, entre outros metais, e também madeira, muito valiosa naquela época. •Destaque para o Congo Belga, no meio de uma floresta tropical. África, 1884 - 1914
  14. 14. A Partilha da África, um exemplo da busca pelos recursos naturais por parte das Potências industriais •No contexto da época, todas as potências da Europa passavam por um processo de industrialização, a 2ª Revolução Industrial (Século XIX) África, 1884 - 1914
  15. 15. A Partilha da África, um exemplo da busca pelos recursos naturais por parte das Potências industriais •No contexto da época, todas as potências da Europa passavam por um processo de industrialização, a 2ª Revolução Industrial (Século XIX) •Por conta disto, estas potências precisavam de acesso confortável à recursos naturais que abastecessem suas indústrias África, 1884 - 1914
  16. 16. A Partilha da África, um exemplo da busca pelos recursos naturais por parte das Potências industriais •No contexto da época, todas as potências da Europa passavam por um processo de industrialização, a 2ª Revolução Industrial (Século XIX) •Por conta disto, estas potências precisavam de acesso confortável à recursos naturais que abastecessem suas indústrias •Para complementar, possuir colônias na África garantiria o livre acesso á esses recursos bem como teria mercados garantidos para vender os produtos industrializados África, 1884 - 1914
  17. 17. BIOMAS DA ÁFRICA
  18. 18. Floresta Equatorial (estilo Amazônia) BIOMAS DA ÁFRICA
  19. 19. Floresta Equatorial (estilo Amazônia) Deserto do Saara (maior deserto do mundo) BIOMAS DA ÁFRICA
  20. 20. Floresta Equatorial (estilo Amazônia) Região do “SAHEL”, em processo de desertificação BIOMAS DA ÁFRICA Deserto do Saara (maior deserto do mundo)
  21. 21. Floresta Equatorial (estilo Amazônia) Região do “SAHEL”, em processo de desertificação BIOMAS DA ÁFRICA Litoral mediterrâneo Deserto do Saara (maior deserto do mundo)
  22. 22. Floresta Equatorial (estilo Amazônia) Região do “SAHEL”, em processo de desertificação BIOMAS DA ÁFRICA Deserto do Saara (maior deserto do mundo) Litoral mediterrâneo RioNilo
  23. 23. Floresta Equatorial (estilo Amazônia) Região do “SAHEL”, em processo de desertificação BIOMAS DA ÁFRICA Deserto do Saara (maior deserto do mundo) Litoral mediterrâneo RioNilo Savanas Savanas Savanas
  24. 24. Floresta Equatorial (estilo Amazônia) Região do “SAHEL”, em processo de desertificação BIOMAS DA ÁFRICA Deserto do Saara (maior deserto do mundo) Litoral mediterrâneo RioNilo Savanas Savanas Savanas Deserto da Namíbia
  25. 25. Floresta Equatorial (estilo Amazônia) Região do “SAHEL”, em processo de desertificação BIOMAS DA ÁFRICA Deserto do Saara (maior deserto do mundo) Litoral mediterrâneo RioNilo Savanas Deserto da Namíbia Savanas Savanas Estepes, planícies com gramas baixas
  26. 26. Floresta Equatorial (estilo Amazônia) Região do “SAHEL”, em processo de desertificação BIOMAS DA ÁFRICA Deserto do Saara (maior deserto do mundo) Litoral mediterrâneo RioNilo Savanas Deserto da Namíbia Savanas Savanas Estepes, planícies com gramas baixas Floresta Sub-tropical
  27. 27. Floresta Equatorial (estilo Amazônia) Região do “SAHEL”, em processo de desertificação BIOMAS DA ÁFRICA Deserto do Saara (maior deserto do mundo) Litoral mediterrâneo RioNilo Savanas Deserto da Namíbia Savanas Savanas Estepes, planícies com gramas baixas Floresta Sub-tropical Semi-árido
  28. 28. Floresta Equatorial (estilo Amazônia) Região do “SAHEL”, em processo de desertificação BIOMAS DA ÁFRICA Deserto do Saara (maior deserto do mundo) Litoral mediterrâneo RioNilo Savanas Deserto da Namíbia Savanas Savanas Estepes, planícies com gramas baixas Floresta Sub-tropical Semi-árido OURO
  29. 29. Conclusão do exemplo sobre a Partilha da África e seus recursos naturais.
  30. 30. Conclusão do exemplo sobre a Partilha da África e seus recursos naturais. • Os países que possuíam maior poderio econômico e militar na época ficaram com as melhores áreas, como Reino Unido e Alemanha.
  31. 31. Conclusão do exemplo sobre a Partilha da África e seus recursos naturais. • Os países que possuíam maior poderio econômico e militar na época ficaram com as melhores áreas, como Reino Unido e Alemanha. • A partilha da África durou até as décadas de 50, 60 e 70, dependendo do país, quando houve o processo de Descolonização da África
  32. 32. Conclusão do exemplo sobre a Partilha da África e seus recursos naturais. • Os países que possuíam maior poderio econômico e militar na época ficaram com as melhores áreas, como Reino Unido e Alemanha. • A partilha da África durou até as décadas de 50, 60 e 70, dependendo do país, quando houve o processo de Descolonização da África • Mesmo como países independentes, as nações africanas continuam mantendo fortes laços econômicos com seus ex-colonizadores.
  33. 33. Conclusão do exemplo sobre a Partilha da África e seus recursos naturais. • Os países que possuíam maior poderio econômico e militar na época ficaram com as melhores áreas, como Reino Unido e Alemanha. • A partilha da África durou até as décadas de 50, 60 e 70, dependendo do país, quando houve o processo de Descolonização da África • Mesmo como países independentes, as nações africanas continuam mantendo fortes laços econômicos com seus ex-colonizadores. • Os países europeus, ex-colonizadores, bem como os EUA, China e Japão possuem grandes interesses nos recursos naturais africanos.
  34. 34. Conclusão do exemplo sobre a Partilha da África e seus recursos naturais. • Os países que possuíam maior poderio econômico e militar na época ficaram com as melhores áreas, como Reino Unido e Alemanha. • A partilha da África durou até as décadas de 50, 60 e 70, dependendo do país, quando houve o processo de Descolonização da África • Mesmo como países independentes, as nações africanas continuam mantendo fortes laços econômicos com seus ex-colonizadores. • Os países europeus, ex-colonizadores, bem como os EUA, China e Japão possuem grandes interesses nos recursos naturais africanos. • Os países da África não utilizam tanto seus próprios recursos naturais, por sua pouca (ou quase nenhuma) industrialização, pelo baixo padrão de consumo de suas populações.
  35. 35. Conclusão do exemplo sobre a Partilha da África e seus recursos naturais. • Os países que possuíam maior poderio econômico e militar na época ficaram com as melhores áreas, como Reino Unido e Alemanha. • A partilha da África durou até as décadas de 50, 60 e 70, dependendo do país, quando houve o processo de Descolonização da África • Mesmo como países independentes, as nações africanas continuam mantendo fortes laços econômicos com seus ex-colonizadores. • Os países europeus, ex-colonizadores, bem como os EUA, China e Japão possuem grandes interesses nos recursos naturais africanos. • Os países da África não utilizam tanto seus próprios recursos naturais, por sua pouca (ou quase nenhuma) industrialização, pelo baixo padrão de consumo de suas populações. • Por outro lado, os países europeus além dos EUA, China e Japão precisam desses recursos por serem altamente industrializados e com alto padrão de consumo.
  36. 36. • A disputa pelas áreas que concentram recursos naturais, dada sua importância para a sociedade industrial, determinou boa parte das relações internacionais do século XX. E em novo contexto, continua a determinar neste começo de século XXI. • A geopolítica, como instrumento da interação das relações de poder entre os Estados e o território tem servido aos interesses de países e empresas desde sua constituição, em fins do século XIX e princípios do século XX, auge do imperialismo.
  37. 37. • A disputa pelas áreas que concentram recursos naturais, dada sua importância para a sociedade industrial, determinou boa parte das relações internacionais do século XX. E em novo contexto, continua a determinar neste começo de século XXI. • A geopolítica, como instrumento da interação das relações de poder entre os Estados e o território tem servido aos interesses de países e empresas desde sua constituição, em fins do século XIX e princípios do século XX, auge do imperialismo. • Atualmente, em tempos de globalização, as grandes corporações internacionais sentem a necessidade do uso do território em escala global e, consequentemente, da aplicação da geopolítica.
  38. 38. • A disputa pelas áreas que concentram recursos naturais, dada sua importância para a sociedade industrial, determinou boa parte das relações internacionais do século XX. E em novo contexto, continua a determinar neste começo de século XXI. • A geopolítica, como instrumento da interação das relações de poder entre os Estados e o território tem servido aos interesses de países e empresas desde sua constituição, em fins do século XIX e princípios do século XX, auge do imperialismo. • Atualmente, em tempos de globalização, as grandes corporações internacionais sentem a necessidade do uso do território em escala global e, consequentemente, da aplicação da geopolítica. • A geopolítica torna-se uma ferramenta na exploração dos recursos naturais da Terra, especialmente quando se considera a desigual distribuição global desses recursos – o petróleo, o gás natural, o carvão, os metais, a água, o ar, as florestas, etc – que são abundantes em certas áreas e escassos em outras
  39. 39. • A disputa pelas áreas que concentram recursos naturais, dada sua importância para a sociedade industrial, determinou boa parte das relações internacionais do século XX. E em novo contexto, continua a determinar neste começo de século XXI. • A geopolítica, como instrumento da interação das relações de poder entre os Estados e o território tem servido aos interesses de países e empresas desde sua constituição, em fins do século XIX e princípios do século XX, auge do imperialismo. • Atualmente, em tempos de globalização, as grandes corporações internacionais sentem a necessidade do uso do território em escala global e, consequentemente, da aplicação da geopolítica. • A geopolítica torna-se uma ferramenta na exploração dos recursos naturais da Terra, especialmente quando se considera a desigual distribuição global desses recursos – o petróleo, o gás natural, o carvão, os metais, a água, o ar, as florestas, etc – que são abundantes em certas áreas e escassos em outras • Durante muito tempo vigorou a ideia equivocada de que os recursos da Terra são infinitos, o que permitiu sua exploração desmensurada. Hoje sabemos que o planeta enfrenta sérios problemas de escassez.
  40. 40. • Um único país, os Estados Unidos, se utiliza de mais de 20% de toda a eletricidade e o petróleo produzidos no mundo.
  41. 41. • Um único país, os Estados Unidos, se utiliza de mais de 20% de toda a eletricidade e o petróleo produzidos no mundo. • Se os demais países consumissem esses recursos na mesma proporção e ferocidade, a Terra entraria em colapso.
  42. 42. • Um único país, os Estados Unidos, se utiliza de mais de 20% de toda a eletricidade e o petróleo produzidos no mundo. • Se os demais países consumissem esses recursos na mesma proporção e ferocidade, a Terra entraria em colapso. • Portanto, o que assegura um certo equilíbrio ao planeta é o fato de a grande maioria da humanidade produzir e consumir muito menos que a superpotência norte-americana.
  43. 43. • Um único país, os Estados Unidos, se utiliza de mais de 20% de toda a eletricidade e o petróleo produzidos no mundo. • Se os demais países consumissem esses recursos na mesma proporção e ferocidade, a Terra entraria em colapso. • Portanto, o que assegura um certo equilíbrio ao planeta é o fato de a grande maioria da humanidade produzir e consumir muito menos que a superpotência norte-americana. • Ou seja: a sobrevivência atual do planeta, irônica e paradoxalmente, depende da desigualdade global.
  44. 44. • Um único país, os Estados Unidos, se utiliza de mais de 20% de toda a eletricidade e o petróleo produzidos no mundo. • Se os demais países consumissem esses recursos na mesma proporção e ferocidade, a Terra entraria em colapso. • Portanto, o que assegura um certo equilíbrio ao planeta é o fato de a grande maioria da humanidade produzir e consumir muito menos que a superpotência norte-americana. • Ou seja: a sobrevivência atual do planeta, irônica e paradoxalmente, depende da desigualdade global. • Outro caminho seria uma repartição mundial mais justa da produção e do consumo, o que implicaria uma revisão profunda das atuais relações de poder internacionais e mesmo do próprio sistema capitalista.
  45. 45. • Cada país precisa alimentar sua população, bem como fazer a colheita de matérias-primas necessária para a fabricação de produtos para o consumo desta sociedade
  46. 46. • Cada país precisa alimentar sua população, bem como fazer a colheita de matérias-primas necessária para a fabricação de produtos para o consumo desta sociedade • Só que alguns países não possuem áreas o bastante para o cultivo do que precisa
  47. 47. • Cada país precisa alimentar sua população, bem como fazer a colheita de matérias-primas necessária para a fabricação de produtos para o consumo desta sociedade • Só que alguns países não possuem áreas o bastante para o cultivo do que precisa • Enquanto outros países possuem mais áreas para cultivo, ao mesmo tempo que suas populações não precisam ou não tem tanto acesso ao que é cultivado, e portanto esse excedente é exportado às nações que precisam, e podem pagar
  48. 48. PAÍSES COM MAIOR ÁREA CULTIVADAPAÍSES COM MAIOR ÁREA CULTIVADA PosiçãoPosição PaísPaís Área cultivada (em km²)Área cultivada (em km²) Porcentagem da área mundialPorcentagem da área mundial 1°1° Estados UnidosEstados Unidos 1.669.0001.669.000 9,6 %9,6 % 2°2° ÍndiaÍndia 1.535.0001.535.000 8,8 %8,8 % 3°3° ChinaChina 1.504.0001.504.000 8,6 %8,6 % 4°4° RússiaRússia 1.192.0001.192.000 6,8 %6,8 % 5°5° BrasilBrasil 661.000661.000 3,8 %3,8 % 6°6° CanadáCanadá 474.000474.000 2,7 %2,7 % 7°7° AustráliaAustrália 471.000471.000 2,7 %2,7 % 8°8° UcrâniaUcrânia 333.000333.000 1,9 %1,9 % 9°9° IndonésiaIndonésia 330.000330.000 1,9 %1,9 % 10°10° NigériaNigéria 329.000329.000 1,9 %1,9 % FATOFATO: Mais de: Mais de um terçoum terço dasdas áreas cultivadasáreas cultivadas no mundo se concentram em apenasno mundo se concentram em apenas quatro países:quatro países: Estados Unidos, Índia, China e RússiaEstados Unidos, Índia, China e Rússia No Mundo todo há 17,3 milhões km² de área cultivada para agricultura, (11,6% da área terrestre do planeta)
  49. 49. • Das 10 nações com maiores áreas cultivadas, existem vários modelos de agricultura
  50. 50. • Das 10 nações com maiores áreas cultivadas, existem vários modelos de agricultura • Enquanto temos o exemplo de Estados Unidos, Canadá e Austrália na qual predomina um modelo de agricultura mecanizada, intensiva, que exige menores áreas para maior cultivo, com o uso de fertilizantes e tratores, aumentando a produtividade
  51. 51. • Das 10 nações com maiores áreas cultivadas, existem vários modelos de agricultura • Enquanto temos o exemplo de Estados Unidos, Canadá e Austrália na qual predomina um modelo de agricultura mecanizada, intensiva, que exige menores áreas para maior cultivo, com o uso de fertilizantes e tratores, aumentando a produtividade • Outros países praticam uma agricultura com menor estrutura, utilizando áreas maiores para o mesmo cultivo, com pouco uso de fertilizantes, e de menor qualidade.
  52. 52. • Das 10 nações com maiores áreas cultivadas, existem vários modelos de agricultura • Enquanto temos o exemplo de Estados Unidos, Canadá e Austrália na qual predomina um modelo de agricultura mecanizada, intensiva, que exige menores áreas para maior cultivo, com o uso de fertilizantes e tratores, aumentando a produtividade • Outros países praticam uma agricultura com menor estrutura, utilizando áreas maiores para o mesmo cultivo, com pouco uso de fertilizantes, e de menor qualidade. • Um fenômeno na geo-política do cultivo agrícola é o fato de várias nações industrializadas não possuirem terras o bastante para o cultivo de tudo que precisam, e buscam essa produção agrícola em nações menos desenvolvidas, com terras mais baratas.
  53. 53. • Das 10 nações com maiores áreas cultivadas, existem vários modelos de agricultura • Enquanto temos o exemplo de Estados Unidos, Canadá e Austrália na qual predomina um modelo de agricultura mecanizada, intensiva, que exige menores áreas para maior cultivo, com o uso de fertilizantes e tratores, aumentando a produtividade • Outros países praticam uma agricultura com menor estrutura, utilizando áreas maiores para o mesmo cultivo, com pouco uso de fertilizantes, e de menor qualidade. • Um fenômeno na geo-política do cultivo agrícola é o fato de várias nações industrializadas não possuirem terras o bastante para o cultivo de tudo que precisam, e buscam essa produção agrícola em nações menos desenvolvidas, com terras mais baratas. • Empresas de países desenvolvidos compram grandes extensões de terras em países menos desenvolvidos para realizar a produção agrícola na qual precisam
  54. 54. • A terra, a água, as florestas e o ar são fontes de recursos naturais e de energia.
  55. 55. • A terra, a água, as florestas e o ar são fontes de recursos naturais e de energia. • A exploração desses recursos intensificou-se enormemente a partir da Revolução Industrial, particularmente, da segunda Revolução Industrial (século XIX), quando os minérios como o ferro e o carvão impulsionaram o processo de industrialização.
  56. 56. • A terra, a água, as florestas e o ar são fontes de recursos naturais e de energia. • A exploração desses recursos intensificou-se enormemente a partir da Revolução Industrial, particularmente, da segunda Revolução Industrial (século XIX), quando os minérios como o ferro e o carvão impulsionaram o processo de industrialização. • O capitalismo industrial e o financeiro fizeram do planeta um espaço de disputas entre Estados fortes que buscavam garantir o controle sobre as fontes de matéria-prima.
  57. 57. • A terra, a água, as florestas e o ar são fontes de recursos naturais e de energia. • A exploração desses recursos intensificou-se enormemente a partir da Revolução Industrial, particularmente, da segunda Revolução Industrial (século XIX), quando os minérios como o ferro e o carvão impulsionaram o processo de industrialização. • O capitalismo industrial e o financeiro fizeram do planeta um espaço de disputas entre Estados fortes que buscavam garantir o controle sobre as fontes de matéria-prima. • Nessa época, o carvão e os minerais metálicos, especialmente o ferro, passaram a ser disputados.
  58. 58. • A terra, a água, as florestas e o ar são fontes de recursos naturais e de energia. • A exploração desses recursos intensificou-se enormemente a partir da Revolução Industrial, particularmente, da segunda Revolução Industrial (século XIX), quando os minérios como o ferro e o carvão impulsionaram o processo de industrialização. • O capitalismo industrial e o financeiro fizeram do planeta um espaço de disputas entre Estados fortes que buscavam garantir o controle sobre as fontes de matéria-prima. • Nessa época, o carvão e os minerais metálicos, especialmente o ferro, passaram a ser disputados. • O petróleo, até então servia unicamente como combustível para acender lamparinas.
  59. 59. • Contudo, com o advento do automóvel no começo do século XX, inaugurou-se uma nova era na história energética: o interesse pelo petróleo tornou-se flagrante.
  60. 60. • Contudo, com o advento do automóvel no começo do século XX, inaugurou-se uma nova era na história energética: o interesse pelo petróleo tornou-se flagrante. • Coincidiu com esse fato, nas décadas de 1920 e 1930, a descoberta das mais exuberantes jazidas petrolíferas no Oriente Médio.
  61. 61. • Contudo, com o advento do automóvel no começo do século XX, inaugurou-se uma nova era na história energética: o interesse pelo petróleo tornou-se flagrante. • Coincidiu com esse fato, nas décadas de 1920 e 1930, a descoberta das mais exuberantes jazidas petrolíferas no Oriente Médio. • Essa região estava sob o jugo do imperialismo franco-britânico, o que explica o domínio das petrolíferas europeias no Golfo Pérsico desde então. As gigantes do petróleo norte-americano viriam logo depois.
  62. 62. • Contudo, com o advento do automóvel no começo do século XX, inaugurou-se uma nova era na história energética: o interesse pelo petróleo tornou-se flagrante. • Coincidiu com esse fato, nas décadas de 1920 e 1930, a descoberta das mais exuberantes jazidas petrolíferas no Oriente Médio. • Essa região estava sob o jugo do imperialismo franco-britânico, o que explica o domínio das petrolíferas europeias no Golfo Pérsico desde então. As gigantes do petróleo norte-americano viriam logo depois. • O período era de amadurecimento do capitalismo, e o mundo se tornava um espaço de disputa pelo controle das principais áreas minerais.
  63. 63. • Contudo, com o advento do automóvel no começo do século XX, inaugurou-se uma nova era na história energética: o interesse pelo petróleo tornou-se flagrante. • Coincidiu com esse fato, nas décadas de 1920 e 1930, a descoberta das mais exuberantes jazidas petrolíferas no Oriente Médio. • Essa região estava sob o jugo do imperialismo franco-britânico, o que explica o domínio das petrolíferas europeias no Golfo Pérsico desde então. As gigantes do petróleo norte-americano viriam logo depois. • O período era de amadurecimento do capitalismo, e o mundo se tornava um espaço de disputa pelo controle das principais áreas minerais. • Deve-se a isso, em grande medida, as duas guerras mundiais.
  64. 64. • Grosso modo, a relação que se pode estabelecer entre a estrutura geológica ou geomorfológica e a ocorrência de recursos minerais é a seguinte:
  65. 65. • Grosso modo, a relação que se pode estabelecer entre a estrutura geológica ou geomorfológica e a ocorrência de recursos minerais é a seguinte: • Os crátons (escudos cristalinos onde se formam muitos dos planaltos) são normalmente ricos em minerais metálicos.
  66. 66. • Grosso modo, a relação que se pode estabelecer entre a estrutura geológica ou geomorfológica e a ocorrência de recursos minerais é a seguinte: • Os crátons (escudos cristalinos onde se formam muitos dos planaltos) são normalmente ricos em minerais metálicos. • É impossível a ocorrência de carvão e petróleo nessas províncias, dada a sua estruturação geológica.
  67. 67. • Grosso modo, a relação que se pode estabelecer entre a estrutura geológica ou geomorfológica e a ocorrência de recursos minerais é a seguinte: • Os crátons (escudos cristalinos onde se formam muitos dos planaltos) são normalmente ricos em minerais metálicos. • É impossível a ocorrência de carvão e petróleo nessas províncias, dada a sua estruturação geológica. • As bacias sedimentares são áreas onde podemos encontrar combustíveis fósseis como o petróleo e o carvão. Isto, contudo, não implica dizer que toda bacia de sedimentação é rica em petróleo ou carvão
  68. 68. • Grosso modo, a relação que se pode estabelecer entre a estrutura geológica ou geomorfológica e a ocorrência de recursos minerais é a seguinte: • Os crátons (escudos cristalinos onde se formam muitos dos planaltos) são normalmente ricos em minerais metálicos. • É impossível a ocorrência de carvão e petróleo nessas províncias, dada a sua estruturação geológica. • As bacias sedimentares são áreas onde podemos encontrar combustíveis fósseis como o petróleo e o carvão. Isto, contudo, não implica dizer que toda bacia de sedimentação é rica em petróleo ou carvão • A hulha, variedade mais importante de carvão para o aproveitamento industrial, resulta de acumulação de vegetais, quanto maior a quantidade de carbono, maior sua riqueza.
  69. 69. • Grosso modo, a relação que se pode estabelecer entre a estrutura geológica ou geomorfológica e a ocorrência de recursos minerais é a seguinte: • Os crátons (escudos cristalinos onde se formam muitos dos planaltos) são normalmente ricos em minerais metálicos. • É impossível a ocorrência de carvão e petróleo nessas províncias, dada a sua estruturação geológica. • As bacias sedimentares são áreas onde podemos encontrar combustíveis fósseis como o petróleo e o carvão. Isto, contudo, não implica dizer que toda bacia de sedimentação é rica em petróleo ou carvão • A hulha, variedade mais importante de carvão para o aproveitamento industrial, resulta de acumulação de vegetais, quanto maior a quantidade de carbono, maior sua riqueza. • Os dobramentos modernos são, normalmente, áreas de menor riqueza em recursos minerais. Há exceções, como a exploração de cobre nos Andes.
  70. 70. • Essas informações preliminares permitem concluir que a herança geológica é decisiva para a ocorrência de jazidas minerais.
  71. 71. • Essas informações preliminares permitem concluir que a herança geológica é decisiva para a ocorrência de jazidas minerais. • Os minérios estão contidos nas rochas, mas sua exploração só é viável quando um deles se encontra em concentração muito elevada.
  72. 72. • Essas informações preliminares permitem concluir que a herança geológica é decisiva para a ocorrência de jazidas minerais. • Os minérios estão contidos nas rochas, mas sua exploração só é viável quando um deles se encontra em concentração muito elevada. • Neste caso, temos uma JAZIDA, que é, na realidade, uma anomalia geológica.
  73. 73. • Essas informações preliminares permitem concluir que a herança geológica é decisiva para a ocorrência de jazidas minerais. • Os minérios estão contidos nas rochas, mas sua exploração só é viável quando um deles se encontra em concentração muito elevada. • Neste caso, temos uma JAZIDA, que é, na realidade, uma anomalia geológica. • Normalmente não ocorre alta concentração mineral nas rochas.
  74. 74. • Essas informações preliminares permitem concluir que a herança geológica é decisiva para a ocorrência de jazidas minerais. • Os minérios estão contidos nas rochas, mas sua exploração só é viável quando um deles se encontra em concentração muito elevada. • Neste caso, temos uma JAZIDA, que é, na realidade, uma anomalia geológica. • Normalmente não ocorre alta concentração mineral nas rochas. • Considera-se que uma rocha tem alta concentração mineral quando os minérios representam pelo menos 30% de sua composição.
  75. 75. • Essas informações preliminares permitem concluir que a herança geológica é decisiva para a ocorrência de jazidas minerais. • Os minérios estão contidos nas rochas, mas sua exploração só é viável quando um deles se encontra em concentração muito elevada. • Neste caso, temos uma JAZIDA, que é, na realidade, uma anomalia geológica. • Normalmente não ocorre alta concentração mineral nas rochas. • Considera-se que uma rocha tem alta concentração mineral quando os minérios representam pelo menos 30% de sua composição. • Uma jazida comercialmente explorada transforma-se numa MINA.
  76. 76. • Considerando a geomorfologia e a geologia, sabemos que as áreas de dobramentos modernos (montanhas) estão em geral nas bordas dos continentes, ou seja, normalmente são os limites entre duas placas tectônicas, sempre na periferia continental.
  77. 77. • Considerando a geomorfologia e a geologia, sabemos que as áreas de dobramentos modernos (montanhas) estão em geral nas bordas dos continentes, ou seja, normalmente são os limites entre duas placas tectônicas, sempre na periferia continental. • O petróleo, por sua vez, costuma ocorrer na orla dos grandes sistemas montanhosos, mas fora da área de dobramentos: os jazigos petrolíferos não se situam em zonas intensamente enrugadas, salvo exceções.
  78. 78. • Considerando a geomorfologia e a geologia, sabemos que as áreas de dobramentos modernos (montanhas) estão em geral nas bordas dos continentes, ou seja, normalmente são os limites entre duas placas tectônicas, sempre na periferia continental. • O petróleo, por sua vez, costuma ocorrer na orla dos grandes sistemas montanhosos, mas fora da área de dobramentos: os jazigos petrolíferos não se situam em zonas intensamente enrugadas, salvo exceções. • As grandes bacias petrolíferas mundiais encontram-se em sua maioria nas zonas periféricas das fossas intermediárias, quase sempre entre zonas enrugadas da crosta terrestre e formações planálticas.
  79. 79. • Considerando a geomorfologia e a geologia, sabemos que as áreas de dobramentos modernos (montanhas) estão em geral nas bordas dos continentes, ou seja, normalmente são os limites entre duas placas tectônicas, sempre na periferia continental. • O petróleo, por sua vez, costuma ocorrer na orla dos grandes sistemas montanhosos, mas fora da área de dobramentos: os jazigos petrolíferos não se situam em zonas intensamente enrugadas, salvo exceções. • As grandes bacias petrolíferas mundiais encontram-se em sua maioria nas zonas periféricas das fossas intermediárias, quase sempre entre zonas enrugadas da crosta terrestre e formações planálticas. • Excepcionalmente, há ocorrência de lençóis petrolíferos em zonas montanhosas, como ocorre nas Montanhas Rochosas, na América do Norte.
  80. 80. • Para a ocorrência da hulha (carvão), são imprescindíveis os depósitos sedimentares (bacias de sedimentação).
  81. 81. • Para a ocorrência da hulha (carvão), são imprescindíveis os depósitos sedimentares (bacias de sedimentação). • Além dessa condição, contribuem muito o calor intenso e a umidade.
  82. 82. • Para a ocorrência da hulha (carvão), são imprescindíveis os depósitos sedimentares (bacias de sedimentação). • Além dessa condição, contribuem muito o calor intenso e a umidade. • A região do globo que melhor reúne essas condições são os Apalaches, nos Estados Unidos.
  83. 83. • Para a ocorrência da hulha (carvão), são imprescindíveis os depósitos sedimentares (bacias de sedimentação). • Além dessa condição, contribuem muito o calor intenso e a umidade. • A região do globo que melhor reúne essas condições são os Apalaches, nos Estados Unidos. • Já os minerais metálicos encontram melhores condições em regiões planálticas cristalinas.
  84. 84. • Para a ocorrência da hulha (carvão), são imprescindíveis os depósitos sedimentares (bacias de sedimentação). • Além dessa condição, contribuem muito o calor intenso e a umidade. • A região do globo que melhor reúne essas condições são os Apalaches, nos Estados Unidos. • Já os minerais metálicos encontram melhores condições em regiões planálticas cristalinas. • Esses minerais podem ser classificados em: * Ferrosos (minério-de-ferro, manganês, estanho, níquel, etc) * Não-ferrosos (cobre, chumbo, alumínio, zinco, etc) * “Metais preciosos” (ouro, diamante, prata, platina, etc) * Não-metálicos (enxofre, fosfato, potássio)
  85. 85. • Para a ocorrência da hulha (carvão), são imprescindíveis os depósitos sedimentares (bacias de sedimentação). • Além dessa condição, contribuem muito o calor intenso e a umidade. • A região do globo que melhor reúne essas condições são os Apalaches, nos Estados Unidos. • Já os minerais metálicos encontram melhores condições em regiões planálticas cristalinas. • Esses minerais podem ser classificados em: * Ferrosos (minério-de-ferro, manganês, estanho, níquel, etc) * Não-ferrosos (cobre, chumbo, alumínio, zinco, etc) * “Metais preciosos” (ouro, diamante, prata, platina, etc) * Não-metálicos (enxofre, fosfato, potássio) • Metais preciosos e minerais não-metalicos possuem alto valor comercial, portanto, comercializados em larga escala no mercado internacional.
  86. 86. • Outros, abundantes na superfície terrestre, são consumidos regionalmente; obtêm-se por isso baixos preços, inviabilizando o transporte a grandes distâncias.
  87. 87. • Outros, abundantes na superfície terrestre, são consumidos regionalmente; obtêm-se por isso baixos preços, inviabilizando o transporte a grandes distâncias. • Quanto aos minerais radiativos – urânio, radio, tório – apesar de sua importância, vêm sendo menos utilizados devido às desconfianças da opinião pública quanto à periculosidade dos processos de beneficiamento.
  88. 88. • Diversas nações industrializadas não produzem os recursos mineraisDiversas nações industrializadas não produzem os recursos minerais necessários à sua própria indústria, sendo necessária a importaçãonecessários à sua própria indústria, sendo necessária a importação • ..
  89. 89. • Diversas nações industrializadas não produzem os recursos mineraisDiversas nações industrializadas não produzem os recursos minerais necessários à sua própria indústria, sendo necessária a importação.necessários à sua própria indústria, sendo necessária a importação. • Há países cujo nível de industrialização ainda não é grande o bastante paraHá países cujo nível de industrialização ainda não é grande o bastante para absorver todos os recursos minerais produzidos internamente, fazendo comabsorver todos os recursos minerais produzidos internamente, fazendo com que esse excedente seja exportado.que esse excedente seja exportado.
  90. 90. • Diversas nações industrializadas não produzem os recursos mineraisDiversas nações industrializadas não produzem os recursos minerais necessários à sua própria indústria, sendo necessária a importação.necessários à sua própria indústria, sendo necessária a importação. • Há países cujo nível de industrialização ainda não é grande o bastante paraHá países cujo nível de industrialização ainda não é grande o bastante para absorver todos os recursos minerais produzidos internamente, fazendo comabsorver todos os recursos minerais produzidos internamente, fazendo com que esse excedente seja exportado.que esse excedente seja exportado. • Os Estados Unidos são um exemplo de país na qual precisa de mais recursosOs Estados Unidos são um exemplo de país na qual precisa de mais recursos minerais do que consegue produzir, pois é um país muito industrializado.minerais do que consegue produzir, pois é um país muito industrializado. • ..
  91. 91. • Diversas nações industrializadas não produzem os recursos mineraisDiversas nações industrializadas não produzem os recursos minerais necessários à sua própria indústria, sendo necessária a importaçãonecessários à sua própria indústria, sendo necessária a importação • Há países cujo nível de industrialização ainda não é grande o bastante paraHá países cujo nível de industrialização ainda não é grande o bastante para absorver todos os recursos minerais produzidos internamente, fazendo comabsorver todos os recursos minerais produzidos internamente, fazendo com que esse excedente seja exportadoque esse excedente seja exportado • Os Estados Unidos são um exemplo de país na qual precisa de mais recursosOs Estados Unidos são um exemplo de país na qual precisa de mais recursos minerais do que consegue produzir, pois é um país muito industrializadominerais do que consegue produzir, pois é um país muito industrializado • A Austrália é um exemplo de país que produz mais minério de ferro do queA Austrália é um exemplo de país que produz mais minério de ferro do que consegue consumir, e com isto, exporta.consegue consumir, e com isto, exporta.
  92. 92. • Diversas nações industrializadas não produzem os recursos mineraisDiversas nações industrializadas não produzem os recursos minerais necessários à sua própria indústria, sendo necessária a importação.necessários à sua própria indústria, sendo necessária a importação. • Há países cujo nível de industrialização ainda não é grande o bastante paraHá países cujo nível de industrialização ainda não é grande o bastante para absorver todos os recursos minerais produzidos internamente, fazendo comabsorver todos os recursos minerais produzidos internamente, fazendo com que esse excedente seja exportado.que esse excedente seja exportado. • Os Estados Unidos são um exemplo de país na qual precisa de mais recursosOs Estados Unidos são um exemplo de país na qual precisa de mais recursos minerais do que consegue produzir, pois é um país muito industrializado.minerais do que consegue produzir, pois é um país muito industrializado. • A Austrália é um exemplo de país que produz mais minério de ferro do queA Austrália é um exemplo de país que produz mais minério de ferro do que consegue consumir, e com isto, exporta.consegue consumir, e com isto, exporta. • O Chile se situa no mesmo exemplo da Austrália, mas com relação ao cobre, jáO Chile se situa no mesmo exemplo da Austrália, mas com relação ao cobre, já que é o maior produtor mundial, mas sua própria industria não consome tantoque é o maior produtor mundial, mas sua própria industria não consome tanto cobre.cobre.
  93. 93. PAÍSES MAIORES PRODUTORES MUNDIAIS DE MINÉRIO DE FERRO (2010) Posição País Produção Anual (em Toneladas) Porcentagem da Produção Mundial 1° China 900.000.000 37,5 % 2° Austrália 420.000.000 17,5 % 3° Brasil 370.000.000 15,4 % 4° Índia 260.000.000 10,8 % 5° Rússia 100.000.000 4,1 % 6° Ucrânia 72.000.000 3,0 % 7° África do Sul 55.000.000 2,2 % 8° Estados Unidos 49.000.000 2,0 % 9° Canadá 35.000.000 1,4 % 10° Irã 33.000.000 1,3 % FATO: Mais de 81% da produção mundial de minério-de-ferro se concentra em apenas 4 países: China, Austrália, Brasil e Índia No Mundo todo são produzidos anualmente 2,4 bilhões de toneladas de minério de ferro
  94. 94. PAÍSES MAIORES PRODUTORES MUNDIAIS DE COBRE (2006) Posição País Produção Anual (em Toneladas) Porcentagem da Produção Mundial 1° Chile 5.360.000 35,4 % 2° Estados Unidos 1.220.000 8,0 % 3° Peru 1.049.000 6,9 % 4° China 915.000 6,0 % 5° Austrália 875.000 5,7 % 6° Indonésia 817.000 5,4 % 7° Rússia 675.000 4,4 % 8° Canadá 606.000 4,0 % 9° Zâmbia 502.000 3,3 % 10° Polônia 497.000 3,2 % FATOFATO: Mais da: Mais da metademetade da produção mundial deda produção mundial de cobrecobre se concentra em apenas trêsse concentra em apenas três países:países: Chile, Estados Unidos e PeruChile, Estados Unidos e Peru No Mundo todo são produzidos anualmente 15,1 milhões de toneladas de cobre
  95. 95. • Muitos países abastecem os motores da maioria de suas industrias com aMuitos países abastecem os motores da maioria de suas industrias com a queima de petróleo, carvão ou gás natural.queima de petróleo, carvão ou gás natural.
  96. 96. • Muitos países abastecem os motores da maioria de suas industrias com aMuitos países abastecem os motores da maioria de suas industrias com a queima de petróleo, carvão ou gás natural.queima de petróleo, carvão ou gás natural. • Outros países conseguem abastecer os motores da maioria de suas indústriasOutros países conseguem abastecer os motores da maioria de suas indústrias com energia hidrelétrica, eólica (ventos) ou nuclear.com energia hidrelétrica, eólica (ventos) ou nuclear.
  97. 97. • Muitos países abastecem os motores da maioria de suas industrias com aMuitos países abastecem os motores da maioria de suas industrias com a queima de petróleo, carvão ou gás natural.queima de petróleo, carvão ou gás natural. • Outros países conseguem abastecer os motores da maioria de suas indústriasOutros países conseguem abastecer os motores da maioria de suas indústrias com energia hidrelétrica, eólica (ventos) ou nuclear.com energia hidrelétrica, eólica (ventos) ou nuclear. • A própria geração de energia elétrica para a população é feita através daA própria geração de energia elétrica para a população é feita através da queima de combustíveis fósseis (petróleo, carvão e gás natural) em váriosqueima de combustíveis fósseis (petróleo, carvão e gás natural) em vários países que possuem recursos (hídricos ou financeiros) limitados para a energiapaíses que possuem recursos (hídricos ou financeiros) limitados para a energia hidrelétrica em larga escala, ou poucos recursos e tecnologia para as energiashidrelétrica em larga escala, ou poucos recursos e tecnologia para as energias eólicas e nuclear.eólicas e nuclear.
  98. 98. • Muitos países abastecem os motores da maioria de suas industrias com aMuitos países abastecem os motores da maioria de suas industrias com a queima de petróleo, carvão ou gás natural.queima de petróleo, carvão ou gás natural. • Outros países conseguem abastecer os motores da maioria de suas indústriasOutros países conseguem abastecer os motores da maioria de suas indústrias com energia hidrelétrica, eólica (ventos) ou nuclear.com energia hidrelétrica, eólica (ventos) ou nuclear. • A própria geração de energia elétrica para a população é feita através daA própria geração de energia elétrica para a população é feita através da queima de combustíveis fósseis (petróleo, carvão e gás natural) em váriosqueima de combustíveis fósseis (petróleo, carvão e gás natural) em vários países que possuem recursos (hídricos ou financeiros) limitados para a energiapaíses que possuem recursos (hídricos ou financeiros) limitados para a energia hidrelétrica em larga escala, ou poucos recursos e tecnologia para as energiashidrelétrica em larga escala, ou poucos recursos e tecnologia para as energias eólicas e nuclear.eólicas e nuclear. • Lembrar também o uso de veículos automotores (carros, motocicletas,Lembrar também o uso de veículos automotores (carros, motocicletas, caminhões, ônibus, etc) pela população, que na imensa maioria dos países écaminhões, ônibus, etc) pela população, que na imensa maioria dos países é movida por combustíveis fósseismovida por combustíveis fósseis
  99. 99. • Muitos países abastecem os motores da maioria de suas industrias com aMuitos países abastecem os motores da maioria de suas industrias com a queima de petróleo, carvão ou gás natural.queima de petróleo, carvão ou gás natural. • Outros países conseguem abastecer os motores da maioria de suas indústriasOutros países conseguem abastecer os motores da maioria de suas indústrias com energia hidrelétrica, eólica (ventos) ou nuclear.com energia hidrelétrica, eólica (ventos) ou nuclear. • A própria geração de energia elétrica para a população é feita através daA própria geração de energia elétrica para a população é feita através da queima de combustíveis fósseis (petróleo, carvão e gás natural) em váriosqueima de combustíveis fósseis (petróleo, carvão e gás natural) em vários países que possuem recursos (hídricos ou financeiros) limitados para a energiapaíses que possuem recursos (hídricos ou financeiros) limitados para a energia hidrelétrica em larga escala, ou poucos recursos e tecnologia para as energiashidrelétrica em larga escala, ou poucos recursos e tecnologia para as energias eólicas e nuclear.eólicas e nuclear. • Lembrar também o uso de veículos automotores (carros, motocicletas,Lembrar também o uso de veículos automotores (carros, motocicletas, caminhões, ônibus, etc) pela população, que na imensa maioria dos países écaminhões, ônibus, etc) pela população, que na imensa maioria dos países é movida por combustíveis fósseismovida por combustíveis fósseis • Assim sendo, para mover máquinas industriais, veículos automotores ou gerarAssim sendo, para mover máquinas industriais, veículos automotores ou gerar energia elétrica vários países precisam dos combustíveis fósseis: Gás natural,energia elétrica vários países precisam dos combustíveis fósseis: Gás natural, carvão e petróleo. E nem todos possuem o que precisam.carvão e petróleo. E nem todos possuem o que precisam.
  100. 100. PAÍSES MAIORES PRODUTORES MUNDIAIS DE GÁS NATURAL (2009-2010)PAÍSES MAIORES PRODUTORES MUNDIAIS DE GÁS NATURAL (2009-2010) PosiçãoPosição PaísPaís Produção (em milhões de m³)Produção (em milhões de m³) Porcentagem da produção mundialPorcentagem da produção mundial 1°1° Estados UnidosEstados Unidos 611.000611.000 19,2 %19,2 % 2°2° RússiaRússia 610.100610.100 19,2 %19,2 % 3°3° CanadáCanadá 152.300152.300 4,7 %4,7 % 4°4° IrãIrã 138.500138.500 4,3 %4,3 % 5°5° CatarCatar 116.700116.700 3,6 %3,6 % 6°6° NoruegaNoruega 106.300106.300 3,3 %3,3 % 7°7° ChinaChina 102.500102.500 3,2 %3,2 % 8°8° HolandaHolanda 85.17085.170 2,6 %2,6 % 9°9° ArgéliaArgélia 85.14085.140 2,6 %2,6 % 10°10° Arábia SauditaArábia Saudita 83.94083.940 2,6 %2,6 % FATOFATO: Quase: Quase 40%40% dodo gás naturalgás natural produzido no mundo provém de dois países:produzido no mundo provém de dois países: EstadosEstados Unidos e RússiaUnidos e Rússia Em todo o mundo se produz 3,1 trilhões de metros cúbicos (m³) de gás natural
  101. 101. PAÍSES MAIORES PRODUTORES MUNDIAIS DE CARVÃO (2010)PAÍSES MAIORES PRODUTORES MUNDIAIS DE CARVÃO (2010) PosiçãoPosição PaísPaís Produção (em toneladas)Produção (em toneladas) Porcentagem da produção mundialPorcentagem da produção mundial 1°1° ChinaChina 3.240.000.0003.240.000.000 44,5 %44,5 % 2°2° Estados UnidosEstados Unidos 984.000.000984.000.000 13,5 %13,5 % 3°3° ÍndiaÍndia 569.000.000569.000.000 7,8 %7,8 % 4°4° AustráliaAustrália 423.000.000423.000.000 5,8%5,8% 5°5° RússiaRússia 316.000.000316.000.000 4,3 %4,3 % 6°6° IndonésiaIndonésia 305.000.000305.000.000 4,1 %4,1 % 7°7° África do SulÁfrica do Sul 253.000.000253.000.000 3,4 %3,4 % 8°8° AlemanhaAlemanha 182.000.000182.000.000 2,5 %2,5 % 9°9° PolôniaPolônia 133.000.000133.000.000 1,8 %1,8 % 10°10° CazaquistãoCazaquistão 110.000.000110.000.000 1,5 %1,5 % FATOFATO: Quase: Quase 60%60% de todo ode todo o carvãocarvão produzido mundialmente provém de apenas doisproduzido mundialmente provém de apenas dois países:países: China e Estados UnidosChina e Estados Unidos Em todo o mundo se produz 7,27 bilhões de toneladas de carvão anualmente
  102. 102. • De todos os recursos do planeta, o petróleo é o que mais suscita conflitos.
  103. 103. • De todos os recursos do planeta, o petróleo é o que mais suscita conflitos. • O petróleo atravessou o século XX como a principal fonte energética para o homem.
  104. 104. • De todos os recursos do planeta, o petróleo é o que mais suscita conflitos. • O petróleo atravessou o século XX como a principal fonte energética para o homem. • Esse hidrocarboneto foi, é e será – não se sabe por quanto tempo mais – a principal fonte de energia do mundo.
  105. 105. • De todos os recursos do planeta, o petróleo é o que mais suscita conflitos. • O petróleo atravessou o século XX como a principal fonte energética para o homem. • Esse hidrocarboneto foi, é e será – não se sabe por quanto tempo mais – a principal fonte de energia do mundo. • Sabemos tratar-se de um recurso natural não-renovável – finito, pois.
  106. 106. • De todos os recursos do planeta, o petróleo é o que mais suscita conflitos. • O petróleo atravessou o século XX como a principal fonte energética para o homem. • Esse hidrocarboneto foi, é e será – não se sabe por quanto tempo mais – a principal fonte de energia do mundo. • Sabemos tratar-se de um recurso natural não-renovável – finito, pois. • Não há consenso entre as estimativas sobre seu fim; as opiniões oscilam, e muito.
  107. 107. • De todos os recursos do planeta, o petróleo é o que mais suscita conflitos. • O petróleo atravessou o século XX como a principal fonte energética para o homem. • Esse hidrocarboneto foi, é e será – não se sabe por quanto tempo mais – a principal fonte de energia do mundo. • Sabemos tratar-se de um recurso natural não-renovável – finito, pois. • Não há consenso entre as estimativas sobre seu fim; as opiniões oscilam, e muito. • Para alguns, as reservas mundiais de petróleo existirão ainda por mais de um século. Outros, menos otimistas, falam em três ou quatro décadas.
  108. 108. • De todos os recursos do planeta, o petróleo é o que mais suscita conflitos. • O petróleo atravessou o século XX como a principal fonte energética para o homem. • Esse hidrocarboneto foi, é e será – não se sabe por quanto tempo mais – a principal fonte de energia do mundo. • Sabemos tratar-se de um recurso natural não-renovável – finito, pois. • Não há consenso entre as estimativas sobre seu fim; as opiniões oscilam, e muito. • Para alguns, as reservas mundiais de petróleo existirão ainda por mais de um século. Outros, menos otimistas, falam em três ou quatro décadas. • De fato, não há como precisar a longevidade dessa fonte de combustível, mesmo porque isso depende das reservas conhecidas, daquelas a serem descobertas e, é claro, da demanda mundial futura.
  109. 109. • Em virtude da grande importância do “ouro negro”, o preço do barril do petróleo no mercado internacional não pára de subir.
  110. 110. • Em virtude da grande importância do “ouro negro”, o preço do barril do petróleo no mercado internacional não pára de subir. • No ano 2000, poucos ousavam afirmar que o preço do barril chegaria aos 50 dólares. Em 2005 ele ultrapassou a barreira dos 65 dólares. E atualmente está cotado em 117 dólares.
  111. 111. • Em virtude da grande importância do “ouro negro”, o preço do barril do petróleo no mercado internacional não pára de subir. • No ano 2000, poucos ousavam afirmar que o preço do barril chegaria aos 50 dólares. Em 2005 ele ultrapassou a barreira dos 65 dólares. E atualmente está cotado em 117 dólares.
  112. 112. • É muito incerto o patamar em que se estabilizará o preço do petróleo, se estabilidade houver.
  113. 113. • É muito incerto o patamar em que se estabilizará o preço do petróleo, se estabilidade houver. • Diante da dependência mundial, as principais áreas de concentração de petróleo tornam-se altamente estratégicas e são, obviamente, cobiçadas e disputadas.
  114. 114. • É muito incerto o patamar em que se estabilizará o preço do petróleo, se estabilidade houver. • Diante da dependência mundial, as principais áreas de concentração de petróleo tornam-se altamente estratégicas e são, obviamente, cobiçadas e disputadas. • Alguém ousaria dissociar os tristes episódios no Iraque entre 2003 e 2011 do fato do país deter a quinta maior reserva mundial de petróleo?
  115. 115. • É muito incerto o patamar em que se estabilizará o preço do petróleo, se estabilidade houver. • Diante da dependência mundial, as principais áreas de concentração de petróleo tornam-se altamente estratégicas e são, obviamente, cobiçadas e disputadas. • Alguém ousaria dissociar os tristes episódios no Iraque entre 2003 e 2011 do fato do país deter a quinta maior reserva mundial de petróleo? • Os Estados Unidos, como se sabe, são os protagonistas dessa guerra. Os mais avessos à política externa norte-americana falam até em “recolonização” do Iraque.
  116. 116. ESTA É UMA HISTÓRIA DE FICÇÃO BASEADA EM FATOS REAIS
  117. 117. ESTA É UMA HISTÓRIA DE FICÇÃO BASEADA EM FATOS REAIS Qualquer semelhança com a realidade não é mera coincidência...
  118. 118. O QUE PODE ACONTECER POR CONSEQUENCIAO QUE PODE ACONTECER POR CONSEQUENCIA DA COBIÇA PELOS RECURSOS NATURAIS?DA COBIÇA PELOS RECURSOS NATURAIS?
  119. 119. O QUE PODE ACONTECER POR CONSEQUENCIAO QUE PODE ACONTECER POR CONSEQUENCIA DA COBIÇA PELOS RECURSOS NATURAIS?DA COBIÇA PELOS RECURSOS NATURAIS? Ui! Ele acha que pode pegar o petróleo dos outros!
  120. 120. Hey Saddam!Hey Saddam!
  121. 121. Hey Saddam! Você tem armas nucleares, que eu sei!Hey Saddam! Você tem armas nucleares, que eu sei!
  122. 122. Eu não tenho armas nucleares! Tenho só a 5ª maior reserva deEu não tenho armas nucleares! Tenho só a 5ª maior reserva de petróleo aqui no Iraque!petróleo aqui no Iraque!
  123. 123. Heh Heh Heh... Então vou tirar a prova, seu déspota bigodudo!Heh Heh Heh... Então vou tirar a prova, seu déspota bigodudo!
  124. 124. Heh Heh Heh... Então vou tirar a prova, seu déspota bigodudo!Heh Heh Heh... Então vou tirar a prova, seu déspota bigodudo! QUERO SÓ VER!QUERO SÓ VER!
  125. 125. Lá vai !!Lá vai !!
  126. 126. Lá vai !!Lá vai !!
  127. 127. Lá vai !!Lá vai !! PFFFFFFFFF !!!!!!!!PFFFFFFFFF !!!!!!!!
  128. 128. Yeah! O petróleo é meu!Yeah! O petróleo é meu! Apesar que ele não tinha armas nucleares mesmo, mas deixa para lá...Apesar que ele não tinha armas nucleares mesmo, mas deixa para lá...
  129. 129. Ele acha que se deu bem...Ele acha que se deu bem...
  130. 130. Ele acha que se deu bem... mas aEle acha que se deu bem... mas a maior reserva mundial é minha, e eumaior reserva mundial é minha, e eu vivo trollando ele, HÊ HÊ HÊ !!vivo trollando ele, HÊ HÊ HÊ !!
  131. 131. Melhor ainda faço eu! Tenho a 4ª maiorMelhor ainda faço eu! Tenho a 4ª maior reserva de petróleo e...reserva de petróleo e...
  132. 132. Melhor ainda faço eu! Tenho a 4ª maiorMelhor ainda faço eu! Tenho a 4ª maior reserva de petróleo e... TENHO ARMASreserva de petróleo e... TENHO ARMAS NUCLEARES! Mwahahahahahaha !!NUCLEARES! Mwahahahahahaha !!
  133. 133. Boa, Mahmoud!Boa, Mahmoud!
  134. 134. • É muito incerto o patamar em que se estabilizará o preço do petróleo, se estabilidade houver. • Diante da dependência mundial, as principais áreas de concentração de petróleo tornam-se altamente estratégicas e são, obviamente, cobiçadas e disputadas. • Alguém ousaria dissociar os tristes episódios no Iraque entre 2003 e 2011 do fato do país deter a quinta maior reserva mundial de petróleo? • Os Estados Unidos, como se sabe, são os protagonistas dessa guerra. Os mais avessos à política externa norte-americana falam até em “recolonização” do Iraque.
  135. 135. • É muito incerto o patamar em que se estabilizará o preço do petróleo, se estabilidade houver. • Diante da dependência mundial, as principais áreas de concentração de petróleo tornam-se altamente estratégicas e são, obviamente, cobiçadas e disputadas. • Alguém ousaria dissociar os tristes episódios no Iraque entre 2003 e 2011 do fato do país deter a quinta maior reserva mundial de petróleo? • Os Estados Unidos, como se sabe, são os protagonistas dessa guerra. Os mais avessos à política externa norte-americana falam até em “recolonização” do Iraque. • É conhecida a dependência dos EUA em relação ao petróleo, assim como o caos econômico que representa uma crise de abastecimento no país.
  136. 136. • É muito incerto o patamar em que se estabilizará o preço do petróleo, se estabilidade houver. • Diante da dependência mundial, as principais áreas de concentração de petróleo tornam-se altamente estratégicas e são, obviamente, cobiçadas e disputadas. • Alguém ousaria dissociar os tristes episódios no Iraque entre 2003 e 2011 do fato do país deter a quinta maior reserva mundial de petróleo? • Os Estados Unidos, como se sabe, são os protagonistas dessa guerra. Os mais avessos à política externa norte-americana falam até em “recolonização” do Iraque. • É conhecida a dependência dos EUA em relação ao petróleo, assim como o caos econômico que representa uma crise de abastecimento no país. • Lembrete: Os EUA precisam importar mais de 11% da produção mundial de petróleo.
  137. 137. PAÍSES MAIORES CONSUMIDORES DE PETRÓLEO (2010)PAÍSES MAIORES CONSUMIDORES DE PETRÓLEO (2010) PosiçãoPosição PaísPaís Consumo (em barris diários)Consumo (em barris diários) Porcentagem do consumo mundialPorcentagem do consumo mundial 1°1° Estados UnidosEstados Unidos 19.150.00019.150.000 20,5 %20,5 % 2°2° ChinaChina 9.400.0009.400.000 10,0 %10,0 % 3°3° JapãoJapão 4.452.0004.452.000 4,7 %4,7 % 4°4° ÍndiaÍndia 3.182.0003.182.000 3,4 %3,4 % 5°5° Arábia SauditaArábia Saudita 2.643.0002.643.000 2,8 %2,8 % 6°6° AlemanhaAlemanha 2.495.0002.495.000 2,6 %2,6 % 7°7° CanadáCanadá 2.209.0002.209.000 2,3 %2,3 % 8°8° RússiaRússia 2.199.0002.199.000 2,3 %2,3 % 9°9° Coreia do SulCoreia do Sul 2.195.0002.195.000 2,3 %2,3 % 10°10° MéxicoMéxico 2.073.0002.073.000 2,2 %2,2 % 11°11° BrasilBrasil 2.029.0002.029.000 2,1 %2,1 % Em todo o mundo são consumidos 93,2 milhões barris de petróleo por dia! FATOFATO: Os dois maiores: Os dois maiores consumidores de petróleoconsumidores de petróleo no mundo correspondem a mais deno mundo correspondem a mais de 30%30% do consumo mundial:do consumo mundial: Estados Unidos e China.Estados Unidos e China.
  138. 138. PAÍSES MAIORES PRODUTORES MUNDIAIS DE PETRÓLEO (2009-2011)PAÍSES MAIORES PRODUTORES MUNDIAIS DE PETRÓLEO (2009-2011) PosiçãoPosição PaísPaís Produção (em barris por dia)Produção (em barris por dia) Porcentagem da produção mundialPorcentagem da produção mundial 1°1° RússiaRússia 10.540.00010.540.000 12,0 %12,0 % 2°2° Arábia SauditaArábia Saudita 8.800.0008.800.000 10,0 %10,0 % 3°3° Estados UnidosEstados Unidos 7.800.0007.800.000 8,9 %8,9 % 4°4° IrãIrã 4.172.0004.172.000 4,7 %4,7 % 5°5° ChinaChina 3.991.0003.991.000 4,5 %4,5 % 6°6° CanadáCanadá 3.289.0003.289.000 3,9 %3,9 % 7°7° MéxicoMéxico 3.001.0003.001.000 3,5 %3,5 % 8°8° Emirados Árabes UnidosEmirados Árabes Unidos 2.798.0002.798.000 3,3 %3,3 % 9°9° BrasilBrasil 2.572.0002.572.000 3,0 %3,0 % 10°10° KuwaitKuwait 2.494.0002.494.000 2,9 %2,9 % FATOFATO: Mais de: Mais de 30%30% de todo ode todo o petróleopetróleo produzido no mundo provém de apenas trêsproduzido no mundo provém de apenas três países:países: Rússia, Arábia Saudita e Estados UnidosRússia, Arábia Saudita e Estados Unidos Em todo o mundo se produz 87,5 milhões barris de petróleo por dia!
  139. 139. • É conhecida a dependência dos EUA em relação ao petróleo, assim como o caos econômico que representa uma crise de abastecimento no país. • Lembrete: Os EUA precisam importar mais de 11% da produção mundial de petróleo.
  140. 140. • Estima-se que o Golfo Pérsico detenha 65% das reservas mundiais de petróleo, sendo a Arábia Saudita, o Irã e o Iraque os países de maiores reservas.
  141. 141. • Estima-se que o Golfo Pérsico detenha 65% das reservas mundiais de petróleo, sendo a Arábia Saudita, o Irã e o Iraque os países de maiores reservas. • Outras áreas ricas em petróleo: * a zona cáspiana, no Cáucaso (sudoeste da Rússia, Geórgia, Azerbaijão) * a Sibéria, na Rússia (metade leste do país) * o norte da África (Líbia, Argélia, etc) * a costa ocidental africana (Nigéria, etc) * a Indonésia * a Venezuela (Baía de Maracaibo, noroeste do país) * o Golfo do México (nordeste do México e Texas, EUA)
  142. 142. • Estima-se que o Golfo Pérsico detenha 65% das reservas mundiais de petróleo, sendo a Arábia Saudita, o Irã e o Iraque os países de maiores reservas. • Outras áreas ricas em petróleo: * a zona cáspiana, no Cáucaso * a Sibéria, na Rússia * o norte da África * a costa ocidental africana * a Indonésia * a Venezuela * o Golfo do México • Essas áreas estão sempre em pauta na geopolítica mundial.
  143. 143. PAÍSES COM AS MAIORES RESERVAS DE PETRÓLEO DO MUNDO (2010)PAÍSES COM AS MAIORES RESERVAS DE PETRÓLEO DO MUNDO (2010) PosiçãoPosição PaísPaís Reserva (em bilhões de barris)Reserva (em bilhões de barris) 1°1° VenezuelaVenezuela 296,5296,5 2°2° Arábia SauditaArábia Saudita 264,6264,6 3°3° CanadáCanadá 175,2175,2 4°4° IrãIrã 150,6150,6 5°5° IraqueIraque 143,5143,5 6°6° MéxicoMéxico 139,0139,0 7°7° KuwaitKuwait 104,0104,0 8°8° Emirados Árabes UnidosEmirados Árabes Unidos 97,897,8 9°9° RússiaRússia 74,274,2 10°10° LíbiaLíbia 47,047,0 16°16° BrasilBrasil 14,214,2 FATOFATO: As maiores reservas de petróleo: As maiores reservas de petróleo concentradas em uma só regiãoconcentradas em uma só região estão nosestão nos países às margens do Golfo Pérsico:países às margens do Golfo Pérsico: Arábia Saudita, Irã, Iraque, Kuwait, EmiradosArábia Saudita, Irã, Iraque, Kuwait, Emirados Árabes Unidos, Catar, Bahrein e Omã.Árabes Unidos, Catar, Bahrein e Omã.
  144. 144. A REGIÃO DO GOLFO PÉRSICOA REGIÃO DO GOLFO PÉRSICO
  145. 145. PAÍSES MAIORES EMISSORES DE CO² (2008)PAÍSES MAIORES EMISSORES DE CO² (2008) PosiçãoPosição PaísPaís Emissão (em milhões de toneladas)Emissão (em milhões de toneladas) Porcentagem da emissão mundialPorcentagem da emissão mundial 1°1° ChinaChina 7.0317.031 23,3 %23,3 % 2°2° Estados UnidosEstados Unidos 5.4615.461 18,1 %18,1 % 3°3° ÍndiaÍndia 1.7421.742 5,7 %5,7 % 4°4° RússiaRússia 1.7081.708 5,6 %5,6 % 5°5° JapãoJapão 1.2081.208 4,0 %4,0 % 6°6° AlemanhaAlemanha 786786 2,6 %2,6 % 7°7° CanadáCanadá 544544 1,8 %1,8 % 8°8° IrãIrã 538538 1,7 %1,7 % 9°9° Reino UnidoReino Unido 522522 1,7 %1,7 % 10°10° Coreia do SulCoreia do Sul 509509 1,6 %1,6 % 17°17° BrasilBrasil 393393 1,3 %1,3 % Em todo o mundo são emitodos 29,8 bilhões de toneladas de dióxido de carbono (CO²) por ano FATOFATO: Mais de: Mais de 40%40% das emissões dedas emissões de CO²CO² na atmosfera terrestre é feira por apenas doisna atmosfera terrestre é feira por apenas dois países:países: China e Estados Unidos.China e Estados Unidos.
  146. 146. • O recente debate sobre a escassez de água no planeta vem tomando grande parte da agenda internacional.
  147. 147. • O recente debate sobre a escassez de água no planeta vem tomando grande parte da agenda internacional. • Hoje se sabe que a humanidade enfrentará sérios problemas já nesta primeira metade do século XXI, particularmente nas regiões que se encontram em estresse hídrico.
  148. 148. • O recente debate sobre a escassez de água no planeta vem tomando grande parte da agenda internacional. • Hoje se sabe que a humanidade enfrentará sérios problemas já nesta primeira metade do século XXI, particularmente nas regiões que se encontram em estresse hídrico. • Estresse hídrico – situação em que um país ou região apresenta um déficit do consumo mínimo de água “per capita”.
  149. 149. • O recente debate sobre a escassez de água no planeta vem tomando grande parte da agenda internacional. • Hoje se sabe que a humanidade enfrentará sérios problemas já nesta primeira metade do século XXI, particularmente nas regiões que se encontram em estresse hídrico. • Estresse hídrico – situação em que um país ou região apresenta um déficit do consumo mínimo de água “per capita”. • De toda a água existente no planeta, 97% encontram-se no mar e apenas 3% são de água doce, a qual se distribui na natureza na seguinte proporção:
  150. 150. • O recente debate sobre a escassez de água no planeta vem tomando grande parte da agenda internacional. • Hoje se sabe que a humanidade enfrentará sérios problemas já nesta primeira metade do século XXI, particularmente nas regiões que se encontram em estresse hídrico. • Estresse hídrico – situação em que um país ou região apresenta um déficit do consumo mínimo de água “per capita”. • De toda a água existente no planeta, 97% encontram-se no mar e apenas 3% são de água doce, a qual se distribui na natureza na seguinte proporção: * 68,9 % nas geleiras * 30,8 % em lençóis subterrâneos * 0,3 % em rios e lagos
  151. 151. • O recente debate sobre a escassez de água no planeta vem tomando grande parte da agenda internacional. • Hoje se sabe que a humanidade enfrentará sérios problemas já nesta primeira metade do século XXI, particularmente nas regiões que se encontram em estresse hídrico. • Estresse hídrico – situação em que um país ou região apresenta um déficit do consumo mínimo de água “per capita”. • De toda a água existente no planeta, 97% encontram-se no mar e apenas 3% são de água doce, a qual se distribui na natureza na seguinte proporção: * 68,9 % nas geleiras * 30,8 % em lençóis subterrâneos * 0,3 % em rios e lagos • Portanto, menos de 1% da água doce do planeta situa-se em rios e lagos, ou seja, as áreas de maior riqueza são aquelas de mais difícil acesso.
  152. 152. • E quem mais consome água no mundo? Em primeiro lugar a agricultura Em segundo, a indústria Em terceiro, o uso doméstico e o consumo humano direto
  153. 153. • E quem mais consome água no mundo? Em primeiro lugar a agricultura Em segundo, a indústria Em terceiro, o uso doméstico e o consumo humano direto • Assim como ocorre com os demais recursos naturais, a água está distribuída de forma muito desigual na Terra.
  154. 154. • E quem mais consome água no mundo? Em primeiro lugar a agricultura Em segundo, a indústria Em terceiro, o uso doméstico e o consumo humano direto • Assim como ocorre com os demais recursos naturais, a água está distribuída de forma muito desigual na Terra. • Os países de maiores reservas hídricas são:
  155. 155. PAÍSES COM MAIORES RECURSOS HÍDRICOS RENOVÁVEIS Posição País Área (km³ - quilômetros cúbicos) 1° Brasil 8.233 2° Rússia 4.498 3° Canadá 3.300 4° Estados Unidos 3.069 5° Indonésia 2.838 6° China 2.829 7° Colômbia 2.132 8° Peru 1.913 9° Índia 1.907 10° República Democrática do Congo 1.283 • O Brasil possui a maior reserva de água doce do planeta, enquanto o Canadá tem o maior índice de água “per capita”. • Os países de maiores reservas hídricas são:
  156. 156. • As áreas mais pobres em recursos hídricos são o Oriente Médio, o norte e nordeste da África e o sul da Ásia, particularmente a Índia.
  157. 157. • As áreas mais pobres em recursos hídricos são o Oriente Médio, o norte e nordeste da África e o sul da Ásia, particularmente a Índia. • Neste último país, o que explica a carência é sobretudo sua enorme população (1,17 bilhão), pois boa parte da Índia é regada pelas chuvas das monções.
  158. 158. • As áreas mais pobres em recursos hídricos são o Oriente Médio, o norte e nordeste da África e o sul da Ásia, particularmente a Índia. • Neste último país, o que explica a carência é sobretudo sua enorme população (1,17 bilhão), pois boa parte da Índia é regada pelas chuvas das monções. • Na China, um país com elevada quantidade absoluta de água, também se verificam problemas em virtude da enorme população e da intensa prática agrícola.
  159. 159. • As áreas mais pobres em recursos hídricos são o Oriente Médio, o norte e nordeste da África e o sul da Ásia, particularmente a Índia. • Neste último país, o que explica a carência é sobretudo sua enorme população (1,17 bilhão), pois boa parte da Índia é regada pelas chuvas das monções. • Na China, um país com elevada quantidade absoluta de água, também se verificam problemas em virtude da enorme população e da intensa prática agrícola. • Em época de seca, o rio Hoang Ho (Rio Amarelo) não está mais chegando ao mar, segundo o World Resources Institute (Instituto Mundial dos Recursos).

×