Aula   sinalização horizontal
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Aula sinalização horizontal

on

  • 8,729 views

Sinalização Horizontal

Sinalização Horizontal

Statistics

Views

Total Views
8,729
Views on SlideShare
8,729
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
195
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Aula sinalização horizontal Presentation Transcript

  • 1. SINALIZAÇÃOHORIZONTAL Profa. Mariana de Paiva
  • 2. 3. INSTRUMENTOS DE CONTROLE DETRÁFEGO3.2 SINALIZAÇÃO – CLASSIFICAÇÃO Sinalização Vertical Sinalização Horizontal Sinais Luminosos Dispositivos de Sinalização Auxiliar Sonoros Gestos do agente de trânsito e do condutor
  • 3. CTB- ARTIGO 80 Sempre que necessário, será colocada ao longo da via, sinalização prevista neste Código e em legislação complementar, destinada a condutores e pedestres, vedada a utilização de qualquer outra. § 1º . A sinalização será colocada em posição condições que a tornem perfeitamente visíveis e legíveis durante o dia e a noite, em distâncias compatíveis com a segurança de trânsito.
  • 4. CTB- ARTIGO 80 Artigo 90 – Não serão aplicadas as sanções previstas no Código por inobservância à sinalização quando esta for insuficiente ou incorreta. § 1º O órgão ou entidade de trânsito com circunscrição sobre a via é responsável pela implantação da sinalização, respondendo por sua falta, insuficiência ou incorreta colocação
  • 5. 3. INSTRUMENTOS DE CONTROLE DETRÁFEGOSinalização HorizontalTem a finalidade de transmitir e orientar os usuáriossobre as condições de utilização adequada das vias,compreendendo as proibições, restrições e informaçõesque lhes permitem adotar comportamento adequado,de forma a aumentar a segurança e ordenar os fluxosde tráfego.
  • 6. 3. INSTRUMENTOS DE CONTROLE DETRÁFEGOSinalização HorizontalTem a propriedade de transmitir mensagens aos condutores epedestres, possibilitando sua percepção e entendimento, semdesviar a atenção do leito da via. Transmite mensagens aos condutores e pedestres; Permite o melhor aproveitamento do espaço viário disponível, maximizando seu uso; Aumenta a segurança em condições adversas tais como: neblina, chuva e noite; Contribui para a redução de acidentes.
  • 7. 3. INSTRUMENTOS DE CONTROLE DETRÁFEGOSinalização Horizontal: funções Ordenar e canalizar o fluxo de veículos; Orientar o fluxo de pedestres; Orientar os deslocamentos de veículos em função das condições físicas da via (geometria, topografia e obstáculos); Complementar os sinais verticais de regulamentação, advertência ou indicação, visando enfatizar a mensagem que o sinal transmite; Regulamentar os casos previstos no CTB.
  • 8. 3. INSTRUMENTOS DE CONTROLE DETRÁFEGOSinalização Horizontal: classificaçãoMarcas Longitudinais: separam e ordenamas correntes de tráfego;Marcas Transversais: ordenam osdeslocamentos frontais dos veículos edisciplinam os deslocamentos de pedestres;Marcas de Canalização: orientam os fluxosde tráfego em uma via;Marcas de Delimitação e Controle deParada e/ou Estacionamento: delimitam epropiciam o controle das áreas onde éproibido ou regulamentado o estacionamentoe/ou a parada de veículos na via;Inscrições no Pavimento: melhoram apercepção do condutor quanto ascaracterísticas de utilização da via.
  • 9. Inscrições no Pavimento
  • 10. 3. INSTRUMENTOS DE CONTROLE DETRÁFEGOSinalização Horizontal: padrões de formas Contínua: corresponde às linhas sem interrupção, aplicadas em trecho específico de pista; Tracejada ou Seccionada: corresponde às linhas interrompidas, aplicadas em cadência, utilizando espaçamentos com extensão igual ou maior que o traço; Setas, Símbolos e Legendas: correspondem às informações representadas em forma de desenho ou inscritas, aplicadas no pavimento, indicando uma situação ou complementando a sinalização vertical existente.
  • 11. 3. INSTRUMENTOS DE CONTROLE DETRÁFEGOSinalização Horizontal: dimensões Larguras das linhas longitudinais: definidas pela sua função e pelas características físicas e operacionais da via. Linhas tracejadas: dimensionadas em função do tipo de linha e/ou da velocidade regulamentada para a via. Linhas transversais e o dimensionamento dos símbolos e legendas: definidos em função das características físicas da via, do tipo de linha e/ou da velocidade regulamentada para a via.
  • 12. 3. INSTRUMENTOS DE CONTROLE DETRÁFEGOSinalização Horizontal: padrões de cores Amarela, utilizada para: Separar movimentos veiculares de fluxos opostos; Regulamentar ultrapassagem e deslocamento lateral; Delimitar espaços proibidos para estacionamento e/ou parada; Demarcar obstáculos transversais à pista (lombada).
  • 13. A largura (l) das linhas e a distância (d)entre elas é de no mínimo 0,10 m e nomáximo de 0,15 m.
  • 14. 3. INSTRUMENTOS DE CONTROLE DETRÁFEGOSinalização Horizontal: padrões de cores - Amarela Em via urbana onde houver mais de uma faixa de trânsito em pelo menos um dos sentidos; Em via com curvas acentuadas que comprometa a segurança do tráfego por falta de visibilidade; Em casos específicos, tais como: faixas exclusivas de ônibus no contrafluxo; em locais de transição de largura de pista; proximidades de interseções ou outros locais onde os deslocamentos laterais devam ser proibidos.
  • 15. A largura (l) das linhas e a distância(d) entre elas é de no mínimo 0,10 m eno máximo de 0,15 m. Em pontes, viadutos e túneis, em rodovias com largura de pista superior a 7m, devem ser utilizadas linhas de proibição de ultrapassagem com início 150m antes da obra de arte e término 80m depois, de acordo com o sentido do tráfego.
  • 16. Distância de Visibilidade X Velocidade Regulamentada Movimentos de Ultrapassagem
  • 17. 3. INSTRUMENTOS DE CONTROLE DETRÁFEGOSinalização Horizontal: padrões de cores Branca, utilizada para: Separar movimentos veiculares de mesmo sentido; Delimitar áreas de circulação; Delimitar trechos de pistas, destinados ao estacionamento regulamentado de veículos em condições especiais; Regulamentar faixas de travessias de pedestres; Regulamentar linha de transposição e ultrapassagem; Demarcar linha de retenção e linha de “Dê a preferência”; Inscrever setas, símbolos e legendas.
  • 18. Linha Simples ContínuaQuando a linha contínua é utilizada paraseparação de faixas destinadas a veículoespecífico, a largura pode variar de 0,20 a0,30 m.
  • 19. Linha Simples SeccionadaOrdena fluxos de mesmo sentido decirculação, delimitando o espaço disponívelpara cada faixa de trânsito e indicando ostrechos em que a ultrapassagem e atransposição são permitidas
  • 20. As larguras das faixas de trânsito são definidas em funçãoda composição do tráfego e dos níveis de desempenho dofluxo veicular, devendo-se evitar variações na largura e nonúmero de faixas, mantendo-se a continuidade.
  • 21. Linha de bordoDelimita, através de linhacontínua, a parte da pistadestinada ao deslocamentodos veículos, estabelecendoseus limites laterais.
  • 22. Linha de continuidade Dá continuidade visual às marcações longitudinais principalmente quando há quebra no alinhamento em trechos longos ou em curvas.
  • 23. Linha de retenção e faixa de travessia depedestresLargura (l) mínima é de 0,30m e a máxima de 0,60 m.Distância (d) entre elas de0,30 m a 0,80 m.Distância da faixa de pedestre à linha deretenção: 1,60m dDeve ser utilizada nos seguintes casos: em todas as aproximações de interseções semaforizadas; em cruzamento rodocicloviário; em cruzamento rodoferroviário; junto a faixa de travessia de pedestre; em locais onde houver necessidade por questões de segurança.
  • 24. LegendaFormadas a partir de combinações de letras ealgarismos, aplicadas no pavimento. Vias Urbanas Vias Rurais
  • 25. 3. INSTRUMENTOS DE CONTROLE DETRÁFEGOSinalização Horizontal: padrões de cores• Vermelha, utilizada para: Demarcar ciclovias ou ciclofaixas; Inscrever símbolo (cruz).
  • 26. CICLOVIA X CICLOFAIXA CiclofaixaFaixa destinada à circulaçãoexclusiva de bicicletas,separada das outras faixas porpintura no pavimento,dispositivos delimitadores como“tachinhas” e “tartarugas”. Ciclovia Via destinada à circulação exclusiva de bicicletas. Sua estrutura é totalmente segregada do tráfego motorizado por meio fio, muretas ou similares.
  • 27. Ciclofaixa Marcação da ciclofaixa: l1 - no mínimo, 0,20 m e, no máximo, 0,30 m. l2 - para contraste – no mínimo 0,10 m. Sentido único ->1,50 m Largura min. da Ciclofaixa: Sentido duplo -> 2,50 m
  • 28. Marcação de cruzamentosrodocicloviários
  • 29. Ciclofaixa
  • 30. Ciclovia
  • 31. Símbolos- Serviço de Saúde
  • 32. 3. INSTRUMENTOS DE CONTROLE DETRÁFEGOSinalização Horizontal: padrões de coresAzul, utilizada como base para: Inscrever símbolo em áreas especiais de estacionamento ou de parada para embarque e desembarque para pessoas portadoras de deficiência física.
  • 33. Símbolos- Estacionamento de veículos que transportampessoas portadoras de deficiências físicas
  • 34. 3. INSTRUMENTOS DE CONTROLE DETRÁFEGOSinalização Horizontal: padrões de coresPreta, utilizada como base para: Proporcionar contraste entre a marca viária/inscrição e o pavimento, (utilizada principalmente em pavimento de concreto) não constituindo propriamente uma cor de sinalização.
  • 35. EXEMPLOS DE SINALIZAÇÃO HORIZONTALINADEQUADA Credibilidade comprometida
  • 36. REMOÇÃO DE TINTA