Possibilidades de Jogos Geográficos na Educação Ambiental

  • 4,022 views
Uploaded on

Apresentação utilizada durante o Simpósio de Educação e Meio Ambiente:Tendências e experiências na Universidade e na Escola …

Apresentação utilizada durante o Simpósio de Educação e Meio Ambiente:Tendências e experiências na Universidade e na Escola
Contém as etapas da construção dos jogos, bem como suas possibilidades de conteúdo e contribuições para o ensino de Geografia. Acompanha o fascículo "CONSTRUINDO JOGOS GEOGRÁFICOS" disponível em: http://olharesgeograficos.blogspot.com

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
4,022
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2

Actions

Shares
Downloads
111
Comments
0
Likes
2

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Possibilidades de Jogos Geográficos na Educação Ambiental 
    ThiaraVichiato Bredahttp://olharesgeograficos.blogspot.comUNICAMP – Instituto de Geociências – DGAEPrograma de Ensino e HistóriaemCiências da Terra
  • 2. Educação Ambiental
  • 3. EDUCAÇÃO AMBIENTAL
    Educação
    Visa propiciar às pessoas a compreensão crítica e global do ambiente
    Elucidar valores e desenvolver atitudes que lhes permitam adotar uma posição consciente e participativa
    (Minini)
  • 4. A IMPORTÂNCIA DA EA
    Necessária para indivíduos que ainda estão em processo de formação de valores.
    Pode contribuir para uma mudança ou o direcionamento dos Valores.
    EA necessita de projetos complementares e atividades didáticas de campo para atingir seus objetivos.
  • 5. JOGO
  • 6. O jogo esta presente na natureza humana, seja ela na infância ou na fase adulta
    Características fundamentais:
    - ser livre - atividade voluntária, despertando o prazer;
    • não é vida “corrente” nem vida “real” – distância do cotidiano;
    • 7. isolamento e imitação - tem seu tempo e espaço fictício;
    • 8. cria a ordem e é a ordem - existência de regras(explicitas ou não)
    HUIZINGA, 2008
  • 9. Contribuição dos jogos
    - Interesse do aluno
    - Curiosidade
    - “Prova”: exige um esforço da criança para cumprir seus objetivo e vencer desafios,obstáculose dificuldades
    - Aluno-papel ativo na construção dos novos conhecimentos, pois permite a interação com o objeto a ser conhecido
    • Permite ao aluno por meio de regras e
    métodos construir por si mesmo a descoberta
  • 10. Papel do EducadorFUNDAMENTAL
    Mediar do jogo
    Direcionar a atividade
    Ficar atento aos problemas que podem ocorrer (valorização da competição entre os alunos)
  • 11. A qualidade do ensino com jogos depende da maneira como as regras são colocadas e executadas, e é sobretudo pelo papel do educador que o jogo pode se tornar “uma ferramenta de reflexão e uma experiência vivenciada”
    ANTUNES, 2003 p.55
  • 12. Construção dos jogo
  • 13. - Estratégia didática - valorização do lugar
    - Podem ser usados para iniciar ou finalizar um conteúdo
    - Confeccionados artesanalmente com fotos aéreas e imagens de satélite (Google Earth©), sendo exemplospara outras regiões.
  • 14. Softwares de desenho
    - Jogos confeccionados com recursos computacionais de desenho a partir de mapas e imagens de sensoriamento remoto são opções de propostas atrativas para auxiliar a introdução das noções cartográficas no E.F.
    - Permitem ao professor construir jogos
    com a finalidade de se trabalhar o
    conteúdo escolar que contribua para o
    ensino de Geografia
  • 15. Jogos a partir
    de imagens
    de satélite
    e fotografias
    aéreas
  • 16.
  • 17. Jogo da memória
    • Imagens captadas pelo satélite do Google Earth
    - Localização e identificação das peças
  • 18.
  • 19.
  • 20. Quebra-cabeça
    - No momento em que os discentes procuram as peças para encaixar o quebra-cabeça, mesmo que por “diversão”, eles estarão fazendo uma análise visual minuciosa da peça.
  • 21. Dominó I
    • Encaixe entre uma pergunta e sua respectiva representação (imagem vertical ou oblíqua)
    - Busca despertar a interpretação de paisagens e relacioná-las em um contexto
  • 22.
  • 23. Dominó II
    • Encaixe entre uma imagem de satélite (visão vertical), e uma foto (visão horizontal ou oblíqua) do mesmo objeto.
    - Observar imagens por diversos ângulos – contribui para a compreensão de mapas
  • 24.
  • 25. Jogo a partir
    de mapa
  • 26. Jogo de tabuleiro “Conhecendo o Parque Ecológico”
    - Mapa no Parque Municipal - as trilhas são os caminhos que os jogadores devem percorrer
    - Cartas - temas do parque, conceitos e noções de cartografia, reciclagem.
  • 27.
  • 28.
  • 29. Possibilidades
    de conteúdo
  • 30. - Recurso hídrico
    - Sistema de tratamento de esgoto
    - Erosão urbana
    - Área de Proteção Ambiental
    - Ferrovia ligada à gênese do município
    - Desmatamento da vegetação nativa;
    - Aterro sanitário
    - Análise das transformações do espaço
    - Noções cartográficas (legenda, escala)
  • 31.
  • 32. Conclusão
  • 33. Educação Ambiental
    Jogos que trabalham o espaço vivido podem contribuir para o processo de valorização de uma consciência ambiental nos alunos e para a transformação de seus comportamentos
  • 34. Cartografia
    Algumas das noções são básicas durante a alfabetização cartográfica no Ensino Fundamental e os materiais descritos aqui permitem desenvolver, como a visão oblíqua e a visão vertical, o alfabeto cartográfico (ponto, linha e área), a construção da noção de legenda, a proporção e a escala, a lateralidade, referências e orientação espacial
  • 35. Apostila http://olharesgeograficos.blogspot.com
  • 36. Bibliografia
    ALMEIDA & PASSINI, E. Y.O espaço geográfico: ensino e representação. Coleção Repensando o Ensino. 2a ed. Editora Contexto. São Paulo. 1991.
    ALMEIDA, P. N. de. Educação Lúdica: técnicas e jogos pedagógicos. 10 ed. São Paulo. Editora Loyola, 2000.
    BRASIL. Parâmetros curriculares nacionais : geografia /Secretaria de Educação Fundamental. . Brasília : MEC/SEF, 1998. 156p.
    ALMEIDA, R. D. de. Atlas municipais elaborados por professores: a experiência conjunta de Limeira, Rio Claro e Ipeúna. Cad. Cedes, Campinas, v23, n. 60, 149-168p., agosto 2003.
    BREDA, T. V; O olhar espacial e geográfico na leitura e percepção da paisagem municipal : contribuições das representações cartográficas e do trabalho de campo no estudo do lugar. Ourinhos 2010, Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Geografia (Trabalho de Conclusão de Curso).
    CASTELLAR, M. V. S. Educação geográfica: a psicogenética e o conhecimento escolar. Cad. Cedes, Campinas, vol. 25, n. 66, 2005, 209-225 p. Disponível em http://www.cedes.unicamp.br.
    CAVALCANTI, L. Concepções Teóricas e Elementos da Prática de Ensino de Geografia. In: CAVALNCANTI, L.S. Geografia e Práticas de Ensino. Goiânia: Editora Alternativa, 2002. p. 11-46
    CHATEAU, J. O jogo e a criança. Trad. Guido de Almeida. São Paulo: Summus Editorial, 1987. 139 p.
    CUNHA, M.V. Piaget – Psicologia Genética e Educação. In: Psicologia da Educação. DP&A: RJ, 2003.
    LOPES, O. R. Jogo “ciclo das rochas”: um recurso lúdico para o ensino de geociências. Campinas, 2007. 139p. Instituição: Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Geociências (Mestrado)
    PIAGET, J. A formação do símbolo na criança - Imitação, jogo e Sonho Imagem e Representação. 3 ed. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 341, 1964p.
    ROMANO, S. M. M. Alfabetização cartográfica: a construção do conceito de visão vertical e a formação de professores. In: CASTELLAR, S. Educação geográfica: teorias e práticas docentes. São Paulo: Editora Contexto, 2006.
    SILVA, L. G. Jogos e situações-problema na construção das noções de lateraridade, referências e localização espacial. In: CASTELLAR, S. Educação geográfica: teorias e práticas docentes. São Paulo: Editora Contexto, 2006.