Psicologia Cognitivo Comportamental Aplicada No ExercíCio Da Odontologia

8,901 views

Published on

Palestra que discorre a respeito da técnica da hipnose enquanto coadjuvante para o exercício da odontologia

Published in: Technology, Travel
0 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
8,901
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
50
Actions
Shares
0
Downloads
195
Comments
0
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Psicologia Cognitivo Comportamental Aplicada No ExercíCio Da Odontologia

  1. 1. por Thiago de Almeida (Psicólogo e pesquisador do IPUSP – Departamento de Psicologia Clínica) Home page: www.thiagodealmeida.com.br
  2. 2. Introdução <ul><li>Durante a década de 60, psicólogos e psiquiatras insatisfeitos com os métodos tradicionais e das correntes psicológicas e psicoterápicas existentes começaram a delinear o que posteriormente se intitulou como Terapia Cognitivo-Comportamental. </li></ul><ul><li>As técnicas cognitivas na Psicologia Cognitivo-Comportamental permitem identificar estilos de pensamentos problemáticos e irracionais que freqüentemente acompanham problemas psicológicos. A finalidade de intervenções cognitivas é desafiar e finalmente modificar cognições mal adaptativas, e permitir ao cliente uma vida mais produtiva e satisfatória. O aprendizado de estratégias comportamentais permite que novas habilidades possam ser utilizadas durante a vida. Estratégias cognitivas têm demonstrado serem especialmente efetivas no tratamento da ansiedade e depressão. </li></ul>
  3. 3. Questionamentos <ul><li>Em que se baseia a TCC? </li></ul><ul><li>Quais os empregos da TCC? </li></ul><ul><li>Qual é a eficácia da TCC? </li></ul><ul><li>Quais os equívocos mais comuns pensados em relação a TCC? </li></ul><ul><li>Como a TCC com suas técnicas pode auxiliar o odonlótologo na prática do dental care ? </li></ul>
  4. 4. Características <ul><li>Essencialmente ajuda a pessoa a pensar de forma mais efetiva; </li></ul><ul><li>Permite identificar estilos de pensamentos problemáticos e irracionais que freqüentemente acompanham problemas psicológicos. </li></ul><ul><li>Freqüentemente é breve; </li></ul><ul><li>Desafia crenças disfuncionais. </li></ul>
  5. 5. Aplicações <ul><li>Tratamento contra a depressão; </li></ul><ul><li>Fobias; </li></ul><ul><li>Transtornos de ansiedade; </li></ul><ul><li>Transtornos psicossomáticos e alimentares; </li></ul><ul><li>Psicoterapia de casal </li></ul><ul><li>Inúmeras outras aplicações. </li></ul>
  6. 6. A abordagem cognitivo-comportamental <ul><li>A abordagem Cognitivo-Comportamental essencialmente ajuda a pessoa a pensar de forma mais efetiva. Central a esta teoria está a noção de que os sentimentos são influenciados pela forma como são interpretados os eventos que ocorrem durante a vida. Modificando um pensamento ou o processo de pensamento torna-se possível modificar os sentimentos resultantes. </li></ul>
  7. 8. Níveis cognitivos do pensamento <ul><li>Pensamentos automáticos : Exemplo: “Meu marido está atrasado. Ele não se preocupa com meus sentimentos”; </li></ul><ul><li>Suposições subjacentes : Exemplo: “Não se pode contar com os homens”; </li></ul><ul><li>Esquemas : Exemplo: “Estarei para sempre sozinho(a)” </li></ul>
  8. 9. <ul><li>Cada pessoa e cada transtorno psicológico estão relacionados a um conjunto de pensamentos automáticos, crenças intermediárias e esquemas mentais que necessitam de uma reformulação cognitiva específica e individual. Esses três níveis de pensamento estão interconectados e a TCC tenta efetuar uma mudança em todos estes três níveis . Na TCC os problemas psicológicos são percebidos como se derivando de problemas corriqueiros, tais como aprendizagem falha , inferências incorretas com base em informações inadequadas ou incorretas e falta de diferenciação adequada entre imaginação e realidade . Dessa forma as pessoas freqüentemente formulam regras ou critérios excessivamente rígidos e absolutos fundamentadas em suposições errôneas. </li></ul>
  9. 10. Hipnose <ul><li>De acordo com a Divisão de Hipnoterapia da Associação Americana de Psicologia (APA), hipnose é um procedimento durante o qual o Profissional de Saúde ou Pesquisador sugere, durante o tratamento, que o indivíduo irá experimentar mudanças nas sensações, percepções, pensamentos ou comportamento. </li></ul>
  10. 11. <ul><li>Muitos odontólogos têm utilizado a hipnose com o objetivo de ajudar os pacientes a se sentirem mais relaxados e seguros. Alguns profissionais têm feito uso da indução de transes em casos de ânsias de vômito, onicofagia, bruxismo, sucção de polegar, fobias (de agulha, anestesia, barulho de motor), e como coadjuvante ou substituto do anestésico. Com crianças, a hipnose tem auxiliado nos procedimentos de restaurações, extrações aplicações de flúor, tranqüilizando os pequeninos. </li></ul>
  11. 12. <ul><li>Vem se utilizando a prática da hipnose como auxiliar em procedimentos odontológicos, chegando, por algumas vezes, a suprimir o uso do anestésico químico. Pacientes alérgicos à anestesia química, se beneficiam da hipnose, onde podem ser submetidos a um procedimento cirúrgico sem dor e sem anestésico químico. Isto mostra o quanto os pacientes podem utilizar seus próprios recursos internos em favor de si mesmos. </li></ul>
  12. 13. A Hipnose é uma Terapia? <ul><li>Hipnose não é um tipo de Psicoterapia. Ela também não é um tratamento, ela é um procedimento que pode ser utilizado para facilitar outros tipos de terapias e tratamentos. A Hipnose Clínica deve ser conduzida somente por Profissionais de Saúde treinados e credenciados (no Brasil: Psicólogos, Médicos e Dentistas) que também tiveram treinamento no uso da Hipnose e que estão trabalhando dentro dos limites de suas perícias profissionais. </li></ul>
  13. 14. Utilização prática da Hipnose <ul><li>Hipnose tem sido utilizada no tratamento da dor; depressão; ansiedade e fobias; estresse; transtorno de hábitos; transtorno gastrointestinal; recuperação de cirurgias; alívio para náusea e vômito; parto; tratamento da hemofilia; e muitas outras condições. Entretanto, ela pode não ser útil para todos os problemas psicológicos e/ou médicos ou para todos os pacientes ou clientes. A decisão para o uso da Hipnose como um auxiliar para o tratamento somente deve ser feita por um Profissional de Saúde que foi treinado no uso e nas limitações da Hipnose Clínica. Além do ambiente clínico, a Hipnose é utilizada em Pesquisa e no ambiente Forense. Pesquisadores estudam o valor da hipnose no tratamento de problemas físicos e psicológicos e examinam o impacto da Hipnose na sensação, percepção, aprendizado e memória. </li></ul>
  14. 15. Conclusão <ul><li>Com a utilização de algumas das tecnicas descobertas e desenvolvidas pela psicologia nos consultórios odontológicos, estes profissionais iniciam uma nova era dentro da Odontologia, valorizando seus trabalhos e conhecimentos; </li></ul><ul><li>A odontologia mais do que nunca pode se beneficiar muito com as técnicas descobertas pela psicologia e com o trabalho equipes multiprofissionais em vista de um melhor qualidade para o atendimento dos nossos pacientes. </li></ul>
  15. 16. <ul><li>A todos... Muito obrigado pela atenção. </li></ul><ul><li>Thiago de Almeida </li></ul><ul><li>www.thiagodealmeida.com.br </li></ul>

×