• Like
Modelo bioecológico do desenvolvimento de Bronfenbrenner
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

Modelo bioecológico do desenvolvimento de Bronfenbrenner

  • 14,156 views
Published

Apresentação do psicólogo Thiago de Almeida (www.thiagodealmeida.com.br) sobre o modelo bioecológico do desenvolvimento de Bronfenbrenner

Apresentação do psicólogo Thiago de Almeida (www.thiagodealmeida.com.br) sobre o modelo bioecológico do desenvolvimento de Bronfenbrenner

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
No Downloads

Views

Total Views
14,156
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
280
Comments
2
Likes
5

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Modelo Bioecológico do Desenvolvimento de Bronfenbrenner Prof. Mestre Thiago de Almeida www.thiagodealmeida.com.br
  • 2.  
  • 3. Biografia
    • Urie Bronfenbrenner nasceu em 29 de abril de 1917, em Moscou, num momento de profundas transformações sociais e políticas (o início da ascenção comunista).
  • 4. Jorge Barbosa, 2010 Crítica de Bronfenbrenner
  • 5. Entendemos por desenvolvimento o processo que envolve: Estabilizações e Mudanças das características biopsicológicas de um ser humano, Não apenas ao longo do ciclo de vida, Mas também através de gerações. ( Bronfenbrenner & Morris, 1998, p. 995) CONCEITO DE DESENVOLVIMENTO
  • 6. Diagrama de Bronfenbrenner
  • 7. Quatro grandes dimensões conceituais para Bronfenbrenner
  • 8. Pessoa
    • refere-se ao fenômeno de constâncias e mudanças na vida do ser humano em desenvolvimento, no decorrer de sua existência.
    • Características do tipo pessoais, como gênero ou cor da pele, que podem influenciar na maneira pela qual outros lidam com a pessoa em desenvolvimento, como valores e expectativas que se têm na relação social devem ser consideradas. Qualidades pessoais como estas podem nutrir ou romper a operação de processos de crescimento psicológico. Além disso, o autor aponta que nenhuma característica da pessoa pode existir ou exercer influência sobre o desenvolvimento isoladamente.
  • 9. FATORES DE DESENVOLVIMENTO
  • 10.
    • disposições que podem colocar os processos proximais em movimento e continuam sustentando a sua operação;
    • recursos bioecológicos de habilidade, experiência e conhecimento para que os processos proximais sejam efetivos em determinada fase de desenvolvimento;
    • demanda , que convidam ou desencorajam reações do contexto social que pode nutrir ou romper a operação de processos proximais.
  • 11. Processo
    • Relacionam-se com as interações entre os diferentes níveis e se acha constituído pelos papéis e atividades diárias da pessoa em desenvolvimento.;
    • Para ser efetiva, a interação tem que ocorrer em uma base bastante regular em períodos estendidos de tempo. Tais formas duradouras de interação no ambiente imediato referem-se a processos proximais.
  • 12. Contexto
    • Refere-se ao meio ambiente global em que o indivíduo está inserido e onde se desenrolam os processos desenvolvimentais. Os vários ambientes subdivididos pelo autor, abrangendo tanto os ambientes mais imediatos nos quais vive a pessoa em desenvolvimento, como os mais remotos, em que a pessoa nunca esteve, mas que se relacionam e têm o poder de influenciar o curso de desenvolvimento humano.
  • 13. Fatores de desenvolvimento
  • 14. Contexto
  • 15. Tempo - Cronossistema
    • Pode ser entendido como o desenvolvimento no sentido histórico ou, em outras palavras, como ocorrem as mudanças nos eventos no decorrer dos tempos, devido às pressões sofridas pela pessoa em desenvolvimento;
    • A passagem de tempo em termos históricos tem efeitos profundos em todas as sociedades. Pequenos episódios da vida familiar, como a entrada da criança na escola, o nascimento de um irmão ou a mudança de trabalho dos pais, podem ter significativa influência no desenvolvimento das pessoas da família num dado momento de suas vidas.
  • 16. FATORES DE DESENVOLVIMENTO
  • 17. Microssistema - Definição
    • é definido como todo ambiente que a pessoa em desenvolvimento freqüenta, interagindo face-a-face com outras pessoas, com objetos e símbolos. É dentro dos microssistemas que serão identificados os processos proximais, incluindo as atividades de complexidade crescente, o exercício de habilidades específicas e o convívio social.
  • 18. Microssistema – Características I
    • um padrão de atividades, papéis sociais e relações interpessoais
    • experienciados pela pessoa em desenvolvimento
    • num dado ambiente face-a-face com
    • características físicas, sociais e simbólicas particulares
    • que convidam, permitem ou inibe o compromisso sustentado em actividades progressivamente mais complexas em interação com o meio ambiente
    • (Bronfenbrenner & Morris, 1999)
  • 19. Microssistema – Características II
    • Reciprocidade : o que um indivíduo faz dentro do contexto de relação influencia o outro, e vice-versa;
    • equilíbrio de poder : onde quem tem o domínio da relação passa gradualmente este poder para a pessoa em desenvolvimento, dentro de suas capacidades e necessidades;
    • afeto : que pontua o estabelecimento e perpetuação de sentimentos - de preferência positivos - no decorrer do processo, permitindo em conjunto vivências efetivas destas relações também em um sentido fenomenológico (internalizado).
  • 20. O PROCESSO é considerado por Bronfenbrenner como o construto central do paradigma bioecológico: CONCEITO DE PROCESSO
  • 21.
      • Envolve formas particulares de interação entre organismo e contexto: PROCESSOS PROXIMAIS
    CONCEITO DE PROCESSO
  • 22.  
  • 23.  
  • 24. O CONTEXTO PRIMORDIAL DE DESENVOLVIMENTO É AQUELE EM QUE:
    • a pessoa pode observar e comprometer-se em atividades conjuntas gradativamente mais complexas,
    • com a orientação direta de uma pessoa, ou pessoas, que já possuem habilidades e conhecimentos que ela ainda não possui, e com quem ela tenha uma relação afetiva positiva.
  • 25. MICROSSISTEMA
    • o contexto secundário de desenvolvimento é:
    • aquele em que são dados o encorajamento, as condições e a oportunidade, para a pessoa fazer,
    • sem a orientação directa de outras pessoas,
    • aquilo que ela desenvolveu no contexto primordial
  • 26. Microssistema
    • Na nossa sociedade, o contexto secundário de desenvolvimento (do microssistema) é exageradamente desvalorizado, com prejuízo para o desenvolvimento da autonomia de cada um.
    • A quase ausência desse contexto secundário acaba por injustamente responsabilizar o contexto primário pelas características dos jovens atuais.
  • 27. Elementos do Microssistema
  • 28. Mesossistema
    • é definido como o conjunto de ambientes que uma pessoa freqüenta ao longo do ciclo vital, compondo sua rede social. O mesossistema abrange as transições e relações entre os microssistemas da pessoa em desenvolvimento focalizada, podendo ser identificado como um fator de risco e/ou proteção em estudos sobre resiliência e vulnerabilidade. (Bronfenbrenner & Morris,1992)
  • 29. Mesossistema - Características
    • um mesossistema inclui as interligações e processos que acontecem entre dois ou mais ambientes que contém a pessoa em desenvolvimento.
    • é dada atenção especial aos efeitos sinergéticos criados pela interação:
      • instigativa do desenvolvimento ou
      • características inibitórias do desenvolvimento
      • e os processos presentes em cada ambiente
  • 30. Forças do Mesossistema
  • 31. Exossistema - Definição
    • são ambientes definidos pela sua influência no desenvolvimento da pessoa focalizada, independentemente da sua presença física nesses contextos.
  • 32. Exossistema - Características
    • As decisões tomadas nesses locais, as interações estabelecidas e as expectativas geradas influenciam de forma intensa o desenvolvimento da pessoa focalizada.
    • Esta influência é realizada de maneira indireta, através da interação das pessoas que estão presentes nestes locais e a pessoa em desenvolvimento focalizada.
    • o exossistema envolve:
    • as ligações e os processos que têm lugar entre dois ou mais ambientes,
    • sendo que pelo menos um deles não contenha a pessoa em desenvolvimento,
      • mas no qual acontecem eventos que podem influenciar processos dentro do ambiente imediato que contém a pessoa (Bronfenbrenner, 1992)
  • 33. FORÇAS DO EXOSSISTEMA
  • 34. Macrossistema - Definição
    • é o ambiente que abrange os demais, definido por conter, em sua composição, conceitos abstratos, como por exemplo: cultura, valores, crenças, religiões, ideologias e formas de governo. Esses conceitos são influentes durante todo o ciclo vital, sendo transmitidos, adquiridos e significados durante o processo de socialização da pessoa e sua movimentação dentro do mesossistema e sob influência do Contexto como um todo.
  • 35. Macrossistema - Características
    • o macrossistema consiste num padrão externo de microssistemas, mesossistemas e exossistemas característicos de uma determinada cultura, sub-cultura ou outro contexto social maior,
    • com um particular referencial desenvolvimentista investigativo para o sistema de crenças, recursos, riscos, estilos de vida, estruturas, oportunidades, opções de vida e padrões de intercâmbio social que estão incluídos em cada um desses sistemas.
    • o macrossistema pode ser visto como a arquitetura societal de uma cultura particular, sub-cultura ou outro contexto social maior
    • (Bronfenbrenner, 1992)
  • 36. Transição ecológica
    • A transição da criança de um para vários microssistemas abrange o conhecimento e participação em diversos ambientes (a família - nuclear e extensa -, a escolinha, a vizinhança, etc), consolidando diferentes relações e exercitando papéis específicos dentro de cada contexto. Num sentido geral, este processo de socialização promove seu desenvolvimento. Esta passagem, chamada por Bronfenbrenner de transição ecológica , é mais efetiva e saudável na medida em que a criança se sente apoiada e tem a participação de suas relações significativas neste processo.
  • 37. ATRIBUTOS DA PESSOA
  • 38. Disposições
    • características de uma pessoa, mais prováveis para influenciar o desenvolvimento futuro.
    • são disposições comportamentais que podem colocar processos proximais em movimento e manter as suas operações, ou, inversamente, interferir ativamente, retardar ou até impedir a sua ocorrência
    • (Bronfenbrenner & Morris, 1999)
  • 39. Recursos
    • características que não possuem por si próprias nenhuma disposição seletiva para a ação,
    • no entanto, constituem ativos e passivos biopsicológicos
    • que influenciam a capacidade para um organismo se ocupar efetivamente em processos proximais
    • (Bronfenbrenner & Morris1999)
  • 40. Demandas
    • Características pessoais que afetam o desenvolvimento, pela:
      • sua capacidade para convidar ou
      • desencorajar reações dos ambientes sociais de um grupo, as quais podem romper ou favorecer processos de crescimento psicológico
    • (Bronfenbrenner & Morris,1999)