Your SlideShare is downloading. ×
0
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

29 04-11 - técnico

1,657

Published on

Published in: Health & Medicine, Sports
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,657
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
32
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Técnico em Nutrição e Dietética Prof.: Diógenes Lopes
  • 2. Aterosclerose A aterosclerose é causada pelo acúmulo de lipídios (gorduras) nas artérias. As artérias afetadas pela aterosclerose perdem elasticidade e, à medida que essas placas de gordura crescem, as artérias estreitam-se.
  • 3. Aterosclerose
  • 4. Aterosclerose
    • Fatores de risco:
    • Tabagismo
    • Obesidade
    • Diabetes
    • Dislipidemia
    • Alimentação rica em lipídios
    • Sedentarismo
    • idade
  • 5. ATEROSCLEROSE
    • A aterosclerose pode ser evitada combatendo-se os fatores de risco - nível de colesterol alto no sangue, hipertensão arterial, tabagismo, obesidade e sedentarismo
  • 6. DILIPIDEMIA
    • A dislipidemia é o aumento anormal da taxa de lipídios no sangue. Representa um importante fator de risco para o desenvolvimento de lesões ateroscleróticas que podem causar a obstrução total do fluxo sangüíneo e apresenta altos índices de mortalidade.
  • 7. DISLIPIDEMIA
    • As dislipidemias podem ocorrer por causa do aumento do triglicérides (TGs) - (hipertrigliceridemia isolada), aumento do colesterol (hipercolesterolemia isolada) ou por uma combinação das duas (dislipidemia mista). Pode ainda ser causada pela redução do HDL ou aumento do LDL.
  • 8. Dislipidemia
    • Triglicerídeos são uma forma de gordura que circula na corrente sangüínea e é armazenada no tecido adiposo do corpo. O nível alto de triglicerídeos está associado a um aumento no risco de doenças do coração, especialmente quando está associado a colesterol alto e outros fatores de risco.
  • 9. Colesterol
    • Os lipídios - são compostos principalmente pelo Colesterol, o HDL Colesterol (chamado de o bom colesterol), o LDL Colesterol (chamado de o mau colesterol) e os Triglicerídios.
  • 10. HDL
    • O HDL remove a gordura de dentro das artérias, e transporta de volta ao fígado para ser excretado, é chamado de "bom colesterol".
  • 11. LDL
    • LDL remove a gordura de dentro do fígado e excreta na corrente sanguínea, sendo assim chamado de “colesterol ruim”
  • 12. Valores de referência
    • Colesterol total: 200 mg dl desejável
    • 200 a 239 limítrofe
    • 240 e mais alto
    • LDL menor que 100 ótimo
    • 100 a 150 limítrofe
    • 151 mais alto
  • 13. Valores de referência
    • HDL menor 40 baixo
    • maior 50 bom
    • Triglicerídeos menor 150 normal
    • 151 a 199 limítrofe
    • 200 a 399 alto
    • maior 400 muito alto
  • 14. ALIMENTOS: BOM COLESTEROL
  • 15. A HIPERTENSÃO
  • 16.
    • É a pressão exercida pelo sangue contra a parede das artérias.
    • Em um adulto com boa saúde, a pressão nas artérias durante a sístole ventricular – pressão sistólica ou máxima – é da ordem de 120 mmHg (milímetros de mercúrio).
    • Durante a diástole, a pressão diminui, ficando em torno de 80 mmHg ; essa é a pressão diastólica ou mínima .
    Pressão arterial
  • 17. Quando o coração se contrai temos uma pressão máxima ( sistólica ) Ao se aferir a pressão arterial se determinam duas pressões: MÁXIMA MÍNIMA Quando se dilata temos uma pressão mínima ( diastólica ) A pressão arterial é a pressão que o sangue exerce na parede das artérias. E é medida em milímetros de mercúrio. MINISTÉRIO DA SAÚDE
  • 18. Classificação dos níveis de pressão arterial
    • Categoria
    • Ótima
    • Normal
    • Normal alta
    • Hipertensão Grau 1 (leve)
    • Hipertensão Grau 2 (moderada)
    • Hipertensão Grau 3 (severa)
    • Hipertensão sistólica isolada
    ESH, Journal of Hypertension 2003, 21:1011–1053 Sistólica < 120 120 – 129 130 - 139 140 - 159 160 - 179  180  140 Diastólica < 80 80 - 84 85 - 89 90 - 99 100 - 109  110 < 90 Fonte: www.sbh.org.br Portal da Hipertensão
  • 19. HA - Diagnóstico
  • 20.
    • Sistólica
    • <130
    • 130-139
    • 140-159
    • ≥ 180
    Recomendações para seguimento (prazos máximos) V Diretrizes Brasileiras de Hipertensão.,2006 . Diastólica < 85 85-89 90-99  110 Seguimento - Reavaliar em um ano -Reavaliar em seis meses -Confirmar em um mês -Intervenção imediata ou reavaliar em 1 semana Fonte: www.sbh.org.br Portal da Hipertensão Pressão arterial inicial ( mmHg)
  • 21. Segundo as V Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial (2006) para adultos considera-se pressões normais abaixo de 140 mmHg para pressão máxima e abaixo de 90 mmHg para mínima. Cifras normais Cifras anormais < 140 90
  • 22. AFERIÇÃO DA PA 1- Ambiente calmo e confortável. 2- Repouso de 5 minutos. 3- Braço apoiado sobre uma mesa, na altura do coração. 4- Costas apoiadas na cadeira. 5- Bexiga vazia. 6- Não fumar, não se alimentar, não beber café, 30 minutos antes da medida. (Sociedade Brasileira de Hipertensão)
  • 23. FATORES DA HIPERTENSÃO ARTERIAL
    • Fatores modificáveis
    • Fatores não modificáveis
  • 24. HEREDITARIEDADE IDADE RAÇA Fatores não modificáveis
  • 25. OBESIDADE Fatores modificáveis
  • 26. Fatores modificáveis Tabagismo Excesso de sal
  • 27.  Consumo e retenção de sódio  Viscosidade do Sangue Estimula a Liberação de Vasopressina Estimula o Centro da Sede Aumenta a ingestão de água Aumenta o volume extracelular Retenção renal de água e sódio Aumento do débito cardíaco = aumento da PA
  • 28. Fatores modificáveis Estresse
  • 29. Magnitude de risco para doenças cardiovasculares, a partir dos valores do índice de massa corporal (Kg/m2). WHO, 1997. IMC= P/A2 P= peso em Kg ; A=altura em m. Magnitude do risco IMC Classificação Peso saudável 18 a 24,9 Peso saudável Risco moderado 25 a 29,9 Pré-obesidade Risco alto 30 a 34,9 Obesidade grau I Risco muito alto 35 a 39,9 Obesidade grau II Risco extremo ≥ 40 Obesidade grau III
  • 30. Risco de complicações metabólicas associadas à obesidade em função da medida da cintura, por sexo. WHO, 1997 Cintura Risco aumentado Risco muito aumentado Homens 94 cm 102 cm Mulheres 80 cm 88 cm
  • 31. AVE Lesões nas artérias Lesões na retina Lesão renal Consequências da PA elevada
    • -Infarto
    • - Arritmias
    • -Insuficiência
    • cardíaca
  • 32.  
  • 33. Hipertrofia Ventricular Esquerda
  • 34.  
  • 35.  
  • 36. AVE Hemorrágico
  • 37. Aneurisma
  • 38. AVE Trombótico
  • 39. Se você não quer ser esquecido quando morrer, escreva coisas que vale a pena ler ou faça coisas que vale a pena escrever. &quot; ( Benjamin Franklin )
  • 40. Diabetes
    • A diabetes se caracteriza por um distúrbio no metabolismo do organismo chamado de hiperglicemia, ou seja, quando a taxa de glicose no sangue fica muito alta. Ela pode ocorrer quando há falta de insulina, hormônio que regula esta taxa, ou quando ela não atua de forma eficaz
  • 41. Valores de glicemia
    • Normal : glicemia de jejum entre 70 mg/dl e 99mg/dl e inferior a 140mg/dl 2 horas após sobrecarga de glicose.
    • Intolerância à glicose : glicemia de jejum entre 100 a 125mg/dl.
  • 42. Valores de glicemia
    • Diabetes : 2 amostras colhidas em dias diferentes com resultado igual ou acima de 126mg/dl. ou quando a glicemia aleatória (feita a qualquer hora)  estiver igual ou acima de 200mg/dl na presença de sintomas. 
  • 43. Hemoglobina glicada
    • Denominamos hemoglobina glicada a porcentagem de hemoglobina que está unida à glicose e que permite registrar os níveis de glicemia que o paciente apresentou durante os últimos dois ou três meses, já que a porção de sangue coletada apresenta glóbulos vermelhos de diferentes idades.
  • 44. Hemoglobina glicada
    • - Os valores normais oscilam entre 4 e 6%
    • Para os portadores de diabetes com bom controle da doença, os valores considerados normais são os abaixo de 6%. Contudo, como valores até 7% são adequados para evitar as complicações de longo prazo, esse é um nível de corte que indica que o tratamento está adequado.
    • - valores acima de 8% indicam que o tratamento deve ser modificado.
  • 45.
    • Diabetes Mellitus tipo I :
    • Ocasionado pela destruição da célula beta do pâncreas, em geral por decorrência de doença auto-imune, levando a deficiência absoluta de insulina.
  • 46. Diabetes Mellitus tipo II:
    • Provocado predominantemente por um estado de resistência à ação da insulina associado a uma relativa deficiência de sua secreção.
  • 47. Sintomas de diabetes:
  • 48. Complicações do diabetes
    • Retinopatia - lesão da retina;
    • Nefropatia - lesão renal;
    • Neuropatia - lesão nos nervos do organismo;
  • 49. Complicações do diabetes
    • O grupo das macroangiopatias é representado pelo IAM, AVE, Insuficiência arterial periférica (MMII) e o pé diabético, que agrupa as alterações sensitivas, vasculares e mecânicas.
  • 50. O que mais surpreende é o homem, pois perde a saúde para juntar dinheiro, depois perde o dinheiro para recuperar a saúde. Vive pensando ansiosamente no futuro, de tal forma que acaba por não viver nem o presente, nem o futuro. Vive como se nunca fosse morrer e morre como se nunca tivesse vivido. Dalai Lama

×