Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
2,725
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
67
Comments
0
Likes
2

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Fratura de antebraçoGrupo: Suzana, Fabiana, Joseli, Márcia eJuliana.
  • 2. INTRODUÇÃO O membro superior tem como função proporcionar à mão mobilidade suficiente para que ela possa realizar suas funçoes principais. As fraturas dos ossos do antebraço apresentam peculiaridades, pois as forças musculares atuantes fazem com que dificilmente se consiga uma redução incruenta satisfatória.
  • 3. Introdução – parte 2 O antebraço é uma estrutura única que possui dois ossos com dupla articulação que proveem ao membro superior movimentos rotacionais de pronação e supinação, aumentando a variedade de maneiras como os objetos podem ser manipulados pelas mãos. As fraturas dos ossos do antebraço comportam-se como fraturas articulares, onde a consolidação viciosa restringirá esses movimentos rotacionais, por alterarem a função das articulações radioulnar proximal e distal. É importante ressaltar, que a associação com lesões de partes moles e fraturas ipsilaterais também podem comprometer tais movimentos.
  • 4. MECANISMOS DASFRATURAS Compressão axial Flexão Rotação Traumatismo direto
  • 5. QUADRO CLÍNICO
  • 6. INVESTIGAÇÃO RAIO-X : deve incluir sempre a articulação do cotovelo e do punho TC: raramente indicada RNM: útil para avaliação da cartilagem articular ANGIOGRAFIA: essencial nos casos de lesão vascular
  • 7. CLASSIFICAÇÃO  O tipo I apresenta luxação anterior da cabeça do rádio e fratura da ulna em qualquer nível, com angulação anterior. Éo tipo mais comum, embora todas as lesões de Monteggia somem apenas 5% das fraturas do antebraço (ANDRADE et al.,1985).PRONAÇÃO FORÇADA DO ANTEBRAÇO
  • 8. MECANISMO DE LESÃO Extensão:hiperextensão durante a queda sobre a mão estendida Mão pronada: póstero-medial Mão supinada: póstero-lateral
  • 9. MECANISMO DE LESÃO Flexão: queda sobre o cotovelo flexionado ou trauma direto