Nada a declarar e Inútil - Ultraje a rigor .

1,618 views
1,362 views

Published on

Interpretação das músicas nada a declarar e Inútil - Ultraje a rigor .

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,618
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
11
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Nada a declarar e Inútil - Ultraje a rigor .

  1. 1. Quem em sã consciência diria que a maioria das músicasdo Ultraje ao Rigor são pornográficas ou que nãoacrescentam em nada na vida das pessoas? Talvez a maioria dos falsos intelectuais. Mas não ébem assim. As músicas do Ultraje ao Rigor acrescentame muito na vida das pessoas.Um grande exemplo disso é a música Nada a Declarar..
  2. 2. ‘’Nada a declarar’’ se trata de uma crítica às músicas damídia e aos compositores e cantores, que nada tem adeclarar, nada construtivo a dizer em suascomposições, então, para chamar a atenção daspessoas, apelam para a baixaria. Vendo a todos entediados coma falta de conteúdo de suas letras, o cantor põe palavrões epornografia nas músicas ‘’pra dar uma agitada na galera’’.
  3. 3. Nos tempos antigos os indivíduos tinham prazer em escutarcanções que tinham algo a dizer, que os forçassem a pensar, ainterpretar e a buscar no fundo de suas experiências empíricas, overdadeiro significado da composição, levando em conta nãosomente o ritmo ou a suavidade sonora, mas também se a letrapoderia aprimorá-los.Nos dias de hoje a música perdeu sua profundidade, suacapacidade de mexer com sentimentos racionais, e passaram amexer com sentimentos instintivos, que levam os seres humanosa perder sua racionalidade e se comportarem como animais nãopensantes guiados por seus instintos , uma verdadeira selvageria.
  4. 4. Este tipo de música vem se espalhando por todo territóriobrasileiro, normalmente entre as classes mais baixas. Pensem bem. Uma pessoaque vive em situação de extrema pobreza e que nunca frequentou a escola esofre diariamente uma lavagem cerebral com esse tipo de música, (pessoas debaixa escolaridade ou analfabetas são mais suscetíveis à manipulação e àalienação), você acha que esta pessoa saberá escolher um candidato digno naspróximas eleições? . Será que essa pessoa não estará mais sujeita a compra devoto ou a falsas promessas de candidatos corruptos? .Será que ela vai ter o sensocrítico de pesquisar o passado do candidato e ver se ele tem ficha suja ou limpa?. Será que esta pessoa terá consciência de seus direitos previstos na Constituiçãobrasileira ou na declaração universal dos direitos humanos e lutar por eles? .
  5. 5. Pois pensem muito bem antes de escolherem a próximamúsica que vão escutar, caros amigos. Não percam o seu sensocrítico e sua capacidade de raciocinar, por causa de uma‘’música’’ que não vai lhe aprimorar em nada , ao contrário, vailhe fazer ser dominado pelos instintos irracionais e não pelarazão. A nossa capacidade mental é um grande milagre danatureza, dê valor ao que precisou de milhões de anos para seraperfeiçoado e chegar ao estágio em que estamosatualmente, seres pensantes, capazes de decidir, criar etransformar coisas simples em maravilhas.
  6. 6. Gravada primeiramente em 1983, em um compacto, Inútil só podeser ouvida pelo público em 1985, no primeiro álbum do Ultraje aRigor. Mesmo estando em um disco lotado de sucessos (nove dasonze faixas do disco foram as mais tocadas da época),Inútil sedestacou pela letra, muito propícia para a época. Era o período daslutas pelas Diretas Já e a frase ” A gente não sabemos escolherpresidente” virou um hino aos jovens que saiam as ruas paralutarem pelas eleições diretas.
  7. 7. Quem fez a música foi Roger Moreira, no Brasil, em 1983-84.Na época que foi feita a música, estava acontecendo a Ditadura Militar,onde ninguém tinha liberdade de expressão e a censura reinava.Ao longo da letra ocorrem vários erros propositais de concordância,que revelam um ar sarcástico na música e entalha um fundo paraprotesto.
  8. 8. Já faz mais de vinte anos que o LP ’’Nós vamos invadir sua praia’’ do Ultraje a Rigor foi lançado – e a atualidade das letras continua impressionando e fazendo sucesso. Se você for a um show doscaras vai se impressionar com a quantidade de adolescentesque pulam ao som de canções que provavelmente são maisvelhas do que eles. Afinal, o que é que faz que algumas bandase canções transcendam os momentos em que foram compostase se perpetuem no tempo?
  9. 9. No caso do Ultraje, uma resposta parece bastante plausível.Roger é dos maiores letristas do rock nacional porque combinaem seus textos, de um lado, o coloquialismo, linguagem simples que o público quer e que as guitarras pedem, e, de outro,um sarcasmo que espeta os setores mais conservadores denossa sociedade. A primeira característica deixa o texto divertido e fluente, sem intelectualismos, bom pra cantar gritando e pulando, como o rock quer e precisa ser; a segunda evita-lhea alienação, a bobagem gratuita, o palavrão pelo palavrão,conferindo ao texto um talhe crítico, mas sem pentelhação.
  10. 10. A revista Rolling Stone do Brasil coloca Inútil como a mais importantecanção de protesto do rock brasileiro oitentista, período em que foramlançadas canções como Maior Abandonado (Barão Vermelho),Homem Primata (Titãs), Polícia (Titãs), Até quando esperar (Plebe Rude), entre outros hits de protesto.

×