Pensamento crítico

2,110 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,110
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
37
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Pensamento crítico

  1. 1. INTEGRAÇÃO DAS TECNOLOGIAS DEINFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DO PENSAMENTO CRÍTICO E CRIATIVO Doutorado em Saúde Pública Disciplina: ESTRATÉGIAS DO PENSAMENTO CRÍTICO Doutorandos: Edleide Raulino de Barros Edzenaide Raulino Martins Elinalda Felipe da Silva Rosangela Xavier da Silva Profa Celeste Telles
  2. 2. TECNOLOGIA Termo que envolve o conhecimento técnico ecientífico e as ferramentas, processos e materiais criadose/ou utilizados a partir de tal conhecimento. Encontro entre ciência e engenharia, onde inclui desde as ferramentas e processos simples até os mais complexos já criados pelo ser humano. (Online Etimology Dictionary)
  3. 3. INFORMAÇÃO Vem do latiminformationem, ("delinear, conceber idéia"). Dar forma ou moldar na mente, como em educação, instrução ou treinamento. (Online Etimology Dictionary) oficinacriativa.com.br
  4. 4. COMUNICAÇÃOProcesso que envolve a troca de informações utilizandosistemas simbólicos com suporte.Maneiras de comunicação para troca informacional: Gestos com as mãos Mensagens enviadas pelas Conversa face-a-face educadores.diaadia.pr.gov.br Tecnologias existentes.
  5. 5. TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO Utilização de utensílios como auxilio para potencializar o processo de produção, envio e recepção das mensagens.blog.talenti.com.br
  6. 6. TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO A tecnologia passou a fazer parte da comunicação humana, assimcomo, passou a participarda maioria das atividades desenvolvidas pelahumanidade ao longo do seu desenvolvimento. casadogalo.com
  7. 7. TIC - TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO É um conjunto de recursos tecnológicos, os quais integram-se para proporcionar, através das funções de hardware, software e telecomunicações,fisicaeinteracao.blogspot.com automação e comunicação.
  8. 8. TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃOSão as tecnologias e métodos para comunicar, surgidas no contexto da Revolução Informacional, "Revolução Telemática" ou Terceira Revolução. inclusaouepg.blogspot.com
  9. 9. TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃOSOCIEDADE DA A Sociedade da Informação INFORMAÇÃO utiliza como recurso as Tecnologias de Informação e da Comunicação. As novas tecnologias instaladas na sociedade e no trabalho levaram à profundas mudanças no campo social e individual ao influenciarem drasticamente a vida humana, o tempo e o espaço. blog.talenti.com.br (Gouveia & Gaio et al, 2004: 257).
  10. 10. TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO Se caracteriza poragilizar, horizontalizar e tornarmenos palpável, o conteúdo da comunicação, por meio dadigitalização e da comunicação em redes para a captação, transmissão e distribuição das informações: blog.talenti.com.brtexto, imagem estática, vídeo e
  11. 11. PENSAMENTOÉ a capacidade que tem o ser humano paraconstruir uma representação, interpretação mental significativa de sua relação com o mundo. (Marta Vázquez) mokusen.wordpress.com
  12. 12. DESENVOLVIMENTO DO PENSAMENTO A capacidade do pensamento se desenvolve na forma social à partir da base biológica.O pensamento é parte importante da atividade vital; o pensamento responde a uma necessidade.Sem necessidade e sem objeto de conhecimento o pensamento não se ativa. carolterapeuta.blogspot.com Marta Vázquez
  13. 13. PROCESSO DE PENSAMENTO Se inicia com a recepção de estímulos que chegam através dos sentidos. Tanto fatores biológicos como ambientais são fundamentais. E termina com a produção de um conhecimento, um juízo, uma argumentação, a solução de um problema que pode transferir-se ou aplicar-se àacharefacil.blogspot.com novas situações. Marta Vázquez
  14. 14. PENSAMENTO CRÍTICO“ Habilidade cognitiva de decidir racionalmente sobre quais idéias ou informações devam ser admitidas. Pensar criticamente é decidir de forma fundamentada e livre em quais coisas queremos acreditar. É saberjulgar proposições, argumentos e opiniões, aferindo até onde podem ser críveis”. (Sérgio Navega) capeiaarraiana.wordpress.com
  15. 15. PENSAMENTO CRÍTICOPressupõe a aprendizagem de um conjunto de Capacidades Intelectuais de Ordem Superior que devem fortalecer: Análises Sínteses Conceitualização Manejo de Informação Pensamento Sistêmico Investigação Meta Cognitiva
  16. 16. CRIATIVIDADE SOB O PONTO DE VISTA HUMANOÉ a obtenção de novos arranjos de ideias e conceitos já existentes formando novas táticas ou estruturas que resolvam um problema de forma incomum, ou obtenham resultados de valor para um indivíduo ou uma sociedade. urra.com.b
  17. 17. CRIATIVIDADE SOB O PONTO DE VISTA COGNITIVOÉ o nome dado a um grupo de processos que procura variações em um espaço de conceitos de modo a obter novas e inéditas formas de agrupamento, que possuemvalor superior às estruturas já disponíveis. acharefacil.blogspot.com
  18. 18. CRIATIVIDADE SOB O PONTO DE VISTA NEUROCIENTÍFICO Conjunto de atividades exercidas pelo cérebro na busca de padrões que provoquem a identificação perceptual de novos objetos que, mesmo usando "pedaços" de estruturas perceptuais antigas, apresentem uma peculiar ressonância,educacaonaempresa.blogspot.com caracterizadora do "novo valioso", digno de atenção.
  19. 19. CRIATIVIDADE SOB O PONTO DE VISTA COMPUTACIONAL É o conjunto de processospara obter novas formas de arranjo de estruturas conceituais einformacionais de maneira a reduzir a representação de novas informações, através de blocos coerentes e josue-intro.blogspot.com previamente inexistentes.
  20. 20. PENSAMENTO CRIATIVO É o pensamento estruturado, de maneira que tenda a chegar a resultados criativos.adriangofer.blogspot.com
  21. 21. PENSAMENTO CRIATIVO PRINCÍPIOS:  Atitude  Desafio de suposições  Quebra de regras  Não ter medo de errar  Saber que pode haver soluções múltiplascasadogalo.com  Não julgar prematuramente  Persistência.
  22. 22. PENSAMENTO CRIATIVO CARACTERÍSTICAS DO PENSAMENTO CRIATIVO: Fluidez Flexibilidade Originalidade Elaboração neuroniosnodiva.blogspot.com
  23. 23. ETAPAS DO PROCESSO CRIATIVO:  Preparação (Cognição)  Incubação  Iluminação (eureca)  Verificaçãocriatividadeaplicada.com
  24. 24. INTEGRAÇÃO DAS TICs REVELA PENSAMENTO CRÍTICO E INOVADOR NA RIO + 20 Uma reportagem da revista Época refletiu a Rio+20 da seguinte forma: "O espaço oficial da conferência não trouxe nada de novo... " . (pensamento lógico) (Haroldo Castro)
  25. 25. INTEGRAÇÃO DAS TICs REVELA PENSAMENTO CRÍTICO E INOVADOR NA RIO + 20 O elemento supresa aconteceu do lado de fora. Foi criado uma estrutura de metal gigantesca integrando-se aos desafios naturais do lugar. Não era uma exposição obvia e linear. Os espaços instigavam as pessoas a refletir e a comentar seu cotidiano com os desafios que vivemos hoje no planeta (pensamento criativo). (Andrea Margit)
  26. 26. TICs - TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO “É o acesso a veiculação dasinformações e todas as demais fabiolalimaportifolio.blogspot.comformas de ação comunicativa, em todo o mundo,considerando TV, computadores e todos os novossuportes midiáticos”. Kenski (2003)
  27. 27. TICs - TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO“São veículos de informação, que possibilitam novaformas de ordenação da experiência humana, commúltiplos reflexos, particularmente na cognição ena atuação única sobre o meio e sobre si mesmo.Além de possibilitar novas formas de comunicação,gera novas formas de produzir o conhecimento”. Netto (2005),
  28. 28. AS TICs EM EDUCAÇÃOSão ferramentas imprescindíveis para a atuação docente. Trabalhar de forma inovadora com estas ferramentas é um desafio para os profissionais da Educação. Além de serem veículos de informação possibilitam novas formas de ordenação da escolafloracalheiroscotrin.blogspot.com experiência para o docente. Netto (2005)
  29. 29. AS TICs EM EDUCAÇÃOA formação do professor no que diz respeito ao uso das TICs,como ação ou parte do processo de ensino, deve ser permeada por políticas que permitam aos profissionais da educação utilizar as tecnologias em suas práticas docentes. O professor precisa ter consciência de que sua ação escolafloracalheiroscotrin.blogspot.com profissional competente nãoserá substituída pelas máquinas.
  30. 30. AS TICs EM EDUCAÇÃO Podem ser excelentes ferramentas de apoio no processo formativo e a escola deve abrir às suas portas para estastecnologias, pois é através da interação e mediação nos diferentes campos do conhecimento que oacadêmico poderá ampliarsua gama de informações. rosildaczs.blogspot.com
  31. 31. AS TICs EM EDUCAÇÃO DIFICULDADES DESAFIO A percepção de que otempo real é instantâneo Para modificar este quadro, entende-se que adificultando uma escola tem um papelreflexão mais profunda; importante no processo depois boa parte do ensino aprendizagem dos alunos.tem por base oconhecimento prontoadquirido através doslivros.
  32. 32. AS TICs EM EDUCAÇÃO “A utilização das TICs em educação, poderá facilitar oalcance do conhecimento de forma mais ampla e maisprazerosa, permitindo a exploração de várias áreas doconhecimento.”... apesar de termos “diferentes formas de educar ediversos procedimentos para alcançar nossosobjetivos, não podemos desconhecer a tecnologia”. Grinspun (1999)
  33. 33. IMPORTÂNCIA DAS TICs NA EDUCAÇÃO Do ponto de vista da educação o uso que fazemos das TICs, abre muitas possibilidades educativas.  Em muitas escolas esta ferramenta já é um instrumento de trabalho tão habitual e útil como a esferográfica e as máquinas calculadoras.
  34. 34. IMPORTÂNCIA DAS TICs NA EDUCAÇÃO A escola é um espaço privilegiado para a apropriação e construção de conhecimento. O seu papel fundamental éinstrumentalizar os seus estudantes e professores para pensar de forma criativa em soluções tanto para os antigos como para os novos desafios emergentes desta sociedade em constante rcpvarzim.blogspot.com renovação.
  35. 35. TIC X PROCESSO DE TRABALHO EM SAÚDE USO DAS TICs NA SAUDE O uso de TI na área de saúde contempla muitas aplicações, desde sistemas típicos de gestão de informações a sistemas de automatização e apoio de tarefas de diagnóstico. Perez e Zwicker (2010),
  36. 36. TIC X PROCESSO DE TRABALHO EM SAÚDE BENEFÍCIOS DAS TICs NA SAÚDE Redução de erros em diagnósticos e prescrições; Aperfeiçoamento do treinamento e educação dos profissionais de assistência médica; Ampliação do atendimento médico em localidades remotas; (BUENO, BALLONI, BERMEJO, 2011)
  37. 37. TIC x PROCESSO DE TRABALHO EM SAÚDE PRONTUÁTIO ELETRÔNICOAuxilia nas tarefas burocráticas ede recuperação de informações, no qual há a incorporação de registros do paciente em um sistema informatizado, com objetivo de gerar informações para diagnóstico médico e para documentação de consultas. blogsabermedico.com.br Perez e Zwicker (2010)
  38. 38. TIC x PROCESSO DE TRABALHO EM SAÚDE VANTAGENS DO PRONTUÁRIO ELETRÔNICO  Legibilidade das informações Acesso por diversos profissionais em locais e tempos diferentes  Sustentabilidade e questões ambientais  Modernização do atendimento  Sigilo e confiabilidade  Redução do espaço de armazenamento
  39. 39. TIC X PROCESSO DE TRABALHO EM SAÚDE DIFICULDADES Manutanção do sigilo de informações médicas  Segurança dos dados digitados  Adaptação das instiruições para implantação do sistema informatizado.
  40. 40. TIC X PROCESSO DE TRABALHO EM SAÚDE TELEMEDICINA “A Telemedicina consiste no uso da tecnologia parapossibilitar cuidados à saúdenas situações em que adistancia é um fatorcrítico, utilizando as TICs parao intercambio de informaçõesválidas paradiagnóstico, prevenção etratamento de doenças eeducação contínua aos migalhas.com.brprofissionais de saúde”.
  41. 41. TIC X PROCESSO DE TRABALHO EM SAÚDE APLICAÇÕES DA TELEMEDICINA EM AMBIENTES HOSPITALARES TELEMONITORAÇÃODE LEITOS À DISTÂNCIA gestaodelogisticahospitalar.blogspot.com
  42. 42. TIC X PROCESSO DE TRABALHO EM SAÚDE APLICAÇÕES DA TELEMEDICINA EM AMBIENTES HOSPITALARES TELEDIAGNÓSTICO formacaonauniao.blogspot.com
  43. 43. TIC X PROCESSO DE TRABALHO EM SAÚDE APLICAÇÕES DA TELEMEDICINA EM AMBIENTES HOSPITALARES ACESSO AO PRONTUÁRIOELETRÔNICO À DISTÂNCIA timedicina.blogspot.com
  44. 44. TIC X PROCESSO DE TRABALHO EM SAÚDE APLICAÇÕES DA TELEMEDICINA EM AMBIENTES HOSPITALARES TRANSMISSÃO DE RESULTADOS DE EXAMES À DISTÂNCIA revistapesquisa.fapesp.br
  45. 45. TIC X PROCESSO DE TRABALHO EM SAÚDE APLICAÇÕES DA TELEMEDICINA EM AMBIENTES HOSPITALARESTELECONSULTA congressosmedicos.com.b
  46. 46. TIC X PROCESSO DE TRABALHO EM SAÚDE APLICAÇÕES DA TELEMEDICINA EM AMBIENTES HOSPITALARES TELECIRURGIA eucuidodaminhacidade.com.br
  47. 47. TIC X PROCESSO DE TRABALHO EM SAÚDE APLICAÇÕES DA TELEMEDICINA EM AMBIENTES HOSPITALARESTELECONFERÊNCIAS juizdeforaagora.blogspot.com
  48. 48. TIC X PROCESSO DE TRABALHO EM SAÚDE APLICAÇÕES DA TELEMEDICINA EM AMBIENTES HOSPITALARES TELESOCORRO elkaquintero.blogspot.com
  49. 49. TIC X PROCESSO DE TRABALHO EM SAÚDE ROBÓTICA Ferramenta das TICs que possibilita realizar grandes cirurgias com cortes menores, redução desangramento e recuperação maisrápida do paciente, diminuindo o risco de infecção hospitalar. Sãode alta complexidade e precisão. ihaa.com.br
  50. 50. TIC X PROCESSO DE TRABALHO EM SAÚDE OBJETIVOS DA ROBÓTICA Desenvolvimento de máquinas e dispositivos automatos (denominados robos) que possam executar tarefas independentes do manuseio humano, seguindo apenas uma programação previamente estabelecida.
  51. 51. TIC X PROCESSO DE TRABALHO EM SAÚDEENTRAVES DO USO DAS TICs ENTRAVES DO USO DAS TICs NA SAÚDE NA SAÚDE Cultura corporativa menos  Falta de conscientização e desenvolvida . treinamento com relação às Resistência à mudança, por novas metodologias de parte dos gestores e demais gestão de projetos e de TICs profissionais envolvidos. nas instituições de saúde. Resistência em aderir aos  Falta de profissionais no novos métodos. mercado qualificados Inexistência de programas nessas tecnologias. de capacitação.  Custo elevado das soluções.
  52. 52. TIC X GESTÃO DO CONHECIMENTO A implementação e uso de tecnologias deinformação necessariamente não contribui para a gestão do conhecimento, enquanto processo de criar, localizar, transferir e compartilhar conhecimento, de forma eficiente, dentro das organizações.
  53. 53. TIC X GESTÃO DO CONHECIMENTO A disponibilidade de tecnologias de informação não significa que as pessoas as utilizam de forma adequada para o compartilhamento de informação ou do conhecimento. Criar e compartilhar conhecimento numa organização exige muito mais do que apenas instalar tecnologia de informação.
  54. 54. TIC X GESTÃO DO CONHECIMENTO Por que as ferramentas de TICs não são suficientes? Porque a organização precisa desenvolver processos de gestão do conhecimento  Processos operacionais  Processos de gestão Porque as pessoas que são os responsáveis pela execução dos processos precisam estar:• envolvidas• preparadas• dispostas
  55. 55. PROPOSTAS  Inovação na gestão de trabalho em saúde, agregando pesquisadores, coletivos de trabalhadores em saúde e estudantes;  Fortalecer a criação de redes de pesquisas; Investir na qualificação dos trabalhadores; Investir nas condições de trabalho que crie e implemente novas tecnologias de defesa da vida e da cidadania.
  56. 56. BIBLIOGRAFIA INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDAESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO, COMUNICAÇÃO E DESPORTOMestrado em Ensino do 1º e 2º Ciclos do Ensino Básico Docentes: Professor Doutor António PissarraProfessor Doutor Carlos BrigasDiscente: Luís Manuel Rodrigues Pires, nº3893Guarda, Junho de 2010 EL PROCESO DE PERSONALIZACIÓN Jesus A. Beltrán Liera & Luz F. Peres Sanches UNIVERSIDAD COMPLUTENSE DE MADRID http://pt.scribd.com/doc/62772452/34)Desarrollo-Del-pensamiento-critico-con-las-TIC Foro pedagógico de Internet - acesso em 07/07/2012 Por Sérgio Navega Outubro de 2000 snavega@attglobal.net Criatividade e Processos de Criação OSTROWER, Fayga. Editora Vozes. RJ. 187p. 1977. Utilização de Tecnologia da Informação para a Gestão do Conhecimento – Percepção dos Stakeholders Alandey Severo Leite da Silva/UFPB José Rodrigues Filho/UFPB Disponível em http:// mygc.wordpress.com/313-a-utilidade-da-ti-tecnologia/ Acesso em 07/07/2012http://www.monografias.com/trabajos26/pensamiento-creativo/pensamiento-creativo.shtml
  57. 57.  Publicado nos Anais do VIII Workshop GESITI e Evento Acoplado III GESITI/Saúde. 10, 11 e 12 Agosto de 2011. Relatório de Pesquisa ISSN: 1807-9350 RELATÓRIO de PESQUISA PROJETO GESITI/SAÚDE Uma Avaliação da Gestão em Sistemas e Tecnologias de Informação nos Hospitais Brasileiros: O Mapeamento em Cascavel – PR Clodis Boscarioli1, Willian Tudisco Rodrigues1, Antonio José Balloni2 1Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE), 2Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer (CTI ) clodis.boscarioli@unioeste.br, williantudisco@yahoo.com.br, antonio.balloni@cti.gov.br http:/archivo.abc.com.py/2009-04-03/articulos/508824/el-processo-formal-del-pensamiento. Publicado nos Anais do VIII Workshop GESITI e Evento Acoplado III GESITI/Saúde. 10, 11 e 12 Agosto de 2011. Relatório de Pesquisa ISSN: 1807-9350 RELATÓRIO de PESQUISA PROJETO GESITI/SAÚDE Uma Avaliação da Gestão em Sistemas e Tecnologias de Informação nos Hospitais Brasileiros: O Mapeamento em Cascavel – PR Clodis Boscarioli1, Willian Tudisco Rodrigues1, Antonio José Balloni2 1Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE), 2Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer (CTI ) clodis.boscarioli@unioeste.br, williantudisco@yahoo.com.br, antonio.balloni@cti.gov.br Resumo: http://colunas.revistaepoca.globo.com/viajologia/2012/06/29/pensamentocritico

×