Dengue

2,749 views
2,488 views

Published on

Dengue, Dengue Hemorrágica,

Published in: Health & Medicine
0 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,749
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
88
Comments
0
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Dengue

  1. 1. Dengue
  2. 2. O Que é a Dengue? • Dengue é a enfermidade causada pelo vírus da dengue, um arbovírus da família Flaviviridae, gênero Flavivírus, que inclui quatro tipos imunológicos: DEN- 1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4. A infecção por um deles dá proteção permanente para o mesmo sorotipo e imunidade parcial e temporária contra os outros três.
  3. 3. • A dengue tem, como hospedeiro vertebrado, o home m e outros primatas, mas somente o primeiro apresenta manifestação clínica da infecção e período de viremia de aproximadamente sete dias. Nos demais primatas, a viremia é baixa e de curta duração.
  4. 4. Aedes aegypti • CLASSIFICAÇÃO CIENTÍFICA: Reino: Animalia Filo: Arthropoda Classe: Insecta Ordem: Diptera Subordem: Nematocera Família: Culicidae Subfamília: Culicinae Gênero: Aedes Subgênero: Stegomyia Espécie: Ae. aegypti
  5. 5. • O Aedes Aegypti é um mosquito que transmite duas doenças perigosas: dengue e febre amarela urbana. Estes insetos são típicos de regiões urbanas de clima tropical e subtropical (com presença de calor e chuvas) Não conseguem viver em regiões frias.
  6. 6. • É de tamanho pequeno, possuindo, em média, 0,5 cm de comprimento. • Possui cor preta com manchas (riscos) brancos no dorso, pernas e cabeça. • O mosquito macho alimenta-se de frutas ou outros vegetais adocicados. Porém, a fêmea alimenta-se de sangue animal (principalmente humano). No momento que está retirando o sangue, a fêmea contaminada transmite o vírus da dengue para o ser humano. Na picada, ela aplica uma substância anestésica, fazendo com que não haja dor na picada.
  7. 7. • As fêmeas costumam picar o ser humano na parte do começo da manhã ou no final da tarde. Picam nas regiões dos pés, tornozelos e pernas. Isto ocorre, pois costumam voar a uma altura máxima de meio metro do solo.
  8. 8. • A fêmea deposita seus ovos em locais com água parada (limpa ou pouco poluída). Por isso, é importante não deixar objetos com água parada dentro de casa ou no quintal. Sem este ambiente favorável, o aedes aegypti não consegue se reproduzir. • As larvas são brancas quando nascem, mas tornam-se negras depois de algumas horas.
  9. 9. Sintomas • Normalmente, as pessoas infectadas com o vírus da dengue são assintomática (cerca de 80%) ou apenas possuem sintomas leves, como uma febre simples. • Outros apresentam a doença de modo mais grave (5%), e uma pequena proporção tem risco de morte. • O período de incubação (tempo entre a exposição e o aparecimento dos sintomas) varia de 3 a 14 dias, mas na maioria das vezes é de 4 a 7 dias. • Assim, viajantes que retornam de áreas endêmicas são suspeitos de terem dengue se febre ou outros sintomas começam a partir de 14 dias após retornarem de uma viagem.As crianças muitas vezes apresentam sintomas semelhantes aos do resfriado comum e gastroenterite (vômitos e diarreia) e têm um risco maior de complicações graves, embora os sintomas iniciais são geralmente leves, incluem febre alta.
  10. 10. Diagnóstico • O diagnóstico é feito clinicamente e por meio de exames laboratoriais. • As pessoas em áreas endêmicas que têm sintomas como febre alta devem consultar um médico para fazer análises sendo que o diagnóstico normalmente é feito por isolamento viral através de inoculação de soro sanguíneo (IVIS) em culturas celulares ou por sorologia esse procedimento é essencial para saber se o paciente é portador do vírus da dengue.
  11. 11. Tratamento • O paciente é aconselhado pelo médico a ficar em repouso e beber muitos líquidos (sucos, água e chás sem cafeína) evitando café, refrigerantes e leite, paçoca (que irritam o estômago). É importante então evitar a automedicação, porque pode ser perigosa, já que a prescrição médica desaconselha usar remédios à base de ácido acetilsalicílico (AAS) ou outros antinflamatórios não-esteróides (AINEs) normalmente usados para febre, porque eles facilitam a hemorragia.
  12. 12. • Um medicamento muito usado na dengue é o paracetamol por suas propriedades analgésicas e antitérmicas, boa tolerância e poucos efeitos colaterais. Analgésicos a base de dipirona (como Novalgina, Dorflex e An ador) devem ser evitados em pessoas com pressão baixa pois podem diminuir a pressão e causar manchas de pele.
  13. 13. Dengue hemorrágica • A dengue hemorrágica ocorre quando uma mesma pessoa se contamina pela 2ª vez com um outro vírus da dengue. Esta doença é grave e é potencialmente fatal pois pode levar à morte em 24 horas após o início dos seus sintomas e por isso é de extrema importância levar o indivíduo para o hospital para que ele receba o tratamento adequado.
  14. 14. • A dengue hemorrágica recebe este nome pois ela provoca uma hemorragia interna, que ocorre porque o vírus da dengue diminui as plaquetas sanguíneas que são responsáveis pela coagulação do sangue.
  15. 15. Sintomas da dengue hemorrágica • Os sintomas da dengue hemorrágica são inicialmente são os mesmos da dengue comum: dor de cabeça, dor no fundo dos olhos, cansaço, moleza e febre, mas após cerca de 3 dias, o indivíduo pode começar a apresentar sinais de hemorragia interna como:
  16. 16. • Vômitos persistentes; • Dor abdominal forte, que não passa; • Pele fria e úmida; • Sonolência, agitação e/ou confusão mental; • Boca seca; • Muita sede; • Olhos vermelhos; • Palidez; • Dificuldade para respirar; • Pintinhas vermelhas na pele; • Pulso fraco e rápido; • Sangramento da gengiva, boca, nariz ou ouvidos.
  17. 17. Diagnóstico da dengue hemorrágica • O diagnóstico da dengue hemorrágica pode ser feito através da observação dos sintomas da doença e para confirmá-lo pode-se realizar exames como: • Exame de sangue; • Prova do laço: amarrar um elástico no braço do indivíduo e observar se surgem mais de 20 pintinhas vermelhas num quadrado de 2,5 x 2,5 cm no antebraço dele, como mostra a imagem 2.
  18. 18. Tratamento para dengue hemorrágica • O tratamento para dengue não é específico pois como a causa é um vírus, o próprio corpo irá se defender dentro de alguns dias, mas no caso da dengue hemorrágica, o tratamento adequado deverá ser realizado dentro de um hospital pois pode ser necessário um tratamento mais específico onde se recorre à transfusões sanguíneas e uso de máscaras de oxigênio. Em caso de contaminação com a dengue pela 2ª vez, assim que surjam os sintomas acima citados deve-se levar a vítima para o hospital.
  19. 19. Controle do mosquito • O controle é feito basicamente através do combate ao mosquito vetor, principalmente na fase larvar do inseto. Deve-se evitar o acúmulo de água em possíveis locais de desova dos mosquitos. Quanto à prevenção individual da doença, aconselha-se o uso de janelas teladas, além do uso de repelentes. • É importante tratar de todos os lugares onde se encontram neste caso, a água. O mosquito da dengue coloca seus ovos em lugares com água parada limpa. Embora na fase larval os insetos estejam na água, os ovos são depositados pela mãe na parede dos recipientes, aguardando a subida do nível da água para eclodirem.

×