PROJETO DO TRABALHO - APOSTILA - PARTES I E II

  • 1,520 views
Uploaded on

 

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,520
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
44
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. C a m p u s d e C a m p o M o u r ã o UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARANÁ - UEPR – CAMPUS DE CAMPO MOURÃODEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL PROJETO DO TRABALHOPROFESSORA MESTRE THAYS PERASSOLI BOIKO thaysperassoli@bol.com.br CAMPO MOURÃO 2011 1
  • 2. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C a m p u s d e C a m p o M o u r ã oI INTRODUÇÃO1.1 APRESENTAÇÃO E DISCUSSÃO DO PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA: EMENTA; OBJETIVOS; JUSTIFICATIVA; METODOLOGIA; PROGRAMA; MÉTODO DE AVALIAÇÃO; BIBLIOGRAFIA. PLANO DE ENSINO CURSO: ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL DISCIPLINA: Projeto do Trabalho SÉRIE: 3 TURMA(S): - ANO LETIVO: 2011 PROFESSOR: Thays J. Perassoli Boiko CARGA-HORÁRIA Teórica: 48 Prática: 20 ANUAL:1. EMENTA DA DISCIPLINA NO CURSOTécnicas de análise e representação de fluxo de material e do trabalho; Modelagem emEngenharia de Métodos; Estudo do processo produtivo; Estudo de Tempos; Ergonomia doPosto de Trabalho; Organização do Trabalho e da Produção; Projeto de postos de trabalho ede centros de produção.2. OBJETIVOS DA DISCIPLINA NO CURSOFormação metodológica em análise do trabalho; Análise ergonômica do Trabalho;Aprendizado de métodos e técnicas em tempos de trabalho; Desenvolvimento de métodos deanálise e projeto de postos de trabalho; compreender o processo de geração de Unidades deProdução.3. PROGRAMA DA DISCIPLINA 2
  • 3. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C a m p u s d e C a m p o M o u r ã oI INTRODUÇÃO1.2 APRESENTAÇÃO E DISCUSSÃO DO PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA: EMENTA; OBJETIVOS;JUSTIFICATIVA; METODOLOGIA; PROGRAMA; MÉTODO DE AVALIAÇÃO; BIBLIOGRAFIA.II TRABALHO2.1 DEFINIÇÃO E CONCEITO2.1.1 Abordagem histórica do conceito de trabalho2.1.2 Conceito de trabalho x emprego2.2 ASPECTOS DO TRABALHOIII PROJETO DO TRABALHO3.1 DEFINIÇÕES E CONCEITOS3.1.1 O que é Projeto do Trabalho3.1.2 Quando realizar um Projeto do Trabalho3.1.3 A relação com o Projeto do Produto, Processo e das Instalações3.2 IMPLICAÇÕES EM PROJETO DO TRABALHO – A RELAÇÃO ENTRE PROJETO DO TRABALHO E AESTRUTURA ORGANIZACIONAL3.2.1 Conceitos importantes3.2.1.1 Estrutura Organizacional3.2.1.2 Teoria das Organizações3.2.1.3 Organização do Trabalho3.2.1.4 Teoria das Organizações x Organização do Trabalho3.2.2 Abordagens práticas para o Projeto do Trabalho3.2.2.1 Divisão do Trabalho3.2.2.2 Administração Científica a) Estudo do Trabalho: i) Estudo do método; ii) Medição do Trabalho - Estudo dos Tempos;3.2.2.3 Ergonomia3.2.2.4 Questões contemporâneas para o Projeto do Trabalho a) Abordagens Comportamentais do Projeto do Trabalho; b) Empowerment; c) Trabalho de Equipe; d) Trabalho Flexível.3.3 LEGISLAÇÃO3.4 ETAPAS DO PROJETO DO TRABALHO3.5 ESTRUTURA DO TRABALHOI INTRODUÇÃO1.1 A ÁREA DE PROJETO DO TRABALHO NA ENGENHARIA DE PRODUÇÃO1.2 JUSTIFICATIVA DO PROJETO1.3 O PRODUTO, O PROCESSO E A INSTALAÇÃO CONSIDERADOS1.4 METODOLOGIA1.4.1Organização1.4.2 Estrutura Organizacional Considerada1.4.3 Tipo de Pesquisa quanto aos meios1.4.4 Técnicas de Pesquisa1.4.4.1Técnicas de Coleta de Dados1.4.4.2 Técnicas de Tratamento dos Dados1.4.4.3 Técnicas de Análise dos Dados1.4.4.4 Instrumentos de Pesquisa1.4.4.4.1 Recursos de Hardware1.4.4.4.2 Recursos de Software1.4.4.4.3 Materiais e/ou Instrumentos e/ou Utensílios1.5 DEFINIÇÃO DE TERMOS 3
  • 4. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C a m p u s d e C a m p o M o u r ã o1.6 ESTRUTURA DO TRABALHOII LEVANTAMENTO E DESCRIÇÃO DAS TAREFAS E SUAS OPERAÇÕES2.1DESIGNAÇÃO DAS TAREFAS E/OU OPERAÇÕES AOS RECURSOS2.2 DETERMINAÇÃO DAS TAREFAS E/OU OPERAÇÕES A SEREM PROJETADASIII LOCALIZAÇÃO DAS TAREFAS E/OU OPERAÇÕES NA ESTRUTURA ORGANIZACIONALIV DESIGNAÇÃO DAS TAREFAS E/OU OPERAÇÕES A INDIVÍDUOS OU GRUPOS4.1 DECISÕES SOBRE GRUPOSV HABILIDADE E AUTONOMIA DOS TRABALHADORESVI ESTUDO DO TRABALHO6.1 ESTUDO DO MÉTODO6.2 MEDIDA DO TRABALHO/ESTUDO DO TEMPO6.2.1 Cronometragem6.2.2 Tempo Básico6.2.3 Tempo-padrãoVII PROJETO ERGONOMICO7.1 ASPECTOS ANTROPOMÉTRICOS7.2 PROJETO ERGONÔMICO DO AMBIENTE7.3 TEMPERATURA DO TRABALHO7.4 NÍVEIS DE ILUMINAÇÃO7.5 NÍVEIS DE RUÍDO7.6 ERGONOMIA NO ESCRITÓRIO4. METODOLOGIA DE TRABALHO DO PROFESSOR NA DISCIPLINAESTRATÉGIAS UTILIZADAS E CONDIÇÕES OFERECIDAS PELO PROFESSOR- Aulas expositivas;- Aulas de laboratório-prática;- Aulas participativas;- Ditados;- Cópias do quadro negro;- Resolução de questionários e exercícios;- Leitura e discussão de textos;- Trabalhos em grupo;- Palestras;- Seminários de Engenharia de Produção;- Mesas redondas;- Painéis;- Júris simulados;- Visitas técnicas;- Orientações individualizadas das equipes;- Reuniões simuladas.RECURSOS A SEREM UTILIZADOSBIBLIOGRAFIA: Bibliografia recomendada, além de referências diversas de textos,de vídeos e de sites da Internet.RECURSOS HUMANOS: A própria voz.RECURSOS FÍSICOS: Quadro de giz; giz e apagador; Projeções fixas 4
  • 5. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C a m p u s d e C a m p o M o u r ã o(retroprojetor, transparências); Projeções móveis (Data Show, slides);Livros; Caneta ponto; Computador; TV, Aparelho de DVD.ATIVIDADES DOS ALUNOS- Leitura e resumo do material bibliográfico recomendado;- Leitura, resumo e discussão em sala de textos recomendados;- Cópia e escrita;- Resolução de exercícios;- Resolução de questionários e exercícios;- Atividades de laboratório-prática;- Discussão em sala;- Trabalhos em grupos;- Elaboração de trabalhos recomendados;- Apresentação de Seminários;- Apresentação de painéis;- Mesas redondas;- Participação em júris simulados;- Estudo de caso;- Elaboração de resumos, resenhas, comentários e críticas;- Elaboração de relatórios de visitas técnicas e palestras;- Participação de reuniões simuladas.TRABALHOS DOS ALUNOS:- Trabalhos escritos: elaboração, em grupo, do Projeto do Trabalho, em partes,que devem ser entregues na datas estipuladas, por meio digital;- Trabalhos orais – Seminários: apresentados em grupo, como parte da notaindividual e parte em grupo, referentes Projeto do Trabalho e apresentação devendas do Projeto do Trabalho.NORMAS ABNT A SEREM SEGUIDAS NA ELABORAÇÃO DOS TRABALHOS:USP. SISTEMA INTEGRADO DE BIBLIOTECAS–SIBi. Diretrizes para apresentaçãode dissertações e teses da USP: documento eletrônico e impresso. São Paulo:2004.5. AVALIAÇÃO DA DISCIPLINA NO CURSOA avaliação se dará por meio de:- Atividades (A) desenvolvidas em sala ou extra classe (descritas anteriormente).Assim, A = (∑ a )/ n a =1 n , sendo a = o valor de 0 a 100 de cada uma das n atividadesdesenvolvidas no bimestre;- Trabalhos (T), que incluem trabalhos escritos (etapas do Projeto do Trabalho) e 5
  • 6. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C a m p u s d e C a m p o M o u r ã otrabalhos orais - seminários. Logo, T = (∑ t )/ n n t =1 , sendo t = o valor de 0 a 100 decada uma dos n trabalhos desenvolvidas no bimestre;- Provas (P). P = ( p)/ n ∑ n p =1 sendo p = o valor de 0 a 100 de cada uma das nprovas realizadas no bimestre;A nota bimestral será obtida pela seguinte forma:(A x 0,30) + (T x 0,45) + (P x 0,25)Obs. 01: As datas serão marcadas no decorrer das aulas.Obs 02: Pode ocorrer de em um determinado bimestre não ser marcado nenhumaAtividade, Trabalho ou Prova, sendo seu peso distribuído igualmente entre asdemais Avaliações.Obs 03: As avaliações devem ser respondidas de caneta esferográfica azul.6. BIBLIOGRAFIA BÁSICA DA DISCIPLINABOIKO, T. J. P. Projeto do Trabalho – Apostila. Disciplina de Projeto do Trabalho.Curso de Engenharia de Produção Agroindustrial. Departamento de Engenharia deProdução. Universidade Estadual do Paraná – Campus de Campo Mourão. CampoMourão. 2011.USP. SISTEMA INTEGRADO DE BIBLIOTECAS–SIBi. Diretrizes para apresentaçãode dissertações e teses da USP: documento eletrônico e impresso. São Paulo:2004.7. BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR DA DISCIPLINAARAÚJO, L. C. G. de. TGA – Teoria Geral da Administração: aplicações eresultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, 2004.BATALHA, M. O. (Coord). Gestão Agroindustrial. Vol. 1. São Paulo: Atlas, 2001.CORRÊA, H. L.; CORRÊA, C. A. Administração de Produções e Operações:Manufatura e Serviços: Uma abordagem estratégica. São Paulo: Atlas, 2004.GAITHER, N.; FRAZIER, G. Administração da Produção e Operações. 8 ed. SãoPaulo: Thomson Learning, 2002.ILDA, I. Ergonomia: Projeto e Produção. São Paulo, Edgard Blucher, 1990. 6
  • 7. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C a m p u s d e C a m p o M o u r ã oMACHADO, D. C. O conceito “trabalho”. Lisboa: 2006. Disponível em:<http://www.solidariedade.pt/UserFiles/File/conceito-trabalho-dm.doc>. Acesso em 17de fev de 2009 às 10 hs 30.MARTINS, P. G.; LAUGENI, F. P. Administração da Produção. 2 ed. São Paulo:Saraiva, 2005.MAYNARD, R. Manual de Engenharia de Produção. São Paulo. 5 ed. EdgardBlucher, 1980.MEREDITH, Jack R.; MANTEL Jr., Samuel J. Administração de Projetos: Umaabordagem Gerencial. 4 ed. Rio de Janeiro: LTC, 2003.MOREIRA, Daniel A. Administração da Operação e Produções. 5 ed. São Paulo:Pioneira, 2000.MORIN, E. M. Os Sentidos do Trabalho. Revista de Administração de Empresas(RAE). São Paulo: FGV/EAESP, v. 41, n. 3, jul/set, 2001, p. 8-19.OLIVEIRA, D. de P. R. Teoria Geral da Administração: uma abordagem prática.São Paulo: Atlas, 2008.RUDIO, Fram, Vicxgor. Introdução ao projeto de pesquisa científica. Petrópolis,vozes, 1980.SANDRONI, P. Novíssimo Dicionário de Economia. São Paulo: Best Seller, 1999.SLACK, N.; CHAMBERS, S.; JOHNSTON, R. Administração da Produção. 2 ed.São Paulo: Atlas, 2002.VIDAL, M. C. A materialidade da Organização do Trabalho como Objeto daIntervenção Ergonômica: Slides. Universidade Federal de São Carlos. SãoCarlos/SP: 1997. Disponível em:<http://www.simucad.dep.ufscar.br/AETpos/seminario-Douglas-Vidal.pdf>. Acessoem 20 de março de 2009 às 18 hs. 7
  • 8. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C a m p u s d e C a m p o M o u r ã oII TRABALHO2.1 DEFINIÇÃO E CONCEITO A palavra trabalho deriva do latim "tripaliare", que significa torturar, daí a idéia desofrer ou esforçar-se e, finalmente, de trabalhar ou agir. Da economia têm-se as seguintes definições:a) Trabalho: “Um dos fatores de produção, é toda atividade humana voltada para atransformação da natureza, como o objetivo de satisfazer uma necessidade.” (SANDRONI,1999, p. 609);b) Trabalho assalariado: “... é típico do modo de produção capitalista, no qual o trabalhador,para sobreviver, vende ao empresário sua força de trabalho em troca de um salário.”(SANDRONI, 1999, p. 609);c) Trabalho simples: “... inclui apenas a energia corporal comum a todos os indivíduos.”(SANDRONI, 1999, p. 609) – trabalhador não especializado;d) Trabalho complexo: “... inerente ao trabalhador especializado, ao técnico, portador detrabalho multiplicador e concentrado.” (SANDRONI, 1999, p. 609) – trabalhador qualificado;e) Trabalho produtivo: “... trabalho que produz um objeto para o mercado, sendo fonte demais valia.” (SANDRONI, 1999, p. 609);f) Trabalho improdutivo: “... não produz valor de troca, mesmo que dê origem a um objetomaterial.” (SANDRONI, 1999, p. 609); 8
  • 9. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C a m p u s d e C a m p o M o u r ã og) Trabalho alienado: “Trabalho cujo produtor não é seu proprietário, nem dos produtos poreles criados, pois estes são apropriados pelo capitalista, senhor dos meios de produção e,momentaneamente, proprietário da própria força de trabalho do operário.” (SANDRONI,1999, p. 609). Após estas definições é possível observar que a palavra trabalho é usada em diversossentidos, pois:1) Pode referir-se:a) a qualquer atividade humana (inclusive a puramente mental ou intelectual), ou;b) atividades de natureza exclusivamente econômicas;2) Pode estar associado:a) à todo esforço humano realizado com o corpo;b) à produção ou à troca. A palavra trabalho pode ser utilizada em várias situações, que lhe empregam váriosconceitos. Em situações de Projeto do Trabalho, a palavra trabalho tem seu conceito relacionadoà seguinte definição:TRABALHO = TAREFAS E/OU OPERAÇÕES E/OU ATIVIDADES REALIZADAS POR RECURSOS HUMANOS. 9
  • 10. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C a m p u s d e C a m p o M o u r ã o Considerando esta definição de trabalho é importante entender os seguintes termos:→ PRODUTO 1 ou SERVIÇO ou SERVIÇO ADMINISTRATIVO 1 = TAREFA 1;→ TAREFA 1 = m OPERAÇÕES (op 11, op12, ...., op1m);→ op 11 = x ATIVIDADES (Ativ 11A, Ativ 11b, ... Ativ 11X). Essas tarefas, operações e atividades podem ser executadas por:a) Recursos Físicos;b) Recursos Humanos;c) Recursos Físicos e Recursos Humanos. Esta é uma decisão que pode ser tomada no:a) Projeto do Processo;b) Projeto das Instalações;c) Projeto do Trabalho;d) ou, em mais de um destes Projetos.2.1.1 Abordagem histórica do conceito de trabalho O conceito do trabalho, conforme afirma Sandroni (1999), assumiu formasparticulares ao longo da história, conforme os diversos modos de produção. Em cada épocahistórica existia uma relação de trabalho mais característica, predominante o que não querdizer que não existissem outras. Na comunidade primitiva, teve caráter solidário, coletivo, enquanto que, nassociedades de classes (escravista, feudal e capitalista) se tornou alienado. 10
  • 11. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C a m p u s d e C a m p o M o u r ã o Até a Idade Média, o trabalho, conforme MACHADO (2006), era considerado comoum sinal de desprezo, inferioridade, depois, o trabalho passou a ser considerado fonte derealização pessoal e social. O Quadro 01 resume o conceito de trabalho ao longo da história do Ocidente. 11
  • 12. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C d C M ã a m p u s e a m p o o u r o RELAÇÕES DE DIREITOS DOHISTÓRIA PÉRÍODOS SISTEMA PAPÉIS ESSÊNCIA TRABALHO TRAB. Regime Pré-história ----- ----- ----- Trabalho possui caráter solidário, coletivo. 4000 a 3500 a.C. ao - Escravos: trabalho; - Nenhum. - O ócio dos filósofos; século V: desde a invenção da escrita Escravizador x - Homens-livres: 1. Filosofia (definições de - O senhor é sujeito dos direitos, IDADE (4000 a 3500 a.C.) até a ESCRAVISMO escravo questões econômicas, sociais e políticas; 2. titular de dominium sobre o escravo. ANTIGA queda do Império ESCRAVIDÃO Artesanato. Romano do Ocidente (476 d.C.). Séculos V ao XV: ... - Servos: trabalho; - Morar nas - O trabalho é condenado, pela Igreja até o fim do Império terras do senhor. Católica, como uma forma de Romano do Oriente, Senhor x servo - “Homem-livre”: política, guerra, caça, enriquecimento; FEUDALISMO com a Queda de SERVIDÃO sacerdócio e o exercício do poder. Constantinopla (em - Trabalho como ½ de subsistência, 1453 d.C.). disciplina e purificação da mente. IDADE - Mestres: são os donos das unidades de - Aprender o - Corporações: grupos profissionais MÉDIA - Mestre x produção – corporações; ofício da que desenvolvem seus trabalhos com aprendiz profissão. rígidos métodos e hierarquia e que (fim da Idade - Relações - Aprendiz: livre, mais impossibilitado de possuem autonomia de Média) familiares exercer sua atividade profissional em outro regulamentação das RT, por meio de CORPORAÇÕ lugar ou de modo diverso daquele que é estatutos; ES imposto pelo mestre da corporação da localidade onde vive. - O trabalho se torna assalariado.Quadro 01 – Conceito de trabalho ao longo da história do Ocidente (Continua...) 12
  • 13. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C d C M ã a m p u s e a m p o o u r o RELAÇÕES DE DIREITOS DO HISTÓRIA PÉRÍODOS SISTEMA PAPÉIS ESSÊNCIA TRABALHO TRAB. Regime Século XV Séculos XVI e XVII: ... - Liberdade de - Os reis exercem o poderio até a Revolução trabalho. econômico e político e assim, ditam Francesa (em 1789). as relações de trabalho- Absolutismo; IDADE MERCANTILIS ---- ---- MODERNA MO - Especialização regional da produção; - Trabalho assalariado; Século XVIII Séculos XIX e XX: ... - Classe capitalista: detentora dos meios de - Salário... - Surge o conceito de emprego; - Classe até? produção; IDADE capitalista x CONTEMPORÂNEA CAPITALISMO - As relações de trabalho se firmam proletária - Classe proletária: trabalho. com base em um contrato de locação SALARIATO de serviços. SÉCULO XXIQuadro 01 – Conceito de trabalho ao longo da história do Ocidente (Fim.) 13
  • 14. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C a m p u s d e C a m p o M o u r ã o2.1.2 Conceito de trabalho x emprego As palavras trabalho e emprego possuem significados diferentes, apesar de estaremassociadas, conforme Iamamoto; Isotani; Endo (1999). O trabalho existe desde o instante queo homem começou a transformar a natureza e o ambiente ao seu redor. Enquanto que, o emprego é um conceito que surgiu por volta da RevoluçãoIndustrial. Assim:a) Emprego: “É a relação, estável, e mais ou menos duradoura, que existe entre quemorganiza o trabalho e quem realiza o trabalho. É uma espécie de contrato no qual o possuidordos meios de produção paga pelo trabalho de outros, que não são possuidores do meio deprodução.” (IAMAMOTO; ISOTANI; ENDO, 1999);b) Relação de emprego: 1. “... a relação jurídica de natureza contratual tendo como sujeitos oemprego e o empregador e como objeto o trabalho subordinado, continuado e assalariado."(NASCIMENTO, 1992, p. 269); 2. "... é o vinculo obrigacional que subordina o empregadoao empregador, resultante do contrato individual de trabalho." (RUSSOMANO, 1984, p. 110). É possível perceber nas definições anteriores que a noção de contrato está nacentralidade para a compreensão do emprego, que implica ainda em uma relação de trabalhoestável, continuada e jurídica, cujos sujeitos das relações de trabalho são o empregador e oempregado. Além disso, estas definições demonstram que o empregador é subordinado aoempregador e que o trabalho é assalariado. 14
  • 15. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C a m p u s d e C a m p o M o u r ã o2.2 ASPECTOS DO TRABALHOMORIN, E. M. Os Sentidos do Trabalho. Revista de Administração de Empresas (RAE).São Paulo: FGV/EAESP, v. 41, n. 3, jul/set, 2001, p. 8-19. Ao longo da história surgiram diferentes conceitos e definições de Trabalho. Estesdiferentes conceitos e definições levam a diferentes entendimentos dos sentidos do trabalho,diferentes formas de Organização do Trabalho e diferentes tipos de Relações de Trabalho, aomesmo tempo em que são influenciadas por estas. As diferentes formas de Organização do Trabalho estão diretamente relacionadas comas diferentes Teorias das Organizações adotadas pelas organizações e são influenciados, aomesmo tempo em que influenciam os diferentes entendimentos dos sentidos do trabalho e asdiferentes tipos de Relações do Trabalho As Relações do Trabalho também são influenciadas pela legislação, cultura, política ereligião das regiões (nações, estados, cidades).REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICASIAMAMOTO, E. M.; ISOTANI, S. ENDO, R. B. O fim dos empregos. Página dos Projetosdos Alunos, Disciplina Informação, Comunicação e a Sociedade do Conhecimento,Departamento de Ciências da Computação, Instituto de Matemática e Estatística (IME),Universidade de São Paulo (USP), São Paulo/SP, 1999. Disponível em:<http://www.ime.usp.br/~is/ddt/mac333/projetos/fim-dos-empregos/empregoEtrabalho.htm>.Acesso em 17 de fev de 2009 às 10 hs 45. 15
  • 16. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C a m p u s d e C a m p o M o u r ã oMACHADO, D. C. O conceito “trabalho”. Lisboa: 2006. Disponível em:<http://www.solidariedade.pt/UserFiles/File/conceito-trabalho-dm.doc>. Acesso em 17 de fevde 2009 às 10 hs 30.MORIN, E. M. Os Sentidos do Trabalho. Revista de Administração de Empresas (RAE).São Paulo: FGV/EAESP, v. 41, n. 3, jul/set, 2001, p. 8-19.NASCIMENTO, A. M. Curso de direito do trabalho. 10.ed. São Paulo: Saraiva, 1992.RUSSOMANO, M. V. O empregador e o empregado no direito brasileiro. 7.ed. Rio deJaneiro: Forense, 1984SANDRONI, P. Novíssimo Dicionário de Economia. São Paulo: Best Seller, 1999. 16