PROJETO DO TRABALHO - APOSTILA - PARTE III

3,052
-1

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
3,052
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
83
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

PROJETO DO TRABALHO - APOSTILA - PARTE III

  1. 1. C a m p u s d e C a m p o M o u r ã o UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARANÁ - UEPR – CAMPUS DE CAMPO MOURÃODEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROIDUSTRIAL PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA THAYS PERASSOLI BOIKO CAMPO MOURÃO 2011 1
  2. 2. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C a m p u s d e C a m p o M o u r ã oIII PROJETO DO TRABALHO3.1 DEFINIÇÕES E CONCEITOS3.1.1 O que é Projeto do Trabalho O Projeto do Trabalho pode ser definido como o dimensionamento do trabalho daspessoas em uma organização. O Projeto do Trabalho é uma Sub-área de Conhecimento da Área de Engenharia deProdução denominada Engenharia do Trabalho (ABEPRO, 2008). Num Projeto do Trabalho, conforme é possível visualizar na Figura 1, deve-seconsiderar de um lado o operador (trabalhador) de outro a organização e entre eles:i) o contrato de trabalho;ii) o trabalho prescrito pela organização;iii) o trabalho executado/real realizado pelo operador;iv) a atividade de trabalho, que influencia e é influenciada pelo trabalho real;v) a Saúde, Segurança e Qualidade de Vida no Trabalho, influenciada pela atividade detrabalho realizada pelo operador e que influencia diretamente o operador;vi) o desempenho, qualidade e produtividade, diretamente relacionada a atividade de trabalhoe que influencia toda a organização. 2
  3. 3. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C a m p u s d e C a m p o M o u r ã o Ao realizar o Projeto do Trabalho deve-se considerar, conforme a Figura 1:i) as características pessoais do operador: idade, sexo; antropometria; formação; experiênciamomentânea; fadiga, ritmo biológico, vida pessoal;ii) os objetivos da organização: meios de produção – máquinas, materiais, meios decomunicação, transportes, instalações; normas e regras – softwares, regulamentos, horários,ritmos; organização do trabalho – divisão de tarefas, critérios de qualidade, treinamento,ambiente. OPERADOR ORGANIZAÇÃOFigura 1 – Aspectos a serem considerados no Projeto do Trabalho 3
  4. 4. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C a m p u s d e C a m p o M o u r ã o As decisões envolvidas no Projeto do Trabalho podem ser consideradas oselementos constituintes deste Projeto:1) QUAIS SÃO AS TAREFAS EXISTENTES;2) POR QUAIS RECURSOS ESTAS TAREFAS SÃO E/OU DEVEM SER DESEMPENHADAS;3) DENTRE AS TAREFAS EM QUE RECURSOS HUMANOS ESTÃO ENVOLVIDOS EM SUA EXECUÇÃO, QUAIS TAREFAS PROJETAR;4) QUEM ESTÁ ENVOLVIDO NA EXECUÇÃO DAS TAREFAS;5) QUAL A SEQUÊNCIA DE EXECUÇÃO DAS TAREFAS;6) ONDE LOCALIZAR AS TAREFAS NA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL – QUEM, NA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL, SERÁ RESPONSÁVEL PELA EXECUÇÃO DAS TAREFAS;7) QUAIS AS CONDIÇÕES AMBIENTAIS NA EXECUÇÃO DAS TAREFAS;8) COMO AS TAREAS SE RELACIONAM OU DEVEM SE RELACIONAR COM AS INSTALAÇÕES;9) QUAIS HABILIDADES, COMPETÊNCIAS, REQUISITOS, EXPERIÊNCIA E FORMAÇÃO SÃO NECESSÁRIOS NA EXECUÇÃO DAS TAREFAS;10) QUANTA AUTONOMINA OS TRABALHADORES PODEM OU DEVEM TER NA EXECUÇÃO DAS TAREFAS? 4
  5. 5. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C a m p u s d e C a m p o M o u r ã o3.1.2 Quando realizar um Projeto do Trabalho Nas seguintes situações faz-se necessário realizar um Projeto do Trabalho:i) PROJETO DE PRODUTO;ii) PROJETO DO PROCESSO;iii) PROJETO DE INSTALAÇÃO;iv) MELHORIAS NO TRABALHO: aumento de produtividade; redução de ociosidade; problemas de ergonomia; redução da taxa de absenteísmo; redução da taxa de rotatividade de funcionários; problema de qualidade; problemas de divisão de tarefa;v) MUDANÇAS NA CULTURA E/OU POLÍTICA ORGANIZACIONAL.3.1.3 A relação com o Projeto do Produto, Processo e das Instalações No desenvolvimento do Projeto do Trabalho deve considerar as decisões tomadas noProjeto do Produto, Processo e das Instalações.3.2 LEGISLAÇÃO No desenvolvimento do Projeto do Trabalho deve considerar a legislação nos níveisinternacionais, federais, estaduais e municipais. É preciso ficar atento a à legislação civil etrabalhista. 5
  6. 6. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C a m p u s d e C a m p o M o u r ã o É necessário também, no desenvolvimento do Projeto do Trabalho, considerar asquestões sindicais.3.3 ETAPAS DO PROJETO DO TRABALHO O Projeto do Trabalho deve ser realizado seguindo as seguintes etapas que sãodependentes:1) Estudo do Produto;2) Estudo do Processo;3) Estudo da Instalação;4) Estudo da Legislação;5) Levantamento e descrição das tarefas e/ou operações6) Designação das tarefas e/ou operações aos recursos;7) Determinação das tarefas e/ou operações a serem projetadas;8) Localização das tarefas e/ou operações na estrutura organizacional - descrição de cargos efunções;9) Designação das tarefas e/ou operações a indivíduos ou grupos;10) Decisões sobre grupos;11) Decisão sobre a habilidade e autonomia dos trabalhadores12) Estudo do trabalho: 12.1) Estudo do método; 12.2) Medida do trabalho/estudo do tempo; 6
  7. 7. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C a m p u s d e C a m p o M o u r ã o13) Projeto ergonômico.3.4 ESTRUTURA DO TRABALHOI INTRODUÇÃO1.1 A ÁREA DE PROJETO DO TRABALHO NA ENGENHARIA DE PRODUÇÃO1.2 JUSTIFICATIVA DO PROJETO1.3 O PRODUTO, O PROCESSO E A INSTALAÇÃO CONSIDERADOS1.4 METODOLOGIA1.4.1 Organização1.4.2 Estrutura Organizacional Considerada1.4.3 Tipo de Pesquisa quanto aos meios1.4.4 Técnicas de Pesquisa1.4.4.1Técnicas de Coleta de Dados1.4.4.2 Técnicas de Tratamento dos Dados1.4.4.3 Técnicas de Análise dos Dados1.4.4.4 Instrumentos de Pesquisa1.4.4.4.1 Recursos de Hardware1.4.4.4.2 Recursos de Software1.4.4.4.3 Materiais e/ou Instrumentos e/ou Utensílios1.5 DEFINIÇÃO DE TERMOS1.6 ESTRUTURA DO TRABALHO 7
  8. 8. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C a m p u s d e C a m p o M o u r ã oII LEVANTAMENTO E DESCRIÇÃO DAS TAREFAS E SUAS OPERAÇÕES2.1 DESIGNAÇÃO DAS TAREFAS E/OU OPERAÇÕES AOS RECURSOS2.2 DETERMINAÇÃO DAS TAREFAS E/OU OPERAÇÕES A SEREM PROJETADASIII LOCALIZAÇÃO DAS TAREFAS E/OU OPERAÇÕES NA ESTRUTURAORGANIZACIONALIV DESIGNAÇÃO DAS TAREFAS E/OU OPERAÇÕES A INDIVÍDUOS OUGRUPOS4.1 DECISÕES SOBRE GRUPOSV HABILIDADE E AUTONOMIA DOS TRABALHADORESVI ESTUDO DO TRABALHO6.1 ESTUDO DO MÉTODO6.2 MEDIDA DO TRABALHO/ESTUDO DO TEMPO6.2.1 Cronometragem6.2.2 Tempo Básico6.2.3 Tempo-padrãoVII PROJETO ERGONÔMICO7.1 ASPECTOS ANTROPOMÉTRICOS7.2 PROJETO ERGONÔMICO DO AMBIENTE7.3 TEMPERATURA DO TRABALHO7.4 NÍVEIS DE ILUMINAÇÃO 8
  9. 9. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C a m p u s d e C a m p o M o u r ã o7.5 NÍVEIS DE RUÍDO7.6 ERGONOMIA NO ESCRITÓRIO3.5 IMPLICAÇÕES EM PROJETO DO TRABALHO – A RELAÇÃO ENTRE PROJETODO TRABALHO E A ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Existe uma forte relação entre Projeto do Trabalho e Estrutura Organizacional. As organizações se baseiam em diferentes Teorias das Organizações que levam asdiferentes formas, maneiras de Organização do Trabalho. Estas diferentes formas, maneirasde Organização do Trabalho levam à diferentes formas, maneiras de dimensionar o trabalho,ou seja, a diferentes maneiras de projetar o trabalho (de realizar o Projeto do Trabalho).3.5.1 Conceitos importantes3.5.1.1 Estrutura Organizacional Podem-se citar as seguintes definições de estrutura organizacional:a) Forma pela quais as atividades de uma organização são divididas, organizadas ecoordenadas; 9
  10. 10. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C a m p u s d e C a m p o M o u r ã ob) Representação gráfica ou descritiva das áreas que compõem as unidades de umaorganização, distribuídas em níveis hierárquicos. A partir destas definições é possível constatar que a estrutura organizacional projetae organiza os relacionamentos dos níveis hierárquicos e o fluxo das informações essenciais deuma organização.3.5.1.2 Teoria das Organizações A Teoria das Organizações é uma maneira de ver e analisar organizações de modomais acurado e profundo, baseando-se em padrões e métodos do projeto e comportamentoorganizacional.3.5.1.3 Organização do Trabalho Pode-se definir Organização do Trabalho:a) Especificação do conteúdo, métodos e inter-relações entre cargos, de modo a satisfazertanto os requisitos organizacionais e tecnológicos quanto os requisitos sociais e individuais doocupante do cargo (DAVIS Apud BRESCIANI, 1991); 10
  11. 11. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C a m p u s d e C a m p o M o u r ã ob) Definição das atividades e responsabilidades de cada pessoa ou grupo de pessoas queparticipa de uma organização produtora de bens e serviços (FLEURY In CONTADOR,2001). Desta forma, pode-se dizer, conforme Vidal (1997), que, a Organização Trabalhodetermina a atividade das pessoas e cuida de pelo menos seis itens interdependentes:1. a repartição de tarefas no tempo (estrutura temporal, horários, cadências de produção) e noespaço (arranjo físico);2. os sistemas de comunicação, cooperação e interligação entre atividades, ações e operações;3. as formas de estabelecimento de rotinas e procedimentos de produção;4. a formulação e negociação de exigências e padrões de desempenho produtivo, incluindo ossistemas de supervisão e controle;5. os mecanismos de recrutamento e seleção de pessoas para o trabalho;6. os métodos de formação, capacitação e treinamento para o trabalho. A estes seis itens Morin (2001) acrescenta as condições de trabalho: ambiente físico(temperatura, pressão, barulho, vibração, irradiação, altitude, etc.); ambiente químico(produtos manipulados, vapores e gases tóxicos, poeiras, fumaças, etc.); ambiente biológico(vírus, bactérias, parasitas, fungos); as condições de higiene, de segurança; as característicasantropométricas do posto de trabalho. 11
  12. 12. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C a m p u s d e C a m p o M o u r ã o Assim, são aspectos da Organização do Trabalho:- a divisão do trabalho;- o conteúdo da tarefa;- o sistema hierárquico;- as modalidades de comando;- as relações de poder;- as questões de responsabilidades. Ao se falar de organização do trabalho, faz-se necessário apresentar as seguintesdefinições:- tarefa: objetivo que o operador tem a atingir, para o qual são atribuídos meios (máquinas eequipamentos) e condições (tempos, paradas, ordem de operação, espaço e ambiente físicos,regulamentos) para realizá-la. Corresponde ao trabalho prescrito. Ou seja, é o que tem de serfeito, com os meios que são oferecidos;- atividade: é a maneira como uma tarefa é executada pelos trabalhadores ou grupo detrabalhadores, no local de trabalho, tanto do ponto de vista físico (gestos, posturas) comomentais (raciocínio, verbalização). Corresponde ao trabalho executado/real. Ou seja, é como atarefa realmente acontece. 12
  13. 13. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C a m p u s d e C a m p o M o u r ã o3.5.1.4 Teoria das Organizações x Organização do Trabalho As diferentes formas de Organização do Trabalho estão diretamente relacionadas comas diferentes Teorias das Organizações. O Quadro 02 apresenta as diferentes Teorias das Organizações (TO) e suasimplicações para a Organização do Trabalho, conforme Oliveira (2008). 13
  14. 14. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C d C M ã a m p u s e a m p o o u r oABORDAGEM TO IMPLICAÇÕES PARA A ORGANIZAÇÃO DO TRABALHOEscola Clássica Teoria da Administração Científica TAYLOR: - Racionalização da produção – eliminação de tarefas que não agregam valor; - Estudo de tempos; - Divisão do trabalho – repetitividade das tarefas; - Especialização – dedicação a uma única tarefa ou função; - Pagamento por peças; - Seleção e treinamento, com abordagem científica dos trabalhadores; - Papel de gerência x papel operário. FORD: - Desconhecimento do Processo Global; - Linhas de Montagem; - Intercambialidade de Operadores; - Aparecimento de trabalhadores indiretos. Teoria do Processo Administrativo FAYOL – Princípios da Teoria Clássica da Administração: 1 – Divisão do Trabalho; 2- Autoridade e Responsabilidade; 3 – Disciplina; 4 – Unidade de Comando; 5 – Unidade de Direção; 6 – Subordinação do interesse individual ao interesse geral; 7 – Remuneração justa do pessoal; 8 – Centralização na tomada de decisão. 9 – Hierarquia; 10 – Ordem; 11 – Eqüidade no tratamento das pessoas; 12 – Estabilidade; 13 – Iniciativa por parte dos gerentes; 14 – União do pessoalQuadro 02 – Teorias das Organizações e Organização do Trabalho (Continua...) 14
  15. 15. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C d C M ã a m p u s e a m p o o u r oABORDAGEM TOIMPLICAÇÕES PARA A ORGANIZAÇÃO DO TRABALHOEscola WEBER: Teoria da BurocráticaBurocrática 1 – Divisão do Trabalho; 2- Hierarquia de Autoridade; 3 – Seleção Formal; 4- Regras e Regulamentos Formais; 5 - Impessoalidade; 6 - Orientação de Carreira.Escola Teoria das Relações Humanas - Equipes multidisciplinares de trabalho.Humanística - Liderança pelo conhecimento – tipos de lideres; - Importância da comunicação; - Facilitadores da explicitação e aplicação da criatividade. Teoria Comportamentalista - Qualidade vida no trabalho; - Dinâmicas de grupo; MASLOW – Hierarquia das necessidades humanas: - Sobrevivência: necessidades fisiológicas; necessidades de segurança; necessidades sociais; - Motivação: necessidades de estima; necessidades de auto-realização. Teoria Estruturalista - Consideração dos conflitos entre gerência e empregados; - Sistemas de incentivos mistos; - Estrutura organizacional formal e informal: - relações formais x informais. Teoria do Desenvolvimento - Formação e atuação de equipes multidisciplinares; Organizacional - Produtividade e qualidade de vida no trabalho; - Conhecimentos das pessoas que trabalham na organização; - Conhecimento do efeito das mudanças sobre as pessoas; - Conhecimento da causa de resistência às mudanças; - Agente de mudanças; - Melhoria na qualidade dos relacionamentos das pessoas que trabalham na organização.Quadro 02 – Teorias das Organizações e Organização do Trabalho (Continua...) 15
  16. 16. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C d C M ã a m p u s e a m p o o u r oABORDAGEM TO IMPLICAÇÕES PARA A ORGANIZAÇÃO DO TRABALHOEscola Teoria Sistêmica - Definição e divulgação de objetivos;Sistêmica - Todos são partes integrantes, interagentes e interdependentes da organização.Escola Teoria Matemática - O processo decisório se dá por meio de aspectos quantitativos e programáveis: pesquisaQuantitativa operacional; indicadores de desempenho; análise de risco e de decisão.Escola Teoria da Administração por - Responsabilidades estabelecidas por objetivos;Contingencial objetivos - Objetivos individuais são negociados por uma técnica estruturada e interativa; - Foco nos objetivos individuais e não em trabalhos realizados em equipes. Teoria da Contingência - Recursos Humanos com um fator estratégico; - O Planejamento de Recurso Humanos como parte do Planejamento Estratégico: plano de recrutamento e seleção; plano de treinamento; plano de cargos e salários; plano de promoções; plano de capacitação interna; - No Planejamento de Produção, que faz parte do Planejamento Estratégico, faz-se o plano de utilização de mão-de-obra.Escola Teoria da Administração por - Todas as atividades são identificadas e organizadas no conceito de processo.Moderna processos Teoria da Excelência das - Máxima utilização do conhecimento e da inteligência das pessoas. OrganizaçõesQuadro 02 – Teorias das Organizações e Organização do Trabalho (Fim.) 16
  17. 17. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C a m p u s d e C a m p o M o u r ã o As Teorias das Organizações apresentadas no Quadro 02 representam as teoriasocidentais, no entanto, existem ainda os Modelos Japoneses de Administração. Nestesmodelos destacam-se três características fundamentais de organização do trabalho, comoafirma Fleury In Contador (2001): 1) o trabalho em grupo; 2) o emprego vitalício - pacto denão-demissão e de permanente aperfeiçoamento e reciclagem de todos os trabalhadores; 3) e,a promoção por senioridade - relação de cooperação e de não-competição entre os indivíduosda organização.3.5.2 Abordagens práticas para o Projeto do Trabalho Entre as várias Teorias das Organizações existem algumas abordagens práticas parao Projeto do Trabalho. Os seguintes conhecimentos são necessários ao desenvolvimento do Projeto doTrabalho:1) Divisão do Trabalho;2) Administração Científica: a) Estudo do Trabalho: i) Estudo do método; ii) Medição do Trabalho - Estudo dos Tempos;3) Ergonomia;4) Questões contemporâneas para o Projeto do Trabalho: a) Abordagens Comportamentais do Projeto do Trabalho; 17
  18. 18. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C a m p u s d e C a m p o M o u r ã o b) Empowerment; c) Trabalho de Equipe; d) Trabalho Flexível. A Figura 2 mostra a evolução história das abordagens práticas para o Projeto doTrabalho.Figura 2 - Evolução história das abordagens práticas para o Projeto do Trabalho. 18
  19. 19. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C a m p u s d e C a m p o M o u r ã oREFERÊNCIAS E BIBLIOGRAFIA CONSULTADAABEPRO Áreas e Sub-áreas de Engenharia de Produção. 2008. Disponível em:<http://www.abepro.org.br/interna.asp?p=399&m=424&s=1&c=362>. Acesso em: 15 dejunho de 2009 às 13 hs 15.BRESCIANI, L. P. Tecnologia, organização do trabalho e ação sindical: da resistência àcontratação. 1991. Dissertação (Mestrado) – Departamento de Engenharia de Produção,Escola Politécnica, Universidade de São Paulo. (Publicação posterior: São Paulo, CNI-SESI/DN, 1994, p. 19-20. Série Indústria e Trabalho, n. 3, 1. Concurso Sesi de TesesUniversitárias.)FLEURY, A. Organização do Trabalho Na Produção: A Abordagem Sócio-Técnica. In:CONTADOR, J. C. (Org.). Gestão de Operações. São Paulo: Edgard Blücher, 1997.HACKMAN, Richard; OLDHAM, Greg; JANSON, Robert; PURDY, Kanneth. A newstrategy for job enrichment. California Management Review, v. 17, n. 4, p. 57-71, Summer1975.ILDA, I. Ergonomia: Projeto e Produção. São Paulo, Edgard Blucher, 1990.MOREIRA, Daniel A. Administração da Operação e Produções. 5 ed. São Paulo: Pioneira,2000.MORIN, E. M. Os Sentidos do Trabalho. Revista de Administração de Empresas (RAE).São Paulo: FGV/EAESP, v. 41, n. 3, jul/set, 2001, p. 8-19.OLIVEIRA, D. de P. R. Teoria Geral da Administração: uma abordagem prática. SãoPaulo: Atlas, 2008.SLACK, N.; CHAMBERS, S.; JOHNSTON, R. Administração da Produção. 2 ed. SãoPaulo: Atlas, 2002.VIDAL, M. C. A materialidade da Organização do Trabalho como Objeto daIntervenção Ergonômica: Slides. Universidade Federal de São Carlos. São Carlos/SP: 1997. 19
  20. 20. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO TRABALHO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKO C a m p u s d e C a m p o M o u r ã oDisponível em: <http://www.simucad.dep.ufscar.br/AETpos/seminario-Douglas-Vidal.pdf>.Acesso em 20 de março de 2009 às 18 hs. 20

×