PROJETO DO PRODUTO - APOSTILA - PARTE II
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

PROJETO DO PRODUTO - APOSTILA - PARTE II

on

  • 3,131 views

 

Statistics

Views

Total Views
3,131
Slideshare-icon Views on SlideShare
3,106
Embed Views
25

Actions

Likes
0
Downloads
41
Comments
0

1 Embed 25

http://pp-dep-uepr-cm.blogspot.com 25

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    PROJETO DO PRODUTO - APOSTILA - PARTE II PROJETO DO PRODUTO - APOSTILA - PARTE II Document Transcript

    • C a m p u s d e C a m p o M o u r ã o UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARANÁ - UEPR – CAMPUS DE CAMPO MOURÃO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL PROJETO DO PRODUTO PROJETOS PROFESSORA MESTRE THAYS PERASSOLI BOIKO thaysperassoli@bol.com.br CAMPO MOURÃO 2011 1
    • ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO PRODUTO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKOC a m p u s d e C a m p o M o u r ã o II PROJETOS 2.1 A ÁREA DE PROJETOS NA ENGENHARIA DE PRODUÇÃO ABEPRO. Áreas e sub-áreas da Engenharia de Produção. Disponível em: www.abepro.org.br. 2.2 PROJETOS EM ORGANIZAÇÕES CONTEMPORÂNEAS 2.2.1 Gestão de Projeto - As origens da Gestão de Projetos; - A Emergência da Importância de Projetos. CORRÊA, H. L.; CORRÊA, C. A. Administração de Produções e Operações: Manufatura e Serviços: Uma abordagem estratégica. São Paulo: Atlas, 2004. p. 284-7. MEREDITH, J. R.; MANTEL Jr., S. J. Administração de Projetos: Uma abordagem gerencial. 4 ed. Rio de Janeiro: LTC, 2003, p. 1-2. 2
    • ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO PRODUTO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKOC a m p u s d e C a m p o M o u r ã o 2.2.2 Objetivos de Projeto MEREDITH, J. R.; MANTEL Jr., S. J. Administração de Projetos: Uma abordagem gerencial. 4 ed. Rio de Janeiro: LTC, 2003, p. 2-7. 2.3 DEFINIÇÃO DE PROJETOS 2.3.1 Atributos característicos dos Projetos 1) Propósito 2) Ciclo de vida 3) Interdependências 4) Singularidade 5) Conflitos MEREDITH, J. R.; MANTEL Jr., S. J. Administração de Projetos: Uma abordagem gerencial. 4 ed. Rio de Janeiro: LTC, 2003, p. 2-7. 2.4 PROPOSTA DE PROJETO A proposta de projeto funciona como uma intenção de projeto formalizada por escrito, ou seja, é um “projeto de projeto”. 3
    • ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO PRODUTO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKOC a m p u s d e C a m p o M o u r ã o A proposta de projeto serve para anotar as metas, os objetivos, o plano de ação, o planejamento de recursos físicos e humanos necessários à elaboração do projeto (não estamos falando de execução), resumo das atividades e o orçamento do projeto. A proposta de projeto deve ser apresentada através de um formulário, que serve para apresentar a intenção de elaboração do projeto ao solicitar sua aprovação. Uma vez aprovada a proposta do projeto, este formulário também servirá de material de consulta e orientação à medida que a elaboração do projeto vai se desenvolvendo. Algumas empresas usam formulários padrões para a apresentação de propostas de projetos, outras não. Assim, aqui apresenta-se um modelo de formulário, que pode ser adaptado conforme a necessidade. O modelo é apresentado no Anexo 1. 2.5 DEFINIÇÃO DO GERENTE DE PROJETOS MEREDITH, J. R.; MANTEL Jr., S. J. Administração de Projetos: Uma abordagem gerencial. 4 ed. Rio de Janeiro: LTC, 2003, p. 59-88. 2.6 FORMALIZAÇÃO E APRESENTAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DO PROJETO Normalmente, após o término de qualquer projeto (reparem, não está se falando de implementação) os resultados devem ser comunicados e apresentados a diferentes tipos de profissionais com distintos graus de conhecimento sobre o conteúdo do projeto, que iram avaliá-lo em termos da viabilidade de implementação. 4
    • ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO PRODUTO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKOC a m p u s d e C a m p o M o u r ã o Em várias situações faz-se necessário apresentar o projeto, tanto na forma escrita, através de um relatório escrito parcial, quanto oral, ainda durante o desenvolvimento deste. i) Relatório escrito A formalização do projeto pronto se dá através de um relatório escrito, que deve ser amplo, como afirma Camarotto (2005), uma vez que deve atender as necessidades de demanda dos diversos profissionais que irão consultá-lo e, profundo, contendo todas as especificações que irão possibilitar a avaliação do projeto e sua possível implementação. Assim, o relatório escrito constitui-se dos resultados obtidos e das decisões tomadas durante o desenvolvimento do projeto, no que diz respeito aos aspectos financeiros, técnicos, mercadológicos, logísticos, humanos, ambientais e de informação. Para o relatório escrito (seja final ou parcial) de todo e qualquer projeto valem as regras de metodologia científica e, no caso, de projetos em engenharia, valem as regras usuais de engenharia. Critérios Gerais para a Redação do Relatório Todo documento técnico ou científico requer ordem e apresentação. Deve-se observar os seguintes fatores mínimos: capa; digitação; limpeza gráfica; estética; linguagem objetiva. Do ponto de vista formal, todo documento desta natureza compõem-se de três parte básicas: 5
    • ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO PRODUTO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKOC a m p u s d e C a m p o M o u r ã o introdução; corpo do trabalho; conclusão. Além disso, o trabalho deve apresentar todos os elementos pré e pós-textuais característicos dos documentos técnicos científicos. Na Disciplina serão entregues quatro relatórios finais, cada um correspondendo aos quatros diferentes projetos elaborados na disciplina, nesta ordem: Projeto do Produto; Projeto do Processo; Projeto das Instalações; Projeto do Trabalho. Introdução A introdução de todo e qualquer trabalho informa sobre o que está no corpo do trabalho. No caso dos relatórios finais dos projetos desenvolvidos nas Disciplina, deve-se estruturar o conteúdo da introdução, que pode ser dividido através de titulação, na seguinte forma e ordem1: - Ambientalização da área do projeto e do tema/assunto: inicia-se a introdução ambientalizando a área do projeto (Produto, Processo, Instalações ou Trabalho) sobre o ponto de vista da Engenharia de Produção. Em seguida, deve-se contextualizar o tema/assunto do projeto; - Propósito e objetivos do projeto; - Justificativa; - Metodologia utilizada; - Termos; - Estrutura do trabalho. 1 Essa estruturação aqui proposta serve para todo e qualquer documento técnico ou científico. 6
    • ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO PRODUTO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKOC a m p u s d e C a m p o M o u r ã o Assim, a introdução procura situar área e tema/assunto a ser tratado. No entanto, “o caráter a ser dado a estes elementos é superficial, apenas a título de situar o leitor dentro do problema (...) demonstrando o caminho a ser percorrido e apontando os resultados a serem alcançados.” (CAMAROTTO, 2005) A introdução deve ser redigida depois de que o corpo do trabalho estiver pronto, pois neste momento tem-se uma visão mais clara do conjunto do texto, o que facilita a redação da introdução. Corpo do Texto (do Relatório) O corpo de cada relatório deve conter as informações mais relevantes, ou seja, aquelas imprescindíveis para a compreensão do projeto. As demais informações devem estar presentes no relatório sob a forma de anexos e/ou apêndices. Por exemplo, no caso do Projeto de Produto, no que diz respeito à embalagem, por exemplo, apresenta-se apenas a embalagem final do produto e a justificativa pela adoção de tal embalagem e não como se chegou a ela. No caso de Projeto de Processo, por exemplo, indica-se o tipo de automação a ser utilizada, as justificativas, mas não o processo de escolha. Conclusões A Conclusão “é a parte final do trabalho onde se discute a relevância dos resultados, suas implicações, e geralmente, onde se faz um resumo dos pontos mais importantes. É na conclusão inclusive 7
    • ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO PRODUTO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKOC a m p u s d e C a m p o M o u r ã o que deve-se adotar uma postura crítica sobre o projeto em questão, buscando discutir os aspectos positivos e negativos do modelo utilizado para orientar o processo do projeto.” (CAMAROTTO, 2005) A conclusão não deve trazer dados que não foram apresentados no corpo do texto. Sugere-se que a conclusão apresente inicialmente os aspectos relativos aos projetos propriamente ditos. Num segundo momento, deve-se discutir os aspectos do modelo utilizado para desenvolver o projeto. Nas conclusões deve-se apresentar também sugestões para projetos futuros, tais como sugestões de produtos a serem projetados para atender demandas levantadas, mas não atendidas pelo atual projeto, ou ainda, projetos de processo que visam, no futuro, aumentar a capacidade, automatizar o projeto atualmente projetado, por exemplo. Por fim, a conclusão deve fazer sentido mesmo para quem não leu o trabalho. Isto se justifica pelo fato que as pessoas selecionam o que irão ler pela leitura prévia da introdução e das conclusões. ii) Apresentação do Projeto Final – “A venda do Projeto” A apresentação oral do projeto final serve para “vender o projeto”, uma vez que nem tudo o que é projetado necessariamente será implementando. Além disso, é comum serem 8
    • ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO PRODUTO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKOC a m p u s d e C a m p o M o u r ã o desenvolvidos vários projetos em paralelo, por equipes diferentes, para que se escolha, entre eles, um para ser implementado. 2.5 PROPOSTA DE PROJETO 9
    • ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO PRODUTO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKOC a m p u s d e C a m p o M o u r ã o REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ABEPRO. Áreas e sub-áreas da Engenharia de Produção. Disponível em: www.abepro.org.br. CAMAROTTO, João A. Engenharia do Trabalho 3 – Projeto de Unidades Produtivas. São Carlos: UFSCar – DEP, 2005. MEREDITH, J. R.; MANTEL Jr., S. J. Administração de Projetos: Uma abordagem gerencial. 4 ed. Rio de Janeiro: LTC, 2003. 10
    • ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO PRODUTO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKOC a m p u s d e C a m p o M o u r ã o ANEXO 1 – Modelo do formulário para apresentação de uma proposta de projeto PROPOSTA DE PROJETO “TÍTULO DO PROJETO” 1/X Proponente (s): Data prevista para o início do projeto: Data prevista para o término do projeto: 1 Projeto Proposto: 2 Propósito do projeto proposto: 3 Número estimado de pessoas, as habilidades necessárias e suas funções: 4 Justificativa: 5 Resultados das investigações preliminares e do estudo de viabilidade: 6 Objetivos: Principais objetivos Resultados esperados 7 Recursos físicos necessários: Aprovação: 11
    • ENGENHARIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL (EPA) DISCIPLINA PROJETO DO PRODUTO PROFESSORA MSC. THAYS J. PERASSOLI BOIKOC a m p u s d e C a m p o M o u r ã o PROPOSTA DE PROJETO “TÍTULO DO PROJETO” 2/X Proponente (s): Data prevista para o início do projeto: Data prevista para o término do projeto: 8 Plano de Ação: Passos Dependência Período Responsável Custo 9 Orçamento: 10 Organograma da equipe de projetos: 11 Resumo das atividades: 12 Bibliografia/Referências Bibliográficas: Aprovação: 12