Your SlideShare is downloading. ×

IV O ENGENHEIRO

2,563
views

Published on

Published in: Education

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,563
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
157
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. C d C M ãa m p u s e a m p o o u r o INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Professora Msc. THAYS PERASSOLI BOIKO IV O ENGENHEIRO PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  • 2. EMENTA: IV O ENGENHEIRO 4.1 ATIVIDADES PROFISSIONAIS 4.1.1 Caracterização e exercício das profissões - A Engenharia e a Sociedade 4.1.2 Atribuições profissionais e coordenação de suas atividades 4.1.2.1 Atuação quanto à forma de trabalho 4.1.2.2 Setores de Atuação 4.1.2.3 Atividades ou funções 4.2 QUALIDADES DO PROFISSIONAL 4.2.1 Conhecimentos Gerais 4.2.2 Conhecimentos objetivos 4.2.3 Relações humanas PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 3. 4.2.4 Experimentação e Medição 4.2.5 Comunicação 4.2.6 Trabalho em grupo 4.2.7 Aperfeiçoamento contínuo 4.2.8 Criatividade 4.2.9 Ética profissional PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 4. O QUE É SER ENGENHEIRO???? QUAL O JEITO DO ENGENHEIRO?? A VIDA DE ENGENHEIRO É FÁCIL??? VOCÊ JÁ PENSOU NISTO??? http://www.youtube.com/watch?v=WprXJE1fgwc&feature=related PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 5. 4.1 ATIVIDADES PROFISSIONAIS PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 6. 4.1.1 Caracterização e exercício das profissões – A Engenharia e a Sociedade PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 7. BRASIL. Lei nº 5.194, de 24 dez 1966. Disponível em: <http://www.crea-rs.org.br/fontes2/Contents/ldr/l5194.htm>. Acesso em: 10 de maio de 2007 às 17 hs 45. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 8. Característica da profissão de engenheiro: REALIZAR EMPREENDIMENTOS DE INTERESSE SOCIAL E HUMANO. a) aproveitamento e utilização de recursos naturais; b) meios de locomoção e comunicações; c) edificações, serviços e equipamentos urbanos, rurais e regionais, nos seus aspectos técnicos e artísticos; d) instalações e meios de acesso a costas, cursos, e massas de água e extensões terrestres; e) desenvolvimento industrial e agropecuário. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 9. 4.1.2 Atribuições Profissionais e Coordenações das Atividades Desempenhadas por Engenheiros PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 10. BRASIL. Lei nº 5.194, de 24 dez 1966. Disponível em: <http://www.crea-rs.org.br/fontes2/Contents/ldr/l5194.htm>. Acesso em: 10 de maio de 2007 às 17 hs 45. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 11. 4.1.2.1 Atuação do Engenheiro quanto à forma de trabalho PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 12. - autônomo; Atuação do - empregado; Engenheiro quanto à - empresário (quando forma de trabalho: contrata pessoas com vínculo trabalhista). http://www.youtube.com/watch?v=t6Yx8d6k2Kg&feature=related PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 13. - Exercício de cargos; Atribuições do Engenheiro enquanto - Exercício de funções; empregado: - Membro em comissões. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 14. 4.1.2.2 Setores de Atuação – Setores em que os Engenheiros podem atuar PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 15. - entidades estatais; - entidades paraestatais; Setores em que os - entidades autárquicas; Engenheiros podem atuar: - entidades de economia mista; - entidades privadas. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 16. 4.1.2.3 Atividades ou funções que os Engenheiros podem exercer PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 17. CONFEA. Resolução nº 1010, de 22 ago 2005. Disponível em: <http://normativos.confea.org.br/downloads/1010-05.pdf>. Acesso em: 20 de março de 2009 às 13 hs 47. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 18. • As atividades são atribuídas aos Engenheiros de forma integral ou parcial, em seu conjunto ou separadamente, às profissões regidas pelo Sistema Confea/CREA. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 19. o EXEMPLO 1 - Atividades atribuídas de forma integral: “Art. 3º - Compete ao ENGENHEIRO AERONÁUTICO: I. o desempenho das atividades 01 a 18 do artigo 1º desta Resolução, referentes a: - aeronaves, seus sistemas e seus componentes; - máquinas, motores e equipamentos; - instalações industriais e mecânicas relacionadas à modalidade; - infra-estrutura aeronáutica; - operação, tráfego e serviços de comunicação de transporte aéreo; - seus serviços afins e correlatos;” PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 20. o EXEMPLO 2 - Atividades não atribuídas de forma integral: Art. 6º - Compete ao ENGENHEIRO CARTÓGRAFO ou ao ENGENHEIRO DE GEODÉSIA E TOPOGRAFIA ou ao ENGENHEIRO GEÓGRAFO: I - o desempenho das atividades 01 a 12 e 14 a 18 do artigo 1º desta Resolução, referentes a levantamentos topográficos, batimétricos, geodésicos e aerofotogramétricos; elaboração de cartas geográficas; seus serviços afins e correlatos. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 21. MAS QUAIS SÃO ESTAS ATIVIDADES 1 A 18 DESCRITAS NA RESOLUÇÃO 1010 DE 2005??????????? PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 22. • “Atividade 01 - Gestão, supervisão, coordenação, orientação técnica; • Atividade 02 - Coleta de dados, estudo, planejamento, projeto, especificação; • Atividade 03 - Estudo de viabilidade técnico-econômica e ambiental; • Atividade 04 - Assistência, assessoria, consultoria; PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 23. • Atividade 05 - Direção de obra ou serviço técnico; • Atividade 06 - Vistoria, perícia, avaliação, monitoramento, laudo, parecer técnico, auditoria, arbitragem; • Atividade 07 - Desempenho de cargo ou função técnica; • Atividade 08 - Treinamento, ensino, pesquisa, desenvolvimento, análise, experimentação, ensaio, divulgação técnica, extensão; PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 24. • Atividade 09 - Elaboração de orçamento; • Atividade 10 - Padronização, mensuração, controle de qualidade; • Atividade 11 - Execução de obra ou serviço técnico; • Atividade 12 - Fiscalização de obra ou serviço técnico; PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 25. • Atividade 13 - Produção técnica e especializada; • Atividade 14 - Condução de serviço técnico; • Atividade 15 - Condução de equipe de instalação, montagem, operação, reparo ou manutenção; • Atividade 16 - Execução de instalação, montagem, operação, reparo ou manutenção; PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 26. • Atividade 17 – Operação, manutenção de equipamento ou instalação; e • Atividade 18 - Execução de desenho técnico.” PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 27. GLOSSÁRIO DAS DEFINIÇÕES DESTAS ATIVIDADES• “Análise – atividade que envolve a determinação das partes constituintes de um todo, buscando conhecer sua natureza ou avaliar seus aspectos técnicos.• Arbitragem – atividade que constitui um método alternativo para solucionar conflitos a partir de decisão proferida por árbitro escolhido entre profissionais da confiança das partes envolvidas, versados na matéria objeto da controvérsia.• Assessoria – atividade que envolve a prestação de serviços por profissional que detém conhecimento especializado em determinado campo profissional, visando ao auxílio técnico para a elaboração de projeto ou execução de obra ou serviço.• Assistência – atividade que envolve a prestação de serviços em geral, por profissional que detém conhecimento especializado em determinado campo de atuação profissional, visando suprir necessidades técnicas. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  • 28. • Auditoria – atividade que envolve o exame e a verificação de obediência a condições formais estabelecidas para o controle de processos e a lisura de procedimentos.• Avaliação – atividade que envolve a determinação técnica do valor qualitativo ou monetário de um bem, de um direito ou de um empreendimento.• Coleta de dados – atividade que consiste em reunir, de maneira consistente, dados de interesse para o desempenho de tarefas de estudo, planejamento, pesquisa, desenvolvimento, experimentação, ensaio, e outras afins.• Condução – atividade de comandar a execução, por terceiros, do que foi determinado por si ou por outros.• Consultoria – atividade de prestação de serviços de aconselhamento, mediante exame de questões específicas, e elaboração de parecer ou trabalho técnico pertinente, devidamente fundamentado. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  • 29. • Controle de qualidade – atividade de fiscalização exercida sobre o processo produtivo visando garantir a obediência a normas e padrões previamente estabelecidos.• Coordenação – atividade exercida no sentido de garantir a execução de obra ou serviço segundo determinada ordem e método previamente estabelecidos.• Desempenho de cargo ou função técnica - atividade exercida de forma continuada, no âmbito da profissão, em decorrência de ato de nomeação, designação ou contrato de trabalho.• Desenvolvimento – atividade que leva à consecução de modelos ou protótipos, ou ao aperfeiçoamento de dispositivos, equipamentos, bens ou serviços, a partir de conhecimentos obtidos através da pesquisa científica ou tecnológica.• Direção – atividade técnica de determinar, comandar e essencialmente decidir na consecução de obra ou serviço. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  • 30. • Divulgação técnica – atividade de difundir, propagar ou publicar matéria de conteúdo técnico.• Elaboração de orçamento – atividade realizada com antecedência, que envolve o levantamento de custos, de forma sistematizada, de todos os elementos inerentes à execução de determinado empreendimento.• Ensaio – atividade que envolve o estudo ou a investigação sumária de aspectos técnicos e/ou científicos de determinado assunto.• Ensino – atividade cuja finalidade consiste na transmissão de conhecimento de maneira formal.• Equipamento – instrumento, máquina ou conjunto de dispositivos operacionais, necessário para a execução de atividade ou operação determinada.• Especificação – atividade que envolve a fixação das características, condições ou requisitos relativos a materiais, equipamentos, instalações ou técnicas de execução a serem empregados em obra ou serviço técnico. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  • 31. • Estudo – atividade que envolve simultaneamente o levantamento, a coleta, a observação, o tratamento e a análise de dados de natureza diversa, necessários ao projeto ou execução de obra ou serviço técnico, ou ao desenvolvimento de métodos ou processos de produção, ou à determinação preliminar de características gerais ou de viabilidade técnica, econômica ou ambiental.• Execução – atividade em que o Profissional, por conta própria ou a serviço de terceiros, realiza trabalho técnico ou científico visando à materialização do que é previsto nos projetos de um serviço ou obra.• Execução de desenho técnico – atividade que implica a representação gráfica por meio de linhas, pontos e manchas, com objetivo técnico.• Experimentação – atividade que consiste em observar manifestações de um determinado fato, processo ou fenômeno, sob condições previamente estabelecidas, coletando dados, e analisando-os com vistas à obtenção de conclusões. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  • 32. • Extensão – atividade que envolve a transmissão de conhecimentos técnicos pela utilização de sistemas informais de aprendizado.• Fiscalização – atividade que envolve a inspeção e o controle técnicos sistemáticos de obra ou serviço, com a finalidade de examinar ou verificar se sua execução obedece ao projeto e às especificações e prazos estabelecidos.• Gestão – conjunto de atividades que englobam o gerenciamento da concepção, elaboração, projeto, execução, avaliação, implementação, aperfeiçoamento e manutenção de bens e serviços e de seus processos de obtenção.• Instalação – atividade de dispor ou conectar convenientemente conjunto de dispositivos necessários a determinada obra ou serviço técnico, de conformidade com instruções determinadas. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  • 33. • Laudo – peça na qual, com fundamentação técnica, o profissional habilitado, como perito, relata o que observou e apresenta as suas conclusões, ou avalia o valor de bens, direitos, ou empreendimentos.• Manutenção – atividade que implica conservar aparelhos, máquinas, equipamentos e instalações em bom estado de conservação e operação.• Mensuração – atividade que envolve a apuração de aspectos quantitativos de determinado fenômeno, produto, obra ou serviço técnico, num determinado período de tempo.• Montagem – operação que consiste na reunião de componentes, peças, partes ou produtos, que resulte em dispositivo, produto ou unidade autônoma que venha a tornar-se operacional, preenchendo a sua função. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  • 34. • Monitoramento - atividade de examinar, acompanhar, avaliar e verificar a obediência a condições previamente estabelecidas para a perfeita execução ou operação de obra, serviço, projeto, pesquisa, ou outro qualquer empreendimento.• Normalização – Ver Padronização.• Obra – resultado da execução ou operacionalização de projeto ou planejamento elaborado visando à consecução de determinados objetivos.• Operação – atividade que implica fazer funcionar ou acompanhar o funcionamento de instalações, equipamentos ou mecanismos para produzir determinados efeitos ou produtos.• Orientação técnica – atividade de proceder ao acompanhamento do desenvolvimento de uma obra ou serviço, segundo normas específicas, visando a fazer cumprir o respectivo projeto ou planejamento. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  • 35. • Padronização – atividade que envolve a determinação ou o estabelecimento de características ou parâmetros, visando à uniformização de processos ou produtos.• Parecer técnico – expressão de opinião tecnicamente fundamentada sobre determinado assunto, emitida por especialista.• Perícia – atividade que envolve a apuração das causas que motivaram determinado evento, ou da asserção de direitos, e na qual o profissional, por conta própria ou a serviço de terceiros, efetua trabalho técnico visando a emissão de um parecer ou laudo técnico, compreendendo: levantamento de dados, realização de análise ou avaliação de estudos, propostas, projetos, serviços, obras ou produtos desenvolvidos ou executados por outrem.• Pesquisa – atividade que envolve investigação minudente, sistemática e metódica para elucidação ou o conhecimento dos aspectos técnicos ou científicos de determinado fato, processo, ou fenômeno. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  • 36. • Planejamento – atividade que envolve a formulação sistematizada de um conjunto de decisões devidamente integradas, expressas em objetivos e metas, e que explicita os meios disponíveis ou necessários para alcançá-los, num dado prazo.• Produção técnica especializada – atividade em que o profissional, por conta própria ou a serviço de terceiros, efetua qualquer operação industrial ou agropecuária que gere produtos acabados ou semi acabados, isoladamente ou em série.• Projeto – representação gráfica ou escrita necessária à materialização de uma obra ou instalação, realizada através de princípios técnicos e científicos, visando à consecução de um objetivo ou meta, adequando-se aos recursos disponíveis e às alternativas que conduzem à viabilidade da decisão.• Reparo – atividade que implica recuperar ou consertar obra, equipamento ou instalação avariada, mantendo suas características originais. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  • 37. • Serviço Técnico – desempenho de atividades técnicas no campo profissional.• Supervisão – atividade de acompanhar, analisar e avaliar, a partir de um plano funcional superior, o desempenho dos responsáveis pela execução projetos, obras ou serviços.• Trabalho Técnico – desempenho de atividades técnicas coordenadas, de caráter físico ou intelectual, necessárias à realização de qualquer serviço, obra, tarefa, ou empreendimento especializados.• Treinamento – atividade cuja finalidade consiste na transmissão de competências, habilidades e destreza, de maneira prática.• Vistoria – atividade que envolve a constatação de um fato, mediante exame circunstanciado e descrição minuciosa dos elementos que o constituem, sem a indagação das causas que o motivaram.” PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  • 38. 4.2 QUALIDADES PROFISSIONAIS NECESSÁRIAS AOS ENGENHEIROS PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 39. • No Parecer CNE/CES 1.362/2001, os relatores afirmam: “O novo engenheiro deve ser capaz de propor soluções que sejam não apenas tecnicamente corretas, ele deve ter a ambição de considerar os problemas em sua totalidade, em sua inserção numa cadeia de causas e efeitos de múltiplas dimensões.” PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 40. 1 Conhecimentos gerais 2 Conhecimentos objetivos 3 Relações humanas 4 Experimentação e Medição 5 Comunicação 6 Trabalho em grupo 7 Aperfeiçoamento contínuo 8 Criatividade 9 Ética profissional PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 41. 4.2.1 Conhecimentos Gerais PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 42. • O ENGENHEIRO PRECISA ENTEDER E COMPREENDER DOS ASPECTOS SOCIAIS, ECONÔMICOS, POLÍTICOS, AMBIENTAIS, CULTURAIS E RELIGIOSOS que envolvem: o Economia; o Administração/Gestão; o Política; o Psicologia; o Cultura; o Artes; o Sociologia; o Desenvolvimento Sustentável; o Direito (Consumidor, Civil, Trabalhista, Tributário e Internacional); o Relações Internacionais; o Comércio Exterior; o Uso da internet – redes sociais; o Outros. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  • 43. 4.2.2 Conhecimentos Objetivos PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 44. • TODO ENGENHEIRO DEVE SABER IDENTIFICAR, INTERPRETAR, MODELAR E SOLUCIONAR PROBLEMAS, utilizando-se dos seguintes conhecimentos objetivos: o Fundamentos das leis da mecânica; o Fundamentos das leis da estrutura da matéria; o Fundamentos das leis do comportamento dos fluidos; o Fundamentos das leis das ligações químicas; o Fundamentos das leis da eletricidade; o Informática: linguagem de programação; o Outros. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  • 45. 4.2.3 Relações Humanas PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 46. • TODO ENGENHEIRO DEVE SER CAPAZ DE MANTER BOAS RELAÇÕES INTERPESSOAIS; • Os Engenheiros se relacionam com diversos tipos de pessoas, com as mais variadas formações educacionais e mais variados perfis socioeconômicos, tais como seus subordinados, clientes, chefes, pessoas da comunidade, etc; •Além disso, geralmente, todo Engenheiro gerencia pessoas. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 47. 4.2.4 Experimentação e Medição PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 48. • OS ENGENHEIROS DEVEM SABER USAR EXPERIMENTAÇÃO E MEDIÇÃO, para: o Verificação de algum resultado teórico; o Obtenção de dados; o Análise do comportamento de sistemas, métodos, programas, etc. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  • 49. 4.2.4.1 Técnicas estatísticas PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 50. • TODO ENGENHEIRO DEVE DOMINAR O USO DE TÉCNICAS ESTATÍSTICAS;• Os resultados obtidos em experimentos e medição são processados e interpretados por meio de técnicas estatísticas; PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  • 51. 4.2.5 Comunicação PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 52. • TODO ENGENHEIRO DEVE SABER SE COMUNICAR, nas seguintes formas: o Escrita: técnica; científica; o Representação matemática; o Representação Gráfica; o Representação tabular; o Oral: reuniões; debates; seminários; treinamentos; apresentação tipo venda pessoal. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  • 53. 4.2.5.1 Fluência em língua estrangeira PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 54. • Fluência na leitura, escrita e fala/conversação da língua inglesa, atualmente, é considerada uma qualidade básica e essencial a todo e qualquer Engenheiro;• O diferencial para os Engenheiros reside hoje na fluência numa terceira língua. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  • 55. 4.2.6 Trabalho em Grupo PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 56. • TODO ENGENHEIRO DEVE SER CAPAZ DE TRABALHAR EM GRUPOS MULTIDISCIPLINARES COMO MEMBRO E/OU LÍDER;• O trabalho em grupo é uma tendência atual;• Grupos multidisciplinares: grupos formados por profissionais de diversas áreas para a solução de problemas. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  • 57. 4.2.6.1 Liderança PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 58. • TODO ENGENHEIRO PRECISA TER LIDERANÇA;• Liderança é a capacidade de atuar como gerente de grupos multidisciplinares. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  • 59. 4.2.7 Aperfeiçoamento contínuo PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 60. • TODO ENGENHEIRO PRECISA TER A HABILIDADE DE SE APERFEIÇOAR CONTINUAMENTE, ou seja, ter a CAPACIDADE DE: • novas tecnologias;o aprender; • e/ou, métodos de gestão;o absorver; • e/ou, novas formas de utilizar as tecnologias;o e até mesmo, desenvolver: • e/ou novas formas de utilizar métodos de gestão existentes. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  • 61. 4.2.8 Criatividade PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 62. • TODO ENGENHEIRO DEVE TER CRIATIVIDADE, ou seja, a capacidade de criar, inovar. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  • 63. 4.2.9 Ética Profissional PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 64. • TODO ENGENHEIRO PRECISA SEGUIR A ÉTICA, ou seja, ter uma postura correta na aplicação de seus conhecimentos técnicos. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  • 65. SEMINÁRIO1. Dividir a sala em 9 equipes. Cada equipe fica com umaqualidade profissional;2. Estas devem preparar um seminário com o tema: “Oque deve-se fazer para conseguir obter a qualidadeprofissional X.”;3. Cada equipe tem de 8 a 10 minutos para apresentar;4. As equipes deverão utilizar os seguintes recursos: datashow; power point; retroprojetor; transparências; quadronegro ou branco; giz ou caneta para quadro branco;apagador. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  • 66. REFERÊNCIAS E BIBLIOGRAFIA UTILIZADA PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 67. BAZZO; PEREIRA. Introdução à Engenharia. 5 ed. Florianópolis: Editora da UFSC, 1997. BRASIL. Lei nº 5.194, de 24 dez 1966. Disponível em: <http://www.crea- rs.org.br/fontes2/Contents/ldr/l5194.htm>. Acesso em: 10 de maio de 2007 às 17 hs 45. CNE/CES. Parecer CNE/CES 1.362/2001 – Homologado: Despacho do Ministro em 22/02/2002: Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Engenharia. Diário Oficial da União, Brasília, 25 de fevereiro de 2002. Seção 1, p. 17. Disponível em: < http://www.nepet.ufsc.br/Diretrizes/Dir_Curr.doc>. Acesso em: 20 de março de 2009 às 15 hs 00. CONFEA. Resolução nº 218, de 29 jun 1973. Disponível em: <http://www.confea.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=1561&p ai=8&sid=193>. Acesso em: 10 de maio de 2007 às 17 hs 30. _____. Resolução nº 1010, de 22 ago 2005. Disponível em: <http://normativos.confea.org.br/downloads/1010-05.pdf>. Acesso em: 20 de março de 2009 às 13 hs 47. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 68. C d C M ãa m p u s e a m p o o u r o INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Professora Mestre THAYS PERASSOLI BOIKO thaysperassoli@bol.com.br PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO

×