III PROJETO DO TRABALHO - Parte 1
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

III PROJETO DO TRABALHO - Parte 1

on

  • 2,637 views

 

Statistics

Views

Total Views
2,637
Views on SlideShare
2,624
Embed Views
13

Actions

Likes
0
Downloads
53
Comments
0

1 Embed 13

http://pt-dep-uepr-cm.blogspot.com 13

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

III PROJETO DO TRABALHO - Parte 1 III PROJETO DO TRABALHO - Parte 1 Presentation Transcript

  • C d C M ãa m p u s e a m p o o u r o PROJETO DO TRABALHO Professora Mestre THAYS PERASSOLI BOIKO III PROJETO DO TRABALHO PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  • EMENTA: III PROJETO DO TRABALHO 3.1 DEFINIÇÕES E CONCEITOS 3.1.1 O que é Projeto do Trabalho 3.1.2 Quando realizar um Projeto do Trabalho 3.1.3 A relação com o Projeto do Produto, Processo e das Instalações 3.2 IMPLICAÇÕES EM PROJETO DO TRABALHO – A RELAÇÃO ENTRE PROJETO DO TRABALHO E A ESTRUTURA ORGANIZACIONAL 3.2.1 Conceitos importantes 3.2.1.1 Estrutura Organizacional PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 3.2.1.2 Teoria das Organizações 3.2.1.3 Organização do Trabalho 3.2.1.4 Teoria das Organizações x Organização do Trabalho 3.2.2 Abordagens práticas para o Projeto do Trabalho 3.3 LEGISLAÇÃO 3.4 ETAPAS DO PROJETO DO TRABALHO 3.5 ESTRUTURA DO TRABALHO PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 3.1 DEFINIÇÕES E CONCEITOS PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 3.1.1 O que é Projeto do Trabalho PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • DEFINIÇÃO DE PROJETO DO TRABALHO: O dimensionamento do trabalho das pessoas em uma organização. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • O PROJETO DO TRABALHO NA ENGENHARIA DE PRODUÇÃO: ÁREAS E SUB-ÁREAS DE CONHECIMENTO Conforme a ABEPRO (2008): 1. ENGENHARIA DE OPERAÇÕES E PROCESSOS DA PRODUÇÃO 2. LOGÍSTICA 3. PESQUISA OPERACIONAL 4. ENGENHARIA DA QUALIDADE 5. ENGENHARIA DO PRODUTO 6. ENGENHARIA ORGANIZACIONAL 7. ENGENHARIA ECONÔMICA 8. ENGENHARIA DO TRABALHO 9. ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE 10. EDUCAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 8. ENGENHARIA DO TRABALHO 8.1. Projeto e Organização do Trabalho 8.2. Ergonomia 8.3. Sistemas de Gestão de Higiene e Segurança do Trabalho 8.4. Gestão de Riscos de Acidentes do Trabalho PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • ASPECTOS A SEREM CONSIDERADOS NOPROJETO DO TRABALHO: PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  • DECISÕES ENVOLVIDAS NO PROJETO DO TRABALHO = ELEMENTOS CONSTITUINTES DO PROJETO DO TRABALHO: 1) QUAIS SÃO AS TAREFAS EXISTENTES; 2) POR QUAIS RECURSOS ESTAS TAREFAS SÃO E/OU DEVEM SER DESEMPENHADAS; 3) DENTRE AS TAREFAS EM QUE RECURSOS HUMANOS ESTÃO ENVOLVIDOS EM SUA EXECUÇÃO, QUAIS TAREFAS PROJETAR; PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 4) QUEM ESTÁ ENVOLVIDO NA EXECUÇÃO DAS TAREFAS;5) QUAL A SEQUÊNCIA DE EXECUÇÃO DAS TAREFAS;6) ONDE LOCALIZAR AS TAREFAS NA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL – QUEM, NA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL, SERÁ RESPONSÁVEL PELA EXECUÇÃO DAS TAREFAS;7) QUAIS AS CONDIÇÕES AMBIENTAIS NA EXECUÇÃO DAS TAREFAS;8) COMO AS TAREAS SE RELACIONAM OU DEVEM SE RELACIONAR COM AS INSTALAÇÕES; PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  • 9) QUAIS HABILIDADES, COMPETÊNCIAS, REQUISITOS, EXPERIÊNCIA E FORMAÇÃO SÃO NECESSÁRIOS NA EXECUÇÃO DAS TAREFAS; 10) QUANTA AUTONOMINA OS TRABALHADORES PODEM OU DEVEM TER NA EXECUÇÃO DAS TAREFAS? PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 3.1.2 Quando realizar um Projeto do Trabalho PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • SITUAÇÕES EM QUE O PROJETO DO TRABALHO É NECESSÁRIO? i)PROJETO DE PRODUTO; ii) PROJETO DO PROCESSO; iii) PROJETO DE INSTALAÇÃO; PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • iv) MELHORIAS NO TRABALHO: • aumento de produtividade; • redução de ociosidade; • problemas de ergonomia; • redução da taxa de absenteísmo; • redução da taxa de rotatividade de funcionários; • problema de qualidade; problemas de divisão de tarefa. v) MUDANÇAS NA CULTURA E/OU POLÍTICA ORGANIZACIONAL. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 3.1.3 A relação com o Projeto do Produto, Processo e das Instalações PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 3.2 LEGISLAÇÃO PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • • No desenvolvimento do Projeto do Trabalho deveconsiderar a legislação nos níveis:• internacionais;• federais; - LEGISLAÇÃO CIVIL;• estaduais; - LEGISLAÇÃO TRABALHISTA.• municipais;•É necessário também, no desenvolvimento doProjeto do Trabalho, considerar as questões sindicais. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  • 3.3 ETAPAS DO PROJETO DO TRABALHO PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • O Projeto do Trabalho deve ser realizado seguindo as seguintes etapas que são dependentes: 1) Estudo do Produto; 2) Estudo do Processo; 3) Estudo da Instalação; 4) Estudo da Legislação; 5) Levantamento e descrição das tarefas e/ou operações; 6) Designação das tarefas e/ou operações aos recursos; PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 7) Determinação das tarefas e/ou operações a serem projetadas; 8) Localização das tarefas e/ou operações na estrutura organizacional – descrição de cargos e funções; 9) Designação das tarefas e/ou operações a indivíduos ou grupos; 10) Decisões sobre grupos; 11) Decisão sobre a habilidade e autonomia dos trabalhadores; 12) Estudo do trabalho: 12.1) Estudo do método; 12.2) Medida do trabalho/estudo do tempo; 13) Projeto ergonômico. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • 3.4 ESTRUTURA DO TRABALHO PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • I INTRODUÇÃO1.1 A ÁREA DE PROJETO DO TRABALHO NA ENGENHARIA DEPRODUÇÃO1.2 JUSTIFICATIVA DO PROJETO1.3 O PRODUTO, O PROCESSO E A INSTALAÇÃO CONSIDERADOS1.4 METODOLOGIA1.4.1Organização1.4.2 Estrutura Organizacional Considerada1.4.3 Tipo de Pesquisa quanto aos meios1.4.4 Técnicas de Pesquisa1.4.4.1Técnicas de Coleta de Dados1.4.4.2 Técnicas de Tratamento dos Dados1.4.4.3 Técnicas de Análise dos Dados1.4.4.4 Instrumentos de Pesquisa1.4.4.4.1 Recursos de Hardware1.4.4.4.2 Recursos de Software1.4.4.4.3 Materiais e/ou Instrumentos e/ou Utensílios1.5 DEFINIÇÃO DE TERMOS1.6 ESTRUTURA DO TRABALHO PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  • II LEVANTAMENTO E DESCRIÇÃO DAS TAREFAS E SUAS OPERAÇÕES 2.1 DESIGNAÇÃO DAS TAREFAS E/OU OPERAÇÕES AOS RECURSOS 2.2 DETERMINAÇÃO DAS TAREFAS E/OU OPERAÇÕES A SEREM PROJETADAS III LOCALIZAÇÃO DAS TAREFAS E/OU OPERAÇÕES NA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL IV DESIGNAÇÃO DAS TAREFAS E/OU OPERAÇÕES A INDIVÍDUOS OU GRUPOS 4.1 DECISÕES SOBRE GRUPOS PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • V HABILIDADE E AUTONOMIA DOS TRABALHADORES VI ESTUDO DO TRABALHO 6.1 ESTUDO DO MÉTODO 6.2 MEDIDA DO TRABALHO/ESTUDO DO TEMPO 6.2.1 Cronometragem 6.2.2 Tempo Básico 6.2.3 Tempo-padrão VII PROJETO ERGONÔMICO 7.1 ASPECTOS ANTROPOMÉTRICOS 7.2 PROJETO ERGONÔMICO DO AMBIENTE 7.3 TEMPERATURA DO TRABALHO 7.4 NÍVEIS DE ILUMINAÇÃO 7.5 NÍVEIS DE RUÍDO 7.6 ERGONOMIA NO ESCRITÓRIO REFERÊNCIAS PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS E BIBLIOGRAFIA UTILIZADA PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • ABEPRO Áreas e Sub-áreas de Engenharia de Produção. 2008. Disponível em: <http://www.abepro.org.br/interna.asp?p=399&m=424&s=1&c=362>. Acesso em: 15 de junho de 2009 às 13 hs 15. BRESCIANI, L. P. Tecnologia, organização do trabalho e ação sindical: da resistência à contratação. 1991. Dissertação (Mestrado) – Departamento de Engenharia de Produção, Escola Politécnica, Universidade de São Paulo. (Publicação posterior: São Paulo, CNI-SESI/DN, 1994, p. 19-20. Série Indústria e Trabalho, n. 3, 1. Concurso Sesi de Teses Universitárias.) FLEURY, A. Organização do Trabalho Na Produção: A Abordagem Sócio-Técnica. In: CONTADOR, J. C. (Org.). Gestão de Operações. São Paulo: Edgard Blücher, 1997. HACKMAN, Richard; OLDHAM, Greg; JANSON, Robert; PURDY, Kanneth. A new strategy for job enrichment. California Management Review, v. 17, n. 4, p. 57-71, Summer 1975. ILDA, I. Ergonomia: Projeto e Produção. São Paulo, Edgard Blucher, 1990. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • MOREIRA, Daniel A. Administração da Operação e Produções. 5 ed. São Paulo: Pioneira, 2000. MORIN, E. M. Os Sentidos do Trabalho. Revista de Administração de Empresas (RAE). São Paulo: FGV/EAESP, v. 41, n. 3, jul/set, 2001, p. 8-19. OLIVEIRA, D. de P. R. Teoria Geral da Administração: uma abordagem prática. São Paulo: Atlas, 2008. SLACK, N.; CHAMBERS, S.; JOHNSTON, R. Administração da Produção. 2 ed. São Paulo: Atlas, 2002. VIDAL, M. C. A materialidade da Organização do Trabalho como Objeto da Intervenção Ergonômica: Slides. Universidade Federal de São Carlos. São Carlos/SP: 1997. Disponível em: <http://www.simucad.dep.ufscar.br/AETpos/seminario-Douglas-Vidal.pdf>. Acesso em 20 de março de 2009 às 18 hs. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  • C d C M ãa m p u s e a m p o o u r o PROJETO DO TRABALHO Professora Mestre THAYS PERASSOLI BOIKO thaysperassoli@bol.com.br PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO