0
C                    d                        C                                        M                                  ...
EMENTA:                                    I INTRODUÇÃO                                                                1.2...
1.2.1 Método de estudo                                                                PROFA. MSC. THAYS                   ...
TRIPÉ DO ENSINO SUPERIOR:                                                                              ENSINO             ...
POR QUE UMA DISCIPLINA DE                                                            INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DE           ...
• Porque, os acadêmicos estão iniciando uma              nova fase;            • Ajudar a integrar o estudante ao curso;  ...
Do que depende a qualidade de um cursosuperior?  - RECURSOS HUMANOS                                   Corpo docente – prof...
O que muda do Ensino Médio para oEnsino Superior?   ENSINO MÉDIO                             ENSINO  Aluno;               ...
ALUNO ≠ ESTUDANTE                                                                    PROFA. MSC. THAYS                    ...
ALUNO: aquele que é ensinado;            ESTUDANTE: aquele aprende e estuda porque quer,            com motivação e sob or...
APRENDER ≠ ESTUDAR                                                                     PROFA. MSC. THAYS                  ...
APRENDER: característica dos seres vivos.        ESTUDAR:                                                                1...
POR QUE ESTUDAR?                - O CONHECIMENTO SE TORNA OBSOLETO MUITO RÁPIDO;                - O QUE SE SABE AGORA REPR...
POR QUE APRENDER A ESTUDAR?                - NECESSIDADE DE SE APERFEIÇOAR CONTINUAMENTE É UMA                QUALIDADE NE...
CONSIDERAÇÕES SOBRE UM MÉTODO        DE ESTUDO                                                                PROFA. MSC. ...
Essas considerações são regras?                Todos os indivíduos devem estudar do mesmo jeito?                Todos os a...
Quais os objetivos de um curso deEngenharia?• Estimular a criatividade;• Fornecer ferramental básico para lidar com proble...
Capacidade de lidar com problemas:            IDENTIFICAÇÃO            DE PROBLEMAS                     PRIORIZAÇÃO       ...
IDENTIFICAÇÃO        1. EXISTEM PROBLEMAS? DE PROBLEMAS         2. QUAIS OS PROBLEMAS?PRIORIZAÇÃO ...        1.     QUAL  ...
O que se deve ter em mente quando se                estuda em um curso de Engenharia?                                     ...
Propósito da Engenharia:                   1. UTILIZAÇÃO DE TECNOLOGIAS EXISTENTES                   PARA DIFERENTES USOS,...
Quais os pontos importantes para seaplicar um método de estudo?• Preparação psicológica;• Programação do tempo.           ...
Quais são as fases do estudo?                      PREPARAÇÃO;FASES DO                CAPTAÇÃO; ESTUDO                    ...
PREPARAÇÃO- Ambiente: arejado; bem iluminado; agradável; som adequado ao  estudante (silencioso, música);- Mesmo local e h...
LEITURA;                Situações:                - Sala de aula;                - Leitura;                - Experiências;...
- EM SALA DE AULA;                                    - EXTRA CLASSE: leituras;             LEITURA;               discuss...
LEITURA1º) Seleção do que ler:   - indicação dos professores;   - bibliografia do curso, da disciplina;   - título;   - au...
AUDIÇÃO                - Antes deve-se interar sobre o assunto, temas, palestrantes.                                      ...
OBSERVAÇÃO                - aulas, experiências de laboratório, cotidiano, visitas técnicas,                  estágios, de...
PROCESSAMENTO - “ABSORÇÃO DO CONTEÚDO”; - Objetivo: reter e integrar idéias.                                 ias          ...
ESQUEMAS: apresentam a linha diretriz –                        principais   títulos,    idéias-                        mes...
RECOMENDAÇÕES:•   Em sala de aula:-   Não deve-se levar dúvidas para casa, pois dúvidas são lacunas no    conhecimento;-  ...
•   Extra-classe:-   Deve-se revisar o conteúdo de sala.                     CURVA DE ESQUECIMENTO:    POR QUÊ?           ...
•   Executar trabalhos com esmero e dedicação.    POR QUÊ?      OS TRABALHOS PROPORCIONAM:                  - Rigor cientí...
1.2.2 Visitas técnicas                                                                PROFA. MSC. THAYS                   ...
1.2.2.1 Aspectos de Segurança                                                                PROFA. MSC. THAYS            ...
Deve-se utilizar calça comprida,            sapatos   anti-                                        derrapantes, cabelos pr...
Deve-se ficar atento as recomendações do próprio                                        local da visita.                  ...
1.2.2.2 Preparo                                                                PROFA. MSC. THAYS                          ...
Deve-se anteriormente à visita:1º) Ter claro os propósitos e objetivos da visita;2º) Realizar um estudo prévio:   - do seg...
3º) Elaborar um roteiro de possíveis perguntas a fazer e                    coisas a observar durante a visita.           ...
Fontes:                                                    - o site da organização/empresa;                               ...
1.2.2.3 Relatório                                                                PROFA. MSC. THAYS                        ...
- Propósitos e objetivos da visita;                - Deve-se sempre elaborar para que se possa fixar                  melh...
BIBLIOGRAFIA UTILIZADA                                                                PROFA. MSC. THAYS                   ...
BAZZO, W. A.; PEREIRA, L. T. do V. Introdução à Engenharia. 5 ed.                            Florianópolis: Editora da UFS...
C                    d                        C                                        M                                  ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

I INTRODUÇÃO - 1.2 INICIANDO OS ESTUDOS NO ENSINO SUPERIOR

2,147

Published on

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,147
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
114
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "I INTRODUÇÃO - 1.2 INICIANDO OS ESTUDOS NO ENSINO SUPERIOR"

  1. 1. C d C M ãa m p u s e a m p o o u r o INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Professora Msc. THAYS PERASSOLI BOIKO I INTRODUÇÃO – 1.2 INICIANDO OS ESTUDOS NO ENSINO SUPERIOR PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  2. 2. EMENTA: I INTRODUÇÃO 1.2 INICIANDO OS ESTUDOS NO ENSINO SUPERIOR 1.2.1 Método de Estudo 1.2.2 Visitas técnicas 1.2.2.1 Aspectos de segurança 1.2.2.2 Preparo 1.2.2.3 Relatório PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  3. 3. 1.2.1 Método de estudo PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  4. 4. TRIPÉ DO ENSINO SUPERIOR: ENSINO EXTENSÃO PESQUISA PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  5. 5. POR QUE UMA DISCIPLINA DE INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DE PRODUÇÃO???? PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  6. 6. • Porque, os acadêmicos estão iniciando uma nova fase; • Ajudar a integrar o estudante ao curso; • Conhecer o curso; • Encadeamento lógico das disciplinas; • Entender a profissão; • Pensar Engenharia: capacidade de lidar com problemas; reflexão crítica; desenvolvimento intelectual e profissional. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  7. 7. Do que depende a qualidade de um cursosuperior? - RECURSOS HUMANOS Corpo docente – professores; Técnicos administrativos. Laboratórios; - RECURSOS FÍSICOS – Salas de aulas; (Estrutura física) Equipamentos; Biblioteca; - PESQUISA E EXTENSÃO; QUALIDADE E DEDICAÇÃO DO ESTUDANTE – Postura e interesse. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  8. 8. O que muda do Ensino Médio para oEnsino Superior? ENSINO MÉDIO ENSINO Aluno; SUPERIOR Aluno é um agente Estudante; passivo do processo Estudante é um agente educacional; ativo do processo de Professor tem papel de ensino-aprendizagem; fiscalizador. Professor tem o papel de orientador. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  9. 9. ALUNO ≠ ESTUDANTE PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  10. 10. ALUNO: aquele que é ensinado; ESTUDANTE: aquele aprende e estuda porque quer, com motivação e sob orientação. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  11. 11. APRENDER ≠ ESTUDAR PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  12. 12. APRENDER: característica dos seres vivos. ESTUDAR: 1º) Captar um assunto; 2º) Organizar, com fluidez, continuidade e encadeamento lógico e de forma duradoura, diversos tópicos; 3º) Formar uma postura crítica e coerente. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  13. 13. POR QUE ESTUDAR? - O CONHECIMENTO SE TORNA OBSOLETO MUITO RÁPIDO; - O QUE SE SABE AGORA REPRESENTA APENAS 3% DO CONHECIMENTO QUE SE TERÁ DAQUI 50 ANOS. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  14. 14. POR QUE APRENDER A ESTUDAR? - NECESSIDADE DE SE APERFEIÇOAR CONTINUAMENTE É UMA QUALIDADE NECESSÁRIA AOS ENGENHEIROS; - É PRECISO CONHECER OS RECURSOS DISPONÍVEIS PARA SE CONSEGUIR BONS RESULTADOS; - SABER ESTUDAR COM EFICIÊNCIA E EFICÁCIA NÃO É INATO DO SER HUMANO, É PRECISO APRENDER A ESTUDAR, OU SEJA, CRIAR UM MÉTODO DE ESTUDO. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  15. 15. CONSIDERAÇÕES SOBRE UM MÉTODO DE ESTUDO PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  16. 16. Essas considerações são regras? Todos os indivíduos devem estudar do mesmo jeito? Todos os assuntos devem ser estudados da mesma forma? O método de estudo é o mesmo para qualquer cursos de graduação? PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  17. 17. Quais os objetivos de um curso deEngenharia?• Estimular a criatividade;• Fornecer ferramental básico para lidar com problemas;• Estimular postura crítica e consciente perante a sociedade. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  18. 18. Capacidade de lidar com problemas: IDENTIFICAÇÃO DE PROBLEMAS PRIORIZAÇÃO DE PROBLEMAS IDENTIFICAÇÃO DE CAUSAS DE PROBLEMAS PRIORIZAÇÃO DE CAUSAS DE PROBLEMAS IDENTIFICAÇÃO DE SOLUÇÕES PARA PROBLEMAS APLICAÇÃO DAS SOLUÇÕES DOS PROFA. MSC. THAYS PROBLEMAS PERASSOLI BOIKO
  19. 19. IDENTIFICAÇÃO 1. EXISTEM PROBLEMAS? DE PROBLEMAS 2. QUAIS OS PROBLEMAS?PRIORIZAÇÃO ... 1. QUAL O(A) PRINCIPAL/MAIS IMPORTANTE? 2. e/ou, QUAL O(A) MAIS VIÁVEL? PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  20. 20. O que se deve ter em mente quando se estuda em um curso de Engenharia? base e fundamento: CIÊNCIA; ESTUDO DE ENGENHARIA propósito: TECNOLOGIA. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  21. 21. Propósito da Engenharia: 1. UTILIZAÇÃO DE TECNOLOGIAS EXISTENTES PARA DIFERENTES USOS, EM DIFERENTES SITUAÇÕES; 2. ADAPTAÇÃO DE TECNOLOGIAS EXISTENTES; 3. UTILIZAÇÃO DE TECNOLOGIAS EXISTENTESTECNOLOGIA 3. CRIAÇÃO/ELABORAÇÃO DE NOVAS TECNOLOGIAS; 4. UTILIZAÇÃO/ABSORÇÃO DE NOVAS TECNOLOGIAS; 5. UTILIZAÇÃO DE ANTIGAS TECNOLOGIAS PARA NOVOS USOS. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  22. 22. Quais os pontos importantes para seaplicar um método de estudo?• Preparação psicológica;• Programação do tempo. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  23. 23. Quais são as fases do estudo? PREPARAÇÃO;FASES DO CAPTAÇÃO; ESTUDO PROCESSAMENTO. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  24. 24. PREPARAÇÃO- Ambiente: arejado; bem iluminado; agradável; som adequado ao estudante (silencioso, música);- Mesmo local e horário;- Análise do método de estudo adotado: 1º) Identificar possíveis erros no método; 2º) Determinar um novo método ou enfoque. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  25. 25. LEITURA; Situações: - Sala de aula; - Leitura; - Experiências; CAPTAÇÃO AUDIÇÃO; - Debates; - Observações; - Cotidiano; - Palestras; - Etc. OBSERVAÇÃO. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  26. 26. - EM SALA DE AULA; - EXTRA CLASSE: leituras; LEITURA; discussões com colegas; monitorias; consulta ao professor; revisões imediatas; - AULAS DE LABORATÓRIO; - ESTÁGIOS;CAPTAÇÃO AUDIÇÃO; - TRABALHOS; experiências de laboratório ou de campo; pesquisa bibliográfica; projetos; relatórios técnicos; resoluções de problemas e questionários*; seminários; painéis*; mesas OBSERVAÇÃO. redondas*; debates. - VISITAS TÉCNICAS*; - EVENTOS*. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  27. 27. LEITURA1º) Seleção do que ler: - indicação dos professores; - bibliografia do curso, da disciplina; - título; - autor; - prefácio; - sumário;2º) Leitura propriamente dita: - leitura formativa: reflexões; anotações; cálculos; retornos; - extração de idéias principais: anotações; grifos (facilitam a releitura, mas deve-se estabelecer um padrão); - observar-ler: gráficos, tabelas, fórmulas e figuras. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  28. 28. AUDIÇÃO - Antes deve-se interar sobre o assunto, temas, palestrantes. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  29. 29. OBSERVAÇÃO - aulas, experiências de laboratório, cotidiano, visitas técnicas, estágios, debates etc. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  30. 30. PROCESSAMENTO - “ABSORÇÃO DO CONTEÚDO”; - Objetivo: reter e integrar idéias. ias - Devem ser realizadasPROCESSAMENTO REVISÕES após aulas, leituras, visitas etc. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  31. 31. ESQUEMAS: apresentam a linha diretriz – principais títulos, idéias- mestra, principais definições - servem, após elaborados como uma forma rápida de consultar assuntos; RESUMOS: condensação de textos – frases completas, extração de idéias – escrever com as próprias palavras, não transcrever.REVISÕES RESENHAS: apresentação do conteúdo de uma obra ou texto, de forma enxuta, condensada, acompanha de uma avaliação crítica; tica REVISÃO POR TÓPICOS; REVISÃO GLOBALIZADA; INTEGRAÇÃO: entre 1. assuntos de um texto, 2. assuntos de uma disciplina, 3. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO disciplinas. entre
  32. 32. RECOMENDAÇÕES:• Em sala de aula:- Não deve-se levar dúvidas para casa, pois dúvidas são lacunas no conhecimento;- Deve-se perguntar-se: 1) o que sei sobre o assunto: 2) qual a ligação desses tópicos com os outros; 3) qual o significado físico desta fórmula????- Deve-se responder-se;- Deve-se anotar idéias com suas próprias palavras, com gráficos, desenhos, esquemas;- Deve-se anotar exemplos, anotações do quadro, transparências, slides, comentários;- Deve-se processar a informação; PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  33. 33. • Extra-classe:- Deve-se revisar o conteúdo de sala. CURVA DE ESQUECIMENTO: POR QUÊ? Após 2 meses restam apenas 1h depois – esquecemos 5%; 50% do Dia seguinte – esquecemos + 10%; conhecimento adquirido; 1 semana – esquecemos + 15%; 2 meses – esquecemos + 20%. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  34. 34. • Executar trabalhos com esmero e dedicação. POR QUÊ? OS TRABALHOS PROPORCIONAM: - Rigor científico; - Método; - Organização; - Estética; - Criatividade; - Exercitar: pesquisa bibliográfica; observação; reflexão; leitura; escrita. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  35. 35. 1.2.2 Visitas técnicas PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  36. 36. 1.2.2.1 Aspectos de Segurança PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  37. 37. Deve-se utilizar calça comprida, sapatos anti- derrapantes, cabelos presos; Não deve-se utilizar acessórios e roupas que possam enroscar/enrolar em máquinas/ferramentas/equipamentos; Em certas indústrias de alimentos, não é permitido visitar utilizando esmaltes, nem perfumes; PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  38. 38. Deve-se ficar atento as recomendações do próprio local da visita. Espera-se que um aluno de engenharia tenha tais conhecimentos dos aspectos de segurança. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  39. 39. 1.2.2.2 Preparo PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  40. 40. Deve-se anteriormente à visita:1º) Ter claro os propósitos e objetivos da visita;2º) Realizar um estudo prévio: - do segmento no qual a organização/empresa que será visitada está incluída; - da organização/empresa que será visitada: o histórico da empresa; localização da empresa; os produtos a empresa produz, entre outros. Deve-se busca obter o máximo de informações possíveis sobre a empresa; - do processo de produção que será visitado; - dos produtos produzidos no processo a ser visitados; PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  41. 41. 3º) Elaborar um roteiro de possíveis perguntas a fazer e coisas a observar durante a visita. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  42. 42. Fontes: - o site da organização/empresa; - trabalhos (trabalhos de disciplinas, de conclusão de curso, relatórios de estágios), realizados anteriormente, nestas; - reportagens que tratem do assunto; - livros; - consultas à professores; - folders da empresa. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  43. 43. 1.2.2.3 Relatório PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  44. 44. - Propósitos e objetivos da visita; - Deve-se sempre elaborar para que se possa fixar melhor os conhecimentos adquiridos; - Pode-se utilizar um modelo de formatação de artigos. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  45. 45. BIBLIOGRAFIA UTILIZADA PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  46. 46. BAZZO, W. A.; PEREIRA, L. T. do V. Introdução à Engenharia. 5 ed. Florianópolis: Editora da UFSC, 1997. PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO d ãC C Ma m p u s e a m p o o u r o
  47. 47. C d C M ãa m p u s e a m p o o u r o INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Professora Mestre THAYS PERASSOLI BOIKO thaysperassoli@bol.com.br PROFA. MSC. THAYS PERASSOLI BOIKO
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×