Programa Supervisao 08 09 Sobre Tic

1,080 views

Published on

Published in: Travel, Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,080
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Programa Supervisao 08 09 Sobre Tic

  1. 1. Programa da unidade curricular de: Educação e Tecnologias Multimédia Ano lectivo de 2008/2009 Cursos de: Mestrado em Educação – especialização em Supervisão do Ensino das Ciências Mestrado em Educação – Supervisão do Ensino da Matemática Docente Responsável: Doutora Maria João Gomes
  2. 2. 1. Introdução A escola é um sistema complexo integrando valências de ordem educativa, curricular, social e pedagógica. Cumprir as funções e papéis que lhe são atribuídos é cada vez uma tarefa mais complexa e exigente. Aos professores são cada vez mais exigidas competências diversificadas que lhe permitam realizar-se profissionalmente e contribuir para a melhoria da qualidade do ensino. Um dos domínios em que temos assistido a maiores evoluções nas sociedades desenvolvidas actuais prende-se com o surgimento e impacto das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC). Neste cenário assistimos ao surgimento de diversas iniciativas nacionais de promoção da utilização das tecnologias de informação e comunicação, com ênfase para os computadores e a Internet enquanto ferramentas cognitivas, desde o projecto Minerva da décado de (19)80 até ao actual Plano Tecnológico da Educação com os seus três eixos focalizados respectivamente nos equipamentos e infra-estruturas técnicas, na produção de conteúdos para a educação e na formação e certificação de professores em TICAs TIC são cada vez mais um elemento que molda o nosso quotidiano, influenciando processos e modelos de trabalho, de cultura, de lazer e de educação. Neste contexto, urge reflectir sobre o potencial e o impacto das TIC na educação encarando a sua apropriação pelos professores como um momento importante no seu desenvolvimento profissional. O professor tem que saber perspectivar o potencial das TIC na educação como recurso, e simultaneamente como estratégia, de ensino, bem como forma de expressão e de comunicação entre todos os membros da comunidade educativa, desde o nível da sala de aula e da área de unidade curricular até aos aspectos de intervenção na comunidade envolvente. Torna-se assim importante que o professor desenvolva competências de comunicação mediatizada através de tecnologias multimédia, competências de publicação, pesquisa, selecção, avaliação e exploração de recursos multimédia para uso online ou offline, e inclusive competências de produção de documentos educativos multimédia e competências de dinamização de ambientes virtuais de aprendizagem. Com a unidade curricular de Educação e Tecnologias Multimédia pretende-se contribuir de forma significativa e contextualizada nas vivências profissionais dos professores, para o desenvolvimento de competências nas áreas a que nos referimos. 2. Resultados de aprendizagem • Conhecer os principais programas e iniciativas nacionais no domínio das tecnologias da informação e comunicação na educação. • Reconhecer as exigências actuais em termos de competências profissionais dos professores neste domínio.
  3. 3. • Caracterizar as principais modalidades de utilização das tecnologias da informação e comunicação na educação. • Perspectivar utilizações educacionais dos principais serviços de comunicação via web. • Perspectivar utilizações educacionais das principais modalidades de publicação de informação na Web. • Dinamizar ambientes online de aprendizagem. 3. Tópicos programáticos Módulo 1 – Educação e tecnologias • Estratégias e programas nacionais de introdução das TIC no ensino • Competências digitais e competências pedagógicas com TIC • Os “nativos digitais” e a aprendizagem. Módulo 2 – Integração das TIC na escola • Contextos de utilização das TIC em contextos escolares. • Estratégias de exploração orientada da Web • Comportamentos de risco e segurança no uso da Internet Módulo 3 – Educação online • Ambientes virtuais de aprendizagem: conceito, características gerais, contextos de utilização e potencial pedagógico. • Serviços de publicação e colaboração na web enquanto recurso e estratégia pedagógica – blogs, wikis, podcasts. • Práticas de avaliação em ambientes online: testes e exercícios online, mapas cognitivos e portefólios digitais. 4. Recursos A leccionação desta unidade curricular em condições adequadas exige um laboratório equipado com computadores multimédia (1 por aluno) e com sistema de projecção. 2
  4. 4. 5. Metodologia Atendendo à natureza dos conteúdos programáticos da unidade curricular e dos resultados de aprendizagem propostos na mesma, procurar-se-á privilegiar uma metodologia de ensino que valorize o debate de ideias, o confronto de experiências e a construção colectiva de sínteses. A leccionação desta unidade curricular incluirá algumas sessões de carácter expositivo mas bastante centradas no estabelecimento de relações entre as temáticas expostas e as vivências profissionais e pessoais dos alunos. As restantes sessões serão de carácter eminentemente prático, visando dotar os alunos de competências tecnológicas que lhes permitam explorar eficazmente as TIC em contexto escolar. O funcionamento da unidade curricular será apoiado pela existência de um espaço virtual da unidade curricular na Internet, o qual permitirá desenvolver algumas actividades online e ampliar o tempo e espaço de interacção entre todos os participantes na unidade curricular. 6. Avaliação A avaliação envolverá a realização de um diário de aprendizagem em suporte digital e o desenvolvimento de um projecto de dinamização de um espaço virtual de aprendizagem. A assiduidade e participação nas actividades da UC será também considerada na avaliação dos alunos. Os elementos de avaliação considerados têm respectivamente, a seguinte ponderação: diário de aprendizagem 40%; projecto de dinamização de um espaço virtual de aprendizagem 50%; assiduidade e participação nas actividades da UC 10%. 7. Bibliografia ALVES, Ana Paula & GOMES, Maria João; (2007). Como organizar Portefólios na sala de aula de Matemática. In Actas do Congresso ProfMat-07 [CD-ROM]; Lisboa: Associação de Professores de Matemática. ISBN 978-972-8768-31-7 [Disponível online em http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/7665] ALVES, Ana Paula & GOMES, Maria João; (2007). Desenvolvimento de portefólios electrónicos no ensino da Matemática. In Actas do Congresso ProfMat-07 [CD-ROM]; Lisboa: Associação de Professores de Matemática. ISBN 978-972-8768-31-7 [Disponível online em http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/7662] BOTTENTUIT Junior, J. B.; COUTINHO, C. P. (2007). Podcast em Educação: um contributo para o estado da arte. In Barca, A.; Peralbo, M.; Porto, A.; Silva, B.D. & Almeida L. (Eds.), Actas do IX Congresso Internacional Galego Português de Psicopedagogia. Setembro, Universidade da Coruña. A Coruña, pp.837-846. http://hdl.handle.net/1822/7094 CARVALHO, A. A. (org.) (2008). Manual de Ferramentas da Web 2.0 para Professores. Lisboa: DGIDC, Ministério da Educação. http://hdl.handle.net/1822/8286 3
  5. 5. CARVALHO, A.A. (2007). Rentabilizar a Internet no Ensino Básico e Secundário: dos Recursos e Ferramentas Online aos LMS. Sísifo. Revista de Ciências da Educação, 03, 25-40. Disponível em http://sisifo.fpce.ul.pt; http://hdl.handle.net/1822/7142 CARVALHO, A.A. (2008). Os LMS no Apoio ao Ensino Presencial: dos conteúdos às interacções. Revista Portuguesa de Pedagogia, Ano 42-2, 101-122. COSTA, F. & CARVALHO, A.A.A. (2006). WebQuests: Oportunidades para Professores e Alunos. In A. A. Carvalho (org), Encontro sobre WebQuest. Braga: CiEd, Universidade do Minho, 8-25. [http://hdl.handle.net/1822/7692] COSTA, Fernando (coor) (2008). Estudo de Implementação de Competências TIC – vol.1. Lisboa: Ministério da Educação – Gabinete de Estudos e Planeamento. COUTINHO, C. P.; BOTTENTUIT Junior, J. B. (2008). Comunicação educacional: do modelo unidireccional para a comunicação multi-direccional na sociedade do conhecimento. In M. Lemos Martins & M. Pinto (Orgs.). Comunicação e Cidadania - Actas do 5º Congresso da Associação Portuguesa de Ciências da Comunicação. 6 - 8 Setembro 2007, Braga: Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (Universidade do Minho), pp. 1858-1879. http://hdl.handle.net/1822/7770 DIAS, Ana Augusta & GOMES, Maria João (coord.); (2004). E-Learning para E-Formadores. Guimarães: TecMinho. DIAS, Paulo (2000). Estilos e estratégias na Internet/web: dimensões de desenvolvimento das comunidades de aprendizagem. Comunicação apresentada no seminário CENTED 2000/Viagens virtuais. Universidade Aberta, Lisboa, 10-12 de Janeiro. DIAS, Paulo (2002). Comunidades de Aprendizagem na Web, in Conselho Nacional de Educação (org.), Actas do Seminário Redes de Aprendizagem, Redes de Conhecimento, Portugal: Conselho Nacional de Educação, 85-94. EÇA, T. A. (1998). NetAprendizagem. A Internet na Educação. Porto: Porto Editora. FIGUEIREDO, António Dias (2002). Redes e Educação: A surpreendente riqueza de um conceito, in Redes de Aprendizagem, Redes de Conhecimento, Conselho Nacional de Educação, Ministério da Educação, ISBN: 972-8360-15-0, Lisboa, Maio de 2002, 39-55. GOMES, M. J. & LOPES, M. (2007). Blogues escolares: quando, como e porquê?. In Conceição Brito, João Torres e José Duarte (orgs.); Weblogs na educação, 3 experiências, 3 testemunhos, Setúbal: Centro de Competência CRIE, pp.117-133.http://hdl.handle.net/1822/6487 GOMES, M. J. (2005). Blogs: um recurso e uma estratégia pedagógica. In Actas do VII Simpósio Internacional de Informática Educativa, pp.311-315.http://hdl.handle.net / 1822/4499 GOMES, Maria João & SILVA, Ana Rita (2006). A blogosfera escolar portuguesa: contributos para o conhecimento do estado da arte. In prisma.com – Revista de Ciências da Informação e da Comunicação do CETAC, [revista online – prisma.cetac.up.pt]; ISSN 1646-3153; p. 289-309. GOMES, Maria João (2005). “Blogs: um recurso e uma estratégia pedagógica”. In Actas do VII Simpósio Internacional de Informática Educativa, Portugal: Leiria – 16-18 de Novembro de 2005, pp. GOMES, Maria João (2006). E-learning e Educação Online: Contributos para os Princípios de Bolonha, in Actas do VII Colóquio sobre Questões Curriculares - III Colóquio Luso- Brasileiro sobre Questões Curriculares, Braga: CIEd; pp.35-45. 4
  6. 6. GOMES, Maria João (2006). Portefólios digitais: revisitando os princípios e renovando as práticas, in Actas do VII Colóquio sobre Questões Curriculares - III Colóquio Luso- Brasileiro sobre Questões Curriculares, Braga: CIEd; pp.295-306. GOMES, Maria João (2008). Na senda da inovação tecnológica na Educação a Distância. In Revista Portuguesa de Pedagogia; ano 42-2, p.181-202. Coimbra: Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra. JONASSEN, D. (2007). Computadores, Ferramentas Cognitivas. Porto: Porto Editora. PAPERT, S. (1996). A Família em Rede. Lisboa: Relógio d` Água. 5

×