Criatividade co criacao-e_design_thinking

  • 2,537 views
Uploaded on

Apresentação ministrada por André Coutinho, sócio-diretor da empresa de consultoria Symnetics, no Fórum de Inovação em Energia, em Curitiba, Paraná em 17 de novembro de 2010.

Apresentação ministrada por André Coutinho, sócio-diretor da empresa de consultoria Symnetics, no Fórum de Inovação em Energia, em Curitiba, Paraná em 17 de novembro de 2010.

More in: Business
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
2,537
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
144
Comments
0
Likes
2

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Adaptando nossa Forma de Pensar e Agir Top Innovation 2010 André Coutinho acoutinho@symnetics.com.br andrercoutinho.wordpress.com Curitiba, 17.11.10
  • 2. open innovation redes sociais design thinking TRIZ tecnologias disruptivas coinovação inovação colaborativa novos negócios innovatrix web 2.0 marketing 3.0 cocriação plataformas digitais crowdsourcing wikinomics design criatividade laboratório de inovação pesquisa & desenvolvimento portais
  • 3. • Modelos são construtos da realidade • A visão de mundo de cada de um de nós influencia enormemente na avaliação e compreensão da realidade
  • 4. Valores presentes no modelo mental da maioria das pessoas * • Ter controle sobre o ambiente • Buscar ganhar e não perder • Suprimir sentimentos negativos • Ser o mais racional possível Conseqências: - cria posição defensiva nas pessoas - tenta atribuir explicação para tudo que acontecer - leva a uma constante avaliação (julgamento) dos pensamentos e ações dos outros. * Chris Argyris, Rotman Magazine, Winter 2008
  • 5. Alternativas ao modelo mental convencional Pensamento Complexo Pensamento Sistêmico Pensamento Integrativo Design Thinking Cocriação (Pensamento Cocriativo) Outros 5
  • 6. Alternativas ao modelo mental convencional Pensamento Amplia o entendimento do contexto, considerando o emaranhado de dinâmicas, Complexo interações e ambiguidades na relação entre os diversos atores da sociedade, entre a sociedade e o meio em que vivem. Pensamento Sistêmico Pensamento Integrativo Design Thinking Cocriação (Pensamento Outros Cocriativo) 6
  • 7. Alternativas ao modelo mental convencional Pensamentointensificar dilemas (trade Ao invés de Complexo 2 modelos antagônicos, offs) entre combinaPensamento válido entre o que há de mais eles ou potencializa aspectos “intrigantes” Sistêmico dos modelos, gerando um 3º modelo diferente dos anteriores, único. Pensamento Integrativo Design Thinking Cocriação (Pensamento Cocriativo) Outros 7
  • 8. Alternativas ao modelo mental convencional Pensamento Complexo Pensamento Sistêmico Pensamento Integrativo Design Thinking Cocriação (Pensamento Cocriativo) Outros 8
  • 9. Modelo Mental 1: O mundo (empresarial) é uma cadeia de processos ou atividades, gerando produtos ou serviços CLIENTES, em geral “passivos”, recebem produtos e serviços ESTRATÉGIA É A ARTE DA GUERRA
  • 10. Modelo Mental 2 (Cocriação): O mundo é uma rede de interações entre indivíduos, gerando experiências humanas
  • 11. A cocriação permite o choque de mentalidades entre empresas e indivíduos (stakeholders) Copyright © 2010 Symnetics – Todos os direitos reservados 11
  • 12. E o engajamento dos stakeholders gerando novas experiências humanas de valor Indivíduos participam A empresa cocriativa da criação de valor Clientes Cocriação Fornecedores Parceiros Funcionários Melhor Experiência “Crie com eles!”
  • 13. Procura entender a experiência dos clientes e outros stakeholders diretamente com eles Copyright © 2010 Symnetics – Todos os direitos reservados 13
  • 14. Busca conexão emocional com seus desejos, expectativas, problemas, sonhos e angústias Copyright © 2010 Symnetics – Todos os direitos reservados 14
  • 15. Testa, expande e cria novas idéias com a participação de clientes, parceiros e outros públicos Copyright © 2010 Symnetics – Todos os direitos reservados 15
  • 16. Busca o diálogo participativo e criativo em torno de novas soluções, às vezes redefinindo o problema. Copyright © 2010 Symnetics – Todos os direitos reservados 16
  • 17. COCRIAÇÃO DE EXPERIÊNCIAS parceiros, fornecedores, com a Cocriando com clientes, comunidade COCRIAÇÃO DE EXPERIÊNCIAS COMO criar valor No âmbito da empresa CRIAÇÃO DE VALOR CENTRADA NA EMPRESA E NO PRODUTO / SERVIÇO Processos, Produtos, Experiências Serviços Únicas QUE TIPO de valor?
  • 18. O Santander Brasil vem se tornando uma empresa cocriativa Desde 2007, promovendo iniciativas de cocriação: •Em áreas de negócio como seguros •Em áreas internas como: • Educação e Desenvolvimento Humano • Marketing e Comunicação 18
  • 19. Iniciativas na área de Desenvolvimento Humano Programa de Desenvolvimento de Liderança: cocriada com 3000 profissionais Novo modelo de avaliação de desempenho: cocriação de experiências com 150 indivíduos “Caminhos e Escolhas”: programa de desenvolvimento de carreira começando na universidade 19
  • 20. Iniciativas de comunicação interna e externa “Circulo Colaborativo”: engajamento interno do pessoal “Juntos” como posicionamento central da comunicação externa 20
  • 21. “A cocriação nos inspirou a pensar também como envolver os colaboradores na construção de práticas organizacionais que geram valor para os stakeholders. Estamos muito felizes com a possibilidade de ver todas essas interações a partir deste outro ponto de vista.” Marco André Ferreira, Diretor de Educação e Desenvolvimento Organizacional do Banco Santander no Brasil Prefácio do livro A Empresa Cocriativa 21
  • 22. Pacientes Familiares Convênios Empresas Médicos
  • 23. “Um dia na vida do paciente”
  • 24. “Cocriação com médicos e enfermeiras”
  • 25. Programa ”Mais e Melhores Anos” HMV Empresa Central de Acolhimento de Familiares
  • 26. “Metade das iniciativas estratégicas nasceram de um processo de cocriação de interações com nossos principais stakeholders – pacientes e suas famílias, médicos e enfermeiras, nossos funcionários, empresas e planos de saúde. A jornada de transformação através do engajamento de múltiplos stakeholders irá moldar nosso futuro.” Dr. João Polanczyk, Superintentende Executivo do Hospital Moinhos de Vento Contra capa do livro A Empresa Cocriativa
  • 27. Divulgação do protótipo FCCIII Lançamento oficial no Salão do Automóvel outubro/2010 em São Paulo
  • 28. “A cocriação nos ajudou a quebrar um paradigma da indústria automotiva - a de que o design de novos carros têm que ser feita a portas fechadas.” João Ciaco, Diretor de Marketing e do projeto FIAT Mio
  • 29. “Um número crescente de informações persegue um numero decrescente de cérebros, vivemos a área da inteligência coletiva onde o conhecimento não é mais de um para muitos e sim de muitos para muitos. Portanto a importância de manter redes de relacionamento e colaboração passam a ser vitais paras as empresas manterem sempre irrigado o pipeline de inovações. A idéias não são mais verticais de cima para baixo elas passam a ser horizontais.” Romeo Deon Busarello, Diretor de Internet da Tecnisa Contra capa do livro A Empresa Cocriativa
  • 30. COCRIAÇÃO Essencialmente COCRIAÇÃO é uma teoria das interações. É uma forma de transformar a maneira pela qual as organizações interagem com os indivíduos, sejam eles funcionários, clientes ou qualquer outro stakeholder (público de intersse). Cocriação envolve a definição de novos modos de engajamento para os indivíduos que passam a participar ativamente das atividades das organizações. Francis Gouillart e Venkat Ramaswamy.
  • 31. Alternativas ao modelo mental convencional Pensamento Complexo Pensamento Sistêmico Pensamento Integrativo Design Thinking Cocriação (Pensamento Cocriativo) Outros 40
  • 32. Análise Intuição DESIGN THINKING
  • 33. Design Thinking PENSAMENTO ANALÍTICO DESIGN THINKING Reconstrutivista (Design e Transformação) • Mudanças são induzidas por •Paradigma crescimento endógeno • Mudanças são induzidas por fatores internos fatores externos •Foco na demanda (latente) - Conversão da demanda potencial em demanda real • Lógica abdutiva: imaginação • Argumentação indutiva ou do que sãopossível (WHAT IF? = •Mudança é induzidas por fatores internos dedutiva E SE?) estratégico focado na inovação de •Pensamento valor • Decisão pela análise e • DecisãoSchumpeter; Prahalad da Pensadores: pela “validade” “confiabilidade” da idéia idéia com equilíbrio entre análise e criatividade/intuição
  • 34. O “design thinker” move-se no funil do conhecimento mistério heurística algoritmo entendimento descoberta criação da oportunidade novos insights experimentação Configuração pensamento intuitivo Análise Inspirado por Roger Martin)
  • 35. Métodos e Ferramentas do Design Thinker IMERSÃO Mergulham no contexto e na problemática de forma sistêmica, procurando entender as tendências, conflitos e paradoxos. EXPLORAÇÃO Conexão com as pessoas de diferentes stakeholders como se fossem antropólogos Junto a pessoas com diferentes conhecimentos e mentalidaddes PROTOTIPAÇÃO Prototipam, avaliam, iteragem e refinam suas idéias continuamente Copyright © 2010 Symnetics – Todos os direitos reservados 44
  • 36. Cria soluções que façam sentido para as pessoas e que transformam sua experiência Copyright © 2010 Symnetics – Todos os direitos reservados 45
  • 37. “Design Thinkers” Fabio Barbosa Steve Jobs Richard Branson Design de um novo Design de uma nova Design de múltiplos conceito de banco experiência de ouvir negócios sob a (Real) sustentável música (I-Pod) e bandeira “Virgin”. conectar-se com o mundo (I-Phone).
  • 38. Estrutura individual para o Design Thinking Visão de direciona Mundo - Cria significado para as pessoas - Melhora o mundo Métodos e direciona - Constrói valor Ferramentas - Explora - Experimenta - Observação - Imaginação - Configuração Experiências informa - Proficiência - Originalidade informa Fonte: Roger Martin
  • 39. Design Thinking “Um método que oferece uma compreensão mais ampla, ágil e profunda sobre a estilo de vida dos indivíduos, facilitando assim a solução de problemas complexos. Design Thinking é essencialmente um processo de inovação centrado em aspectos humanos.” Ellen Kiss, ESPM 48 de 99
  • 40. Alternativas ao modelo mental convencional Pensamento Complexo Pensamento Sistêmico Pensamento Integrativo Design Thinking Cocriação (Pensamento Cocriativo) Outros 49
  • 41. “Valores” alternativos para um novo modelo mental * • Cria condições para escolhas livres e informadas • Combina informações válidas • Estimula responsabilidade individual pelas ações Consequências: Mais colaborativo por natureza Menos defensivo Estimula a exploração e compreensão do ponto de vista do “outro” Leva ao questionamento dos modelos vigentes. * Chris Argyris, Rotman Magazine, Winter 2008
  • 42. Síntese 1. Inovação está relacionada com a nossa própria jornada e escolhas enquanto indivíduo 2. Tem a ver com nosso modelo mental, nossa forma de pensar e “operar” 3. Inovação é uma decisão dos gestores nas empresas, portanto não surge naturalmente 4. Os diversos conceitos, métodos e ferramentas de inovação estão a serviço de 1-3. Copyright © 2010 Symnetics – Todos os direitos reservados 51
  • 43. Adaptando nossa Forma de Pensar e Agir Top Innovation 2010 André Coutinho acoutinho@symnetics.com.br andrercoutinho.wordpress.com Curitiba, 17.11.10