Suzano energia renovável lançamento

1,359 views
1,236 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,359
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
31
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Suzano energia renovável lançamento

  1. 1. Teleconferência30 de julho de 2010
  2. 2. Suzano Energia RenovávelVisão estratégica da SuzanoMercado de energia renovávelCompetitividade SuzanoVisão geral da Suzano EnergiaRenovável 1
  3. 3. Suzano é um grupo sólido com mais de 80 anos no setor de papel e celuloseControle e GestãoGrupo controlador • 2º maior produtor mundial de celulose dedefinido eucalipto e um dos10 maiores de celulose de• Reputação• Visão de longo prazo mercado. • Líder regional no mercado de papéis. • Plantios e produtos certificados.Mercado de Capitais• Avaliação de desempenho da • Novo ciclo de expansão: de 2,8 para 7,2MM administração de ton/ano de papel e celulose.• Transparência• Fonte de recursos para • Custos de produção de celulose: entre os crescimento mais baixos do mundo. • Estrutura comercial consolidada nosGestão Profissional principais mercados.• Disciplina de Capital• Agilidade no processo • Presença no mercado de capitais: free floatdecisório de 45%. 2
  4. 4. A Suzano cresceu 130% nos últimos 5 anos e se prepara para um novo ciclo de crescimento 7,150 Nova unidade e ampliação de Mucuri Unidade Piauí 2,750 2,850 Unidade Maranhão 1,920 1,485 1,720 1,200 1,240Nota: A capacidade efetiva dependerá das curvas de aprendizado. 3
  5. 5. A decisão de investir em biomassa para energia surgiu da revisãoestratégica da Cia. que terá maior foco em sua competência florestal 2008 Experimento com “Floresta Energética” - Análise do banco clonal 2010 - Seleção de clones Decisão de investimento em - Plantio experimental adensado no MA biomassa para energia: -Desenvolvimento do plano de 2009 negócio Revisão estratégica: -Lançamento da Suzano Energia Renovável - Crescimento em celulose de mercado - Foco na “competência florestal” - Identificação de novos negócios adjacentes. Ex: -Biotecnologia -Energia | 4
  6. 6. No negócio de Biomassa para Energia a Suzano tem uma forteproposta de valor para as geradoras, especialmente na UE. Biomassa para Energia – Proposta de valor Suzano Confiabilidade: – Grandes geradoras: foco em renováveis para atender metas da UE. – Biomassa tem papel fundamental na transição para uma matriz energética mais verde (renovável/CO2). – Necessidade de fornecedores sólidos: Suzano possui modelo integrado de produção e é capaz de se comprometer com grandes volumes em contratos de longo prazo. “Mindset” de energia: – Por ter florestas inteiramente dedicadas a energia, a Suzano se transforma em um player com foco neste mercado. Tecnologia florestal aplicada – Através de tecnologia florestal a Suzano será capaz de continuar melhorando seu material genético na busca de biomassa mais intensiva em energia. | 5
  7. 7. Suzano Energia RenovávelVisão estratégica da SuzanoMercado de energia renovávelCompetitividade SuzanoVisão geral da Suzano EnergiaRenovável | 6
  8. 8. A participação de fontes renováveis de energia vem crescendo globalmente graças ao fortalecimento de algumas tendências… Consumo global de energia – histórico e projetado 4 “drivers”sustentam este crescimento Preocupações ambientais Busca por independência de 800 (redução de emissões) petróleo / gás importados 700 13.5% 600 2007 500 (MMboe/d) 9.9% 400 9.5% 300 Custo e volatilidade dos Redução no custo de fontes combustíveis fósseis renováveis 200 100 0 1990 1995 2000 2005 2010 2015 2020 2025 2030 2035 Liquids Natural Gas Coal Nuclear Renew ables Alto Comprometimento de países desenvolvidos se traduzem em incentivos e políticas públicasFonte: EIA World Energy Outlook 2010 7
  9. 9. Pellets apresentam muitas vantagens em relação a outros tipos de biomassa de madeira, principalmente o baixo custo de transporte Alternativas em biomassa de madeira Toras Cavacos Pellets Densidade 450 kg/m3 200-300 kg/m3 600-700 kg/m3 (base seca)1 % de Umidade 30 - 50% 30 - 50% <10% Ca. 1.9-2.1 MWh/m3 Ca. 0.8-1 MWh/m3 Ca. 3 MWh/m3 Poder Calorífico2 Ca. 2.2-3.3 MWh/ton Ca. 2.2-3.3 MWh/ton Ca. 5 MWh/ton1 Empilhado, incluindo ar.2 Com umidade típica no destino 8
  10. 10. Suzano Energia RenovávelVisão estratégica da SuzanoMercado de energia renovávelCompetitividade SuzanoVisão geral da Suzano EnergiaRenovável 9
  11. 11. Suzano conta com altos níveis de produtividade florestal, o que foipossível graças a investimento pesado em P&D Evolução da Produtividade Evolução da Produtividade (m³/ha/year) Plantio Micropropagação Monoprogênies Biotecnologia (Clonagem) Solos e Nutrição 44 Mais madeira/ ha Melhoramento 31 clássico Mais celulose/ m3 29 Mais qualidade 21 Menor área Menores custos 1960 1970 1991 1998 2008 Base clonal da Suzano – Número clones em experimentação: 14.729 – Número clones semi comerciais: 398 – Número clones comerciais(em uso): 39 – Número de experimentos no campo: 614 – Área experimental: 3.913 hectares. | 10
  12. 12. Recém desenvolvida, “Floresta Energética” traz níveis deprodutividade ainda mais altos e rápido “time to market”. Floresta convencional Floresta Energética – Clone comum – Clone específico – Espaçamento normal – Plantio adensado (mais plantas por – IMA ~ 45 (m³/ha/ano) hectare) – Colheita em 7 anos – IMA maior – Baixo teor de lignina – Colheita em 2 a 3 anos poder calorífico regular – Alto teor de lignina – Serve para celulose ou energia alto poder calorífico – Não serve para celulose | 11
  13. 13. A Suzano tem um “fit” perfeito com biomassa para energia e seráaltamente competitiva neste setor Biomassa para energia – Por que Suzano? Know How: – Alta produtividade baseada em P&D florestal. – Mais de 40 anos de experiência com florestas plantadas de eucalipto no Brasil. Time-to-market: – Novo manejo “energético” requer apenas 2 a 3 anos até o corte. Confiabilidade: – Florestas integradas, forte geração de caixa. “Footprint” ambiental e social: – Pellets 100% provenientes de florestas plantadas, com alto padrão de gestão ambiental. – Investindo no nordeste brasileiro, a Suzano contribui com o desenvolvimento social. | 12
  14. 14. Suzano Energia RenovávelVisão estratégica da SuzanoMercado de energia renovávelCompetitividade SuzanoVisão geral da Suzano EnergiaRenovável | 13
  15. 15. Com capacidade de 3 milhões de toneladas de pellets / ano até 2014, a S.E.R. nasce para ser líder mundial no mercado de pellets para energia. Segunda fase Primeira fase Unidades 3 unidades + 2 unidades Total de 5 unidades Capacidade 3 MM ton / ano + 2 MM ton / ano Total de 5 MM ton / ano Investimentos1 ~ US$ 800 mm ~ US$ 500 mm Primeiro ano de 2014 2018 e 2019 plena capacidade Receita anual ~ US$ 480 mm ~ US$ 800 mm estimada11 Em dólares de 2010, receita baseada em preços atuais (fonte: Hawkins Wright) e volume de produção divulgado. | 14
  16. 16. A Suzano Energia Renovável está progredindo em diversas frentes MoUs assinados com potenciais clientes para aprox. 2,7 MM tonsAcordoscomerciais MoUs conduzem às negociações dos contratos de longo prazo. Contratos serão celebrados até Dezembro 2010. Poyry atualmente trabalhando na engenharia conceitual das unidades industriais 5 localizações identificadas, decisão final no 2S10 Características químicas da madeira energética testadas em laboratórios de renomeOperações com bons resultados. Discussões com fornecedores de equipamentos em andamento. Testes de peletização sendo conduzidos com principais fornecedores de equipamentos. Senior management já contratadoPessoas Maior parte das posições chave contratada ou em processo avançado de contratação. Avaliação de alternativas para:Funding Minimizar aporte de capital da Suzano Papel e Celulose. 15
  17. 17. Senior Management Diretor Executivo da Suzano Papel e Celulose há 7 anos, atualmente responsável pelas áreas de Estratégia, Novos Negócios e Relações com Investidores. Atuou como responsável pela Unidade de Negócios Papel entre 2005 e 2008. André Dorf Foi responsável pelos projetos de Expansão Mucuri (L2), MA e PI durante as fases de CEO planejamento e engenharia conceitual. Foi executivo dos bancos JP Morgan no Brasil e em NY, Chase Manhattan e Banco Patrimônio/Salomon Brothers. Graduado em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Gerente Executivo Financeiro da Suzano Papel e Celulose há 4 anos, responsável pela Willy Jordan tesouraria, planejamento financeiro, controles internos e crédito. CFO Foi executivo na SAB Trading e no Banco Itaú. Graduado em Economia pela PUC-Rio e mestre em Economia pela EPGE/FGV. Atua há 25 anos na indústria florestal, com larga experiência em implantação de projetos e desenvolvimento de negócios florestais e produtos de madeira. Marcos Stolf Atuou como Diretor da Celulose Irani e executivo da Amcel (Marubeni Group), International Diretor de Operações Paper, Champion Papel e Celulose no Brasil e Weldwood no Canadá. Graduado em Engenharia Florestal pela ESALQ-USP e MBA pela FGV. Gerente de Projetos da Suzano Papel e Celulose. Pedro Tolentino Há 3 anos na Suzano, atualmente responsável por projetos de novos negócios. Gerente Executivo de Atuou como executivo nas empresas Michael Page e Votorantin Cimentos. Estratégia, Vendas e Graduado em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco e possui especialização em Marketing Marketing pela ESPM. 16
  18. 18. A empresa nasce para ser a líder mundial no mercado de pellets para energia.

×