Apostila ética empresarial
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share

Apostila ética empresarial

  • 18,550 views
Uploaded on

Ética Empresarial – Profª Thais Novaes Cavalcanti

Ética Empresarial – Profª Thais Novaes Cavalcanti

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
  • Material muito rico e esclarecedor
    Are you sure you want to
    Your message goes here
  • otimo material
    Are you sure you want to
    Your message goes here
No Downloads

Views

Total Views
18,550
On Slideshare
18,541
From Embeds
9
Number of Embeds
2

Actions

Shares
Downloads
456
Comments
2
Likes
3

Embeds 9

http://cursosrapidosonline2012.com.br 6
http://empregosvagasabertas.com.br 3

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Ética Empresarial Profa. Thais Novaes Cavalcanti !" Abril de 2011 Joinville – SC© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 2. á 01 e 02/04/2011 Ética Empresarial Thais Novaes Cavalcanti Conceito de empresa sustentável, suas características e relações com a aplicação da responsabilidade sócio- ambiental. Ética empresarial e individual: valores nos negócios. Códigos de Ética e Conduta e a institucionalização da Ética nas organizações. •Demonstrar que a ética aplicada às organizações tornou-se um imperativo nos dias atuais através da ampliação do conceito de responsabilidade sócio-ambiental das empresas. •Introduzir o conceito de ética, sob o ponto de vista individual e organizacional. •Elevar a consciência do aluno para os princípios e valores que devem servir de parâmetros para solucionar dilemas éticos que envolvem a gestão empresarial. •Disseminar conhecimento teórico e prático sobre a atuação social das empresas e terceiro setor. ó •A empresa sustentável: o princípio da subsidiariedade •Ética empresarial e individual •Ética nas empresas •Ética e Responsabilidade sócio-ambiental da empresa© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 3. Exposição interativa com recursos de Power pointEstudo de caso e com vídeos de destaque para empresários brasileirosLeituras e pesquisas recomendadasDiscussão em grupos para troca de experiências ç2,0 ponto Entrance Quiz individual (SER)1,0 ponto Avaliação da Disciplina individual (SER)1,0 ponto Avaliação em grupo/ Estudo de Caso6,0 pontos Avaliação Final áARRUDA, Maria Cecília Coutinho de. WHITAKER, Maria do Carmo. RAMOS, José Maria Rodriguez. Fundamentos deÉtica Empresarial Econômica. 2 ª ed. São Paulo: Atlas, 2003.CAVALCANTI, Thais Novaes. SOUZA, Carlos Aurélio Mota de. Princípios Humanistas Constitucionais. São Paulo: LetrasJurídicas e Cidade Nova, 2010.CAVALCANTI, Thais Novaes, WHITAKER, Maria do Carmo. Ética e Sigilo na empresa e os profissionais de secretariado.Revista Gestão e Secretariado, v.1, p.25 - 45, 2010.FERREL, O. C.; FRAEDRICH, John; FERREL, Linda. Ética empresarial: Dilemas, tomadas de decisões e casos. Rio deJaneiro, RJ. Reichmann & Afonso Editores, 2001. Tradução da 4ª ed. Americana por Ruy Jungmann.FREITAS, Lourdes Maria Silva ;SACCHI, Mario Gaspar; WHITAKER, Maria do Carmo. Ética e Internet: uma contribuiçãopara as empresas. São Paulo: DVS, 2006.MORRIS, Tom. A nova alma do negócio: como a filosofia pode melhorar a produtividade da sua empresa.Rio de Janeiro: Campus, 1998.© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 4. áSOLOMON, Robert C. A melhor maneira de fazer negócios: como a integridade pessoal leva ao sucesso corporativo. SãoPaulo: Negócio Editora, 2000. Tradução de Alípio Correa de Franca Neto.---------------------- Ética e Excelência. Cooperação integridade nos negócios. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006SOTO PINEDA, Eduardo e ot. Ética nas empresas. McGraw-Hill/Interamericana Editores, S.A. São Paulo/SP, 2009. í !Graduada pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo em 1997, é sócia do escritório Novaes CavalcantiAdvogados, onde atua na área de ética e responsabilidade social nas empresas. Recebeu o título de Mestre em Direito doEstado pela PUC-SP em 2003 e posteriormente o título de Master pela Pontificia Università Lateranense de Roma, naItália em 2005. Atualmente está no último ano do doutorado em Direito Constitucional pela Pontifícia Universidade Católicade São Paulo na área de Direito Constitucional. Professora de Direitos Humanos e Ciência Política na FaculdadeCantareira. Professora de Direito Constitucional na graduação é pós-graduação da UNIFIEO. Professora de DireitoEducacional na EPD – Escola Paulista de Direito. Professora da Escola de Política da Fundação Konrad Adenauer. É co-autora e organizadora do Livro “Princípios Humanistas Constitucionais” e “Economia e Vida” ambos publicados em 2010, edo Livro “O trabalho é expressão da Pessoa” publicado em 2009 , dentre outros. Possui artigos na área de direitoconstitucional e Ética em revistas especializadas. Atualmente é membro do Portal Academus (www.academus.pro.br) e dosite www.eticaempresarial.com.br.© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 5. Roteiro aula 1 • Novos conceitos e paradigmas • Estado Subsidiário • A empresa sustentável • Ética • Na Empresa • Nos Negócios • Na vida pessoal • Duas definições, Três afirmações e Uma conclusão© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 6. Um mundo em transformação... # $ $ $ % & $ $ $ & $© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 7. Um novo olhar... novos conceitos...© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 8. Novos conceitos e novos paradigmas " ) ( ( * ( + , - "© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 9. Novos conceitos e novos paradigmas / . ( %# 1 - 1 -" 0 1 $ $ $ -© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 10. Novos conceitos e novos paradigmas " - . . & $ . *© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 11. Novos conceitos e novos paradigmas . ( 2. 3 .3 ( 1" 4 $ # 5 4 $ #© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 12. Quais são as peças chave para este novo modelo? A empresa precisa encontrar um novo modelo de gestão...© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 13. • O princípio da subsidiariedade (Estado e Empresa) • A Empresa Sustentável • A Ética como fundamento e pilar da empresa© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 14. SUBSIDIARIEDADE do latim subsidium aferre - prestar ajuda, oferecer proteção. Implica que o Estado diante da sociedade (cidadãos individuais, famílias, grupos intermediários, associações) não deve fazer mais, como também não deve fazer de menos, que oferecer um ajuda a autonomia.© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 15. PRINCÍPIO DA SUBSIDIARIEDADE© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 16. Subsidiariedade nasce da Pessoa e retorna a Pessoa Nação Município Comunidade Família Pessoa Estado© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 17. A origem da formulação do conceito Cenário: pós primeira guerra mundial e diante da ameaça do fascismo. Encíclica da Pio XI - Quadragesimo Anno (15 de maio de 1931) “Como é injusto subtrair aos indivíduos o que eles podem efetuar com a própria iniciativa e capacidade, para confiar à coletividade, do mesmo modo passar para uma sociedade maior e mais elevada o que as sociedades menores e inferiores podiam conseguir, é uma injustiça, um grave dano e perturbação social. O fim natural da sociedade e da sua ação é coadjuvar os seus membros, não destruí-los nem absorvê- los. (cont) ” QA n. 79/81© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 18. Continuação do conceito Quadragesimo Anno - Pio XI (15 de maio de 1931) “Deixe, pois, a autoridade pública ao cuidado das associações inferiores aqueles negócios de menor importância, que a absorveriam demasiadamente; poderá então desempenhar mais livre, enérgica e eficazmente o que só a ela compete, porque só ela o pode fazer: dirigir, vigiar, urgir e reprimir, conforme os casos e a necessidade requeiram. Persuadam-se todos os que governam: quanto mais perfeita ordem hierárquica reinar entre as várias agremiações, segundo este princípio da função SUBSIDIÁRIA dos poderes públicos, tanto maior influencia e autoridade terão estes, tanto mais felizes e lisonjeiro será o estado da Nação.” QA n. 79/81© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 19. Aplicação do conceito no processo de integração européia Alemanha – Konrad Adenauer Itália - De Gasperi Inglaterra – Schuman França – Monnet© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 20. A subsidiariedade como princípio constitucional • O Tratado de Maastricht, artigo 3b: “A Comunidade intervirá segundo o princípio da subsidiariedade, somente e na medida em que os objetivos de ação previstos não possam ser suficientemente realizados pelos Estados membros”© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 21. A subsidiariedade como princípio constitucional • Constituição da Espanha ressalta a subsidiariedade inserida na trilogia solidariedade e desenvolvimento, propondo instrumentos para evitar as desigualdades do tipo econômico e social entre as diferentes comunidades autônomas. • Constituição de Portugal propõe a subsidiariedade no plano urbanístico ligada ao princípio da igualdade criando uma figura interessante de associação da administração pública com os particulares.© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 22. A Constituição italiana explicita o princípio da subsidiariedade • Artigo 118: “Estado, Região, cidades metropolitanas, províncias e municípios, reconhecem e favorecem a autonoma iniciativa dos cidadãos, individualmente e associados, para o desenvolvimento de atividades de interesse geral, com base no princípio da subsidiariedade.”© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 23. Síntese do ex-governador Franco Montoro: “é um princípio de bom senso, tudo o que puder ser feito no Município deve ser feito por ele, o que ele não puder, o estado vem em auxílio, o que o Estado não puder a União subsidia. Parto do princípio de que, tudo o que puder ser feito por uma entidade menor, não deve ser feito por um organismo maior, é o Governo mais próximo da população,e eu menciono alguns princípios: primeiro, tudo aquilo que puder ser feito pela própria sociedade deve ser feito por ela, quando ela não puder fazer, o Estado interfere, mas não se trata de um Estado mínimo ou máximo, mas sim do Estado necessário. (...) A União deve ficar com os poderes que nem o estado, nem o Município e nem a sociedade, podem fazer de forma adequada ao interesse público: diretrizes gerais, Segurança Pública, relações Internacionais mas, principalmente, diretrizes. A execução, excepcionalmente, só quando ela realmente não puder ser realizada por instâncias menores. Esta é uma boa síntese do que se poderia chamar de princípio da subsidiariedade ”© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 24. PRINCÍPIO DA SUBSIDIARIEDADE Condição para: • uma autêntica democracia participativa • Construção de uma sociedade justa, pacífica e solidária • Combate à corrupção • Fortalecimento da sociedade civil e da iniciativa privada© Professora Thais Novaes Cavalcanti 30/3/2011 Ética Empresarial
  • 25. PRINCÍPIO DA SUBSIDIARIEDADE Como: • Reconhecimento da dignidade da pessoa • Base do direito comunitário • Fundamento nas relações do Estado (entre os entes federativos) e com a sociedade© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 26. Princípio da Subsidiariedade 3 NÍVEIS: Horizontal: cada sociedade reconhece, respeita, ajuda e complementa a sociedade que faz parte da própria família; Vertical Ascendente: todas as sociedades inferiores colocam à disposição toda capacidade para realização do Bem Comum nacional e mundial. Vertical Descendente: as sociedades maiores oferecem ajuda à todas as sociedades que estão na esfera da sua competência.© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 27. “Cortaram nossos braços e nossas pernas e nos deixaram livres para caminhar!” (Antoine Saint Exupery)© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 28. A subsidiariedade no “público” e “privado” • um aparato público capaz de renunciar a gestão direta dos serviços para favorecer a autonomia da iniciativa privada e das organizações sociais; • Transparência na gestão pública; • Definição de leis justas e claras que facilitem seu cumprimento e desburocratização do sistema; • Incentivos fiscais e apoio à iniciativa privada; • a presença de uma sociedade civil capaz de organizar-se para responder às próprias necessidades; • Empresas saudáveis financeiramente; • Privado como co-responsáveis pelo bem comum; • Ética na atividade “pública” e na atividade “privada”© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 29. O conceito de empresa sustentável “Sustentabilidade contempla não só sua competência para gerar empregos e pagar impostos, mas também sua capacidade de tentar harmonizar seu sucesso econômico com o equilíbrio social e com qualidade ambiental, dentro de alto padrões éticos de atuação.” Rogéria Oliveira Taragano, p. 261 “Ética na vida das empresas”© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 30. Empresa sustentável • Sucesso econômico • Equilíbrio social • Qualidade ambiental • Altos padrões de Ética Filme “a História das Coisas”© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 31. Ética Empresarial A ética empresarial atinge as empresas e as organizações em geral. A empresa deve se desenvolver de tal forma que a ética, a conduta ética de seus integrantes e os valores da organização, tornem-se parte de sua cultura. Eventual código de ética deve emergir de uma necessidade da empresa Fonte: www.eticaempresarial.com.br© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 32. ÉTICA NOS NEGÓCIOS “Ética nos negócios é o estudo da forma pela qual normas morais pessoais se aplicam às atividades e aos objetivos da empresa comercial. Não se trata de um padrão moral separado, mas do estudo de como o contexto dos negócios cria os seus problemas próprios e exclusivos à pessoa moral que atua como um gerente desse sistema.” (Nash, 2001:6)© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 33. Ética na vida pessoal • Pessoa ética é aquela que, livremente, com a consciência bem formada, responsabilidade e reta intenção, aplica a inteligência na procura da verdade e a vontade na busca do bem, em todas as suas ações. • Implica: • Dignidade • Consciência • Análise da conduta • Regras de comportamento© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 34. Ética na empresa Ética nos negócios Ética na vida pessoal 3 Afirmações - 2 Definições - 1 Conclusão© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 35. AFINAL, O QUE É A ÉTICA?© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 36. • Ética é parte da filosofia e estuda a conduta humana. • Ética moral • Moral é o conjunto de normas da conduta humana. • A Ética é a ciência da moral – estuda para extrair princípios e regras universais aplicáveis a toda conduta humana (grupo humano). • Dicionário Aurélio: “Estudo dos juízos de apreciação referente à conduta humana (bem e mal)” • Dicionário de filosofia: “origem grega da palavra ETHOS = caráter”© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 37. • Dicionário Aurélio: “Estudo dos juízos de apreciação referente à conduta humana (bem e mal)” • Dicionário de filosofia: “origem grega da palavra ETHOS = caráter” • Dicionário de Oxford: “estudo dos conceitos envolvidos no raciocínio prático: o bem, o correto, o dever, a obrigação, a virtude, a liberdade, a racionalidade, a escolha”. • Virtude (vir, viri = homem) qualidade do homem© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 38. “A ética é um saber moral e não somente um saber sobre a moral” • Objeto: estuda a conduta e também estuda como projetar e realizar uma conduta boa. • Ética está sempre ligada a Pessoa agente (ações do homem livre) • Ética da primeira pessoa e não da terceira pessoa – objetividade Filme da pesca© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 39. Ética na empresa Ética nos negócios Ética na vida pessoal 3 Afirmações - 2 Definições - 1 Conclusão© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 40. Três afirmações 1. A ética é, sem dúvida, um dos pilares fundamentais da sustentabilidade da empresa. 2. O medo de que a ética custe caro impede a formulação de um tratamento efetivo para ela. 3. A Ética na empresa influencia o mercado competitivo.© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 41. DUAS DEFINIÇÕES • Aristóteles • Lord Moulton “é a ciência de praticar “obediência ao que não o bem” é passível de punição por lei” A escolha moral/ ética não é entre fazer o Obedecer a lei é só bem e o mal, mas uma parte entre o bem e o bem. ex. dirigir nos limites da lei e “roubar” carrinhos de supermercado© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 42. Uma conclusão© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 43. Roteiro aula 2 • Vídeo Ana Carolina • Ética – um conceito • Conduta e dignidade do ser humano • Fatores que dificultam a adesão à verdade e ao bem • O certo e errado no dia-a-dia da empresa • A pessoa na família, no trabalho e no político© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 44. ÉTICA – UM CONCEITO“Ética é a ciência que toma por objeto imediatoos juízos de apreciação sobre os atosqualificados como bons ou maus” (Lalande) Princípios universais e permanentes que ultrapassam as fronteiras do espaço e do tempo© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 45. FONTE DA ÉTICA A fonte da ética é a própria realidade humana, na qual a razão encontra e conhece os princípios morais, universais e certos ARRUDA, WHITAKER,RAMOS, Fundamentos de Ética Empresarial e Econômica© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 46. A DIGNIDADE E A CONDUTA DO SER HUMANO© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 47. A DIGNIDADE DO SER HUMANO A pessoa é um ser único, irrepetível, inconfundível, incomparável e insubstituível Fonte:Luigi Pareyson© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 48. A DIGNIDADE DO SER HUMANO F inteligência E → Verdade imaginação L memóriaESSÊNCIA consciência I Vontade liberdade → Bem C emoções I D A D EXISTÊNCIA E© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 49. A DIGNIDADE DO SER HUMANO O valor da pessoa humana ultrapassa o desenvolvimento social e econômico. O ser humano deve ser definido a partir das realidades da criação superiores a ele e não inferiores. A sua grandeza advém da sua realidade espiritual, da sua filosofia de vida. Qual a minha filosofia de vida?© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 50. A DIGNIDADE DO SER HUMANO Manifestamos apreço e consideração por cada uma das pessoas que vemos e cumprimentamos diariamente? A pessoa humana, não pode ser definida pela produção de seu trabalho ou pelo resultado material de seu esforço. As pessoas não podem ser subordinadas a fins meramente utilitários, como simples peças de engrenagem da produtividade e do lucro.© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 51. A DIGNIDADE DO SER HUMANO Quatro dimensões básicas da experiência humana • intelectual → verdade • estética → beleza • moral → bondade • espiritual → unidade Essas dimensões permanecem subjacentes à diversidade humana, conduzem-nos à felicidade e nos oferecem a chave da excelência que garante a solidez da cultura das instituições (adaptação de Tom Morris)© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 52. A CONDUTA E A DIGNIDADE DO SER HUMANO NÃO HÁ ESCOLHA gravidade químicaLEIS DA NATUREZA hereditariedade biológica física© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 53. A CONDUTA E A DIGNIDADE DO SER HUMANO HÁ LIBERDADE direito LEIS PECULIARES À psicologia NATUREZA HUMANA ética sociologia pedagogia andragogia© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 54. A CONDUTA E A DIGNIDADE DO SER HUMANO O ser humano não pode desobedecer às leis que compartilha com as outras coisas. Mas pode desobedecer se assim o quiser,à lei que é peculiar à sua natureza humana, à lei que não compartilha nem com os animais, nem com os vegetais, nem com os seres inorgânicos ( C.S.Lewis)© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 55. FATORES QUE DIFICULTAM A ADESÃO AO BEM© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 56. FATORES QUE DIFICULTAM A ADESÃO AO BEM Ignorância Debilidade Malícia Indiferença© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 57. Pesquisa com estudantes do 2 grau • 59% estariam dispostos a enfrentar uma condicional de 6 meses por uma transação ilegal que rendesse 10 milhões de dólares • 67% não vêem problema em superdimensionar os gastos em seus relatórios de despesas para reembolso quando estiver no mundo empresarial • 50% aumentaria suas reivindicações de pagamentos de seguros com itens falsos • 66% mentiriam para alcançar um objetivo comercial • 37% a corrupção é um meio importante para vencer na vida • 37% não consideram a fraude um problema grave© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 58. • 76% dos alunos admitiram ter colado ao menos uma vez • 90% afirmou ter colado quatro vezes ou mais • Por âmbito profissional: • 76% dos futuros empresários • 68% dos futuros médicos • 63% dos futuros advogados • 57% dos futuros educadores • Visão brasileira “quem não cola, não sai da escola”© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 59. Pesquisa das bandeirantes da América • Diante da pergunta: “Qual seria, em sua opinião, a autoridade de maior credibilidade para questões relacionadas à verdade? • 3% - a impresa • 6% - a ciência • 9% - meus pais • 12% - a religião • 70% - “Eu. Não existe qualquer outra autoridade para a verdade do que eu mesmo. Se não achar algo verdadeiro, não há outro lugar a quem recorrer.” • Importância de admitir “constantes”. Ex. Para-quedas© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 60. © Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 61. O CERTO E O ERRADO NO DIA-A DIA CRITÉRIOS DE ETICIDADE•OBJETO É a realidade perseguida pelo ato•FINALIDADE É a intenção que move o agente a realizar o ato•CIRCUNSTÂNCIAS E CONSEQÜÊNCIAS São os fatores ou modificações que afetam o ato humano Quem age, onde, como, por quê, com que meios Atenuantes e Agravantes (ARRUDA, WHITAKER,RAMOS, Fundamentos de Ética Empresarial e Econômica)© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 62. O CERTO E O ERRADO NO DIA-A DIA SEIS PERGUNTAS QUE AUMENTAM A SENSIBILIDADE MORAL 1. Isso é certo? 2. Isso é justo? 3. Estou prejudicando alguém? 4. Eu poderia divulgar isso para o público ou para alguém respeitado? 5. Eu diria a meu filho para fazer isso? 6. Eu gostaria que isso acontecesse comigo? (adaptação de Laura Nash)© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 63. AFINAL, O QUE SE ENTENDE POR ÉTICA?© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 64. ÉTICA A moral é o corpo de preceitos e regras que visam dirigir as ações do homem, segundo a justiça e a eqüidade natural. A ética seria a parte da filosofia que aborda os fundamentos da moral. Fonte: Larrousse, 1998, v.10,p.2286 e v. 17, p. 4078© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 65. PESSOA ÉTICA Pessoa ética é aquela que, livremente, com a consciência bem formada, responsabilidade e reta intenção, aplica a inteligência na procura da verdade e a vontade na busca do bem, em todas as suas ações.© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 66. ABORDAGEM ÉTICA Semântica Falar sobre Ética Prática Teoria Atuar Eticamente Pensar sobre Ética (George Enderle et.al)© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 67. A PESSOA NO TRABALHO, NA FAMÍLIA, NA POLÍTICA A pessoa é a mesma em qualquer ambiente ecircunstância Os papéis exercidos pelo cidadão, funcionário, amigo,pai, chefe, colega, adversário, concorrente Coerência de vida: harmonia entre o que se diz e o quese faz. Integridade O modo de agir segue o modo de ser© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 68. A PESSOA NO TRABALHO, NA FAMÍLIA, NA POLÍTICA Integridade= inteireza•A integridade não é em si uma virtude masuma síntese das virtudes que trabalham juntaspara formar um todo coeso•Coesão significa juntar as partes , não permitirque o todo se desintegre em meio aos conflitos© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 69. A PESSOA NO TRABALHO NA FAMÍLIA NA POLÍTICA •Enquanto uma única ação pode denunciar falta de integridade, nenhuma ação singular estabelecerá definitivamente a integridade de alguém •Um único deslize pode ser fatal, ao passo que toda uma vida de boas ações ainda deixa em aberto a questão da honestidade de alguém© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 70. A PESSOA NA FAMÍLIA Tradição, cultura, princípios, valores Solidariedade, transparência, união, amor, saber ceder, ouvir, compreender ....... A ética vem do berço?© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 71. O TRABALHO DO POLÍTICO A qualidade humana do trabalho não está ligada ao tipo de tarefa que se realiza mas à forma como é realizada Trabalho intelectual x Trabalho braçal Trabalho rotineiro x Trabalho criativo© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 72. O TRABALHO DO POLÍTICO •Identificar o papel de cada integrante da Equipe •Valorizar todos e cada um dos integrantes da Equipe •Tratar com a mesma consideração a pessoa , independentemente do cargo que ocupa, do papel que exerce, da procedência...© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 73. ÉTICA DA VIRTUDE Para Aristóteles, a virtude é a disposição que resulta dos melhores movimentos da alma, e é também a fonte das melhores ações e paixões da alma. Virtudes são qualidades que capacitam as pessoas a encontrarem motivos para agir bem Sem coação, exercitando sua liberdade, a pessoa virtuosa sempre procura escolher o que é bom, certo, correto© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 74. ÉTICA DA VIRTUDE REGRA DA RECIPROCIDADE “Faça aos outros o que fizerem com vocꔕAconselha que você permita que os outrosrevidem seus ataques•Eles agem, você desiste de sua integridade e,simplesmente, reage ao tratamento que recebe(adaptado de Tom Morris, A nova alma do negócio, p. 159, 7ª ed. Campus)© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 75. ÉTICA DA VIRTUDE•Faça uma lista de tudo o que fizeram com você eque você detestou. “Nunca faça o mesmo com os outros”•Faça uma lista de tudo o que fizeram com você evocê adorou. “Faça o mesmo com os outros” (adaptado de Tom Morris, A nova alma do negócio, p. 160, 7ª ed. Campus)© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 76. BIBLIOGRAFIA ARRUDA, RAMOS, WHITAKER. Fundamentos de WHITAKER. Ética Empresarial e Econômica. Ed. Atlas, São Paulo, 2001 Econômica. Ed. www.eticaempresarial.com.br www.eticaempresarial.com. http://www.transparencia.org.br/index.html http://www.tcc-brasil.org.br/ (transparência consciência e cidadania) http://www.portaldatransparencia.gov.br/ http://www.mj.gov.br/transparencia/default.asp http://www.ivforumglobal.org.br/programacao/tema5/pt-br (forum global de combate à corrupção)© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 77. Roteiro aula 3 • Três afirmações – A Ética é, sem dúvida, um dos pilares fundamentais da sustentabilidade da empresa. – O medo de que a Ética custe caro impede a formulação de uma tratamento efetivo a ela. – A Ética na empresa influencia o mercado competitivo. Duas definições Conclusão© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 78. Ética na empresa Ética nos negócios Ética na vida pessoal 3 Afirmações - 2 Definições - 1 Conclusão© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 79. A ética é, sem dúvida, um dos pilares fundamentais da sustentabilidade da empresa. 1) Qual a função da empresa no Brasil e mundo hoje? 2) Compatibilização ética nos negócios (deixar de lado o falso dilema de que ou você age pensando nos negócios ou tem uma postura ética) 3) Valores empresariais: transparência, reputação© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 80. 1) Função da empresa – 93% da população – gerar empregos – 87% dos empresários – dar lucro aos acionistas A visão comum é de que o lucro é um mal necessário e que a atividade da empresa é intrinsecamente não-ética. “Suponha que você seja um homem de negócios. Agora, suponha que você tenha um caráter insensível e ganancioso. Quer dizer, estou sendo redundante.” (Mark Twain)© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 81. 1) Função da empresa Porque não gerar emprego? Porque não dar lucro? Visão mais ampla, se a empresa fosse ética talvez não existisse essas dúvidas Função social da empresa – artigo 170 da CF/88© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 82. Compatibilização da Ética nos negócios Entrevista com o presidente do Banco Santander – Fabio Barbosa • http://www.youtube.com/watch?v=SrONJfa9lZU “Banco melhor, mercado melhor, país melhor”© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 83. ÉTICA NA EMPRESA " # Ambiente ético Lucro $ " % Fonte:Ferrell et al. Ética Empresarial, Reichmann & Affonso Editores, 2001, p.215© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial 83
  • 84. ÉTICA NOS NEGÓCIOS • “Ética nos negócios é o estudo da forma pela qual normas morais pessoais se aplicam às atividades e aos objetivos da empresa comercial. Não se trata de um padrão moral separado, mas do estudo de como o contexto dos negócios cria os seus problemas próprios e exclusivos à pessoa moral que atua como um gerente desse sistema.” (Nash, 2001:6)© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 85. Três áreas de tomada de decisão gerencial: 1) Escolhas quanto à lei – o que deveria ser e se deverá ser cumprida ou não. 2) Escolha sobre os assuntos econômicos e sociais que estão além do domínio da lei – “áreas cinzentas” ou “valores humanos”. Bens tangíveis ou intangíveis pelos quais se tratam os outros, e incluem não apenas noções morais de honestidade, palavra e justiça, mas também a de evitar danos e a reparação voluntária dos prejuízos causados. 3) Escolhas sobre a preeminência do interesse próprio – o quanto o bem-estar próprio vem antes dos interesses da empresa ou de outras pessoas dentro ou fora da empresa. Incluem-se as decisões que dizem respeito aos direitos de propriedade e quanto dinheiro deve ser retido ou distribuído.© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 86. 3) Valores empresariais: reputação é transparência “No mundo de hoje, onde idéias gradativamente substituem elementos físicos na geração de valor econômico, a competição pela reputação torna-se uma força significativa impulsionando a economia. Bens manufaturados podem ser facilmente avaliados antes do fechamento de uma transação. No entanto, para aqueles que vendem serviços, a única garantia a ser oferecida é a própria reputação” Alan Greenspan, ex-presidente do Banco Central Americano© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 87. • Universidade de Oxford out/2002 a reputação de uma empresa corresponde a 40% de seu valor de mercado. • A imagem se consegue com propaganda, mas a reputação nem em 30 anos no mercado. – Se os padrões e ações corporativas resistem à mudança e ao tempo. – Esta relacionado à forma de agir dos acionistas, funcionários, clientes, fornecedores, comunidade, mídia, governo.© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 88. O medo de que a ética custe caro impede a formulação de um tratamento efetivo para ela. 1) Receios devem ser ultrapassados 2) Colocar premissas éticas em prática 1) Os códigos de ética 2) Os Comitês de ética 3) Gestores 3) Os líderes exercem influência ética sobre outras pessoas© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 89. Os receios devem ser ultrapassados... Receios De que o cumprimento das obrigações éticas imponha um custo imediato ao demonstrativo de lucros e perdas De que os empregados que adotam padrões não-éticos venham a significar, no futuro, um passivo financeiro para a empresa© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 90. PERIGO na Governança corporativa A Ética como modismo nas organizações corre o risco de ser instrumentalizada para fins econômicos. “Os valores éticos nas organizações não deveriam ser vistos como um conjunto de regras que podem contribuir para o resultado econômicos da empresa, mas como algo que representa um valor em si, independente do resultado econômico da empresa.”© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 91. Colocar premissas éticas em prática • 1) Código de Ética – objetivo é estabelecer um clima ético na empresa. Não tem a pretensão de solucionar os dilemas éticos da organização mas fornecer critérios ou diretrizes para que as pessoas encontrem formas éticas de se conduzir. • Declaração formal das expectativas da empresa com relação à conduta de seus executivos e demais funcionários© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 92. CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA É um instrumento de realização dos princípios, visão, missão e valores da organização Deve ser concebido para cada empresa e expressar a sua cultura Serve para orientar as ações de seus colaboradores e explicitar a postura da empresa em face dos diferentes públicos com os quais interage© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 93. VANTAGENS Fornecer critérios ou diretrizes para que as pessoas encontrem formas éticas de se conduzir Garantir igualdade na forma de encaminhar questões específicas Estimular comprometimento de todos os colaboradores Favorecer ótimo ambiente de trabalho que desencadeia a boa qualidade da produção, alto rendimento e por via de conseqüência, ampliação dos negócios e maior lucro.© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 94. VANTAGENS Criar nos colaboradores maior sensibilidade que lhes permita procurar o bem estar dos clientes e fornecedores e, em conseqüência, sua satisfação Aumentar a integração entre os funcionários da empresa Proteger interesses públicos e de profissionais que contribuem para a organização Facilitar o desenvolvimento da competitividade saudável entre concorrentes© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 95. VANTAGENS Consolidar a lealdade e fidelidade do cliente Atrair clientes, fornecedores, colaboradores e parceiros que se conduzem dentro de elevados padrões éticos Garantir a sustentabilidade da empresa Agregar valor à imagem da empresa© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 96. DESVANTAGENS Código de ética encomendado e engavetado “Efeito pacote” Inconsistência e incoerência entre o que está disposto no código de conduta e o que se vive na organização© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 97. Empresas que possuem código de ética universo de 500© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 98. Empresas que possuem código de ética 41,6% disponibilizam o Código no site e para os stakeholders© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 99. Colocar premissas éticas em prática 2) Comitê de Ética – Pessoas idôneas – Ligação direta com o presidente ou ao vice – Impessoalidade 3) Gestor de Ética – Ligado à Diretoria – Importância para desenvolver programas de ética para os funcionários e para o Comitê© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 100. Implantação de programas de ética nas organizações • Liderança ética e comprometimento da alta administração; • Declaração de valores e crenças; • Elaboração e implantação do Código de Ética; • Criação de um Comitê de Ética; • Treinamento em ética; • Comunicação envolvendo a ética no trabalho; • Auditoria na avaliação de desempenho; • Relatório sobre as violações éticas. (Fundamentos de Ética Empresarial e Econômica, Whitaker, p. 57)© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 101. Os líderes exercem influência ética sobre outras pessoas • Auxilie as pessoas a seguirem com liberdade e bom senso • Competências e virtude© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 102. ! "# ! " # $% & ( ) ) * + - ,% . " ) + . - / 0 ,% ) $ $ " 1 # , 0 ! % ) 2 % ) 2 2 ( & !" 2 ( 3 %4 3 & $ " $% ) " 5 6% # & 7 $% ( &© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 103. IBGC – Instituto Brasileiro de Governança Corporativa Código das Melhores Práticas da Governança Corporativa (GC – práticas e relacionamentos entre os acionistas ou cotistas, Conselho de Administração, Diretoria, Auditoria, Conselho Fiscal, com a finalidade de otimizar o desempenho e facilitar o acesso ao capital). • Destaca as seguintes virtudes: – Equidade – Transparência (confiança) – Prestação de contas (consequência da responsabilidade)© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 104. A Ética na empresa influencia o mercado competitivo. 1) Empresa e os stakholders 2) A competição não é uma guerra (um contra o outro), são necessárias regras para o comportamento competitivo (esportes, atletas) 3) A Criação da confiança. Se não há uma estrutura de valores morais básicos vira idealismo.© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 105. CARTA/ MENSAGEM DO PRESIDENTE (Código de Mídia Ética) ColaboradorComunidade Cliente EMPRESA ÉTICAMeio Ambiente Fornecedor Esfera pública Acionista Concorrente© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 106. • A competição não é uma guerra (um contra o outro). • Quando falta atitude ética, são necessárias regras para o comportamento competitivo, como no esporte. • Utilizar alternativas ilegais e ilícitas cria desvantagem diante do competidor. (vídeos de propaganda)© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 107. • “A ética não só uma conveniência, mas também uma condição para sobrevivência da sociedade” • O capitalismo democrático - sistema de troca voluntária e comprometimentos políticos com a liberdade e o livre- arbítrio individuais, é no fundo, um sistema que depende da criação de confiança. • Estrutura de valores morais básicos – dizer a verdade, – justiça, – responsabilidade pessoal© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 108. DUAS DEFINIÇÕES • Aristóteles • Lord Moulton “é a ciência de praticar “obediência ao que não o bem” é passível de punição por lei” A escolha moral/ ética não é entre fazer o Obedecer a lei é só bem e o mal, mas uma parte entre o bem e o bem. ex. dirigir nos limites da lei e “roubar” carrinhos de supermercado© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 109. • Ética, tem origem no grego ETHOS (caráter) • É a parte da filosofia que estuda a moralidade do agir humano, quer dizer, considera os ato humanos enquanto bons ou maus. (Angel Luño) • “ética é fazer a coisa de uma forma que você possa conversar a noite com os seus filhos à mesa da sala de jantar” – O livro que Aristóteles escreveu sobre ética foi “palavras de uma pai para o filho”, Nicômaco.© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 110. • Regra de ouro: “Tudo o que desejarem que os homens lhes façam, façam o mesmo com eles, porque esta é a lei e os profetas.” • Também se aplica à empresa e ao mercado competitivo© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 111. A Ética é pessoal e é uma só • É no dia a dia das atitudes • Combater a inversão de valores “Só existe uma ética e nada mais e ela se aplica a todas as áreas, em todos os sentidos. Não se iludam pensando que uma pessoa antiética em questões pessoais será ético na função de administrador; que um grosseirão na família, terá virtudes no trabalho” (Rushworth Kidder)© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 112. Combater a inversão de valores • No Brasil temos tolerância com pequenos delitos, chamamos de informal tipos de atividade econômicas que tecnicamente são ilegais. • Transformar planejamento tributário em sonegação, pirataria, corrupção, mentira© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial
  • 113. A Ética é uma só e começa em nós! “Nós temos que ser a mudança que queremos ver no mundo” Gandhi© Professora Thais Novaes Cavalcanti Ética Empresarial