• Like
Microepeqempresa2
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

Published

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,413
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. 2 ISSN 1677-7042 1 Nº 61, segunda-feira, 1 de abril de 2013 "Art. 24-E. À Secretaria da Micro e Pequena Empresa com- Parágrafo único. O quadro de servidores efetivos dos órgãos pete assessorar direta e imediatamente o Presidente da República, de que trata este artigo será transferido para a Secretaria da Micro e Atos do Poder Executivo especialmente: Pequena Empresa. . I - na formulação, coordenação e articulação de: Art. 4o Os Ministérios do Desenvolvimento, Indústria e Co- DECRETO N o 7.970, DE 28 DE MARÇO DE 2013 - mércio Exterior e do Planejamento, Orçamento e Gestão adotarão, até a) políticas e diretrizes para o apoio à microempresa, em- 90 (noventa) dias após a data da entrada em vigor desta Lei, as Regulamenta dispositivos da Lei nº 12.598, presa de pequeno porte e artesanato e de fortalecimento, ex- providências necessárias para a efetivação das transferências de que de 22 de março de 2012, que estabelece nor- pansão e formalização de Micro e Pequenas Empresas; mas especiais para as compras, as contrata- trata esta Lei, inclusive quanto à movimentação das dotações or- çamentárias. ções e o desenvolvimento de produtos e sis- b) programas de incentivo e promoção de arranjos produtivos temas de defesa, e dá outras providências. locais relacionados às microempresas e empresas de pequeno porte e de promoção do desenvolvimento da produção; Parágrafo único. No prazo de que trata o caput, o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior prestará o apoio A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 84, caput, incisos IV e VI, alínea "a", da c) programas e ações de qualificação e extensão empresarial administrativo e jurídico necessário para garantir a continuidade das Constituição, e tendo em vista o disposto na Lei no 12.598, de 22 de voltadas à microempresa, empresa de pequeno porte e artesanato; e atividades da Secretaria da Micro e Pequena Empresa. março de 2012, d) programas de promoção da competitividade e inovação Art. 5o A Lei Complementar no 123, de 14 de dezembro de DECRETA: voltados à microempresa e empresa de pequeno porte; 2006, passa a vigorar com as seguintes alterações: CAPÍTULO I II - na coordenação e supervisão dos Programas de Apoio às "Art. 2o ..................................................................................... DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Empresas de Pequeno Porte custeados com recursos da União; ........................................................................................................... Art. 1º Este Decreto regulamenta dispositivos da Lei nº III - na articulação e incentivo à participação da microem- § 5o O Fórum referido no inciso II do caput deste artigo tem 12.598, de 22 de março de 2012. presa, empresa de pequeno porte e artesanato nas exportações por finalidade orientar e assessorar a formulação e coordenação brasileiras de bens e serviços e sua internacionalização. da política nacional de desenvolvimento das microempresas e Parágrafo único. O Regime Especial Tributário para a In- dústria de Defesa - RETID, disposto na Lei nº 12.598, de 2012, será 1o § A Secretaria da Micro e Pequena Empresa participará na empresas de pequeno porte, bem como acompanhar e avaliar a regulamentado por ato específico. formulação de políticas voltadas ao microempreendedorismo e ao sua implantação, sendo presidido e coordenado pela Secretaria da microcrédito, exercendo suas competências em articulação com Micro e Pequena Empresa da Presidência da República. CAPÍTULO II os demais órgãos da administração pública federal, em especial DA COMISSÃO MISTA DA INDÚSTRIA DE DEFESA com os Ministérios do Desenvolvimento, Indústria e Comércio ..............................................................................................." (NR) Exterior, da Fazenda, da Ciência, Tecnologia e Inovação e do Art. 2º Fica criada a Comissão Mista da Indústria de Defesa Trabalho e Emprego. "Art. 76. Para o cumprimento do disposto nesta Lei Com- - CMID, tendo por finalidade assessorar o Ministro de Estado da plementar, bem como para desenvolver e acompanhar políticas Defesa em processos decisórios e em proposições de atos relacio- § 2o A Secretaria da Micro e Pequena Empresa tem como públicas voltadas às microempresas e empresas de pequeno porte, nados à indústria nacional de defesa. estrutura básica o Gabinete, a Secretaria Executiva e até 2 (duas) o poder público, em consonância com o Fórum Permanente das Secretarias." Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, sob a coordenação § 1º A CMID tem as seguintes atribuições: da Secretaria da Micro e Pequena Empresa da Presidência da I - propor e coordenar estudos relativos à política nacional da Art. 2o Ficam transferidas as competências referentes à mi- República, deverá incentivar e apoiar a criação de fóruns com indústria de defesa;croempresa, empresa de pequeno porte e artesanato do Ministério do participação dos órgãos públicos competentes e das entidadesDesenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior para a Secretaria da vinculadas ao setor. II - promover a integração entre o Ministério da Defesa eMicro e Pequena Empresa. órgãos e entidades públicos e privados relacionadas à base industrial Parágrafo único. A Secretaria da Micro e Pequena Empresa de defesa; Art. 3o O acervo patrimonial dos órgãos que tiveram suas da Presidência da República coordenará com as entidades re-competências absorvidas será transferido para a Secretaria da Micro e III - emitir parecer e propor ao Ministro de Estado da DefesaPequena Empresa. presentativas das microempresas e empresas de pequeno porte a implementação dos fóruns regionais nas unidades da federa- as classificações de bens, serviços, obras ou informações nos termos do inciso I do caput do art. 2o da Lei no 12.598, de 2012, como ção."(NR) Produto de Defesa - PRODE; "Art. 85-A. ............................................................................... IV - emitir parecer e propor ao Ministro de Estado da Defesa .......................................................................................................... as classificações de conjunto inter-relacionado ou interativo de Pro- duto de Defesa como Sistema de Defesa - SD, nos termos do inciso § 3o A Secretaria da Micro e Pequena Empresa da Pre- III do caput do art. 2o da Lei no 12.598, de 2012; sidência da República juntamente com as entidades municipa- listas e de apoio e representação empresarial prestarão suporte V - propor ao Ministro de Estado da Defesa a classificação aos referidos agentes na forma de capacitação, estudos e pes- de PRODE como Produto Estratégico de Defesa - PED, nos termos quisas, publicações, promoção de intercâmbio de informações e do inciso II do caput do art. 2º da Lei nº 12.598, de 2012; experiências."(NR) VI - propor ao Ministro de Estado da Defesa o credencia- mento de Empresa de Defesa como Empresa Estratégica de Defesa, nos Art. 6o Fica criado o cargo de Ministro de Estado Chefe da termos do inciso IV do caput do art. 2o da Lei no 12.598, de 2012; Secretaria da Micro e Pequena Empresa da Presidência da República. VII - propor ao Ministro de Estado da Defesa políticas e Art. 7o Fica criado o cargo de natureza especial de Secretário orientações sobre processos de aquisição, importação e financiamento Executivo da Secretaria da Micro e Pequena Empresa da Presidência de que tratam os arts. 3o, 4o e 6o da Lei no 12.598, de 2012; e da República. VIII - apreciar e emitir parecer sobre os Termos de Licitação Art. 8o Ficam criados os seguintes cargos em comissão do Especial - TLE. Grupo-Direção e Assessoramento Superiores destinados à Secretaria da Micro e Pequena Empresa da Presidência da República: § 2º A CMID é composta por: I - 2 (dois) DAS-6; I - quatro representantes da Administração Central do Mi- nistério da Defesa; II - 7 (sete) DAS-5; II - um representante do Comando da Marinha; III - 17 (dezessete) DAS-4; III - um representante do Comando do Exército; e IV - 18 (dezoito) DAS-3; IV - um representante do Comando da Aeronáutica. V - 15 (quinze) DAS-2; e V - um representante do Ministério da Fazenda VI - 7 (sete) DAS-1. VI - um representante do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior; Art. 9o Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. VII - um representante do Ministério de Ciência, Tecnologia Art. 10. Fica revogada a alínea h do inciso IX do art. 27 da e Inovação; e Lei no 10.683, de 28 de maio de 2003. VIII - um representante do Ministério do Planejamento, Or- Brasília, 28 de março de 2013; 192o da Independência e 125o çamento e Gestão. da República. § 3º Os participantes da CMID deverão ser oficiais-generais ou, no caso de servidores civis, ocupantes de cargo em comissão do DILMA ROUSSEFF Grupo-Direção e Assessoramento Superiores - DAS, no mínimo, de Miriam Belchior nível 101.5, podendo o membro suplente ser ocupante de cargo em Alessandro Golombiewski Teixeira comissão do Grupo-Direção e Assessoramento Superiores - DAS, no Gleisi Hoffmann mínimo, de nível 101.4.Este documento pode ser verificado no endereço eletrônico http://www.in.gov.br/autenticidade.html, Documento assinado digitalmente conforme MP n o 2.200-2 de 24/08/2001, que institui a -pelo código 00012013040100002 Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil.